Redação Pragmatismo
Compartilhar
Preconceito social 29/Oct/2013 às 18:56
13
Comentários

Vídeo: político diz que "mendigo devia virar ração para peixe"

“Mendigo deveria virar ração para peixe”. Parlamentar ataca moradores de rua e defende pena de morte e volta da censura; assista ao vídeo

vereador mendigo ração peixe
Vereador José Paulo Carvalho de Oliveira, o Russo (PTdoB) [captura de tela]

Um vereador do município de Piraí, localizado no sul do Rio de Janeiro, causou polêmica ao defender a aprovação de um projeto de lei que proíbe moradores de rua de votarem. Durante uma sessão comemorativa dos 25 anos da Constituição Federal, José Paulo Carvalho de Oliveira, o Russo (PTdoB), disse que mendigo não deve votar, mas virar “ração para peixe”.

Leia também

“Mendigo não tem de votar. Não faz nada na vida. Não tem de tomar atitude nenhuma. Aliás, acho até que deveria virar ração para peixe. A gente trabalhando feito maluco. Não dou nada pra mendigo. Se quiser, vai trabalhar”, afirmou. “Todo mundo tem de trabalhar. Eu levanto cedo. Por que mendigo tem de votar? Não tem de votar mesmo, não”, acrescentou.

O vereador não se deu por satisfeito com a polêmica. Defendeu ainda outros dois pontos controversos: a adoção da pena de morte e a retomada da censura. “Deveria haver pena de morte. Ah, vai matar inocente? Não vai. Ainda que matasse, ia morrer muito menos inocente do que morre hoje. Se um bandido soubesse que ia ser morto, com certeza, ia pensar mais um pouquinho antes de fazer as coisas”, disse, antes de defender que seja dado um “tiro na testa” do traficante Fernandinho Beira-Mar.

Russo classificou como “ridículo” o fim da censura no país, decretado com a redemocratização do país nos anos 1980. “As novelas passam gente transando escandalosamente na frente das crianças. Não se pode liberar tudo. É ridículo acabar com a censura. Lógico que não a censura como existia, falar do jeito que pensa”, declarou o vereador de 48 anos, eleito em 2012 com 322 votos. O discurso foi feito no plenário da Câmara Municipal de Piraí no último dia 8. O vídeo foi publicado no perfil de uma rede social administrado pela própria Casa.

Veja o vídeo, editado pelo jornal Extra:

Congresso em Foco

Recomendados para você

Comentários

  1. Eduardo Postado em 29/Oct/2013 às 19:14

    LEIAM DIREITO POR FAVOR.........PTdo B......o resto vamos deixar que o povo de Piraí comente.

  2. Valéria Postado em 29/Oct/2013 às 19:49

    Triste pensamento... e ainda deve se dizer religioso, um cara desses. Cristão. Jesus nunca ensinaria um absurdo desses. É muita insensibilidade.

  3. Igor Postado em 29/Oct/2013 às 20:42

    É um infeliz, eleito com uns 300 votos "mendigados" com certeza. Mas se elegem o Bolsonaro, esse aí é "peixe" pequeno.

  4. Luiz Postado em 29/Oct/2013 às 21:31

    Mas não foi o povo que votou neste cidadão?Agora aguenta..

  5. Alexandre V Rib Postado em 29/Oct/2013 às 22:28

    Triste é ser filho ou eleitor de um idiota deste tipo!!!!!!

  6. Wagner Souza Postado em 29/Oct/2013 às 23:31

    Este sujeito nao pode ter cargo publico, transpira xenofobia por todos os poros, melhor ate se mudar para Sao Paulo e trabalhar para a Folha junto ao Eduarrrrg Azevedo ou azedo!

  7. Maria Aparecida Jube Postado em 29/Oct/2013 às 23:34

    Parece que está sendo orquestrado no Brasil um complô para acabar com os pobres, não com a pobreza e sim com os pobres. 1) Querem impedir que os beneficiários do bolsa-família votem; 2) Um ideólogo de um pseudo partido sugere um grande aumento nos preços da carne, do leite e de passagem de avião para que pobres não usufruam desses bens, agora um vereador eleito pelo povo diz em plena sessão comemorativa dos 25 anos da Constituição que pobre não tem que votar e deve virar ração para peixes. É inacreditável o que está acontecendo nesse país;.

  8. renato Postado em 30/Oct/2013 às 00:15

    Não conhece as palavras do Senhor, mas parece um tumulo caiado! Tenho pena deste cara, que é um fraco, fraco nas palavras, tanto que elogiou o outro com certo desprezo. É um fraco. Que Deus tenha piedade dele.

  9. Eliel Migliolli Postado em 30/Oct/2013 às 01:15

    Discurso de ódio, xenofóbico. Engraçado ele dizer que mendigo não faz nada na vida. Quando na verdade quem não faz nada pra mudar essa situação lamentável nas ruas do Brasil é ele e os seus colegas de trabalho. Eu me recuso a acreditar na palavra de qualquer político que apareça. Enquanto a população brasileira que sofre as necessidades cotidianas não se rebelarem contra esses porcos de gravata nada vai mudar.

  10. fernanda Postado em 30/Oct/2013 às 09:18

    Errado quando fala dos mendigos ,certo quando fala da pena de morte ,a lei nao mata eles mas eles matam a gente ,e ai quantos mais inocentes vao morrer ,enquanto eles ate recebem pra ficar presos ,isso quando fica ,quanto a tv as familias precisam voltar a nao te-las ,ja que nao podemos liga-la a qualquer hora mais ,deve sim ser avaliados as imagem que vao ao ar ,nao digo censurar tudo mas uma boa parte.....ahhhhhhhhh e o que concordado na terra e concordado no ceu ,biblico.

  11. Neuza Postado em 30/Oct/2013 às 10:15

    Esse homem é totalmente desprovido de amor ao próximo, não gosta de gente mesmo! pessoas iguais a ele,é que não deviam participar de instituições públicas que lutam pelos direitos sociais especialmente o cargo que ocupa.

  12. Nando Postado em 30/Oct/2013 às 11:09

    O que mais indigna, no comentário deste infeliz, é a tranqüilidade e naturalidade com que expressou sua opinião. Para chegar a este ponto, sem se preocupar com a repercussão negativa de suas idéias fascistas, é porque esse tipo de comentário já é corrente e natural em seu meio. Traduzindo: vivemos num estado fascistocrata tão escancarado que as pessoas não temem mais expor suas opiniões racistas, classistas, sexistas, homofóbicas, violentas e excludentes. E nenhum dos seus pares disse um A para que se retratasse. Patético foi ouvir no dia seguinte na Rádio Tupi do Rio a entrevista que ele concedeu a um comunicador onde apelou para aquele discurso roto e amarfalhado de crente arrependido: "Nunca quis mal a ninguém, não faço mal a ninguém, sou um pobre coitado traumatizado porque um mendigo assassinou meu irmão, blablablá..." E tudo fica como está porque todos, de uma maneira ou outra, se solidarizam com sua opinião preconceituosa e que de certa forma também exprime um pouco de seus conceitos ou preconceitos. Depois não entendem quando pobres, negros e favelados, eternos clientes da sacanagem institucionalizada deste país, vão às ruas e quebram tudo...

  13. Thiago Teixeira Postado em 30/Oct/2013 às 11:12

    Com certeza, ninguém escolheu ou pretendeu ser mendigo. São pessoas que tem uma história triste, alguns tem distúrbios e os familiares não querem ajuda-lo, outros perderam completamente a dignidade e assim por diante. Para muitos é uma fase da vida, mas seus direitos prevalecem, são seres humanos, e quem conspira contra eles merecem desprezo, como é o casa desse vereador.