Luis Soares
Colunista
Compartilhar
Saúde 25/Aug/2013 às 01:26
64
Comentários

Médicos cubanos no Brasil: "viemos por solidariedade, não por dinheiro"

Médicos cubanos chegam ao Brasil: “Nós somos médicos por vocação e não por dinheiro. Trabalhamos porque nossa ajuda foi solicitada, e não por salário, nem no Brasil nem em nenhum lugar do mundo”

médicos cubanos brasil

Médicos cubanos chegam ao Brasil para trabalhar em regiões carentes (Foto: Luiz Fabiano / Futura Press)

Os primeiros médicos cubanos que desembarcaram no Brasil para participar do programa Mais Médicos, do governo federal, disseram neste sábado que não sabem quanto receberão pelo trabalho e que vieram “por solidariedade, e não por dinheiro”.

“Nós somos médicos por vocação e não por dinheiro. Trabalhamos porque nossa ajuda foi solicitada, e não por salário, nem no Brasil nem em nenhum lugar do mundo”, afirmou o médico de família Nélson Rodríguez, 45, ao desembarcar no Aeroporto Internacional dos Guararapes, em Recife (PE).

Ele disse que a atuação dos profissionais no Brasil seguirá as ações executados em países como Haiti e Venezuela, onde já trabalhou. “O sistema de saúde no Brasil é mais desenvolvido que nesses outros países que visitamos, então poderemos fazer um trabalho até melhor na saúde básica”, afirmou.

Leia também

À imprensa, outros médicos que deram entrevistas concordaram com o colega. Todos eles falaram “portunhol” –afirmaram que tiveram contato com o português quando trabalharam na África ou por terem amigos que já trabalharam no continente.

Natacha Sánchez, 44, que trabalhou em missões médicas na Nicarágua e na África, disse que os cubanos estão preparados para o trabalho em locais com “condições críticas” e que pretendem trabalhar em conjunto com os médicos brasileiros. Ela afirmou não ter conhecimento das críticas feitas pelo Conselho Federal de Medicina ao programa Mais Médicos.

Os médicos cubanos desembarcaram vestindo jaleco, com bandeiras do Brasil e de Cuba. Eles foram escoltados por homens do Exército e da Marinha durante os procedimentos de imigração e alfândega, de onde seguiram em vans para alojamentos das Forças Armadas. Quatro deles foram levados para uma sala e conversaram com jornalistas.

O voo dos cubanos pousou por volta das 14h. Em um avião fretado da empresa Cubana, vieram 206 médicos. Desses, 30 ficarão em Pernambuco e os outros irão ainda hoje para Brasília.

Amanhã, outro grupo de 194 médicos chega em voos que farão escalas em Fortaleza, Recife e Salvador.

Eles ficarão hospedados em instalações militares durante o treinamento do programa, até serem deslocados para os municípios onde irão atuar.

A expectativa do governo é que, até o final do ano, mais 3.600 médicos cubanos desembarquem no Brasil.

Além dos cubanos, vão desembarcar até amanhã outros 244 médicos estrangeiros e brasileiros com registro profissional no exterior que se inscreveram na primeira etapa do Mais Médicos.

Folhapress

Recomendados para você

Comentários

  1. José Maria Gurgel Postado em 25/Aug/2013 às 01:43

    “Máfia de Branco” grupo de médicos brasileiros que praticam uma medicina baseada no lucro. Consultas de até R$ 450,00, recebendo por fora por medicamentos indicados pela indústria farmacêutica, exames e cirurgias desnecessárias, alto custo dos serviços de saúde e q associado a parafernália tecnológica tornam a saúde do brasileiro um serviço inacessível a grande maioria da população. Tem ainda aqueles que vão apenas assinar o ponto dos plantões que dão na Rede Pública, assinam e de imediato se dirigem às suas clinicas particulares para faturar. Medicina cubana, um novo conceito de medicina para a população: preventiva, familiar, comunitária. Médicos cubanos, praticando uma medicina de qualidade com compromisso social sem visar lucro, verdadeiros heróis a irem para lugares rejeitados pelos "patricinhos" brasileiros...

  2. Amaral Postado em 25/Aug/2013 às 01:55

    Disse tudo, José Maria Gurgel! Assino embaixo!

  3. Anon Postado em 25/Aug/2013 às 05:39

    Falou tudo José.

  4. Maria José C S Galvão Postado em 25/Aug/2013 às 05:40

    Estou totalmente de acordo com a colega acima!!!

  5. Sílvio Postado em 25/Aug/2013 às 07:16

    São muito bem vindos estes médicos! Vão mostrar quem está certo. Mas, eu temo pela segurança deles. Pelo que conheço da fétida elite (incluindo a médica) e da direita, provavelmente haverá alguém para patrocinar (veladamente, óbvio) algum ato de violência contra eles com o intuito de amedrontá-los e forçá-los a ir embora. O mundo dominado pela elite é um lugar de capangas, cuidados médicos estrangeiros!

  6. Helder de lima couto Postado em 25/Aug/2013 às 07:40

    se os médicos brasileiros só sabem ir nos hospitais,para registrar o ponto e depois se mandarem pra não sei pra onde,fazer cartel de laboratórios,receitando remédios para favorecer esse ou aquele laboratório,sintetizando,a maioria não querem nada,então tem que trazer os cubanos mesmo pelo menos eles se mostram mais dedicados.

  7. Mauriti Postado em 25/Aug/2013 às 07:43

    Tanto faz se os médicos são de Cuba, China, Irã ou Paquistão. O que importa é ver a saúde dos brasileiros melhorar...a nacionalidade dos médicos pra mim não faz a menor diferença. #COSMOPOLITA

  8. o mestre Postado em 25/Aug/2013 às 07:44

    Os médicos brasileiros deveriam ter a mesma postura dos médicos cubanos. Aliás, juraram isso na colação de grau mas cortam a jura. Também, vivem no Brasil ! Aqui é corporativismo puro. Sem falar no causuísmo do CREMEB. Mas queremos e estamos precisando de muitos médicos . Os médicos brasileiros também cometem erros !...Tem regiões miseraveis no Brasil que até um " PAGÉ " seria providencial para salvar vidas . Pelo amos de Deus !

  9. Mauriti Postado em 25/Aug/2013 às 07:45

    http://www.pragmatismopolitico.com.br/2013/08/medicos-cubanos-brasil-viemos-solidariedade-nao-dinheiro.html https://www.facebook.com/groups/452951004797979/

  10. Rodrigo Postado em 25/Aug/2013 às 07:46

    Claro, claro... É como apontou um amigo: "Novo me me, do sujeito com consciência social, que é contra a flexibilização das leis trabalhistas e precarização do trabalho, exceto quando se trata de médico cubano"... De jornalista da Caros Amigos... De integrantes do Fora do Eixo... No cubocard dos outros é refresco! "Contradição, a gente vê por aqui!"

  11. ELIANA Postado em 25/Aug/2013 às 07:57

    MÉDICOS BRASILEIROS...PATRICINHOS INCENSÍVEIS QUE ENFIAM A FACA NO RABO DO TRABALHADOR...

  12. Caroline Ferraz Postado em 25/Aug/2013 às 08:17

    Cocordo planamente com o José Maria Gurgel. Minha avó de 74 anos tentou um tratamento pelo sus no interior, mas como iria demorar seu médico disse que a atenderia particular. Ela gastou as últimas economias em cirurgias que não deram certo e já irá a uma próxima com tratamento custeado pelos filhos, ela vive apenas com a aposentadoria, nem por isso o médico pensou em dar qualquer desconto dos quase 2 mil de cada cirurgia. Que venham os cubanos, que haja uma desestruturação no modelo que hoje vigora. Que o juramento dos médicos na formatura seja posto em prática.

  13. SONIA BASTOS Postado em 25/Aug/2013 às 09:59

    RECEPCIONAR BEM É QUESTÃO DE EDUCAÇÃO! ISSO É NECESSÁRIO PARA SERMOS CIDADÃOS BRASILEIROS. TEMOS POR AQUI VÁRIOS MÉDICOS E MAIORIA NÃO TRABALHAM COMO DEVERIAM,DESRESPEITAM SEUS PACIENTES E ATÉ ABANDONAM SEUS PLANTÕES! BEM VINDOS GRANDES MÉDICOS!

  14. Vivian Postado em 25/Aug/2013 às 10:07

    Lendo esses depoimentos fica fácil de entender a revolta dos médicos brasileiros... O que se chama de medicina em Cuba e no Brasil são duas coisas totalmente distintas. Deve ser muito "estranho" mesmo ter que conviver com pessoas que não esperam ficar ricos praticando medicina! Bem vindos, cubanos! Espero que vocês se realizem vendo o sorriso dessa população tão sofrida que nunca pôde contar com os seus...

  15. IEDJA Postado em 25/Aug/2013 às 10:37

    ACHO SUPER INTERESSANTE A VINDA DOS MÉDICOS CUBANOS..MAS, MAIS INTERESSANTE AINDA SERIA ELES PERMANECEREM EM BRASÍLIA..SOMENTE ASSIM" OS POLÍTICOS" NÃO PRECISARIA SE DESLOCAR PARA O S´RIO LIBANES OU O HOSPITAL DO CORAÇÃO EM SÃO PAULO!!! QUE ACHAM DA IDEIA?!

  16. Guilherme Costa Postado em 25/Aug/2013 às 11:37

    E se pedirem asilo?

  17. Maíra Postado em 25/Aug/2013 às 11:38

    Sou médica Brasileira, mineira, com residência médica em Medicina de Família e Comunidade e trabalho no SUS com muito orgulho! Trabalho na periferia de Belo Horizonte em uma mesma Comunidade há 6 anos. Dedico minha vida a essa população , chego antes do Centro de Saúde abris, muitas vezes nem faço horário de almoço e fico além do meu horário. Sem ganhar nada a mais por isso! E por que faço isso? Porque amo a minha profissão, respeito a minha comunidade e me sinto bem ajudando o próximo! Por isso peço respeito, não generalizem! Existem médicos bons e ruins, assim como em qualquer outra profissão há os bons e maus profissionais! Se o SUS ainda funciona, mesmo que precariamente, é por causa dos médicos e dos outros profissionais de saúde que dão o sangue para diminuir o sofrimento dessa população brasileira esquecida pelo atual governo. Médico não é Deus não faz milagre! é muito fácil escolher uma categoria profissional e responsabiliza-la pelo caos atual na saúde! Desejo boas vindas aos Cubanos, mas em pouco tempo a população vai perceber que eles também não farão milagre! Ou aumenta o investimento em saúde e educação ou então de Adeus ao um SUS de qualidade! Saúde é um direito de todos e dever do estado! Cumpra a Constituição de 1988!

  18. JSantos Postado em 25/Aug/2013 às 11:45

    Não sei o que é pior. O governo criar um programa ilegal desse, falando para a população que TODOS os médicos brasileiros são filhinhos-de-papai, e os cubanos são super-heróis-altruístas; ou a população realmente acreditar nisso. Demagogia, a gente vê por aqui! Pena que nós só vamos perceber o tiro no pé que foi esse Programa, anos mais tarde.

  19. oscar Postado em 25/Aug/2013 às 11:56

    SOLUÇÃO PARA O PROBLEMA DA VINDA DOS MÉDICOS CUBANOS É muito simples: em cada aeroporto, logo em frente à porta do desembarque, instala-se um balcão de recepção, onde os cubanos deverão apresentar-se. No mesmo lugar já estarão presentes os médicos brasileiros protestantes (=os que protestam) contra a vinda dos cubanos, munidos de seus respectivos diplomas e com as malas prontas para o embarque. Cada médico de Cuba que desembarcar será substituído por um brasileiro. O cubano será enviado de volta ao seu país e o brasileiro ocupará o local de trabalho que deveria ser do cubano. Simples, não?

  20. Jonathas Postado em 25/Aug/2013 às 12:15

    Interessante esses comentários sobre médicos brasileiros serem “patricinhos”… Mudando um pouco o foco, será que por exemplo, um juiz de direito (tão ou mais “patricinho”) se submeteria a ir trabalhar em comarcas interioranas se não fosse pela existência de um plano de cargos e salários e uma infinidade de benefícios e subsídios que assim ficam protegidos dos calotes das prefeituras, tal qual acontece com os médicos? E se ainda não bastasse, muitas prefeituras terceirizam o pagamento dos agentes de saúde, sem qualquer controle governamental, para driblar das contribuições previdenciárias. Medicina preventiva nunca houve no Brasil! Portanto, não será importando médicos cubanos que tal questão será solucionada, mas sim com algo que custa muito mais dinheiro e tempo: educação. Contudo, como é bem sabido por muitos, um governo que gere um país sem planejamento, quase que exclusivamente via PEC’s e MP’s, não pode ter tempo ou dinheiro para soluções que ultrapassam o ano eleitoral. Agora, para aqueles que possuem um visão romanceada, pra não dizer pueril, de que o médico deve trabalhar como um “lavrador de almas”, ainda que faltem todas as condições básicas para o exercício da profissão. Pergunto-lhes: o que estão a fazer para colaborar, dentro da sua profissão, com os menos afortunados da sua cidade e do interior do Brasil, em áreas outras análogas à saúde?

  21. Ronaldo Postado em 25/Aug/2013 às 12:44

    Tem que vir por SOLIDARIEDADE mesmo,... Por que Pessoas de outro Pais tem que ter Dó de nos mesmo... Sofremos mais do que TUDO uai...

  22. ls Postado em 25/Aug/2013 às 12:54

    JSantos aposto que você é médico

  23. Ani Postado em 25/Aug/2013 às 12:58

    Es increible la innorancia en la populación brasilera, la salud publica en brasil es fatal, lo que está en juego no es mercado sino vida, personas, es muy dificil entender!!!!, no es suficiente ni siquiera pagando un seguro pues en muchas ocasiones en las consultas hay que desenvolsar mucho más!!!!entonces!!! a que le tiene miedo los medicos brasileros!!!los medicos cubanos no ocuparan sus tronos, pueden estar tranquilos han trabajado en mejores lugares con mejores salarios y todos han vuelto a sus casas!!!! deberían dar gracias a eso medicos cubanos pues van a brindar un servicio de primera en lugares dondemuchos de ustedes ni por el mejor salario desean estar!!!!!!aprendan de esa humanidad!!!pues ante todo para ser medico no sea puede ser mercantil solo se necesita humanidad!!!!

  24. LUCIA Postado em 25/Aug/2013 às 13:05

    SEJAM BEM VINDOSSSSSSS!!!!!!!!!!!

  25. Marco Leotti Postado em 25/Aug/2013 às 14:20

    O problema não está na nacionalidade do médico, gostaria de saber se alguém aqui acha justo vir um profissional de outro país ocupando a mesma função que a tua e trabalhando fora da lei, pq sem a exigência do diploma fica caracterizado o exercício ilegal da profissão, e acima de tudo, mesmo sem o interesse financeiro por lado desses médicos, é a maneira como serão pagos, ora, qual a necessidade do PT dar dinheiro para Cuba sem que essa gente receba sua bolsa integral?

  26. Ireneo antonio Massoco Postado em 25/Aug/2013 às 14:48

    Já se passou o tempo em que o governo brasileiro deveria acabar com a máfia dos médicos. Por que os médicos brasileiros estão com tanta raiva dos estrangeiros? Estão com medo do que? Vamos acabar com esta lenga-lenga e deixar vir trabalhar no Brasil e para o povo brasileiro, os médicos que de fato estão a fim de trabalhar.

  27. DENISE FAGUNDES JARDIM Postado em 25/Aug/2013 às 15:19

    Gente, eles não vieram por dinheiro...aliviem o lado dos cubanos, eles já declararam que não estão atrás do seu "mercado"!

  28. DENISE FAGUNDES JARDIM Postado em 25/Aug/2013 às 15:22

    Guilherme Costa, qualquer sujeito tem direito de pedir asilo político, mas vai ficar difícil sustentar isso diante do CONARE no Brasil pois seus contratos para vir ao Brasil são um acordo bilateral - Brasil/CUBA e não um contrato direto com o governo brasileiro de um sujeito que buscou uma saída de seu país direto na embaixada brasileira em Cuba. Isso quer dizer que eles estão cumprindo uma política cubana e fica difícil afirmar e reconhecer que eleitos para cumprir uma representação cubana estejam temerosos de perseguição política em Cuba...

  29. DENISE FAGUNDES JARDIM Postado em 25/Aug/2013 às 15:34

    Marco Leotti, a necessidade de ter a intermediação do governo é o próprio mecanismo que impede o sujeito estrangeiro de competir com um médico nacional no sistema particular. Ele vem com um contrato com limites, seu visto está condicionado a isso. Limites esses que, diga-se de passagem, não são impostos a um médico do SUS pois esse pode "complementar" seu salário no consultório privado. Portanto, esse é o contrato que nenhum brasileiro aceitaria conhecendo o Brasil de verdade e o que o SUS faz com suas carreiras cotidianamente no serviço público. Enfim, a mensagem que todo médico brasileiro recebe na faculdade e quando se forma é pra tentar ter uma vida paralela ao SUS. Essa, os contratos com estrangeiros, não permitirão que esses possam competir com os médicos nacionais. Enfim, dentro de uma visão xenofóbica, deverias estar feliz!

  30. fatima mattos Postado em 25/Aug/2013 às 15:37

    É muito triste essa dura realidade, que os nossos governos tem nos colocado,dia a apos dias,, essa palhaçada de dizer que é necessario trazer médicos de fora,,, que absurdo! Mostra a grandeza da incapacidade desse governo de fazer o que ele deve fazer cuidar, administra e zelar do que ele se comprometeu nas campanhas politicas,,que foi cuidar de seu povo, da sua gente,, como se viu em uma situação que jamais pensou, que estava lidando com um monte de burrus (nós,,o povo) agora quer usar essa faceta de covardia, mais uma vez. é assim, nas campanhas ,,uma conversa,, depois ,, empurram no povo o que eles querem que engulamos. Cadê, a preocupaçao por criar mais escolas e faculdades que formem pessoas que querem ser bons profissionais,,cadê? onde esta o menor interesse pela real educação de nossa gente,,pela qualificação dos professores e a garantia deles terem seus salários merecidos? muito triste ver um pais tão rico,, em pessoas maravilhosas dando seu sangue para ver algo melhor fluir e o governo emperrando tudo e barrando tudo pra que ninguem consiga desenvolver nossa gente!

  31. Neno Postado em 25/Aug/2013 às 16:07

    A medida foi acertada em todos os sentidos: vamos acabar com o monopólio dessa classe que não quer concorrência, mesmo depois de ter feito uma faculdade pública, ou seja com dinheiro do povo, e querer prestar serviços somente nos grandes centros, onde a podem cobrar preços abusivos por uma consulta (R$ 500,00), e deixam de lado os locais mais longínquos sempre com a desculpa que não tem infraestrutura adequada. E essa desculpa que estão exercendo ilegalmente a profissão, e bla-blá-blá...Pois bem, já existe histórico o mundo todo dos bons serviços prestados por esses médicos, inclusive aqui no Brasil, portanto vocês não tem que ter medo pois o povo há de reconhecer os serviços que passarão a ter, e que foram dispensados por vcs. Vocês precisam baixar a bola e se considerarem os "deuses da medicina", como se fossem a única solução para os problemas de saúde do país. Eu confesso que tenho mais medo de ser atendido por um médico brasileiro, pois a maioria são filhinhos de papai, que nem queriam fazer medicina, mas fazem para dar continuidade ao legado familiar. O resultado disso é ver casos das maiores barbaridades possíveis. como operação de membro errado, extração de órgão indevidamente, e tantas outras. A concorrência é salutar para todo mundo, assim como acontece com todas as outras áreas, como engenharia, tecnólogos, profissionais de informática, etc. cujos profissionais vem ao Brasil para trabalhar. Assim como muitos brasileiros vão para outros países para exercer sua profissão. No mundo globalizado não há como evitar e nem temer essa mudança. O importante e qualificar-se adequadamente!

  32. DINHO ARAUJO Postado em 25/Aug/2013 às 16:50

    sejam bem vindos, sabemos da competência desses profissionais de verdade, que pensam primeiro na saúde do individuo, diferente da maioria dos nossos médicos que colocam o dinheiro em primeiro lugar, tenho vergonha deles...

  33. Juliano Muller Postado em 25/Aug/2013 às 20:05

    tucanada ta com bola de cristal hahahah. E dai se eles pedirem asilo... ambos os governos já pensaram nisso. Sem falar que esses médicos já trabalharam em vários países, não é de hoje que Cuba exporta médicos.

  34. Alda Postado em 25/Aug/2013 às 20:34

    Sejam bem vindos,agora quero ver esses médicos ñ trabalhar vamos Brasillllllllllllllllllllllllllllllllllll pra frente

  35. Marcos Postado em 25/Aug/2013 às 21:40

    Em pouco tempo irão começar a desaparecer que nem na Venezuela kkkkkkk, irão encarar a realidade abandonada do governo brasileiro no interior e de mansinho irão para os ESTADOS UNIDOS.

  36. Paulo Postado em 25/Aug/2013 às 22:57

    Sr JSantos, procure se informar melhor. O governo de Tocantis fez essa experiência há 10 anos, procure saber os resultados e a opinião daqueles que se beneficiaram. Pior do que a falta de informação é a desinformação praticada por corporativistas e acatada como verdade absoluta, sem ao menos saber se procede.

  37. Leide Postado em 25/Aug/2013 às 22:58

    É fácil criticar, quando os médicos querem ganhar melhor, vão passar anos da sua vida na Universidade, estudando medicina pra ver se vão querer trabalhar por salário de miséria em condições desfavoráveis. E o discurso de heróis dos cubanos vocês compram, é isso que o Governo quer. Ta lindo! Até quando?

  38. PEdro H Postado em 25/Aug/2013 às 23:23

    E Cuba, autorizou eles virem por caridade também? Acho que não, já que o Brasil pagará 541 milhoes de reais por ano. Vale lembrar que UMA parte vai p médico, outra pra família, E MAIS DA METADE VAI P GOVERNO

  39. Luis Postado em 26/Aug/2013 às 01:15

    “viemos por solidariedade, não por dinheiro” vejam como uma única frase destrói o mimimi de toda uma nação...

  40. Fernando Fidelis Vasconcelos Postado em 26/Aug/2013 às 01:41

    Mais uma vez o governo LULA/DILMA revoluciona toda a nação. Progresso é isso: o povo aplaude e o "coronel" se irrita.

  41. Osvaldo Aires Bade Comentários Bem Roubados na "Socialização" - Estou entre os 80 milhões Postado em 26/Aug/2013 às 03:35

    BOLÍVIA: MÉDICOS FORMADOS EM CUBA SÃO INCOMPETENTE http://cinenegocioseimoveis.blogspot.com.br/2013/08/bolivia-medicos-formados-em-cuba-sao.html

  42. Osvaldo Aires Bade Comentários Bem Roubados na "Socialização" - Estou entre os 80 milhões Postado em 26/Aug/2013 às 03:36

    MÉDICOS CUBANOS QUE CONSEGUIRAM ESCAPAR DA VENEZUELA PROCESSAM CUBA, VENEZUELA E A PETROLEIRA PDVSA EM DEMANDA APRESENTADA ANTE TRIBUNAL DA JUSTIÇA AMERICANA, EM MIAMI. PEDEM INDENIZAÇÃO QUE ULTRAPASSA US$ 50 MILHÕES DE DÓLARES. http://cinenegocioseimoveis.blogspot.com.br/2013/08/medicos-cubanos-que-conseguiram-escapar.html

  43. Alberto Postado em 26/Aug/2013 às 09:05

    JSantos, o governo não esta falando essas coisas, deixa de ser cínico viu.

  44. Rogério Postado em 26/Aug/2013 às 11:32

    Vamos ver o que o tempo dirá. Estou otimista. Se estiver certo, vai ter madame socialyte tipo Narcisa ou Val Malchiori na fila do SUS para ser atendida por cubano. Pagar caro pra ser atendido por filhinho de papai, universitário do Show do Milhão? Vai ter os melhores médicos DO MUNDO e de graça! Sobra mais pra madame comprar jóias.

  45. luis Postado em 26/Aug/2013 às 12:42

    O pior é que esses cubanos não vão alterar em NADA a vida dos médicos brasileiros, já que ninguém queria ir pra onde eles estão indo mesmo.

  46. luiggi Postado em 26/Aug/2013 às 12:43

    Em parte o caos gerado na saúde pública se deve à inoperância da união que destinou aos municípios o gerenciamento deste serviço. Todos sabem que as maiores picaretagens ocorrem em nível municipal onde larápios de quinta categoria ocupam o executivo e as cadeiras do legislativo, exercendo o sacrossanto poder do "com farinha pouca, meu pirão primeiro". Neste cenário caótico os médicos ganham cada vez mais o status de salvadores da pátria porque a população, geralmente desassistida pelo poder público, faz qualquer negócio para não morrer ou ver um ente querido seu ir para a cova. Instala-se aí um processo bem azeitado e egendrado de corrupção, pagamentos paralelos, propinas, etc. Outra questão que não dá mais para ignoraré a da formação dos médicos no Brasil. A esmagadora maioria das escolas de medicina do país são totalmente incompetentes para formar seus alunos, seja pela qualidade de seus professores, seja pela baixa qualidade de seus alunos, seja pela péssima qualidade do aparelhamento das mesmas. A maioria é particular, isto já diz quase tudo. É lógico que nestas instituições a visão repassada a um aluno incompetente paraa entrar numa das grandes escolas de medicina do país será a da medicina como negócio, exercida somente com o apoio de total aparato técnico porque, se bobear, os futuros "médicos" sequer tem conhecimento suficiente de Biologia em nível de 2º grau. Sei do que falo porque sou professor e fico revoltado em como o país, principalmente na maldita era FHC, transformou a educação de nível superior no Brasil em um grande balcão de negócios, coms proliferação de escolas particulares e a mentalidade do pagou, levou. Chega a ser escandaloso. O grande problema que estes médicos Cubanos criam para os revoltados colegas Brasileiros não é o da preocupação com a qualidade da medicina que exercerão em terras tupiniquins. O grande problema é que eles trazem uma ideologia diferente e podem com seu exemplo mostrar à população que existem alternativas a esta "medicina" exercida por estas bandas. Há também a questão da qualidade de seu desempenho reconhecido internacionalmente, principalmente no campo da medicina preventiva. Por estas e tantas outras razões o lobby dos seus colegas nacionais está cacarejando em pânico. Por estas e outras razões é que a maioria da população simples, carente de bons serviços médicos, lhes dá as boas vindas. É como disse um senhor, entrevistado na fila de uma emergência de um hospital de um rincão do país: - Que me importa se o médico for brasileiro, cubano ou sei lá de onde? Eu sinto muita dor e quero ser atendido". Simples assim.

  47. Vinícius Souza Postado em 26/Aug/2013 às 12:52

    cara como tem gente desenformada nesse mundo!!o povo pensa que os Cubanos ou qualquer um que venha vai ser para trabalhar em clínicas de estética e blá blá blá!! são médicos que vão trabalhar com saúde da família, procurem saber oq isso significa, e procurem também ver por exemplo a concorrência das especializações da galerinha que faz medicina!saúde da família ai vou colocar na minha Realidade, sou do interior de Pernambuco do sertão, mas moro em Recife e a concorrência aqui da residência de saúde da familia foi de 0,5 candidatos!!enfim parem de ver globo e vão se informar de verdade sobre o porque da vinda desses médicos e qual buraco eles vieram tapar, pra n ta falando merda e passar vergonha!!!

  48. teci Postado em 26/Aug/2013 às 12:54

    medida certa,pois nos que moramos em grandes centros urbanos de certa forma somos privilegiados apesar de sua deficiencia SUS , mas e os demais neste Brasil a fora? se e eleitoreira ou nao esta medida PARABENS presidenta DILMA.....

  49. Vinícius Souza Postado em 26/Aug/2013 às 12:58

    fora onde como postou o amigo luiggi, belo comentário por sinal, nos rincões do Brasil, sou do sertão e sei q tem varias cidades aqui faltam todos os tipos de médicos n só os de saúde da família e quem sofre são esses josés ai como postou o amigo, n importa de onde venham eu quero é ser atendido!!!

  50. oscar Postado em 26/Aug/2013 às 16:16

    Caiu a máscara dessa gente hipócrita e nojenta: http://ajusticeiradeesquerda.blogspot.com.br/2013/08/quando-fhc-trouxe-cubanos-veja-aplaudiu.html

  51. Severino Postado em 26/Aug/2013 às 17:32

    Patética a marcha de médicos brasileiros outro dia, pegando carona no movimento passe livre, enquanto tantos lutam por melhoras nos mais diversos segmentos, a "Máfia de Branco" torce única e exclusivamente por eles mesmos. O povo pobre e do interior do país que se lasque. Bem vindos médicos cubanos e também de outras nacionalidades, o povo brasileiro espera ansioso por vocês.

  52. Thiago Teixeira Postado em 26/Aug/2013 às 21:19

    Sucesso galera. Bem vindo ao Brasil.

  53. Rodrigo Postado em 26/Aug/2013 às 21:26

    Oscar, no governo FAC houve escândalos no Sivam. Pois que Dilma faça o mesmo e aplaudamos. Certa feita, ele chamou aposentados de vagabundos. Que Dilma faça o mesmo, com aplausos mais calorosos. Bom, pelo seu raciocínio, o apagão de Dilma é lindo, já que houve também na era de FHC, bem como o mensalão o é. Vamos, assim, copiar abusos, mas não investir em melhorias, a exemplo de infraestrutura escolar, hospitalar, viária, segurança pública e demais campos do serviço público. Afinal, se FHC "tocou o terror", que mal há Dilma copiá-lo ainda mais? Achei que o parâmetro seria a melhoria, mas não o: "se você fez, eu também posso".

  54. Danillo Postado em 26/Aug/2013 às 23:11

    R$ 10.000 para o governo cubano/mês x 4.000 (médicos cubanos “importados”) = R$ 40.000.000/mês. Em um ano: 12 x 40.000.000= R$ 480.000.000/ano. Duração do “Mais Médicos”: 3 anos. Gasto e repasse ao governo de Cuba ao final de 3 anos: R$ 1.440.000.000 (um bilhão, quatrocentos e quarenta milhões de reais). Será que não seria possível melhorar as condições do Sistema Único de Saúde com um investimento desse? 10 anos de governo petista e ínfimas (pra não dizer nenhuma sequer) melhorias nas condições de acesso e resolutividade para os problemas da população. As pessoas das regiões Norte e Nordeste (e as demais) não estão carentes somente de problemas de saúde (muitos dos quais, aliás, são consequências de outras limitações). Essa população precisa urgentemente de infra-estrutura de transporte, habitação, saneamento, agricultura, urbanização, medidas básicas que as pessoas dos grandes centros metropolitanos já disponibilizam há décadas e que foram simplesmente excluídas e destacadas desses grilhões. Se os cubanos tratarão problemas simples é porque a população não possui conhecimento e estrutura suficiente e disponível para fazer prevenção. Por exemplo: como se previne a imensa maioria das diarreias, grande causa de mortalidade nessas áreas (sobretudo na faixa pediátrica) desprovidas de tudo e com baixo nível sócio-econômico? Com saneamento, com medidas pessoais de higiene e preparo dos alimentos, com correta hidratação domiciliar e manutenção da alimentação se houver possibilidade e, é claro, com vacinação. Como são adquiridos esses fatores: com investimento em educação, redes de água e esgoto encanados e postos de atendimento à saúde capacitados. Agora outro exemplo: como se trata um infarto, condição altamente prevalente, grande causa de morte nos dias atuais?Com um cateterismo e, algumas vezes, com um leito de UTI, caros, que requerem financiamento e suporte econômico governamental. Só quero dizer que os cubanos, os chilenos, os portugueses, os espanhóis ou os brasileiros não conseguirão melhorar a saúde a longo prazo se não forem instituídas medidas, formulados e executados projetos que atinjam o núcleo do problema, que na verdade não se resume aos médicos, sejam eles estrangeiros ou nacionais. O problema é multifatorial e multidisciplinar. Até onde eu saiba, médicos não apresentam em sua formação matérias que permitam exercer com proficiência um tratamento dentário qualificado, uma fisioterapia respiratória ou motora, um adequado acompanhamento nutricional, uma educação física satisfatória, um cuidado de enfermagem bem sucedido ou um suporte psicológico consistente. O governo quer literalmente enganar o povo com paliação, ganhar apoio eleitoreiro e se livrar do que é correto: investir no país. “Só lamento” os que se “fingem” de cegos, porque o problema está a um palmo de distância e é do tamanho de um elefante. Só não enxerga quem não quer ou quem está muito perto pra ver o tamanho do “bicho”.

  55. Júlio Cardoso Postado em 27/Aug/2013 às 01:12

    Concordo com a disposição do governo federal de importar médicos do exterior para atender às áreas carentes onde o contingente nacional, seja por qual motivo, não quer prestar esse serviço, mas que sejam profissionais de comprovada competência. Agora, que não venham os chaleiristas do governo defender o sistema cubano, que não permite que os seus médicos sejam diretamente remunerados no Brasil em valores iguais aos demais médicos estrangeiros, mercê do pedágio ou dízimo cobrado por Raúl (Fidel) Castro. Ademais, remonta ao período escravocrata as restrições cubanas que vão até o impedimento dos médicos trazerem a sua família. Ora, o Art. 149, do Código Penal, define como crime “reduzir alguém a condição análoga à de escravo”. E quem (maior de idade) está inteiramente sujeito a outrem vive sob regime de escravidão. Assim, causa perplexidade o governo brasileiro compactuar com a forma exploratória com que Cuba trata os seus profissionais médicos, que vêm aqui prestar serviços e não têm direito a receber diretamente os seus salários, bem como trazer a sua família. Reza a constituição brasileira, no Art. 5º, que todos são iguais perante a lei, e no inciso XIII, que é livre o exercício de qualquer trabalho ofício ou profissão, atendidas as qualificações profissionais que a lei estabelecer. Diferente de uma cooperativa médica ou de um grupo empresarial correlato, em que o médico recebe a sua remuneração por serviços prestados diretamente dessas entidades, é inadmissível que o nosso país não defenda o espírito constitucional brasileiro para aqueles que aqui vêm prestar serviços de natureza pública. O país ao anuir de boa vontade ao critério ditatorial e iníquo do governo cubano, que não permite que os seus médicos recebam diretamente do governo brasileiro o salário de R$ 10 mil, pago igualmente aos demais profissionais estrangeiros - mas sim através da Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS) /Governo cubano, sem ficar expresso o valor que os cubanos irão receber no exterior – afronta princípios fundamentais dos direitos humanos. E vejam o que diz a Consolidação das Leis do Trabalho, Art.5º: “A todo o trabalho de igual valor corresponderá salário igual, sem distinção de sexo”. Ora, se combatemos a violação dos direitos humanos, a lógica e o bom senso recomendam não fazer acordo com país que não trate com equidade os seus cidadãos e profissionais. Dessa forma, não deveria o Brasil firmar acordo com país cujos direitos sociais e profissionais colidam com os nacionais.

  56. Osvaldo Aires Bade Comentários Bem Roubados na "Socialização" - Estou entre os 80 milhões Postado em 27/Aug/2013 às 08:13

    Ao Oscar, em 26 de agosto de 2013 às 16:16 disse: "Caiu a máscara dessa gente hipócrita e nojenta" . Mentes doentes não percebem que o link postado denuncia a Veja como sendo o que ela é: - Um mídia de esquerda e o FHC um comunista. CONTRATAÇÃO DOS MÉDICOS CUBANOS: O QUE HÁ POR TRÁS DISSO? http://cinenegocioseimoveis.blogspot.com.br/2013/05/contratacao-dos-medicos-cubanos-o-que.html

  57. luiz carlos ubaldo gonçalves Postado em 27/Aug/2013 às 09:13

    Quero mais ser atendido por um Cubano ou Cubana, quero seres humanos por trás de um jaleco e não um mercador de saude, como tem acontecido no Brasil!

  58. Danilo Postado em 27/Aug/2013 às 10:01

    Aqueles que elogiam esse gesto, então deem 90% do seu salário para o governo e viva feliz. Ter paixão pela sua profissão é uma coisa, ser idiota é outra. Um curso completo de medicina não é fácil e necessita de muito estudo e investimento. Se você acha que seu trabalho e esforço não vale a pena então o programa "mais médicos"' é perfeito para você, se da noite para o dia viesse 6000 profissionais de TI cubanos (sou de TI) recebendo e aceitando qualquer porcaria como salário eu também iria protestar contra, é o meu emprego e salário que estaria em jogo.

  59. MArcos Garcia Neto Postado em 27/Aug/2013 às 13:20

    "Não faço por dinheiro". "Deus existe". "Políticos são honestos". "Papai noel vai me trazer presentes". "Só vou tomar um golinho dessa vodka". Brincar de mentir até quando? Então os cubanos viriam sem a bolsa de 10 mil que será paga para o Estado Ditatorial Cubano?

  60. Osvaldo Aires Bade Comentários Bem Roubados na "Socialização" - Estou entre os 80 milhões Postado em 28/Aug/2013 às 15:17

    Ao MArcos Garcia Neto O nome disso é esquerdismo uma farsa só. MARXISMO: A MÁQUINA ASSASSINA http://cinenegocioseimoveis.blogspot.com.br/2013/08/marxismo-maquina-assassina.html