Redação Pragmatismo
Compartilhar
Cuba 13/Dec/2013 às 17:27
41
Comentários

Educação cubana: dados que impressionam

Com escassos recursos e fortes problemas econômicos oriundos de um constante bloqueio, dados da educação cubana impressionam o mundo

educação cubana
Educação cubana é a melhor da América Latina (arquivo)

Em 2009 a Unesco apresentou um informe de seu organismo regional, a Orealc, sobre a prova LLCE (Laboratório Latino-Americano de Avaliação da Qualidade do Ensino) denominado “Segundo Estudo Regional Comparativo e Explicativo na América Latina e no Caribe”, que revelou dados muito surpreendentes para alguns analistas.

Christopher Marquis do New York Times assinalou: “os estudantes cubanos, em todas as matérias examinadas, obtiveram qualificações muito superiores à media, de maneira consistente, em todas as escolas”.

O estudo concluiu que “os alunos cubanos quase duplicam os resultados dos alunos que mais se aproximam deles”. O jornalista nova-iorquino apontou que os resultados “foram tão dramaticamente superiores que os pesquisadores da Unesco regressaram a Cuba e examinaram de novo os estudantes, obtendo os mesmos resultados de novo”. Jeff Puryear co-diretor da Associação para a Revitalização Educativa das Américas também se surpreendeu: “mesmo os resultados mais baixos dos cubanos alcançaram um índice superior à média da região, e aplicando nossos próprios padrões!”

Leia também

Seguramente isso se deve a um milagre, pois Cuba é evidentemente um país com escassos recursos e fortes problemas econômicos, devido ao constante bloqueio e dificuldades diversas. Ninguém poderia comparar com a capacidade econômica do México, do Brasil, da Argentina e inclusive do Chile e, no entanto, é inegável que a educação em Cuba supera notavelmente mesmo a das potências da região. Cuba teve 70% dos seus estudantes com qualificações de mais 350 pontos de um total de 500, enquanto a média na Argentina, no Uruguai e No Chile foi de 300 pontos. Brasil e México acusaram uma média instável de aproximadamente 250 pontos. Só um milagre da deusa Iemanjá poderia explicar esses resultados.

O milagre teve início em 1959 quando a revolução triunfante dedicou-se a realizar todo tipo de projetos, cada um mais criativo e significativo. O mais conhecido, o da alfabetização, conseguiu em um ano declarar Cuba como o primeiro território livre de analfabetismo na América Latina. Menos conhecidos são os programas para mulheres camponesas, trabalhadoras, prostitutas; para crianças camponesas, órfãs ou “marginais”; para formar contingentes de professores, e poderíamos acrescentar um longo etcetera… Desde aqueles anos, o primeiro mandato foi levar todos os recursos disponíveis para as regiões devastadas pela pobreza no campo e na cidade. Este simples princípio marca uma enorme diferença com nosso próprio sistema no qual se impôs implacavelmente a máxima neoliberal de dar mais ao melhor “rankeado”, de investir somente naquilo que dá lucro, e assim persistem escolinhas abandonadas em que convivem crianças de várias séries (são 43% das 280.000 existentes), sem materiais, sem recursos, com “professores” que são rapazes treinados pelo CONAFE durante dois meses e enviados com um salário miserável.

A desigualdade educativa se reproduz assim de maneira estrutural, não é preciso um censo para saber o que já sabemos faz tempo. Sem mencionar o estado desastroso da maioria das escolas, sustentadas pelos pais de família com suas “contribuições voluntárias” e os raquíticos salários dos professores mesmo com o estímulo da carreira de magistério.

O milagre é que Cuba investe em educação 12.9% do PIB, no bojo de um investimento social de 30%. O México, a duras penas, destina 5% para a educação com altos e baixos pronunciados. Islândia e os países nórdicos se aproximam de 8%. Em janeiro de 1959, Cuba tinha 3 universidades públicas com 15.000 alunos e mil professores, e hoje conta com 67 instituições de altos estudos com 261.000 matriculados e 77 mil professores; 35.000 bolsistas latino-americanos passaram por suas classes, além de um novo programa de municipalização da educação superior que já construiu mais de 300 sedes universitárias municipais. Na verdade, Cuba é toda uma grande escola.

O estado é o responsável integral da educação, como na Finlândia e na França. Há uma grande valorização social da profissão docente em todos os seus níveis e os salários dos professores equivalem aos de outros profissionais como médicos e físicos. As Universidades Pedagógicas têm um alto grau de formação e de exigência. Nunca há mais de 18 crianças por sala e o tempo dedicado a cada criança pra elaborar e problematizar respostas individuais duplica o da região.

Estes são alguns dos fatores recolhidos por Martin Carnoy, professor da Universidade Stanford, em seu excelente livro La ventaja académica de Cuba, ¿Por qué los estudiantes cubanos rinden más?. Não necessitamos acudir a modelos tão distantes como Finlândia ou qualquer outro país altamente desenvolvido; a explicação está aqui mesmo, muito perto, e não se trata de um milagre educativo, mas sim de una política congruente com a dignidade de todo ser humano.

Tatiana Col, Diálogos do Sul

Recomendados para você

Comentários

  1. renato Postado em 13/Dec/2013 às 18:16

    CUBA esta salva do mundo porco que nasce ao derredor.. Mas não sobreviverá, pois este mundo não tem amarras. Acabará poluindo eles, ou não....ainda há muitas gerações lá dentro conscientes da M...que é aqui fora.

    • Francisco Postado em 02/Feb/2014 às 11:14

      O analfabetismo foi erradicado em Cuba. Isso é ótimo, pode-se ler uma diversidade incrível de jornais, comprar qualquer tipo de livro nas inúmeras livrarias da Ilha, escutar qualquer comentário nas rádios.. Admiro e sinto inveja da liberdade de informação e expressão naquele paraiso.

      • Francisco Postado em 05/Feb/2014 às 09:01

        Tou de gozação, he he.

  2. Thiago Teixeira Postado em 14/Dec/2013 às 09:20

    Ué, Cuba não é uma bosta? Cadê os reacionários de plantão para comentar um bando de crianças uniformizadas, visivelmente sadias e com calçados modernos?

    • Elias Postado em 14/Dec/2013 às 20:17

      Pesquise sobre Cuba foram de sites de esquerda.

      • Luiz David Postado em 19/Dec/2013 às 18:52

        Pesquise sobre Cuba no site da UNICEF, WWF, UNESCO. E nos sites de governos como o da Noruega.

  3. Guilherme Postado em 14/Dec/2013 às 11:43

    Pena que o sufoco econômico do mundo capitalista esta deformando estas conquistas!! Deus salve Cuba é nosso melhor exemplo!!!

  4. Maria Ines Postado em 14/Dec/2013 às 12:59

    E viva CUBA!

  5. José Ferreira Postado em 14/Dec/2013 às 15:41

    O que adianta uma boa educação se as pessoas são educadas de acordo com as ideologias do governo cubano, sem espaço para ter as suas próprias reflexões. Não existe boa ditadura ou má ditadura, o que existe é a ditadura somente.

    • Leandro Postado em 14/Dec/2013 às 17:06

      Isto é verdade José Ferreira. Por outro lado, você pode me dizer em que país no mundo existe uma educação sem ideologias? A alienação no mundo "livre" é igual ou mair que em cuba. Conheço médicos cubanos que estão trabalhando aqui no Brasil, são gente comum, com idéias próprias e tudo mais. É a mesma merda. Aliás... a maioria deles nem fala de política.

      • José Ferreira Postado em 14/Dec/2013 às 23:48

        Em Cuba você é educado para ser alienado, assim como no Brasil. A diferença é que se uma pessoa pode falar mal do governo aqui no Brasil, ainda que isso não adiante em nada. Em Cuba, se você fala mal do governo, eles inventam uma desculpa para te colocar na cadeia, visto que, oficialmente, ninguém é preso por falar mal do governo.

      • José Ferreira Postado em 14/Dec/2013 às 23:49

        *...A diferença é que uma pessoa pode falar... (Corrigindo)

      • Luiz David Postado em 19/Dec/2013 às 18:57

        José, me diga, com que fundamento você afirma isso? Nunca vi notícias sobre balas de borracha, bombas de gás, em Cuba, por exemplo ,e, tendo em vista como a mídia adora falar mal do país, seria o primeiro que noticiariam. Entretanto, já vi milhares de notícias sobre repressão policial no Brasil, e em diversos países. Inclusive, por exemplo, de professores mandados para Bangu depois de serem presos em protestos, "de forma preventiva". Já viu algo assim sobre Cuba? Sinceramente, nunca vi. Onde, de fato, há liberdade de expressão? Eu estive lá, e posso afirmar, o que você diz não tem fundamento. E, segundo a Anistia Internacional, que não é nada comunista, nem de esquerda, não há presos políticos mais no país.

    • Luiz David Postado em 19/Dec/2013 às 19:03

      Com que fundamento você afirma isso? Artigo da Veja não vale.

  6. Elias Postado em 14/Dec/2013 às 20:17

    Propaganda comunista, Cuba é um grande lixo, não o povo em sim mas o país é um lixão literal, hospitais piores que os nossos, a cada semana um prédio cai sozinho em Cuba, não existe liberdade democrática, e milhares fogem em barcos feitos de carros cortados ao meio com pneus para os USA.

    • Thiago Teixeira Postado em 14/Dec/2013 às 21:13

      Você esteve lá?

    • Júlio Postado em 14/Dec/2013 às 22:16

      Vai carpir um lote rapaz...deixe de cagar pelos dedos.

      • José Ferreira Postado em 14/Dec/2013 às 23:44

        Se Cuba fosse tão boa assim, não existiriam pessoas fugindo de forma arriscada para outros países. Como elas não podem pegar em armas para combater o regime, então elas se rebelam fugindo e enfrentar os tubarões, e as punições do governo cubano em caso de fugas frustradas.

      • Luiz David Postado em 19/Dec/2013 às 19:02

        Quantos foram do Brasil aos EUA? Quantos estão saindo da Europa, pelo desemprego? Já ouviu falar em crises econômicas? Elas causam evasão. A diferença é que a cubana é imposta. Mas é interessante, mais de 2500 pessoas retornaram a Cuba, depois que restrições para sair do país foram derrubadas (e as restrições para os emigrados voltarem). E não houve lá muita evasão. http://www.cubadebate.cu/noticias/2013/10/07/ocho-meses-despues-ley-migratoria-cuba/ E aí? Que punições do governo, tem fontes?

    • Fabio Postado em 27/Dec/2013 às 02:21

      Ah! O Brasil, que com tão imenso litoral não deixa área de fuga ou escape... pobre dos "amarildos" trucidados pela oposição à ideologia individual de meros agentes públicos, pobres dos "chicos mendes" que contrariaram os interesses do democrático mercado capitalista tupiniquim, pobre das "irmãs dorothis" que lutaram pela liberdade dos escravos libertos que povoam os rincões desta pátria-mãe-gentil... Pobre dos brasilíndios que nem mesmo sabem que precisam fugir...

  7. Jair Postado em 14/Dec/2013 às 23:48

    Um governo que não tem medo de educar seu povo. Enquanto isso nos EUA, só estuda de graça quem joga futebol ou basquete.

    • Thiago Teixeira Postado em 15/Dec/2013 às 10:09

      Cultura da lei do mais forte.

  8. luiz carlos ubaldo Postado em 16/Dec/2013 às 08:54

    todo Cubano tem em sua casa pendurado na parede um fuzil ak-47, por tanto seria muito facil um movimento contra revoluciónario, todos armados para derrubar o regime ditatorial dos irmãos Castros, facil assim! essas armas é para o povo defender sua pátria do imperialismo norte Americano e não para derrubar quem lhes deu a liberdade, fato! aqui em Minas, a pouco mais de 10 anos, na cidade de Governador Valadares, muito mais Mineiros se aventuravam pelas fronteiras Mexicanas para chegar aos EUA, do que Cubanos que queriam viver o sonho Americano.as vezes é melhor calar do que ficar vomitando incerdades contra um povo feliz e patriota como o Cubano!

    • José Ferreira Postado em 16/Dec/2013 às 10:26

      Os cubanos tem armas, mas são alienados pelo governo. Sabemos bem que a educação é uma forma de alienamento que foi (é) usada por governos de esquerda, de centro, e de direita, com mais intensidade a partir do final do século XIX. Eu não posso dizer sobre MG com propriedade, pois sou paulista e fui uma única vez para esse estado (Ouro Preto e Mariana)... As vozes divergentes do governo em Cuba são sufocadas, e a única opção para eles é a fuga, ainda que muitos do que fugiram cultivam o sonho da volta ao país no dia em que um governo democrático se estabelecer em Cuba. A revolução foi importante para o país, mas eles não deveriam estar a tanto tempo no poder, visto que era para ficar alguns anos e depois estabelecer eleições livres. Se fizessem isso ficariam na História como heróis...

      • Fabio Postado em 27/Dec/2013 às 02:16

        Grande é o Brasil, que não aliena nada, nem ninguém...

    • Francisco Postado em 07/Feb/2014 às 09:20

      Um AK-47 na parede? Já teriam vendido ô maluco. Povo feliz e patriota, então é imbecil para se jogar ao mar em balsas feitas com pneus podendo virar cardápio de tubarão. Tu nunca reparou que Cuba uma potencia em volei, basquete nas Olimpíadas , sendo uma ilha, não tem esporte náutico? Fuzil na parede, tão tá.

    • Nicolau Postado em 27/Jun/2015 às 11:23

      Os brasileiros burros de Governador Valadares, estão se enfiando no cu do "capitalismo" americano, em vez de se mandar para Cuba! Não achas Mané Subdesenvolvido!

  9. luiz carlos ubaldo Postado em 16/Dec/2013 às 12:13

    "Democrácia é um termo criado pelos poderosos, que dizem que somos todos iguais, desde que, sejam eles que governem as massas, que oprimam o povo, que calem as multidões famintas. que promovam as guerras, que não nos permitam sonhar."

    • José Ferreira Postado em 16/Dec/2013 às 13:30

      Ditadura também. Os Castros dizem que eles são iguais, desde que os mesmos governem as massas, que oprimam o povo, que calem as multidões revoltadas (ou não dê espaço para questionamentos). Que promovam as fugas, pois Cuba não tem dinheiro para guerras, e que só permitem sonhar se você fugir para outro país. Ao menos no regime democrático há a troca de governantes, se não fosse assim, estaríamos no Regime Militar até hoje...

  10. luiz carlos ubaldo Postado em 16/Dec/2013 às 15:15

    Qual o regime perfeito? O norte Americano é claro! é para lá que os Cubanos desertores fojem. Não conheço ninguém que tenha ido a Cuba, e que não tenha voltado encantado com sua gente, e que não queira voltar, talvez Fidel e seus camaradas, não deveriam ter sonhado, talvez fosse melhor ter deixado Cuba na mão de batista, e a ilha seria hoje o que era em seu tempo, um prostibulo, um cassino ou esconderijo de mafíosos, pergunte ao seu povo"alienado", vá a Cuba!

  11. José Ferreira Postado em 16/Dec/2013 às 15:34

    Você deveria ter lido direito o meu comentário anterior. Eu não disse que o sistema democrático é o melhor, apenas disse que ele era o menos pior. Eu também não disse que era melhor que tivesse continuado com Batista, que era outra ditadura. O sistema estadunidense não é o melhor, nem o pior. Eu repito o que já havia escrito "A revolução foi importante para o país, mas eles não deveriam estar a tanto tempo no poder, visto que era para ficar alguns anos e depois estabelecer eleições livres. Se fizessem isso ficariam na História como heróis..."

  12. luiz carlos ubaldo Postado em 17/Dec/2013 às 07:22

    Qual o regime perfeito? por que o povo Cubana não se rebela contra o regime como fazem outros povos? quem disse que Fidel quer ser Herói? entendi sim seu comentário, e até agradeço, por podermos confrontarmos nossas ideias, neste espaço social! Bom dia!

  13. José Ferreira Postado em 17/Dec/2013 às 10:43

    Bom dia. Eu também agradeço por essa discussão. Apesar de falarmos muito sobre esse assunto e usar os nossos conhecimentos científicos (História também é ciência), ainda ficarão duvidas sobre o fato, pois eu darei uma versão, e você a outra. É certo que se trata de um assunto complexo, por isso há diversos trabalhos acadêmicos sobre o assunto.

  14. Igor Postado em 17/Dec/2013 às 13:49

    Os reaças piram...

    • Marcos Postado em 17/Dec/2013 às 21:02

      Quem realmente pira é quem esta no mar agora fugindo de lá.

      • Fabio Postado em 27/Dec/2013 às 02:21

        Ah! O Brasil, que com tão imenso litoral não deixa área de fuga ou escape... pobre dos "amarildos" trucidados pela oposição à ideologia individual de meros agentes públicos, pobres dos "chicos mendes" que contrariaram os interesses do democrático mercado capitalista tupiniquim, pobre das "irmãs dorothis" que lutaram pela liberdade dos escravos libertos que povoam os rincões desta pátria-mãe-gentil... Pobre dos brasilíndios que nem mesmo sabem que precisam fugir...

  15. André Luiz Postado em 03/Jan/2014 às 16:33

    Sugiro que assistam: http://www.youtube.com/watch?v=Cy86oxJaDMo

  16. Eduardo Postado em 09/Jan/2014 às 00:22

    Se Cuba fosse um lugar bom, será que o povo tentaria de todas as formas fugir do país? Caso queiram ter uma noção real do terror que a população vive naquela ilha, deem uma olhada no artigo escrito por um jornalista de esquerda do RS que teve a oportunidade de ver de perto a realidade do povo cubano: http://www.correiodopovo.com.br/blogs/juremirmachado/?p=3418

  17. Guilherme Postado em 10/Jan/2014 às 18:44

    O problema é que Fidel detestava homossexuais, o que me faz sentir uma afronta pessoal.

  18. Sandra Postado em 15/Jan/2014 às 00:58

    Fato: A medicina em Cuba funciona, a educação em Cuba funciona, que importa a ideologia política se foi comprovado, medido, equiparado, estudado e reestudado e concluído que a educação em Cuba está no caminho certo. Os despeitados ficam procurando defeitos, mas NADA É PERFEITO, QUER PERFEIÇÃO VAI PRO CÉU ANJO. A política de um país dá bons resultados dependendo da boa vontade de seus políticos e não das ideologias. A igreja católica romana conseguiu transformar um ideal santo em uma guerra sangrenta, como foi as cruzadas.

  19. Carlos Prado Postado em 19/Jan/2014 às 14:06

    Tá, todos educados. Todos agora sabem o que alguém disse que eles tinham que saber. E? Conheço gente que vive mais que muitissimamente bem sem educação nenhuma, à vista numa situação pior que a de Mujica, porém mais feliz. E esses o que fazem com a educação deles? Podem investir numa bela solução de produção de alimentos, água e carros mais baratos? Um desses pode quando bem entender comprar um violino, outro uma guitarra e mais um um piano? Nenhum desses julga uma educação musical mais importante que a educação que recebem? Ou algum desses tem o conhecimento de plantio oriental de como escolher uma terra e preparar valas para o plantio de flores e legumes? Nenhum desses acha este conhecimento mais importante que todo o conhecimento em que foram avaliados? Bem, recursos escassos não é privilégio de Cuba, é a regra mundial. Se todos tivessem tudo não haveria problema algum e não precisaria se desenvolver ou produzir nada para sanar este quadro. Cada um tem um conhecimento e a divisão de trabalho de acordo com a demando dos indivíduos ajuda a sanar as necessidades e a evitar desperdícios. Devo admitir que sou um autodidata de habilidades invejáveis(outras nem tantas, mas nada que não possa aprender), e com todo o conhecimento que se exige nesta avaliação não estaria nem de longe satisfeito. Estão todos os cubanos satisfeitos? E quanto a este lema: "Somente a cidadania plena conduz à democracia. Não há outra forma de ser cidadão que não seja através da educação ideológica e política." Os cubanos tem cidadania plena? O que é cidadania plena? A democracia é o fim que todos devem almejar ou cada um pode cuidar da sua vida sem querer formar uma maioria para mandar na dos outros? Com este final você exclui muita gente da cidadania. Não posso opinar se tenho apenas uma incrível habilidade de fazer artigos em madeiras e sei como manter arvores para não faltá-las, porém nada entendo de politica?

O e-mail não será publicado.