Redação Pragmatismo
Compartilhar
Juristas 21/Nov/2013 às 14:49
8
Comentários

Genoino é conduzido às pressas para hospital de Brasília

Há dias família, amigos e médicos alertam sobre fragilidade da condição de saúde de José Genoino, que aguarda decisão de Joaquim Barbosa sobre prisão domiciliar

genoino hospital brasília
José Genoino se submeteu a uma cirurgia para correção de um problema conhecido como dissecção da aorta no mês de julho (Foto: Folhapress)

O deputado José Genoino teve de ser encaminhado às pressas, poucos minutos atrás, para uma unidade do Instituto do Coração (Incor) no Distrito Federal. Sua assessoria descartou que tenha sido um princípio de infarto, mas confirmou que seu estado de saúde piorou bastante entre a noite de ontem (20) e a manhã desta quinta-feira (21). Ele continua tossindo sangue, reclamando de dores no peito e não tem conseguido dormir.

A remoção às pressas de Genoino do Complexo Penitenciário da Papuda para um hospital em Brasília aumentou ainda mais a expectativa em frente ao local. A Papuda fica em São Sebastião, onde estão os 11 primeiros réus presos na Ação Penal 470, o mensalão. Militantes do PT entram e saem da tenda montada em frente ao local à espera de algum desfecho em relação ao pedido para que o deputado José Genoino seja encaminhado para um hospital em definitivo ou tenha a pena revertida em prisão domiciliar. E aguardam notícias sobre o seu real estado de saúde neste momento.

Os parlamentares que o visitaram, por outro lado, externaram preocupação com o estado emocional de Genoino. Na manhã de hoje (21), a militância divulgou, perante os repórteres e nas redes sociais, mensagem de dois dos filhos do deputado, Miruna e Ronan, que tiveram de retornar a São Paulo ontem. Na mensagem, com o título “Ajudem a Denunciar”, eles informam que o médico do presídio solicitou ontem que ele fizesse uma série de exames e reiterou que estes deveriam ser realizados em um hospital, o que foi negado pelo juiz de execuções criminais. “Nosso medo de que aconteça algo grave com ele está grande, real, por favor ajudem a divulgar essa barbaridade!! Estão negando a José Genoino uma necessidade médica!!!”, dizia o texto, divulgado horas antes de o deputado passar mal.

Leia também

Da família de Genoino, permanece em Brasília apenas a esposa Rioco e uma das filhas, Mariana, que mora na cidade. Os outros dois filhos tiveram de retornar à capital paulista por conta de compromissos pessoais. Miruna, inclusive, chegou a contar na segunda-feira, bastante abalada, que teria de voltar porque amanhã é aniversário da filha Paula, que completa 7 anos – até mesmo como forma de evitar maiores abalos psicológicos nas crianças da família.

Tensão emocional

Entre ontem e hoje, além do governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, fizeram visita aos presos no complexo penitenciário: Erika Kokay (PT-DF), Renato Simões (PT-SP) – suplente de Genoino -, e Zeca Dirceu (PT-PR) – filho de José Dirceu, e os senadores Eduardo Suplicy (PT-SP), Wellington Dias (PT-PI) – líder do partido no Senado) – e Paulo Paim (PT-RS).

“Nós todos recomendamos toda atenção a ele. Pedimos ao Ministério da Justiça. É importante que ele possa cumprir a prisão domiciliar. Uma pessoa nas condições em que ele está, houve um procedimento inadequado da parte do presidente do Supremo em forçá-lo a fazer tudo o que colocou para o Genoino”, disse Suplicy, em conversa por telefone, após a visita à Papuda.

Conforme informações repassadas por eles, José Dirceu e Delúbio Soares falaram muito mais na grande preocupação que estão sentindo com a saúde de José Genoino, que tem mantido os olhos baixos e demonstrado sinais de abatimento. Os parlamentares mencionaram, ainda, achar que os problemas têm se agravado muito mais devido ao seu estado emocional, como externou a deputada Erika Kokay, que é psicóloga.

Já o deputado Renato Simões (PT-SP), que o visitou ontem, disse que além da questão da saúde propriamente, o grande problema para Genoino é o fato de estar vivendo, outra vez, uma situação que o lembra muito a que passou 40 anos atrás, quando foi preso durante o período da ditadura. “É um absurdo o que estão fazendo. Para ele, a prisão está sendo uma ameaça de morte”, contou, numa frase que tem sido repetida constantemente pelos militantes em frente à Papuda.

Adiamento

Na Câmara dos Deputados, os parlamentares que compõem a Mesa Diretora – pressionados pela base aliada do governo – decidiram adiar por mais alguns dias a discussão sobre a abertura do processo de cassação de Genoino. Na reunião, programada com este objetivo, o vice-presidente da Casa, André Vargas (PT-PR), pediu vistas do processo, o que adia o debate sobre o tema até a próxima quarta-feira (26).

Vargas definiu como “muito vaga” a carta encaminhada pelo presidente do STF, ministro Joaquim Barbosa, à Câmara, comunicando a prisão do deputado. “Consideramos esse documento insuficiente para um caso especialíssimo envolvendo uma pessoa que tem grave problema de saúde, sem condições de se defender e com um pedido de aposentadoria já em tramitação nesta Casa”, afirmou.

Rede Brasil Atual

Recomendados para você

Comentários

  1. carlos Postado em 21/Nov/2013 às 15:07

    desculpe minha ignorancia, mas o que cuspir sangue tem a ver com infarto?

    • renato Postado em 21/Nov/2013 às 17:46

      Não sou médico, mas se a aorta estiver bloqueado fazendo um aneurisma, incha a garganta, e as vezes ocasiona tosse, daí de tanto forçar sai sangue em pequena quantidade o suficiente para rosar a saliva. E dá rouquidão e pigarro. Portanto o dia que tossir e não for gripe, preste atenção, as vezes esta sensação vai como dor até a ponta do queixo, daí corre.....

  2. luiz carlos ubaldo Postado em 21/Nov/2013 às 16:28

    Genoino é sim motivo de muito orgulho, joaquinzinho por que persegues Genoino? jaquinzinho sonha ser Nero, uma hora como o colega romano, incendeia o Brasil. na verdade joaquinzinho sonhava mesmo era ser Zé. a vida de um homem de bem esta em jogo, um homem que lutou por liberade, esse homem é Ze o mais Genuino dos guerreiros!

    • José Ferreira Postado em 21/Nov/2013 às 16:41

      P#%a Me$#%a, hein. Deveria morrer logo essa desgraça...

  3. Rodrigo Postado em 21/Nov/2013 às 16:47

    "Qual a culpa de Genoino? Genoino não roubou, fez o que lhe pareceu mais certo, sem pensar em vantagens. Mas inocente não era Dói muito ver a prisão de uma pessoa com o passado de José Genoino. Está muito acima, pelo caráter, pela coerência, pela simplicidade, da grande maioria dos políticos brasileiros. Não enriqueceu, nem quis enriquecer, com os cargos que ocupou. Na linguagem de todos os dias, corrupto é aquele que recebe propinas ou favores. Com toda certeza, Genoino não é dessa laia. Mas foi condenado de forma praticamente unânime no STF. Até por Dias Toffoli. Dos dez ministros, somente Ricardo Lewandowski o absolveu. Qual o crime? Corrupção. Pela lei, não se pune somente quem recebe dinheiro, mas também quem oferece. Os ministros se basearam nos testemunhos dos autos. Começaram rejeitando os argumentos do Ministério Público, que acusava Genoino de ter corrompido parlamentares do PMDB e do PL. Não havia nenhuma menção concreta a tratativas de Genoino com esses partidos. Até por isso, Delúbio terminou com uma pena maior do que ele. Houve, entretanto, encontros de Genoino com líderes do PTB e do PP. Políticos como José Janene, Pedro Henry, Emerson Palmieri, Pedro Corrêa e, vá lá, Roberto Jefferson contam isso. Lewandowski absolveu Genoino afirmando que, afinal de contas, todos esses testemunhos vinham de réus do processo também. Em tese, esse tipo de depoimento vale pouco, porque é plausível que um réu acuse outro para livrar a própria pele. Não era o caso, porque tanto Genoino quanto esses réus seguem a mesma linha de argumentação. Havia encontros, sim, mas tudo se resumia a tratar de acordos políticos, não se discutiu ajuda financeira. Quando a história é contada mais detalhadamente, vê-se que o problema financeiro estava o tempo todo em pauta. O político Vadão Gomes, que nem era réu, conta que, numa conversa com Genoino, Delúbio, Pedro Henry e Pedro Corrêa, discutiu-se a necessidade de ajuda em dinheiro para o PP, com vistas às eleições de 2004. Outro parlamentar do PP, o falecido José Janene, testemunhou sobre reunião em que Genoino, e apenas ele, representava o PT. O PP ainda alegava ter problemas para pagar a conta de advogados, contratados para defender parlamentares do partido. Entre eles, Ronivon Santiago, que confessara ter recebido propina para votar a favor da reeleição de Fernando Henrique Cardoso. O bom PT prontificou-se a resolver isso. Três milhões resolveriam. Advogados caros, esses. Pode-se chamar esse tipo de combinação um "acordo meramente político"? Foi o que fizeram todos os réus. Mas prometer dinheiro em troca de apoio pode ser melhor chamado de corrupção, e foi isso o que concluíram nove ministros do STF. Também as necessidades do PTB, com relação aos gastos na campanha que se aproximava em 2004, foram discutidas com José Genoino presente. A promessa, antiga, era de R$ 20 milhões para que o PTB apoiasse Lula. Jefferson conta ter avisado Genoino: uma quantia dessas seria alta demais para ser considerada apenas "caixa 2" --doações de empresários por baixo do pano. Entenda-se: empresários não dariam tanto dinheiro assim. Genoino teria respondido que o repasse seria feito de partido a partido, ou como contribuição de empresas ao fundo partidário. Ignorava tudo? Dificílimo de acreditar. Qualquer pessoa, mesmo com menos experiência política do que José Genoino, sabe perfeitamente que, numa conversa "política" assim, programas e ideologias não são exatamente o prato principal. A ministra Cármen Lúcia manifestou pesar pela condenação de Genoino. Mas não estamos julgando histórias pessoais, disse ela. Estamos julgando as provas dos autos. Ela reexamina os depoimentos. Todos concordam: as finanças do PT estavam "em frangalhos" em 2002. Como é possível, pergunta ela, que do início de 2003 até meados de 2005 o PT passasse a ter tanto dinheiro, sem José Genoino perguntar de onde vinha, como foi conseguido? Três milhões vinham do Banco Rural, através de um empréstimo avalizado por Marcos Valério e Delúbio Soares. O empréstimo foi considerado fictício, apenas uma maneira de Marcos Valério esquentar o dinheiro que recebera do Banco do Brasil. Lewandowski foi à carga. Consta dos autos que pelo menos uma parcela desse empréstimo foi de fato paga pelo PT; não era uma fraude, portanto. Ayres Britto interveio. Sim, uma parcela foi paga... mas em 2012! Quando o processo do mensalão já corria com mais ritmo, interessando a todos dar credibilidade às teses da defesa. José Genoino também foi avalista desse empréstimo do PT com o Banco Rural, quando ocorriam as renovações do crédito, a cada três meses. Certo, não entendia de finanças. Como presidente do PT, tinha de cumprir, pelo estatuto, o dever de assinar aquele tipo de coisa. Observo que não é à toa que o estatuto exige a assinatura do presidente do partido. Um nome como o de José Genoino não se construiu aos poucos; está lá, justamente, para dar credibilidade e honradez aos atos partidários. Quantos não se deixaram enganar, vendo que "até o José Genoino" endossava esses acordos "políticos" negociados no balcão de Jefferson, Janene e Companhia? O crime maior, que o PT cometeu contra a própria credibilidade, mas em favor de reformas econômicas que negavam o seu programa, foi ter-se envolvido em acordos com a escória da política brasileira. Há quem ache que valeu a pena, pensando no desempenho do governo Lula, há quem ache que não. Quem resolve dar festa num chiqueiro termina sujo também. José Genoino não roubou, José Genoino fez o que lhe pareceu mais certo, sem pensar em vantagens financeiras pessoais. Mas inocente não era. " (Folha de S. Paulo de hoje)

  4. Jardel Santana Postado em 21/Nov/2013 às 16:50

    Uma correção no texto, a Penitenciária da Papuda não fica em Unaí, conforme informado no texto, mas fica na região de São Sebastião, região administrativa do Distrito Federal - DF. O município de Unaí, localiza-se no estado de Minas Gerais, e não faz entorno com o DF. O único município mineiro, com o qual o DF faz divisa, é Cabeceira Grande.

    • Administrador
      Moderação Postado em 21/Nov/2013 às 17:04

      Jardel, agradecemos pela observação.

  5. luiz carlos ubaldo Postado em 22/Nov/2013 às 09:18

    só um verme desejaria a morte de um irmão!