Redação Pragmatismo
Compartilhar
Racismo não 24/Sep/2013 às 10:17
18
Comentários

Extrema-direita tenta transformar cidade em comunidade de "supremacia branca"

Extrema-direita racista se infiltra em pequena cidade norte-americana, denuncia organização. População de Leith está preocupada com a chegada de neonazistas à região

supremacia branca racismo eua
Membros do WAR – Resistência Ariana Branca (Divulgação)

A pequena cidade de Leith, na Dakota do Norte, Estados Unidos, está se preparando para um fenômeno fora do comum. O local foi escolhido por membros de movimentos de extrema direita para se transformar numa comunidade de supremacia branca, recebendo grupos neonazistas norte-americanos como o NSM e o WAR (Resistência Ariana Branca).

O processo começou há dois anos, quando Paul Craig Cobb, procurado pela justiça do Canadá por defender a supremacia branca e promover a discórdia num fórum de discussões na internet, mudou-se para Leith e começou a comprar extensas porções de terra na região.

Leia também

Seu objetivo, assinalado pela organização norte-americana South Poverty Law Center, que monitora movimentos de extrema direita, é, silenciosamente, construir uma comunidade neonazista no local, que possui apenas 24 habitantes. A informação foi publicada pelo jornal inglês The Guardian do último domingo (22/09).

Assim, Cobb está no processo de transferir algumas de suas propriedades para Jeff Schoep, comandante da NSM, para Tom Metzger, um antigo membro da Ku Klux Kan, e para April Gaede, fundador do grupo extremista Vanguarda Nacional.

Segundo Heidi Beirich, do Southern Poverty Law Center, essa não é a primeira tentativa de Cobb, de 61 anos, de instaurar comunidades de coletivismo racista. “Cobb foi provavelmente muito além do que qualquer outro na perseguição por essa ideal de supremacia branca”, disse Beirich, que confirmou iniciativas semelhantes lideradas por ele nas localidades de Idaho e Montana.

Ativistas contra o racismo de outras partes da Dakota do Norte e do estado vizinho de Minnesota também são esperados na cidade. “Não podemos aceitar esse ódio racista que eles estão trazendo para cá. Leith está em crise e desesperadamente precisando de ajuda” afirmou Jeremy Kell, um dos organizadores da ação contrária à comunidade neonazista, ao Bismarck Tribune.

Para os 24 habitantes de Leith, a perspectiva de assistirem à sua cidade ser tomada por um movimento de supremacia branca não é nada bem vinda. Conforme relatou o prefeito da cidade, Ryan Schock, os cidadãos estão muito preocupados e iniciam uma articulação para encorajar Cobb a deixar o local.

Dentre as possibilidades de ação discutidas por eles, estão a criação de um fundo de defesa para pagar taxas legais, permitindo aos moradores empreender ações na justiça contra Cobb. Outra atitude que foi proposta é abandonar o status municipal de Leith antes que os neonazistas se tornem a maioria da população da cidade, e cheguem a controlar a prefeitura do local.

Todo o burburinho que envolve os planos de Cobb fez com que nenhum proprietário da cidade continuasse a negociar com ele. Diante disso, Jeff Shoep, acusou “extremistas de esquerda” de tentarem retirar Cobb de sua casa, e assinalou que viajará à Leith a fim de “plantar as sementes do Nacional Socialismo na Dakota do Norte”.

“Craig Cobb não está sozinho, e não será expulso ou forçado a sair. Documentos legais estão sendo preparados para garantir seus direitos civis, e outros novos moradores de Leith não serão violados”, afirmou o comandante da NSM.

Opera Mundi

Recomendados para você

Comentários

  1. renato Postado em 24/Sep/2013 às 10:47

    Eu como um estrategista acho muito importante, é preciso agrupar estes elementos, daí a força aplicada é menor porem mais eficiente. Deixemos os mesmos se agruparem, já temos muitos infiltrados. E para quem mantem controle de todos os países, controlar o inimigo dentro do próprio quintal deve ser mais fácil. Vão servir de treinamento para SUATE.

    • Andre Postado em 24/Sep/2013 às 16:55

      "Eu como um estrategista acho muito importante". Amigão, sua vida sexual não é relevante aqui. Abraço.

    • Thaís Postado em 24/Sep/2013 às 17:11

      porque não é a sua cidade^^

  2. Brasil é mil ! Postado em 24/Sep/2013 às 11:05

    Achei que fosse no sul do Brasil ! Que susto !...

  3. Jamerson Postado em 24/Sep/2013 às 11:33

    Engraçado é que eles são governados por um homem Negro. Hahahahaha, até quando vai a hipocrisia desses imbecis vagabundos que não tem o que fazer.

  4. Alessandro Postado em 24/Sep/2013 às 14:26

    O Nazismo nunca vai acabar porque as idéias não morrem.

  5. Lucas Martins Leite Postado em 24/Sep/2013 às 15:00

    Lixos, que se vivessem na época do nazismo seriam mortos como cabras. Não sei o porquê desta apologia, se nem alemães eles são. Diria o Sr Hittler: "O povo alemão é a raça superior", ou seja, o resto é resto. E ta aí estes norte-americanos vivendo no sonho de que são nazistas. HAHaHAhahahahaha

  6. Tomas Postado em 24/Sep/2013 às 17:19

    "SUATE"...se for falar merda amigo, fale algo que faça algum sentido pelo menos e escreva as coisas certas...suate, suate, suate HAHAHAHAHA

  7. Jorge Postado em 24/Sep/2013 às 17:32

    seria cômico se não fosse trágico

  8. antonio j cerqueira Postado em 24/Sep/2013 às 18:49

    quer saber o q eu acho? aquela maravilha q é os states e vagabundo aprontando. se eu trabalhasse lá, conseguisse visto permanente, era piano!! quer saber o q é FATO?? o homem branco é evidentemente inferior, é como quem vê o homem da caverna, e sua supremacia, q vem desde quando tomaram roma descendo do norte montando cavalos sem sela e comendo carne crua está chegando ao fim, com nova ascenção do homem do oriente, este sim superior; mas quando é assim, não é necessário se dizer. o pior talvez seja q o sistema, em sua apelação, aprove e incentive algo como o q a matéria traz, mas só vai fazer aumentar o tombo q está próximo.

  9. asco Postado em 24/Sep/2013 às 18:54

    Deixa eles se juntarem MESMO ! Em poucos anos os problemas vão começar, e esses trouxas vão perceber o quão idiota são

  10. Filipe Nascimento Postado em 24/Sep/2013 às 18:59

    Esse Cobb vai ser só mais um Terre'Blanche. Daqui a pouco matam ele...

  11. Marcos Postado em 24/Sep/2013 às 21:23

    Acho muito estranho o nazismo ser chamado de extrema direita, nazismo é mais semelhante ao socialismo/comunismo do que ao conservadorismo a verdadeira direita.

    • Maurom Postado em 24/Sep/2013 às 21:38

      Aí é que você se engana, procure se informar antes de falar asneiras!

  12. Maurom Postado em 24/Sep/2013 às 21:37

    Retardados existem nos quatro cantos do mundo!

  13. Thiago Teixeira Postado em 25/Sep/2013 às 13:30

    Não vejo problemas de um encontro de retardados para sonharem com ideais Arianos e Racistas. As pessoas são livres e podem fazer o que quiserem. Quanto a agredir, matar ou ofender pessoas, existe as leis para puni-los.

  14. Leonardo Postado em 26/Sep/2013 às 02:06

    Não entendo, nem existem tantos negros nos EUA, eu queria ver eles aqui, com esse monte de mulher feia hahahaha, iam sofrer muito, eu acho que são mais razões econômicas, nos EUA dos anos 60, bem abastado isso nunca ia acontecer, é falta de mulher, mas tem que aumentar a miscigenação, chega de negros puros, brancos puros, japones puro, porque não pode balancear esses genes e criar pessoas com mais livre arbítrio, sim, porque a mediocridade mantém o ser humano numa rotina, nesta e na outra encarnação, é um destino burro e cruel aos filhos de quem quer que seja, a pessoa que nasce feia jamais vai querer produzir algo grandioso, sempre vai ver uma figura péssima no espelho, nem por isso vamos criar uma beleza hedonista e doente !!!!!!!!!

  15. crystyan Postado em 26/Sep/2013 às 13:18

    TODOS OS NAZISTAS DEVERIAM MORRER. ASSIM COMO FIZERAM COM OS JUDEUS, NEGROS E QUAISQUER QUE FOSSEM DIFERENTES. DEEM A ELES O QUE É DE DIREITO. A MORTE!