Redação Pragmatismo
Compartilhar
Eleições 2014 07/Oct/2013 às 14:41
8
Comentários

Marina: "Quero acabar com o chavismo do PT"

Marina Silva diz que se filiou ao PSB para acabar com a hegemonia e o "chavismo" do PT na Presidência da República

marina silva eduardo campos
Marina Silva explicou sua filiação ao PSB: “quero acabar com o chavismo do PT” (Reprodução)

Numa reunião que terminou às 4h30m da madrugada do último sábado com muito choro, a ex-senadora Marina Silva comunicou a seus seguidores que seu sonho de ser presidente da República teria que ser adiado, e que seu projeto, agora, é acabar com a hegemonia e o “chavismo” do PT no governo. Acusada pelo deputado Alfredo Sirkis (PV-RJ) de ter um processo de decisão “caótico”, Marina chegou à reunião dizendo que tinha tomado uma decisão sem volta: seria candidata a vice na chapa presidencial do governador de Pernambuco, Eduardo Campos, e sua posição era inegociável. Na reunião, ela não ouviu, só falou. Mas depois houve uma choradeira geral. Marina então relatou sua conversa com Campos ao telefone:

Leia também

– Eduardo, você está preparado para ser presidente do Brasil? Eu vou ser sua vice e estou indo para o PSB – contou Marina, relatando ainda que Campos ficou mudo, mas muito eufórico.

Ela disse que ia ouvir a todos, mas que não voltaria atrás, porque estava sem alternativa. Todos ficaram contra, cada um com seus argumentos. Seu braço-direito da vida inteira, Pedro Ivo batista, seu maior conselheiro, estava por fora do acordo.

– Eu fiz esse acerto com o Eduardo Campos porque chegou a um ponto que eu não tinha outra alternativa. E o PSB é um partido sério. A minha briga, neste momento, não é para ser presidente da República, é contra o PT e o chavismo que se instalou no Brasil – disse Marina.

– Mas você sabe que se fizer isso vai ter que abrir mão do sonho de ser presidente – ponderou Pedro Ivo.
– Esse sonho vai ficar para outro momento. Vou ser vice do Eduardo e acabar com essa hegemonia do PT na Presidência – disse Marina, mostrando ressentimento com o que considera que foi feito para barrar a criação do Rede.

Agência Globo

Recomendados para você

Comentários

  1. Ismar Postado em 07/Oct/2013 às 15:21

    Meus inimigos estão no poder - Cazuza.

  2. Carlos Postado em 07/Oct/2013 às 15:25

    Perdeu uma grande chancer de calar a boca.

  3. Maria Aparecida Jube Postado em 07/Oct/2013 às 16:06

    Marina sabe o que é chavismo ou está repetindo chavão do PIG? Daqui prá frente o Dudu não vai apresentar somente uma escola falsa, mas também uma provável vice que é uma farsa. Quem sabe quem é Marina? Quem sabe o que ela pensa? Quem sabe o que ela quer a não ser derrotar o PT como ela mesma disse com todas as letras. Político que vive pulando de partido em partido não tem projeto para o país só tem projeto de ´poder pessoal.

  4. Mirna Postado em 07/Oct/2013 às 17:18

    Olha Marina,escuta bem,vai pra casa dormir.E não enche mais o saco.

  5. Luis Postado em 07/Oct/2013 às 17:28

    Como Eduardo Campos ficou mudo e eufórico? Gozou em silêncio?Ahahahahahahahah

  6. Thiago Teixeira Postado em 08/Oct/2013 às 11:44

    Cuspiu no prato que comeu. Coisa ridícula Marina. O PT de deu bagagem para ser Senadora e Ministra, pense nisso por mais rancor que tenha do partido que militou. Fica atrás dessa droga de PV, REDE, PSB, Veja, Folha de SP e Rede Globo para ver se conseguirá algo.

  7. Ceres Pascal Postado em 08/Oct/2013 às 15:03

    Esta onguista não tem espaço na política e, menos ainda, no destino do País. Ela que vá cuidar da orta dela.

  8. Marcus Postado em 09/Oct/2013 às 01:14

    Também sou contrário ao "chavismo". Prefiro o madruguismo como forma de governo...