Redação Pragmatismo
Compartilhar
Corrupção 09/Aug/2013 às 19:32
10
Comentários

Ministério Público sobre escândalo do metrô: "bilhões envolvidos"

“São milhões, talvez bilhões envolvidos”, diz MP sobre escândalo em SP. Segundo promotor, as empresas envolvidas são tratadas como organização criminosa

serra alckmin metrô sp

“São milhões, talvez bilhões envolvidos”, diz MP sobre escândalo dos governos tucanos em SP (Foto: Agência Brasil)

O Ministério Público de São Paulo abriu na quinta-feira 8 um novo inquérito para apurar a formação de cartel por empresas responsáveis pela construção do metrô de São Paulo e a fraude em licitações cometidas por políticos. De acordo com o promotor responsável pelo caso, Marcelo Mendroni, o esquema pode ter envolvido “bilhões de reais”.

Mendroni deu uma entrevista coletiva nesta sexta-feira 9 e afirmou que há “fortes indícios” de crimes e que as empresas envolvidas, apesar de serem constituídas legalmente, são tratadas como “organizações criminosas” pois o crime de cartel é o mais grave da concorrência. “São milhões, talvez bilhões envolvidos”, afirmou. Entre as empresas citadas em denúncias publicadas pela imprensa até aqui aparecem a francesa Alstom, a alemã Siemens, a espanhola CAF e a canadense Bombardier. Elas teriam, de acordo com as denúncias, se juntado para obter contratos com o governo de São Paulo entre 1998 e 2008, período em que o Estado foi governado por Mário Covas, Geraldo Alckmin e José Serra, todos do PSDB (entenda o caso).

O promotor criticou a legislação brasileira para o crime de cartel e afirmou que este crime, no Brasil, “compensa”, pois as penas são brandas demais. Como as prisões para a formação de cartel vão de 2 a 5 anos e o costume do Judiciário é dar a pena mínima, o tempo de detenção pode ser trocado por prestação de serviços à comunidade, afirmou Mendroni. Segundo o promotor, o crime de cartel no Brasil é “sistêmico” e ocorre em todas as esferas de governo.

De acordo com o representante do MP, o crime atribuído aos políticos envolvidos deve ser o de fraude de licitação. Além deste processo, o MP investiga as fraudes no metrô de São Paulo em 45 outros processos, abertas nas esferas cível e criminal.

Nesta sexta-feira, deputados estaduais do PT na Assembleia Legislativa foram à sede do MP para entregar ofício no qual solicitaram a suspensão do contrato e o afastamento de agentes públicos e políticos do governo do Estado envolvidos com o caso de suposta fraude nas licitações do Metrô/CPTM.

CartaCapital

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Dinio Postado em 09/Aug/2013 às 20:26

    Recém assisti no Jornal da BAND, a primeira matéria vinculada por esta TV sobre este assunto, que já é velho na web. Basicamente repetem esta postagem acima, sobre o comentário do promotor Marcelo Mendroni. Não causa estranheza, para dizer o mínimo, um grupo poderoso de mídia e imprensa, como este, estar tão desinteressado ou desinformado, acerca deste escândalo do PROPINODUTO TUCANO DO METRO DE SÃO PAULO, que já correu o mundo? Dois pesos...duas medidas...O "mentirão 470 do PT" é notícia diária no grupo, com os comentários "cáusticos" de seu apresentador -pousando de paladino da ética- e agora não emitiu nem um "ai" de opinião, percebem! E por estas atitudes tendenciosas e viciadas desta imprensa mofada e já desacreditada pelas pessoas que possuem uns quatro neurônios interligados funcionando, que devemos cada vez mais, visitar, opinar, participar e dar voz e vez para blogs como o Pragmatismo Político!

  2. renato Postado em 09/Aug/2013 às 21:25

    Falou e disse Dinio. De tanto nós falarmos, é que o movimento é outro, já estão vendo as coisas de outra forma. Não desanime companheiro..

  3. Henrique Postado em 09/Aug/2013 às 22:28

    Na PRIVATARIA TUCANA o PSDB atuou "NO LIMITE DA IRRESPONSABILIDADE" No cartel PSDB/ALSTOM/SIEMENS/GOV SP, há quase 20 anos, o PSDB LIBEROU GERAL.

  4. Henrique Postado em 09/Aug/2013 às 22:29

    --- É novidade o propinotucanato? Não. - na DITABRANDA(folha),em 22/06/2008 - Carlos Eduardo Lins da Silva (se não me engano era 'ombudsman') escreveu: "Tem um que de constrangedor para a imprensa paulista que as principais revelações sobre a suspeita de corrupção do governo de São Paulo pela multinacional Alstom venham sendo feitas pelo americano "The Wall Street Journal." Será que o jornalismo(?) investigativo(?) da DITABRANDA está TÃO ATRASADO ASSIM!?

  5. Henrique Postado em 09/Aug/2013 às 22:30

    Por que o geraldo auschwitz - aquele do Pinheirinho - não cita a Siemens? Por que ataca-se o CADE e os políticos paulistas - NADA? O que fazem o Tribunal de Contas do Estado e o Ministério Público de São Paulo? Será que não conseguiram enxergar num contrato, um rombo de US$646 milhões? O PSDB SEMPRE barrou CPIs em SP, e agora? Será que a imprensa(?) investigativa(?) seguirá o rastro do dinheiro?

  6. Marcos Postado em 09/Aug/2013 às 22:51

    E vcs acham que esses políticos vem de onde?

  7. Thiago Teixeira Postado em 10/Aug/2013 às 21:33

    Qualquer idiota percebe que quando há corrupção no Brasil, dificilmente a grande mídia divulga o partido do cidadão. Mas quando é do PT ... já na ancora eles enfatizam: "Prefeito do PT ...", "Governador do PT..., "Vereador do PT...".

  8. Altair Ahad Postado em 13/Aug/2013 às 03:41

    VERGONHA TOTAL... colocar na cadeia os envolvidos!

  9. CARLOS MARTINS Postado em 19/Aug/2013 às 00:04

    VAMOS VER SE OS NAZISTAS TUCANOS DO PSDB PALISTA SEJAM PUNIDOS.... SEMPRE MOSTRARÃO O DESCASO E SUA INCOMPETENCIA NA SAÚDE,SEGURANÇA, EDUCAÇÃO AGORA ESTÃO PROVANDO QUE SÃO LADRÕES DE COLARINHO BRANCO ! CADEIA NELES