Redação Pragmatismo
Compartilhar
Cuba 19/Sep/2013 às 11:40
9
Comentários

Obama amplia bloqueio ilegal contra Cuba

Desde que assumiu a presidência dos EUA, Obama vem estendendo o prazo do embargo criminoso a cada ano, apesar das expectativas iniciais sobre a mudança das relações entre o seu país e Cuba

obama embargo cuba
Obama amplia por mais um ano o bloqueio ilegal contra Cuba (AP Photo/Chris Carlson)

O presidente norte-americano, Barack Obama, prorrogou por outro ano as sanções impostas contra Cuba, com um embargo ilegal e imperialista vigente contra o país desde 1960. Desde que assumiu o cargo de presidente dos Estados Unidos, Obama vem estendendo o prazo do embargo a cada ano, apesar das expectativas iniciais sobre a mudança das relações entre o seu país e Cuba.

Leia também

O memorando dirigido ao secretário de Estado e ao secretário do Tesouro dos Estados Unidos foi difundido pela Casa Branca, ordenando manter o embargo comercial, econômico e financeiro contra a chamada “maior das Antilhas”. Conforme a legislação norte-americana vigente, o presidente norte-americano decidiu prorrogar as sanções contra Cuba, com a Lei de Comércio com o Inimigo, alegando que responde aos interesses nacionais dos Estados Unidos.

O país mantém o criminoso bloqueio unilateral contra Cuba desde o ano 1960, dois anos após a Revolução Cubana que derrubou o ditador Fulgêncio Batista. A medida, primeiro denominada “Ato da Democracia Cubana”, foi endurecida posteriormente e codificada como uma lei em 1993, com a aprovação das leis Torricelli e Helms Burton.

Apesar de alegar dirigir-se ao governo cubano e aos lideres políticos “em apoio ao povo” de Cuba, que apoia a revolução socialista conduzida por Fidel Castro, o embargo tem consequências diretas para a população, e foi imposto após o governo revolucionário ter nacionalizado empresas estadunidenses que se mantinham intocáveis na exploração do país devido à ditadura de Batista.

Em votações na Assembleia Geral, a Organização das Nações Unidas já condenou a política norte-americana (e, especificamente, o bloqueio contra Cuba) quase 20 vezes, com uma esmagadora maioria, acima dos 180 votos.

Correio do Brasil

Recomendados para você

Comentários

  1. altair ahad Postado em 19/Sep/2013 às 12:08

    junto com bush. um dos piores presidentes da história!

  2. Tiago Postado em 19/Sep/2013 às 13:32

    Os terroristas cubanos devem estar ameaçando os estadunidenses com o vírus mortal da igualdade social que pode matar a sua competitividade egoísta do capitalismo irracional e instável de seu sistema.

    • Marcos Postado em 20/Sep/2013 às 22:42

      Igualdade? Igualdade do socialismo é por baixo, e o governo os únicos "ricos". Se o Brasil um dia se tornar comunista a primeira coisa que ire fazer é me tornar comunista também, se é que me entendem.

  3. renato Postado em 19/Sep/2013 às 19:11

    Isto é represália contra Russia e Brasil.

  4. Naravan Postado em 20/Sep/2013 às 09:13

    Confesso que no começo achei que Obama pudesse ser um presidente popular , do povo com ideias de igualdade porem é uma fantoche, uma farsa. Qual o problema dos EUA? Tudo é competição, tudo embate e guerra?

  5. Adalberto Postado em 23/Sep/2013 às 20:51

    Pois é , meu caro, Obama é o Lula dos EUA. Um fantoche da elite capitalista.

  6. Luis Paulo Postado em 24/Sep/2013 às 10:52

    Só que fantoches não tiram pobres da miséria nem levam pobre para a universidade Adalberto, entre outras tantas coisas que tu parece ignorar, ou por ser mal informado ou mal intencionado ou o que é pior, um analfabeto político vivendo no mundo midiático da alienação.

  7. Luiz Mário Postado em 24/Sep/2013 às 14:10

    Este é o Prêmio Nobel da Paz, minha gente.

  8. Juniperos Postado em 25/Oct/2013 às 09:54

    Ora, ora... Bloqueie o Brasil também, ou quem sabe a China... Não dá não é? Como ficariam sem Uranio ou nióbio, ou agua ou comida, ou sem... Não tem problema. Sr. Presidente... Soube que outros países se incomodaram com as inconvenientes espiadas norte-americanas. Será que todos os espionados serão diplomáticos como o Brasil, ou tomarão certos bloqueios também? Veremos o que vai dar essa novela mexic.. digo, americana.