Redação Pragmatismo
Compartilhar
Racismo não 30/Aug/2013 às 09:56
37
Comentários

As diferenças entre preconceito racial e discriminação racial

“Nenhum racismo é justificável, mas o ressentimento dos negros é. Construiu-se durante todos os anos em que a última nação do mundo a acabar com a escravatura continuou na prática o que o tinha abolido no papel”

Por Luis Fernando Veríssimo*

povo negro

O negro pode dizer – distinguindo com nitidez preconceito de discriminação – “Não precisa me amar, só me dê meus direitos”. (Luis Fernando Veríssimo)

Preconceito racial e discriminação racial são duas coisas diferentes.

O preconceito é um sentimento, fruto de condicionamento cultural ou de uma deformação mental, mas sempre incorrigível.

Não se legisla sobre sentimentos, não se muda um habito de pensamento ou uma convicção herdada por decreto.

Já a discriminação racial é o preconceito determinando atitudes, políticas, oportunidades e direitos, o convívio social e o econômico.

Não se pode coagir ninguém a gostar de quem não gosta, mas qualquer sociedade democrática, para desmentir o nome, deve combater a discriminação por todos os meios – inclusive a coação.

Não concordo com quem diz que uma política de cotas para negros no estudo superior é discriminação.

Leia também

É coação, certo, mais para tentar corrigir um dos desequilíbrios que persistem na sociedade brasileira, o que reflete na educação a desigualdade de oportunidades de brancos e negros em todos os setores, mal disfarçada pela velha conversa da harmonia racial tão nossa.

As cotas seriam irrealistas? Melhor igualdade artificial do que igualdade nenhuma.

Agora mesmo caíram em cima de quem disse – numa frase obviamente arrancada do contexto – que racismo de negro contra branco é justificável.

Nenhum racismo é justificável, mas o ressentimento dos negros é.

Construiu-se durante todos os anos em que a última nação do mundo a acabar com a escravatura continuou na prática o que o tinha abolido no papel.

Não se esperava que o preconceito acabasse com o decreto da abolição, mas mais de 100 anos deveriam ter sido mais do que suficientes para que a discriminação diminuísse.

Não diminuiu.

Igualar racismo de negro com racismo de branco não resiste a um teste elementar.

O negro pode dizer – distinguindo com nitidez preconceito de discriminação – “Não precisa me amar, só me dê meus direitos”.

Qual a frase mais próxima disto que um branco poderia dizer, sem provocar risos?

“Não precisa me amar, só tenha paciência”? “Me ame, apesar de tudo”?. Pouco convincente.

É uma questão que vai e vem, como as marés.

A velha oposição, na seleção brasileira, do time do povo e o time do técnico.

Quando as coisas vão bem (Brasil 4, Chile 0) não há discussão, quando as coisas vão mal (Brasil ali ali, Gana 0) volta a questão.
O povo quer os melhores sempre no time.

Isto se repete há anos.

Mudam os técnicos, mudam os melhores, muda, em boa parte o povo, e a questão continua indo e vindo.

Como as marés.

*Texto publicado originalmente pelo autor em 2007

Recomendados para você

Comentários

  1. Arlindo Picoli Postado em 30/Aug/2013 às 12:31

    discriminação segundo o Houaiss: 4 Rubrica: termo jurídico. ato que quebra o princípio de igualdade, como distinção, exclusão, restrição ou preferências, motivado por raça, cor, sexo, idade, trabalho, credo religioso ou convicções políticas Pensar no preconceito como sentimento é no mínimo ignorar a etimologia da palavra, que nos remete a um pensamento ou julgamento prévio e equivocado.

  2. renato Postado em 30/Aug/2013 às 16:39

    Eu não entendo este papo. Para mim é algo absurdo, que não consigo entender. Onde começa ou onde termina.

    • marisol Postado em 18/Oct/2013 às 10:59

      Eu também nao

  3. bernardo Postado em 30/Aug/2013 às 17:14

    A matéria, em sua boa intenção de discutir o problema real do racismo, abraça a ideologia mais nojenta e primordial dos racistas. A de que existe um povo negro e um povo branco no Brasil. Existe o povo brasileiro. E se há idiotas que pensam que gente de pele escura é de outra raça, esta inferior, que se combata a divisão em raças. Aceitar a idéia de que há raças pra dizer que elas são iguais é algo sem pé nem cabeça, além de ser completamente improdutivo.

  4. Vinicius Rosa Postado em 30/Aug/2013 às 17:59

    Povo brasileiro? Poderia concordar com você, se isso fosse realmente verdade. A minha ideia de povo é de uma nação onde nao tenha, no minimo, grandes desigualdades sociais como a nossa. Desculpe, mas nao existe esse tal de "povo brasileiro". Afinal, como colocar no mesmo grupo quem tem direito a tudo, e quem nao tem direito a nada?

  5. Marcos Postado em 30/Aug/2013 às 20:07

    Cotas sociais sim, cotas raciais é racismo, e os pobres brancos?

    • Paulo Postado em 22/Sep/2013 às 18:06

      Um pobre branco nunca vai perder um emprego ou qualquer oportunidade pela sua cor

      • paulo Postado em 11/Sep/2014 às 13:19

        isso e verdade e meu nome e paulo tambem

    • maryane Postado em 15/Oct/2013 às 13:12

      Os brancos tem mais oportunidades do que os negros

  6. Hélio Postado em 31/Aug/2013 às 00:32

    Meu amigo Marcos, você se esquece da relação entre negritude e violência, negritude e opala, boné e arma, enquanto o branco é relacionado à oportunidade. Ninguém questionou sobre as cotas para japoneses ou italianos que vieram trabalhar nas fazendas de café do Brasil, mas todos questionam sobre a cota para negros. Onde os japoneses estão, senão em cursos de medicina e odontologia de nossas Uf´s? E os italianos, senão nos governando nos quatro cantos do país? E olha, nem abordei a questão da escravidão, pois isso é assunto passado e nem colabora para a discussão atual, mas o cerne da questão é: priorizar o acesso para essas camadas historicamente prejudicadas para que se possa valorizar sua cultura, e que possamos a dar um fim à relação cor e miséria. Abraços.

  7. Thiago Postado em 31/Aug/2013 às 14:20

    Marcos, acho que você quis dizer: - E os Brancos POBRES! do jeito que você escreveu, pareceu aquela velha máxima "Pobre menina RICA" Como já disse o Caetano: Pra ver do alto a fila de soldados, quase todos pretos Dando porrada na nuca de malandros pretos De ladrões mulatos e outros quase brancos Tratados como pretos Só pra mostrar aos outros quase pretos (E são quase todos pretos) E aos quase brancos pobres como pretos Como é que pretos, pobres e mulatos E quase brancos quase pretos de tão pobres são tratados

  8. Márcia Postado em 31/Aug/2013 às 20:26

    Concordo com Marcos..há brancos enegrecidos socialmente, assim como negros embranquecidos socialmente..ninguém vê a negritude de Pelé, mas vê a ministro do STJ...por qual razão? Há mais variáveis de respostas q só um estudo mais aprofundado das raízes deste país permitem uma compreensão deste processo social...viajemos por Caio Prado Júnior, Florestan Fernandes, Sérgio Buarque de Holanda, Pierre Verger, Roberto da Matta, Renato Ortiz...respaldos teóricos q nos possibilitam um outro olhar sobre esta situação. E a discriminição do negro contra o branco não é denominada preconceito e sim arrivismo.

  9. Gustavo Postado em 31/Aug/2013 às 22:20

    Marcos. Releia o texto. Você não entendeu. A política de COTAS RACIAIS é para se tentar uma democracia racial no Brasil. As cotas sociais, consequentemente, foram implantadas em todas as instituições que têm cotas raciais, já que grande parte das pessoas pobres são pretas, pardas ou indígenas. Com isso, os brancos pobres conseguiram um direito a reboque, mas a principal função das cotas é ser uma política de combate ao racismo. Não pense que o racismo se manifesta apenas a pedradas, tiros e pontapés de brancos contra negros. Aqui no Brasil essa prática é sorrateira e, geralmente, apenas quem sofre é que entende. Para de fazer vista grossa.

  10. LUCIO DE ANDRADE Postado em 31/Aug/2013 às 22:34

    GOSTEI MUITO DA POSTAGEM, ENTRETANTO, RETIFICO O TERMO MAIS APROPRIADO PARA DEFINIR AS CONDIÇÕES DE EXCLUSÃO E SEGREGAÇÃO, PODERÍAMOS CERTAMENTE, ADJETIVA-LO DE RACISMO. ESTA CONFIGURAÇÃO TERMINOLÓGICA PRECONCEITO E DISCRIMINAÇÃO, NADA MAIS SÃO DO QUE EUFEMISMO ELEGANTE E DISSIMULADA PARA DEIXAR DE ASSUMIRMOS O QUANTO O RANÇO HISTÓRICO DA ESCRAVIDÃO ENCONTRA-SE PRENHE EM NOSSA CONSCIÊNCIA COLETIVA E PRÁXIS CULTURAL PERSISTENTE. O RACISMO É ERRO ESTRATÉGICO NUMA CAPITALISTA, NA MEDIDA EM QUE VC DIMINUI A POTENCIALIDADE ECONÔMICA E SUA COMPETITIVIDADE NACIONAL, SUBTRAINDO-SE UMA GAMA ENORME DE CONSUMIDORES DO MERCADO. OUTROSSIM, PODE-SE ENTENDER O RACISMO, COMO MEIO DE FORMAÇÃO DO CHAMADO EXÉRCITO DE RESERVA E POR ÚLTIMO, SERIA TERRIVELMENTE, A PRESERVAÇÃO DO MERCADO DE TRABALHO, APENAS, PARA OS IGUAIS EM ETNIA, É O CHAMADO RISCO ZERO, ANTE AO RISCO DA CONCORRÊNCIA LABORATIVA. POR FIM, O RACISMO É UM ATO DE COVARDIA HUMANITÁRIA E DESONESTIDADE INTELECTUAL EM NÃO NOS ENXERGARMOS COMO IGUAIS SOB TODAS AS NUANCES, PARA ALÉM, DA MELANINA E DA COLORAÇÃO DA PELE. O RACISMO, TAMBÉM, PODE SER SUSTENTADO PELA BASE RELIGIOSA MONOTEÍSTA, A PARTIR DA TEOLOGIA DA ELEIÇÃO DIVINA DE UM POVO EM DETRIMENTO DOS DEMAIS POVOS E ETC.... É UM ASSUNTO, RECALCADO EM NOSSA SOCIEDADE EGOÍSTA E CRUEL, POIS, PARA O CAUCASIANO ESTA ESTRUTURA IDEOLÓGICA É DEVERAS GENEROSA E VANTAJOSA. VERGONHOSO. EM ÂMBITO DE DTO PENAL, INJÚRIA E RACISMO, DIFEREM NA INTENÇÃO DELIBERADA EM NEGAR OU NÃO POSSIBILITAR O EXERCÍCIO DE DIREITOS CONSTITUÍDOS EM RAZÃO DA COR DA PELE. ISTO É RACISMO. AS OUTRAS FORMAS SÃO INJURIA QUALIFICADAS. PIADA, MUITO DIFÍCIL DE SE ENQUADRAR O TIPO PENAL RACISMO. LOGO, A LEGISLAÇÃO É PÍFIA E FANTASIOSA!!!!!

  11. Deise Postado em 01/Sep/2013 às 01:12

    Se todos somos iguais é como já foi dito num tribunal seres humanos não tem raça então não existe racismo ...

  12. Fernando Postado em 01/Sep/2013 às 02:47

    Entendi perfeitamente e concordo, ninguém pode obrigar ninguém a gostar de ninguém, mas pode obrigar todos a respeitar todos os direitos de todos. Preconceito vive dentro de você e só você pode exterminá-lo se quiser, discriminação sim pode ser exterminada via lei.

    • maurilio Postado em 04/Sep/2014 às 19:51

      Parabéns Fernando diante de tudo que li até agora vc foi muito feliz em sua colocação leis foram feitas para ser cumpridas cumpra se.

  13. Leonardo Postado em 01/Sep/2013 às 03:54

    A África é o lugar onde mais existiu genocídios étnicos, já vi mulato escuro se dizendo marroquino, já vi que no dr congo as mulheres jogam água sanitária na pele para embranquecer, eu não estou dizendo que a África queira ser branca, o que estou dizendo é que é a única parte do mundo sem miscigenação, os tiranos africanos morrem de medo que as mulheres um dia venham a ter filhos por inseminação, misturando a raça, e daí o povo se libertaria de uma identidade que só favorece os poucos ricos e mantém a maioria na ignorância, o afro-brasileiro não faz a menor idéia de como é a África, garanto isso a vocês !!!!!

  14. Leonardo Postado em 01/Sep/2013 às 04:13

    O mundo islâmico sim está como a pior parte do planeta, a África pode mudar em uns 20 anos, mas Síria e Iraque vamos esperar uns 40 !!!!!!!

  15. leticia Postado em 21/Sep/2013 às 20:39

    ñ devemos ter nenhum tipo de preconceito por q tds nos somos iguais!!!!!!!

  16. jessica walber baldissera Postado em 30/Oct/2013 às 13:14

    Eu era muito preconceituosa com os negros e agora, eu abraço do oi; hoje em dia pra mim preconceito é CRIME!

  17. Lucas Postado em 01/Nov/2013 às 00:15

    Achei que preconceito racial e so diderensa de cor e mais nada

  18. luciano Postado em 04/Nov/2013 às 12:02

    não fassa seu amigo passa vergonha na frente dos outros eles não quer que vc sofra emtão não fassa isso com eles fica a dica

  19. kleylton Postado em 05/Nov/2013 às 10:57

    eu sou comtra o racismo eu acho errado

  20. jessica maria martins Postado em 07/Nov/2013 às 11:41

    eu nao gosto de preconceito eu acho foda

  21. maximilianolopesdarosa Postado em 16/Nov/2013 às 22:40

    Todos deveriam pensar que ja foi mudada muitas gerações e hoje não podemos dizer que não temos um pouco de sangue indigina ou africano pois ja se pasarão tanas gerasoes

  22. bruna Postado em 19/Nov/2013 às 11:20

    eu acho que todo mundo e igual

  23. DAYANE CUNHA SOUSA Postado em 28/Nov/2013 às 21:29

    EU AINDA NAO INTENDE NADA POIS OS BRANCOS TEM PRECONCEITO DOS NEGOS E NEGROS TEM PRECONCEITO DE BRANCO ATE AGORA MIM VEJO PERDIDA

  24. Gabriel Postado em 25/Feb/2014 às 20:26

    Fico preucupado com isto mas esta bobagem de racismo acho lamentavel o fato dotinga tambem!!!

  25. Milley Postado em 09/Mar/2014 às 13:21

    Legal demais

  26. Márcia Postado em 06/Apr/2014 às 16:28

    É inadimissível uma pessoa em pleno Seculo XXI se achar superior a outra devido a cor.

  27. lize Postado em 20/Apr/2014 às 16:39

    Apesar de vivermos em um mundo racista isso não faz com que percamos a esperança de um mundo melhor. Deus não vai permitir que o ódio racial exista para sempre.Sob seu reino, homens e mulheres " de todas as nações, e tribos, e povos, e línguas" servirão a ele unidos, demonstrando amor genuíno uns pelos outros. (Revelação [Apocalipse] 7:9). Apenas o Reino de Deus será o governo que realizará profundas mudanças na Terra - o lugar em que Deus deseja que todas as pessoas vivam, sem nenhuma barreira racial.

  28. neguinha Postado em 06/May/2014 às 16:10

    morram todos esses demonhos racistas........ todos morram torrados....

  29. mariana Postado em 15/May/2014 às 14:54

    nos negros temos nossos direitos também de trabalhar estudar mas sera mesmo que isto esta acomtecendo como as evidencias de hoje os casos que ajustiça prevalece que ainda somos negros mas não deixamos de ser humanos de ser respeitados

  30. josimar Postado em 28/Sep/2014 às 12:51

    em dizer que somos todos iguais, porque só existe sangue vermelho, uma formação dos sistemas no organismo não importando o tamanho em estatura (parte anatômica), sendo branco, negro, rico, pobre, africano, asiático, europeu...etc, tudo isso é só matéria todos temos alma e alma não tem cor, esse nosso corpo pequeno, grande, bonito, feio, gordo, magro, negro ou branco mais dia menos dia vai tombar, cabe a nós que somos considerados diferentes, conhecer nossos direitos e lembrarmo-nos que tais diferença são apenas aparência, porem nosso sangue é vermelho e cérebro é acinzentado...

  31. iiiiii Postado em 07/Oct/2014 às 13:41

    eu gostei muito do que eu li concordo plenamente

  32. Thaís Postado em 28/Oct/2014 às 22:35

    A intenção do texto foi ótima. Abordar a questão do preconceito racial é realmente necessária e não só na teoria. Porém, achei o texto um pouco mal estruturado e escrito.