Redação Pragmatismo
Compartilhar
Europa 24/Sep/2013 às 15:44
3
Comentários

O primeiro parlamentar negro da Alemanha

Alemanha elege parlamentar negro pela primeira vez em sua história. Karamba Diaby ocupará uma cadeira no Bundestag com a promessa de trazer melhorias aos imigrantes

parlamentar negro alemanha
O primeiro parlamentar negro da história da Alemanha. Karamba Diaby entre dois eleitores (Foto: Assessoria de Imprensa de Karamba Diaby)

Um homem de 51 anos e nascido no Senegal fez história na Alemanha, no último domingo (22). Karamba Diaby é o primeiro negro eleito no país. Ele vai ocupar uma cadeira no Bundestag, a câmara baixa do Parlamento alemão.

Diaby, que se candidatou pelo Partido Social Democrata (SPD), não conseguiu a vaga diretamente, mas sim pela lista partidária. Na Alemanha, cada eleitor deve votar duas vezes, a primeira em seu candidato e a segunda no partido.

Leia também

A cidadania alemã foi conquistada em 2001 por Diaby, que chegou na Alemanha, ainda Oriental, em 1985. O afro-alemão estudou Química na universidade de Halle, onde concluiu o Doutorado.

O deputado, durante as campanhas, manteve no discurso o intuito de melhorar as condições para estrangeiros que vivem na Alemanha. No Parlamento, Diaby será oposição à coalização de governos democratas da chanceler Angela Merkel.

Em entrevista à BBC, Diaby chegou a afirmar que sua campanha era “uma loucura”. O “Ay, Karamba”, slogan da candidatura do deputado, aliado ao fato do candidato ser negro e carismático, fez com que por onde passasse ele fosse tratado como “celebridade”.

Além de Diaby, o ator alemão de origem senegalesa Charles M. Huber, dos conservadores (CDU) de Angela Merkel, também foi eleito no último domingo.

Revista Fórum

Recomendados para você

Comentários

  1. Thiago Teixeira Postado em 24/Sep/2013 às 19:39

    Muito legal!!!!!!!!!!!!!!

  2. renato Postado em 24/Sep/2013 às 20:26

    Parabens! Ao homem.

  3. Nicolau Postado em 08/Apr/2014 às 21:07

    Só os Nazistas judeus não se misturam com outras raças, menos ainda com negros, seus panacas!