André Falcão
Colunista
Compartilhar
Cuba 03/Sep/2013 às 14:50
35
Comentários
André Falcão, Pragmatismo Politico

Vergonha de branco

Se você é incapaz de sentir um pingo que seja de alegria porque há profissionais da medicina que estão vindo de outros países para atender seus irmãos brasileiros desgraçados em lugares pobres e longínquos aonde nem um só médico quis ir... Sinceramente, você é uma vergonha para o meu país

medicos negros brancos cubanos
Violência contra médicos cubanos no Brasil gerou negativa repercussão internacional (Imagem: José de Oliveira, Folhapress)

Se você não sabe o significado da palavra solidariedade em sua vida mesquinha, egocêntrica, racista, fascista e xenofóbica;

se generosidade significa pra você apenas aquela esmolazinha “cala-consciência” (consciência?) de depois da missa dos domingos a que você, religiosamente (sem trocadilho), comparece numa tentativa certamente inútil de expiar os pecados que você imagina não ter;

se trabalho voluntário pra você não passa de algo distante que em um dia qualquer alguém de quem você não lembra mais te falou;

se o mais próximo que você sentiu da dor de estômago da fome alheia foi uma expressão de “pena” frente à foto de algum africano esquálido postada na internet ou na sua revista semanal ou televisão onde você talvez tenha muito aprendido a ser o que você, enfim, se transformou;

Leia também

se não o incomoda a desassistência secular da saúde dos brasileiros seus irmãos esquecidos pelo tempo, pela vida, e por você — enquanto gente (gente?) e cidadão eleitor que vota na melhor das hipóteses fiel a seu preconceito ideológico que alguém um dia lhe pôs e você nunca chegou sequer a transformar em conceito, o que seria ruim, mas ao menos não seria tão ignorante quanto ser pre(conceito), ou pior, por interesse meramente pessoal, ou em troca de alguma vantagem, inclusive financeira, direta ou indireta, ou todas as (ou algumas das) alternativas juntas;

se você jamais se perguntou do porquê de o Brasil verdadeiro ter passado fome, seca e doenças por tantos séculos;

se você é incapaz de sentir um pingo que seja de alegria porque há profissionais da medicina que estão vindo de outros países para atender seus irmãos brasileiros desgraçados em lugares pobres e longínquos aonde nem um só médico quis ir, colega seu ou não;

se você é tão hipócrita que agora repentinamente lhe bateu uma preocupação com o que você acredita seja a escravidão que a “terrível” Cuba ― aquela de um dos melhores IDHs do mundo ― está impingindo aos médicos cubanos que estão aportando por aqui para ir tratar de seus irmãos brasileiros secularmente esquecidos e onde ninguém, nem um só médico quis ir, de qualquer outro país, inclusive, claro, do seu;

se essa inusitada “preocupação” com a “terrível” Cuba se estabelece e permanece mesmo quando você toma conhecimento de que a contratação dos médicos cubanos está sendo intermediada por uma entidade que tem mais de um século de existência e é respeitada no mundo inteiro, a OPAS – Organização Pan-Americana de Saúde, e de que os médicos cubanos são reconhecidamente os mais humanitários do planeta terra, presentes em inúmeros países, desenvolvidos ou não, em dezenas de missões na área da saúde e da educação;

se você não consegue entender que não “revalidar” os diplomas dos médicos estrangeiros é condição inafastável, uma vez que o “revalida” confere ao profissional, por exemplo, o direito de atuar em qualquer lugar do país, o que inviabilizaria completamente o objetivo do programa governamental àqueles que estão sendo contratados para trabalhar nesses rincões do Brasil aonde colega seu, ou parente seu, ou alguém que você conheça e envergue um jaleco branco engomado e limpo não quis ir, porque se eles obtiverem o bendito “revalida” poderão ir trabalhar nos bons lugares onde você, ou seu parente, ou seu colega, ou alguém que você conheça trabalha, disputando, agora sim, com você, mas que existem outras formas também válidas de avaliar a competência desses médicos estrangeiros para atuar nos locais para onde você jamais irá (ou iria) e atender aos seus irmãos brasileiros como e onde você jamais fará (ou faria);

se você não percebe que deve ao seu país, e portanto a todos os brasileiros que pagam impostos, o seu curso gratuito numa universidade pública, e que o mínimo que você devia fazer, se não quer colaborar, seria não atrapalhar;

se a sua consciência ao menos não se aquieta ao constatar que há muitos lugares neste país, com ou sem condição hospitalar satisfatória, em que seus colegas médicos jamais iriam trabalhar, mas que outros, estrangeiros, farão isto por você, e isto é bom;

se você não consegue admirar os médicos cubanos que estão chegando ao seu país para fazer o que você não fez, não faria e não fará, e que eles estão felizes, dispostos e entusiasmados em servir aos seus irmãos brasileiros e ao Brasil, porque foram forjados na prática comunitária de servir ao próximo, porque atuam em programa de medicina que já atendeu e atende a mais de cem países, com baixíssimo (antes que você diga o contrário, no seu argumento tão sórdido quanto pueril e hipócrita), praticamente insignificante índice de deserção, apesar de serem, prazeirosamente — como lindamente o dizem —, médicos cubanos, nascidos num país pobre, com seus erros e acertos, asfixiado por uma política comercial e social cruel, e orgulhosamente socialista;

se você não se dá conta da alegria que é ver um país, o Brasil, de tantas desigualdades sociais, pela primeira vez em sua história tê-las reduzidas drástica e permanentemente;

se você desconhece que este fenômeno (contratação de médicos estrangeiros para fins semelhantes) acontece nos mais diversos países, inclusive nos seus adorados Estados Unidos e Inglaterra (vai, confessa que eu sei que você se pudesse morreria, soubesse que nasceria novamente num dos dois);

se você não se sente feliz em saber que aquelas crianças e velhos do Brasil esquecido durante tanto tempo estão sendo olhados agora com os olhos com que necessitavam sê-los, os olhos da urgência, da emergência, que só o amor, a solidariedade e a generosidade conseguem ver;

se você não sabe o que fazem por esse mundo os médicos cubanos, sua obra, sua humanidade, seu destemor, seu espírito coletivo, seu desapego às nossas vaidades, seu reconhecimento dos mais importantes organismos internacionais, a exemplo da UNESCO;

se você não consegue compreender que as pessoas não podem esperar e que um médico na comunidade é simplesmente fundamental;

se você prefere que os médicos cubanos não venham porque eles atenderão sem o “revalida”, mesmo sabendo porque não o serão, e que ainda assim serão avaliados por entidades de escol do Brasil;

se você sabe que das cerca de quinze mil vagas abertas e direcionadas exclusivamente aos médicos brasileiros, para apenas mil delas houve interesse de seus compatriotas, e que há centenas de municípios onde nem um só médico, não apenas brasileiro, mas não-cubano, se candidatou a ir trabalhar, mesmo pagando dez mil reais e ajuda de custo (moradia, etc.), e ainda assim você é contra o programa, não raro fervorosamente;

se você está “sinceramente” muito preocupado porque “acredita”, firmemente, que os cubanos estão sendo escravizados por Fidel, coitados;

se estranhamente você não ficou tão indignado quando os médicos estrangeiros de outros países por aqui aportaram, mas teve um surto histérico (chilique!) mal-educado, racista, fascista e xenofóbico quando na vez dos cubanos;

se na sua ignorância sórdida você não consegue nem perceber que eles não irão concorrer com você nem tirar o seu lugar e a sua vaga no “mercado”… Se você mesmo assim ainda torce contra… ainda quer vê-los longe daqui… ainda prefere que tudo fique neste país como sempre esteve… Se você apoia as vaias dos médicos brasileiros (meu Deus!) dirigidas aos médicos cubanos em Fortaleza… Sinceramente, você é uma vergonha para o meu país. E felizmente, não temos nada a ver um com o outro.

*André Falcão é advogado e autor do Blog do André Falcão. Escreve quinzenalmente para Pragmatismo Político

Recomendados para você

Comentários

  1. Jardel Santana Postado em 03/Sep/2013 às 15:41

    Simplesmente ótimo, esse texto!!! Disse tudo!

  2. Gabriel Postado em 03/Sep/2013 às 16:00

    que pedrada na mente da burguesia!! leite na cara dos caretas!

  3. Carlos Pereira Postado em 03/Sep/2013 às 16:47

    Prezado André Falcão, creio que não existe verdade absoluta nesta questão, acredito as partes envolvidas são esclarecidas o bastante para defender suas posições e acho muito comado chegar numa tribunal social e fazer este tipo de comentário.

    • João Postado em 03/Sep/2013 às 17:11

      Carlos Pereira, me explique como esse senhor pode ser alguém esclarecido? http://www.pragmatismopolitico.com.br/2013/08/conheca-medico-liderou-xingamentos-cubanos.html

    • Carlos Postado em 03/Sep/2013 às 19:05

      Pois é ... e ainda há pessoas que tratam a questão como um dilema filosófico ("não existe verdade absoluta"). Francamente! é racismo mesmo, xenofobia e todas as ideologias reacionárias possíveis!

      • Lith Postado em 04/Sep/2013 às 12:01

        Só acho que o Sr. é um médico supracitado, ou é uma pessoa pseudo-filosófica.

    • La Indigada... Postado em 05/Sep/2013 às 15:59

      Disse um burgues...(q com certeza tem plano de saude e sempre teve atençao medica...ou nao?)

  4. Tiago L. Postado em 03/Sep/2013 às 17:10

    Perfeito! Parabéns... Tudo o que penso... "Quem pensa de qualquer forma acima com certeza é Uma vergonha para o nosso país. E graças a Deus não tem nada haver comigo!" :)

  5. Elis Postado em 03/Sep/2013 às 17:25

    Faço deste texto meu desabafo aos burgueses que não tem nenhum amor por vidas !!! Que pensam que ser médico é somente por Status e Dinheiro!!! Chupa!!!

    • Tiago Postado em 11/Sep/2013 às 16:36

      Teu comentário é tão preconceituoso quanto .

  6. Douglas Postado em 03/Sep/2013 às 17:29

    Perfeito! Dispensa comentarios!

  7. Teresinha Postado em 03/Sep/2013 às 17:55

    Que venham mais Cubanos A saúde agradece Se os médicos brasileiros pensam apenas no bônus que fechem as matracas

  8. Patricia Rocha Postado em 03/Sep/2013 às 19:32

    Queremos mais médicos cubanos em todos os recantos do país! ótima reflexão!!!

  9. Guilherme Postado em 03/Sep/2013 às 23:18

    Tudo bem, mas paguem os serviços prestados diretamente a quem prestou, os médicos cubano, e não ao governo cubano.

  10. Elias Alves Feitosa Postado em 03/Sep/2013 às 23:29

    Os médicos brasileiros, que participaram de tal ofensa, deviam ter vergonha, tanto de não ter ocupado as regiões distantes, como de ofender um colega médico por ser negro. Isso é racismo, é crime, é vergonhoso.

  11. José Ferreira Postado em 04/Sep/2013 às 10:54

    Ninguém ofendeu ninguém por ser negro ou branco. Taxar os que são contrários a forma de remuneração dos médicos de xenófobos e racistas é também uma forma de preconceito.

  12. Dayse Viana Postado em 04/Sep/2013 às 11:23

    Muito bom. Concordo e compartilho com tudo que li nesse texto. Que venham mais médicos, de onde vierem serão muito bem vindos.

  13. Marcos Postado em 04/Sep/2013 às 13:10

    Cubanos não vão "onde ninguém quer ir" porque são mais solidários, desbravadores, são médicos de Jesus, é apenas trabalho, saem de Cuba para ganhar mais dinheiro, as regiões mais afastadas brasileiras são melhores que a realidade Cubana, é só isso, bando de lunáticos.

  14. Rodrigo Postado em 04/Sep/2013 às 13:51

    Se Yaoni fosse negra, os manifestantes teriam ficado em suas casas, ou teriam medo de serem chamados de racistas em razão da vaia e tentativa de censura à fala dela? A raça virou mero detalhe oportunista, a ser usado quando quisermos prontamente desqualificar alguém? Que venham, pois, médicos cubanos e que recebam seu salário, integralmente, sem discriminação face a portugueses, espanhóis, uruguaios etc., mas venham com respeito às leis. E que os políticos se inspirem com essa vinda e passem a investir no interior, nos postos de saúde e unidades hospitalares, a fim de que contem com remédios, com material médico-hospitalar (gaze, luva, bisturi, anestésicos, antibióticos etc.). Que invista em escolas, transportes, segurança, a fim de que não apenas médicos, mas mais profissionais de gabarito se sintam estimulados a investir sua carreira em tais localidades Tudo bem que R$ 2500 é mais que o equivalente a R$ 60, que recebem em Cuba, mas ainda assim é discriminação. Isso ou passaremos a defender a importação de trabalhadores chineses, recebendo parte da remuneração, vez que recebem muito menos e sem garantias trabalhistas, em seu país socialista de origem. É incoerente dizer-se defensor dos direitos sociais e apoiar a exploração de cubanos, de jornalista da Caros Amigos (prontamente demitidos, tão logo entraram em greve para exigir o respeito a piso salarial, registro do contrato em carteira de trabalho, INSS e FGTS) e mesmo aos integrantes dos coletivos. P.S.:Não nos esqueçamos de que ditaduras, esquerdistas e direitistas, começam com o "o interesse do povo não pode estar submetido a leis e à constituição".

    • Dogola Postado em 06/Sep/2013 às 13:34

      A carapuça serviu pra você né Rodrigão? Aliás, há muito a China não é socialista.

  15. Antonio Angel Postado em 04/Sep/2013 às 16:21

    Rodrigo, Dilma já enviou mais Medidas Provisórias que Collor, Sarney, FHC e Lula. Só não seguem a Constituição quando o interesse é deles. Mais Médicos é querer baixar a febre sem se preocupar com a causa dela. Saúde é médico + saneamento básico + infraestrutura mínima. Mas isso não dá votos, não aumenta a popularidade.

  16. Vicente Gama Postado em 04/Sep/2013 às 16:44

    Parabéns ao Dr. André Falcão ! O Sr. Presidente do CFM e dos conselhos estaduais deveriam ler e refleltir sobre essas observações tão verdadeiras e oportunas. Gostei !!!!!!! Parabéns. Esse negocio de "revalidar" é conversa prá boi dormir. Eu que sou do interior desse país, sei o que pobreza, gente desassistida e com dor. Quando aparece um doutorzinho de jaleco branco nesses rincões parece um rei. E que venham mais cubanos, argentinos, portugueses.......

  17. José Pedro Postado em 06/Sep/2013 às 15:54

    Ótimas Ideias apresentadas, contudo há uma exaltação, de certa forma, afirmando que os brasileiros são ignorantes.

  18. renato Postado em 11/Sep/2013 às 20:33

    Sou amigo desta pessoa que escreveu isto ai encima!! Este cara é brasileiro....

  19. ana kara Postado em 19/Sep/2013 às 19:32

    Ótima matéria. O argumento da preocupação com a qualidade dos serviços é uma falácia. Em avaliação de recém formados, o CRM reprovou 54% deles e, pasmem, todos estão devidamente credenciados e trabalhando...

  20. arthur m Postado em 30/Sep/2013 às 10:10

    O programa mais médicos ira trazer benefícios, mas não devemos tentar defende-lo utopicamente e criticar os médicos brasileiros, são frustrantes os comentários, aos que se julgam entendedores do assunto e criticam generalizadamente os médicos e a "burguesia". Há uma difamação descarada de uma classe inteira. As universidades formam profissionais para os centros urbanos, voltados às especialidades e subespecialidades muito distantes da Atenção Primaria à Saúde. O programa mais médicos é uma solução imediatista e paliativa, que deve dar espaço a um planejamento serio e a longo prazo, os problemas do Brasil são estruturais e não ideológicos.

  21. luiz carlos ubaldo Postado em 02/Oct/2013 às 16:19

    Esses caras da direita no Brasil, que sempre mandaram e desmandaram resolveram mostrar suas fuças e nada melhor do que o pragmatismo para deixarem que se pronunciem, o texto acima deveria ser lido por todo cidadão Brasileiro, é o que muitos de nós pensamos mas que não conseguiamos transformar em palavras, como podemos ver nos comentários, os contras não chegam a meia duzia de cretinos, graças a Deus são uma minoria insignificantes, que venham mais Cubanos, é que esses mercadores da saúde de nosso povo que se mudem para marte !

  22. ademar Postado em 06/Nov/2013 às 10:49

    Bom texto, o Sr. André Falcão me parece a pessoa mais perfeita do mundo, parabéns.

  23. Luis Carlos Postado em 08/Nov/2013 às 15:08

    Nossa, incrivel!!! Muito bom o texto!

  24. Carlos dos Santos Postado em 09/Nov/2013 às 17:12

    Muito interessante a sua explicação sobre porque os médicos cubanos não devem se submeter ao Revalida (na verdade, o único ponto que fere lá no fundo as entidades médicas e revolta os médicos em geral). Você explica que os médicos cubanos não se submetem ao Revalida porque, sendo aprovados, poderiam ir para outros lugares que não aqueles em que eles são obrigados a atuar. Quer dizer então que se um médico cubano pudesse escolher, como os outros estrangeiros puderam, como os brasileiros sempre podem, iriam preferir trabalhar em cidades maiores, com melhor qualidade de vida pata si e mais recursos para realizar o seu trabalho? Onde houvesse hospitais, centros de estudo, recursos técnicos, onde pudessem exercer melhor a Medicina e inclusive aprimorar seus conhecimentos... Quer dizer então que não ter os seus diplomas revalidados obriga os médicos cubanos a trabalhar em locais onde, se pudessem exercer sua vontade, não trabalhariam, e a se sibmeter a uma condição trabalhista da qual, se pudessem aceitar outras oportunidades de emprego, fugiriam? Na minha terra, de onde eu venho, chamam isso de escravidão. Não sei como andam chamando aqui...

  25. Pedro Postado em 14/Nov/2013 às 01:02

    Se não podem fazer o revalida porque irão trabalhar em outros lugares que não o interior, onde fica a "caridade". Bela contradição em um único parágrafo.

  26. Adriana Postado em 17/Nov/2013 às 21:04

    Bom texto!!!!! Assim como o sentimento que o originou! Independente dos contra e das ironias! Parabéns!!

  27. Bruno Postado em 01/Dec/2013 às 22:09

    Falamos tanto de 6 mil médicos cubanos num país que forma 20 mil médicos todos os anos.. A questão não são brasileiros ou cubanos, mas os empresários da saúde no país, que utilizam verbas públicas, isenção fiscal e unidades do SUS para enriquecer.. No final não são os médico brasileiros ou cubanos os culpados.. Já estes grandes empresários, alguns nas listas da Forbes magazine, seguem muito bem amparados pelos governos, seja no ambito federal o nos estados. Sugiro o seguinte texto: http://susbrasil.net/2013/03/22/28315/

  28. Andrei Postado em 10/Dec/2013 às 17:00

    Médicos Cubanos são ótimos, Cuba é uma fabrica de médicos um modelo de negocio na base da exploração humana que paradoxalmente ajuda pessoas necessitadas, de um monte de bosta surge uma flor.

  29. Enzo Postado em 13/Jan/2014 às 21:14

    Sou a favor dos medicos cubanos..porque medicos brasileiros tem mede deles? Mas tambem nao gosto do titulo vergonha de branco!!! se eu escrever verg de .... vou preso.