Redação Pragmatismo
Compartilhar
Religião 21/Nov/2013 às 17:52
13
Comentários

Pastor Valdemiro 'amaldiçoa' programa Pânico

Valdemiro Santiago, chefe da Igreja Mundial, jogou praga no que chamou de 'imundice' do programa Pânico. O pastor tem perdido o sono porque sua igreja passa por crise financeira e vem acumulando dívidas, além de ter sido expulsa do Canal 21

valdemiro santiago igreja mundial pânico
O pastor Valdemiro Santiago, líder da Igreja Mundial do Poder de Deus, uma das agremiações evangélicas mais fortes do Brasil (reprodução)

Em um culto recente, Valdemiro Santiago, chefe da Igreja Mundial, amaldiçoou os produtores do programa Pânico, da Rede Bandeirantes (assista abaixo).

“Vocês do Pânico, que ficam fazendo chacota, estão fazendo chacota de Deus. A mão de Deus vai pesar em cima de vocês”.

Leia também

Disse que o programa é uma “imundice” e blasfemou por ter afirmado que, se Jesus é prosperidade, ele, Valdemiro, é o pedágio. “Disseram para mim, isso ai.”

Valdemiro passou a criticar o programa depois que o Canal 21, que pertence à Bandeirantes, rompeu contrato de venda de praticamente todo o seu horário para Mundial por falta de pagamento, cerca de R$ 7 milhões por mês.

A Igreja Universal assumiu o horário da Mundial na emissora, o que deixou Valdemiro mais furioso.

Nos últimos anos, a Mundial teve grande expansão “roubando” fiéis da Igreja do bispo Edir Macedo, e este declarou ao rival uma guerra santa, onde vale quase tudo.

Em seus ataques ao “Pânico”, Valdemiro tem sido dúbio, como se estivesse na verdade se dirigindo à direção da Band.

“Eu não preciso de vocês, eu uso minha fé. Vocês têm de me usar, usar meu nome, usar minha voz para ter audiência. A coisa vai ficar feia para vocês.”

Vídeo

Paulopes

Recomendados para você

Comentários

  1. José Postado em 21/Nov/2013 às 19:27

    Qual é a diferença entre um e outro, hein?

  2. Su Dias Postado em 21/Nov/2013 às 20:05

    Parece que o "emissário de Deus" aí esqueceu esta passagem da Bíblia: Mt 15,11: O que contamina o homem não é o que entra na boca, mas o que sai da boca, isso é o que contamina o homem. Depois não poderá reclamar se Deus fizer o surdo.

  3. Rafael Postado em 22/Nov/2013 às 00:15

    O roto falando do esfarrapado.

  4. Leonardo CM Postado em 22/Nov/2013 às 01:54

    Hahahahahahaha!

  5. Juniperos Postado em 22/Nov/2013 às 08:44

    Sinto que estreará um novo personagem no pãnico para servir de Judas!

  6. Fernanda Abarca Postado em 22/Nov/2013 às 09:45

    A mão de Deus está pesando sobre o Sr. Valdemiro... Isso sim.

  7. Thiago Teixeira Postado em 22/Nov/2013 às 12:20

    Os programas de humor já sacaram que os anti-evangélicos (católicos sociais, cristãos não radicais e ateus) são o público principal, portando as "piadas" agradam a todos. Aos verdadeiros pastores devotos a sua religião não devem se importar com esses babacas e focar em seus sacerdócios.

    • Aryewl Postado em 22/Nov/2013 às 14:41

      SIm, $acerdócio$!!!

      • Thiago Teixeira Postado em 22/Nov/2013 às 19:02

        Cara, frequentei igreja com 12 fiéis e paredes sem reboque. Não seja mais um analfabeto político em achar que todas as igrejas, padres ou pastores são iguais.

  8. luiz carlos ubaldo Postado em 22/Nov/2013 às 14:16

    Valdemiro e Pânico num futuro bem proxímo terão seus lugares assegurados na História, o lixo da farsa e da imoralidade humana!

  9. Selton Postado em 23/Nov/2013 às 19:31

    Penso na minha filosofia,em que a mesma ainda está apenas no papel,de que há dois caminhos para à religião: deve-se acabar com ela ou poupar a "verdadeira religião".Ora,à religião verdadeira é aquela que segue veemente apenas os princípios bíblicos ,sem dogmas,sem pastores,pessoas ou,sim,verdadeiros pedágios entre o fiel e Deus.Defendo o fim da religião devido a alguns fatores.O primeiro que pode ser citado é a redundância,ou seja,na bíblia Deus prometeu a humanidade um "paraíso terrestre",onde todos adorarão somente a ele.Claro que analiso isso do ponto de vista do cristianismo,visto que após alguns estudos sobre religião,vi que muitas,não todas,as religiões se originaram dele.Logo,se iremos adorar um mesmo Deus,não haverá necessidade de religião,pois outra coisa que defendo é que o termo religião cumpre o papel de distinção,assim é,distinguir uma crença da outra.Posso citar como exemplo a raça humana.Se pertencemos a mesma raça(humana) não há distinção entre todos nós.Daí a contrariedade do termo "racismo".Eis a redundância! Agora,outro motivo para o fim da religião é o não cumprimento de seu real motivo.Cito Paulo,que disse que o motivo da religião existir é para que haja um "intercâmbio de encorajamento",coisa que hoje não se vê.A religião não passa de um amuleto,em que esse pseudo cristianismo de hoje em dia tomou de conta.Claro,que não se pode generalizar,mas,não se trata de generalizações e sim de observações:a observação do óbvio.Pessoas como Valdomiro,Macedo e muitos outros "Valdomiros" e muitos outros "Macedos" são os responsáveis por essa subversão! Para concluir,deixo uma observação demasiadamente pertinente: defendo somente o fim da religião,não o culto a Deus,em que o mesmo foi culpado pela falha da religião.

  10. Adalberto Postado em 24/Nov/2013 às 11:59

    Não sou de amalciçoar, mas também acho o pânico uma merda.

  11. Aryewl Postado em 26/Nov/2013 às 08:43

    Logo vejo que os evas que vem aqui sabem interpretar textos, logo, imagino que saibam interpretar a bíblia, logo, imagino que também saibam interpretar o que é mentira e o que é verdade. Obvio que existem ótimos pastores por ai, todos sabem disso. Mesmo quem não gosta de religião alguma ou é ateu, sebe disso. Entretanto este homem é digno de desconfiança. inúmeras pessoas muito ingênuas e facilmente impressionáveis, são manipuladas todos os dias e vivem em troca de serem parasitadas por “falsos homens de Deus”. O método é muito simples: um jogo e regras básico que põe em cheque o pensamento de qualquer pessoa realmente inocente e religiosa: -Interpreto a bíblia e sou homem de Deus, logo, quem depende de mim, depende de minha visão. -tenho gastos pessoais facilmente inidentificáveis para o cidadão que sequer pode interpretar a palavra sozinho, logo se imposto a ele, não saberá jamais a extensão do quanto é enganado. -Deus é amor e sabedoria infinita (palavra que sequer os pastores perdem tempo explicando ao beato, mas a importância do dízimo...) sendo Deus, indestrutível, invencível, de sabedoria e amor infinito, pois ele é Deus, e só ele é assim: jamais podendo ser enganado, ou lubridiado, no passado ou no futuro, já que dele ação alguma se esconde (passada ou futura), já que isso é sua onipresença, não pode JAMAIS O FINITO CONTER SEQUER UM MILIONESIMO DO INFINITO, isso qualquer criança que sabe o que quer dizer infinito entende: qualquer parte do infinito será infinito. Então um camarada decide escolher umas passagenzinhas escolhidas por ele a dedo, e decide vender mini bloquinhos de plástico por 200 reais e diz que isso é de Deus. O povo compra? COMPRA! CLARO QUE COMPRA! Porque ele se diz ungido e usa o livro como arma, com a mais vulgar frase possível: OU DÁ, OU DESCE. Mas e agora? Tem bastante dinheiro, mas o suficiente, ele quer mais. Mais. Mais. Ele me assusta. Esse homem não é de Deus. É só um falso que explora gente ingênua para controlá-las como peões em seu tabuleiro de xadrez bíblico.