Redação Pragmatismo
Compartilhar
Geral 22/Oct/2013 às 13:24
31
Comentários

Estudante revela por que virou Black Bloc

"Estamos lutando por algo que ainda não sabemos o que é, mas que pode ser o início de algo muito grande que pode acontecer mais para frente", diz uma integrante Black Bloc

black bloc brasil menina estudante
Black Blocs (Arquivo)

A estudante de 23 anos escolheu o nome fictício de Iuan para conversar com a reportagem da BBC Brasil pelo telefone. Após o primeiro contato pela página Black Bloc RJ no Facebook, a ativista ligou na hora marcada para a redação para dar a entrevista. Não queria divulgar seu número de telefone.

A jovem também se recusou a dar mais detalhes de sua vida e de sua participação no movimento. Só aceitou conversar com a garantia de total anonimato.

A estudante iniciou a entrevista ressaltando que não fala pelo movimento, reafirmando o caráter descentralizado e “sem lideranças” do Black Bloc.

Iuan se define como revolucionária, porém diz ser realista porque avalia que o Brasil ainda não oferece o cenário político e social favorável para uma revolução.

“Eu não diria que a revolução é uma realidade agora. Sabemos que revoluções de pensamento levaram dois séculos para acontecer. Mas posso dizer que isso pode ser o início de uma coisa muito grande daqui para frente”, diz.

Leia também

A estudante conta ter um “histórico de manifestações”. Em junho, quando o país foi sacudido por uma onda de protestos, ela foi às ruas com o rosto pintado de verde-amarelo. “Aí, um dia, olhei para mim, me vi com verde e amarelo no rosto e pensei: por que eu estou assim, já que eu não tenho orgulho disso? Aí eu pensei: preto combina muito mais”, conta a jovem.

Proteção

Para Iuan, as cores da bandeira nacional, que já haviam sido usadas como propaganda da “ditadura” não estavam à altura de seu nível de indignação.

“Eu não conhecia o movimento Black Bloc antes. Aí você começa a ir para a rua, começa a conhecer melhor e perceber que aquilo (o movimento) te representa muito mais.”

“Principalmente uma pessoa como eu que já tem algum tipo de luta social e não conseguia se enquadrar em lugar nenhum. Eu vi isso (representatividade) no Black Bloc”, acrescenta.

Ela identifica os black blocs com “uma tática de manifestação cujo objetivo é proteger os manifestantes da repressão policial”, mas admite que, muitas vezes, os ativistas acabam sozinhos “porque as pessoas ficam com medo, saem”.

Questionada sobre se não é contraditório falar em proteger o manifestante quando algumas práticas do grupo acabam gerando reação ainda mais agressiva da polícia, ela menciona a retirada violenta de professores que haviam ocupado o plenário da Câmara Municipal do Rio de Janeiro há duas semanas.

“Eles foram expulsos com muita truculência pela polícia, e a atuação dos Black Blocs no dia seguinte deu mais visibilidade ao movimento dos professores”, respondeu, sem entrar em detalhes sobre como, de fato, ocorre a proteção dos manifestantes.

“Tinha gente saindo do trabalho, e todo mundo estava sendo duramente reprimido, com bombas de gás. E as pessoas estavam resistindo. Isso foi importante”, diz, argumentando que a “resistência” só foi possível porque as pessoas se sentiram protegidas pelos Black Blocs que estavam na rua naquele dia “para desafiar a polícia”.

Violência

Além de capuzes pretos e panos cobrindo os rostos, as imagens de quebradeira em agências bancárias e pontos de ônibus tornaram-se outra marca dos Black Blocs.

“Quebrar os bancos é uma revolta contra o sistema bancário”, justifica. “Quanto a quebrar orelhão e lixeiras, isso é parte da tática, para evitar o avanço da polícia, é para fazer uma barricada mesmo”, diz a manifestante.

Iuan enumera vários motivos que a levaram optar pela tática Black Bloc, entre os quais uma reflexão sobre a má qualidade dos serviços públicos de transporte e saúde e a concentração de renda no país.

Não seria então contraditório defender serviços públicos de qualidade enquanto orelhões e lixeiras são quebrados, onerando o Estado, que terá de pagar para repô-los?

Ao responder a pergunta, Iuan cita “os juros abusivos pagos pela União” na rolagem da dívida pública do país. “Uma lixeira ou orelhão não é nada frente a tudo o que a gente paga, os grandes tributos, a falta de serviços públicos”, afirma. “Isso destrói sonhos.”

Os Black Blocs dividem opiniões na sociedade, sendo classificados como anarquistas por alguns e como vândalos e baderneiros por parte da opinião pública e por autoridades. Muitos criticam suas ações, enquanto outros defendem o movimento.

Após o desfecho violento da manifestação dos professores há uma semana, que acabou com bancos e prédios públicos depredados no Rio e em São Paulo, alguns dos trabalhadores em greve chegaram a agradecer os Black Blocs pela presença no protesto.

Apesar de querer atrair a simpatia da opinião pública para a estratégia de protesto, a ativista Black Bloc diz que as pessoas “não precisam quebrar nada”. “Espero que entendam que estamos fazendo isso por todo mundo”, diz a jovem. “É uma luta pela humanidade.”

Representação política

Iuan conta que votou em todas as eleições, mas que ainda não sabe se vai escolher algum representante no próximo ano, em “uma urna eletrônica em que não confia”, como faz questão de ressaltar.

A estudante critica o mau preparo dos candidatos e as ações do governo. Ela fala da necessidade de distribuir melhor a renda, mas diz que não é de todo contra a existência do Estado.

Questionada se não estaria sendo mais reformista do que anarquista, ao reconhecer algum valor no Estado, a jovem contornou a pergunta e respondeu que tem de ser realista.

Mas Iuan diz que descarta a possibilidade de se candidatar a um cargo político no futuro porque não concorda com o atual sistema de arranjo do Estado e, como outros Black Blocs, não quer representação política.

BBC Brasil

Comentários

  1. Thiago Teixeira Postado em 22/Oct/2013 às 13:34

    Quer revolucionar? Quer fazer a diferença? Participe de mutirão de limpeza de seu município, seja voluntário de um SOPÃO ou dedique uma tarde numa casa de recuperação de usuários de craque que será mais útil para a humanidade.

    • juliano Postado em 22/Oct/2013 às 14:03

      e amanhã tudo volta ao normal. thiago, receio ser tarde pra alguém te revelar isso, mas os contos de fadas que você ouviu na infância são ficção!

      • José Ferreira Postado em 22/Oct/2013 às 14:09

        Se fosse Facebook estaria curtindo esse comentário...

      • Thiago Teixeira Postado em 22/Oct/2013 às 15:52

        Não é ficção não senhor, existe isso no mundo e todas que praticam estas ações fazem quietas, sem fazer alarde. Diferente destes Black Boys.

      • Marcos Postado em 22/Oct/2013 às 23:16

        Juliano sem os "contos de fadas" a humanidade não existiria, leia mais que 1 livro na vida, seja um intelectual de verdade, "criticar o sistema malvado" qualquer retardado faz, perceber que o sistema e tudo mais que existe foi criado por pessoas como vc poucos conseguem perceber.

      • Amanda Postado em 24/Oct/2013 às 09:07

        Black boys?

    • Martin Klein Postado em 22/Oct/2013 às 15:20

      A curto prazo tudo é lindo!

    • Gil Gika Postado em 22/Oct/2013 às 17:42

      Parabéns Thiago, você está muito correto. Quer melhorar alguma coisa comece fazendo o bem, se todos fizessem um " pouquinho ", com certeza não estaríamos tão descontentes com o Estado. Acreditar e ser útil não é ficção é evolução!

    • ada Postado em 23/Oct/2013 às 16:32

      Continue calma minha ovelha, bem calma ande para o abatedor sem fazer barulho, sem lutar contra, critique e hostilize aqueles que lutam... Mesmo impotentes, mesmo sabendo que não tem força para mudar, eles ainda lutam.

  2. Diego F Postado em 22/Oct/2013 às 14:43

    Se o governo não ouve e responde com repressão, também precisamos reagir com a mesma violência e pressionar cada vez mais..

  3. Luciana Coelho Postado em 22/Oct/2013 às 14:52

    Hahahahaha! Bando de bostinhas! Assim como eu, milhões de brasileiros abandonaram as manifestações porque elas descambavam para isso que se assiste hoje: um bando de alienados que não se assume e que não quer nada além de se divertir fazendo a única coisa que sabem: DESTRUIR! "As pessoas se sentiram protegidas pelos Black Blocs". Mas vão se enxergar, seus inúteis! Quem pensam que são, seus cheiradores de gás? As pessoas não se afastam de vocês porque têm medo, mas sim vergonha de estar no mesmo protesto que vocês! Se "isso pode ser o início de uma coisa muito grande daqui para frente”, tomara que seja a efetiva prisão de vocês, tão criminosos quanto os políticos corruptos que condenam.

    • Martin Klein Postado em 22/Oct/2013 às 15:18

      Luciana, analisando sua posição em relação ao Black Blocs, concluo que nunca esteve em um ato de verdade... Ir na paulista e comprar cerveja "dizendo" que quer um Brasil melhor apenas a torna alienada (que no contexto é uma negação da realidade). Ficar em casa é fácil, difícil é fazer algo em prol coletivo e ser reprimido.

    • kaska Postado em 22/Oct/2013 às 15:36

      Concordo q são um bando de bostinhas, só querem saber de baderna e confusão para se sentirem "revolucionários", não entendem nada de nada. "Estamos lutando por algo que ainda não sabemos o que é", esse é o lema do fantástico grupo de "revolucionários" que salvará, n só o Brasil, mas toda a humanidade hahuuahuahuahuah

    • Viva la revolucion Postado em 22/Oct/2013 às 15:41

      Quanta bosta essa luciana falou, e ainda disse que os blacks blocs sao alienados, ta assistindo muito jornal nacional hein!!!!

    • Diego Modesto Postado em 22/Oct/2013 às 16:28

      Suas falácias são lamentáveis...

    • Gil Gika Postado em 22/Oct/2013 às 17:43

      Curti...

    • Tiago Postado em 22/Oct/2013 às 18:09

      "tão criminosos quanto os políticos corruptos que condenam." Quanto amor pela destruição das lixeiras, bancos e orelhões hein, deve custar altíssimo... Destruir casa de pobre pra construir rua pra carro e estadios, jantarzinho romantico pra esposa com cartão corporativo, comprar um casarão com o lucro da sua empresa (funcionários ganhando salário minino), entre milhares de exemplos, tá valendo ? não é destruição isso? Fica em casa, até pq pelo seu discurso você se remedia diariamente com uma boa dose de banho de loja pra satisfazer das frustrações. ;) Beijos

  4. Natasha Postado em 22/Oct/2013 às 15:47

    "Estamos lutando por algo que ainda não sabemos o que é, mas que pode ser o início de algo muito grande que pode acontecer mais para frente", diz uma integrante Black Bloc... Só de ler isto já dá pra perceber que não passa de uma pessoa rebelde sem causa... tenho raiva e pena de gente assim... falsos moralistas.

  5. Vinicius Postado em 22/Oct/2013 às 15:48

    O Black Bloc fez uma coisa nas manifestações. Afastou os coxinhas!

    • dinei Postado em 22/Oct/2013 às 17:46

      claro, a PM tá morrendo de medo dos BB! Eles são provocados pelos anarcoboys e descem o cacete em quem não do movimento. Parabéns!

  6. Vinicius Postado em 22/Oct/2013 às 16:10

    O Black Bloc tem apenas uma função: manchar as verdadeiras manifestações. Tomemos como exemplo as manifestações do professores. No início ia muito bem, até os black blocs tomarem partido. E isso só alimenta essa imprensa de direita, que faz questão de mostrar apenas o que esses "a toas" fazem por aí. Vejam bem, o moleque não sabe nem o porquê do protesto. Tá simplesmente contra "o que tá aí". Não tem a informação e nem mesmo o senso crítico de formar uma opinião e conhecimento com base na busca dessas informações. Vai na ondinha de outros como ele e pronto, a Globo faz o que quer. E pior: ganha com isso.

    • carlos Postado em 22/Oct/2013 às 20:55

      Virou festa todo dia;pra participar basta ser abestalhado e irresponsavel que nao entende que nos pagamos pela bagunça que fazem,haja visto que em alguns estados nao se pode nem cuspir que paga multa.

  7. Fernando Postado em 22/Oct/2013 às 17:05

    É só eles pararem com o quebra-quebra que fica tudo certo.

  8. dinei Postado em 22/Oct/2013 às 17:18

    "Quebrar os bancos é uma revolta contra o sistema bancário"? Se liga, minha filha. Os BB protegem seus integrantes e não os manifestantes, que são presa fácil da polícia enfurecida. Quer fazer barricada com patrimônio público, sua imbecil? A única coisa que os BB conseguiram foi esvaziar os protestos e enfraquecer o poder de protesto da população. Meus parabéns!

  9. Marcos Postado em 22/Oct/2013 às 23:14

    "Estamos lutando por algo que não sabermos o que é" Quer lutar por algo denuncie os traficantes locais? " isso não pode como vou me drogar?" É muito fácil criticar a polícia que mantém a ordem nesse projeto de país mas fazer a sua parte como cidadão poucos brasileiros fazem, querem mudar o mundo? Mudar o mundo em 10 anos? O mundo só vai mudar quando o homem mudar e isso demora milhares de anos e mesmo assim talvez devido a genética humana construída na evolução a natureza bestial humana jamais mudara, esses "black bostas" zombam de quem morre pelo país, policias pobres que saem de casa sem saber se voltam vivos para que esses idiotas possam continuar quebrando vidros, são reflexos de uma insatisfação global diante de má administrações governamentais sem saber como reagir apelam para a violência afastando o povo das ruas e sem objetivos concretos apenas geram lucros para vidraçarias e outras empresas que lucram com a quebradeira. Uma juventude patriota com valores éticos e morais não existe mais hoje temos esse bando de idiotas, os ritos de transição para a fase adulta nessa sociedade falida contemporânea desapareceram, as pessoas são adolescentes inconsequentes com 40 anos de idade isso aqueles que tiveram uma boa família, pois a juventude da periferia destes eu tenho pena realmente, sinceramente não temos um projeto de nação mais, o ocidente esta decadente. Por mais que eu despreze a falta de liberdade da Eurásia Russo/Chinesa são países com projetos de uma grande nação, o Brasil é um país dominado pelo crime e com uma juventude que não sabe como mudar isso devido a falta de educação e frouxidão dos governos estaduais e da união.

  10. Aryewl Postado em 23/Oct/2013 às 10:14

    Os bancos já não funcionam mesmo.

  11. ricardo Postado em 23/Oct/2013 às 12:15

    quero ver esta coragem de revolucionario e dizer pro papai que nao daqui pra frente quem vai pagar a luz , o colegio, e o aluguel é voce.muito facil fazer revolução com o dinheiro de quem trabalha.vai capina um terreno vagabundo

  12. Haroldo Toto Postado em 23/Oct/2013 às 12:22

    Lutar por algo que não se sabe o que é, é como ficar dando socos no ar querendo atingir algo que não se vê. Coisa de abestados (como se diz no norte).

  13. Adalberto Sousa. Postado em 23/Oct/2013 às 14:52

    Babacas que quebram lojas e acham que isso vai intimidar os bancos. Eles aumentam a taxa de juros para compensar as perdas e isso recai novamente sobre o consumidor do serviço. E sobre quebrar telefones públicos: vocês acham que rico usa orelhão? Já vi reportagem com pessoas humildes na rua reclamando da falta dos telefones, pois nem dinheiro pra comprar um celular barato elas têm. Bando de adolescente mimado por ideologias vencidas (sim, pois a mentalidade adolescente dura até os 25 anos em média), achar que a vida se resuma nessa utopia em berço de "movimentos" é coisa de gente com pouca educação, mesmo tendo doutorado.

  14. Alex Wie Postado em 24/Oct/2013 às 13:48

    ão socialistas do capital alheio, depredam Bancos especificos, alguem viu o banco doBrasil Caixa serem depredados?Esta turma que ta ae, podem ter certeza querem é bagunça, só tem tititca na cabeça, não lutam por nada a não ser por eles mesmo, tudo socialista do capital alheio sem causa, black block, lixo ninja, vi de perto, um bando de hipócritas.

  15. Luiggi Postado em 30/Oct/2013 às 16:48

    As pessoas podem até odiar os black blocks mas que eles estão conseguindo seu objetivo, isso estão: os governos estão amedrontados porque sabem que este movimento é só uma pequena amostra do que acontecerá na Copa do ano que vem e depois da sova que o coronel tomou em São Paulo ficou claro que além de saco cheio o povo já não tem mais medo. Depois da sacudida nas bases que os movimentos de Junho deram, a galera dos palácios pôs suas barbas de molho e viu que o buraco é bem mais embaixo. E mais um ponto a favor dos black blocks: eles não se deixaram cooptar pela direita fascista que se adonou dos movimentos nem se dominar pelos mauricinhos pitbulls que escorraçavam qualquer pessoa que pertencesse a alguma agremiação partidária e que quisesse participar das manifestações. A verdade é que a direitona está alarmada, o rebanho acordou e quando a manada estourar o barulho vai ser bonito de se ver. E quem espera que alguma mudança ocorra num país imundo como este sem que haja uso de violência, que acorde. Não se faz uma omelete sem quebrar os ovos.