Redação Pragmatismo
Compartilhar
Rede Globo 30/Oct/2013 às 14:25
1
Comentário

Francisco Carlos Teixeira abandona a GloboNews

Francisco Carlos Teixeira desiste da GloboNews. “O jornalismo se esqueceu de narrar a violência cotidiana dentro de trens, ônibus, repartições públicas, hospitais e escolas contra a população trabalhadora do país”

francisco teixeira globonews
Professor Francisco Carlos Teixeira desiste da GloboNews por criminalização dos movimentos sociais (Arquivo)

Leia também

Francisco Carlos Teixeira, professor de História Contemporânea da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), desistiu da GloboNews, de quem era colaborador. “Eu não posso aceitar e eu não posso estar presente em num processo onde há uma criminalização do movimento social”, afirmou o docente. A declaração foi dada ao programa PCOTV, do Partido da Causa Operária (PCO).

Para Teixeira, “acusação de baderna e vandalismo ela é política, moral e penal, porque na verdade vandalismo é um artigo da Lei 9.072, que está incorporado ao Código Penal”. Portanto, para o professor há uma tentativa de criminalizar o Black Block e esse serviço “não cabe ao jornalista fazer.”

O professor condena a lógica de narração dos fatos da mídia, e aponta erros na cobertura jornalística. “O jornalismo se esqueceu de narrar a violência cotidiana dentro de trens, ônibus, repartições públicas, hospitais e escolas contra a população trabalhadora do país.”

Revista Fórum

Recomendados para você

Comentários

  1. Juniperos Postado em 30/Oct/2013 às 14:59

    Algo acontece neste país e a emissoras não são dignas de confiança por completo. Deve-se tomar cuidado com o que dizem, pois eles podem dizer o que quiserem e tem poder para isso. Quem já foi vitima de abusos do poder publico, sabe até onde pode chegar a revolta de uma pessoa ao ver uma mulher dar a luz num saguão, ou um parente agonizar em corredores sem remédios, médicos ou qualquer perspectiva de melhora. Também não ficam felizes ao ver o nível de alfabetização de seus filhos, ou a própria, e ter que voltar para casa em transporte de condições sub-humanas, na qual ninguém teria coragem de sujeitar até mesmo gado para abate. Ou quem sabe das moedas que contamos para a compra do pão, já que é o que sobra do salario de muitos. Mas um homem que trabalhava do “lado de lá” não suportou mais a manipulação e saiu. Bom, acho que isso já é suficiente, mesmo para os mais céticos de algo gravíssimo está ocorrendo neste pais, e se você não é um politico abastado, ou um hipócrita livre das necessidades de transporte, educação, e hospitais públicos, reveria os atos tidos como vandalismo, e separar o que é vândalo, do que é manifestante lutando por anônimos. Neste tabuleiro de xadrez violento o panteão politico brasileiro se deu o direito de usar a policia que deveria estar do lado do povo, contra o povo, a ponto de abrirem fogo real. Felizmente ainda temos a internet e não podem manipular as informações (ainda) que trocamos. Neste cenário de ansiedade e violência, o povo está sempre perdendo, e segundo as emissoras, esta sempre errado.