Redação Pragmatismo
Compartilhar
Direita 17/Dec/2013 às 11:40
13
Comentários

Ato em apoio a Barbosa reúne 29 pessoas e pede 'armas para cidadãos'

Ato em apoio a Joaquim Barbosa reúne 29 pessoas e termina em pedido de armas para a população

protesto barbosa direita

O evento foi convocado por maçons e por uma entidade da sociedade civil como um ato em apoio a Joaquim Barbosa, presidente do Supremo Tribunal Federal, pela condução do processo do mensalão. Mas não ficou nisso.

Leia também

Os 29 manifestantes que compareceram ao Parque do Povo, em São Paulo, bem como os visitantes do local, podiam registrar pedidos em filipetas distribuídas por um Papai Noel, que, entre uma badalada de sino e uma risada forçada, suava debaixo da roupa vermelha. Já no início da manhã, a temperatura era de 27°C no Itaim Bibi, zona oeste.

Depositados em uma urna acrílica, os pedidos davam o tom do protesto: foram solicitados “um país justo de impostos” e a Lei do Armamento, para a “plena defesa do cidadão: poder portar armas”.

Os papéis seriam todos encaminhados ao gabinete de Dilma Rousseff, informava, no megafone, o líder do ato, o empresário Joe Diwan. Os organizadores do protesto ressaltaram que os visitantes do parque tiveram liberdade de escrever o que quisessem, e que os pedidos depositados na urna não representam os ideais do movimento.

Um dos participantes sugeriu o seguinte: os políticos deveriam se fiar à lista de reclamações do Procon para conhecer as necessidades do povo. “Estão lá: celular e banco”, disse Jose Chehembar. Com faixas, cartazes e apitos- -e ladeado por quatro guardas-civis metropolitanos– o grupo se postou no gramado central do parque para cantar o hino nacional.

protesto joaquim barbosa

A associação envolvida no ato, Movimento Brasil Merece Mais, causou polêmica recente ao organizar uma rede de segurança privada em Higienópolis (centro), em que moradores podem “denunciar” a presença de algum “andarilho ou pedinte” no bairro.

Fotos: Apu Gomes/Folhapress

Recomendados para você

Comentários

  1. igor Postado em 17/Dec/2013 às 13:44

    O cara com um cartaz "Brasil sem corrupção" e me coloca um símbolo da maçonaria, parece até piada esse tipo de coisa, hipocrisia do caralho!

    • Carlos Prado Postado em 21/Dec/2013 às 19:33

      Realmente. E ainda colocam o Barbosa como ídolo. A consciência politica do Brasil vai de mal a pior. Não temos nem uma esquerda nem um direita que preste.

      • Igor Postado em 23/Dec/2013 às 14:55

        Estão querendo ele como candidato do "partido militar", vem coisa muito ruim por aí...

  2. Thiago Teixeira Postado em 17/Dec/2013 às 15:17

    Minoria com complexo de maioria.

  3. Rafael Postado em 17/Dec/2013 às 16:42

    A "Velha Guarda" dos coxinhas.

  4. Axel Postado em 17/Dec/2013 às 18:09

    Sou Maçon e não admito o uso de nossos símbolos sagrados por esses insanos.

  5. renato Postado em 17/Dec/2013 às 22:47

    Eu só contei dezenove, com o cara que tirava a foto. cade os outros dez...

  6. Elias Postado em 18/Dec/2013 às 00:11

    Na Suíça meninas de 19 anos andando no parque com m16 nas costas, aqui o povo trancado dentro de casa sendo mortos constantemente por bandidos mais bem armados que a polícia.

  7. Jair Postado em 18/Dec/2013 às 01:45

    Galera, vocês não entendem! A campanha do armamento é pra armar só o cidadão de bem.

  8. Pedro Postado em 18/Dec/2013 às 08:17

    Se eu sou um cidadão de bem ou do bem, pra que eu preciso de armas. Quem pega uma arma de fogo tem em mente que um momento pode matar uma pessoa, pois a arma não serve para outra coisa. Então me pergunto que cidadão de bem é esse que mata outra pessoa, mesmo essa pessoa sendo um bandido? Elite que querem um BRasil apenas de ricos.

  9. Paulo Postado em 18/Dec/2013 às 11:52

    Na Islândia quase a maioria da população possui armas e dias atrás a polícia matou pela primeira vez uma pessoa! Nossos índices de violência estão assustadoramente maiores que em países com o porte de arma liberado para o cidadão de bem. E ao cara que diz ser maçom falando de símbolos sagrados, primeiro que não deve mesmo ser maçom pois a simbologia lá (que eu saiba) não é tratado como algo 'sagrado' e sim respeitado. Acho que falta mais bom senso e ponderação do povo, menos reacionarismo. Sempre há dois lados, vamos procurar saber os dois lados e colocá-los na balança, e lembrem-se: "Não existe rosas sem espinhos".

  10. Elias Postado em 20/Dec/2013 às 23:32

    A esquerda jamais vai permitir uma população armada pois sabe que isso gera um bem estar social absurdo, e esse bem estar social é contra a violência que ela precisa para manter a sociedade em ordem, essa iminência do caos é necessário para qualquer esquerda se manter no poder pois uma população armada e bem educada jamais ira concretizar o sonho dela de abolir a propriedade privada, combater o comércio e o lucro, não terão votos de bandidos, militantes terão que se contentar com a democracia. Desarmar a sociedade é o que toda esquerda faz sem armas ela decide o que fazer e quem proteger, e pode apostar que passa longe do cidadão trabalhador.

  11. Walter Postado em 12/Feb/2014 às 12:22

    Querem armas vão embora pros USA Ou Afeganistão lá todos andam armados até os DENTES.