Redação Pragmatismo
Compartilhar
Fotografia 06/Aug/2013 às 16:02
22
Comentários

Fotografia: a escravidão moderna que fingimos não ver

Projeto fotográfico tocante registra a escravidão moderna que fingimos não ver

escravidão fotos

Projeto fotográfico tocante registra a escravidão moderna que fingimos não ver. (Todas as fotos por Lisa Kristine)

Jaque Barbosa, Hypeness

Facilmente caímos na tentação de pensar que a nossa liberdade e direitos são coisa garantida, esquecendo que há pessoas para quem isso não passa de um sonho. Lisa Kristine pôs o dedo na ferida de forma extraordinária: documentando a escravidão moderna, aquela que fingimos não saber que existe.

A ativista está há 28 anos retratando culturas indígenas ao redor do mundo, mas foi em 2009 que ‘acordou’ para o problema da escravidão dos nossos dias. A estimativa de que existem mais de 27 milhões de pessoas escravizadas e a sua falta de conhecimento sobre o tema a envergonhavam.

Leia também

Assim começou sua jornada, que acabou em Modern Day Slavery, uma série cativante e ao mesmo tempo dolorosa. Seja um mineiro no Congo ou um trabalhador de olaria no Nepal, a escravidão existe e tem rostos. Lisa foi conhecê-los.

escravidao1

(Foto: Lisa Kristine)

.

escravidao2

(Foto: Lisa Kristine)

.

escravidao3

(Foto: Lisa Kristine)

.

escravidao4

(Foto: Lisa Kristine)

.

escravidao5

(Foto: Lisa Kristine)

.

escravidao7

(Foto: Lisa Kristine)

Na sua intervenção na conferência TED, em janeiro de 2012, a fotógrafa deixa o alerta, com episódios e imagens impressionantes.

Vídeo:

Recomendados para você

Comentários

  1. Ayrton Postado em 06/Aug/2013 às 18:38

    É um tremendo e indisfarçável preconceito postar fotos de negros trabalhando para ilustrar uma afetada denúncia de escravidão. Trata-se sem dúvida de belas fotos, não precisava de ganhar uma roupagem falsa de denúncia social para terem valor. Negros, brancos, amarelos e todas as cores de gente trabalham pelo mundo afora em condições variadas mas, frequentemente, duras.

    • Aurélio Mayorca Postado em 12/Dec/2013 às 08:35

      Concordo. Fotografia tendenciosa, desonesta e joga os negros contra os brancos de forma desumana.

  2. mibina Postado em 07/Aug/2013 às 08:04

    Concordo plenamente com o comentario acima, sem contar outros tipos de escravidao que somos submetidos,sendo branco ou negro. A foto acima e preconceituosa e apelativa..

    • Aurélio Mayorca Postado em 12/Dec/2013 às 08:32

      Correto , fotografia parcial e apelativa. Desonesta

  3. Ernane Postado em 07/Aug/2013 às 09:54

    Creio que a ativista, Lisa Kristine, deveria voltar a escola ou então ver as coisas sob um prisma onde fossem analisadas as condições sociológicas, culturais, econômicas, religiosas e políticas. Ademais ela deveria, enquanto ativista, retratar historicamente essas condições em outros continentes "desenvolvidos".

  4. Cauê Postado em 07/Aug/2013 às 10:34

    "Negros, brancos, amarelos e todas as cores de gente trabalham pelo mundo afora em condições variadas mas, frequentemente, duras." Mas ainda sim quem está nos campos de trabalho escravo são os negros, pardos.E sim mostrar esse tipo de foto, além de um excelente trabalho, vai fundo na questão do racismo existente, pq muitos só conseguem enxergar através de fotos que ao mesmo tempo são muito bem produzidas e por outro lado nos retrata uma realidade muito triste do nosso planeta!

    • Sheyla Alves Postado em 06/Jan/2014 às 23:16

      Concordo plenamente! Brancos e negros... mas o que não muda é o fato de que a grande maioria das pessoas desprovidas de oportunidade e assistência ainda são os negros, e quem vem aqui dizer o contrário só reforça a teoria dos que fingem que isso não mais existe.

  5. Júnior Postado em 07/Aug/2013 às 10:45

    Provavelmente, nessa exposição, também existem fotos de escravos brancos. Por exemplo, na China, existem milhares de operários de fábricas e outros setores, escravizados. Acredito que foi a edição da reportagem que selecionou apenas fotos de pessoas negras. È bom ter em mente que a população negra é a mais escravizada no mundo.

  6. Juan Postado em 07/Aug/2013 às 11:00

    Ayrton. Seu comentario é perfeito. !00% de acordo.

  7. Célia Ponte Postado em 07/Aug/2013 às 11:29

    Perfeita o seu comentario!

  8. Gustavo Postado em 07/Aug/2013 às 13:05

    Então Ayrton, só um exemplo, vai lá em Barcelona na Espanha e visualize quem está curtindo e quem está no trabalho informal ralando e fugindo da polícia...brancos curtindo a cidade e negros trabalhando duro...

  9. Jovina Prado Postado em 07/Aug/2013 às 13:29

    Mas ver e divulgar é uma forma de denunciar, é lutar contra o preconceito. Certamente em " todas as partes deste planeta " seres humanos são explorados, trabalham em condições indignas e calar frente também é crime! Parabéns ao fotógrafo que registrou os fatos e os expôs à sociedade, mesmo sendo um trabalho artístico. Cabe aos Direitos Humanos defender esse povo e " as Fotos", podem servir de provas materiais desde que atenda aos princípios dos direitos autorais.

  10. Bruna Postado em 07/Aug/2013 às 14:15

    Ayrton, se você assistir ao vídeo com atenção verá que diversas etnias são retratadas, de acordo com o país em que estão esses "trabalhadores". Essa foto de mãos tingidas, por exemplo, é de uma família de indianos. Abraços.

  11. Jamila Câmara Postado em 07/Aug/2013 às 18:06

    Concordo em gênero, número e grau com o Ayrton. Puro Vacilo...

  12. Priscila Pires Postado em 07/Aug/2013 às 19:32

    Gostei do post! Vou assistir a esse TED Talk também!

  13. luiz carlos ubaldo gonçalves Postado em 14/Aug/2013 às 16:35

    Até quando nossos irmãos vão ser tratados como nossos escravos para alimentar a ganância dos poderosos de branco?

  14. Enzo Postado em 06/Jan/2014 às 18:51

    Posso fazer o mesmo, tirar fotos de indios, brancos, orientais, que sao escravos...... Estas fotos e o que chamamos de meias verdades!!!