Redação Pragmatismo
Compartilhar
Drogas 16/Sep/2013 às 16:20
39
Comentários
Valmir Moratelli

"Fumo maconha eventualmente; é muito bom", diz Djavan

Djavan sobre maconha: "É muito bom. Fumo eventualmente". Cantor também fala sobre álcool e outras drogas e nega que esteja com Parkinson

djavan maconha drogas
Djavan sobre maconha: “É muito bom. Fumo eventualmente” (Foto: Divulgação)

Os grandes figurões da MPB, acostumados a falar com a imprensa há décadas, em geral tentam restringir suas declarações aos produtos que estão lançando. Não é o caso de Djavan.

O cantor e compositor não fugiu de assuntos polêmicos e expôs seu modo de pensar sem o patrulhamento politicamente correto que, muitas vezes, esconde o verdadeiro olhar do artista. Sobre o uso da maconha, declarou: “É muito bom. Fumo eventualmente, não tenho o hábito de comprar e fumar sempre”, soltando uma gargalhada em seguida.

A entrevista a seguir foi realizada pelo portal IG:

Como está de saúde?

Minha saúde está ótima. Este tipo de comentário não me assusta. Minha vida é melhor hoje. Perdi a ansiedade comum aos jovens. Vislumbro melhor as soluções que devo tomar. Tenho três filhos do primeiro casamento e dois do segundo: Sofia, de 9, Inácio, de 4. Faço coisas que antes não conseguia. Vou a festinhas de colégio, que é um saco, reunião de pais. Faz parte do papel de pai.

Este ano é marcado pelas passeatas favoráveis à maconha , incluindo um filme que reacendeu o debate. Você é a favor da legalização da maconha?

Não adianta buscar parâmetros na Holanda, em outros países. Cada nação tem sua realidade. Não basta mudar uma nova legislação, mas é questão de educação. Comprar maconha e fumar em qualquer lugar é questão de liberdade. Seria bom que acontecesse, mas é preciso que haja restruturação em toda a sociedade.

Leia também

Você fuma, gosta de maconha?

Total ( dá uma gargalhada )! É muito bom. Nunca tive envolvimento com drogas, nunca cheirei cocaína. Mas, agora, a maconha sim, já fumei várias vezes. Fumo eventualmente. Mas não tenho o hábito de comprar e fumar sempre.

O que pensa sobre a associação da maconha com a violência urbana?

A violência que decorre da maconha não é pelo consumo, mas pela venda. O poder que o tráfico tem vem da venda, é este poder que gera a violência. O consumo também tem que ter responsabilidades. A sociedade precisa estar respaldada com leis condizentes com a liberdade proposta por esta ideia de legalidade.

Não estamos então preparados para a legalização nos moldes atuais?

Antes da legalização, tem que fortalecer a educação, tem que mudar as leis, para que a sociedade esteja preparada para isso. Não saberia te dizer se basta liberar, se isso resolve a violência.

A seu ver, quando a droga deixou de ter a conotação poética dos anos 70 e passou a ser problema médico?

Quando a droga, no caso especifico da maconha, passou a representar um poder inominável, a coisa começou a mudar. Antes era mais romântica. Maconha sempre foi vendida e despertou algum lucro. Mas surgiram os cartéis, criaram uma indústria superequipada, afeita a produzir e lucrar cada vez mais. Hoje é uma estrutura industrial, como outra qualquer. Aí a coisa tomou o rumo da violência e confusão em todas as sociedades do mundo.

Você já deve ter ouvido falar que não aparenta ter 62 anos. Qual seria o segredo da longevidade não aparente?

Tem quem passe por uma flor linda e nem olhe… Eu me mantenho próximo da vida saudável, ligado à natureza. Convivo com água pura, bichos, o verde. Tenho uma casa em Araras ( região serrana do Rio ). Não como carne vermelha há treze anos. Evito frango, não bebo café…. Só como orgânicos. Tenho um orquidário com mais de 60 espécies, um jardim com trinta mil metros quadrados só com flores. Desperdiço o mínimo de água possível, não desmato. Isso tudo é um prazer.

Bebe para se inspirar?

Não bebo para compor nem para nada. Tomo no máximo um vinho no jantar.

Aliás, você já foi pego na fiscalização da Lei Seca …

Perdi a carteira duas vezes por ter tomado apenas uma taça de vinho. Não fiz o teste do bafômetro porque a capitã, em uma das ocasiões, me alertou: “Não faz! Se bebeu uma taça, não sabe como é seu organismo. Pode acusar álcool e você vai se dar mal”. Me colocou um medo enorme e não fiz. Perdi a carteira. O carro foi apreendido porque estava sem vistoria do Detran.

Você é contra este rigor na fiscalização?

Não sou contra. Mas, por exemplo, adoro vinho. Com a Lei Seca, agora saio para jantar e só bebo água. É chato. Por outro lado, você paga por estas pessoas que enchem a cara e saem com carro. Gostaria que não colocassem todos no mesmo saco. Mas este evento tem que existir, é preciso inibir nego que dirige embriagado.

O fato de ser famoso o ajuda, em certos momentos, a sair de enrascadas como esta?

Ao contrário. Isso é pior, porque querem pegar famoso para servir de exemplo. Houve uma época que guarda me parava no trânsito para pedir autógrafo. Situação assim já não existe mais. Não quero privilégios. Nascer com voz já é um privilégio. Não entrar em fila? Detesto que cedam a vez para mim. Acontece muito isso. As pessoas querem ser gentis. Mas não precisa tanto.

Há boatos nas redes sociais de que você teria Mal de Parkinson . Você está doente?

Com o quê? Parkinson ( ele estica os braços para frente )? Treme alguma coisa aqui?

Você não está tremendo. Mas já sabia desse rumor?

Ouvi sim. Também ouvi que a música “ Flor de Lis ” era dedicada a uma esposa que eu tive e morreu no parto. Olha que imaginação trágica que as pessoas têm! Tem nego que vive disso, de plantar coisas na internet, inventar o que quiser. Se é verdade ou não, é o menos importante. Há boatos de todo tipo. Há solicitações até de casamento. Ajuda financeira, mãe com câncer , casa que caiu… As pessoas apelam para o que pode. É do ser humano!

Já experimentou outras drogas?

Não, nada. Só álcool. Como te falei, vinho é o que bebo. Nem cerveja, detesto. Não tomo refrigerante, uísque, nada.

Recomendados para você

Comentários

  1. Fernanda Postado em 16/Sep/2013 às 16:29

    Amo esse homem!

  2. renato Postado em 16/Sep/2013 às 16:55

    Vou fumar maconha, nunca fumei, mas já que Djavan meu ídolo fuma, eu vou fumar, vou me sentir o maximo, não por modismo, mas só se alguém me perguntar eu vou dizer, meu idolo fuma, eu posso. Aquilo que eu falei para meu filho , vou voltar atrás. Com quantos anos dá para começar a fumar maconha.

    • will Postado em 16/Sep/2013 às 17:04

      Você é retardado?

    • Sandro Paula Postado em 16/Sep/2013 às 17:32

      Com a idade da razão você já pode fumar. Deve se perguntar agora qual a idade da razão.

    • Jaderson Postado em 16/Sep/2013 às 18:12

      Tá locão, amigo? O discurso dele é justamente o contrário. Ele prega responsabilidade, consciência no consumo. Se vc vai fazê-lo por ser fã do cara, vc é muito irresponsável! Pra não dizer idiota.

    • Patricia Postado em 16/Sep/2013 às 19:13

      Ele é inteligente...tenta ser ....

    • Ricardo Rangel Postado em 17/Sep/2013 às 12:03

      Valeu pela provocação. Existe mesmo uma campanha pelo uso da droga e você não pode se manifestar contra que é logo apedrejado, talvez adote seu estilo, parece mais promissor.

      • leanseo Postado em 17/Sep/2013 às 14:32

        Campanha pelo uso da droga UIAHUIAHAHAHAHA SENSACIONAL

    • Carlos Postado em 17/Sep/2013 às 12:05

      Meu ......as piores das drogas é a cocaína o alcool e o crak....a maconha é para vc relaxar ,ficar em casa ,jogar um game é outro nivel

    • Thiago Teixeira Postado em 17/Sep/2013 às 20:54

      Sou fã do Judas Priest, principalmente do Rob Halford. Mas não dou a bunda como ele faz.

    • Rodrigo Postado em 18/Sep/2013 às 09:04

      No seu caso em idade nenhuma poderia fumar. Vai que você danifica um dos seus dois neurônios ficando com apenas 50% da sua capacidade cerebral...

      • Jander Postado em 18/Sep/2013 às 13:03

        Maconha não danifica neurônios, isso é mito.

    • Ronaldo Postado em 18/Sep/2013 às 16:11

      Quer se passar por sarcástico e só se passou por bobo mesmo.

    • CARLOS Postado em 11/Oct/2013 às 17:25

      A MACONHA PODE TE TRAZER DELÍRIOS PERSECUTÓRIOS E ALUCINAÇÕES.CUIDADO EM SEGUIR O SEU ÍDOLO.

  3. Bruno Postado em 16/Sep/2013 às 16:57

    Um ser humano fascinante! Livre de falso moralismo e sem hipocrisia. Apenas um jeito simples e respeitoso com palavras objetivas e suaves.

  4. Bruno Postado em 16/Sep/2013 às 17:06

    Mais artistas deviam agir como ele. Sem falso moralismo.

  5. Mila Postado em 16/Sep/2013 às 17:12

    Amo Djavan. E acho lindo essa honestidade mesclada à suavidade de suas palavras...

  6. Patrícia Postado em 16/Sep/2013 às 18:46

    Amooo Djavan, é meu ídolo maior, mas não posso deixar de comentar que essa entrevista é antiga, ele concedeu ao IG em 2011!! Affff... http://ultimosegundo.ig.com.br/cultura/musica/djavan-sobre-maconha-e-muito-bom-fumo-eventualmente/n1597210746119.html

  7. Marcos Postado em 16/Sep/2013 às 22:46

    Apologia as drogas é crime? Mas nossa sociedade é falida nesse sentido temos que encarar a realidade a sociedade brasileira principalmente a juventude é uma sociedade de viciados em drogas todos os tipos, um dos catalisadores da violência absurda brasileira que o faz o campeão do mundo em violência e homicídios, até mesmo países desenvolvidos boa parte da juventude é dopada mas lá a justiça, educação e as leis seguram a violência, aqui no Brasil fica cada um por si.

    • Jander Postado em 18/Sep/2013 às 13:06

      O que o Djavan disse é apologia? Ele simplesmente respondeu com sinceridade. Em nenhum momento ele disse "fumem maconha!".

  8. Fred Postado em 17/Sep/2013 às 07:39

    Fico feliz ao ver declarações tão sinceras em meio a tanta mentira que são propagadas pelos veículos de comunicação. Se abrir em uma entrevista e assumir que faz uso de substancias "ilícitas" como a maconha, menos danosa ao consumidor e a comunidade do que outras drogas "lícitas" como seria o alcool, nos fazem debruçarmos sobre essa antiga discussão, sobre o que realmente é danoso a nossa sociedade, o consumo de tais drogas ou a política de combate as drogas que já se mostrou falha e ineficaz, pensar uma nova política de drogas se faz necessário. Parabéns Djavan!

  9. Leozinho Postado em 17/Sep/2013 às 13:34

    É seu Djavan, da próxima vez que tomar um vinhozinho num bistrô refinado, por favor e pelo bem comum, pegue um taxi.

  10. Junior M. Postado em 17/Sep/2013 às 15:34

    Um dia frio, um bom lugar pra ler um livro e acender um fino... O pensamento lá em você.

  11. xico Postado em 17/Sep/2013 às 17:08

    no brasil o cara pode participar da parada gay, mas até pouco tempo a marcha da maconha era proibida. ou seja, para os tupiniquins queimar a rodinha tudo bem, agora queimar um baseado é crime. eu prefiro o beck.

  12. João Pedro Postado em 18/Sep/2013 às 04:38

    Ótima entrevista, apesar de discordar dele em alguns pontos. Acho que a legalização de todas as drogas é uma questão importante no que toca à segurança pública, pois a proibição, medida tomada pelos governos em um dado contexto histórico e portanto não é natural, é hoje o maior pretexto para prender e matar jovens negros e pobres, enquadrando-os enquanto traficantes - mas eu, branco de classe média, se me pegam com um baseado nem dá nada. É uma política cara e ineficaz, pois não diminui em nada o consumo, mas que dá grana pra muita gente, principalmente pra indústria bélica, estimula a grande circulação de propinas e corrupção nas corporações policiais, etc... Mas enfim, bacana ele se posicionar com naturalidade e tal quanto ao consumo...

    • Jander Postado em 18/Sep/2013 às 13:12

      É bem por aí mesmo. Quanto maior for a criminalização da pobreza, maior será o controle sobre os pobres. Adicione aí uma pitada de medo e pronto! Uma sociedade com fome e medo vira títere nas mãos das grandes corporações! ELE$ nos fizeram acreditar que a humanidade não tem mais salvação...

  13. luiz carlos ubaldo Postado em 18/Sep/2013 às 10:47

    Djavan foi bem centrado em sua entrevista, vamos parar de com essa coisa de maconheiro, que porra de nome feio, nunca gostei ou adimiti que me chamasem assime pesado demais para alguém carregar esse rotulo, meus amigos mais velhos e responsaveis fumam maconha, isso depois que muitos passaram pelo inferno do alcool e da cocaína, todos são unanimes em dizer que soubesem das consequências dessa drogas, todos teriam ficado só no beck, não conheço ninguén em casas de reabilitação por consumo de maconha, nunca presenciei um acidente causada pelo uso da maconha e nem faço apologia, só quero que se descuta todas as drogas de forma verdadeira e sem dogmas, parabéns Djavan!

    • Jander Postado em 18/Sep/2013 às 13:18

      Pois eu conheço sim ALGUMAS pessoas internadas por causa de maconha. Todas internações involuntárias a mando de suas próprias famílias abastardas e ignorantes que preferiram acreditar nas falácias do tempo do Ansliger a ter uma conversa sensata com seus filhos. Digo ignorantes porque realmente não conhecem a verdade sobre a proibição da maconha e realmente acham que estão fazendo um grande favor para os filhos. Se eles tivessem só misturando tarja preta com Whisky como o papai faz, estaria tudo certo!

  14. leandro Postado em 18/Sep/2013 às 13:57

    Quem compra maconha financia o tráfico e a violência. O resto é conversa de playbiy maconheiro safado.

  15. Rich Postado em 18/Sep/2013 às 17:42

    - PARA DJAVAN É FÁCIL DIZER ISSO, ELE TEM "DINHEIRO" PRA COMPRAR. O PROBLEMA SÃO OS VAGABUNDOS, SEM VERGONHA QUE NÃO QUEREM TRABALHAR OU NÃO TEM CONDIÇÕES PARA COMPRAR ESSE TIPO DE DROGA. PELO CONTRÁRIO, ESSES PREFEREM ROUBAR CELULARES DE PESSOAS QUE MUITAS VEZES SÃO ASSALARIADAS PARA COMPRAR MACONHA!!!

    • Cristina Postado em 19/Sep/2013 às 08:44

      Maconha é uma droga barata, que não causa essa violência, tampouco essa fissura. Quem furta para se drogar, são os que fumam crack. Desativa esse Caps, e se informe melhor antes de redigir.

    • felippe Postado em 09/Oct/2013 às 22:53

      você... é louco cara!

  16. Leonardo Postado em 18/Sep/2013 às 20:48

    Não fumo maconha, porque eu amo o meu cérebro e sei que ela não é inofensiva, é fumaça do mesmo jeito, procuro buscar prazer em outras coisas. Geralmente as pessoas bebem só nos finais de semana, mas os maconheiros geralmente começam a fumar cedo e todos os dias,dificilmente vão largar o vício. Conheci uma pessoa que fumava maconha desde cedo,um dia sonhou com um gigante acordou e achou que ele era real. Lí um estudo que certos tipos de música podem simular o mesmo efeito que certos tipos de drogas, por liberar dopamina, tanto é que existe um programa que faz isso. Se legalizar vão tachar imposto, vai ficar cara a droga e vão continuar comprando da boca. O idel seria legalizar o plantio para uso individual e domestico.

  17. Sandro Postado em 19/Sep/2013 às 10:20

    Lamentável,não saber discernir entre o que é ter uma baita musicalidade,ser um super profissional ou ser uma pessoa bonita esteticamente falando,ou ser alguém inteligente,culto e politizado e ser um usuário de drogas,lícitas ou não,na minha humilde opinião,isto não influi em nada. Sou fã Djavan,não da droga que ele usa ou deixa de usar,ele faça o que bem entender na sua vida pessoal,não me interessa saber.Lamento muito pelo fato de muitas pessoas bacanas iguais a ele,sustentarem financeiramente,traficantes e seus cartéis.

  18. AleluJah RastaMan Postado em 19/Sep/2013 às 14:48

    Nossa, tenho artigos inclusive no meu arquivo pessoal que tratam sobre o assunto. Scientific American .. ishe... eh muito além de uma simples droguinha como a classificam por ae... se duvidar mais de 60% dos nossos neurônios se ligam ao THC inclusive pq nosso corpo produz ele naturalmente mas não utilizamos nem 10% da nossa capacidade cerebral... eu não sei ativar sem o auxilio externo... pode vaporizar pq fica igual sauna... okie dokie

  19. Felipe Postado em 19/Sep/2013 às 22:33

    Não vi nada de mais... Todo mundo já sabia... Ô povinho pra procurar polêmica onde não tem... tudo para o site receber mais acessos...

  20. Antonio da Paixão Postado em 21/Sep/2013 às 07:04

    Sempre admirei Djavan, real, não hipócrita, colocações bem seguras.

  21. Sônia Maria Menezes Pinto Postado em 01/Oct/2013 às 15:16

    Sou fã de Djavan desde sempre, agora sou mais ainda. Muita luz, paz, bons e novos caminhos, boas e novas conquistas para você e toda sua família Djvan, adoro ouvi-lo cantando. Parabéns e vida longa!!!!!!

  22. Denis Postado em 02/Oct/2013 às 23:07

    Muito boa entrevista, pena que algo curta. Achei de bom senso o Djavan nessa questão das drogas e álcool. Ele não se escondeu numa máscara de santo ou de ídolo. Vida longa!