Redação Pragmatismo
Racismo não 23/Aug/2013 às 12:20
936
Comentários

"Ter relações com uma mulata" não lhe fará menos racista

“Deixar de ser racista, meu amor, não é comer uma mulata!”. A seguir, cinco considerações sobre elogios racistas

Charô Nunes, Blogueiras Negras

elogios racistas

(Imagem – Reprodução)

Elogio racista é toda demonstração de admiração, afetividade ou carinho que se concretiza por meio de ideias ou expressões próprias ao racismo. Com ou sem a intenção de, que fique bem claro. Um dos mais conhecidos é o famoso “negro de alma branca” que nossos antepassados tanto ouviram. Mas não são apenas nossos homens que conhecem muito bem os elogios racistas. Nós mulheres negras também somos agraciadas com esses pequenos monstrinhos, usados inadvertidamente por amigos, familiares. Muitas vezes até por nossos parceiros.

Decidi fazer uma lista com 5 elogios racistas (e sexistas, diga-se de passagem) que muitas de nós escutamos quase que diariamente. Alguns são consenso, acredito. Outros nem tanto. Fico aguardando ansiosa para que você, mulher negra, deixe seu comentário dizendo se também acontece com você.

Leia também

Se concorda, se discorda. E sobretudo, o que você faz para deixar bem claro que o elogio racista pode ser tudo, menos bem vindo e apreciado.

01. “Você é uma morena muito bonita”

Esse é o elogio racista que mais escutei em toda minha vida. Minhas primeiras lembranças são do tempo da escolinha. Mesmo mulheres como Adriana Alves ainda são chamadas de morenas, pois se acredita que chamar alguém de negra é uma ofensa racial. Se você precisa se expressar, tente um simples “você é bonita ou atraente”. Ou ainda “você é uma negra linda”, o que, dependendo do contexto pode ser tão ruim quanto.

Mas em hipótese alguma diga que uma negra é morena, moreninha, morena escura. Que não é negra. Isto sim é racismo dos graúdos, pura e simplesmente. Quando acontece comigo, digo que não sou morena e nem moreninha, sou n.e.g.r.a. O bom é que, dependendo de como essa resposta é dada, a pessoa já se toca que ela não deveria ter começado o conversê, que simplesmente não estou disponível para esse tipo de diálogo. Nem com conhecidos, muito menos com estranhos.

02. “Seu cabelo é muito bonito, posso pegar?”

Há alguns anos atrás, uma senhora ultrapassou todos os limites de uma convivência pacífica ao se aproximar de mim, cheia de dedos, me tocando sem permissão e dizendo que eu tinha uma “peruca muito bonita”. Não retruquei de caso pensado, antecipando seu constrangimento por jamais ter cogitado que uma mulher negra pudesse ter um cabelo comprido, ao natural. Minha vingancinha, e sou dessas, foi olhar aquela expressão de arrependimento por ter percebido o que fez.

elogios racistas negras

Alek Wek também é uma modelo de traços delicados (Imagem / Blogueiras Negras)

Entendo que simples visão de uma negra com cabelo natural pode ser inebriante. Que persiste a completa desinformação sobre o nosso cabelo. Porém, isso não justifica o toque sem permissão. Não importa se é cabelo natural ou não. A menos que você conheça muito bem a pessoa, não toque em seu cabelo sem consentimento. Eu iria mais longe. Para mim a boa etiqueta simplesmente reza que não se deve nem mesmo pedir para tocar o cabelo de uma pessoa desconhecida.

03. “Você tem os traços delicados”

Dizer que uma negra tem traços “delicados” muitas vezes tem a ver com a ideia de que será bonita se tiver uma expressão “fina”, leia-se semelhante a de uma pessoa branca. Como se determinado tipo de nariz (ou bochechas) fosse exclusivamente dessa ou daquela etnia. Uma de suas variantes é outra expressão igualmente racista – “você é uma mulher negra bonita” – algo que ao meu ver é a mesma coisa de dizer que “você é bonita para uma negra”.

Afinal, qual a dificuldade de dizer que uma mulher negra simplesmente é… Uma mulher bonita? Porque Alek Wek tem de ser descrita como uma “mulher negra bonita” enquanto as mulheres brancas são apenas “mulheres bonitas”? Mais uma vez, toda a sutileza do elogio racista. Ele reconhece que você é uma pessoa admirável, mas sempre fazendo questão de te colocar “no seu lugar”, como se algumas fronteiras jamais pudessem ser cruzadas.

04. “Você tem a bunda linda”

Essa é uma opinião que certamente não é unânime. Faço questão de expressá-la como uma provocação que representa o pensamento de uma parcela significativa de mulheres negras. Para muitas de nós, esse comentário expressa a hiperssexualização a que somos historicamente submetidas como exemplifica a triste biografia de Saartjie, denominada a Vênus Hotentote, exposta como atração circense em função da admiração que suas nádegas causaram na Europa do século XIX.

Apesar de todo respeito que tenho por tudo aquilo que acontece entre duas pessoas, preciso considerar a tradição racista secular desse tipo de discurso. Trata-se de reduzir a mulher a um pedacinho do seu corpo, desconsiderar sua humanidade, transformá-la num pedaço de carne exposto no açougue como aconteceu e acontece diariamente. Meu conselho é pergunte antes se a mulher a quem você pretende cumprimentar tem a mesma leitura desse tipo de elogio.

05. “Você é uma mulata tipo exportação!”

Esse elogio ainda o tratamento dispensado à mulher negra no seio da senzala, da casa grande. O pensamento que nos reduz em brinquedos sexuais. Dizer que uma mulher negra é uma “mulata tipo exportação” é esquecer uma tradição escravocrata secular, que transforma a mulher negra em “peça” que alcançará boa cotação no mercado onde a carne mais barata é a nossa. O nome desse mercado é exotificação. Em alguns casos, hiperssexualização.

Infelizmente também estamos falando sobre o modo racista com que as mulatas de escola de samba, mulheres que respeito e admiro, são mostradas e consumidas. Mulheres que levam o samba no pé, no sorriso, na raça. Que, ao invés de serem uma referência de beleza, são vendidas como frutas exóticas na temporada do carnaval. Mulheres que recentemente tem sido preteridas por “personalidades da mídia” em nome de uma pretensa “democracia racial” e muitas vezes com a anuências de algumas agremiações.

Qual é a sua opinião?

Porém, preciso dizer que os elogio racistas podem (e devem) subvertidos. Quando o assunto são as mulatas de quem já falei aqui, isso é bastante evidente. Ser uma mulata exportação também atesta um padrão de excelência e traduz qualidades como perseverança, força. Minha professora de dança adora dizer que a graça de uma bailarina é diretamente proporcional à sua força. Mulatas são a expressão mais concreta desse enunciado.

Por isso fiz questão de usar como título desse post, um trecho do poema de Elisa Lucinda, Mulata Exportação, que resume tudo o que tentei dizer até aqui: “deixar de ser racista, meu amor, não é comer uma mulata” como muita gente gosta de pensar. E acrescento, “opressão, barbaridade, genocídio, nada disso se cura trepando com uma escura!”. Muito menos tecendo elogios racistas, diga-se de passagem. Quem o diz é a mulata exportação do poema. Sou eu, somos todas nós que já ouvimos essas porcarias.

Confesso que essa lista tem algo de muito pessoal, cujas entrelinhas tem muitas dedicatórias alimentadas por ironia. Nem por isso menos pertinente. Por isso adoraria ouvir a opinião de vocês. Esqueci algum elogio racista que te incomoda? Que te fez espumar de ódio, revirar os zóios e dizer algumas verdades? Você também acredita que esse tipo de comentário, como tudo aquilo que é racista e preconceituoso, diz muito sobre a pessoa que o faz do que sobre a pessoa a quem se destina?

Texto revisado / Pragmatismo Político

Posts relacionados

Comentários

  1. Eduardo Postado em 23/Aug/2013 às 12:24

    MULATA, BRANCA, JAPONESA, INDIA, NEGRA, SEJA DE QUAL DESCENDENCIA FOR, É MULHER, A OBRA MAIS LINDA QUE DEUS REALIZOU....PRECONCEITO NÃO É OBRA DELE, DIRIGIDO SEJA A QUEM FOR.

    • Regiane Postado em 24/Sep/2013 às 06:34

      "A branquela de ferias em benguela,acha que rompeu o preconceito,só porque depois de um porre,foi pra cama com um preto." Lembre-me desta frase mas desconheço a autoria... A mim como mulher, incomoda muito esta "exotificação" da mulher negra. Este ano durante o programa global do Huck a tal musa do carnaval é deplorável ver como o desrespeito pela mulher negra é descarado. Piadinhas, alusões ao "pandeiro", insinuações quanto ao que sabem fazer da cama, etc..enquanto que os jurados julgam bem mais que os passos das passistas. Belo texto!

      • lena Postado em 22/Apr/2014 às 14:13

        Significado de Mulata: Palavra de origem espanhola, feminina de "mulato", "mulo" (animal íbrido, resultado do cruzamento de cavalo com jumenta ou jumento com égua). As palavras "mulato" e "mulata" foram usadas de forma pejorativa para os filhos mestiços das escravas que coabitaram com os seus senhores brancos e deles tiveram filhos

      • Suely Coelho Postado em 22/Apr/2014 às 14:41

        Regiane, compartilho com a sua indignação. Mas, pensa. A Negra também colabora para que certas piadinhas sobre seu corpo sejam ditas. Elas sabem que só aparecem na TV, em época de carnaval, e peladas. Por quê? Só digo: Afros, estudem e muito.

      • Oswaldo Postado em 01/May/2014 às 18:11

        Racismo só existiria se a raça humana não fosse uma só. O restante é balela. Muitas coisas fazem as pessoas sofrerem em suas vidas pessoais, mas não se pode levar tudo sempre para o lado do pseudo-racismo! Ademais, segundo o IBGE, os autodeclarados pardos são maioria no Brasil. Só poderia haver essa pressão pseudo-racista se os de pele branca fossem maioria. É inegável a existência de preconceitos e discriminações, mas elas acontecem com os baixinhos, com os muito magros, com os obesos, com os muito altos, com os muito "feios", com os desdentados, com os dentuços, com os de pênis pequeno ou muito grande, com os maltrapilhos, etc!

      • Alencar Postado em 09/Jul/2014 às 13:34

        eu não acho que afirmar que uma negra tem traços delicados ou até mesmo de branco seja racismo. na verdade a pessoa que fala isso tem como referência - pelo que vê, na tv, internet ou por onde anda - que os negros tem traços faciais mais grossos e brancos tem traços faciais mais finos. então, ao ver uma pessoa negra com traços delicados é comum que a pessoa possa ficar surpresa. o mesmo ocorre ao ver uma pessoa branca com traços grosseiros. pois a referência que se tem, o que se vê e tudo mais é um padrão facial branco fino e outro padrão facial negro grosso. isso é típico das etnias, vocês intitulam tudo de racismo. Acho que racismo é impedir que uma pessoa negra competente possa trabalhar em algo que esteja a seu alcance simplesmente por ser negra. desprezar a pessoa pelo fato de ser negra e tal. mas não é racismo notar que negros ou brancos tenham traços físicos que lhe fogem à naturalidade étnica a qual se está acostumado a ver. ocorrem casos em que pessoas dizem que essa ou aquela branca tem bumbum de negra ou mesmo características faciais de negra. mas isso ngm fala. isso ngm chama de racismo. é como se fosse uma pseudo-guerra racial que a mídia e grupos sociais tentam nos faze entender que está ocorrendo. estou cansado disso. acontece que há sim traços que são típicos de brancos, variando-se a mais ou menos em diversos países, regiões ou continentes. e há traços de negros, que variam até mesmo entre a etnia negra. conheço pessoas que são chamadas de racistas por dizerem que não tem atração sexual por gente negra. mas conheço uma negra que diz não ter atração sexual por gente branca e ela não é chamada de racista. é cada coisa. o pior é ver que as massas, o povão, o rebanho, caem nessa pseudo-guerra midiática racial. não acho que a pior raça do mundo seja a negra ou a branca. a pior raça é a de humanos que não gostam de pensar. recebeu um dom da natureza de pensar e não usá-lo. é por isso que gente intelectualmente avançada sabe tirar proveito dessas situações. eu nem ligo, não caio na dela mesmo. o mundo é dos intelectuais. os ricos, por mais dinheiro que possam ter, dependem dos intelectuais políticos para que esses lhe defendam, ou devem ser intelectuais. a pobreza, miséria, discriminação não vai acabar, não importa o quanto governos preguem a igualdade, com um povo pobre intelectualmente isso não vai para frente. claro que muitos intelectuais foram/são racistas. mas um povo intelectual sabe que o racismo, mesmo que exista, talvez possa não ser a melhor opção para uma sociedade. enfim, não cairiam nas garras do pseudo-jornalismo.

      • Karlla Postado em 16/Jul/2014 às 12:25

        Concordo com o Oswaldo. Sou branca, cabelos lisos, olhos verdes e cresci ouvindo apelidos como "fantasma", "Gasparzinho", "perna de macaxeira"... enfim, não usava short ou saia, usava apenas calça porque tinha vergonha de minhas pernas muito brancas e só passei a mostrar mais minhas pernas na vida adulta. Sou contra todo e qualquer tipo de descriminação, mas o Brasil precisa entender que não são apenas os negros que sofrem (e não estou nem entrando em questões históricas). Cria-se um padrão e define-se como "bonitas" apenas as pessoas que se adequam ao padrão, isso é absurdo! Certa vez fiz um elogio a alguns homens (que por acaso eram negros) dizendo "lá tem muitos homens bonitos" e a pessoa me respondeu "ah, tem sim, negros bonitos, AFILADOS, não é?". Afilados? Não, negros bonitos e com traços de negros, se eram "afilados" ou não eu nem prestei atenção... É preciso ACABAR com os rótulos.

      • Mary Postado em 19/Jul/2014 às 21:08

        Concordo Oswaldo! Existe preconceito de todos os tipos.. quem ja nao sofreu algum preconceito na vida? ..eu ja ! ....e nem por isso levanto bandeira em favor da * Revolta Tanakara que a Neusa so' anda Nakombi * tipo de brincadeira muito comum com os nomes de origm japonesa... e os japoneses tambem foram tratados como rac,a inferiores no Brasil, trabalhando na lavoura em condicao escrava.... ja' recebi elogio do tipo vc e' uma japonesa bonita....e qual foi a ofensa? Eu tenho orgulho. Menos gente...menos....

      • Marcelo Postado em 28/Sep/2014 às 00:46

        "Racismo só existiria se a raça humana não fosse uma só". Você tá querendo realmente afirmar que não existe racismo ?! "Muitas coisas fazem as pessoas sofrerem em suas vidas pessoais, mas não se pode levar tudo sempre para o lado do pseudo-racismo! Ademais, segundo o IBGE, os autodeclarados pardos são maioria no Brasil. Só poderia haver essa pressão pseudo-racista se os de pele branca fossem maioria." Vc já ouviu falar de um país chamado África do Sul, provavelmente não, bom devo lhe informar que os brancos são menos de 10% da população e tiveram um regime racista por décadas, mas pessoas como vc são incorrigíveis. "É inegável a existência de preconceitos e discriminações, mas elas acontecem com os baixinhos, com os muito magros, com os obesos, com os muito altos, com os muito "feios", com os desdentados, com os dentuços, com os de pênis pequeno ou muito grande, com os maltrapilhos", Vc acha que realmente a policia mata nas favelas do país sistematicamente algum destes grupos ou o negro jovem com o diz as estatísticas alarmantes de execuções ?! Geralmente tento ser cordial com as pessoas mas fiquei impressionado como racistas tem sempre apoio de uma parcela significante da população com seus argumentos que beiram a idiotice, sem mais !

    • Reginaldo Pacheco Postado em 09/Oct/2013 às 15:35

      Sou negro e somos sim massacrado pelo preconceito, aqui no brasil ele é camuflado, vem em forma de brincadeiras e supostos elogios, olha só meu exemplo trabalhei em uma empresa 11 anos fui limitado a um posto de serviço por motivo da minha cor segundo a empresaria por ela receber pessoas de outros países e por eu ser negro não poderia estar na frente de um cargo em que poderia trazer constrangimento aos seus convidados e empresários estrangeiros o que que eu fiz pedir demissão pois percebi que tinha chegado ao limite na empresa e por mais que eu me esforçasse não teria mais degraus para subir, dizer que preconceito esta na cabeça é ignorar e piorar cada vez mais a situação, somos sim bombardeado com frases racistas a toda hora, essas pessoas se sente superior apenas por ter a pele mais clara, logico que não devemos baixar a cabeça e sim mostrar que somos tão competente como qualquer outra pessoa.

      • Cleber Postado em 04/May/2014 às 16:30

        Isso sim é racismo, não cabe protesto, cabe processo. Mesmo que depois certamente você não queira continuar numa empresa dessa.

      • Nath Lia Postado em 05/Jun/2014 às 22:33

        Oswaldo, você não acha que o fato de que tantas pessoas negras se declararem pardas não é um indicativo de que existe racismo? É exatamente o que o Reginaldo comentou, o racismo no Brasil é camuflado e faz parte de um projeto de branqueamento que veio junto com o nosso projeto de nação. Branquear ao máximo todas as pessoas negras para melhorar a imagem nacional. Por isso essa fuga da identidade negra na categoria parda ou tantas outras. Quando você viu que a dominação venha da maioria? Nos diversos casos, de dominação de classe, de gênero, de raça, de etnia, não se trata de uma dominação numérica, mas de um domínio no âmbito do poder. Charô, adorei o texto! Infelizmente muito verdadeiro. Vi aí muito da minha vida. Antes de reivindicar-me negra politicamente adorava esses elogios racistas, pois eles me ajudavam a me colocar longe da negritude. Porém hoje, enquanto negra, vejo o mal de todos eles. Me lembro também das vezes que tentei assumir-me negra e as pessoas diziam: "ah, mas você tem uma cor linda!", como se uma pessoa negra não pudesse ter uma cor bonita. Abraço.

      • Julio Maria Postado em 19/Jun/2014 às 22:20

        Caro Osvaldo , este argumento é típico dos que não veem o racismo , principalmente por não se colocarem no lugar do outro, ou ainda por alienação, agora, vc já viu alguém ser abordado pela polícia só porque é magro ou tem pinto pequeno ou muito grande?

    • Ler faz bem à saúde Postado em 13/Oct/2013 às 15:24

      A sociedade quer isso de "raça pura", ou seja: negros com negros, brancos com brancos e amarelos com amarelos. Para essa sociedade de mente pequena (racista), tem que ser homem branco com mulher branca e homem negro com mulher negra. Fora isso é terrível. Ambos são humanos, acho que cor não influência em absolutamente nada. Negro com branco, branco com amarelo, amarelo com negro, somos todos humanos e todos merecemos respeito. Onde há amor, tudo é perfeito.

    • Anne Postado em 08/Nov/2013 às 01:16

      Concordo!! E À PROPÓSITO, o título vulgar deste post foi o mais racista que já vi!!!

      • Luana Postado em 22/Apr/2014 às 16:01

        O título não foi racista, ele apenas expôs o racismo, e isso sim incomoda.

      • Tati Postado em 13/Jul/2014 às 21:36

        No texto ela explica o pq desse título, você leu o texto todo ?

    • Jonathan Postado em 13/Nov/2013 às 17:08

      Amém, Irmão.

    • Julio Postado em 05/Dec/2013 às 12:37

      Penso assim também, não há coisa mais linda que uma mulher. E lamento que o texto seja mais que estigmatiza o termo "moreno" ou "morena". Vale lembrar que ele tem instâncias de uso no Brasil cheias de poesia, admiração e encantamento.

    • evann frades Postado em 06/Dec/2013 às 12:11

      falou tudo eduardo mulher é mulher, o desenho mais perfeito que deus criou.

    • MARTINS FILHO Postado em 07/Dec/2013 às 19:57

      sou descendente de negros, e com muito orgulho mais acho que seu relato sobre preconceito é totalmente sem noção, pelo visto vc nem sabe o que é preconceito. Se pararmos de elogiar então devemos fazer o que? um elogio nunca fez mal a ninguem. pense nisso.é por causa de idéias iguais as suas que o preconceito só aumenta.

      • Maria Postado em 29/Apr/2014 às 21:11

        A questão é que uma coisa é elogiar por elogiar, quando se coloca a palavra negro ou negra no meio do elogio, já se configura racismo. Me desculpe, mas qualquer pessoa com o mínimo de noção entende isso.

      • Pedro Postado em 22/May/2014 às 19:09

        Concordo com você. Li o texto e achei que deuxa a gente sem saída. Será que devemos ficar cslados quando estiver de frente a uma pessoa negra? Minha tataravó era escrava e meu tataravô fidalgo. Minha avó negra e meu avó português. Minha mãe morena clara dos cabelis ondulados e meu pai de olhos azuis. Minha irnã tem olhos azuis sua filga negra e seus três netos são negros que são meus sobrinhos. Nunca elogiei nenhua negra e nem as trato como negras ou negros. Respeito em primeiri lugar o ser humano. Se algum dia dusser que eu pratiquei o crime de racismo, vão ter que provar. Não qualufico uma pessoa pela cor, e sim pelo seu caráter, mas vejo que qualquer maneira que você chega, você rem qye tomar muito cuidado, pous o preconceito muitaz vezes vem do negro. Conheço vários que não namora com negros e conheço uma mãe que disse que seus netos tinham que ser brancos pirque pretos já bastavam os filhos. Isso é racismo na própria familia. Somos todos filhos do criafor Deus. Tem anões, carecas, gordos, magros, desdentados e deficientes. Temis que tratar tidos iguais sem distinção.

    • Martins Filho Postado em 07/Dec/2013 às 20:01

      sou descendente de negro e com muito orgulho, mais comentarios iguais a esses apenas geram mais preconceito, um elogio nunca fez mal a ninguem. acho que vc deveria procurar outra coisa pra fazer. se pararmos de elogiar o que deveremos fazer? pelo visto sua visão de preconceito ta longe da realidade, assista um filme chamado '' o poder de um jovem '' e verás o que é preconceito.

      • Marcos Roberto Postado em 24/Jun/2014 às 10:12

        Voltemos a realidade, filme é filme alguns ficção até demais. Cada pessoa tem um grau de tolerância, eu nunca aceitei ser chamado de moreno !! Ou escurinho. Negro é negro!!!!

    • Leonardo Postado em 08/Dec/2013 às 14:36

      Acho que você quis dizer "ASCENDÊNCIA", correto?

    • pedro silva Postado em 09/Dec/2013 às 16:34

      só naum cvoncordfo com o elogio de numero 3, naum axo q ele seja racista ou preconceituoso, pois no meu ponto de vista a pessoa pode ser negra ou branca q a delicadeza de seus traços naum vao mudar assim como os traços grosseiros de outros também naum variam pela cor e tambem concordo quando a autora repudia os termos 'mulata e morena e derivados"eu naum axo mulata ou morena bonita,mas conheço muitas negras lindas e muitas brancas horriveis também assim como vice-versa, o q mais me deixa xateado é q a maioria dos negros tem preconceito, se vc diz q uma negra é linda ou q vc gosta da cor da pele dela a maioria reage d forma grosseira,agora pq os filho da puta q invadiram o brasil dos indios trouxeram os negros pra ca como escravos eu naum posso gostar ou admirar a beleza de uma negra?

    • Emerson Postado em 10/Dec/2013 às 17:01

      O meu primeiro e unico amor foi a negra mais linda que eu já vi na face da terra!!

    • Paulo Candido Postado em 20/Mar/2014 às 23:53

      "O preconceito racial deixará de existir quando não se falar mais dele", e as pessoas forem tratadas pelo que são. Pessoas

    • Lucas Valverde Postado em 09/Apr/2014 às 15:44

      Ascendência*

    • nivalda Postado em 14/Jul/2014 às 15:26

      COM CERTEZA EDUARDO,COR DE PELE OU ETNIA NUNCA DEFINIRÁ O QUE A PESSOA É.

  2. Vitor Postado em 23/Aug/2013 às 12:42

    deus não existe e não fez mulher nenhuma, o mesmo deus que você paga pau é o que diz que os negros são inferiores no seu livro sagrado preconceito é a unica obra de deus não concordo com a maioria do texto, acho muita frescura, nao pode chamar negro de moreno, e nao pode chamar de negro tbm, nao pode chamar de nada, tudo eh preconceito, ora o negro nao eh negro? qual o problema de dizer que ele eh negro, isso sim q eh preconceito. pramim o preconceito deixa de existir quando nos pararmos de pensar nele, e esse texticulo faz um papel contrario ao que se proproe a tras a tona pensamentos preconceituosos da propria autora.

    • Francisco Postado em 05/Sep/2013 às 09:33

      Oi Vitor. A Bíblia não diz nada sobre a inferioridade dos negros, isto é uma invenção de teólogos do século XVI que distorceram a lenda de Noé para justificar a escravidão negra. Bobagem desenterrada por pastores e padres racistas quando lhe interessa. A negação do preconceito ou a tentativa de relativizá-lo é que é racista, e, sim, tudo que é baseado em preconceito é preconceito, simples assim. Quando alguém reage contra a denúncia do preconceito está pondo a carapuça. A ideia do metarracismo de que a denúncia e o combate ao racismo é que são racistas que, se levada a sério, conduziria à condenação de Martin Luther King e Mandela e a absolvição de Hitler. Este TAMBÉM não se considerava racista, mas um defensor de sabe-se lá o quê.

      • douglas Postado em 17/Jul/2014 às 11:11

        Se a bíblia, não é racista porque os negros viraram católicos? porque os negros não seguem o camdonblé? porque a igreja evangélica descrimina o candoblé?

    • Juliano Postado em 06/Sep/2013 às 13:45

      vc deve ser branco

      • eu daqui Postado em 26/Aug/2014 às 12:25

        Deduzir cor por post é bem de nazinegrista...............

    • Mauana Postado em 06/Sep/2013 às 20:27

      vitor....VC não sabe se Deus existe ou não (ou O QUE É Deus). Então deixe cada um com suas crenças, pq do mesmo jeito que não tem ninguém aqui tentando te convencer que ele existe, não baseie seus argumentininhos em suas crenças. E não é frescura. Você machinho cis de classe média NÃO SABE o que é preconceito. Então não vem dizer que a pimenta no olho alheio não arde.

      • PVFP Postado em 16/Jul/2014 às 09:44

        Me desculpa amiga,mas se ele pode até estar errado segundo a visão de terceiros,mas se ele quiser basear os "os argumentinhos dele nas crenças dele ele pode faze-lo e direito dele o que não pode é faze-lo basear nas crenças dos outros,ai a coisa é diferente e isso temos que ser justos ele não fez !!!

    • Leonel Postado em 11/Sep/2013 às 22:01

      Preconceito deixa de existir quando paramos de falar dele? Você deve estar repetindo o que o Morgan Freeman disse! Se os negros mesmo que vagarosamente vem ascendendo socialmente é por causa da luta dos militantes negros pela melhora de vida dos seus. É fácil falar pra esquecer o preconceito étnico quem nunca sofreu. Se existir réplica, será falando de preconceito contra mulher burra, gordo, gays... claro, foram todos escravizados e jogados na sarjeta do país!

      • Carmem Postado em 09/Jul/2014 às 01:28

        Concordo Leonel. Preconceito deve ser falado, mas não podemos ficar achando que devido a terem preconceito com nossa cor, etnia, etc, devemos nos esconder ou ficar magoados, sem ir a luta. Podemos ir a luta de maneira sábia. Eu sou Nordestina e escutei sempre tanta besteira sobre nordestinos, até porque moro em um estado do Sul, mas adoro quando alguém fala uma bobagem sobre minha gente, ou outros povos do Brasil, e eu posso corrigi-la com algum conhecimento. Gosto muito de ler e pesquisar, então, estou sempre a par dos assuntos para poder discuti-lo com classe e com conhecimento e calar as babaquices que escuto. Desta maneira sempre dou nos dedos de quem fala coisas que não conhece. Exemplo, sobre ter cabeça chata no nordeste, nem sabem o porque a maioria de nós temos a cabeça chata ou grande e o pescoço mais curto, e falam cada babaquice de doer na alma. Tem quem diga que os nordestinos não tiveram nenhuma origem européia. Uuuiiii, esta é realmente de doer, fomos os primeiros povos com descendência européia do nosso País. Que no Nordeste não chove. Explico onde chove e onde não chove, e o porquê. Que no Sertão não tem plantação porque Nordestino é preguiçoso e porque não teve europeu no Nordeste, só índios e negros, etc e tal. Daí, fui calando muita gente, que nem se metem a besta e assim adquiri respeito. Faziam piada com meu sotaque e eu imitava o sotaque deles e fazia piada com eles também. Batemos de igual para igual. O preconceito é algo que tem que ser barrado, mas temos que nos impor, também, para poder barrá-lo e não ficarmos nos escondendo, quanto mais somos vistos, mas as pessoas vão perceber que tem que se acostumar com nossa presença.

    • Bárbara Postado em 12/Sep/2013 às 16:22

      Deus ao meu ver existe, e parece que você não leu a bíblia ou não a leu prestando atenção, Deus não diz que os negros são inferiores, acho que você acredita em qualquer coisa que vê por ai... Vá estudar mais. Mas concordo, "pra mim o preconceito deixa de existir quando nos pararmos de pensar nele". Negro , branco, japonês, índio, tudo igual.

    • MackDK Postado em 15/Sep/2013 às 12:00

      Vitor, se o "livro sagrado" ao qual se refere é a Biblia onde é que está escrito que "negros são inferiores"? SE não for a Bíblia, diga qual é, porque existem um monte de livros sagrados e você não especificou qual. No entanto, teu raciocínio "não pode chamar negro de negro" tem lá sua assertividade porque na "prova dos nove" dizer "loira muito bonita" embora se refira a um aspecto físico não é considerado ofensa.

    • elias Postado em 16/Sep/2013 às 21:03

      moreno é branco do cabelo preto. nós somos negros.

    • Jaqueline Postado em 20/Sep/2013 às 06:53

      Olha, qdo comecei a ler as baboseiras que vc escreveu, pensei em lhe perguntar ONDE no livro sagrado vc viu que Deus eh racista ou que Ele diz que um ser eh inferior a outro. Mas, ao continuar lendo a merda do seu comentario, vi que nem o texto acima, que eh bem simples e claro, vc conseguiu entender, entao, deixa pra la.....

    • tosco Postado em 24/Sep/2013 às 11:27

      Vitor nunca leu a bíblia?seu ignorante,preconceituoso e se leu não entendeu...se Deus existe ou não quem é você para falar? tipica pessoa tosca,não entende nem o que está nas entrelinhas desse texto,quanto mais o que está em um texto bíblico....essas palavras são de uma pessoa que não é religiosa,portanto nem perca seu tempo tentando falar bobagens tipo:crente etc etc...

    • Camps Postado em 25/Sep/2013 às 08:58

      Mas você sabe de qual deus ele está falando, pra ofendê-lo dessa forma?

    • Paulo Cézar Postado em 25/Sep/2013 às 11:07

      Vitor, qual é o seu problema?

    • Suzana Postado em 25/Sep/2013 às 11:17

      Vitor, essa tua bíblia que diz que negros são inferiores foi editada onde? Na Alemanha? Ou você é daqueles que "ouve falar" e sai distribuindo comentários bestiais pelo mundo?

      • David Postado em 19/Apr/2014 às 20:17

        Que comentário preconceituoso para com os alemães, racismo é algo imparcial, não apenas de branco contra negro, mas também de negro para com branco

      • José Carlos Postado em 22/Apr/2014 às 13:40

        Suzana, no seu caso, você comete preconceito histórico. Por que a Alemanha e não, por exemplo, os EUA ou o Brasil, a China, Israel ou qualquer outro país ou povo? Melhore a sua argumentação.

    • Glauber Postado em 25/Sep/2013 às 23:36

      Eu até lhe aconselharia a ler a bíblia para não falar tanta merda, mas como você parece não acreditar continue com seu pensamento que é lamentável e imbecil. Eu sou negro e teólogo e sei de uma coisa, preconceito só conhece quem já sofreu. Negro é negro e moreno é moreno. Ser chamado de negro não é ofensa se não for de forma pejorativa, como por exemplo dizer que um serviço que foi feito errado dizer que é serviço de preto. É que você é um idiota então acho que não vai entender e pensar que isso é um confronto racial.

      • José Carlos Postado em 22/Apr/2014 às 13:44

        Glauber, para alguém que se diz teólogo, você apresenta traços de uma pessoa intolerante, ao tachar o outro de imbecil e idiota. Por favor, mais respeito ao diferente, menos intolerância e mais compreensão.

    • Christina Postado em 26/Sep/2013 às 14:37

      Concordo e muito com vc! Tenho este mesmo pensamento tbm, a palavra "negro (a)" se tornou ofensiva hoje em dia, tanto tabu em cima disso é que gera preconceito. E, realmente, tem muita coisa no texto 'nada a ver' com a realidade. Até pra elogiar um negro é difícil, muita gente diz "moreno" já pq acha que se disser negro a pessoa vai se ofender, nada a ver com racismo. Isso já é paranoia!

    • Edim Postado em 02/Oct/2013 às 21:50

      Respostinha de preconceito velado...chamar de negro pode sim, aliás, deve, desde que não seja de forma pejorativa. Moreno é branco de cabelo preto, ponto final. Simples não.

    • Pedro Henrique Postado em 03/Oct/2013 às 22:52

      acho que vc devia parar de ler gibi e passar a ler de fato a biblia antes falar asneira, no mais acho o texto muito besta pq é mais a interpretação da autora que algo consistente.

    • Fábio Postado em 04/Oct/2013 às 09:23

      Ler e não entender é típico de analfabetos funcionais. Em nenhum momento foi dito que a pessoa não pode ser chamada de negra, pelo contrário, é preferível chamar de negra a chamar de "morena" (como se chamar de negro fosse insulto). Se preconceito deixa de existir quando nós paramos de pensar nele, então vamos parar de pensar na fome do mundo, nas guerras baseadas em religiões, vamos parar de pensar na política e ver se todos esse problemas acabam. Empurrar os problemas para debaixo do tapete é coisa de gente covarde.

      • Ednaldo Lopes Postado em 02/Jul/2014 às 03:51

        Também vou ter que discordar do Morgan Freeman. Dizer que quando deixarmos de falar de Consciência Negra e falar de Consciência Humana o racismo acaba é a mesma coisa que dizer que o sistema de cotas para negros incentiva o preconceito e discrimina a pessoa intitulada de negra. Quanta hipocrisia! cotas são medidas afirmativas, não excludentes!

    • Fábio Postado em 04/Oct/2013 às 09:26

      Engraçado é que aqueles que acham que preconceito não existe e que "está na cabeça dos outros" são justamente aqueles que nunca sofreram preconceito.

    • João Postado em 04/Oct/2013 às 20:39

      ela acabou de dizer que os elogios são estragados justamente porque citam que ela é negra, do tipo "nossa, para uma negra, você é muito bonita!" isso é preconceito e, na minha opinião como Homem, a prova de que quem falou isso não tem gosto para mulher, já que ele mesmo limita a beleza pela raça.

    • Lucas Postado em 08/Oct/2013 às 14:20

      Vitor, o pré-conceito existe e sempre existirá enquanto as pessoas forém pré-conceituosas, não da pra achar que só pq as pessoas não lembram que ele existe elas são menos pré-conceituosas. Eu não sou negro e posso afirmar que nunca sofri pré-conceito racial, porém não é por isso que deixo de ver os absurdos que a toda hora assola a sociedade, como por exemplo o caso dos médicos cubanos que por serem negros as pessoas acham que eles são menos médicos que os brancos brasileiros, quando na verdade eles são infinitamente mais graduados e experientes, ou ainda em casos de estrupo quando é com uma negra gera pouca ou nem uma comoção em relação a uma loira dos olhos azuis, ou ainda na hora da contratação onde o Negro raramente é visto como potencial ao cargo de chefia...isso se chama préconceito velado e na minha opinião as vezes é até muito pior que o preconceito dito aos 4 ventos...

    • Beatriz Postado em 10/Oct/2013 às 14:57

      Vitor, você não entendeu foi NADA desse texto.. pena de você...

    • Daiane Postado em 10/Oct/2013 às 18:48

      Onde você leu na BÍBLIA que negro é inferior??? Agora, cadê as provas da inexistência de Deus??? O que a autora se propõe no texto e não ser MENOSPREZADA por sua cor!

      • Edilaine Postado em 13/Oct/2013 às 13:14

        Daiane, é muito difícil para alguém que não consegue se imaginar no lugar do outro entender esse tipo de questão. Devemos entender que algumas pessoas são simplesmente limitadas. E fim.

      • Hugo Silva Potiviske Postado em 13/Oct/2013 às 15:20

        Eu acho o que ele quer dizer é quando na parte da bíblia Deus amaldiçoou os Africanos, mas não pela cor, mas porque eles serviam a outros "deuses", que na verdade são considerados demônios hoje pelas igrejas evangélicas; como: pomba-gira, tranca-rua, zé pilintra etc. (demônios da umbanda e candomblé).

      • Gustavo Postado em 15/Oct/2013 às 12:36

        "provas da inexistência de Deus"? Hahahaha. E a prova da inexistência do saci? Não tem! Certeza que ele ta rodopiando feito tornado pelos confins do brasil... -.-

      • Káka Postado em 15/Oct/2013 às 19:48

        Na BÍBLIA diz que Jesus veio salvar TODAS as pessoas de TODAS AS NAÇÕES... ele não falou que salvaria todos, menos os africanos. E quanto mais a pessoa estuda ciência, quanto mais inteligente ela for (como Einstein), mais ela descobre provas da existência de Deus.

      • Ana Carolina Postado em 16/Oct/2013 às 02:02

        Vitor, é por causa de pessoas com esses tipos de pensamentos que vc tem, que o racismo ainda impera, principalmente "entrelinhas" como a autora citou. Olhe, vou tirar uma dúvida sua citando algo bem corriqueiro na vida de um negro. Em uma roda de pessoas conversando, quando alguém que citar alguma pessoa diz logo aquele negro (a) isso é normalmente dito para enfatizar o rapaz ou garota como um ser diferente, mas quando é para se falar de uma pessoa branca, cita aquele rapaz/moça, percebeu a diferença, sendo que todos antes de cor ou qq outra coisa somos ser humanos. Então lhe peço antes de pensar e escrever merda novamente se ponha no lugar da pessoa, para saber toda a sua contextualização embutida.

      • Athos Fidel Postado em 17/Oct/2013 às 11:17

        Cade as provas da existencia de Deus ?? lembrando que o onus da prova é inteiramente responsabilidade de quem afirma a existencia !! depois leia http://sociedaderacionalista.org/2013/08/30/matando-de-novo-deus/ !! concordo com o vitor em todos os aspectos

      • Priscilla Postado em 17/Oct/2013 às 12:19

        Cadê as provas da inexistência de Bicho Papão, Mula sem Cabeça, Unicórnios, Duentes, Fadas? A falta de provas da não existência não quer dizer que aquilo existe. As evidências apontam o caminho contrário, é tudo uma questão de bom senso.

      • Tony Postado em 01/Nov/2013 às 01:00

        As mesmas "evidências" que são usadas p/ provar suas teorias, estão contrárias as suas próprias leis e regras. Você pode me dizer que a existência ou não de Deus é tudo questão de "bom senso", e eu posso afirmar que essas tais evidências não passam de mera criação do homem. Ficaríamos o dia todo falando disso, porém, o Deus a quem sirvo não entra em contradição com seus princípios, o contrário de suas "evidências". Leia a Bíblia sem esse preconceito arraigado, enraizado e induzido pela mídia vigente, aí sim, você terá um pouquinho de base em falar algo sem ser do rumo de seu nariz. =D

      • Jônatas S. Postado em 06/Nov/2013 às 15:37

        O problema é que as pessoas pegam um leão e transformam em uma cabra! O assunto nem era sobre Deus, o simples fato de alguém comentar, ou citar a Deus em um comentário é motivo para os neo-ateus (que de ateus num tem bosta nenhuma) atacarem! ahahaha... cambada de cabeça oca! Ser negro é bom, ser branco é bom, ser índio é bom, ser amarelo é bom! O caráter não depende de cor, ou raça, religião e etc... Depende das atitudes que você quer tomar!

      • Everton Cesario Postado em 11/Nov/2013 às 19:18

        A biblia não é preconceituosa, só defende a lei divina, e a regra da sexualidade correta. Não profana. http://www.independenciacomcristo.com/artigos/58-a-biblia-e-o-preconceito.html

      • Ana Lúcia Xavier Postado em 11/Nov/2013 às 20:26

        Parabéns Daiane, pela resposta inteligente e ponto!

      • Alexandre Souza Postado em 12/Nov/2013 às 19:06

        Qual a porcentagem de conhecimento sobre o universo que vocês dois (Priscilla e Vitor) possuem pra poder afirmar que Deus não existe? Eu aposto com você que Ele está exatamente onde você ainda não conhece ou se quer irá conhecer.

      • Marcus Postado em 13/Nov/2013 às 12:53

        Priscilla, zombar da fé alheia é também uma forma muito comum de preconceito. A melhor expressão diante de pessoas com crenças em divindades é o silêncio ou o diálogo respeitoso. Do contrário, perceber-se com bom senso e julgar os demais desprovidos dessa capacidade cognitiva lhe conduzirá silenciosamente a inferiorização das convicções alheias. E a constatação : "Você é preconceituosa".

      • Klaus Postado em 13/Nov/2013 às 14:24

        Tudo o que pode ser afirmado sem evidencias, também pode ser negado sem evidencias. — Christopher Hitchens

      • Luan Postado em 13/Nov/2013 às 23:00

        kkkkkkkk cara esse papo ao envolver religião ficou muito engraçado, adoro ver vcs discutindo sobre deus, são tão racionais e tão criativos, mas me entristeço ao lembrar que essa tolice ( se existe ou não um deus, uma força que seja ) nos separa, oprime e mata. Lembrem-se apenas de uma coisa ! O homem adora o poder e a religião é uma maneira de dominar a massa e então adquirir por ela uma espécie de poder. Agora brinquem mas não briguem crianças.

      • Luis Eduardo Postado em 14/Nov/2013 às 15:46

        Esta escrito no antigo testamento... Leia melhor seu livro sagrado para poder argumentar. Qual é a prova da existência de deus? Deus é só uma ilusão que você e as pessoas criam com o intuito de a dor que sentem (não é uma dor física) ser abafada, não fale que algo existe se não puder argumentar ao seu favor, eu posso argumentar até amanhã, se tiver algum argumento VÁLIDO, gostaria MUITO de ouvir... E o que o Vitor tá tentando falar é que do mesmo jeito que uma branca pode ser chamada de "branquinha", não há problema em chamar uma negra de pretinha, contanto que o preconceito não exista na fala, então sim, o preconceito da na cabeça de quem vê, quem ouve...

      • Samuel Postado em 20/Nov/2013 às 16:17

        Prova da inexistência? Como assim, moça? Quem tem que provar alguma coisa aqui (na verdade não precisa. Se acredita já te basta.) é quem quer convencer que ele existe.

      • Rafael Postado em 21/Nov/2013 às 07:36

        Mas entendemos uma coisa. também considero excesso de frescura. Por que, todos falam: - Olha lá que loira linda. - Nossa essa morena é muito boa. - Essa negra é linda. Falamos: malhados, magros, gordos, cabeludos, carecas.... Se chamar alguém de morena, ou negra é racismo estamos indo a um lugar sem qualquer limite para o racismo, onde tudo é racismo. Daqui a pouco olhar para uma negra será racismo. - o que você está me olhando, só por que sou negra? Com todo respeito mas está na hora de entrar em campo a tolerância e colocar um cartão vermelho na frescura.

      • Michel Postado em 11/Dec/2013 às 00:13

        Rafael A autora diz somente que há pessoas que ao invés de dizer que a pessoa é negra ou negro diz que é moreno ou morena, por mais escuros que sejam, e porque isso? É essa é a questão.

      • northrop Postado em 17/Dec/2013 às 14:47

        O ônus da prova cabe ao acusante. Se vc acredita que o SEU deus existe, quem tem que provar é você! E além do mais não bastaria provar que o SEU deus existe... teria que provar que os outros milhares de deuses não existe, afinal, o SEU deus é o único pra você né? è uma questão de tempo até o deus cristão (e outros também) virem mitologias como Tor, Odin, Loki, Afrodite, Zeus e blablabla.

      • neiva Postado em 28/Dec/2013 às 03:55

        é fácil falar em frescura quando não se estar na pele. Acorda

      • Arthur Ferreira Jr. Postado em 05/Jan/2014 às 21:54

        Que evidência, o quê. Quem é que quer saber de evidência, em religião. Ateu agora tá virando realmente proselitista, chato que nem crente.

      • Matheus Koslosky Postado em 28/Jan/2014 às 19:20

        Rafael, Em resposta ao seu comentário, só me vem à cabeça um dos lemas usados por grupos feministas, adaptado ao caso: O PROBLEMA NÃO É VER RACISMO EM TUDO. O PROBLEMA É NÃO VER!

      • Felipe Postado em 04/Feb/2014 às 11:08

        Rafael, o que a autora do texto quis dizer foi: se a mulher é negra, chame-a de negra. Você não chama uma loira de morena e vice-versa. No texto, ela apenas citou que, DEPENDENDO do contexto, chamar alguém de negro(a) pode soar preconceituoso, igual a quando se referem a loiras com entonação de burra, japonês de pinto pequeno etc, entendeu? Ela afirmou com todas as letras que quando a chamam de "morena" e afins, ela responde como ELA gostaria de ser chamada: "eu sou NEGRA". É tudo uma questão de interpretação de contexto.

      • MockingBird Postado em 17/Feb/2014 às 01:05

        Você leu a própria biblia? se não devia, é hilária.

      • Antonio Palhares Postado em 21/Feb/2014 às 16:32

        Concordo com a Priscilla." A falta de provas da não existência não quer dizer que aquilo existe". Vamos para o caminho do meio e abaixo o chato politicamente correto.

      • Botelho Pinto Postado em 25/Feb/2014 às 13:08

        Não se cogita prova da inexistência de algo, minha cara alienada. Primeiro vocês fanáticos têm que provar que ele existe. Aí depois se inicia a conversa.

      • Alcyr Guimarães Sequeira Postado em 26/Feb/2014 às 10:47

        Alcyr . Será que a preconceito contra o feio ? o faminto ? o que apresenta aleijão ou deformidade ? Quem nunca teve um melhor amigo negro ? Quem nunca tomou a benção de uma cezária Évora ? Penso que o próprio negro banaliza o racismo , quando cria cotas e se faz vítima e se enche de auto-piedade . Qualquer dia se alguém falar Oh! Negra linda estará ferindo a africanidade dela . Que pena que o nosso amado negro nem se ame mais e alise os cabelos e sua alma.

      • bruno Postado em 28/Feb/2014 às 18:40

        você sabe que a alma que só os humanos (brancos) possuem justifcou atrocidades e escravatura não? não somente negros como a todos as outras etnias que tiveram contato com a maquina destruidora católica, essa idéia de alma branca esta implicita na biblia e foi muito bem utilizada na famosa idade das trevas. outro ponto que papai morgam freeman nos ensinou (que ja foi deus tbm) racismo só existe porque falam em racismo

      • Wagner Postado em 10/Apr/2014 às 09:16

        Infelizmente os religiosos ainda tem preconceito: mulher não pode ser ordenada isso é machismo. Gays não podem casar, isso é homofobia. Os padres pedófilos são defendidos por milhões de dolares, isso é crime. A religião como toda a sociedade tem seus defeitos, mas se apregoa livre de preconceitos. A igreja apoiou e teve muitos escravos e agora possa de boazinha. complicado. Deus não quer isso, mas as pessoas que os representam na terra ou dizem representar, são preconceituosas sim.

      • wagner Postado em 10/Apr/2014 às 09:22

        Mas pq mulher não pode ser ordenada, a igreja fez as cruzadas baseadas no fato das outras religiões são inferiores e deveriam ser convertidos ou mortos, isso não é preconceito. Provas da inexistência, vcs dizem que ele existe, provem vcs, até hoje não vi prova nenhuma da existência dele. A água existe e eu te provo. Se Deus existe que me prove sua existencia. Como pode existir deixando padres pedófilos ser encoberto por bispos e cardeais e pelo próprio papa, que agora tá vendo lavagem de dinheiro de drogas e tráfico de armas no Banco do vaticando, depois de serem multados. a igreja teve escravos e fez escravos na africa e nas americas, destruí a cultura maia, inca e não são preconceituosos. Fui a cusco e vi destruirem templos incas para construir igrejas, colocar cruzes no topo dos morros pq os indigenas rezavam para os morros e não são preconceituosos, gay não pode casar, e não são....

      • P. Oliveira Postado em 10/Apr/2014 às 12:05

        Na bíblia, os negros são referenciados como os "Filhos de Cam" (ou Caim), herdeiros do filho mal de Adão e, por isso, são infringidos com flagelos divinos.

    • Marília Postado em 22/Oct/2013 às 23:12

      Leia o texto direito... em nenhum momento ela disse que não pode chamar de negro... o certo é negro... No Brasil temos muita mistura de etnias surgindo novas tonalidades de pele... mas negro é negro...

      • Claudio Postado em 23/Apr/2014 às 18:26

        Nossa! Eu li o texto porque chamou atenção essa história de "comer uma mulata" e porque esse papo de racismo, que já virou uma neura e alimenta uma indústria, é muito controverso. Mas vocês já descambaram pra existência de Deus, quem leu a bíblia, quem é ateu e já disseram até que o coitado do japonês tem pinto pequeno. Tenham dó! Nós somos iguais, todos nós, brancos e negros. Racismo é crime e não pode ser tolerado! E racismo é estabelecer diferença em função da raça (como faz o sistema de cotas, por exemplo) Viva o Brasil! As negras, as brancas, as loiras e as mulatas! Somos todos iguais!

    • Raquel Postado em 25/Oct/2013 às 14:59

      Caro, Vitor! Não havia prova da existência da partícula Bóson de Higgs até o século XXI, que vivemos atualmente, nem por isso foi descartado a sua existência. ;)

    • kell Postado em 27/Oct/2013 às 00:18

      Desculpe a curiosidade, qual é a sua etnia?

    • jairo Postado em 29/Oct/2013 às 08:59

      por isso que você ta na merda cara me mostra onde a bíblia diz esta merda tu não passa de um mane não le a bíblia e muito menos interpreta-la deixa de ser idiota so não gostei do titulo mas a matéria tem que melhorar mas me responda uma coisa seu sangue e azul Fato Meu amigo, é exatamente o contrário. Os brancos é que são descendentes dos negros. O mais antigo ancestral humano foi encontrado na África, isso mesmo: a raça humana se originou na África, sendo que, desta forma, todos nós brancos, amarelos, vermelhos e negros somos descendentes dos negros africanos. Um abraço

    • Aken Postado em 31/Oct/2013 às 17:57

      Acho que o que o autor quis dizer é que o problema é levar em conta a cor da pele em momentos que isso é irrelevante. Melhor explicando, "você é uma morena muito bonita", não é necessário dizer que ela é morena, pois isso não se faz comumente com uma pessoa branca. Nesse contexto, ocorre uma afirmação de que existe uma diferença. Não que não exista, afinal somos todos diferentes. Mas essa forma de se expressar acaba ressaltando desnecessariamente essa diferença, não colaborando nem um pouco para a aceitação da diversidade. Não sei se me expressei muito bem, mas vejo que essa frase "mulata bem bonita" se assemelha a "um ET bem bonito".

    • Jackeline Postado em 01/Nov/2013 às 16:07

      Não sei se você percebeu, mas a única coisa que a autora está querendo dizer, é que não acha digno ser menosprezada por sua cor de pele ok,ninguém aqui está falando de religiosidade e muito menos se Deus existe ou não.Por ser negra posso afirma sim que esses tipos de comentários e elogios são sim fúteis e sem fundamento.Só por que uma mulher é negra ela é menos bonita que uma branca ,''você é uma morena linda'' já pensei muito no sentido desse comentário i é na realidade totalmente racista ou então burro,sem pensa a sei la..

    • julio Postado em 06/Nov/2013 às 16:43

      Vc esta certo, é exatamente isto que penso.

    • Débora Postado em 06/Nov/2013 às 17:54

      Se você não acredita em Deus ,como pode culpa-lo pelo preconceito? o negro só vai se .sentir insultado quando lhe chamarem de negro dependendo da maneira como é colocado.

    • Gilson Postado em 12/Nov/2013 às 19:12

      um dia Ele te perdoará por dizer tanta besteira...

    • Mariana Postado em 13/Nov/2013 às 02:27

      nasceu ignorante e vai morrer na ignorância...

    • Thais Postado em 13/Nov/2013 às 09:52

      Vitor, chamar negro de moreno é preconceito sim! As pessoas tem mania de tentar transformar negros em brancos quando se referem às suas qualidades. Preconceito existe sim!

    • Marcus Postado em 13/Nov/2013 às 12:44

      A que livro você se refere Vitor, Corão, Torá, Bíblia, livros hinduístas, Budistas, Xintoístas, etc... Nenhum desses livros fazem menção pejorativa a negros. E quanto a Deus existir ou não é uma discussão tola. Mas finalmente, é evidente que o preconceito está além do racismo, ele se manifesta até mesmo na inferiorização da opinião alheia.

    • Sarah Costa Postado em 14/Nov/2013 às 13:49

      Opa opa opa, que bíblia é essa que você leu?

    • Nadi Postado em 14/Nov/2013 às 19:21

      Concordo, não pode ser chamado de moreno, nem de negro, vai ser chamado de que? branco?

    • Mabel A. Postado em 15/Nov/2013 às 14:27

      Só uma informação, a ideia de que o negro é inferior foi criada pela Igreja Católica através da Bula Pontifex (se não me falha a memória) e foi a forma que Portugal conseguiu de legitimar o tráfico de escravos e a Igreja criou isso porque em troca ela ganharia 10% do lucro no tráfico de escravos.

    • Paulo Rogerio Postado em 16/Nov/2013 às 23:02

      Chamar de negro, não é e nunca será ofensa, a um negro.O que denota a ofensa, meu caro, é a maneira, e entonação, em falar. O preconceito ta aí, e digo mais, somente sendo negro, para saber, inclusive no olhar o brilhar dos olhos, sabe-se quem é tem preconceito e/ou racista, visto não poder disfarçar. Agora, chamar de moreno, pode-se ser preconceituoso(racista) ou até quer ser gentil, demonstrar não ser o que é pior ainda.

    • Dayvid Postado em 17/Nov/2013 às 12:00

      "deus não existe e não fez mulher nenhuma". Meu amigo, você deveria utilizar o prefixo "eu não acredito que ...". Outro detalhe é que nem todo mundo que acredita em Deus acredita no Deus do cristianismo, o que torna o seu argumento generalizador e desrespeitador. Uma pequena observação: A Bíblia em nenhum momento diz que o negro é inferior. Se você fala isso é porque, provavelmente, nunca leu a Bíblia, é apenas mais um desses "neo-ateístas" de internet, que nunca leram Norman Geisler, Frank Turek e ainda assim consideram todos os cristãos e religiosos ignorantes. Pura ignorância. Outro detalhe, ao invés de gastar tempo falando besteira, gasta um tempinho lendo uma gramática, aprende pontuação e concordância verbal, talvez assim as pessoas considerem um pouco mais seus argumentos.

    • Hanae Postado em 20/Nov/2013 às 06:12

      Cara, a última moda reaça é tacar a culpa na vítima!

    • Victor Postado em 20/Nov/2013 às 19:18

      Meu colega,por acaso tu vê algum branco ser chamado de branco?Por que tem q chama negro de negrão? Nós usamos mto no Brasil,o termo mulata,que significa mula de carga...ou mulher que agüenta mto sexo... Kra tu parece ser um moço mto inteligente e sagaz,pega um dos seus neurônios e os use pra refletir. Diga—se de passagem não sou negro,mto pelo contrário loiro da olhos azuis,mas sarará de cabelo encaracolado e família paterna negra,sofri mto preconceito só por ter pai negro e ser branco,loiro mas com cabelo "ruim",ter religião afro e claro ser pobre e "favelado"... Obrigado pela compreensão,espero ter feito vc refletir.

    • Marlom Postado em 21/Nov/2013 às 16:28

      essa é uma bíblia que vc inventou na sua cabeça! a bíblia não fala nada disso!

    • Marlom Postado em 21/Nov/2013 às 16:32

      Acho q vc não leu o texto, as pessoas chamam negros de morenos pq acham q seria uma ofensa chama-los de negros, podem chamar o branco de branco mas não chamam negro de negro, como se ser negro fosse alguma coisa ruim!

    • thayane Postado em 21/Nov/2013 às 20:25

      Na bíblia não está escrito que o NEGRO é amaldiçoado, Deus amaldiçoou o povo do Egito que no caso se encontra ni continente africano ! Ou seja nós negros não fomos amaldiçoados por Deus, pelo contrário ele nos ama !

    • saga Postado em 28/Nov/2013 às 16:24

      Jesus era de que cor mesmo branco? a para ne...

    • joyce Postado em 29/Nov/2013 às 17:48

      acredito que vc não leu o texto com atenção, e com certeza vc não é Negro pois não sabe quando passamos por esse racismo velado, o problema não é chamar o negro de moreno e sim a pessoa acreditar que chamando o negro assim não será uma ofensa.

    • Bruno Postado em 02/Dec/2013 às 17:37

      Por favor, cite onde a bíblia expõem o racismo.

    • Gilcilene Postado em 02/Dec/2013 às 19:45

      caraca mano, vc é um Deus, nossa, sua verdade absoluta é maravilhosa, nossa vc diz que deus não existe, mas vc é ele próprio, pois sabe tanto...uma coisa que a própria ciência não conseguiu provar a existência ou não, e vc sabe? vc é maravilhoso, a NASA tem que te descobrir cara, parabéns!!

    • Isabel Postado em 02/Dec/2013 às 23:52

      Não meu caro. O preconceito não deixa de existir se vc parar de pensar nele. Pelo contrário, quanto mais vc pensar nele, mais vc vai conseguir ver o quão profundamente arraigado ele está , e assim trabalhar para erradicá-lo. Seu comentário só serve de exemplo do quanto o racismo está bem vivo e o quão perverso ele é, pois a maioria das pessoas não consegue ver o próprio preconceito que carrega. E textículo foi o que acabei de ler vindo de vc. Lamentável. Nem mesmo com a leitura conseguiu se colocar no lugar do outro e perceber que ele combate justamente pessoas como vc.

    • Giovani Arduini Postado em 04/Dec/2013 às 02:02

      Sou branco quase transparente do olho verde, pois puxei do lado da minha mãe, do lado do meu pai são todos negros e posso dizer que o maior preconceito veio do lado do meu pai, em ter que carregar no colo um branquinho e quando veio meu irmão que puxou ele, me desprezou, eu nunca fui racista, meus melhores amigos são negros e sinto dizer que sempre fui discriminados pelos negros, também achei este texto com muitas frescuras os negros são os maiores racistas.

    • Gil Nascimento Postado em 05/Dec/2013 às 19:56

      "NÃO DEVEMOS TER UM DIA DA CONSCIÊNCIA NEGRA, DEVEMOS TER UM ANO DE CONSCIÊNCIA". #AGORAACREDITENISSO O que acontece todos os dias com jogador de futebol, professores, ou vendedor de lojinha negros é só mais um triste capitulo de nossa discriminada história que se passa por todo o mundo. Quem de nós só por sermos Negros nunca esteve em situações desagradáveis? Ainda temos alguns crapulosos Pseudos seres humanos que maliciosamente nos atribui a afrodescendência, não sei o que é pior morarmos em um País oriundo da mais alta miscigenação e assim mesmo termos as raízes negadas ao ponto de não PODERMOS SER CHAMADOS DE "NEGROS" e sim chamado de Moreno que é o cumulo do racismo barato e descabido. Na verdade o termo "afrodescendente" é mais um tipo de esteriótipo, um senso comum dos Racistas hipócritas que quando querem nos discriminar nos ofender nos chamam de Afrodescendente Cabido para não nos chamarmos na verdade de Negros Safados. #vergonha

    • Antonio rufino Postado em 10/Dec/2013 às 08:49

      Se alguém usar da famosa empatia com você, meu caro, vai ter que ser muito altruísta para suportar. Estude mais, quem sabe um dia venha interpretar e expressar melhor suas ideias.

    • Ivan Postado em 10/Dec/2013 às 12:51

      O texto é excelente, mas alguns leitores não estão a altura intelectual da autora e por isso não o entendem.

    • Edgard Postado em 10/Dec/2013 às 19:55

      é mt fácil disseminar que Deus não existe sem antes desejar que ele já tenha existido, meu caro. Espero que você tenha entendido a frase. Diga-me, quem fez a mulher e o homem então? Prove cientificamente o que está falando! Não me venha com Achismos ou argumentações sem fundamentos, porque elas não combinam em discussões como estas.Outra coisa, onde vc leu que os negros são inferiores? Copie e cole aqui por favor.Super curioso pra saber de onde saiu isso. Odeio argumentações sem provas, senão vira bate-boca.E isso é feio! Coisa supérflua, sem importância, exagero sem fundamento:isso é ser fresco ou ter frescura? Como está no texto, e acho que vc leu a mesma coisa do que eu, ser negro não é ser moreno. Primeiro, preto é cor e moreno é tonalidade de cabelo de pessoas brancas. Então, pensamos, como uma negra pode ser chamada de morena, se nem branca ela é? Há uma variação de cores (criadas por não sei lá quem) para tentar definir, eufemicamente níveis de tonalidades negras. Estas são: preto, negro, marrom bombom, queimadinho, moreninho, moreno. BALELA! Segundos os dados brasileiros ou internacionais, quem quiser pode procurar sobre isso, só existem 4 tipos de cores: branco, negro, amarelo e vermelho. Moreno não existe! É uma alienação eufemizar adjetivando negros como pardos ou morenos. Isso já foi abolido até do IBGE. Queremos ser chamados de homens e mulheres, só! Pra que "otimizar" colocando a palavra "negra" na frente? Que negro bonito... Leia-se como "dentre todos o negro, nossa, vc é distinto" ou " os negros geralmente não são bonitos, mas vc sim é uma NEGRA bonita". Vc disse algo relevante, sim o negro é negro! O branco ao elogiar uma mulher branca diz: "Que branca bonita"? Ninguém o fala, meu caro. Falam sim, que loira gostosa, que moreninha show de bola... e por ai vai...mas vejamos que os últimos exemplos exaltam a cor dos cabelos e não a cor da pele. Estaria eu sendo preconceituoso se dissesse: "que gordinha bonita". Entente? A mulher que é bonita e não sua gordura ou sua cor, é a mulher. Então, em casos como estes temos sim preconceitos. Outro ponto: o preconceito vai existir mesmo que paremos de pensar nele. Expressar é preconceito. Pensar também o é, porém não expressado. Vitor, vc está tão alienado que não enxerga o que está debaixo do seu nariz. Infelizmente há um mar de gente alienada como vc. E não digo isso como um insulto, o digo como pena! Tenho mt pena de pessoas que não estudam e caem no senso-comum.

    • juliana Postado em 11/Dec/2013 às 07:39

      Onde,no livro sagrado de Deus,diz que os negros são inferiores??????????? "...para Deus não há acepção de pessoas. Romanos 2:11 "porque Deus amou o mundo de tal maneira que enviou seu filho,para que todo aquele que nele crer,não pereça,mais tenha vida eterna. João 3:16

    • larysaa Postado em 11/Dec/2013 às 13:44

      na onde? esta escrito na bíblia iisso sou negra e cristã ''Deus"" nunca descriminou ninguém somos n´s os próprios seres humanos....

    • Gabriella Postado em 12/Dec/2013 às 15:03

      Também acho, Vitor. O preconceito acaba quando não se pensa mais nele, chamar de morena ou de negra, não vejo diferença. Muita gente não chama de negra porque acha que vai ofender, é estupidez em cima de estupidez, histórico brasileiro que um dia há de acabar. Não vejo problema em bunda linda, tem japonesa, loira, ruiva e morena ouvindo isso também. Cabelo bonito, não vejo problema. Tocar? Vai de cada um, acho que não gostaria também. Vejo muito mais problema nas milhares de chapinhas por aí, nas cotas universitárias por cor de pele. Mulata exportação = loira burra, não é racismo, é pré-conceito de gente estúpida. Acho que o problema é mais embaixo e que o racismo tem maneiras muito piores de se manifestar do que as que você citou. Texto raso.

    • Priscila Postado em 14/Dec/2013 às 11:18

      Que historia e essa? Deus não disse nada disso meu amigo! Quem inventou tudo isso que você tá dizendo foi o próprio homem.Deixe de ser ignorante e vá estudar história antes de falar besteiras como essa! É muita ignorância mesmo!

    • Carolina Postado em 18/Dec/2013 às 17:49

      A bíblia se refere aos mouros, que eram os negros da região. Mas apenas um detalhe: A bíblia foi escrita por homens, e não por Deus. Ou seja, o preconceito vem do homem!

    • Neiva Postado em 28/Dec/2013 às 03:52

      Vitor, dependendo da situação que colocarem a palavra negra, soa como racista pra mim sim, alías pq colocar a cor como sujeito nas frases que antecedem o adjetivo, voce deve ser branco, deve não conhecer as dores, humilhações e desrespeitosque nós negros passamos, tudo é questionado quando vc não está na pele da outra pessoa. Cuidado com os seus questionamentos sem lógica. Um abç e paz.

    • neiva Postado em 28/Dec/2013 às 04:00

      e pra finalizar, já que falar da cor não é racismo, então vai essa: os brancos brasileiros deveriam aprender a serem seres humanos e não somentes brancos.

    • Bruna Postado em 16/Jan/2014 às 22:04

      voce COM CERTEZA nunca leu a Biblia e ta aí falando merda. Se toca.

    • Mayara Postado em 28/Jan/2014 às 14:58

      Vc não entende Deus, vc não pode dizer nada sobre Ele. Quem é vc para dizer alguma coisa de Deus? Vc não assa de um verme comparado a grandiosidade do Criador. Respeite tá bom?

    • AnaMaria Postado em 03/Feb/2014 às 13:37

      Moço, lê o texto direito, pra depois criticar.

    • Gaúcho Postado em 07/Feb/2014 às 09:45

      Em nenhum lugar na Bíblia diz que o negro é inferior. Poste o trecho onde diz isso.

    • Jake Postado em 11/Feb/2014 às 19:49

      Ei, Vitor. Preconceito religioso também não é bacana. O comentário acima não é sobre religião e foi a primeira referência que você usou pra responder. Não entendo qual a necessidade desesperada que algumas pessoas têm de discutir a existência de Deus com aqueles que têm fé. Respeite, apenas. Não pude resistir, e como você, precisei fugir do assunto do post.

    • Joana Postado em 11/Feb/2014 às 22:40

      ...tem que ser negro pra saber

    • Iza Thomaz Postado em 28/Feb/2014 às 08:57

      Eu aposto que vc só se deu o trabalho de vir até aqui e ler esse artigo por conta do título. "Comer uma mulata" ? "Hmmm" ....... Daí o senhor foi ler o artigo e teve a decepção de perceber que a pora do artigo sobre COMER UMA MULATA era na verdade um artigo sobre PRECONCEITO... Que decepção né? Óbvio que o senhor não é nenhum pouco preconceituoso, né?? Até mesmo pq preconceito tá na cbça dos outros...... [2] E digo mais, Vitor; sua anta!

    • Denise Sousa Postado em 15/Mar/2014 às 13:08

      Acabo de ler um artigo tao perfeito, tao rico... daí me deparo logo em seguida com um comentário triste, pobre e deprimido! Nós negras passamos por essas situaços que nos ofendem, humilham e entristecem, mas damos a volta por cima e estamos aqui firmes e fortes. Por outro lado, uma pessoa como você é, por natureza infeliz, nao importa a raça, cor, nacionalidade ou posiçao social. Só nos resta ter pena... :-(

      • Claudia Cris Postado em 19/Mar/2014 às 01:32

        É isso mesmo Denise Sousa! O nosso caminho é mais tortuoso, sem razão de o ser. E com muita garra e valentia conquistamos o nosso espaço, com inteligência aprendemos a distinguir quem nos valoriza realmente.

    • Fabiola Postado em 28/Mar/2014 às 12:02

      Gostei do comentário!

    • bruna Postado em 28/Mar/2014 às 12:50

      Meu caro, das duas uma: ou vc nao é negro ou é cego para nao enxergar o racismo

    • izaque Postado em 02/Apr/2014 às 21:08

      Deus não existe, a culpa do mau e de quem?

    • P. Oliveira Postado em 10/Apr/2014 às 12:12

      Dizer que o preconceito na existe é desconhecer toda uma história de lutas de homens e mulheres que foram arrancados de sua terra e feitos escrav@s, trabalhando para construir a riqueza dos homens brancos desta nação. O brilhante texto acima posto chama a atenção para os termos utilizados de maneira CONTEXTUALIZADA, ou seja, em situações nas quais as pessoas negras sentem que a cor de sua pele está sendo posta em voga, medida e pesada no seio das relações sociais, sempre escalonada como inferior. Sabemos que muitas das expressões preconceituosas hoje dão-se em outro contexto, diferente daqueles nos quais foram forjadas (O velho Marc Bloch já nos dizia que os homens não mudam o vocabulário na mesma proporção que mudam os hábitos), mas isso não pode ser utilizado como argumento para sustentar a inexistência do preconceito. Ele existe sim e precisa ser enfrentado e combatido.

    • João Postado em 10/Apr/2014 às 18:48

      É muito ignorância em um único post.

    • Marcelo Postado em 10/Apr/2014 às 20:20

      Apesar dw eu achar bobagem o q vc falou de Deus, concordo com a parte de q hoje tudo seja preconceito. Eles nao entendem q esse proprio uso exagerado da palavra "prrconceito" se configura um preconceito.

    • Renata Postado em 21/Apr/2014 às 10:25

      Hoje em dia vc não pode nem dirigir a palavra a um negro, vai que sem querer vc diz que ele é negro e vai até preso. Complicado isso.

      • eu daqui Postado em 04/Aug/2014 às 15:43

        Vivemos a era dos extremismos.

    • Rosana Postado em 21/May/2014 às 11:45

      Vitor, super concordo com vc. Tb achei a autora separatista e preconceituosa. Basta trocarmos todas as palavras "negras" por "loiras" pra termos uma compreensão melhor desta separação. Sobre a questão histórica da discriminação, acho que os religiosos realmente só acreditam no que querem, no que convém, no que alimenta a fé cega. É história. É fato e o povo nega. Excesso de romantismo...

      • eu daqui Postado em 04/Aug/2014 às 15:44

        O romantismo foi um movimento cultural em tudo ligado à libertação e criação. Procure estudar pra não cometer injustiças.

  3. André Postado em 23/Aug/2013 às 13:37

    Vítor, discordo frontalmente do teu último parágrafo! Não acredito que pessoas deveria ser classificadas por qualquer aspecto que não seja relevante para a situação (claro que é válida, dependendo do contexto, a classificação por função profissional ou ação cotidiana). Por isso mesmo discordo (ou não entendo, pro falta de complementação) da afirmação de que negros não podem ser chamados de mulatos. A pergunta é: A partir de que concentração de melanina visível na pele uma pessoa deixa de ser negra, ou branca, ou (como gostam de categorizar os estado-unidenses) latina. Algum dia teremos que andar com um fotômetro ou tabela de cores??? Sou contra!!

    • MackDK Postado em 15/Sep/2013 às 12:36

      André, Tecnicamente se o que você está dizendo for válido isto quer dizer que não existe distinção de raças. Talvez aqui resida um detalhe importante: Você usa o termo "classificação" eu uso o termo "distinção" que nada mais é que a "percepção da diferença". A questão da distinção negro/mulato não foi bem exposta acima o que talvez deixe transparecer que a autora do texto sabe que existe um preconceito, mas não define bem o porque. "Mulato" tem origem direta no radical "mula" na interpretação de vários etimólogos e refere-se ao "cruzamento entre duas raças". Talvez o pensamento de que isto as "reduz em brinquedos sexuais" seja apenas um raciocínio mal estruturado: Se alguém era inicialmente tratado como "brinquedo sexual" eram as escravas negras. Mesmo que não ficassem grávidas e dessem à luz um filho "mulato (mestiço)", continuariam a ser tratadas como "brinquedos sexuais", portanto o termo "mulato" não se refere ao problema em si. Por outro lado, não poderia existir um sentimento de amor legítimo entre um branco e um negro (não importando quem seja homem e quem mulher nesta equação) e daí ser gerado um "mulato"? O fato é que o termo "mulato" é visto com muitos como pejorativo por conta do, veja só, preconceito que temos com as mulas e como usado socialmente na época da escravatura. Mas prefiro concordar com os que tratam o termo do ponto de vista da hereditariedade.

    • Otto Augusto Postado em 10/Oct/2013 às 22:45

      O principal que gostaria de pontuar é que apoio fortemente que exista um movimento de orgulho negro. É o que a autora demonstra e creio que seja uma das melhores formas de se combater o racismo. Mas só como observação: não concordo com todos os pontos da autora. O racismo existe sim e deve ser combatido. Mas ela parece ser uma daquelas pessoas que vêem racismo em tudo.

    • Gabriel Postado em 07/Nov/2013 às 14:44

      Concordo contigo. Por isso mesmo que questiono: baseado em que "medida" as cotas para negros e pardos em concursos públicos e vestibulares devem existir? Se somos todos iguais enquanto humanos, o que nos diferencia é a posição social, qual a razão da cota racial/étnica? Ainda mais quando, independente da auto-afirmação, ela precisa ser referendada por terceiros? Aí é que mora o perigo, vamos começar a fazer algo que não existia no Brasil: categorizar quem é ou não é branco, negro, pardo... Isso soa meio "apartheid"...

      • TERESA CRISTINA Postado em 18/Jul/2014 às 17:43

        Vejo o sistema de cotas como um engodo para a sociedade. O sistema seria mais benéfico, por exemplo, quando os negros foram dispensados das senzalas, não tinham para onde ir e nem onde se apoiar. Atualmente a senzala está estendida sobre todos os brasileiros, brancos, negros, índios, etc. É preciso, sim, estabelecer um nível de qualidade para o nosso ensino, e desenvolver um critério de seleção por condição financeira, pois, verifica-se que os mais afortunados estudam em faculdades públicas, enquanto os demais têm que trabalhar para custear seus estudos em faculdades privadas.

    • Rafaela Postado em 12/Dec/2013 às 01:38

      O conceito de mulata foi construído em meados de 1930 trazido pela teoria da eugenia que tratava de comprovar cientificamente a inferioridade do negro em ralação ao branco. Ela apontava como fim inevitável a seleção natural a qual a população brasileira passaria (conhecida como darwinismo social) onde os negros seriam progressivamente eliminados e o Brasil seria um país Branco. Mulata vem de mula, um animal hibrido com o qual é impossível se cruzar. Para os que iram defender que é um conceito ultrapassado, é importante lembrar que somos sujeitos históricos. Nossa linguá e nossa cultura foram construídos sobre alicerces racistas e isso se reproduz como nunca hoje, porem foram naturalizados pelo "mito da democracia racial.

    • Vanda souza Postado em 12/Dec/2013 às 15:27

      mulatos vem de mula,tratados pelos senhores das casas grandes (engenhos).

  4. José Ferreira Postado em 23/Aug/2013 às 13:47

    O Vitor está certo. O preconceito só existe na cabeça de quem acha que sofre. É quase uma esquizofrenia...

    • Thercia Camilla Postado em 04/Sep/2013 às 10:15

      José e Vitor, se vocês acham que o preconceito não existe ou vocês vivem em outro planeta ou são muito hipócritas. Eu já tive problemas com preconceito, não porque achei que as pessoas me olhavam diferente porque sou negra, mas porque um senhora já gritou, xingou e quis me agredir fisicamente porque não me queria perto dela. A sociedade é machista e preconceituosa com o tempo as coisas estão melhorando muuito. Ex: Meu pai diz que sou morena, não aceita quando digo que sou negra porque meu tom de pele é médio hahaha e é meu pai. Sei que é cultura dele, criação, mas não deixa de ser uma espécie de preconceito que ele tem na mente dele. Não concordo com as pessoas que por tudo se dói, infelizmente tem pessoas que sofre de coitadismo isso* é um fato! Mas dizer que o preconceito não existe?? Sai do mundo de alice pô.

    • victoria Postado em 05/Sep/2013 às 15:42

      José Ferreira, você ja ouviu falar em escravidão? Darwinismo social? e Apartheid?...acho que não! então faça um favor? não fala merda e vá estudar um pouco de história e sociologia.

    • amanda Postado em 06/Sep/2013 às 07:39

      Eu acredito que muitas vezes as pessoas repetem isso por habito sem reparar no verdadeiro significado. Agora sobre chamar negras de morena, eu ainda acredito que muitas pessoas se oendem se voce chama-las de negra, eu conheco uma pessoa negra (nao eh que nem uma negra do Sudao mas era negra), ela dizia... "deus me livre de ser negra, eu sou morena clara" se eu dissesse que ela era negra acho que ela me batia. Mas eu acho que voce NEM precisa tocar no assunto. Quanto cabelo, eu tenho algumas amigas ucranianas, a primeira vez que elas me viram eu estava de cabelo liso, outra vez eu estava com cabelo beeem volumoso e cacheado e ai elas me perguntaram "o que voce fez com seu cabelo?" "seu cabelo eh liso" pois eh me acusaram de ter cabelo liso e eu disse "nao nao fiz nada, eu tipo acordei!" e elas disseram "mentira, serio?". Eh a outra face da mesma moeda. Eu adoro cabelo, se eu ver alguem com um cabelo MARA eu vou querer sabeer o que a pessoa usa, eu nao acho que faz mal. Eu mudei de pais as pessoas acham meu cabelo caotico e volumoso um luxo, eu nao me sinto como sofrendo preconceito, as pessoas simplesmente acham diferente.

    • Mauana Postado em 06/Sep/2013 às 20:28

      Eu acho que o José Ferreira está sendo irônico... só pode....

    • mariana Postado em 17/Sep/2013 às 08:36

      vc mesmo não deve ter sofrido nunca com preconceitos ne? bom pra vc, ignorancia!

      • Cassia Postado em 12/Dec/2013 às 09:54

        uau.. show , o que vc falou!!

    • marcos Postado em 19/Sep/2013 às 00:31

      Eu aposto que vc só se deu o trabalho de vir até aqui e ler esse artigo por conta do título. "Comer uma mulata" ? "Hmmm" ....... Daí o senhor foi ler o artigo e teve a decepção de perceber que a pora do artigo sobre COMER UMA MULATA era na verdade um artigo sobre PRECONCEITO... Que decepção né? Óbvio que o senhor não é nenhum pouco preconceituoso, né?? Até mesmo pq preconceito tá na cbça dos outros......

      • Vinicius Postado em 19/Sep/2013 às 12:34

        Velho ele ironizou o cara e tu passando sermao pqp

      • Nock on havens door Postado em 24/Sep/2013 às 22:52

        Marcos a crítica do Vitor, faz sentido, alias quanto ao preconceito, acho q todos sofremos na vida de algum jeito, pela forma física, orientação sensual, opiniões, vida financeira e profissional, escolha de religião, uma coisa que o seres humanos fazem bem é odiar uns aos outros!

      • Alicia Postado em 10/Oct/2013 às 10:34

        Resposta perfeita Marcos !

      • Fabio Postado em 22/Oct/2013 às 04:06

        kkkkkkkkkkkkkk... 99% veio marcos... Que porra de droga esse infeliz de Vitor ta usando ( eu tenho preconceito a gente infeliz igual ele)... preconceito existe sim e esta em todos os campos para todos, não existe alguém que não tenha um tipo de preconceito !

      • Paulo Postado em 25/Oct/2013 às 13:37

        Marcos, amigão, essa resposta sua já é um indício de que está certo o quê o José escreveu. Você é prepotente demais, cara. Você levanta uma mera hipótese: "eu aposto que.." e baseado nela raciocina como se tivesse certeza de que sua hipótese está certa. Não passa pela sua cabeça que essa sua hipótese pode estar errada? Eu sugiro que você se interne num hospício, pois o que você escreveu é um claro sintoma de histeria - isto é um diagnóstico, não uma ofensa.

      • Mário Augusto Postado em 07/Nov/2013 às 20:00

        hahahhahaha Marcos, resposta inteligente e contundente (e cômica)!

      • fernando Postado em 19/Nov/2013 às 14:03

        todos são iguais perante Deus, e no final todos viram uma coisa só, só o pó, então foda-se vcs todos s2

      • Hanae Postado em 20/Nov/2013 às 06:13

        Hahahaha falou tudo. Obrigada Marcos.

      • Eloá Postado em 30/Nov/2013 às 16:52

        Parabéns Marcos... certíssimo!!!

      • Jhay Souza Postado em 04/Dec/2013 às 14:34

        Boa Marcos!!

      • Luiz Postado em 28/Dec/2013 às 17:00

        Concordo com o José Ferreira, Marcos, apesar de não ter vindo aqui por causa do título como vc julga que o colega acima fez. Eu acredito que as vezes algumas pessoas consideram que tudo que é relacionado ao Negro é preconceituoso, quando na verdade a mesma coisa mencionada a outra raça não é. ISSO SIM é preconceito. Se falar "Nossa, que japa bonita" não é racismo, pq falar "que morena linda" é? E pq elogiar os traços delicados de uma morena seria racismo, se os traços delicados de uma loira não seria? Desculpa, isso pra mim não faz o menor sentido. Os negros sofreram muito, não só no Brasil, mas no mundo todo, mas diversas outras raças sofreram também, como os Judeus por exemplo e não só com escravidão no caso deles.

      • Leilane Postado em 14/Feb/2014 às 18:48

        Muito bom . Excelente comentário.

      • Simone Postado em 21/Feb/2014 às 19:57

        Adorei sua resposta!!!!

      • Ana Postado em 18/Mar/2014 às 22:12

        Vai com calma capitão nascimento.

    • James Leer Postado em 19/Sep/2013 às 20:40

      Esse José Ferreira é campeão em escrever asneiras aqui neste site. Deveria ser banido por conta da sua incontornável estupidez.

    • Jhoane Postado em 26/Sep/2013 às 12:09

      Provavelmente vc deve ser branco, ou se nao for, deve ser alienado.

    • Christina Postado em 26/Sep/2013 às 14:40

      Verdade. Já virou uma paranoia por parte de alguns negros e eles mesmos não percebem que eles é que estão difundindo ainda mais o racismo com essa loucura na cabeça.

    • Cecília Postado em 27/Sep/2013 às 01:00

      Ah José, me poupe... Você acha mesmo que o preconceito está apenas na cabeças das pessoas ? Como diz o ditado: Pimenta nos olhos dos outros é refresco! Para que nunca sofreu preconceito por causa da sua cor, sexualidade e etc. realmente é muito fácil dizer isso! Sou homossexual e sofro preconceito até hoje... tenho amiga negras que são diariamente vítimas de racismo, eu sei porque já vi elas sofrerem com isso. Então antes de dizer que o preconceito não existe, pare de olhar apenas para ti, e observe oque está acontecendo ao seu redor... beleza ?

    • Jerônimo Alberto Postado em 03/Oct/2013 às 21:54

      Negar que não existe preconceito ou que simplesmente ele nunca existiu é viver uma falsa realidade fundida ao mundo real.Quem nega não existir o preconceito,este sim é esquizofrênico,pois acredita viver num mundo bom e justo onde todos independentemente da cor, raça, etnia,sexualidade,religião, profissão são tratados de forma igualitária.ASSISTAM O FILME CRASH ESSE FILME é uma obra de arte da forma como ele aborda o preconceito em vários níveis.

    • Paulo Postado em 06/Oct/2013 às 21:36

      Hahaha ja cheguei em varias lojas em que os vendedores não me atendem tenho que tirar dinheiro da carteira e falar que eu vou comprar... esse tipo de coisa seria esquizofrenia

    • Rodrigo Postado em 10/Oct/2013 às 10:41

      Nossa, como você é burro!

    • Camila Postado em 27/Oct/2013 às 17:01

      é, é esquizofrenia ser exportado, com falsas alegações de supremacia branca, de seu pais de origem pra sofrer e servir por séculos e séculos e séculos a uma elite. É esquizofrenia apanhar na escola e na rua por ser negro, é esquizofrenia viver a margem da sociedade e ocupar somente funções de subserviência, apesar de uma suposta emancipação, é esquizofrenia lhe ser negado coisas, é esquizofrenia ouvir xingamentos de todos os tipos, relacionarem seu corpo e sua beleza somente ao sexo, é cara, tu tem razão é esquizofrenia...

    • jairo Postado em 29/Oct/2013 às 09:03

      qual e a sua cor já sofreu algum preconceito me diz uma coisa em que mundo você vive

    • Deborap Postado em 06/Nov/2013 às 18:07

      Onde você vive? Não é a no nosso planeta .Preconceito existe de todas as formas e em qualquer lugar. E o pior forma de preconceito é esta ,não aceita-lo.

    • Gilson Postado em 12/Nov/2013 às 19:16

      o preconceito é real e nocivo, mas obviamente que tem gente se aproveitando da "onda" essa lei de cotas é a lei mais racista que já vi na minha vida, só que ela exclui brancos em vez de negros, uma vingança, talvez até justa... mas não deixa de ser racista!!!

    • Marcus Postado em 13/Nov/2013 às 12:47

      O preconceito existe, não iremos predefinir termos e formas de abordagem verbal que são ou não ofensivas nesse sentido. Mas ser negro e ser por essa razão destratado, inferiorizado é algo extremamente absurdo. E negar tal cotidiano é negar a própria inteligência.

    • Sarah Costa Postado em 14/Nov/2013 às 13:50

      É, troca de vida comigo que você muda de ideia rapidinho.

    • manuella Postado em 15/Nov/2013 às 11:34

      então José ferreira vc deve ter sido poupado na vida, pois preconceito causa uma ferida na alma, eu sou bem resolvida com a minha cor e apesar de ter a pele mais pra marron que para aquele preto brilhante e lindo, sempre me classifico negra é o q eu sou mas já fui sim vitima de preconceito na escola, quando criança não sabia lidar com isso, de vizinhos até de uma sogra em potencial, um ex-colega de trabalho me chamou de galinha preta, referindo-se q op meu namorado deveria ser macumbeiro por gostar de mim, enfim hj aos 24 anos aprendi a andar de cabeça erguida e encarar de frente os olhares maldosos se alguém me julga pela minha cor ou pela minha classe social, minha resposta é ser educada, me expressar com clareza e sem rodeios, mas dizer que tem gente que se sente perseguida, ou q tem auto-preconcceito não é mentira, mas, tem sim, gente ignorante que pre-julga e despreza os outros por pura soberba.

    • Cribla Postado em 18/Nov/2013 às 18:37

      sinceramente estou de saco cheio de sujeitos como você que vem com esse papo de que 'preconceito está na cabeça no próprio negro'.Ora meu caro se você deixou se convencer com as ideias do Gilberto Freire que por sinal é um grande mentiroso...tudo bem!Parabéns pela sua ignorância!Agora não sei em que Brasil tu vives para continuar reproduzindo essa projeção de merda de que o próprio negro que é racista!Vai estudar um pouquinho!

    • Jeessica Postado em 28/Nov/2013 às 21:19

      Engraçado você dizer que o preconceito só existe na cabeça de quem sofre... Você é branco ou é um "negro de Alma Branca" e, portanto ignora o que é ser olhado de cima a baixo por pessoas brancas em um restaurante caro, ignora o que é ser confundido com assaltante, empregada, auxiliar de limpeza ou coisa do tipo ( não que ser empregada doméstica e auxiliar de limpeza seja algo de que se envergonhar) não por que está usando uma roupa diferente, mas pura e simplesmente por ser negro. Você desconhece a amargura de perder uma proposta de emprego por ser negro, de apanhar por ser negro! Meu caro, só falta você dizer agora que a escravidão, maus tratos, e tantas outras mazelas sofridas pelos negros, inclusive a da FIFA recusar um casal negro também é esquizofrenia! Eu acho que o único esquizofrênico e alienado aqui é você!

    • harley Postado em 02/Dec/2013 às 22:49

      puts grila... que cegueira meu filho!!!!

    • Ana Paula Postado em 02/Dec/2013 às 22:50

      Certamente você não é negro...

      • eu daqui Postado em 04/Aug/2014 às 15:46

        deduz raça pelo texto: e isso não é racismo?

    • simone Postado em 06/Dec/2013 às 04:13

      Não é bem assim José uma vez eu e mais uma amiga pedimos pra uma colega pra arrumar um emprego na loja que tia dela tinha. Ela deu resposta só pra minha amiga e pra eu nada foi ai que então minha amiga resolveu me contar que ela disse pra vc tem vaga poivc é japonesa e lida bem com dinheiro já pra mim não ia arrumar pois a tia não queria negros trabalhando na loja.não foi coisa da minha cabeça e sim um fato. minha amiga japones recusou o emprego em solidariedade amiinha pessoa e eu segui em frente não sou de ficar chorando as magoas, mas que o preconceito existe "fora das cabeças", existe.

    • Ariel Postado em 11/Dec/2013 às 13:37

      verdade, o texto esse é preconceituoso com os brancos por exemplo, nada a ver isso da bunda linda, ou traços delicados ou todo isso que ela fala , gente se alar que uma negra tem traços delicados é porque acho isso, e não estou comparando com uma branca, nem por dizer isso acho que as outras negras tem traços feios a mesma cousa com a bunda quem conhece a historia da Vênus? tipo ninguêm pensa historicamente antes de mandar um elôgio. sem Dúvidas a autora do texto esta muito magoada por alguma coisa e sim repito tem um jeito racista em contra dos brancos, porque os negros são racistas muchas vezes eu ja tive que ouvir que estou desbotado, que quem prova brigadeiro não volta ao beijinho, que sou muito branco, que pareço um fantasma que minha pele é menos recistente e milhares de coisas mais e não ando escrebendo textos racistas por isso!

    • Mariana Alves Postado em 11/Dec/2013 às 18:08

      Santa ignorância.

    • Ana Maria Postado em 18/Dec/2013 às 14:28

      Quanta ignorância ! Comece a fazer o teste do pescoço, se é que já ouviu falar, depois me diga se vivemos num país pluricultural com reza a cf/88...

    • Reuza Alves Postado em 19/Dec/2013 às 20:10

      O grande problema é que os brancos não podem falar de um lugar que nunca estiveram. Acho legitimo, que pessoas que sofrem preconceitos falem da dor e do estigma que sofrem todos os dias.

    • maria regina cortez Postado em 27/Dec/2013 às 16:19

      não é não José Ferreira! o " RACISMO "existe e vc não quer aceitar...leia mais sobre isso , esteja mais atento , não repita jargões pra vc poder perceber aonde ele se revela.

    • neiva Postado em 28/Dec/2013 às 03:56

      concordo com mariana e marcos, é fácil julgar quando não está na pele. Acoooordaaaaa.

    • Cris Postado em 03/Jan/2014 às 10:08

      É muito fácil chamar de frescura uma condição que não é nossa. Somente quem é negro que sabe o peso do racismo. Para brancos pode parecer frescura, mas não é. Perder oportunidades por causa da cor da sua pele não é bom, não é justo. E isso acontece no mundo inteiro desde que o mundo é mundo. A sociedade mundial sempre quis tirar o direito do negro em sonhar com qualquer coisa. Contamos nos dedos os negros bem sucedidos. Agora está virando moda ver um ou outro negro presidente, miss, grande empresário, pra camuflar esse racismo covarde.

    • Lília montmeyer Postado em 04/Jan/2014 às 13:54

      Ola, sou negra e isso nao é verdade... se vc nunca sofreu preconceito não sabe do que se trata e deveria guardar a sua opinião, que em nada acrescenta... Desde pequena na escola, ouvi muitas mães dizerem as filhas para não brincarem comigo, pois com certeza tinha piolho em minhas trancinhas, e quando eu cresci, os meninos queriam ser amigo da neguinha, para chegar as amigas branquinhas... hj sou adulta, me casei, e minha cor não foi um empecilho para meu relacionamento, ate o dia do meu casamento, pois o avô do meu marido se recusou a ir e disse que cada um deveria se casar com os de sua cor, negros e brancos nao deveriam se misturar... Quer saber? Não me importo, com a opinião dele e nem com a opiniao de quem se preocupa mais com a cor da minha pele do que com a minha essência... que se danem, preciso de pessoas que tem afinidades comigo, que comungam os nesmos ideiais, nao importa que cor tenham...

    • Carol Postado em 06/Jan/2014 às 12:29

      Esquizofrenia não, estatística, realidade social. Te convido a romper a inércia da sua ignorância J. Ferreira, e se aprofundar mais no assunto.

    • Alexandre Bacci Postado em 10/Jan/2014 às 15:53

      Somente um imbecil pode achar que preconceito existe na cabeça de quem o sofre. Imbecil, desprovido de inteligência e bom senso, ou então alguém que sabe olhar apenas para seu umbigo e não sensibilizar-se pela dor do outro. Cuidemos de todos os integrantes da nossa sociedade. Sejamos Um.

    • Andy Tamara. Postado em 03/Feb/2014 às 22:14

      Porque a escravidão dos negros no Brasil - e no mundo, alias - foi fruto da cabeça de um historiador esquizofrênico de esquina "qualquerzinho" que, por pura imaginação, decidiu colocar na cabeça das pessoas que outros seres humanos - vindas de outro lugar - são inferiores. Claro, isso faz todo sentido. O preconceito não exite, meu senhor. Remédios para dor de cabeça também não, passar bem.

    • Fernanda Postado em 04/Feb/2014 às 01:07

      Não é necessário sofrer preconceito para perceber que ele existe. Mas é necessário ser cego ou hipócrita para declarar sua inexistência.

      • Rita Santo Postado em 29/Mar/2014 às 19:22

        Disse tudo, Fernanda.

    • Joana Postado em 11/Feb/2014 às 22:56

      Hahaha meu Deus vou contar uma das centenas de histórias vividas em meus 33 anos de negritude, sempre tive casa propria, grande e em bairro de classe alta,muitas vezes, saindo de casa caminhando e tal sempre tinha um besta para perguntar: a dona da casa està? Mas eu devo ser esquizofrênica! Rs

    • Julio Correa Postado em 18/Feb/2014 às 15:30

      Jose não sei a su côr, mas vc deve ser alguem que usa todos os estereótipos citados pela autora.Pra vc saber se existe preconceito, não só racial, basta voce sair às ruas e prestar atenção nas coisas que acontecem alem da sua falta de observação.Se algum dia vc tiver um conhecido negro, ou nordestino etc, converse com ele , ele não vai te morder e nada do que ele tem, passara pra voce,. E talvez ele te esclareça alguns fatos que acontece no Brasil.Espero que vc viva e more aqui!!!!!!!!!!!!!!!

    • mary Postado em 18/Feb/2014 às 18:30

      é claro que os " brancos" gostam de dizer que nao ha racismo no brasil, pois sentem vergonha de serem racista e por isso diz que nao existe , só quem é negro sabe como ainda existe preconceito de cor ate hoje ...e como existe !!!

      • David Postado em 19/Apr/2014 às 20:30

        Não entendo o por que de colocar "" na palavra branco. Por acaso eles não existem? Apenas a etnia negra pode ser considerada legítima?

    • Glória Postado em 25/Feb/2014 às 19:01

      Está apto para uma reflexão sobre o assunto somente quem realmente sentiu na pele o que é o preconceito.Ser alvo de piadas constantemente,sofrer humilhações públicas e ser considerado sempre como um ser inferior intelectualmente e moralmente não é frescura para quem sofre e muito menos síndrome de perseguição é a realidade cotidiana da maioria dos negros. Fonte:Experiência Própria

    • Tatiane Postado em 03/Mar/2014 às 21:21

      "De quem acha que sofre"? Senhor José Ferreira, fique sabendo que o senhor perdeu uma ótima oportunidade de continuar calado e não mostrar a tanta gente o tamanho de sua ignorância! Então quer dizer que preconceito não existe e que todos aqueles que passam por situações constrangedoras e de humilhação não passam de um bando de esquizofrênicos, paranoicos ou até mesmo exibicionistas... Linda teoria. Fico até emocionada com a coragem que algumas pessoas têm, baseadas na liberdade de expressão, de deixar registrado o quão alienadas e ignorantes são... Daqui a pouco vão dizer que nem escravidão existiu no Brasil e que todos os negros e negras que para cá vieram assinaram um documento atestando ser de livre e espontânea vontade que viriam trabalhar e viver feito animais para aumentar o lucro dos europeus... Aff! Não sei por que perco meu tempo lendo comentários e, mais ainda, respondendo a postagens tão ridiculamente absurdas. O preconceito não vai acabar quando as pessoas se esquecerem dele. O preconceito, o racismo, o sexismo e qualquer tipo de discriminação só vão acabar quando os seres humanos aprenderem o significado das palavras respeito, igualdade e dignidade. Porque é muito fácil ignorar aquilo que não nos atinge, não é?

    • Pâmella Postado em 28/Mar/2014 às 16:10

      Falar é fácil, o difícil é sofrer na pele, a opinião é de cada um, agora falar sobre o que não sabe é foda. É claro que em alguns casos existem exageros mas o preconceito ainda existe sim, ainda que de maneira implícita.

    • Francisco Postado em 31/Mar/2014 às 20:30

      O preconceito existe sim, e é forte. É lamentavelmente forte na cabeça de muitos. Não existe só na cabeça de quem acha que sofre. No entanto, concordo plenamente com o André. O preconceito também existe quando temos que consultar um manual ou tabela de cores para podermos nos referir a alguém. Sou branco e tenho muitos amigos negros. O padrinho de minha filha é negro, e não se escolhe alguém para ser padrinho de uma filha se não houver apreço, admiração e respeito pela pessoa. Sempre o chamei de Negão (o cara é grande e forte mesmo). Será que ao chama-lo assim estou sendo preconceituoso ou afetivo??? Fala sério..... o que vale não é a palavra que se usa e sim a intenção que se tem.

  5. Leo Postado em 23/Aug/2013 às 14:06

    Vitor e José Ferreira estão errados!!! Preconceito EXISTE e dizer que não existe significa tentar colocá-lo para baixo do tapete. Esconde, mas não elimina o problema. É o preconceito velado de um país que se propõe a ser institucionalmente igualitário. Concordo com o texto.

    • thiago Postado em 25/Sep/2013 às 10:48

      dizer que algo existe na cabeça das pessoas não é dizer que ele não existe, é dizer que ele não tem embasamento nenhum na realidade e são puros pré'conceitos que devem ser eliminados.

    • Carina Postado em 24/Oct/2013 às 12:10

      Toma meu like!! rsrs é isso mesmo Leo

    • Jhay Souza Postado em 04/Dec/2013 às 14:36

      Bem isso que vc falou Leo: coloca-lo pra debaixo do tapete!! Concordo com vc e cm texto!

  6. Renato Alves Postado em 23/Aug/2013 às 14:22

    "De quem acha que sofre"?!?!?!? Ninguém acha que sofre preconceito, meu caro, e deixar de pensar que o preconceito existe não vai acabar com ele. Não se pensou em preconceito durante séculos, desde a época do descobrimento até o século 19 e deu no que deu. O preconceito deve ser discutido sim, não só o de cor mas também o que diz respeito à questão social, da opção sexual, religioso etc... O que não entendo é o por quê da sociedade se incomodar com a quantidade de melanina que a pessoa tem, se o que ela faz entre quatro paredes é com pessoa do mesmo sexo, se ela acredita num Deus pagão, ou se ela simplesmente não acredita em Deus nenhum? Por que a sociedade se incomoda?Cada um que cuide da sua vida, que eduque seus filhos da maneira que achar correta, que faça o que bem entender, dentro das leis vigentes na sociedade que estão inseridas. É tão simples!!!Por que não pode ser assim?

    • Walmir Lima Postado em 10/Sep/2013 às 01:35

      Temos que ter uma norma para que o mundo possa ser harmônico, tudo tem suas leis, tudo tem que estar no seu ligar, caso contrário estamos chegando ao fim, pois as mudanças significam envelhecimento, desgastes e fim de existência ou revolução.

    • Pedro irineu Ernica Postado em 12/Sep/2013 às 00:33

      Pedro: Poderia dissertar textos enormes sobre o meu amor e admiração pelos meus irmãos e irmãs de pele negra, mais pra encurtar o assunto, compartilho e concordo na sua totalidade com o texto do amigo Renato alves.

    • Mackdk Postado em 15/Sep/2013 às 12:38

      Pois é, Renato Alves. É como dizem os religiosos: "Deus nos deu a vida para cada um cuidar da sua"...

    • Anderson Gomes Postado em 10/Oct/2013 às 02:24

      Porque as pessoas geralmente confundem liberdade com libertinagem. Como você disse, dentro das leis vigentes da sociedade em que se esta inserido, mas o que divulga-se demais ultimamente é os "direitos" que as pessoas devem exigir, porém cada vez menos falasse dos deveres de cada um, o que é obrigatório sim dentro da sociedade que se vive: você tem que ser educado com o próximo, em qualquer momento e circunstância, tal como você gosta de ser respeitado pelos outros. Geralmente rotulamos tudo para tentar classificar e "colocar numa estande" de conceitos. É como dizer que motorista é mal-educado, motociclista não tem respeito e pedestre é abusado. Não existe isso! A pessoa que é mal educada e não tem consideração pelos outros enquanto pedestre também continuará a ser abusado e leviano tanto dirigindo um automóvel ou uma motocicleta ou até mesmo uma bicicleta.

      • Iara Postado em 18/Jul/2014 às 04:42

        Respeito ao valor humano no Brasil, nao existe...

    • Rafael Postado em 21/Nov/2013 às 07:48

      Caro Renato Alves, te pergunto uma coisa: Como ser assim? Vivemos em sociedade, devemos todos estar a par de tudo que está acontecendo. Confesso a você também, que todos os finais de semana eu vou a parques, sempre vejo casais homosexuais se beijando ( já é algo normal isso) e te confesso que nunca vi nenhum deles ser apedrejado por estarem fazendo isso. Olhares? Pessoas falando? isso é normal, sempre haverá, por toda a eternidade. Educar os filhos da maneira que achar melhor? Obviamente todos tentaremos fazer isso, mas é necessário conhecer a sociedade para fazer isso, pois, posso eu não querer que meu filho de 4,5,6 anos esteja em uma praça vendo gays se beijarem, ou um bando de branquelos gritando pela liberação da maconha. Entenda que o preconceito existe sim, e se somos livres para viver em sociedade temos o direito também de ser ou não ser racista.

      • Philipe Batista Postado em 23/Nov/2013 às 01:43

        Meu caro Rafael seu argumento ia ate bem ate que vc alegou ter o direito de ser racista. Vc nao tem esse direito porque racismo e discriminacao sao crimes.

      • Michelli Postado em 03/Dec/2013 às 22:51

        Olha Renato, não é querendo falar não, mas você disse praticamente mesma coisa que o Rafael, mas de uma forma diferente. Ambos concordam que o preconceito existe, mas cada um encara ele de uma forma.

      • Mel Guto Postado em 09/Dec/2013 às 15:52

        Qual é exatamente o problema do seu filho ver casais homossexuais se beijando? Existe algum problema em seus filhos verem casais heteros se beijando? Outra coisa, a partir do momento que você fala "branquelo" está sendo racista também! !! E não meu caro! Você não tem o direito de ser racista e nem homofóbico! Você tem o direito de viver a sua vidinha medíocre e respeitar a integridade moral de todas as pessoas. Pena de crianças que são criadas por pais com essa mentalidade. Espero que como eu, seja rebelde em relação a ensinamentos escrotos desse tipo!

      • Mariana Alves Postado em 11/Dec/2013 às 18:01

        Não, você não tem o direito de ser racista, pois isso é crime.

      • schw Postado em 12/Dec/2013 às 19:34

        não temo s mais direito de ser mos racistas (crime previsto em lei na nossa sociedade) do que temos direito de matar, roubar, caluniar, escolha qualquer item do código penal

      • Evelin Postado em 27/Dec/2013 às 23:17

        Não existe isso de "direito de ser racista". O racismo é um comportamento hediondo, nefasto, que vai totalmente contra aos direitos humanos. E mais Sr. Rafael, RACISMO É CRIME!!!

      • Márcio Postado em 09/Jan/2014 às 03:59

        E pelo jeito o senhor Rafael está querendo o direito de ser babaca.

    • PAULO Postado em 30/Mar/2014 às 13:03

      PORQUE A MAIORIA SÃO INVEJOSOS DESGOSTOSOS COM A PRÓPRIA VIDA. QUEM ESTÁ BEM NÃO SE IMPORTA COM ESSAS ASNEIRAS .

  7. Tony Montana Postado em 23/Aug/2013 às 14:40

    esse thiago deve ser bem crentelho.

    • Guto Postado em 10/Oct/2013 às 22:50

      O título fala em comer uma mulata, mas o texto só fica nas cantadas... ah, esperava mais. Mulata é tudo de bom.

    • izaque Postado em 02/Apr/2014 às 21:06

      Isso e um comentario preconceituoso.

  8. Guilherme Costa Postado em 23/Aug/2013 às 14:47

    Estava solteiro e me cadastrei num sitem de relacionamentos. O q mais me intrigou foi a quantidade de negras q tomava iniciativa e me escrevia, praticamente 9 em 10. Elas são mesmo preteridas?

    • Renata Postado em 10/Oct/2013 às 13:30

      Sim, Guilherme, e muito! E falo por experiência própria.

    • Keilla Postado em 17/Oct/2013 às 09:48

      Sim, preteridas significam que ninguem quer, se fossem preferidas nao estariam indo atrás de voce, seria voce indo atrás delas.

    • Jean Postado em 15/Nov/2013 às 17:44

      QUE SITE É ESSE?????? ME DIZ AÍ GUILHERME!!!

    • Jean Postado em 15/Nov/2013 às 17:59

      da mesma maneira que eu posso falar: MORENA BONITA, LOIRA GOSTOSA, RUIVA TESÃO , e por aí vai..... NÃO HÁ RACISMO, PODE HAVER MAU GOSTO OU EDUCAÇÃO MAS RACISMO..... NÃO VEJO NÃO...... PELO QUE VEJO É QUE NÃO PODEMOS CITAR A PALAVRA MORENA, MULATA ANTES DE QUALQUER ELOGIO.......... TA DIFICIL....

      • Sérgio Grião Postado em 16/Nov/2013 às 17:06

        Jean, concordo com você. Tá tudo muito sensível demais, com frescura demais...

      • Camila Postado em 28/Nov/2013 às 09:44

        Rapaz, a questão é : Você chama uma loira de loira, uma morena de morena, uma ruiva de ruiva, então porque chamar uma NEGRA de morena ou mulata? é um racismo velado, eu sou negra, um dia ouvi um homem dizer "que negrinha linda" fiquei muito feliz por não ter ouvido "que morena linda" como estava acostumada! pensei finalmente alguém percebeu que apesar de não ter a pele preta, sou da raça negra!!

      • Mariana Alves Postado em 11/Dec/2013 às 18:10

        Primeiro, não há comparação com a loira e com a negra, pois a loira não tem um passado histórico de escravidão, sexualização e agressão por cor. Segundo, o preconceito está em chamar negra de morena e não em chamá-la de linda.

      • Rafaela Postado em 12/Dec/2013 às 01:53

        Acho muito engraçado ler e ouvir esse tipo de coisa. Ouço vários homens que se ofendem profundamente quando na rua são cantados por outros homens. Alguns dizem até que não essas pessoas devem morrer, e afirmam não tenho preconceito só não meche comigo, tem que me respeitar. Esses mesmo homens acham um elogio lindo chamar uma mulher de preta gostosa, ruiva tesão, entre vários outros adjetivos empregados para as mulheres na rua. Quero afirmar algumas coisas: A mim dá nojo ouvir as bizarrises ditas por vcs na rua. Vcs acham mesmo que se trata de elogio. Primeiro vcs certamente jamais pegarão as mulheres com as quais vcs dizem isso, essas são praticas de ato-afirmação de vcs que nos dão certeza de quanto são cretinos e idiotas. Segundo que a maioria desses que dizem essas coisas na rua quando são respondidos não sabem o que fazer, ou seja frouxos. Resumindo são extremamente machista e só fazem isso porque veem as mulheres como objeto. O outro ponto posso afirmar sem sombra de duvida que os níveis dessas cantadas são extremamente diferente pra mulheres brancas que são as princesas, as gatinhas; e as negras que são as gostosas, bundudas, que ouvem convites dos mais nojentos. Pensem nisso, e para aqueles que acham normal essas atitudes digo que vcs deveriam se envergonhar. Acho que temos que andarmos armadas e a cada vez que nos disserem tamanha nojeira, devíamos dar uma paulada, ou gritarmos tarada pra ver se esse nojento aprendem.

  9. daniel Postado em 23/Aug/2013 às 15:13

    esses elogios racistas estaum taum encravados na nossa cultura e na nossa sociedade, q acabam passando despercebidos. axo louvável essas ponderações pq a hipocrisia impera quando se toca nesse assunto. existe mt preconceito no brasil, principalmente contra os negros q saum a maioria em nosso país

    • ricardo Postado em 20/Dec/2013 às 11:49

      Tem preconceito até contra o ~ (til) hehehehehe

    • Helder Santos Postado em 17/Feb/2014 às 17:47

      Daniel, desculpe-me se não toco no assunto em questão, sobre preconceitos, racismos e etc., mas acho você precisa voltar para a escola cara, porque "AXO", "SAUM", "ESTAUM TAUM", fala sério cara.

  10. Pedro Postado em 23/Aug/2013 às 15:13

    Uma eterna discussão que eu tenho com um amigo, que me considera racista. Eu pessoalmente, nunca achei o tom de pele negro atraente em uma mulher. Não digo que seja feio, mas meu gosto sempre foi por meninas branquelas e tal, nunca me senti atraído por uma mukher negra. Isso me torna racista? Eu não acho, mas reconheço que soe estranho dizer isso.

    • Iara Postado em 17/Sep/2013 às 17:30

      Pedro devo ser racista tbém , porém não me atraio por homens brancos (com o agravante se forem loiros e olhos claros), chego a me enjoar se tiver que me imaginar com um cara assim , adorooo homens Negros . Sou racista ?!

    • Chris Postado em 20/Sep/2013 às 16:08

      Concordo, as pessoas não podem te obrigar a gostar de algo, é a sua opinião, se eles gostam ou não... problema deles

    • Ella Postado em 21/Sep/2013 às 21:21

      você poderia me ligar então haha , eu sou branquela e também não sinto atração por homens negros.. e sei que para maioria das pessoas pode soar racista. Porém, pq não soa racista quando um homem negro não gosta de mulheres brancas, as negras até acham, com uma ideia antiquada de que homens negros só devem ficar com mulheres negras... mas para eles isso é normal, quando se trata de nós, tudo é racismo. eu já sofri preconceito entre negros com a minha cor, ser chamada de ''branquela, loira burra, vai tomar um sol'' coisas do tipo, acham completamente inofensivo...mas se eu dissesse algo do tipo '' seu negro'', ''macaco'', (o que eu não faria, pq sou superior a quem me ofende).... eu seria a tirana. entendam vocês não são os únicos que sofrem, todos nós somos IGUAIS por dentro porra, vcs não são o centro do mundo só pq sofreram no passado, isso acabou!!!

    • Antonio Postado em 24/Sep/2013 às 00:01

      eu pelo contrario nunca me senti atraído por mulheres brancas! Convivi e convivo com as negras ou descendentes (mulatas) Acho todas elas lindas e às vezes as chamo carinhosamente de minha pretinha ou minha neguinha! Preconceito? Pode acontecer por Ns motivos e pessoas! Basta ser preconceituoso!

    • Danúbia Postado em 04/Oct/2013 às 14:09

      Eu não gosto e não me relaciono com brancos sou contra relação inter-racial

    • Amanda Postado em 08/Oct/2013 às 18:36

      Não necessariamente racista, Pedro. Eu também prefiro o estereótipo pálido de olhos claros (o que não me impede de me atrair por rapazes negros, obviamente). A questão é que sua preferência e a minha são provenientes de uma conjectura racista, onde o que consideramos belo está estampado em todas as espécies de mídia.

    • Renata Postado em 10/Oct/2013 às 12:50

      Claro que não, Pedro. É aquela coisa, né? Pra muita gente, dizer "não sinto atração por brancos (as)" é uma questão de preferência e dizer "não sinto atração por negros (as)" é preconceito. Esses excessos é que eu não consigo entender. Ah, sou negra! :-)

    • Keilla Postado em 17/Oct/2013 às 09:51

      Nao, voce nao tem que achar bonito, nem tem que se relacionar com quem nao te atrai, mas o racismo vai muito alem disso.

    • Rosana Postado em 24/Oct/2013 às 12:13

      Acho que não é racismo não, é questão de gosto.

    • Daniele Postado em 28/Oct/2013 às 21:30

      Eu acredito que não seja preconceito. Eu sou branca e NÃO me sinto atraída por homens brancos. Me sinto atraída por homens negros. Acho os negros muito mais bonitos, a cor da pele é linda, o cabelo delicioso de tocar...enfim... Não me considero racista por não me sentir atraída por homens brancos.

    • amanda Postado em 30/Oct/2013 às 21:15

      normal, ninguém é obrigada a gostar de ninguém, o simples fato, é que a maioria dos homens não nos acha atraente, exemplo, de olha para nós e ficar babando, babando,,,,por ai

    • Débora Postado em 06/Nov/2013 às 18:22

      Não acho estranho ,pelo menos você assume o que sente e suas preferências forem por mulheres bem brancas e apenas em relacionamentos amorosos e não em outros seguimentos profissionais ,sociais você tem esse direito. Minha família é de pele branca ,mas minha filha mais nova acha lindo pessoas de pele negra e seu primeiro namorado foi um negro ,foi tão natural a maneira que ela o trouxe para nos apresentar ,sem antes fazer alarde do fato que nós não achamos nada estranho,completamente normal,tanto para a minha família como para a dele. o preconceito partiu de onde menos eles esperavam ,do grupo de amigos. mas souberam lidar muito bem com a situação e ela tinha 15 anos e foi o primeiro namorado. terminaram e continuam amigos.

    • Natalie Postado em 07/Nov/2013 às 07:29

      Nao considero racismo por ser uma preferência tua. Eu só namoro negros por isto sou racista?

    • Andre Postado em 13/Nov/2013 às 18:48

      Relaxa. Com certeza tem muitas negras que nao gostam de branquelos.

    • jose Postado em 14/Nov/2013 às 21:25

      Garoto você é preconceituoso sim, e o pior é que aprendeu de uma forma tão que ta encravado dentro de você, é so fazer uma analise.

    • Jéssica Postado em 19/Nov/2013 às 16:07

      Pedro, tenho mesmo pensamento que você, mas acho que é questão de gosto, não se encaixaria de forma alguma em preconceito, na minha opinião.

    • Fernando Pessoa Postado em 20/Nov/2013 às 13:26

      Nao, meu caro, isso é apenas um caso de negronite, aversão a negraxas. perfeitamente normal

    • Thaís Postado em 27/Nov/2013 às 14:10

      Acho que as vezes as pessoas exageram. É uma questão de gosto mesmo. Eu, por exemplo, também não acho atraente um homem que seja branco demais. Eu prefiro negros e morenos.

    • Kazielfire Postado em 27/Nov/2013 às 17:20

      Se for assim um cara heterossexual é preconceituoso por não gostar de homem. É só uma questão de preferência.

    • susana Postado em 28/Nov/2013 às 09:51

      Sao os seus gostos. nao és obrigado a gostar de mulher de pele negra.

    • Juliana Postado em 28/Nov/2013 às 11:42

      Cara, vc não acha nem a Beyoncé bonita? OU a Witney Houston (RIP)? OMG! Bom, eu acho que é um tipo de preconceito sim, mas também acho que se você não acha bonito, fazer o que, né? Trata-se mais de gosto do que de preconceito propriamente dito. Eu sou negra e, particularmente, não acho os homens japoneses atraentes. Tipo, muitos deles são liiiiindos, mas pra mim são tão fofinhos que não consigo vê-los como HOMENS (no sentido atração física), sabe? Acho que isso é preconceito também, rs. Enfim, creio que não tem como este tipo de atitude nossa não ser preconceito. Mas também acho que a questão atrativa não tem como ser evitada. Pra mim, o preconceito prejudicial é aquele que dificulta a convivência. Não creio que este seja o seu - ou o meu - caso. Eu tenho amigos japoneses, tenho prima japonesa, etc...então não é uma questão de diminuir o próximo, de achá-los inferiores a nós, mas apenas uma questão de gosto. Devo ter te confundido ainda mais , né Pedro? kkk

    • thamires Postado em 03/Dec/2013 às 16:15

      sim, vc é racista

    • Vera Postado em 14/Dec/2013 às 16:32

      Gosto é gosto, não é Pedro? Assim como não me sinto atraída por homens branquelos. Prefiro sim com muito mais melanina.

    • Renata Postado em 17/Dec/2013 às 13:30

      Nossa, que refresco, Pedro! Eu sinto-me da mesma maneira quanto aos homens de qualquer cor que não seja a branca, é uma questão de GOSTO. E mais, há imensa gente dizendo: "ai não gosto de mulheres que não sejam no mínimo morenas". E então, seria correto nós as brancas crisparmos todas contra racismo?! Ahhh... certas raças já passaram da hora de se tocarem, Dá licença.

    • Renata Postado em 17/Dec/2013 às 13:38

      A questão é: Isto das vítimas da sociedada já cansa. Qualquer outra raça pode ser comentada sem stress, mas os de uma certa crispam por tudo e por nada. Ahh dá licença, né?! Esse papo de eu sou negra/o por isso vc deve medir as suas palavras para comigo ou estará sendo racista já passou do prazo de validade. E outra, não devemos esquecer que qualquer "pré-conceito" não surgi do ar, de algo se deriva e caso gostemos ou não ao menos um fundo de verdade sempre tem.

    • Priscila Postado em 19/Jan/2014 às 15:03

      eu concordo com vc, fico muito trsite em saber que por termos preferências etnicas somos muitas vezes rotulados de preconceituosos e até msm racistas!!! Eu tenho uma queda por brancos e orientais, mas não sinto atração por negros, não é racismo, não é preconceito, isso simplesmente se chama atração, não me atrai, do msm modo que existem pessoas negras que não sentem atração por outros negros, por brancos e assim vai...Isso se chama gosto u.u

    • Nei Siqueira Postado em 03/Apr/2014 às 08:27

      Pois é.. Preconceito existe quando é falado de forma pejorativa, que agride a outra parte... Por exemplo, alguns negros gostam de serem chamados de negão, até mesmo entendem como uma forma superlativa de evidenciar sua cor de pele.. Mas não é regra.. você tem que ter um mínimo de convivência com a pessoa para falar desta forma, tem que haver cumplicidade.. Vejam quando chamam as pessoas brancas ou loiras de "branquelas", "sem cor", "papel"... Isso é racismo na medida que você chama a outra parte e não há bem-estar da mesma ao ouvir isso, ou ao perceber que outras pessoas ouviram isso... É engano achar que apenas quem é negro pode ser considerado vítima de racismo.. E é engano achar que o racismo é o único dos preconceitos que existe, pois há preconceito quanto à classe social, cor da pele, opção sexual, características físicas...

  11. Wanda Postado em 23/Aug/2013 às 15:17

    O preconceito só existe na cabeça de quem acha que sofre. - típica frase de quem não quer ver

    • Josie Postado em 14/Nov/2013 às 16:35

      Ou é conivente...

  12. Cassio Pelegrini Postado em 23/Aug/2013 às 15:20

    Faltou citar um adjetivo indelicado muito usado nesse contexto: beleza EXÓTICA. Argh!

    • Oriana Postado em 04/Oct/2013 às 08:35

      Verdade!!!! Exótica por que? Se eu tivesse penas azuis, vermelhas e roxas entenderia o sentido da frase... Mas sem esses atributos, não faz sentido. Não sou exótica, sou NEGRA, obrigada!

    • Rebeca Postado em 04/Dec/2013 às 13:08

      Esse é o pior!

    • priscila Postado em 19/Jan/2014 às 15:09

      Cassio, na realidade essa beleza Exótica não é apenas rótulo para mulheres negras, mas como também é para pessoas brancas e asiaticas, não se define na beleza etnica e sim em traços diferenciados, como bocas grandes ou olhos compactantes, como a Juliana Paes, Jacira de amor aos pedaços e Grazi Massafera,

  13. Loki Postado em 23/Aug/2013 às 15:22

    Zorra, o quanto eu já vi de mulher negra se dizendo morena. Eu digo "que morena linda", da mesma maneira que eu digo "que loirinha linda" ou "que ruivinha linda". Agora, "mulata tipo exportação" é desagradável mesmo...

    • Chris Postado em 20/Sep/2013 às 16:10

      Justamente, não vejo problema algum com isso, loirinha, ruiva, morena... isso é preconceito agora?

    • Oriana Postado em 04/Oct/2013 às 08:36

      Só vale dizer que uma pessoa é morena, quando ela o É!

    • amanda Postado em 30/Oct/2013 às 21:16

      quando eu digo que sou negra as pessoas falam que sou racista, vai entender

    • Jonatas S. Postado em 06/Nov/2013 às 15:39

      Pode crer mano... chamar a loirinha de linda, a ruivinha de linda seriam formas de preconceito também... O texto é meio sensacionalista! Nunca vi alguém chamar de mulata tipo exportação, até porque creio que o sujeito não duraria muito tempo pra contar... aahahahah!

    • Marco Felippe Postado em 13/Nov/2013 às 12:56

      Loki é exatamente esta a questão, estas concepções são tão insistentemente colocadas ao longo de nossas vidas que muitos têm sim problemas sérios de identidade. Ser negro neste país é visto negativamente. Existem sim negros que não se reconhecem como negros. Há uma enorme campanha de invisibilização propagada desde sempre na literatura, na mídia, aonde a figura do negro ou é sempre pejorizada ou simplesmente anulada. Para muitos é melhor não se ver assim, não ser assim, para muitos é melhor não ser negro.

      • projeto sintese Postado em 10/Dec/2013 às 22:58

        Muitos negros do brasil não se consideram negros ou tem dificuldade de se assumir. quanto ao termo moreno ou morena, isso vem da falta de informação, cultura etc: A um certo receio por parte da maioria com relação a palavra ( negro ) devemos ter cuidado com o complexo, tem negros que se ofendem com tudo praticamente. Mas o racismo existe, o preconceito, a discriminação e não é só o negro que sofre com essas coisas com certeza.

    • Josie Postado em 14/Nov/2013 às 16:40

      Negro sempre foi tido como inferior, marginalizado, representava tudo que havia de ruim. Por outro lado havia a política do embranquecimento, valorizando o padrão europeu de beleza. Pergunto: diante do exposto, com quem vc gostaria de ser identificado?

  14. Rodrigo Monteiro Postado em 23/Aug/2013 às 15:23

    Vitor. Pode sim chamar de negra. Mas, você dizer para uma negra: "Você não é negra, você é mulata". É preconceito. Por que uma pessoa não pode ser negra? Ela tem que ser "escurinha", "de cor" etc? O preconceito existe, sim. Quem finge que não existe, é o mair preconceituoso que tem...

    • Pedro Postado em 16/Oct/2013 às 16:35

      "Escurinho" e "de cor" é que nem "branquelo", "transparente" ou "tira camisa na praia e todos ficam cegos" e várias outras BRINCADEIRAS. Preconceito depende do contexto.

    • Sônia Postado em 14/Dec/2013 às 16:36

      É só estudarem para saberem que 'mulata' quer dizer 'MULA'. E muitas ainda se vangloriam com isso. O santa ignorância

    • priscila Postado em 19/Jan/2014 às 15:12

      O que eu acho triste é quando uma negra não se denomina negra, e sim mulata. Ela nega a própria cor!!! Existem negras lindas, elas próprias tem preconceito contra a própria etnia delas, não existe nada de errado em querer sempre ficar mais linda, mas acho maravilhoso quando elas deixam o cabelo curto, todo cacheado e colocam adornos neles. é maravillhoso *o* Mas elas ainda não vêem isso, e preferem alisar o cabelo, que muitas vezes fica rídiculo, ressecado, e ainda elas perdem muito cabelo devido á amonia ....

  15. Wanessa S. Postado em 23/Aug/2013 às 15:24

    De pleno acordo com você, Vitor! Sem acrescentar ou tirar nada! :)

    • Claudia Postado em 29/Mar/2014 às 03:39

      Tenho certeza absoluta q vc é branca pra fazer esse comentário !

  16. Carlos Postado em 23/Aug/2013 às 15:25

    Desde quando na Bíblia está que negro é inferior. Cada gente estúpida vejo nesses comentários; vão estudar antes de espalharem abobrinhas preconceituosas e mentirosas.

    • Fenix Postado em 09/Sep/2013 às 17:50

      Tambem não sei aonde tá escrito na biblia , que negro é gente inferior,só se estiver escrito na biblia dele, que negro é inferior.

    • Arthur Postado em 12/Sep/2013 às 18:39

      Sou ateu, mas sei dessa estorinha bíblica: Durante uma noite de embriaguez, Noé dança pelado. Enquanto dois de seus filhos o cobriam, um ri: Cão. Após o dilúvio, Noé dividiu os três continentes conhecidos na época entre seus filhos. Sem fica com a Ásia, Jafé, com a Europa e Cão, com a África. Aqueles que descendem de Cão devem sofrer a punição. Logo, de acordo com a Biblia, NEGROS DEVEM SER INFERIORIZADOS. Saiba da sua própria religião antes de escrever comentários levianos e ser superado por um ateu, Carlinho, o cego de Deus... Juízo e... "Deus" no Coração.

    • Olegario Postado em 21/Sep/2013 às 20:57

      Antigamente a Maldição de Cam seria o fato de como castigo ele ter ficado negro, mas não tem nada disso na Bíblia. De acordo com uma lenda preservada no Talmud babilônico, Deus amaldiçoou Cam porque ele quebrou a proibição de ter relações sexuais a bordo da arca e então foi amaldiçoado com a "escuridão", no caso, tornou-se negro.

    • Débora Postado em 06/Nov/2013 às 18:24

      Disse tudo Carlos .Parabéns.

    • Magno Brasil Postado em 13/Nov/2013 às 23:40

      Pergunte ao pastor Marcos Feliciano.

    • Magno Brasil Postado em 13/Nov/2013 às 23:41

      No entanto, não concordo com o restante do comentário do Vitor.

    • Luis Eduardo Postado em 14/Nov/2013 às 15:50

      Esta escrito no antigo testamento, fico indignado como posso não acreditar em deus e em religião e saber mais do livro SAGRADO de vocês do que vocês próprios... Acho lastimável

    • cassia Postado em 12/Dec/2013 às 10:01

      concordo com vc...

    • schw Postado em 12/Dec/2013 às 19:32

      que engraçado... sempre achei que Noé fosse um personagem bíblico... vai ver eu me enganei...

    • FRITZ Postado em 28/Mar/2014 às 06:46

      OAUHUAEHAE MANDA ESTUDAR E LÊ A BÍBLIA, O QUE RAIOS TEM A VER RELIGIÃO COM SABEDORIA ? PRA MIM A RELIGIÃO TORNA O SER HUMANO IGNORANTE!!!

  17. Nevandro Postado em 23/Aug/2013 às 15:26

    Eu acho sinceramente triste termos este tipo de conversa num país como o nosso. Acho que o racismo, e qualquer outro tipo de fobia está na cabeça da pessoa. Eu sou de cor branca, porém, meu avô materno era índio, minha avó materna cabocla, meus avós maternos eram poloneses. Porém tenho dois irmãos, os dois, como dizemos aqui no sul, tem cor de cuia, por causa da origem indígena de meu avô paterno. Então, acho que o respeito ao próximo não tem nada a ver com cor, credo ou classe social. E negro, mulato, ou qualquer outra palavra, pra mim refere-se a cor da pele, onde negro são as letras deste comentário. Temos que ter respeito ao próximo, não interessa a cor de sua pele. E quem não tem este respeito é uma pessoa doente e deveria se tratar. Até porque muita gente me chama de alemão e eu nem descendente de alemão sou. Sou o típico brasileiro, cheio de misturas, e não julgo ninguém pela cor de sua pele, caráter, respeito não tem cor.

    • Danúbia Postado em 04/Oct/2013 às 14:12

      E o mundo que vc vive é colorido e feliz que nem comercial de margarina né?

    • Lucas Postado em 08/Oct/2013 às 14:27

      Meu caro, sinseramente vc demonstra pouco conhecimento da realidade, deve viver no mundo das fantasias...preconceito não está na cabeça das pessoas, está ans ações, não tenho preconceito, tenho amigos negros, já fiz sexo com negras, mas não quero que meu filho namore uma negra, ou ainda não quero que esses médicos cubanos venham para o Brasil (são todos negros), ou ainda vejo um negro se candidatando pra vaga de gerente, até faço a entrevista, mas por algum motivo que não sei explicar sempre vou mais com a cara do branquinho....tudo isso meu caro é preconceito...ele precisa sim ser discutido por que faz parte de uma construção coletiva muito enraizada....

    • Débora Postado em 06/Nov/2013 às 18:28

      Só não concordo com a parte de seu texto que diz que o racismo e outros tipos de fobia estão na cabeça das pessoas.

    • Thais Postado em 13/Nov/2013 às 09:56

      Nevandro, tenho que lhe dizer que você não acredita em preconceito porque nunca sofreu.

    • Hugo Postado em 13/Nov/2013 às 12:38

      Concordo. Todos devem ser tratados igualmente e com muito respeito. Racismo é crime e deve ser punido (ou tratado). Somos uma sociedade, é uma pena não sabermos viver em comunidade, poderíamos evoluir melhor e mais rápido se enfrentássemos os problemas comuns juntos.

    • marcela Postado em 14/Nov/2013 às 22:13

      clap! exatamente

    • Machado Postado em 15/Dec/2013 às 09:50

      Final mente alguem com bastante sensible e ética,estou a 100%de acordo com o seu discurso. Acima d tudo o respeito é primordial...

    • Rita Santo Postado em 29/Mar/2014 às 19:51

      Boa colocação a sua Nevandro.

  18. Paula Postado em 23/Aug/2013 às 15:27

    Interessante o texto, bem direto, só que mulata mulato bem de mula, assunto para definir também os escravos

    • Nina Postado em 07/Oct/2013 às 13:55

      A palavra vem do árabe muwallad, que significa pessoa de ascendência mista. Por que os negros e pardos têm fixação em dizer que mulato vem de mula? É para se sentirem mais coitados, mais denegridos, mais perseguidos?.

  19. Sérvio Túlio Postado em 23/Aug/2013 às 15:31

    Vontade de CUSPIR NA CARA desses "comentaristas". Não entenderam uma vírgula do texto.

    • ANONIMO Postado em 10/Sep/2013 às 21:28

      EU CONCORDO .

    • Hugo Postado em 13/Nov/2013 às 12:29

      Então trate-se urgentemente. Vc está bem mais doente que a maioria deles...

    • caios Postado em 13/Nov/2013 às 16:29

      Isso é um comentário altamente preconceituoso contra as pessoas menos inteligentes que vc..

    • Magno Brasil Postado em 13/Nov/2013 às 23:42

      Também acho.

    • Rafa Postado em 08/Dec/2013 às 17:18

      Encontrei a primeira pessoa a falar algo digno deste post...

    • Antonio Postado em 29/Mar/2014 às 13:12

      Isso também é preconceito sérvio. Não aceitar a opinião dos outros mesmo que contrárias as nossas.

  20. Karine Postado em 23/Aug/2013 às 15:34

    Só o item 3, dos traços delicados, que discordo. Sou morena (o que pelo SENSO COMUM no Brasil, seria branca) e estou longe de ter traços delicados... Não à toa me perguntam se sou libanesa. Até tiro onda: Por causa do meu narigão? Rsrsrs... Falam que é o todo, a sobrancelha, o formato do rosto, enfim... O que importa, é que isso independe de etnia. Aliás, quando se diz que tem traços finos já implica certa ignorância e curiosidade sobre o assunto. Há regiões africanas onde os negros têm traços mais delicados e outros com traços mais grosseiros... Pode haver uma solicitação implícita aí de informação: Você sabe de qual região são os seus ancestrais? Igual no Brasil... O pessoal do sul é bem diferente do pessoal do sudeste, que por sua vez se difere do nordeste e por aí vai... Varia conforme a imigração e fatores naturais, como clima. A fenda palpebral dos asiáticos, p.ex., são menores por conta dos ventos gelados (isso é adaptação de milhares de anos)... Na África, onde o sol é forte, claro que seriam mais escuros (mais melanócitos para proteção). E por aí vai, em todas as espécies de animais e vegetais... São adaptações. A propósito, o próprio termo "racista" ou "raça" para humanos já implica ignorância. É que geneticamente não há diferença nenhuma entre negros, brancos, pardos, amarelos... O que temos são etnias. O termo é social e tende a mudar...

    • Pury Postado em 04/Oct/2013 às 19:28

      Gostei de seu comentário...muito pertinente.

    • mariana Postado em 07/Nov/2013 às 14:27

      Grosseiros????? O "grosseiro" é o que é considerado distante do padrão de beleza europeu. É ai que mora o rascismo.

    • Nivaldo Júnior Postado em 24/Nov/2013 às 20:54

      Este foi até aqui, o melhor comentário...Embora o texto seja pertinente dentro do contexto "PRECONCEITO".

    • Emah Postado em 10/Dec/2013 às 10:31

      Parabéns Karine, muito bem informada!

    • Beto. Postado em 16/Dec/2013 às 03:11

      Karine, se você tem traços semitas significa que você tem antepassados semitas (árabes ou judeus) que provavelmente vieram para o nordeste brasileiro. Ou que você é descendente de cristãos-novos (portugueses de origem semita). O nordeste (no interior ou no litoral) é cheio de brasileiros de pele clara ou escura com "cara" de árabes, persas, judeus...

    • Cris Postado em 31/Jan/2014 às 10:28

      Karine, só pra esclarecer, concordo com uma parte de suas colocações, mas aqui no Brasil qnd alguém fala que um negro tem "traços delicados" é, sim, preconceito. Concordo que existem etnias africanas de "traços delicados", mas aqui há uma generalização de se achar que os negros tem nariz largo e devo dizer que não só os negros sofrem preconceito se não tiverem um nariz afilado. O gde problema está nas pessoas não aceitarem o que é diferente, fora da norma ou do padrão ao qual a sociedade está acostumada. Todas as suas colocações a respeito de raça e etnia são totalmente pertinentes.

    • Rita Santo Postado em 29/Mar/2014 às 19:59

      Adorei a sua colocação. Li a respeito sobre essa "variação conforme a imigração e fatores naturais". Realmente o corpo humano mudou geneticamente para conseguir suportar as variações climáticas. Voltamos ao tópico de que a Eva era da África. Ih, os racistas de plantão ficarão umas feras! Agora não mencionarem um termo que ouço até da boca dos negros. Quando alguém quer mencionar algo ruim diz assim: "Isso é nego que ficou de olho e pegou na encolha" ou "Nego quebra o ônibus que vai fazer falta depois". Mas quando vemos tais exemplos, quem faz algo de errado nem sempre é negro ou " de cor". É cada uma!

    • Vania Barros Postado em 30/Mar/2014 às 09:20

      Gostei da tua abordagem Karine. A história que poucos conhecem... a Africa não é um país. A África é um continente.

  21. Francine Silva Postado em 23/Aug/2013 às 15:35

    Eu já ouvi umas coisas, tipo: ai, você não tem traços de negra não. Ai, mas seu cabelo não é ruim. Tem italiano nessa mistura heim, pra nascer bonita assim (ouvi um exatamente assim e fiquei enfurecida). Entre tantos outros que remete ao texto, "nossa, você é bonita para uma negra". Fora o fato de sempre se referirem a mim como morena, por exemplo. Eu não sou morena, sou N.E.G.R.A, não sei qual o problema em dizer isso, não é racismo. Uma vez fui em uma festa, e o irmão da minha amiga quis ir embora e disse, credo, só tem preto aqui, ai olhei pra ele, ele: calma, você é diferente. Faz anos, mas até hoje tenho vontade de perguntar, diferente porque?!!! Amo, Amo, Amo ser negra.

    • David Vecor Postado em 27/Sep/2013 às 12:58

      OS preconceitoS são muitos e estão nas mentes ainda por evoluir. Pena, são bilhões de mentes atrasadas.

    • Neto Postado em 28/Nov/2013 às 05:19

      Francine Silva, você é uma mulher linda! Infelizmente, existe essa deselegância e falta de educação por parte de certas pessoas que, ao falarem com uma mulher, não sabem medir as palavras. O problema é que, ao ler o artigo deste site, a intenção da autora pareceu ser a de colocar até mesmo o elogio a uma negra como racismo. Os jornais e escritores sempre mudam a opinião de como devemos chamar os negros: uma hora dizem que como negros mesmo, outra hora como afrodescendentes. Sinceramente, estou confuso. Mas, por uma questão de respeito, gosto de chamar a todos pelos seus devidos nomes, tanto japoneses, como latinos, chineses etc. Acho que, no Brasil, as pessoas não têm muita identidade nacional, preferindo se identificar com os territórios de seus ancestrais, seja Europa, África ou Ásia. Em particular, acho o povo brasileiro muito bonito e gosto de admirar a beleza das negras, pois me encanta ver uma mulher tão bonita e inteligente como você.

      • Beto Postado em 16/Dec/2013 às 03:14

        Neto, o que são latinos? São os franceses, portugueses, italianos e espanhóis? Ou descendentes deles em qualquer país do mundo e "misturados"/"mestiçados" ou não com outros povos?

      • Cris Postado em 31/Jan/2014 às 10:32

        Neto, acho que vc deve reler o texto, pois ela não quis colocar o elogio a uma negra como preconceito, se vc prestar atenção verá que ela falou em CONTEXTO, e a pessoa que recebe o elogio sabe muito bem qnd o preconceito vem junto. Fui casada com um negro e sei muito bem como uma pessoa pode ser tratada de modo diferente por sua cor.

      • Vitor Postado em 10/Mar/2014 às 21:56

        Particularmente achei o seu comentario o mais sensato até agora. Gostei muito da sua forma de pensar e do modo como foi capaz de argumentar sobre o assunto. Parabéns, é bom ver que algumas pessoas não possuem opiniões pré-formadas e sem fundamento algum.

    • Carolina Postado em 07/Mar/2014 às 02:10

      Po, Francine, desculpa aí, mas eu acho que seria uma das que erraria, então. Acho que se fosse te descrever pra alguém, falaria que você é morena. Não tenho esse caô de falar de negro como "é um moreninho" [enquanto passo a mão no braço], mas acho não acertaria você ser negra. É um pouco complicado, porque somos todos muito misturados aqui no Brasil, então as vezes gera mesmo uma certa confusão. Por exemplo, eu tenho a pele MUITO branca, sardas, cabelo avermelhado, mas não fico nem um pouco confortável com a definição 'branca' [que é a que acabo sempre usando], porque sei que tenho parentes chineses, caboclos, holandeses, portugueses [e português implica: Oriente Médio, Europa e África]. Por outro lado, isso que você falou é muito sério, porque rola mesmo um preconceito ridículo em torno da mulher negra. Ser negra não é nenhum defeito ou ofensa, é como você é e ponto. Existem negras maravilhosas no mundo na mesma proporção que existem as brancas. Eu acho simplesmente triste que as pessoas julguem caráter ou beleza considerando padrões ilusórios eurocêntricos. O preconceito existe, sim, e deve ser problematizado. Francine, você é bonita por quem você é, do jeito que você é: negra/morena/branca/asiática = mulher/guerreira. Abração

    • Branquelo Postado em 21/Mar/2014 às 10:23

      Pô Francine, mesmo nesta foto minúscula você é muito linda!!! Qq tás fazendo que não tá ainda na mídia mostrando tudo isto?

  22. Kalindi Devi Postado em 23/Aug/2013 às 15:35

    Que MEDO de pessoas que acreditam que o preconceito não existe, ou está "na cabeça de quem acha que sofre"! Em alguns países o preconceito é explicito, no Brasil por algum tempo acreditou-se ser extinto, mas hoje (e temos muita literatura sobre isso) está mais do que provado VELADO! Somos todos preconceituosos, até nós mulheres e negras... ficou inrustido em nosso subconsciente e precisamos ser claros sobre isso para que possamos começar a melhorar e entender que nenhum fator como cor, gênero, opção sexual define caráter! Posso dizer que quase que diariamente sofro algum tipo de preconceito (no meu caso principalmente por ser mulher!), e na maioria das vezes esses preconceitos vem em formas de "cantadas" que me menospresam como pedaço de carne, ou ser sem sentimento que pode simplesmente levar um "tssssssssssssssss" interminável de um motorista qualquer quando passo de bicicleta! Isso eu chamo machismo, e machismo É PRECONCEITO! Muito grata a Charô Nunes pelo artigo, me visto em quase todos os seus comentários e acredito essa ser uma boa forma de iniciar uma discussão e trazer a tona informações para que as pessoas parem de segregar e possam amar umas as outras não por serem negras (ou brancas) mas por serem pessoas! Compartilhado!

    • ANONIMO Postado em 10/Sep/2013 às 21:32

      Eu já sofri na minha familía , que nem existe mais pra mim , minha familía paterna , e me sinto afligida por isso , me senti afligida por muito tempo , mas estou me tratando com o piscicólogo e também quero começar a clarear a pele e os cabelos por isso . Mas já passou , e me revolto muito com essa .

    • Leib Postado em 16/Dec/2013 às 03:30

      As mulheres, que são machistas e preconceituosas como qualquer ser humano, são as principais educadoras dos filhos (sejam homens ou mulheres). Quando o filho da mulher dita "feminista" e "contra o machismo que está aí" dá uns pegas na mulherada, a mulher fica feliz e diz "meu garoto é o garanhão", "meu garoto é pegador", "segurem as cabritas", "meu filho é o tal", "meu filho é que é macho". Quando o filho da mulher dita "feminista" e "contra o machismo que está aí" está de bobeira enquanto a mãe ou a tia está carregando algum pacote ou realizando alguma atividade qualquer em cima de uma escada, a mulher "feminista" e "contra o machismo que está aí" logo diz "Onde tem homem mulher não trabalha" ou "Meu filho, vá lá pegar o pacote. Isso é coisa pra homem". Se a mulher dita "feminista" e "contra o machismo que está aí" pega a filha dando/distribuindo geral, se a filha é pegadora, ela diz "Você deixa de ser periguite! Deixa de ser oferecida/à toa". Se a mulher dita "feminista" e "contra o machismo que está aí" tem que resolver algum problema e é casada ou tem namorado ou companheiro, diz "Fulano, vá na frente para resolver isso aí porque você é o homem da relação" ou "Vá lá resolver pra mim. Você é homem. Eu sou mulher" ou "Você vá resolver pra mim. Você é o homem da casa. Não vou ser o homem da casa!". E tem outros mil preconceitos que as mulheres feministas ou machistas demonstram: "Meu filho é pegador, as meninas ficam todas atrás dele, é espada! Meu filho é machão e orgulho da mamãe, vai me dar netos e uma boa nora". E quando o filho um dia tem uma "conversa séria" com a mãe e/ou como o pai e diz "Mãe, sou um homem que gosta de homens. Sou menino que gosta de menino. Sou gay.", a mãe "feminista", "progressista", "cabeça aberta", "da moda", "contra esse machismo/preconceito todo aí da sociedade" etc. diz, depois de um período deprimida e chocada: "Ninguém cria um filho querendo que ele seja gay. Meu filho é gay/homossexual, mas eu gosto muito dele mesmo assim." Todos somos muito preconceituosos. Em família, entre amigos, no trabalho, em sociedade. "O inferno são os outros".

  23. gino Postado em 23/Aug/2013 às 15:35

    E quando se diz "branco de alma negra" é racismo também?

    • Paulo Postado em 06/Oct/2013 às 21:42

      A questão é, onde você ouviu isso?

    • Lucas Postado em 08/Oct/2013 às 14:34

      Claro que sim, mas mesmo nesse caso a vitima é o negro, justamente por associar a cor da pele a algo ruim, veja que não fosse essa construção social, uma frase dessas não teria sentido...seria como falar, ele é Europeu de alma de Ar quente ...veja que uma frase tem todo um significado e juizo de valor enquanto a outra nada quer dizer...isso sim é préconceito...

    • Philipe Postado em 23/Nov/2013 às 01:51

      Tudo tem a ver com o que quer dizer. O significa ser branco de alma negra, provavelmente vc mesmo chegara a conclusao.

    • Arlete Postado em 05/Feb/2014 às 02:57

      Essa frase nunca foi dita!

    • Rita Santo Postado em 29/Mar/2014 às 20:03

      Para mim, quando alguém menciona a cor da pele de uma pessoa para dizer que ela é boa em alguma coisa, precisa interná-la. Desde quando a cor da pele diz quem você é? Alma não tem cor.

  24. gino Postado em 23/Aug/2013 às 15:36

    E quando se diz "que loura linda", ou "branco com samba no pé"?

    • Gobette Postado em 16/Sep/2013 às 21:07

      Loura não é cor de pele...

      • Ella Postado em 21/Sep/2013 às 21:24

        Se vc nasce branca e loira: é etnia da mesma forma, que nascer negra.

      • Daniel Postado em 27/Dec/2013 às 21:07

        Nem morena...

      • priscila Postado em 19/Jan/2014 às 15:15

        toda loura é branca, logo poderia sim ser denominada como cor de pele....

      • banana Postado em 25/Feb/2014 às 19:55

        não sabia que preconceito só existia contra cor de pele...

      • caio Postado em 21/Mar/2014 às 17:25

        e morena é?!

      • Marco Postado em 21/Mar/2014 às 20:31

        E daí que não é cor de pele ? Por acaso cor de cabelo tb não é traço racial ?

    • Blopa Postado em 08/Oct/2013 às 23:45

      Não se equivoque, não estamos discutindo séculos de escravidão dos brancos, mas as consequências ainda muito presentes de séculos de escravidão dos negros, algo que aconteceu em todas partes perpetrada pelos europeus durante a conquista, com apoio da Igreja da Inquisição, porque os negros da África nem eram considerados humanos, o que justificava a exploração. Os indígenas podiam ser catequisados, os negros não.

    • Mariana ALves Postado em 11/Dec/2013 às 18:40

      Nem a loura nem o branco tem um passado histórico de escravidão, sexualização, repressão e agressão racial. Então esse tipo de comparação não existe. É o mesmo de querer lei maria da penha para homens.

    • Rita Santo Postado em 29/Mar/2014 às 20:07

      Hoje em dia com a coloração em moda, até as negras estão podendo ser louras. Ah, e quanto ao "samba no pé", qualquer um pode ter desde que aprenda. Já viu quantos estrangeiros sambam nas avenidas do Rio e de São Paulo?

  25. danilo Postado em 23/Aug/2013 às 15:38

    Não posso chamar minha namorada de mulata ou pretinha? O dia que ela se sentir incomodada eu irei parar, penso que essa é uma questão mais pessoal... concordo que exista sim uma discriminação velada, mas a vezes a galera força a barra para achar algo. Com relação a primeira frase. Simplesmente acho um exagero. Já ouvi muita gente falando que "aquela é uma loira muito linda" ou "uma ruiva muito linda" e nem por isso é descriminação ... Não discordo com muitas coisas que você postou. Apenas achou que elas se encaixam melhor na questão do puro machismo. Hoje a mulher em geral é vista como um produto ... essa é minha visão

    • Observer Postado em 12/Nov/2013 às 09:05

      A mulher hoje em dia é vista como um produto sim, e enquanto uma boa parte delas se compertarem como tais, não há como pensar que haverá mudanças, pois, na hora de vestir como se estivessem se vendendo, como uma mercadoria que deve ser exposta na vitrine, não pensam nisto? Mulher de verdade, tem que se cuidar e se dar o respeito, pois estar atitudes deturpam os sentidos, e fazem com que sejam vistar distorcidamente, quanto ao racismo, penso que morena tornou-se um termo apropriado para não ofender alguns negros que tem vergonha de sua etnia, penso que a sociedade é racista sim, mas infelizmente, vejo muito exagero neste texto, que deixou de discutir questões mais relevantes quanto ao racismo, como a falta de politicas públicas inclusivas não segregacionistas, que poderiam atuar de forma mais ampla que este discurso de madalena arrependida, tenho muitos amigos negros e o que observo é que há certa tendencia em ver preconceito onde de fato não há. Temos que atacar o preconceito verdadeiro, que joga milhões na vala da miséria, já tem muito preconceito para voc^çe ficar procurando preconceito onde não há. No toada deste discurso, falar que uma mulher é linda vai virar preconceito, porque chamou de mulher, dá licença, lutem por coisas mais relevantes, para poderem sedr levadas(os) a sério!

  26. Bruno Costa Postado em 23/Aug/2013 às 15:38

    Não existe racismo? É só não falar nele? Então temos a solução dos problemas! Não falemos mais em pobreza, certo? Quem sabe amanhã o mundo acorda sem miséria? Não falemos que falta políticas públicas de saúde no Brasil, daí amanhã todos serão acordados por médicos e enfermeiros. Não falemos que educação e acesso a cultura! Tudo será lindo e o país vai deslanchar. E não vamos falar de corrupção, daí amanhã tudo será mais ético. Afinal é somente ponto de vista sobre o que é preconceito. Jovens negros terem 2,5 vezes mais chances de serem assassinados no Rio de Janeiro, salários mais baixos entre os negros de qualificação equivalente, é só deixar pra lá. Se para cada negra protagonista em novela, cinema, propaganda eu disser 10 brancas, é só não falar nisso. Muito bom saber da solução dos problemas. Genial!

    • Cíntia Postado em 19/Sep/2013 às 10:25

      Fui muito contemplada neste comentário! Estamos muito fadados ao comodismo, e a não querer suscitar divergências e discussões, talvez, por ser o atalho mais fácil. O fato de Charô Nunes ter usado de seus acúmulos para escrever um texto sobre a temática do racismo (e também um pouco de sexismo) nos faz refletir sobre estas questões, o quanto nós somos de forma velada um pouco racistas nas atitudes e falas, ou o quanto é desagradável passar por esta experiência. Creio que ficar no raso sobre o assunto, fingindo ser algo criado na mente do nado é fácil demais, devemos entender que essas questões tem raízes históricas, econômicas, sociais - que extrapolam as taxas de melanina e adaptações genéticas ao ambiente.

    • Damarceno Postado em 10/Oct/2013 às 21:06

      Entre os comentários, esta, foi a reflexão mais coerente...

    • Carola Postado em 23/Oct/2013 às 22:32

      Eu estou impressionada com ignorância. O mais triste que é algo tão impregnado na sociedade que a discriminação parte de todos os lados de todas as formas e muitas vezes inconscientemente, mas mesmo assim não deixa de ser alimentado e perpetuado. Por favor pessoas busquem informação antes de fazer qualquer critica de um texto ou de uma opinião qualquer. Se de médico e louco todo mundo tem um pouco, de comentarista tem muito mais o que não é errado se expressem mesmo, mas, imploro busquem enxergar além do que as vistas alcançam, não reproduzam informação sem questionar. Ai que triste a pessoa resumir a opinião simplesmente pela vivencia que tem ou que ouviu na televisão. Já parou para pensar que o mundo não iniciou quando nasceu? O que levou as coisas a ser como são? Então é só aceitar ou responder o que acha que é certo sem nenhum embasamento? Quais informações buscaram para comentar o texto? Uma dica quando não tenho informação, conhecimento consistente sobre um assunto, na humildade eu me calo ou ao menos digo não entendi o que você quis dizer com isso, esclareça por favor, então percebo que tenho ou não domínio me calo ou comento. Bruno Costa muito obrigada pelo seu comentário.

    • Karol Postado em 15/Nov/2013 às 18:30

      Sambou na cara da sociedade e dos hipócritas.

    • cassia Postado em 12/Dec/2013 às 10:08

      Bruno concordo com tudo o que vc falou..

    • Meire Helen Postado em 07/Apr/2014 às 13:48

      Perfeito Bruno!! Agora que li seu comentário posso sair dessa página, onde estou FURIOSA com tanta ignorância nos comentários das pessoas. "Preconceito não existe, está na cabeça de quem acha que sofre, é só não falar dele..." MEU DEUS, QUANTO ABSURDO!... Lamentável...

  27. Marcelo Silva Postado em 23/Aug/2013 às 15:43

    O texto é bem interessante para reflexão, mas devemos considerar também que existem poucas frases de cotidiano que são racistas em si, a maioria das inferencias racistas tem seu carater principal revelado pelo contexto. Um amigo que me chamar de neguim (sendo ele branco ou negro) provavelmente não me fará ofensa alguma. Agora se um completo desconhecido, branco, me chamar de neguim, me sentirei ofendido. Com exceção das demonstrações explicitas de ódio racial, a questão é o contexto...quem fala e como fala...

    • Cris Postado em 31/Jan/2014 às 10:36

      Marcelo, concordo com vc e a própria autora fala em Contexto

  28. Livia Postado em 23/Aug/2013 às 15:44

    O espaço de comentários daqui tá começando a competir com o do G1. Haja ignorância. Quem são vocês para julgar como frescura o preconceito que uma pessoa negra sofre desde que abre os olhos pro mundo? Quanta arrogância e crueldade chamar de esquizofrenia aquilo que vocês, (provavelmente brancos e HOMENS) nunca passaram e nunca passarão? Leiam o texto inteiro. E leiam de novo. Mas leiam verdadeiramente, de coração aberto e se colocando no lugar de uma mulher negra que desde criança olha ao redor, nos desenhos, novelas e prateleiras de bonecas e só vê um padrão de beleza de barbies. Não sou negra. Pra mim, todos sempre foram iguais. Já saí com caras negros, loiros, morenos e um ruivo. Mas, mesmo que EU não seja preonceituosa, é claríssimo e evidente que o preconceito ainda é uma triste e forte realidade. E basta ler meia dúzia de comentários para constatar isso.

  29. Sinara Postado em 23/Aug/2013 às 15:45

    Acho que o problema é o que chamamos de rescentimentos. Sou de família com descendência preta. Tenho traços de preta, porém sou branca, minha irmã já é morena. Lá em casa ninguém preocupa tanto com essa questão de cor, COR porquê raça é só uma a HUMANA. Chamar preta de morena eu entendo como um ato de afeto, ou costume; nunca pensei que poderia ser racismo. Falo rescentimento por conta do passado, foi muita brutalidade e não tem justificativa. Concordo que muitas vezes o preconceito vem da pessoa que se sente descriminada, mas nem sempre. A diferença é que quando uma pessoa sofre algum tipo de preconceito, se ela o também sente acaba sendo mais machuca, pq na outra (que não tem o preconceito) ela recebe, mas vê que a pessoa que o praticou não vale uma discução. Os outros pontos do artigo acho q toda mulher já presenciou, nossa sociedade é machista, não é exclusividade da preta. Procuro mostrar meu valor, por minhas atitudes quando esculto algum comentário machista ignoro, pq percebi que quando uma pessoa tem a cabeça fechada não cabe a mim abri-la, mas a própria pessoa.

    • Carlos Alberto Postado em 15/Nov/2013 às 02:26

      Branca com irmã negra, Como assim? Descendência "preta", e a ascendência, vovó, vô, bisa, tata...?

    • Philipe Postado em 23/Nov/2013 às 01:54

      Minha cara o preconceito brasileiro eh de tom de pele, quanto mais negro voce aparenta ser, mais sente a discriminacao.

  30. Pedro Paulo Postado em 23/Aug/2013 às 15:51

    Racismo velado é complicado eim. Mas pra mim, mais importante do que a palavra que é empregada está a intenção por trás do interlocutor. Muita gente diz usa morenx para se referir a uma pessoa negra porque não querem ser ofensivos, já que o termo remonta preconceitos raciais históricos. Mas muitas pessoas já usam simplesmente morena por negra porque cresceram falando assim. Eaí, racismo? Racismo é criar uma cartilha de como chamar as pessoas brancas e as pessoas negras.

  31. Pamella Paine Postado em 23/Aug/2013 às 15:53

    Eu não sou negra, mas acredito que não devo ignorar o texto (que por sinal é muito bem escrito) por fazer parte de uma discussão da minha sociedade. Em algumas partes eu concordo com a visão do Guilherme. Muitas vezes que eu me dirijo a um negro e quando lanço ou retribuo um elogio que não tem como ignorar a questao da caracteristica da cor da pele, eu prefiro chamar a pessoa de morena por não saber a reação da pessoa se eu chamá-la de negra. Eu cresci em um lar meio racista, digo meio pois partia mais da minha mãe e sempre achei ridiculas os comentarios. Até porque sou transexual e sofri/sofro preconceito. O que eu vejo na maioria das vezes, se tratando de questões sobre racismo, e quando quem fala é negro há uma tentativa de segregação, de que o negro é diferente do branco e que o negro merece seu respeito pelo seu historico. Uma vez eu vi um video de uma atriz interpretando uma carta que defendia o sistema de cotas para negros nas universidades, daí ela soltou umas frases extremamente absurdas, do tipo: "branco é rico, o negro merece cota porque é pobre", dentre outras coisas, se eu achar o video eu posto aqui. E isso acaba distorcendo totalmente a idéia de combate ao racismo. Assim como muitas feministas tem mania de se colocar superior aos homens, mas a idéia é igualar os direitos e combater as se gregações. Também concordo com algumas coisas que foram ditas, como o preconceito velado que ronda algumas expressões, como o "negro de alma branca", "mulher negra bonita" e "negra de exportação". Em relação aos outros itens creio que seria interessante abordar uma discussão sobre, mas entendo ser a sua leitura das atitudes de alheios. De qualquer forma é sempre importante expor esses problemas, mesmo que sejam contestaveis, para haver discussão e assim entrarmos em acordo, mas sempre muito importante não se fragilizar ou então se armar diante agumas situações.

  32. Uri M. Machado Postado em 23/Aug/2013 às 15:53

    Eu vejo preconceito somente no item 1, mesmo assim, ainda se pode relativizar. Eu poderia simplesmente chamar uma mulher branca como: "você é uma branquela linda". Penso que a grande maioria dos ouvintes desta frase não se sentiriam ofendidos. Há mulheres lindas das mais variadas cores e isto é algo que me deixa particularmente feliz e agradecido à natureza, que nos fez evoluir de forma diversa e colorida, o que nós dá uma grande variedade de tipos e cores. Particularmente evito carregar minhas frases com tais termos por me preocupar com meu interlocutor(a), sabendo que posso ser mal interpretado e visto como racista, mas confesso que não carrego em mim este e outros preconceitos. Por outro lado, os demais itens podem ou não ser machistas, dependendo da alma de quem assim se expressa. Eu posso perfeitamente dizer "você é uma branquela tipo exportação", dando ênfase ao valor desta mulher, que sendo muito branca ou até mesmo negra, se for o caso, possui muitas qualidades que poderiam ser valorizadas em todo mundo. Eu sonho com uma sociedade em que textos como estes estejam fora de contexto, mas como tem muita gente cristã(negros e brancos) achando que deus não faz acepção por total falta de conhecimento e alienação, uma vez que o deus cristão é justamente o mais racista que conheço, ainda teremos que evoluir muito econômica e socialmente para extirpar da sociedade preconceitos, sejam eles contra negros ou não.

    • Débora Postado em 06/Nov/2013 às 18:37

      Você me pareceu uma pessoa tão centrada no início e o meio de seu comentário ,mas o final foi deplorável no meu ponto de vista.

  33. Pamella Paine Postado em 23/Aug/2013 às 16:01

    Eis o video que mencionei acima, que, ao meu ver, é ridiculo! http://www.youtube.com/watch?v=1uC_a0lskfY&hd=1

    • Danubia Postado em 04/Oct/2013 às 14:18

      Será que é porque vc nunca precisou de cotas?

  34. Ana Julia Postado em 23/Aug/2013 às 16:09

    Pamella, você sintetizou tudo!

  35. Fran Oliveira Postado em 23/Aug/2013 às 16:14

    Eu namorava um cara, ( Isso aconteceu há uns dois anos e meio mais ou menos) eu o adorava. E certa noite ele ficou um tempo olhando para mim, passou a mão no meu rosto, pegou minha mão e ficou olhando por um tempo, em seguida sorriu e me disse: Eu gosto de gente bem branquinha. Na hora eu fiquei apenas olhando para ele e segurando para não dizer tudo que passou em minha cabeça naquele instante. O meu relacionamento com ele durou um ano e o meu sentimento bom por ele resistiu a traição, mentiras, mas a isso não, e confesso que guardo uma mágoa imensa dele por isso.

    • joao aquino Postado em 22/Oct/2013 às 13:06

      isso tudo pra nao parecer preconceituosa? nao que eu ache que voce seja ou nao, mas nao precisa desse tipo de historinha...

    • jean Postado em 28/Mar/2014 às 13:37

      eu diria a um afro.... não é porque você come uma branquinha que você não é racista......

  36. Danilo Postado em 23/Aug/2013 às 16:17

    É impossível negar a existência do racismo, principalmente aqui no Brasil, mas eu acho uma grande besteira pensamentos como os abordados nesse texto... Cada um de nós tem que fazer a sua parte para acabar com o racismo, e o primeiro passo é parar de se vitimizar, de achar que você é inferior ou superior a um branco. Charô, sinto dizer, mas não existe raça negra, na minha concepção só existe uma raça, a HUMANA. Vamos parar de nos preocupar com palavrinhas sobre cor de pele e começar a nos preocupar com ATITUDES. http://www.youtube.com/watch?v=BOvQnvwbJXw

    • Roberto Postado em 11/Sep/2013 às 12:18

      Concordo Danilo, parabéns! Creio que a atitude de nos colocarmos no lugar do "outro" é a maneira de acabarmos com tudo isso que é maléfico. Aprendamos com a vida que devemos olhar o semelhante pelo que ele é e, não pela sua aparência...

    • Flor Postado em 02/Oct/2013 às 18:59

      Palavras são atitudes.

    • Oriana Postado em 04/Oct/2013 às 08:45

      Palavras, quando verbalizadas, se tornam atitudes, meu caro! E, é a partir destas "palavrinhas" que o preconceito é exteriorizado... Ou você acha que a maioria das pessoas que tem pensamentos racistas vai sair por aí, atirando pedras e cusparadas nas pessoas atualmente? Te digo que não, pq o direito brasileiro considera (felizmente!) o racismo como CRIME INAFIANÇÁVEL e ninguém quer correr esse risco, né?!

  37. Cris Postado em 23/Aug/2013 às 16:20

    É impressionante a ignorância e capacidade de algumas pessoas em fingir a inexistência do racismo no Brasil. Inacreditável. Hipocrisia reinante e nojenta. Oxalá pudessem passar um dia na pele de uma pessoa negra para ter pelo menos alguma noção. Por sorte, trata-se de uma minoria, e há muitas pessoas sérias trabalhando todos os dias para que o País evolucione neste sentido.

    • Antonio Postado em 29/Mar/2014 às 13:25

      achar ignorancia o fato de pessoas pensarem diferente de vc também é preconceito cris.

  38. Cris Postado em 23/Aug/2013 às 16:25

    Também seria importante que cada um de nós, negros, façamos valer o que somos. O processo está sendo lento, mas a cada dia, avançamos. Reflexões como esta são uma prova disto.

  39. Fagner Postado em 23/Aug/2013 às 16:28

    Pamella Paine O vídeo é muito relevante, mas talvez "essa conversa não seja sobre você"....

  40. Letícia Contilde Postado em 23/Aug/2013 às 16:31

    saia justíssima. sou mulher, branca, mas pensa brancona, sou eu. tenho dentro de mim uma preocupação imensa em não ferir as pessoas de modo geral, sejam homens, mulheres, de qualquer cor, credo, partido ou histórico de vida. tenho tido a preocupação de mostrar à minha filha que preconceito não pode existir, não pode ser nem sequer cogitado. te conto uma história que me enche de nostalgia e até me causa certo orgulho. minha filha tinha uns 2 anos, talvez menos. uma noite, pedimos uma pizza. chega à porta um motoboy negro. ela olha pra ele e pergunta: "que cor tu é?" e ele respondeu: "sou preto, tu achou bonito?" e ela sem piscar olhando pra ele disse: "achei muito bonito!" e eu do lado, sem jeito, pensava que qualquer remendo seria terrível. o rapaz olhou de novo, e disse: "se tu me achou bonito, então eu posso te dar um abraço?" na mesma hora ela levantou os braços e deu-lhe um abraço e um beijo. agradeceu a comida que ele havia levado, e disse tchau. foi bom, e puro... sincero. nós temos que plantar apenas as sementes que floresçam de amor. já trabalhei em lugares onde existem pessoas tão sectárias, tão mente fechada, que falavam alemão em reunião de professores, que me hostilizavam, simplesmente porque o "diferente" entre as pessoas assim é visto como prejudicial à ordem. bom, me estiquei demais, mas é bom saber como as pessoas se sentem, o preconceito já está tão arraigado que cometemos uma série de gafes sem nos darmos conta. obrigada querida, por tomar teu tempo em abrir nossos olhos.

    • Rosinei Postado em 17/Sep/2013 às 09:28

      Isto realmente é que fará a diferença para as gerações futuras Leticia. Muito obrigado pela sua experiência inspiradora. Também tenho um filho e o que realmente importa é tentarmos ensinar a eles que somos todos iguais (Filho de um mesmo Deus), e que Ele não faz distinção de pessoas; temos que aprender e ensinar desta forma. Pelo menos temos que tentar!

    • Petinha Postado em 01/Dec/2013 às 14:03

      Melhor comentário. Grata por compartilhar. Valeu a pena ter lido todos os comentários, só para chegar até aqui. :)

    • Taís Postado em 03/Mar/2014 às 13:13

      Leticia, acredito que sua postura como mãe é correta, vejo que as crianças reproduzem o preconceito que aprendem com os pais, como professora vejo que os alunos mais preconceituosos são criados por pais preconceituosos e ridículos. Ninguém é obrigado a gostar de pessoas diferentes, mas respeitar é sim uma obrigação!

      • caio Postado em 21/Mar/2014 às 17:30

        vc quer que as crianças sejam robozinhos e reproduzam o que a sociedade quer?!

  41. Renan Mendes Postado em 23/Aug/2013 às 16:40

    Lembrei daquela famosa marchinha de carnaval: "Mas como a cor não pega, mulata, mulata eu quero o seu amor"...

    • Sarah Postado em 26/Nov/2013 às 16:36

      A cor não NEGA!

  42. luis Postado em 23/Aug/2013 às 16:43

    De acordo com esse texto, a próxima vez que eu ver uma negra, vou sair de fininho... ô chatice!

    • Oriana Postado em 04/Oct/2013 às 08:46

      Da próxima vez que vir uma negra, a respeite! Já basta!

    • stef Postado em 21/Nov/2013 às 10:53

      BOA!!!!

  43. Maluf_PT Postado em 23/Aug/2013 às 16:44

    como elogiar uma mulher negra? ter tesão por negras e mulatas é preconceito?

    • Oriana Postado em 04/Oct/2013 às 08:47

      Elogiando-a como mulher! Gente, é tão difícil entender isso????

    • nilson Postado em 03/Dec/2013 às 12:02

      Segundos os negros é sim. Muita frescura. Eu não olho a cor, olho o que me agrada. Acho que isso também é racismo. Kakakaka

    • M Santos Postado em 04/Feb/2014 às 16:42

      Não! Neste caso será apenas questão de preferência sexual.

  44. Pamella Paine Postado em 23/Aug/2013 às 16:55

    Fagner, não é sobre mim mesmo, porque o video começa com "queridos estudantes brancos de classe média que faz cursinho pré-vestibular particular". Não fiz cursinho, estudei o ensino médio em uma escola particular, porém, minha mãe pagava com serviços de cabelereira pra familia da diretora, porque eram amigas. Haaa, e eu estudei 3 anos do ensino fundamental numa escola publica, e pela minha lembrança, tinham bastante negros tanto quanto brancos. A faculdade que eu entrei não era super concorrida, eu ganhei um carro sim, mas um fusca, que tive de vender porque eu mesma nao tinha condições de mantê-lo, e também, durante a faculdade tive a oportunidade de fazer estágio de professora numa escola publica de ensino médio, e PASME, tinha gente branca estudando lá!!! =D Realmente, a conversa não é sobre mim, e eu tbem nao me comovo com essa mensagem.

  45. Rogério Romani Postado em 23/Aug/2013 às 16:55

    Negra, a cor do pecado!! Essa frase é racista?

    • Philipe Postado em 23/Nov/2013 às 01:59

      completamente.

    • Jaqueline Postado em 05/Jan/2014 às 14:33

      Sim! Sem dúvidas!

  46. Flávia Postado em 23/Aug/2013 às 16:57

    O preconceito só existe na cabeça de quem sofre? O racismo no Brasil é mais que uma realidade atual, é uma ferida social, histórica, que os alienados despolitizados e, muitas vezes, brancos, não entendem, não concebem a gravidade da coisa. Nunca é demais falar sobre racismo no Brasil. O Brasil foi construído sobre os alicerces da escravidão, hierarquização e segregação, a matéria prima que constitui este país é a ideia de que negros (e índios) são objetos e mercadoria. Concordo com os comentários sobre a troca de "negra" por "morena", muitas vezes o segundo é escolhido com boa intenção, a de evitar conflitos. Mas isso sozinho nos leva a pensar que se esses conflitos precisam ser evitados, é porque existem e precisam ser trabalhados. Porque nós sabemos bem o suficiente que nossa realidade não dá lá muitos motivos para que um negro seja feliz com sua cor, e existem, sim, negros que não gostam de ser chamados de negros. Dá pra culpá-los? Acho que não. E o mais sofrido é que tem muita gente dizendo que no Brasil não existe racismo e não é problema ser negro, mas sai por aí chamando negro de moreno pra evitar confusão. Se não é problema ser negro, porque então a confusão existe? E sobre a necessidade de falar que uma mulher negra é "uma negra bonita" e não "uma mulher bonita", o texto foi bem claro. Ninguém nunca fala com uma pessoa branca "você é uma branca bonita", então por que é tão necessário ressaltar a cor da negra na hora de elogiá-la? A impressão que fica é de que é natural que se a pessoa é bonita, ela é branca, não precisa mencionar isso. Mas se ela é negra, é bom ressaltar; você não é uma simples mulher bonita, você é uma NEGRA bonita, o que é fora de comum visto que negras normalmente são feias. Não existe outra forma de interpretar esse tipo de comentário, denota pura e simplesmente que a pessoa não consegue, jamais, parar de pensar no fato de que está falando com uma negra, e não com uma pessoa, sempre uma negra. Pessoas brancas são pessoas, e pessoas negras são negras. Mas, claro, não existe racismo, racismo é só na cabeça de quem sofre. Aham.

    • Bruno Santos Postado em 16/Sep/2013 às 23:17

      Perfeito comentário Flávia, faço das suas minhas palavras!

  47. Pamella Paine Postado em 23/Aug/2013 às 16:59

    E a gata que escreveu o texto esqueceu que muito pior que os negros estão os índios, e as cotas raciais pra índios ainda é menor que dos negros.

    • Danubia Postado em 04/Oct/2013 às 14:22

      sniiiifff

    • caio Postado em 21/Mar/2014 às 17:34

      cota pra fracassado entrar em universidade realmente é o ``melhor caminho´´, ironic mode!

  48. ILLER Postado em 23/Aug/2013 às 17:03

    Vítor, Deus existe sim para sua tristeza e decepção, as pessoas, os seres humanos foram que se afastaram dele e o mundo está hoje nessa confusão por isso mesmo, pelo fato de as pessoas quererem fazer Deus à sua imagem e semelhança e não o contrário....é uma lástima ver artigo assim quando que por mais boa vontade que seja, promove a injúria racial.O que perguntar se lá fora se vendem a imagem de mulatas nas passarelas num total OBA-OBA?.......a exposição da própria imagem com trajes sumaríssimos promove isso, a hiperssexualização tornado o Brasil num país do OBA-OBA mesmo, onde os estrangeiros veem aqui para a prática do tal turismo sexual e leiam o que Danilo Gentilli falou acerca de um artigo sobre o preconceito.........resposta sábia e evidente:...."Alguém pode me dar uma explicação razoável por que posso chamar gay de veado, gordo de baleia, branco de lagartixa, mas nunca um negro de macaco?" (GENIAL) "Na piada do King Kong, não disse a cor do jogador. Disse que a loira saiu com o cara porque é famoso. A cabeça de vocês é que têm preconceito." Mas, calma! Essa não foi a tal resposta genial que está no título, e sim ESTA: "Se você me disser que é da raça negra, preciso dizer que você também é racista, pois, assim como os criadores de cachorros, acredita que somos separados por raças. E se acredita nisso vai ter que confessar que uma raça é melhor ou pior que a outra, pois, se todas as raças são iguais, então a divisão por raça é estúpida e desnecessária. Pra que perder tempo separando algo se no fundo dá tudo no mesmo? Quem propagou a ideia que "negro" é uma raça foram os escravagistas. Eles usaram isso como desculpa para vender os pretos como escravos: "Podemos tratá-los como animais, afinal eles são de uma outra raça que não é a nossa. Eles são da raça negra". Então quando vejo um cara dizendo que tem orgulho de ser da raça negra, eu juro que nem me passa pela cabeça chamá-lo de macaco, MAS SIM DE BURRO. Falando em burro, cresci ouvindo que eu sou uma girafa. E também cresci chamando um dos meus melhores amigos de elefante. Já ouvi muita gente chamar loira caucasiana de burra, gay de v***** e ruivo de salsicha, que nada mais é do que ser chamado de restos de porco e boi misturados. Mas se alguém chama um preto de macaco é crucificado. E isso pra mim não faz sentido. Qual o preconceito com o macaco? Imagina no zoológico como o macaco não deve se sentir triste quando ouve os outros animais comentando: - O macaco é o pior de todos. Quando um humano se xinga de burro ou elefante dão risada. Mas quando xingam de macaco vão presos. Ser macaco é uma coisa terrível. Graças a Deus não somos macacos. Prefiro ser chamado de macaco a ser chamado de girafa. Peça a um cientista que faça um teste de Q.I. com uma girafa e com um macaco. Veja quem tira a maior nota. Quando queremos muito ofender e atacar alguém, por motivos desconhecidos, não xingamos diretamente a pessoa, e sim a mãe dela. Posso afirmar aqui então que Darwin foi o maior racista da história por dizer que eu vim do macaco? Mas o que quero dizer é que na verdade não sei qual o problema em chamar um preto de preto. Esse é o nome da cor não é? Eu sou um ser humano da cor branca. O japonês da cor amarela. O índio da cor vermelha. O africano da cor preta. Se querem igualdade deveriam assumir o termo "preto" pois esse é o nome da cor. Não fica destoante isso: "Branco, Amarelo, Vermelho, Negro"?. O Darth Vader pra mim é negro. Mas o Bill Cosby, Richard Pryor e Eddie Murphy que inspiram meu trabalho, não. Mas se gostam tanto assim do termo negro, ok, eu uso, não vejo problemas. No fim das contas, é só uma palavra. E embora o dicionário seja um dos livros mais vendidos do mundo, penso que palavras não definem muitas coisas e sim atitudes. Digo isso porque a patrulha do politicamente correto é tão imbecil e superficial que tenho absoluta certeza que serei censurado se um dia escutarem eu dizer: "E aí seu PRETO, senta aqui e toma uma comigo!". Porém, se eu usar o tom correto e a postura certa ao dizer "Desculpe meu querido, mas já que é um afrodescendente, é melhor evitar sentar aqui. Mas eu arrumo uma outra mesa muito mais bonita pra você!" Sei que receberei elogios dessas mesmas pessoas; afinal eu usei os termos politicamente corretos e não a palavra "preto" ou "macaco", que são palavras tão horríveis. Os politicamente corretos acham que são como o Superman, o cara dotado de dons superiores, que vai defender os fracos, oprimidos e impotentes. E acredite: isso é racismo, pois transmite a ideia de superioridade que essas pessoas sentem de si em relação aos seus "defendidos" Agora peço que não sejam racistas comigo, por favor. Não é só porque eu sou branco que eu escravizei um preto. Eu juro que nunca fiz nada parecido com isso, nem mesmo em pensamento. Não tenham esse preconceito comigo. Na verdade, SOU ÍTALO-DESCENDENTE. ITALIANOS NÃO ESCRAVIZARAM AFRICANOS NO BRASIL. VIERAM PRA CÁ E, ASSIM COMO OS PRETOS, TRABALHARAM NA LAVOURA. A DIFERENÇA É QUE ESCRAVA ISAURA FEZ MAIS SUCESSO QUE TERRA NOSTRA. Ok. O que acabei de dizer foi uma piada de mau gosto porque eu não disse nela como os pretos sofreram mais que os italianos. Ok. Eu sei que os negros sofreram mais que qualquer raça no Brasil. Foram chicoteados. Torturados. Foi algo tão desumano que só um ser humano seria capaz de fazer igual. Brancos caçaram negros como animais. Mas também os compraram de outros negros. Sim. Ser dono de escravo nunca foi privilégio caucasiano, e sim da sociedade dominante. Na África, uma tribo vencedora escravizava a outra e as vendia para os brancos sujos. Lembra que eu disse que era ítalo-descendente? Então. Os italianos podem nunca ter escravizados os pretos, mas os romanos escravizaram os judeus. E eles já se vingaram de mim com juros e correção monetária, pois já fui escravo durante anos de um carnê das Casas Bahia. Se é engraçado piada de gay e gordo, por que não é a de preto? Porque foram escravos no passado hoje são café com leite no mundo do humor? É isso? Eu posso fazer a piada com gay só porque seus ancestrais nunca foram escravos? Pense bem, talvez o gay na infância também tenha sofrido abusos de alguém mais velho com o chicote. Se você acha que vai impor respeito me obrigando a usar o termo "negro" ou "afrodescendente" , tudo bem, eu posso fazer isso só pra agradar. Na minha cabeça, você será apenas preto e eu, branco, da mesma raça - a raça humana. E você nunca me verá por aí com uma camiseta escrita "100% humano", pois não tenho orgulho nenhum de ser dessa raça que discute coisas idiotas de uma forma superficial e discrimina o próprio irmão."

    • Daniel Postado em 22/Sep/2013 às 20:57

      Que brisa louca. Se vc não percebeu o quanto é racista, só lamento.

    • ponce Postado em 24/Sep/2013 às 10:58

      deus não existe...

    • Antonio Postado em 27/Sep/2013 às 05:54

      Concordo perfeitamente, tenho muitos amigos de cor , que seja negra , amarela, não interessa, os tempos passados não servem de desculpa para teremos de ter uma especial atenção a cor negra, racismo existe em todas as LINGUAS , dentro da cabeca das pessoas, sou branco, português , estive a trabalhar 5 anos em africa negra , em Angola, e posso dizer que racismo explicito existe também em Africa em relação aos brancos, mas ai...existe sempre a desculpa que fomos colonizadores , racismo so existe porque alguns se sentem superiores e outros inferiores, complexo da inferioridade..nao venham agora divigar com palavras para justificar o que sofrerem ou o que fizerem sofrer, não foi preciso vender ou comprar escravos a 500 anos, basta olhar para o seculo xx, com os judeus, ciganos, ect...

    • Thiago Postado em 08/Nov/2013 às 22:12

      " Se é engraçado piada de gay e gordo, por que não é a de preto?" Não, meu caro. Não é engraçado piada de gay e gordo. Só o acha quem é hetero (e heteronormativo) e está dentro do padrão de beleza socialmente aceitável. Não vou falar sobre quem acha piadas de negro engraçada.

    • Nathalia Coelho Postado em 08/Feb/2014 às 19:57

      texto do danilo gentili

    • Gleison Postado em 21/Mar/2014 às 23:31

      Gostei do seu comentário.

  49. Fernando Nunes Postado em 23/Aug/2013 às 17:16

    Li o texto e todos os comentários e fico, cada vez mais, horrorizado com o que vejo! É tanto preconceito misturado que dói aos olhos... Racismo, Machismo... O texto é super bom, muito bem escrito. Os "argumentos" que mais indignam é o de "preconceito ao contrário", "manual de como chamar as pessoas", "preconceito está na cabeça de quem sofre, ou acha que sofre"... Quanta babaquice! O Brasil é um país extremamente preconceituoso, racista, homofóbico, machista. Só não vê quem não quer, e geralmente são as pessoas que tiram vantagens desses preconceitos. Eu já fui beneficiado por isso. Em uma seleção para emprego o meu concorrente negro não foi contratado e eu fui, sendo que o nosso currículo era o mesmo. Como eu me dei bem eu vou fechar os olhos para a discriminação que existe? NÃO! Não sou mulher, mas sei que o machismo é dominante na sociedade brasileira. Alguns caras que postaram aqui são tão boçais que nem devem saber elogiar uma mulher, independente da cor da pele delas. Não devem ter capacidade de desenrolar um diálogo, no mínimo, inteligível.

    • Karol Postado em 15/Nov/2013 às 18:39

      Achei muito digno da sua parte não assumir a postura hipócrita da maioria da sociedade.

    • Hiro Postado em 12/Dec/2013 às 12:29

      Argumento inútil, porque é baseado numa generalização: "O Brasil é um país preconceituoso" isso é uma metáfora para "todos os brasileiros são preconceituosos". Fora que qualquer generalização invariavelmente incorre no erro, o povo brasileiro é dos mais, se não o mais, tolerante do mundo. Basta observar que as relações entre pessoas dificilmente se limitam por raça ou cor.

  50. Fernando Nunes Postado em 23/Aug/2013 às 17:26

    Esse texto, se é que do Danilo Gentilli, é de uma idiotice tremenda. Raça é um conceito sociológico, não biológico. Nós somos seres sociais. Não somos animais biológicos, pura e simplesmente. O Sexo não é só para reprodução quando a fêmea está no cio. A maior prova de racismo é definir como "politicamente correto" usar a expressão afro-brasileiro. Eu uso a palavra NEGRO, porque isso não é ofensa! Simples assim!

  51. Thiago Postado em 23/Aug/2013 às 17:29

    Obrigado pela censura do meu comentário, Pragmatismo Político! Realmente esse site anda às ultimas, de mal a pior. E eu que ainda botava fé em alguma coisa aqui. Liberdade de Expressão agradece, cretinos.

  52. Fagner Postado em 23/Aug/2013 às 17:31

    Flávia Parabéns pela contribuição, percebe-se que você é estudiosa do assunto !! :) Peço aos críticos para terem um pouco mais de sensibilidade, vejo que muita gente monta sua opinião de forma lógica, 1 + 1 = 2, mas nas ciências humanas isso não pode ser feito pois não existe uma lógica exata...

  53. Ana Postado em 23/Aug/2013 às 17:40

    O racismo do brasileiro é impressionante. É como se todos "guardassem" dentro do bolso, ninguém fala que é, mas ele está sempre lá, seja em comentários indiscretos ou essas brincadeiras 'sem maldade'. A mulher já sofre com o machismo que, segundo alguns homens e mulheres, é invenção da nossa cabeça. Acredito que a mulher negra enfrente um problema duas vezes maior, já que é duas vezes discriminada. Sim, moças e moços, é difícil viver numa sociedade do séc XXI que está com a cabeça no séc XIX! Daí surgem esses comentários que me matam do tipo "assim, você nem é negra! É morena clara". São atitudes consideradas normais, mas que perpetuam o cordialismo da discriminação brasileira. Sou mulher, brasileira, mestiça (é raro que alguém seja 100% branco ou negro no Brasil) e ainda guardo o racismo em mim, mas sonho com o dia em que me livrarei completamente dele. Aliás, sonho com o dia em que todos vão fazer o mesmo.

    • Péricles Mineiro Daniel Postado em 03/Dec/2013 às 20:27

      É...mas o racismo não ´uma "qualidade" só dos brasileiros. É uma condição humana. O homem nasce, cresce e morre sendo segregacionista( o recismo é uma forma de segregacionismo): tudo o que lhe é diferente, lhe parece mau, feio, perigoso...O racismo é mil vezes mais forte na Europa, na África, nos Estados Unidos do que aqui no Brasil.

  54. Thiago Postado em 23/Aug/2013 às 17:42

    A autora do texto comete racismo contra si própria nesses itens citados cheios de mimimi escravagista e baboseiras sobre machismo. Elogiar, sentir tesão, apreciar uma mulher negra e exteriorizar isso agora é racismo. Você nasceu negra, morena, mulata , o que for: ACEITE-SE COMO SER HUMANO, e pronto. Esse tipo de texto de mal-gosto só reforça o racismo existente nas entranhas da sociedade. Um dos piores posts que ja li aqui no site. Vontade de aparecer.

  55. renato Postado em 23/Aug/2013 às 17:46

    Parabens a todas as mullheres, um beijo grande. Mulher é o melhor ato de Deus na construção do planeta terra.

  56. cicero de freitas Postado em 23/Aug/2013 às 17:57

    eu gostaria ver intelectuais,discutirem preconceito social,desiguldades,sociais,da monstruosidade que foi a escravidão,de raças não ,até porque só existe um raça a raça humana,negros não é uma raça e os brancos outra raça,somos todos a mesma raça a raça humana,o problema de toda essa situação,é politico social,

    • Nina Postado em 16/Oct/2013 às 14:27

      Humano não é raça, é espécie. Só existe raça quando é conveniente, né? Como na hora de pedir cota racial para conseguir vaga na faculdade ou emprego. Quando não precisa, quando é para argumentar contra racismo etc, não existe raça. Igual a quando um negro chama um branco de branquelo azedo, gasparzinho e quetais, nada acontece.

  57. Sergio Salvador Postado em 23/Aug/2013 às 18:04

    . Prestenção: "Adão e Eva" ou, os humanos origem ERAM NEGROS! Ou vocês pensam que eles foram europeus, orientais, ocidentais? O sítio histórico dos nossos ancestrais é africano. . Outra: A raça pura NÃO É a ariana. Nela FALTA melanina; é carente. A raça pura é a negra, a mais forte, mais completa da espécie humana.

    • [email protected] Postado em 06/Sep/2013 às 18:33

      Exatamente!

    • Blopa Postado em 08/Oct/2013 às 23:30

      Há tempo que o conceito de "raça" foi abolido porque não existem raças entre os humanos. A única raça que existe é a raça humana, e dentro dela o que há são etnias.

    • Otto Augusto Postado em 10/Oct/2013 às 22:26

      Adão e Eva não eram negros, eram provavelmente alguma coisa parecida com pessoas do oriente médio. Já avaliaram as passagens bíblicas e descobriu-se, com base nos relatos dos quatro rios descritos Gênesis, que a região do Éden era a mesopotâmia.

    • Otto Augusto Postado em 10/Oct/2013 às 22:30

      Sérgio, eu apoio fortemente um movimento de orgulho negro, mas o que você está dizendo ao escrever que a raça negra é pura e a mais completa é racismo de esquerda.

    • juca Postado em 12/Nov/2013 às 09:22

      racisssta!!!!

    • gleison Postado em 21/Mar/2014 às 23:34

      Que idiotice é essa. ....

  58. Samantha Postado em 23/Aug/2013 às 18:09

    Olha, eu tenho que discordar um pouco em alguns aspectos. Eu super entendo que pessoas negras sofrem bastante preconceito, especialmente as mulheres, fato que por si só já gera preconceito, mas acredito que alguns sentimentos em relação a essas "cantadas" foram levados ao extremo. "Você é uma morena muito bonita" - em relação a você ter orgulho de ser negra, até concordo, as pessoas ao invés de ficarem cheias de dedos deveriam chegar falar: você é uma negra muito bonita. Mas você disse que mesmo nesse caso, você se fenderia. Por que? As loiras carregam o estigma de serem burras, e nem por isso elas vão achar que se alguém chegar pra elas e dizer que elas são loiras lindas estarão chamando-as de burras. O fato de te chamarem de negra não é, necessariamente, algo ruim. Ser negra é uma característica sua, não um defeito seu. "Seu cabelo é muito bonito, posso pegar?" - Concordo que na situação narrada houve preconceito. Mas qual é o problema de voce ter um cabelo bonito e as pessoas quererem pegar? Desde que elas peçam permissão... "Você tem os traços delicados" - traços delicados não são traços finos. Sarah Jessika Parker tem traços finos que não são delicados, e isso a deixa feia, assim como uma nareba gigante deixa não só um negro, mas qualquer pessoa feia. Se a pessoa diz isso, é por que ela provavelmente acredita que você é proporcional. E Alek Wek não é bonita, mas ai já é uma questão de gosto pessoal. Eu daria como exemplo a Cris Viana. "Você tem uma bunda linda" - Nenhuma mulher gosta de ser chamada de gostosa por uma pessoa "desconhecida", por um amigo. Porém, quando é o seu namorado, qual o problema dele achar a sua bunda linda? Ele poderia achar a sua boca linda, a sua barriga linda etc. E cá entre nós, mulheres negras foram agraciadas com uma genética maravilhosa, por que a maioria tem um corpo de dar inveja sem fazer tanto esforço quanto outras mulheres. Há mulheres que têm peitos lindos e são elogiadas por isso. E daí? Se você tem, qual é a implicância? O único que concordo integralmente é o último, levando em consideração a história de abusos e objetização da mulher negra.

    • Humbelina Postado em 21/Nov/2013 às 14:27

      Acho que a questão "morena" X "negra" é semântica. Aquele que estuda um pouco sobre a história e construção do negro no Brasil sabe que principalmente no século XIX houve um "boom" financiado por políticos e estudiosoa da época que buscavam o desenvolvimento do país. Eles alegavam que, por exemplo, nunca seríamos grande se a nossa população fosse de maioria negra...então surge a política de branqueamento, que consistiria em proporcionar em primeiro lugar a vinda de mão de obra estrangeira, branca, além de construir um discurso de "mestiçagem"...daí fortalecem termos como moreno...mulatos entre tantos outros que de alguma forma refletem uma tentativa de escapar ou camuflar seu passado negro...sua ancestralidade negra. Aquelees que compreendem um pouco isso não aceitam essa camuflagem, por isso o termo "moreno" para os politizados pareça um tanto ofensivo. Eu acho!

  59. Leandro Postado em 23/Aug/2013 às 18:35

    comentários como "essa é uma negra bonita!" tambem parece um tanto racista, afinal... toda negra é feia? para que ao surgir uma mulher bonita vc destaca-a como a raridade negra? é polemico, mas acredito que enquanto darmos credito as cores teremos racismo, até mesmo em elogios...

  60. Thiago Leonel Postado em 23/Aug/2013 às 18:43

    Achei um pouco radical demais o posicionamento da autora. Me responda uma coisa: É uma falta de respeito elogiar, independente de cor, a bunda da mulher porquê? Pode até ser, mas nem sempre. Varia de quem está elogiando e da tolerância de quem recebe o elogio. No mais, achei os 5 elogios listados como racismo um absurdo... Já parou pra pensar que, muitas vezes, a pessoa que faz esses elogios não está nem levando em conta a cor da pessoa? Algumas pessoas veem preconceito onde não há.

  61. Cauan Calile Postado em 23/Aug/2013 às 18:46

    No primeiro "elogio": “você é uma negra linda”, acho que em qualquer contexto isso torna-se preconceito. Nunca vi ninguém se referir dessa maneira a pessoas de outras cores. Sua crítica do quarto: "preciso considerar a tradição racista secular desse tipo de discurso. Trata-se de reduzir a mulher a um pedacinho do seu corpo, desconsiderar sua humanidade, transformá-la num pedaço de carne exposto no açougue como aconteceu e acontece diariamente". Foi DEMAIS, sem palavras e o pior que isso não se refere apenas a um grupo, mas em pessoas em modo geral. Já percebeu hoje como as pessoas se avaliam a primeira vista? Um ser humano hoje, seja lá de qual cor for, seja lá de qual sexo, a primeira referência é sempre com esses atributos. Ninguém se olha no intuito de se ver, é de se obter, é fazer uso, usufruir daquele corpo no qual o agrada. Para o homem, a mulher tem que ter os atributos necessários para ser "considerada" e se não tiver, não importa. É uma relação muito conveniente, onde você me oferece o que eu quero, e se você não mais tiver, ou não tiver, eu não quero, você não vale mais nada pra mim.

  62. Marcos Postado em 23/Aug/2013 às 20:00

    O racismo existe sim e talvez infelizmente sempre ira existir, algumas coisas são moralmente proibidas de serem escritas então termino aqui.

  63. Tarciso Postado em 23/Aug/2013 às 20:30

    Quero saber onde este Vitor viu na Bíblia DEUS dizer que o negro é inferior ao branco. Se ele me mostrar isto na Bíblia, eu dou mil reais a ele. O desgraçado vem atacando os cristãos gratuitamente em um tópico totalmente diferente. Realmente mostra como os ateus são soberbos, imbecis, e infelizes em seus comentários.

  64. Enio Postado em 23/Aug/2013 às 20:36

    pessoas, sou japa, e nem por isso passei a vida sem receber um comentário racista. Racismo existe sim qdo as diferenças são exaltadas como algo negativo ou até mesmo positivo, em detrimento de outras pessoas. Racismo existe, em qualquer parte do mundo e quem pode fazer a diferença somos nós em mudar nossos valores e conceitos!

  65. sueli Postado em 23/Aug/2013 às 20:43

    Muito a para ser feito, só a educação pode tirar dos negros a baixa estima, a grande maioria ainda se sente extremamente feliz com qualquer um destes elogios, não adquirimos ainda nem a consciência de que toda essa abordagem é tão e simplesmente preconceito!

  66. Tati Postado em 23/Aug/2013 às 22:34

    Para começar, iniciar uma conversa com qualquer mulher elogiando sua aparência física já diz de um lugar ao qual as mulheres foram submetidas: ser olhada como um corpo, antes de ser uma pessoa. Esse é um traço comum a todos esses comentários, o que no caso das negras é ainda pior: elas são ainda mais reduzidas à condição de corpo que as outras.

  67. Jairo de Sousa Postado em 23/Aug/2013 às 23:13

    Puta merda os primeiros comentários são todos de homens que se não forem racistas são machistas, que merda... Adorei seu posicionamente minha cara, mas alguns comentários demonstram evidentemente algumas coisas desse país: O racismo, o preconceito, o cinismo e a HIPOCRISIA tipica desse povo que respira o mito da democracia racial e sexual.

  68. Mauro Mendes Postado em 23/Aug/2013 às 23:15

    É notório que somos um país miscigenado. Muitos dos que se dizem negros na verdade são mestiços, pois tem algum antepassado que, querendo ou não, é branco ou índio. Negros mesmo são como o Balotelli, e qualquer pessoa mais clara que isso é no máximo mestiça, como a maioria dos que se dizem negros no Brasil. Acredito que essa matéria é exagerada, mas tem uma base verdadeira. E acredito que devemos enterrar de vez essa vergonhosa fase escravocrata que o Brasil teve e que todos fiquem em paz, com os olhos para um novo futuro... Afinal, não dá mais para capturar os escravocratas e leva-los para o tronco, e os brancos de hoje não tem culpa pelo que alguns de seus antecedentes fizeram no passado. Digo alguns, pois nem todo branco, nos séculos 16 ao 19, era senhor de escravos...

  69. henrique Postado em 23/Aug/2013 às 23:58

    Normalmente eu concordo com tudo que é colocado aqui, mas agora essa etiqueta de como tratar um negro pra mim é a coisa mais ridícula que já vi. A moça que escreveu esse texto me parece mais uma patricinha cheia de dedos. Existe racismo sim no Brasil, mas agora, a pessoa ficar ofendida com um elogio? Muitas das vezes a gente vê a índole da pessoa e sabemos se ela está de boa fé ou não. Não e por ser negra ou não mas muitas das coisas que ela falou incomodam. Não vejo o que há de errado em falar em que uma pessoa é uma negra bonita. Eu vivo em uma meio social de maioria branca ou parda, uma pessoa que tem pele bem escura é bem raro, totalmente cabível, assim como falar que é uma india, japonesa, alemã ou qualquer outra mulher bonita. Tem tanto racismo sério rolando que essas neuroses futeis dessa moça ai são uma tristeza

    • Marco Postado em 21/Mar/2014 às 20:50

      Bah, se alguém aqui no RS falar para uma loira que ela é uma alemoa bonita é capaz de receber uns tabefes rsrsrs

    • ricardo Postado em 31/Mar/2014 às 22:40

      vc falou tudo que estava na minha cabeça

  70. Raphael Postado em 24/Aug/2013 às 00:17

    ...E se todos fossemos cegos? A visão é o sentido que nos traz ideias superficiais, e infelizmente esse é o sentido da convicção. "Só acredito vendo" O que falta nas pessoas além da visão, é empatia, pois quando uma pessoa vê, ela vê pra ela, ela sente e depois pensa...Não consegue ver com os olhos dos outros, e esse é o maior problema da visão. Sem contar comerciais de bancos, supermercados, carros... Racismo é burrice. Infelizmente há burros que se acham doutores por toda parte.

  71. Eduardo B Postado em 24/Aug/2013 às 01:38

    Há uma distinção nas tonalidades de pele, Negro ( Traços africanos fortes, bastante melanina), Mulato (Mistura de negro com branco, pele "moreninha") e Pardo (Mistura de mulato com branco, pele mais clara que a de um mulato). Ambas são ligeiramente diferentes, mas todas tem em comum o traço africano. As pessoas que chamam de morena, nem sempre são racistas. Pois chamando apenas de negra estaria ignorando as outras miscigenações, é um assunto delicado.

    • Marco Postado em 21/Mar/2014 às 20:56

      Pardo não é cor ou demais atributos físicos e sim a identidade do mestiço das três ancestralidades formadoras inicias do povo brasileiro, a ameríndia, a européia e a africana.A partir daí temos uma infinidade de tipos mestiços pardos. O governo cataloga pardos como sendo negros ( pretos + pardos = negros ) mas somente os mulatos ou cafuzos de pele escura são aceitos nas cotas.

  72. Marcelo Postado em 24/Aug/2013 às 08:02

    Na minha opinião, discriminação e racismo existe sim. A única diferença é que no Brasil ele é VELADO e lá fora é DECLARADO, como por exemplo no jogo de futebol em que o Roberto Carlos abandonou o campo após um Russo jogar uma banana - http://www.youtube.com/watch?v=6HlSKwhZVmc Aqui a questão ainda é tratada com ironia e como coisa da cabeça de quem está falando e se sentindo inferiorizado, ou como se os negros fossem os culpados ou os próprios e principais racistas. Lá fora, e posso dizer porque vivi, o problema é encarado de frente, principalmente nos EUA onde os negros brigaram, conquistaram seus direitos e sua posição dentro da sociedade. Se assumem e dizem: sou negro ADVOGADO, MÉDICO, JUIZ, ENGENHEIRO, ESCRITOR, PROFESSOR UNIVERSITÁRIO, JORNALISTA etc....lutei pelos meus direitos, conquistei meu lugar na sociedade. Gostem ou não, mereço respeito. E, diga-se de passagem, são respeitados. No Brasil, uma "Lei de Cotas Raciais" teve de ser criada para facilitar o acesso às Universidades o que MOSTRA, e MOSTRA EM CLARO E BOM TOM QUE ESTAMOS ANOS LUZ AQUÉM DE UMA SOCIEDADE MODERNA, AVANÇADA E DEMOCÁTICA no que diz respeito aos direitos minoritários. Sei como é difícil ser tratado com indiferença. Um amigo, por sinal amigo há 34 anos, trabalhou por 18 anos em uma grande empresa, detinha todo o conhecimento da rotina de trabalho de seu setor, ensinou outros companheiros todo o trabalho e na hora da famosa "promoção" lhe deram férias. Ficou sabendo através de UMA AMIGA EM UMA EMPRESA CONCORRENTE que abriria uma vaga para chefia e que uma pessoa sairia de férias, se ela tinha alguém pra INDICAR. Outra, comissária de bordo, de férias na Itália, ao se apresentar como comissária no hotel em que se hospedaria passou por mentirosa e teve de apresentar a Identificação Funcional. Se formos enumerar casos e situações que envolvem racismo não haveria espaço para digitar. Acredito que ao menos aqui, nesse espaço, podemos nos expressar e hoje vivemos em uma sociedade verdadeiramente HIPÓCRITA, PRECONCEITUOSA, INTERESSEIRA, TOTALMENTE INJUSTA quando se trata de saúde, educação e rendimentos (salário mesmo) e que valoriza o que é belo, agradável, atraente, bonito, o que representa PODER E STATUS. Isso é ensinado as crianças desde os seus primeiros anos de vida através da mídia. Pode não ser declaradamente mas inconscientemente sim. O "ser humano", independentemente de sua COR DE PELE, CRENÇA, RAÇA ou CONDIÇÃO SOCIAL perdeu o seu valor. Você é a roupa que veste, o carro que dirige, o celular que usa, o diploma que carrega. Mesmo que seja tudo só "APARENTE" - é isso o que as pessoas têm valorizado. Verdadeiros valores perderam seu sentido. Honestidade, integridade, família, amor, respeito ao próximo, compaixão, caridade, humildade, dentre outros, ESSES SIM acredito devam ser resgatados. Não precisaríamos de passeatas, Movimento Contra Corrupção e Lei de Cotas Raciais.

    • the observer Postado em 12/Nov/2013 às 09:31

      Sou como dizem branquelo, tenho aparencia "careta" e nem por isso deixo de apresentar minhas credenciais quando a situação pede, se você tem algum privilègio por ser comissário de bordo, seja ele de que forma for, é o mínimo que se espera é que tais credenciais sejam apresentadas, pois alguém tem que pagar a conta desse privilégio, e o mesmo vai exigir do prestador de serviço, seja ele qual for os comprovantes da lide. Mais um caso de inferioridade que só terapia resolve.

  73. Eliane Postado em 24/Aug/2013 às 08:25

    Eu já passei por isso muitas vezes. E quando alguém me chama de morena eu insisto em dizer que sou negra, e não existe moreno. Infelizmente o povo brasileiro é racista. As mulheres negras ainda são vistas como um brinquedo sexual ou um troféu de uma ascensão social. Triste realidade.

    • Jaqueline Postado em 05/Jan/2014 às 14:47

      Quem é troféu de ascensão social é a mulher branca...infelizmente

    • Marco Postado em 21/Mar/2014 às 20:58

      Como não existe moreno ? Eu não existo então ? E moreno é gradação. Um negro é mais moreno que um árabe, um mediterrãneo ´[e mais moreno do que um nórdico 9 que não tem nada de moreno rsrsr ).

  74. Laura Postado em 24/Aug/2013 às 12:52

    Gostei do comentário da Sinara... Traduz um pouco do que eu sinto... O preconceito existe sim, principalmente quando vemos alguém tendo dificuldade em nos definir... Essa semana (dia 20/04/13) vi um colega de classe se referindo a uma personalidade negra dizendo que ele tinha "muita melanina"... Por favor, sou negra e me orgulho disso. Já ouvi quatro dos cinco elogios acima trabalhados e não me sinto bem com eles porque, ao final, a sensação que eu tenho é que as pessoas acham que eu tenho sorte por ter traços finos (o que me aproxima do padrão europeus) ou por ser considerada "tipo exportação".

  75. René Duarte Postado em 24/Aug/2013 às 14:25

    Excelente artigo. Racismo existe sim no Brasil e o mais nefasto deles é o que não se assume como tal. Vamos deixar de ser hipócritas ou não superaremos essa cretinice preconceituosa tão cedo.

  76. pedro Postado em 24/Aug/2013 às 14:39

    Bom artigo, com um ressalva: Falar para uma mulata que ela tem a bunda linda e é tipo exportação não é racismo. Duvido que qualquer mulher, de qualquer raça, se sentiria ofendida com isso. Cuidado para não confundir racismo com mal-comismo

  77. Bruno Lima Postado em 24/Aug/2013 às 14:41

    Não sou mulher, nem negro. Sou indígena. Mas não vivo na floresta, não ando pelado, nem caço cotia. Pronto, instantaneamente deixo de ser indígena. Viro moreno ou pardo. Pardo? WTF é um pardo???

  78. Shuma Postado em 24/Aug/2013 às 14:44

    Se comer uma mulata não faz alguém menos racista, então o que faz?

    • Gino Postado em 04/Sep/2013 às 02:02

      comer uma mulata, uma negra, uma ruiva, uma japonesa, uma indiana, etc...

  79. Victor Postado em 24/Aug/2013 às 14:50

    Desde quando tem escrito na bíblia que negro é inferior? Vamos parar de espalhar tanta asneira por aí. Por certo, o sujeito lá em cima viu algum pseudo-intelectual comentando e simplesmente aceitou. O preconceito, de fato, existe. Não adianta querer esconder pra debaixo do tapete aquilo que é realidade no cotidiano. Entendi o ponto de vista que foi expresso no texto e concordo que por trás desses elogios existem resquícios de preconceito. Não se vê ninguém comentando: "Ela é uma branca linda." ou "Nossa que índia linda.". Infelizmente, é a cara da nossa sociedade.

    • Jéssica Postado em 19/Nov/2013 às 16:39

      Nossa que Victor lindo!

  80. 100%PRETO Postado em 24/Aug/2013 às 14:53

    VITOR E JOSÉ FERREIRA, FUMAM CRACK E CHEIRAM PÓ.

    • Thiago Teixeira Postado em 22/Sep/2013 às 14:11

      R.Z.O.!!!!!!!!!!!!!!!!!

  81. Mariana Postado em 24/Aug/2013 às 14:57

    Uma vez me disseram que eu era uma morena linda, aí eu corrigi a pessoa e disse que na verdade sou negra, pra que meu DEus fui falar isso! Tive que ouvir a seguinte pérola: "Lógico que você não é negra, sua pele é bem mais clara do que o de uma pessoa negra, negro é aquele bem escuro, azula mesmo, você é bem mais clara". O duro é que a pessoa realmente não disse isso por mal, foi por ignorância mesmo, falta de conhecimento mesmo. Digo isso porque esse pessoa me conhece desde que nasci,já tem uma idade um pouco avançada e pouco instrução.

    • caio Postado em 21/Mar/2014 às 17:46

      se existe negro puro sangue no brasil, então deve existir alemão, cigano, japonês e todo mundo que não é considerado negro aqui né?!

    • Marco Postado em 21/Mar/2014 às 21:10

      Acho que a ignorante é vc. Negro é raça e raça como conceito só se sustenta em termos sociológicos e não biológicos. No Brasil a construção social que imputa a diferença racial é baseada no fenótipo e não na ancestralidade. Portanto negro é quem é percebido fenotipicamente como negro no contexto social excluídas as opiniões exdrúxulas tipo "Gilberto Gil não é negro" ou "Caetano Veloso é branco". Negro não é etnia ( as etnias ficaram na áfrica ) para alguém achar que atributos culturais se sobrepõem a percepção social baseada no fenótipo.

  82. Tony Montana Postado em 24/Aug/2013 às 15:00

    Carlos falou "Desde quando na Bíblia está que negro é inferior. Cada gente estúpida vejo nesses comentários; vão estudar antes de espalharem abobrinhas preconceituosas e mentirosas." vc não leu genesis noé amaldiçou cam com a pele negra. tenho nojo desses crentes idolatram a um livro que mal conhecem e só leem as partes "bonitinhas" que o pastor ou o padre recitam.

    • Dayvid Postado em 17/Nov/2013 às 12:10

      Tony, onde você viu que Canaã era negro? Desculpe-me mas dizer isso é uma burrice enorme. Se você acredita nisso é porque seu único referencial de religioso é o "pastor" Marcos Feliciano. Em primeiro lugar, isso não faz o menor sentido, pois sabe-se que a cor negra aconteceu com o passar dos anos, em alguns lugares onde a exposição ao sol era maior, mas o descendente foi o mesmo. Outro detalhe, qual sentido faria um filho de noé ser negro e os demais brancos, como isso teria acontecido? O que eu tenho nojo é desses neo-ateístas (não dos ateístas) que se criticam um livro que eles nem conhecem (e nunca leram), utilizam argumentos de interpretação suja e desconhecem teólogos sérios como John Piper e Augustus Nicodemus, e nunca leram um único livro John Lennox. Acorda, o preconceituoso e idolatra aqui é você. Até mesmo a "ciência" já foi utilizada para "provar" a superioridade dos brancos. Isso é verdade? NÃO. Nem por isso eu vou descredibilizar toda a ciência ... E despertou Noé do seu vinho, e soube o que seu filho menor lhe fizera. E disse: Maldito seja Canaã; servo dos servos seja aos seus irmãos. E disse: Bendito seja o Senhor Deus de Sem; e seja-lhe Canaã por servo. Alargue Deus a Jafé, e habite nas tendas de Sem; e seja-lhe Canaã por servo. Gênesis 9:24-27

  83. Tony Montana Postado em 24/Aug/2013 às 15:04

    "Quero saber onde este Vitor viu na Bíblia DEUS dizer que o negro é inferior ao branco. Se ele me mostrar isto na Bíblia, eu dou mil reais a ele. O desgraçado vem atacando os cristãos gratuitamente em um tópico totalmente diferente. Realmente mostra como os ateus são soberbos, imbecis, e infelizes em seus comentários." véi pode passar os 2mil pau pra cá vc nunca ouviu falar na maldição de cam, Gênesis 9:21-27 ah claro, evanjegus nunca leem biblia integralmente só em partes recomendadas pelos pilantras da fé (pastores)

    • Dayvid Postado em 17/Nov/2013 às 12:11

      Cara, eu tive que comentar de novo aqui. Você postou isso mas você chegou a ler o texto? ONDE NESSE TEXTO DIZ QUE CANAÃ TEM PELE ESCURA? "Nossa cara, como você é burro ..."

  84. Felipe Postado em 24/Aug/2013 às 15:06

    Classificação da minha opniao: PP - Pura Palhaçada. A autora defende que é N.E.G.R.A (logo no inicio do texto )e não Morena como se isso fosse algo realmente relevante quanto a ideologia das pessoas. Sou BRANCO, bem branco até alguns me chamam de branquelo e outros ate dizem que eu pareço leite azedo. E estou falando de pessoas brancas e negras. Me chamar assim se tornaria ofensivo caso EU acreditasse que seria uma ofensa. As pessoas deveriam parar de se importar com cor! Somos seres humanos e como seres humanos tratamos uns aos outros como semelhantes por natureza. A sociedade antiga acreditava sim, que negros seriam inferiores, mas isso nao é culpa minha. Isso aconteceu por causa de escravidão dos africanos! Isso nao quer dizer que eu, descendente de português, sou racista e preconceituoso como meus atepassados, e BOBO é o negro que acha que tudo que fazemos é devido a sua cor. Criou-se até um bordão: "só pq eu sou preto" para criar um apelo... Isso sem citar as tais políticas afirmativas que defendem negros, mulheres e homossexuais. ORA! Até onde eu sei são todos seres humanos e portanto devem ser tratados como tais. Eu nao mereço ser tratado de forma diferente por ser negro, ou por ser homossexual. eu devo ser tratado como um homem e pronto! enfim, sem mais. Ridiculo o texto. Só mostra cada vez mais que o racismo realmente existe. E esta mais presente na cabeça dos negros.

    • Keilla Postado em 17/Oct/2013 às 10:54

      As minorías nao tentam ser tratadas de forma diferente, as minorías tentam ser tratadas com igualdade, se lutam por isso é porque nao há igualdadee, é tao difícil assim perceber?

    • jessica Postado em 28/Nov/2013 às 21:40

      Esse seu comentário só prova que o racismo no Brasil existe sim e que VOCÊ é um desses racistas tirado a liberal e sem preconceitos!

    • Jaqueline Postado em 05/Jan/2014 às 14:54

      Mesmo vc não tendo escravizado, mesmo seus antepassados não tendo escravizado, vc usufrui dos privilégios conquistados a partir da ideia de que o branco é superior e negro inferior... Vc pode ter sido chamado de leite azedo a vida inteira, mas passou a vida vendo pessoas de sua cor em posição de destaque... Lembrando que a escravidão ocorrida no Brasil foi de cunho de supremacia racial e não cultural como no caso dos africanos, onde todos eram negros... E mesmo assim, escravidão não se justifica mesmo os africanos tenham escravizado...

    • priscila Postado em 19/Jan/2014 às 15:41

      amei o que vc falou!!!!!!!

  85. Bruno Gomes Postado em 24/Aug/2013 às 15:14

    nuss, alguns comentários racistas mais vamos lá, vi uma moça falando que o relacionamento acabou porque o cara falou que gosta de mulheres brancas... bem, eu me sinto atraido por mulheres brancas do cabelo escuro, é o meu gosto, tenho amigos que gostam de negras de labios carnudos... ele é racista? embora eu sinta atraido por mulher branca e ele por mulher negra, ambos respeitamos e não vemos barreiras em ficar com o oposto do nosso gosto preferencial, os mais preconceituosos as vezes são aqueles que não aceitam o jeito que vieram ao mundo... no tumulo todos nos tornamos iguais...

  86. andrade Postado em 24/Aug/2013 às 15:22

    tenho um amigo músico branco, toca muito e tem um swing excepcional no baixo. galera fala que ele é NEGÃO por dentro. é uma coisa que faz ele sorrir de alegria..

  87. Nise Postado em 24/Aug/2013 às 15:31

    José Ferreira: "O Vitor está certo. O preconceito só existe na cabeça de quem acha que sofre. É quase uma esquizofrenia…" O José Ferreira não sabe o que é preconceito, e não sabe quanta violência o preconceito já provocou. Lamento muito.

  88. Karina Postado em 24/Aug/2013 às 15:36

    Samantha expressou com bastante clareza o que eu penso sobre o artigo, muitos dos comentários que são colocados como ofensivos por serem racista, na minha opinião são ofensivos a qualquer mulher seja ela da cor e raça que for...

  89. Gustavo Postado em 24/Aug/2013 às 15:59

    Então se eu falar, aô que loira hein? to sendo racista também. Nossa que ruiva ! ... Mais uma vez fui racista, caramba que japinha mais kawaii !. (credo seu preconceituoso racista filho da mãe) ... Não acho que falar : "Nossa que morena !" "Você é uma morena muito bonita" ou então falar , você é uma negra linda, oras, tem loira bonita e loira menos bonita, assim como tem mulher bonita e não-bonita, independente da cor, não acho que qualificar a pessoa como "negra linda" seja algo pejorativo, tá parecendo aquela velha história onde o povo tem o preconceito e se justifica inventando preconceito nos outros, discordo em partes do texto

    • jessica Postado em 28/Nov/2013 às 21:42

      Não, se você fizer isso não será só um preconceituso, mas também um sexista idiota!

  90. Klaus Vasconcellos Postado em 24/Aug/2013 às 16:12

    Acho que atualmente há um certo exagero... Ary Barroso compôs "É Luxo Só" (Gal Costa, por exemplo, gravou). Noel Rosa compôs "Mulata Fuzarqueira". Lamartine Babo compôs "O Teu Cabelo Não Nega". Ataulfo Alves compôs "Mulata Assanhada". Caetano fala nos "olhos verdes da mulata" em Tropicália. Até Chico fala da mulata, na música Roda Viva. Todas foram músicas de sucesso. Eles nunca foram acusados de racistas ou de preconceituosos por causa disso. Nunca isso foi visto como ofensa na MPB.

  91. Simone Postado em 24/Aug/2013 às 16:21

    Tenho um tom de pele mais claro e por várias vezes ao me denominar negra ouvi de volta "vc não é negra é morena" , como se estivessem me fazendo um grande favor. Quando ao homem/mulher se sentir atraído (ou não) pela característica física, no caso, a cor da pele isso é simplesmente preferencia e não discriminação a diferença toda está na forma como esse interesse é demonstrado.

    • Marco Postado em 21/Mar/2014 às 21:14

      Não é 'como se estivessem fazendo um favor" e sim tirando a tua pretensão de ser negra enquanto não passa de uma mestiça vira lata rsrsrsrssr

  92. Nayane Postado em 24/Aug/2013 às 16:49

    Não, espera ai. Tony, você está falando que a maldição de Caim foi ele ficar negro? Que loucura, cara. Quem disse essa asneira não foi Deus, foi o Marco Feliciano que não entende nada da Bíblia. Deixa eu te falar algumas coisas. Assim como todos aqui fazem História, Letras ou qualquer curso de Graduação, assim acontece com que quer ser Teólogo e Pastor. Esses caras que estudam na base de 3 meses e pronto, pode tirar de tempo que não merece respeito. Quando temos dificuldade em ler algum texto, vamos na tradução original, pegamos o que a palavra diz de fato e tentamos entender daí. Não há respaldo algum em um estudo assim para se dizer que a maldição de Caim foi ele ficar negro. E outra coisa, ser negro não é maldição, nunca fui e nunca será. Quando você estudar um pouco a Bíblia e parar de assistir Globo e formar sua opinião só com isso, ai sim terá crédito, claro, se tiver um argumento conciso, do contrário, só fala loucura e burrice. Preconceito ainda existe sim, tanto com mulheres negras, como com as brancas, ruivas, morenas, loiras... Já trabalhei em um banco em que clientes não gostavam de ser atendidos por mulheres. Vejam só. E claro, generalizei, mas as negras ainda sofrem sim e principalmente com essas piadinhas. Agora, pessoas comentarem a respeito de Deus e a Bíblia sem um mínimo de conhecimento, é loucura.

  93. Victor Postado em 24/Aug/2013 às 16:56

    Esse Tony tá passando por uma fase complicada em interpretação. Se você me mostrar onde tem escrito, dentro do próprio Gn 9, 18-28, que Deus amaldiçoou os negros aí eu me calo. É tanto que no rodapé, explicação das passagens, tem escrito "A maldição de Cam foi ABUSIVAMENTE interpretada na história como maldição da raça negra." Não existe relação entre essa passagem e a cor da pele dos homens, muito menos essa sua interpretação equivocada de que Deus odiaria os negros. Alguém que se diz um conhecedor tão ferrenho da própria bíblia não poderia deixar passar esse pequeno detalhe.

  94. Victor Postado em 24/Aug/2013 às 17:02

    Concluindo e acabando com essa história de maldição da raça negra: Conhecedor da Bíblia, e estudioso de textos antigos, o frade franciscano detecta na mensagem eletrônica do pastor Feliciano erros graves. Consta no Gênesis uma “maldição”, mas esta recairia sobre o povo Cainita (descendentes de Caim) e não sobre os Camitas (descendentes de Cam, filho de Noé). Os descendentes de Cam seriam os africanos, e sobre eles, portanto não pesaria nenhuma maldição. Já os cainitas são os descendentes de Caim, que, segundo o Gênesis, matou seu irmão Abel motivado por inveja, quando Deus aceitou a oferenda de seu irmão e recusou a sua. “Por ferir o princípio mais importante do Gênesis, que é preservar a vida, recaiu sobre Caim a maldição. Esse povo amaldiçoado nada tem a ver com raça ou cultura, mas com comportamento. Ou seja, as maldições divinas recaem sobre aqueles que têm, assim como Caim, um comportamento assassino”, esclarece Isidoro Mazzarollo.

  95. Francisco Assis Postado em 24/Aug/2013 às 21:33

    comer uma mulata, essa frase não é só preconceituosa mas também denigre a imagem da mulher independente de raça,cor, credo

  96. Patricia Jacques Fernandes Postado em 24/Aug/2013 às 21:59

    Não sou branca, não sou preta, não quero ser classificada pela cor da minha pele, nem pelo meu peso, nem pela minha orientação sexual, nem pelo time que torço. Quero apenas ser respeitada como ser humano da mesma forma como respeito todo mundo. Sou uma mistura de monte de cores e culturas. Não quero ser "pura". Sou minoria, pois sou única. A preocupação com a aparência das pessoas é que está criando toda essa merda de mundo injusto e desigual em que vivemos. As injustiças é que devem ser nossas inimigas, não as pessoas sejam como forem. Outra imbecilidade é essa merda de classificar por raça. Raça não existe no que diz respeito aos humanos. O que se deve fazer é desnaturalizar, desconstruir esse conceito e não reforça-lo. Preto, branco, cor-de-rosa: que diferença faz?

  97. José Ferreira Postado em 24/Aug/2013 às 22:08

    Oras tem muita gente que se diz negra, mas na verdade tem um avô branco ou um bisavô índio. Isso é racismo também. Um cara com a camiseta "100% negro" não é racista, mas um cara que usa uma camiseta com os dizeres "100% branco", só falta o cara levar porrada por conta disso...

    • Jaqueline Postado em 05/Jan/2014 às 14:57

      Muita ignorância esse argumento velho de 100% negro pode e 100% branco não... afff

  98. Raphael Y Postado em 24/Aug/2013 às 22:40

    Antes de discutirem sobre um determinado assunto, é interessante que se tenha a sabedoria no assunto, que entrem no universo intelectual do assunto. O "eu acho", o "pode ser", o "talvez", e nem as diversas "opiniões pessoais" vai ajudar a esclarecer/entender o assunto. Logo será uma imensa lista de "achos" sem nenhum contexto plausível de certeza/solução. O que levará ainda mais a falta de compreensão e entendimento do que se trata o assunto (aqui exposto "racismo"), e as divergências causará insatisfações, acusações, preconceitos e exposição de imagem das pessoas que estão colocando o que "acham" sobre o tema. Ou seja "causará intensas discórdias". Eu acho isso um processo de ignorância muito grande, pois é mais inteligente falar quando se sabe do que "achar" alguma coisa. Eu por exemplo, jamais falaria ou daria minha opinião sobre um time de futebol, que além de não ser o meu, eu não sei nem o nome dos jogadores e nunca nem fui na cidade do time, muito menos assisti um jogo dele. Jamais tiraria uma conclusão desse time porque ouvi no noticiário de esporte uma crítica ou elogio. Porém se quiserem entender melhor sobre o Racismo, leiam sobre ele, estudem o tema, entendam o porque que ninguém pode chamar o outro de "neguin", "pretinho", entendam porque o famoso "pretinho básico" é extremamente racista, o porque a autora se sente alvo de racismo por coisas que parecem pequenas, entendam como a educação brasileira é, como somos eurocêntricos e etnocêntricos. Para começar darei uma dica. Leiam O QUE É RACISMO de Joel Rufino dos Santos. Depois voltem aqui, leiam o texto novamente, vejam o que escreveram, e vejam se ainda concordam com o que escreveram. ps: Gostei das colocações da autora. Até logo.

  99. Nena Postado em 24/Aug/2013 às 23:27

    Para aqueles que não sabem ou ignoram o porquê de muita gente preta se ofender em ser chamado de negro, copiei e colei os significados das duas palavras, segundo Michaeles: Negro: adj (lat nigru) 1 Que recebe a luz e não a reflete; preto. 2 Escuro. 3 Sombrio. 4 Denegrido, requeimado do tempo, do sol. 5 Lutuoso; fúnebre. 6 Que causa sombra; que traz escuridão. 7 Tenebroso, caliginoso. 8 Tempestuoso. 9 Tétrico, horrível, lúgubre. 10 Que pertence à raça ou ramo negro. 11 Ameaçador, medonho. 12 Condenado, maldito. 13 Que anuncia infortúnios; funesto, nefasto. 14 Horrendo, pavoroso. 15 Pervertido. 16 Adverso, inimigo. 17 Execrável, nefando, odioso. sm 1 Indivíduo da raça negra. 2 Escravo. 3 Homem que trabalha muito. 4 poét Escuridão, trevas. 5 Ornit O mesmo que negrinha (ave). N.-d’água, Folc: o mesmo que caboclo-d’água. N. de fumo: fuligem produzida pela combustão dos resíduos do pez, do alcatrão e outras resinas; pó de sapato. N. de marfim: marfim reduzido a carvão. N.-dos-bosques: inseto lepidóptero (Satyrus phoedra). N. fugido: jogo infantil, variação do esconde-esconde. N.-mina: a) assim se denominava certa casta de negros do grupo sudanês; b) nome de uma árvore silvestre. Branco: adj (germ blank) 1 Da cor do leite ou da neve; alvo, cândido. 2 Claro: Vinho branco. 3 Diz-se da raça caucásica. 4 Que é dessa raça. 5 Que tem cãs. 6 Pálido. 7 Limpo. 8 Que não tem nada escrito: Papel branco. 9 Diz-se das armas de aço cortante e pontiagudo. 10 Que não foi premiado (bilhete de loteria). 11 poét Diz-se do verso solto ou não rimado. sm 1 A cor do leite ou da neve. 2 Matéria corante dessa cor. 3 Homem da raça caucásica. 4 ant Patrão, senhor. 5 Espaço livre deixado em uma escrita. 6 Tip Distância maior que os espaços ordinários. Entendi que o espaço aqui seria para mulheres exporem seus sentimentos em relação ao que foi escrito e questionado pela autora, mas li tantos comentários estranhos, oportunistas, avessos que só me reforçam a crença de que o racismo no Brasil é estratosférico. Que o hábito de acreditar que vivemos numa democracia racial só piorou o problema. Afinal, quem mais se beneficiou da crença de que no Brasil não existe racismo? Aos demais, foram enfiados goela abaixo: o direito de se calarem; de não reclamarem; de não exporem seus sentimentos; de não terem consciência de que, por debaixo dos panos, foram excluídos; de NUNCA exigirem reparação, retratação, etc. Essa questão “dá pano pras mangas”, mas vou finalizar com uma frase exemplo de uso pejorativo da palavra negro, porém, bastante pertinente ao texto em discussão: A mulher é o negro do mundo. A mulher é a escrava dos escravos. Se ela tenta ser livre, tu dizes que ela não te ama. Se ela pensa, tu dizes que ela quer ser homem. -- John Lennon

    • Humbelina Postado em 21/Nov/2013 às 14:28

      Concordo com você.

    • Neto Postado em 04/Dec/2013 às 04:13

      Nena, a senhora, apesar de sentir-se tão revoltada, nos fornece exemplos desconexos das palavras, o que nos faz acreditar que sua preocupação esteja mais atenta a meros símbolos e fantasias que a pessoas reais. A senhora, como se faz notar no início de seu comentário, refere-se aos indivíduos de sua etnia como "pretos", e diz-nos que é deselegante chamá-los de "negros". Pois bem, como todos sabem, se um branco, oriental ou indígena chamar alguém de "preto", esta pessoa vai presa, sabia? Existe o termo "afrodescendente", mas que é infeliz, pois, historicamente, sempre houve habitantes da África (principalmente ao norte) que não eram negros/pretos ou qualquer outro termo que a senhora prefira. Parece que a senhora quer tornar-se algo como Deus, o inefável, que não pode ter seu nome dito. Por favor, existem alguns outros pronomes que possam ser sugeridos? Qual faz sua preferência? Vossa Majestade, Vossa Santidade...?

  100. Christiany Postado em 25/Aug/2013 às 00:20

    É fácil falar que o "preconceito só existe na cabeça de quem acha que sofre" se você nunca sofreu, né?

  101. Frederico Postado em 25/Aug/2013 às 00:40

    esse é um tema delicado d+ e é encarado com muita demagogia e pouco bom senso, mas vamos lá... o racismo existe, existiu e sempre vai existir sempre foi e sempre será motivo de curiosidade para todas as raças e culturas fatos inerentes a raças e culturas diferentes, e quando algo não da certo nesse relacionamento a tendencia é haver problemas a imigração japonesa para o Brasil não trouxe diferenças entre japoneses e brasileiros, este é um exemplo positivo de convívio pacifico entre raças. a colonização europeia na africa gerou muitas feridas no povo africano, e brancos não são muito apreciados por la, e a presença de negros e árabes na europa não muito bem digerida por muitos europeus, que associam a presença de elementos dessas raças com aumento da violencia e do terrorismo, esses são exemplos negativos de convivencia entre raças... o que devemos combater é a discriminação racial, isso sim é possivel, apesar das diferenças raciais e culturais temos que enxergar o ser humano, nem todo europeu é racista e imperialista, nem todo negro é marginal e vive e guetos, e nem todo árabe é terrorista, todo ser humano merece uma chance de mostrar que ele é... seguindo esse caminho poderemos viver um pouco melhor com nossas diferenças ninguem é melhor que ninguem

  102. Hermes Postado em 25/Aug/2013 às 11:06

    Muito bom este texto, discordo apenas do 4º "elogio". Não o vejo como um elogio racista, e sim machista pois é usado para todas as mulheres, não importando a cor.

  103. ALex Silva Postado em 25/Aug/2013 às 11:58

    Já ouvi dizerem: "são pretos mas são educados." Pesado!

  104. Lincoln Postado em 25/Aug/2013 às 14:07

    Nunca vi tanto negro não aceitando a sua realidade de... ser negro! Caramba, se a mulher negra recebe uma cantada utilizando a sua cor é racismo! PQP, nada a ver! Se for uma mulher branca receber uma cantada utilizando a sua cor tb é? Esse lance de fortalecer as diferenças dos seres humanos por causa da cor da pele, do formato dos olhos ou do tamanho do seu cabelo só serve para nos separar e dividir! É uma manobra do sistema de dominação e só trouxa cai nessa! Eu digo: Foda-se o preconceito e o racismo! Nem ligo pra isso! Quem pensa em diferenças nem merece atenção.

    • Jaqueline Postado em 05/Jan/2014 às 15:00

      Vc já ouviu uma mulher branca sendo elogiada como "Nossa, que branca linda"? Mulher negra é como outra qualquer que quer ser vista como mulher apenas... E não como "Uma negra bonita"... Pelo nível da sua argumentação, vai ser difícil vc entender...

  105. Isaac Postado em 25/Aug/2013 às 22:05

    As pessoas só precisam esquecer que somos de cores diferentes, parar com o negra linda, parar com o negro forte, é algo tão óbvio, tão evidente, ao mesmo tempo tão desnecessário e irrelevante, pq não esquecemos que somos de cores diferentes e nos tratemos como PESSOAS? Ele é forte, ela é bonita, inteligente, legal, independente de cor ou qualquer coisa, por favor tentem praticar isso.

  106. Emanuelle Postado em 25/Aug/2013 às 23:02

    Uma vez minha irmã passou pelo seguinte comentário: "Acho a sua cor tão linda" ao que ela prontamente respondeu _ Como assim a minha cor é linda???A minha cor é linda como todas as outras cores. Concordo com o Isaac acima, temos que nos tratar como pessoas, independente de cor ou qualquer outra coisa.

    • carolina Postado em 13/Nov/2013 às 09:46

      Poxa vida...mas ta dificil!!! Qual o problema alguem ter dito que gostou da cor da pele da sua irma? Isso não é ofensa! E não...nem todo mundo é obrigado a achar todas as cores bonitas...isto em si não é discriminação. Todos temos nossos gostos e preferencias e as pessoas podem sim achar uma cor de pele mais bonita que a outra. Sou branca e conheço pessoas que não acham bonita a cor da minha pele e me dizem isso sem o menos pudor. O que eu acho? Acho somente fala de educação. Podem não gostar da minha branquelice mas não precisam me dizer isso. Agora...elogios são sempre bem vindos seja qual for a cor da sua pele. Novidade isso...agora não se pode mais nem elogiar. Ta dificil!!! Dizer que não gosta é ofensa e dizer que gosta também é...???

  107. Luciano Postado em 26/Aug/2013 às 00:01

    Humildemente, acho que a cor da pele não é um fator importante para caracterizar uma pessoa, muito menos para menosprezá-la ou não gostar dela. O mais importante é não dar atenção ao que é diferente, pois, assim, cada um viveria no seu próprio mundo. O mais importante é criar amizades e amores procurando as semelhanças que nos unem.

    • Railane Postado em 12/Sep/2013 às 12:07

      Mas infelizmente a cor da pele é um grande fator, IMPORTANTÍSSIMO adentro da sociedade.

  108. clarisse Postado em 26/Aug/2013 às 09:28

    Charô faltou a moreno jambo... Eu sou negra e detesto quando me chamam de moreninha ou algo parecido, e nem gosto quando me chamam de minha preta pois tenho nome e minha preta é pra quem me conhece de verdade somente. O racismo é muito forte porque quando um homem quer falar algum elogio ou dirigir-se a alguma mulher de cor ñ negra normalmente é que mulher linda, ola boneca, você é um arraso é não faz menção a sua cor, pq será? mas em fim gostei do seu texto e pelas postagens de comentários podemos visualizar o quanto o racismo é entranhado nas entrelinhas da sutileza.

  109. Rodrigo Postado em 26/Aug/2013 às 13:19

    Eu sou mulato, e vou usar sempre estas frases quando for conveniente, pois elas adoram. t+

  110. Thamyris Postado em 26/Aug/2013 às 16:52

    Nossa! Cara, eu às vezes tenho pena de morar no Brasil! E às vezes tenho vontade de amaldiçoar o Gilberto Freyre por ter escrito "Casa Grande Senzala". PRIMEIRO: NÃO EXISTE DEMOCRACIA RACIAL! O que há no Brasil é um PRECONCEITO VELADO. SEGUNDO: Pessoas brancas, PAREM DE SE ACHAR COITADINHAS COM PAPO DE "AH, MAS ME CHAMAM DE BRANQUELO E ISSO NÃO É RACISMO, POR QUE?", sério. VOCÊS NÃO SABEM NEM METADE DO QUE É SOFRER PRECONCEITO RACIAL! NEM UM QUARTO. TERCEIRO: PRECONCEITO NÃO É ALGO DE "SÓ NA CABEÇA DE FULANO OU SICRANO" . Engraçado que quem fala isso geralmente, são pessoas brancas. Pessoas que nunca enfrentaram olhares desconfiados de vendedores quando entram em lojas caras, vide o que aconteceu com a Oprah na Rússia. Como disse acima, O PRECONCEITO É VELADO. E está, infelizmente, muito entranhado na sociedade brasileira. Ou por exemplo, quando um negro sai da favela para a polícia é traficante. Agora se sai um cara branco, o cara é apenas usuário. VEJAM AS ESTATÍSTICAS DE JOVENS NEGROS MORTOS E JOVENS BRANCOS MORTOS PELA POLÍCIA. QUARTO: Esse artigo só diz verdades. ESPERO UM DIA QUE ELE PERCA A VALIDADE, mas HOJE ISSO NÃO ACONTECE INFELIZMENTE, POR UM BANDO DE ZÉS-MANÉS QUE ACHAM QUE AS MULHERES (E ISSO SE AGRAVA QUANDO SÃO MULHERES NEGRAS) SÃO APENAS OBJETOS SEXUAIS. QUINTO: NÃO ACABA O RACISMO APENAS PARANDO DE FALAR NELE. SÓ ACABARÁ O RACISMO, O PRECONCEITO, QUANDO BRANCOS E NEGROS TERÃO TRATAMENTOS IGUAIS: OU SEJA SALÁRIOS IGUAIS, QUANDO FOR IMPORTAR (EM UMA ENTREVISTA DE EMPREGO) O CURRÍCULO E NÃO A APARÊNCIA. QUANDO EM LOJAS DE BOUTIQUE TER MAIS FUNCIONÁRIOS NEGROS. QUANDO NÃO IRÃO DEMONIZAR RELIGIÕES COMO O CANDOMBLÉ E A UMBANDA. QUANDO RECONHECEREM QUE AS MULHERES NEGRAS SÃO MUITO MAIS DO QUE UMA "MULATA TIPO EXPORTAÇÃO.". E QUANDO A PALAVRA NEGRO FOR DITA DE FORMA HONESTA, NÃO DE ZOMBARIA COMO JÁ OUVI MUITAS VEZES. E QUANDO NAS CAMPANHAS PUBLICITÁRIAS TIVER MAIS PESSOAS NEGRAS DO QUE UMA OU DUAS. E O NEGRO SER RECONHECIDO COMO UM PADRÃO DE BELEZA TÃO 'NORMAL' QUANTO O EUROPEU É RECONHECIDO. AÍ SIM ACABA O RACISMO. ABRAM OS SEUS OLHOS.

    • japa Postado em 01/Sep/2013 às 21:52

      Representou, desceu a letra. Ass: Japonês

    • anael Postado em 29/Oct/2013 às 16:47

      Moça, sou branco, casado com uma negra, (por ela ser linda, inteligente, carinhosa, gordinha, culta, e também por ser negra), não generalize, tem racismo velado? tem sim!! Eu sei, sou casado com uma negra e de vez em quando escuto umas piadinhas. Mas a forma como vc põe "pessoas brancas", generalizando, também é preconceito!

    • Edmilson Postado em 01/Apr/2014 às 03:06

      Thamirys, Parabens!!! Em comportamento e conhecimento. Bravo!!!

  111. Nena Postado em 27/Aug/2013 às 08:36

    No Brasil, as escravas sempre foram usadas sexualmente pelos Portugueses. A miscigenação teve início desde a vinda do primeiro grupo de africanas para cá. Esse costume não fez / não faz com que homens se tornassem / se tornem menos ou mais racistas.

  112. Duke Postado em 27/Aug/2013 às 12:16

    Como eu disse, é difícil dizer que certas expressões são racistas em si mesmas. Depende muito do contexto em que foram ditas. Aliás, a construção “etnia + adjetivo”, só para exemplificar, não é privilégio das negras. Será que não existe por aí expressões como, morena gata; loira gostosa; japonesa bonita; ruiva linda; mineira gostosa; argentina bonita; e etc.? Também acho que a autora desse artigo, confundiu machismo (promovido pelas próprias mulheres em muitos casos) e desrespeito, puro e simples, (tipo, colocar a mão no cabelo) com racismo. Receber elogios pela bunda avantajada não é exclusividade das mulheres negras. Tão pouco, somente as negras são expostas como fetiche sexual exótico no carnaval. Em matéria de descriminação, o machismo sexista é bem “democrático”. É bom lembrar que o ato metonímico de reduzir o todo humano a partes hypersexualizadas também acontece com os homens. O que é o fetiche pelo homem pintudo, do peitoral definido, com bíceps e tríceps bem torneados e barriga de tanquinho? Não existe o ditado, dito pelas mulheres, que “o lugar da mulher é no tanquinho”? Logicamente, que a pressão social pela erotização, é muito maior sob as mulheres do que sob os homens, nem compara. Mas também, padecemos em certa medida desse mal. Enfim, ela tem razão de reclamar de certos elogios de mau gosto. Mas, nem tudo é racismo, nem tudo é dito para humilhar e esculachar. Pareceu-me que nesse artigo há um certo complexo de inferioridade latente... O mecanismo é parecido, mais ou menos, com o do religioso fanático que só enxerga o diabo em todos os cantos...

  113. Mariana Postado em 27/Aug/2013 às 17:00

    Pior é ouvir:" tu é uma morena bonita" Primeiro: não sou morena, sou negra. Segundo: as outras são feias, na maioria? Ou então: " aquele negro é bem cheiroso" como se fossemos quase todos fedidos. Não é a cor que define se a pessoa é bonita ou feia, cheirosa ou mal cheirosa, boa ou ruim. Um negro pode ser isso tudo, assim como um branco tbm pode.

  114. Slash Postado em 28/Aug/2013 às 01:28

    Eu não entendo essa discussão toda! mas realmente eu prefiro chamar uma pessoa de morena à negra, porque as vezes a propria pessoa se sente ofendida quando o digo! nao consigo ver problema quanto a 1,2 e 3. agora quanto ao 4 e ao 5 sim! o quinto é pior de todos, ninguem merece ser chamado desse jeito! mas a 1,2 e 3 não me convenci porque isso seria problema

  115. Maria Postado em 28/Aug/2013 às 11:56

    Sou de Cabo Verde, estudei no Brasil, é vivivel o preconceito em qualquer lugar do mundo. Eu concordo com o artigo, é muito chato alguem te elogiar mas deixando bem claro que mesmo sendo negro, ja recebi comentarios racistas, mas muitas vezes as pessoas fazem não por querer msm, mas sim pq o preconceito ja esá inrraizado na propria cultura. So pra ter uma ideia, uma vez no onibus umas criança de 4 anos apontou para um amigo meu dizendo: mãe ele é mau. E a mãe pq? E a criança: porque ele é negro. Isto deixa claro que O RACISMO, é cultivado na mente das pessoas desde de cedo, através da midia e demais. Eu sou negra, mas tantas vezes as pessoas falavam no Brasil, vc não é negra, so porque muitos Caboverdianos são bem mais claro que alguns outros africanos. As pessoas tem que intender que a cor da pele não determina o quem vc é, e umas são mais claras que as outras dependendo do grau da mistura dos povos. E tantas vezes as pessoas falavam, o seu cabelo é diferente dos outros africanos, so porque uns tem cabelo mais crespos que os outros. Nos somos uma mistura de varios povos por isso existe diferença na cor da nossa pele mas isso nunca me faz sentir inferior a outras pessoas. No Brasil fui muito bem tratado pela maioria, fiz amigos de verdade e posso dizer familia msm, eu sentia uma princesa no meio da minha faculdade, mas sempre existe os chatos que querem distruir o nosso autoestima, mas ninguem, ninguem mesmo tira o MEU ORGULHO DE SER NEGRA, E NUNCA SENTI NEM SENTIREI INFERIOR EM RELAÇÃO AOS OUTROS.

  116. Paulo Barbosa Postado em 28/Aug/2013 às 15:55

    Meu Deus!!!! Consegui ler todos os comentário.... Realmente, muitos totalmente RACISTAS. Quando eu era adolescente, passava sabão no cabelo pra ficar duro e conseguir fazer um black como meus amigos.... Eles eram quase todos negros. Sou Paulistano, minha infância foi extremamente humilde. Morava num bairro muito pobre de São Paulo, com todas as dificuldades que se possa imaginar... Já presenciei muitas cenas horríveis de racismo contra meus amigos e contra mim também, simplesmente por estar com eles.... Outras vezes, simplesmente por ser pobre... Quando eu tinha 17 anos trabalhei por 4 meses como Office boy numa loja de móveis. Como o salário era baixo,( menor que o salário mínimo), não era registrado, fiquei procurando outro e acabei encontrando. Avisei que ia sair,mas que teria um amigo para me substituir. No dia seguinte, quando chegamos, havia uma meia dúzia aguardando para ser entrevistado. Meu amigo ficou na porta da loja junto com outros candidatos e eu entrei... Falei que, conforme o combinado, tinha trazido um amigo pra ficar no meu lugar. A primeira coisa que ele me perguntou em tom bem arrogante: - NÃO É PRETO NÃO NÉ? Foi uma situação bem constrangedora..... Sou totalmente contra o RACISMO, seja ele de branco para com os negros e também de negros para com os brancos. Adoro meus amigos negros e tenho respeito por todos eles. Acho que as cotas deveriam ser para os pobres e não apenas para os negros... afinal , tem muito pobre branco também. Mas também não admito sofrer preconceito simplesmente por ser branco. O respeito tem de ser mútuo..... Parabéns pelo texto. O Brasil é muito preconceituoso sim. “Quem cede a vez não quer vitória Somos herança da memória Temos a cor da noite Filhos de todo açoite Fato real de nossa história....Se o preto de alma branca pra você É o exemplo da dignidade Não nos ajuda, só nos faz sofrer Nem resgata nossa identidade.... NÃO VAI NO DE SERVIÇO SE O SOCIAL TEM DONO”

  117. Abrahão Turko Postado em 28/Aug/2013 às 19:13

    O Item 4 é bem discutível mesmo,ninguém mentalmente saudável cumprimenta uma mulher dizendo que ela tem a bunda bonita.Mas quando o ambiente permite, isto definitivamente não reverbera racismo,mas uma característica da etnia. A luta contar o sexismo também deve ser mais "malandra", pra não correr o risco de cair no moralismo ortodoxo.Outra bosta.

  118. Duke Postado em 29/Aug/2013 às 12:22

    Acredito que é difícil dizer que certas expressões são racistas em si mesmas. Depende muito do contexto em que foram ditas. Aliás, a construção “etnia + adjetivo”, só para exemplificar, não é privilégio das mulheres negras. Será que não existe por aí expressões como, morena gata; loira gostosa; japonesa bonita; ruiva linda; mineira gostosa; argentina bonita; e etc.? Também acho que a autora desse artigo, confundiu machismo (promovido pelas próprias mulheres em muitos casos) e desrespeito, puro e simples, (tipo, colocar a mão no cabelo) com racismo. Receber elogios pela bunda avantajada não é exclusividade das mulheres negras. Tão pouco, somente as negras são expostas como fetiche sexual exótico no carnaval. Em matéria de discriminação, o machismo sexista é bem “democrático”. É bom lembrar que o ato metonímico de reduzir o todo humano a partes hypersexualizadas também acontece com os homens. O que é o fetiche pelo homem do pênis grande, do peitoral definido, com bíceps e tríceps bem torneados e barriga de tanquinho? Não existe o ditado, dito pelas mulheres, que “o lugar da mulher é no tanquinho”? Logicamente, que a pressão social pela erotização, é muito maior sob as mulheres do que sob os homens, nem compara. Mas também, padecemos em certa medida desse mal. Enfim, ela tem razão de reclamar de certos elogios de mal gosto. Mas, nem tudo é racismo, nem tudo é dito para humilhar e esculachar. Pareceu-me que nesse artigo há um certo complexo de inferioridade latente... O mecanismo é parecido, mais ou menos, com o do religioso fanático que só enxerga o diabo em todos os cantos...

  119. PC3000 Postado em 30/Aug/2013 às 00:25

    Quem pensa que não existe preconceito afirmando que é apenas uma frescura psicológica, manifesta o preconceito de admitir que não sabe o que é segregação por acepção de pessoas pela cor da pele ou tipo de cabelo. Preconceito é ter um conceito mal formado e superficial acerca da natureza ou essência de alguém, que é também aplicável quando se quer fazer acepção de grupos de pessoas pelas características físicas adquiridas na adaptação humana pelas regiões do planeta. As variedades humanas são transformações positivas de uma única espécie que se adaptou aos diversos climas de regiões do planeta, sofrendo mutações a nível genético para corresponder as influências do meio sobre a espécie. Pode-se até fazer um paralelo com relação à evolução e diversificação de idiomas ou línguas por todo o planeta, não sendo nenhuma melhor que a outra, mas apenas meios encontrados pela inteligência humana para se comunicar em determinada região, criando formas concretas de manifestações culturais que servem à sobrevivência em comunidades organizadas. Não existem "raças" humanas, apenas existe uma única espécie humana com suas nuances e sutilezas de adaptação. Somos preconceituosos quando não temos conhecimento disso e agimos pelo senso comum de classificação das aparências como verdades improváveis.

  120. Aline Postado em 01/Sep/2013 às 18:18

    comer uma mulata nao lhe fara menos racista...

  121. Daniele Oliveira Postado em 02/Sep/2013 às 20:44

    Eu sou negra e desde que me conheço por gente, sempre sofri com o racismo na escola, tanto por parte dos coleguinhas quanto dos professores que davam mais carinho e atenção às crianças brancas do que às negras, isso não era só comigo, com meus coleguinhas negros acontecia a mesma coisa. Isso acontece até hoje, só quem sofre o preconceito é que sabe quando ele acontece e que de fato acontece. Nunca pude ser a princesa nas apresentações de teatro pq era uma criança negra, meu sonho era me vestir de princesa e representar a personagem, mas o papel que me davam era de grama, pássaro, pedra... São lembranças que levo comigo até hoje. Quando se fala de cota para negros na faculdade, gera-se a maior polemica, vi que muitos colegas brancos são contra. Porém, ao ver isso, não me envergonhei de dizer nacara deles EU SOU COTISTA! O que me diz disso? Acha que eu não mereço? Não disseram nada... Tive uma vizinha espanhola, que um dia me cumprimentou na rua e disse: VC É TÃO BONITA! MAIS BONITA QUE SUA IRMÃ, PQ VC É MAIS CLARA. Nossa, fiquei de coração partido :( nessa época eu tinha 15 anos.

    • Alessandra Postado em 02/Sep/2013 às 23:48

      Gente que absurdo, já passei por muita situação que vc e sinto a sua dignação.

    • Bárbara Batista de Freita Postado em 06/Sep/2013 às 11:59

      Eu tbm Daniele Oliveira, passei por muitos atos racistas, principalmente na escola e igreja. Quando era pequena sempre m vestia de anjo pra coroar Nossa Senhora no mês de maio. e ouvia das crianças que não existiam anjos negros. Estudava numa classe que a maioria eram brancos, certa vez no dia do aniversário da diretora, minha classe foi escolhida pra presenteá-la em nome da escola, todas nos crianças com rosas na mão, e fomos entregando uma a uma e as crianças iam entregando e recebiam um beijo da diretora, só q quando chegou minha vez ela somente pegou a rosa e pulou pra próxima criança, aquilo me doeu tanto.... Fiquei sem saber pq não m beijou tbm. Essa atitude nunca saiu da minha cabeça. E sou vítima desses "elogios "porcariosos"", como, Vc é negra mais tem os traços diferentes, Nossa como vc é bonita!!!!!, sua pele é tão fina né????? Seu cabelo é fino e nem parece q vc é morena e detalhe, eu sou sarará e por isso ninguém acredita que tom do meu cabelo é natural......

    • Lilian Nunes Postado em 12/Sep/2013 às 12:26

      Acredito que as cotas vão gerar oportunidades que dificilmente seriam conquistadas antes.

    • Monica Postado em 11/Dec/2013 às 15:06

      Daniele: Acredito em tudo o que você disse porque já vi acontecer com as outras pessoas e algumas coisas aconteceram comigo mesmo no Brasil. Hoje moro nos EUA. Sou bem multiracial e aqui muitos têm dificuldade de advinhar até o continente de onde sou, muito menos o país. Acho a adoção do sistema de cotas raciais no Brasil uma péssima ideia. Só gera mais racismo e paradoxicalmente usurpa o beneficiário de sua capacidade acadêmica nos olhos de terceiros. Aqui nos States, volta e meia, ouço que fulano só tem esse emprego porque é negro, ou fulano só entrou naquela universidade porque é minoria. Os invejosos não dão o menor crédito aos beneficiários de cotas,que ficam estigmatizados em suas carreiras. Muito melhor que cota racial é cota social. Não expõe nenhum grupo racial a críticas e beneficia quem realmente precisa de ajuda. No caso do Brasil e de muitos outros lugares, a maioria dos beneficiados seria mesmo os negros ou descendentes de negros. Um grande abraço!

  122. Rodrigo Postado em 04/Sep/2013 às 02:04

    Extremamente exagerada sua colocacao em relacao a ''tracos delicados'' , isso e' um elogio comum 'as mulheres, independente da raca.Tao absurdo quanto as cotas nas universidades, concursos e a exigencia de negros em novelas e comerciais.

  123. Iuri Guilherme Postado em 04/Sep/2013 às 09:06

    Eu aprecio a de Vinícius de Mores: "Eu sou o branco mais preto do Brasil, Saravá!".

  124. Washington Lima Postado em 04/Sep/2013 às 09:16

    Eu particularmente, acho o maior absurdo esse tal de preconceito que ainda ronda o planeta. As mulheres Negras, Mulatas, Morenas, Marronzinho glace. Todas são a beleza mais cobiçada por todos os homens e mulheres. Eu adoro mulheres Negras, Mulatas, Morenas, Marronzinho glace. Elas possuem a pimenta mais quente no corpo, jamais visto, sem comentários. Esta é as minhas considerações finais sobre a mulher + cobiçado do Planeta.

  125. Negro Postado em 04/Sep/2013 às 14:11

    Preconceito existe. Racismo existe. São problemas sérios e devem ser combatidos, sim. Porém, percebi uma certa paranóia ou complexo da autora do texto. Não vejo porque se referir a uma negra apenas como "você é bonita". Se for loira posso dizer "É uma linda loira" se for negra posso dizer "é uma linda negra" se for ruiva também, etc. A autora é tão desconfiada que transforma elogios ao que ela realmente é (negra) em ofensas. Dizer "você é uma negra bonita" NÃO É O MESMO que dizer "você é bonita para uma negra". Isso é uma interpretação sua. Você conta casos de pessoas que se aproximaram para elogiar seu cabelo e você conseguiu achar que o elogio era uma ofensa. Ou seja, qualquer adjetivação, qualquer personalização à sua pessoa (e que não é invenção) você toma sempre com desconfiança. Você não permite que suas características pessoais como - ser negra, ter pele escura, ter cabelo moreno, ter um bumbum bonito - sejam elogiadas, porque para você própria tudo isso é algum motivo de culpa e o elogio é visto com desconfiança. Se elogiarem os seus olhos, você também vai achar que é uma "redução da mulher a uma pequena parte do seu corpo?" você deve ser uma pessoa realmente muito difícil de se conviver, e cheia de culpas e conflitos internos os quais deveria elaborar. Será que nunca nenhum destes elogios poderia ser sincero?

  126. Lucas Postado em 06/Sep/2013 às 15:17

    Concordo com seu ponto de vista ao dizer que as pessoas são racistas (e acho inclusive que são preconceituosas também, mas você também não é ao menos um pouco ao se referir às pessoas de cor preta como "negras"? Quero dizer, se as pessoas analisassem melhor, perceberiam que uma pessoa pode ser vermelha, amarela, branca... Mas não pode ser preta. Por que isso? Incrível esse racismo que as pessoas têm sem nem ao menos perceber, afinal, "negro" não é cor e não se encontra no espectro cromático, sendo assim, afrodescendentes deveriam se considerar pretos, o que no Brasil é considerado ofensa, agravando e fomentando ainda mais esse racismo implícito. Ainda falando sobre racismo implícito, estava meu priminho de quatro anos pintando a lição de casa, quando eu perguntei qual seria a cor do bonequinho do desenho, imagine a minha falta de surpresa ao ver que ele respondeu "cor-de-pele" e me mostrou o lápis rosa-salmão, cheio de inocência. Ao ver isso, eu disse "Primo, por que é que esse é o cor de pele? marrom, amarelo e bege também não podem ser? Olhe só para o meu braço, eu estou mais próximo desse rosa ou desse marrom claro?", a resposta do meu primo foi obviamente o marrom claro, e eu mandei ele dizer à professora que marrom, bege e afins também podem ser "cor-de-pele". Não acho que a professora tenha feito isso por mal, mas acho um absurdo que esse racismo seja ensinado desde a infância. Não leve meu comentário como uma ofensa pois esse não é meu objetivo, espero apenas que meu ponto de vista fique claro e talvez debatido com argumentos lógicos.

  127. Cássio Postado em 06/Sep/2013 às 22:48

    Se eu encontrar uma mulher branca e disser todas essas frases à ela (adaptando-as à situação), estarei sendo preconceituoso/racista? Deveriam parar com essa mania de se acharem perseguidas. Acho que muitos devem ficar receosos de se aproximar de mulheres negras (pretas ou mulatas, se preferirem...só não me processem por isso, por favor) justamente por causa disso, já que não se pode elogiar. Acha que estou exagerando? Diga-me se há algum sentido em processar o Alexandre Pires por racismo.

  128. Daniel Alves Postado em 07/Sep/2013 às 16:11

    Sinceramente... achei sua auto-estima meio baixa =/

    • Cristina Postado em 06/Feb/2014 às 22:25

      caro Daniel,o que voce leu não é o que a DANIELE OLIVEIRA -SENTE- é o que ela viveu e RELATOU- não confunda com sentimentos ,identificando o "relato" dela como baixa auto estima.

  129. maiane gonçalves Postado em 09/Sep/2013 às 22:21

    Já ouvi dos outros que sou moreninha do nariz "arrebitado", vê se pode!

  130. aline Postado em 10/Sep/2013 às 15:51

    Sou negra, passei por tantas situações que nem adianta descrever, além de negra favelada , (preconceito social) ) falar ou escrever algo errado (preconceito linguístico) ) porque oportunidades foram nulas, preocurei estudar, entrar na faculdade particular com muitas lacunas sem ser preechidas, me caso com branco gringo (viro sem saber p..., , mulher negra com gringo e vendida? Tenho uma filha mestiça(pele branca) e outro de um casamento anterior negro, me perguntam se é minha filha, perguntao para ele se é irmão. ..retrato de uma sociedade ignorante, que não se reconhece, não sabe de sua história. Eu sei da minha. ..neta de imigrante italiano, bisneta de índio e lógico afrodescendente, sou Brasil! ! Vc sabe de suas raízes?

  131. Gabriel Postado em 10/Sep/2013 às 17:02

    Com o respeito que vc merece, assim como as MULHERES BRANCAS, ASIÁTICAS, etc. Vc está sendo muito "fresca" e com preconceito na cabeça! Na minha opinião, a maioria das negras tem bunda boa, assim como algumas brancas têm bunda boa, e olhamos tanto para as bundas das negras quanto das brancas gostosas. A cor é irrelevante, neste caso. Tanto as negras quanto as brancas servem, sim, como fetiche puramente sexual e casual. Resumidamente, a cor da pele é o que menos importa nestes casos de "sexo casual", "mulher-objeto" e por aí vai. Agora, vc parece que leva tudo para o lado do preconceito: "Ai, isto é porque é com uma negra - é preconceito". Falácia mentirosa a sua!!!! Desde quando dizer: Você é uma morena muito bonita" ou "vc tem o cabelo muito bonito"; "Você tem a bunda linda" é racismo???? Isso é um ELOGIO, PORRA! Só sendo muito tapada para não ver que é um ELOGIO!!!! A a não ser se for destinado a uma pessoa que já tem complexos e até mesmo uma mente embotada e impregnada de coisa ruim, aí tudo o que se fala a pessoa (cabeça-fraca) leva para o lado errado - como vc está fazendo. Larga de frescura. Negra é boa e ponto final! Dar uma bimbada em uma negra é muito bom! Receba isso como elogio. Pior fosse se disséssemos que "nunca vou colocar meu p@U nisso aí porque é nojento, etc... como os Alemães faziam com as Judias". Vc tem que é que agradecer por ser cobiçada. Ou vc gostaria de ser tratada como uma pessoa que tem doença contagiosa e que ninguém quer chegar perto? Abra a mente! Larga de besteira! Se vc for uma pessoa de bem, vai arrumar um bom marido, sendo branca ou negra. Se vc for uma mulher que só quer curtir, sendo branca ou negra os caras vão curtir (e vc também) umas pegações e sexo casual e tchau-e-bença. Que mal há nisso? Por acaso não pode transar com branco, sendo negra?

  132. Clara Bela Postado em 10/Sep/2013 às 22:52

    eu tenho a impressao que todo ser humano de pele preta tem preconceito de sua cor,digo preta porque é a cor da pele,ja ouvi dizer que negro é raça e seres humanos nao tem raça.Tenho uma prima que é muito branquinha.Na escola viviam chamando-na de branquela azeda,loira aguada,barata branca;ela sofria com isso,chorava,mas nunca ninguem foi processado nem acusado de "racismo".Uma vez perguntaram a um cantor famoso se ele já havia sofrido algum preconceito por ser negro.Ele respondeu:nunca!Eu sofri preconceito por ser pobre!Eu concordo com ele.Põe uma criança branca e pobre na mesma mesa que uma preta e rica e veja o que acontece,como as pessoas reagem

  133. Fernando Araújo Postado em 11/Sep/2013 às 08:21

    então tá sou branco e moro em comunidade onde a maioria são negros e sofro com apelidos tipo branco azedo, leite estragado,gasparzinho,luz das nações, todo branco, sem sal,queijinho, e por ai vai, brancos também sofrem com racismo!!!!

  134. MArcos Garcia Neto Postado em 11/Sep/2013 às 15:01

    Meu deus, que monte e besteira. Amigos, CONTEXTO, amigos. Tudo depende. Primeiro, qual a diferença entre "mulata", "morena" e "negra"? Depois, em qual contexto vocês estão falando essas frases? Por exemplo, se eu digo que minha namorada tem uma bunda bonita é uma coisa. Se algum estranho te fala isso na rua, pouco importa se você é negra, japonesa ou sueca, vai soar mal. E nunca vou entender o trauma das mulheres com cabelo crespo. Conheço muitas gurias que tinham um lindo cabelo crespo ou ondulado, e resolveram fazer chapinha (ou alisar, fazer "escova", sei lá como chamam) e ficaram horríveis, pareciam que estavam de peruca. Na boa, lendo isso, parece que essas palavras vieram de uma adolescente de 14 anos, tímida e com baixíssima autoestima. TODAS as mulheres sofrem de hipersexualização. Porra, já vi doente mexer com guria de 10 anos na rua.

    • Lilian Postado em 12/Sep/2013 às 12:30

      Onde você mora? Em que mundo você vive? É um pena que você represente o senso comum. Antes que você pense: eu não sou feia e minha autoestima não está baixa.

    • Cristina Postado em 06/Feb/2014 às 22:29

      MARCOS GARCIA NETO - Isso não tem nada a ver com baixa auto estima,tem a ver com relatos de uma historia de vida.No contexto citado ,tem tudo a ver sim com o velado racismo brasileiro

  135. Léo Bold Postado em 11/Sep/2013 às 15:05

    Já foram feitos vários testes, perguntando nas ruas "Qual a sua cor?" Respostas: preto, branco, moreno, jambo, moreno, pardo.... De quem é o preconceito?

  136. Railane Postado em 12/Sep/2013 às 11:59

    Esses tipos de elogios,estão imposto a nossa sociedade que se torna até normal pra mim,mesmo sendo algo que não poderia ser. Estou acostumada, e hoje em dia acho normal,as pessoas falarem que a cor da minha pele é linda,o cabelo,os traços. Bom,mas,não costumo ver ninguém parando as minhas amigas que são brancas,e falar que a pele é linda,o cabelo,do rosto,enfim. Ser negra,aparenta ser algo diferente compondo a sociedade.

  137. Lilian Nunes Postado em 12/Sep/2013 às 12:24

    Clarô Nunes, O seu texto é muito bom. Entendo o que você quis dizer em cada linha e fico assustada com alguns comentários que li abaixo. O preconceito é muito forte no Brasil - o é no Nordeste (moro em Alagoas) e pior deve ser nas regiões Sul e Sudeste. Sou considerada branca, pelo tom da minha pele, por isso não passei por situações de discriminação em razão da cor da pele. Mas presencio - DIARIAMENTE - cenas de valorização das pessoas de pele branca, de cabelo liso, de olhos claros... Talvez seja um pensamento ingênuo, mas reputo o preconceito a uma imaturidade da alma. A evolução do espírito certamente elimina esses ranços de preconceito - seja lá pelo que for. Eu tenho cá meus preconceitos. Sinto vergonha por tê-los, mas os tenho! Acredito que a consciência de que devemos melhorar como pessoas já indica o caminho certo. Meus parabéns pela bravura.

  138. Sem hipocrisia :) Postado em 12/Sep/2013 às 13:01

    Obrigado, as vezes tento ser o mais politicamente correto e agora percebi que isso faz com que a pessoa se sinta tão mal quanto fosse o contrario... Hoje é tudo nessa regra não fale isso, não fale aquilo, tem algo mais maluco do GLBTXAEIOU?? rs Prometo não mais cometer a gafe do elogio, nunca foi de maldade, foi de ignorancia mesmo... :)

  139. Ana Lucia Santana Postado em 14/Sep/2013 às 14:09

    Entender, de uma vez por todas, que aplicar que o conceito de RAÇA em seres humanos é ultrapassado e equivocado cientificamente e NOCIVO socialmente, é um grande passo... E ensinar que a mulher é o ser mais formoso do universo, não pela beleza, mas pelo brilho dos olhos, pela capacidade de amar e zelar, é um outro grande passo! Beleza é perecível e é subjetivo, não concreto! Classificação racial gera ódio, discórdia, é instrumento de exclusão e marginalização, causa genocídio... Isso vai de cada um, da forma como cada um se vê... Se fulano se vê como azul de bolinha rosa, ninguém tem nada a ver com isso, mto menos o Estado! E nem ficar desmentindo o que o outro é ou não... Que saco!

  140. Pedro Postado em 16/Sep/2013 às 18:44

    Vejam como se sentem quando um branco malvestido vem na sua direção em lugar deserto, e quando um negro malvestido faz o mesmo no mesmo local. Racismo existe porque está enraizado, porque foi ensinado, porque era comum. Reconhecer é lutar contra o perpetuamento; fingir que não existe é se posicionar a favor de que nada mude quanto a isso.

  141. Edmilson Postado em 16/Sep/2013 às 20:43

    Algumas pessoas aqui parecem incapazes de fazer uma (mesmo superficial) análise histórica de quanto os negros foram/são estigmatizados. Se fossem capazes, veriam que eles/nós foram/fomos em uma intensidade tão grande que todas essas falsas diferenciações ainda repercutem no modo em que são/somos vistos/discriminados hoje. Infelizmente, é uma poeira que nunca poderá ser colocada debaixo do tapete e está tão dentro de nós que muitas vezes nem percebemos, como esses "elogios" do texto em pauta demonstram. O recorte de nossa sociedade que apareceu aqui para opinar comprova o quão longe estamos de vemos todos como membros de uma mesma espécie, entre milhões de outras catalogadas.

  142. Karina Postado em 17/Sep/2013 às 11:29

    É comum encontrarmos nos comentários negros dando suporte aos negros, homossexuais apoiando homossexuais, pois existe a identificação, empatia. Sou branca, classe média, heterossexual, casada e mãe. Em resumo, não costumo ser alvo de preconceitos, exceto por ser mulher. Quero deixar aqui os parabéns pela forma didática e direta como o tema foi exposto. Vemos esse tratamento acontecendo diariamente ao nosso redor e infelizmente acredito que ainda vai demorar p/ mudar, mas se plantarmos a sementinha de uma sociedade justa, que vê além além da embalagem, a próxima geração poderá colher os frutos. Não se cale!

  143. Alícia Postado em 19/Sep/2013 às 14:28

    Eu acredito que ocorre um grande equívoco no momento em que a autora diz: "Mulheres que levam o samba no pé, no sorriso, na raça. Que, ao invés de serem uma referência de beleza, são vendidas como frutas exóticas na temporada do carnaval." Pois ao afirmar que mulheres negras carregam na "raça" o samba no pé, abre-se um espaço para a discussão de o que mais que as "raças" podem "carregar"? Qual a base para se afirmar que mulheres negras são melhores que as outras no samba? Que são naturalmente, racialmente, aptas à sambar, ter molejo? Histórica? Se formos por esse lado, teremos fortes vertentes favoráveis ao racismo que tanto oprimiu os negros. Acho que nada vêm da "raça". Até porque somos todos iguais, certo? Capacidade de aprendizagem cultural, social e artística. Logo mulata nenhuma tem samba no pé. Há apenas mulheres negras e brancas que sambam muito bem. Ao fazer comentários como estes, reforça-se o racismo que nada mais é do que : "... a tendência do pensamento, ou o modo de pensar, em que se dá grande importância à noção da existência de raças humanas distintas e superiores umas às outras, normalmente relacionando características físicas hereditárias a determinados traços de caráter e inteligência ou manifestações culturais. Um conjunto de opiniões pré concebidas que valorizam as diferenças biológicas entre os seres humanos, atribuindo superioridade a alguns de acordo com a matriz racial." Além de que essa pré concepção desfaz-se das negras que não sabem, que não gostam ou que simplesmente preferem não sambar.

  144. Kuroi Postado em 20/Sep/2013 às 09:40

    Só queria me dizer que me lembrei de uma novela do Manoel Carlos (sempre ele, sempre) em que tinha uma mulher negra que tinha relacionamento com um homem branco, mas quando ela engravida ele vai embora, não suporta a ideia de te rum filho negro, como nasce uma linda menina loira e de olhos azuis ele volta, a cruz dela se cumpre e ela tem o direito de ser feliz para sempre já que "pagou os seus pecados" parindo uma criança branca. Lamentável. Só fica uma questão em aberto aqui, a maioria das pessoas que faz esse tipo de comentário nem percebe que está sendo racista, então ao invés de ficar com raiva o melhor a se fazer é explicar. E tendo pele branca às vezes é meio difícil lidar com gente que tem pele mais escura, às vezes se por um acaso eu preciso descrever para outra pessoa que a pessoa em questão é negra ela se ofende e diz que é "morena", se eu a chamo de morena ela se ofende e diz que é negra... O melhor a fazer é ficar calado mesmo.

  145. Leandro Postado em 20/Sep/2013 às 12:00

    Hmm... eu discordo em parte do argumento da "Você é uma negra linda", pq pra mim a mulher ser negra é um ponto a mais, não a menos. Uma mulher "linda" não é comparável a uma "negra linda". Compreendo o pq de achar ruim esse elogio, mas discordo.

  146. Claus Postado em 20/Sep/2013 às 12:16

    Acho que há muito mais interesse de marketing de instituições ligadas à etnia, assim como também de certas pessoas que possuem nesse gancho do racismo uma forma de lucrar, do que o racismo propriamente dito. Pois o racismo é muito mais sério (inclusive para mim, que sou branco), do que essas questões (a meu ver) ridículas sobre partes de corpo. Também vejo que há uma cultura racista entre as próprias pessoas de uma etnia que no passado sofreu com o verdadeiro racismo. Observe que entre os membros da própria etnia ocorrem comentários pejorativos de racismo. Estou errado?

  147. Augusto César Postado em 20/Sep/2013 às 13:22

    Particularmente, adoro uma "mulatinha"...

  148. Fabio Burch Salvador Postado em 21/Sep/2013 às 21:27

    Este assunto é realmente muito interessante. Eu mais de uma vez causei má impressão diante de negros por ter uma opinião peculiar sobre o cabelo deles: as meninas alisam o cabelo, e fica aquela coisa reta, seca, estilo vassoura, que eu acho horrenda. Aí me pedem opinião. Mas eu acho bonito é o cabelo crespo! Acho legal é o cabelo natural! Meu cabelo é fino e liso, e eu poderia usar uma camiseta escrito "100% branco" sem ser racista, apenas realista. Não vejo grande vantagem neste "padrão estético" que, no inverno, me dá uma aparência vampiresca. Mas há quem veja. Isso chega ao absurdo. Minha esposa tem um priminho, que é meio miscigenado, e ele tem obsessão por alisar os cabelos. Eu vivo dizendo "mas tu podes fazer um monte de cabelos legais que eu não posso!", e o guri insiste em querer alisar, porque diz que o cabelo dele é "ruim". Pô! Ruim é o meu, que não fica penteado sem o uso de gel! mas ele quer ter o MEU cabelo de merda... a noção de que o cabelo dele é "ruim" não foi aprendida em casa. Obviamente vem da escola, da TV, de algum outro lugar. É a sociedade toda. Acho super esquisito que pessoas negras, mulatas, morenas, busquem copiar uma estética que é peculiar de um grupo étnico diferente, ficando com uma aparência artificial e esquisita. As pessoas acham que "é bonito" quando uma negra opera o nariz para ele ficar fino, alisa o cabelo, pinta... mas eu pergunto: achariam normal e bonito se uma "alemoa" fizesse "pemanente", pintasse o cabelo de preto, e mandasse um cirurgião "africanizar" os traços de seu rosto? Aí seria esquisito. São dois pesos e duas medidas, infelizmente. E ninguém nota que está sendo racista ao analisar o que é "esquisito" e o que não é. ALIÁS, SOBRE MACHISMO E SEXUALIZAÇÃO... Eu queria apenas lembrar a todos os que falam que "as mulheres são hipersexualizadas", que há uma sexualização enorme dos HOMENS negros na mídia. Nas novelas brasileiras, é comum a figura do "negrão" que, com sua malandragem e potência sexual, conquista uma condição de vida melhor ao seduzir uma viúva rica ou empresária de sucesso (branca). Nos filmes e séries norte-americanos, a coisa é um pouco mais abrangente: o negro é retratado como "bem-dotado" e "bom-de-cama", mas não está sozinho neste papel, sendo acompanhado pelo "latino" (que além do talento para o sexo, é mais malandro) e pelo "italiano" (que além da sexualidade, é brigão e muito forte). Enfim. Tem muita discussão... Mas falando do meu caso: eu sou o rei do elogio mal entendido, então já devo ter dito alguma coisa que certamente soou como uma dessas aí... mas elogiar a bunda diretamente já é falta de noção. Ou estou enganado?

  149. Bianchi Postado em 24/Sep/2013 às 08:49

    Esse texto parece um manual de comportamento para manter o racismo sob as cobertas.

  150. Okies Postado em 24/Sep/2013 às 12:21

    O branco sempre tenta virtualizar o racismo, pois o pratica inconscientemente e não concebe, conscientemente, que possa ser racista.

  151. Anízio Félix Postado em 25/Sep/2013 às 09:01

    Eu custei a perceber que podem me chamar do que quiser e que o importante é como eu me chamo e acho que sou. Temos de tentar ter vida mais longa possível enfrentando as adversidades naturais que são´: física, mental, espiritual e esperar pela poda final que infelizmente acontecerá com todos, sejam felizes enquanto podem sendo conformados com a sorte que Deus lhe deu! A hug!

  152. Eduardo Postado em 25/Sep/2013 às 13:56

    Achei um monte de besteiras também, e olha que sou o primeiro a brigar com paulistanos racistas, xenófobos, machistas, classistas e fascistas... Pooooooooooooodreeeeeee!!!

  153. Afro Postado em 25/Sep/2013 às 21:01

    O pior de tudo é que ainda é mais valorizado a etnia racial do que a origem e portanto esquecemos da palavra Afro. Será muito significativo quando a elite Brasileira , junto com descendente da África valoriza o termo Afro-Brasileiro pois assim teremos mais dignidade e autoestima, até esse dia então.

  154. Henrique Postado em 25/Sep/2013 às 23:03

    Acho que ainda assim, a militância negra com esse ar de arrogância que carrega, desqualifica a própria luta. Nunca me considerei negro, desde os idos do MNU, do qual apesar de reconhecer hoje que a luta para a visibilidade da causa negra, foi frutífera no sentido de alcançar espaço na sociedade. Para eles sempre fui pardo, e não poderia ser diferente, apenas por modismo ou pela conveniência que atualmente nos assola. Sinceramente, nunca me senti parte desse ou daquele agrupamento ou não me deixaram sentir-me negro, numa clara discriminação. O jargão 100 % Negro, adotado para chamar a atenção de outros negros que preferiam outro caminho sem se rotular, é um claro atentado a nós outros pardos, mas de ascendência negra. É verdade que o agrupamento negro merece uma indenização por sua participação na formação do povo brasileiro e a mesma consideração e respeito e status emprestado a outros povos que aqui chegaram e também deram sua parcela de contribuição. Aqui na Bahia, essa mesma militância oriunda daquele MNU que pregava emancipação da negritude, não é vista nas ruas conjurando para obter da Polícia um melhor tratamento para os "novos escravos" sub-trabalhadores informais, assediados covardemente pela mídia a obter o que não podem, pois lhes faltam qualificação. Todos os dias a população jovem negra e parda é dizimada à bala. Não vejo, não escuto, nem leio nenhum negro desses que ascenderam à sociedade, lutar para que mais negros aumentem esse universo, a não ser usando o próprio negro como parte de seus empreendimentos personalistas.

  155. Diego Lima Postado em 26/Sep/2013 às 11:38

    O pior de tudo é a valorização absoluta da etnia-racial e a não utilizar do termo Afro, portanto quando a elite brasileira e os descendente da África reconhecerem que aqueles que descendem da África são cidadão brasileiros e deveria assim então usar o termo, Afro-Brasileiro, estaremos dando um passo a frente na valorização e na dignidade do sujeito, Africano.

  156. Renato de Almeida Postado em 26/Sep/2013 às 21:04

    Concordo com tudo... MAS se é pra destacar o preconceito em tudo que tem origem ou pode ser interpretado como racismo vale que se intitular de NEGRA também é racismo. Nem todo mundo que vai elogiar você por ser "uma negra/mulata linda" tem conotação racista só porque especificou sua base étnica... Sabemos, como foi dito neste artigo, que certas formas de falar vem de uma tradição racista (nem toda tradição ou cultura vem pro bem, infelizmente), mas se é pra rotular qualquer um, independente de contexto como racista por usar uma expressão politicamente incorreta, temos que rever o significado de NEGRO ou NEGRA... NEGRO é algo sombrio, obscuro, do mal... uma expressão racista "criada" ainda na época da escravidão pra diminuir ainda mais o sofrido escravo preto. Brasil é um dos poucos, se não o único, que não usa a palavra PRETO pra designar etnia afro-descendente. Por isso, concordo que precisamos ultrapassar essa visão preconceituosa que muitos tem e disfarçam com frases pomposas... mas também não acho um bom passo se colocar no extremo oposto (como este artigo promove), onde nada é aceitável e tudo é ofensa.

  157. Leonardo Postado em 26/Sep/2013 às 22:44

    Eu acho que ninguém sabe que no DR Congo as mulheres jogam água sanitária na pele, os tiranos africanos não querem uma população africana miscigenada que iria obviamente se revoltar e sair da sua cultura típica e presa, é muito complexo, os afro-americanos que vieram aqui como escravos tem outros tipos de problemas, mas aqui é mais fácil fazer a inseminação, mas no continente africano envolve fortes interesses econômicos ali é barra pesada !!!!!!!! Mas nem f teria uma Rihanna na África !!!!!!

    • Renato Postado em 10/Oct/2013 às 11:47

      Minha nossa... não deu pra entender nada do que você tentou falar

  158. Claudio Postado em 28/Sep/2013 às 13:06

    Texto muito interessante. Mas a questão é: quando escreverão um texto tipo este com o tema sendo o homem negro. O homem negro no Brasil vive um caso, na minha opinião, meio esquizofrênico quando o assunto é sexualidade. Ele vai da hiperssexualização, a total assexualização. Ou ele é o pegador, com o órgão reprodutor avantajado, que serve para ser o amante e não o marido; ou ele é o estéril, solitário do grupo, sem uma companheira, sempre considerado o feio da turma.

  159. Edson Postado em 30/Sep/2013 às 10:39

    Nossa que coisa... Depois de ler este texto começo a achar que racista mesmo é quem vê racismo em todo canto...

  160. Siqueira Postado em 30/Sep/2013 às 21:05

    A ofensa está no coração do ofendido, não havendo ofendidos desaparece a figura do ofensor. Acorda humanidade!

  161. João Postado em 01/Oct/2013 às 21:05

    Nossa....que loucura, quer dizer que seu eu disser a uma oriental que ela tem uma bunda bonita ou então que ela tem traços delicados é aceitável e visto como um elogio, mas se disser isso a uma mulher negra, ops, morena, ops, sei lá...é racismo..Será que eu deveria dizer: "Nossa, você é uma afrodescendente com um corpo muito bonito"..afffe....penso que dizer a uma mulher que ela tem uma bunda linda, salvo você tenha muuuuita intimidade com ela, é muito indelicado e machista, mas dizer que isso é racista, discordo totalmente. Assim como também acho muito baixo dizer "comer uma mulata não lhe fará menos racista", será que a autora leu Casa Grande e Senzala - de Gilberto Freyre - e se revoltou com o processo de colonização do nosso país...rsrsr Acho que houve um exagero na definição das frases racistas.

  162. Hiro Postado em 04/Oct/2013 às 09:18

    Minha mãe costuma dizer: o que quero dizer com o que digo é barulho meu, o que você entende do que digo é barulho seu - cada um com seu barulho. O preconceito não se encerra numa palavra ou frase mas certamente está em quem entende essas expressões como tal.

  163. João Postado em 04/Oct/2013 às 21:52

    Achei exagerado o artigo. Infelizmente racismo tem aos quilos no Brasil, bem como todo tipo de preconceito. Porém alguns apontamentos neste artigo são exagerados.

    • Cristina Postado em 06/Feb/2014 às 22:30

      os apontamentos do artigo são exagerados para quem não vivenciou a situação

  164. Fernanda Melo Postado em 05/Oct/2013 às 12:31

    Já escutei tudo o que está neste texto!!! E é bem assim geralmente os homens quem tentaram me comer falam dessa forma!!! Não foi a toa que me casei com um homem que no primeiro elogio disse que eu era a mulher mais linda que ele havia olhado nos olhos em toda a sua vida... Cantada ou não isso fez toda a diferença! Em primeiro lugar sou uma mulher não um pedaço de bife!!!

  165. Tancredo Neves Postado em 07/Oct/2013 às 09:38

    É engraçado. tem tanta regra, q a maneira mais fácil para ser politicamente correto é simplesmente evitando o resto do mundo (exatamente oq o preconceito sugere - contraditório, não?) Vivemos o preconceito pois inevitavelmente ele faz parte da cultura. Na verdade ele é a base de qualquer cultura. Fugir disso é agoniante e hipócrita

  166. Guilherme Postado em 07/Oct/2013 às 21:31

    q coisa mais paranoica, que bobagem!!! Esses elogios sao muito mais racistas nas orelhas de quem escuta do que na boca de quem diz!! Existem coisas MUITO mais importante do que a maneira que um elogia o outro... No Brasil o racismo e tao brando, tao brando que deve ser motivo de orgulho!!! Em nenhum outro pais do mundo existe a relacao entre dezenas de etnias como temos no Brasil!!! Va para qualquer pais da Europa e vera o que e racismo!! Va aos EUA e vera o que e racismo. La nao somente negros e brancos se evitam mas eles possuem bairros separados, raramente se relacionam, e teem ate sotaques diferentes!!! Na Russia os russos "puros" e os russos do sul teem uma rivalidade absurda, beirando a violencia. Por favor, acho que existem coisas mais importantes para lutar nessa vida...

  167. Adriano Goncalves Postado em 08/Oct/2013 às 14:00

    Achei um pouco exagerado, em alguns dos exemplos dados. Mas é como a autora se sente ao ouvir tais "elogios"...

  168. borba Postado em 08/Oct/2013 às 20:34

    racismo ou frases despretensiosas? creio que algumas se encaixam na 2a opção......

  169. Márcio Postado em 08/Oct/2013 às 20:37

    Eu concordo com quase todos os itens, menos com o quarto. Qual é o problema, meu deus do céu, em achar bonita a bunda de uma mulher e dizer isso a ela? Se uma mulher achasse bonita a minha bunda e dissesse isso a mim eu ficaria lisonjeado. E não me sentiria um "objeto sexual" por ter recebido tal elogio. Também não tomaria isso como assédio sexual. É apenas um ELOGIO, caramba, e isso vale para todas as mulheres, qualquer que seja a pigmentação da pele!

  170. Debora Postado em 08/Oct/2013 às 21:39

    Mas me digam mesmo... Por que não elogiar uma mulher negra pura e simplesmente por ser mulher? Por que ela tem de ser "negra linda" e não pode ser "mulher linda" e ponto? Por que ficar perguntando se isso ou aquilo é preconceito, nos comentários? "Ah, por que 'branquela' não é preconceito e 'negra' é?": amigx, vamo combinar de estudar um pouco mais de História, néam? ¬¬'

  171. Babi Postado em 09/Oct/2013 às 09:16

    Nenhum comentário racista é bom. Até mesmo negros chamando pessoas brancas de "branquela azeda", "barata descascada", "leite azedo", etc. Isso também é RACISMO!!!

  172. Carlos Postado em 09/Oct/2013 às 15:23

    engraçado. Na sua resposta numero 1, se eu falasse assim após sua resposta de que você é N.e.g.r.a. : Sua Negra estupida e grossa. Ae eu seria processado por racismo.Todos os dias sou chamado de ALEMAO, (e ae vem todo o contexto nazista) e eu não sou alemão... sou brasileiro. Há racismo? acho que de uns tempos para ca... há um exagero em tudo, um denuncismo, uma mania de processar todo mundo, igual como ocorre nos EUA. Alias... tem uma revista chamada Raça Negra não? se eu criar uma revista com o nome de Raça Branca? muito provavelmente vou ser processado e lixado. acho que é hora de parar com essa mania de somos coitadinhos e dar um passo a frente. mudem a pagina... são tantas as conquistas, e a grande maioria como você fica se apegando a bobagens como a da cantadinha. muito ridícula tuas posições

  173. João Postado em 09/Oct/2013 às 18:30

    Se eu disser "que loira linda que você é" para uma loira, ninguém vê nada de errado ou se sente com mania de perseguição, achando que eu deveria me cuidar e chamá-la de branca linda. Assim como usam também o termo morena para mulheres de cabelo escuro e pele clara. Existem as pessoas que são racistas e que falam as coisas por maldade, isso é inegável. Mas existem aquelas que não dão a mínima para as diferenças entre as raças e que usam termos como morena, loira, ruiva, mulata, índia, etc. Aí eu pergunto, nos olhos de quem que está o racismo? O racismo só vai acabar em definitivo quando as pessoas pararem de fazer uma tempestade em copo d'água com questões que nem deveriam ser levadas em conta, quando puderem se referir aos outros com igualdade, sem essa necessidade toda de ter que ficar tomando mil cuidados com que termo usar, por medo de o outro se ofender.

  174. Nilcilene Videhou Postado em 10/Oct/2013 às 10:02

    O racismo ainda é muito forte em nossa sociedade. Amãe de uma amiga minha ao ver minha foto exclamou: Essa tua amiga negrinha tem um sorriso muito bonito (deixei passar pois trata-se de uma senhora que cursou até a 4ª série do ens. fundamental). Na faculdade um amigo meu, que é branco, viu um grupo de africanos se aproximando e disse: "Nilce, tu não é negra, perto desses caras tu é branca". Resultado, casei com um dos africanos. Minha mãe, que é branca, vive tecendo comentários racistas, como: "Essa negra é linda". "Vai ter q alizar o cabelo da tua filha" (fruto do meu casamento com o africano), "tua filha não vai ser tão escura, ela vai ser uma negra bonita". São várias as preocupações da minha mãe com relação ao cabelo e o tom de pele da minha filha. Sempre digo q ela é racista, mas ela diz q não.

  175. Márcio Postado em 10/Oct/2013 às 10:29

    Acho que o preconceito existe de forma palpável e vém da própria raça e do estado. Não concordo com as cotas raciais quando a constituição diz que todos os homens são iguais perante a lei. Acho que negros deveriam lutar para ter ensino médio de qualidade pra todos não por cotas que os fazem parecer inferiores intelectualmente. Outra coisa bastante comum é quando um negro, é bem sucedido profissionalmente, raramente se casa com uma mulher negra. É extremamente comum negros ricos apresentarem suas mulheres louras. Eu acho a maioria das negras muito belas, mas percebo que o preconceito está inserido também nas pessoas negras!

  176. Renato Postado em 10/Oct/2013 às 11:45

    Gostei do texto. E como homem, supostamente branco, confesso que não sei como vocês aguentam tanto preconceito vindo de toda parte durante toda a vida. Mas o que me incomodou no texto é que em nenhum momento se propôs ir "além" da cor da pele. Me pareceu mais que a autora estava apenas preocupada em como iria ser chamada (ou estigmatizada, como é o caso de alguns exemplos que ela deu). No último, achei que ela comentária sobre o excesso de exposição no exterior desse estereótipo de "negra brasileira pelada do carnaval". A venda dessa imagem para os 'gringo' virem tomar caipirinha aqui no Brasil. Por mais que ela esteja correta em relacionar ao passado escravocrata, a simples não menção ao atual estado das coisas tornou o parágrafo obsoleto. A autora diz "sou n.e.g.r.a". Certo, mas isso importa? A cor da pele importa, por acaso? Não seria o caso de, com o texto, tentar levar a discussão para um caminho onde isso não deva ser mencionado? Óbvio que não estou querendo diminuir a sua posição e nem relativizar o preconceito que sei que sentes simplesmente por ter nascido negra, mas você, nem nenhum outro negro, branco, pardo (sei lá o que é ser pardo), amarelo, etc. tem direito de ter orgulho da cor da pele. Nem do cabelo, nem dos olhos, nem do pé, nem de nada. Já está na hora de todos perceberem que isso não significa nada. Já está na hora de perceberem que isso é algo que sequer deve ser mencionado. Entendo que você tenha ojeriza de ouvir que é "morena". Mas ao invés de rebater dizendo que é negra, por que não rebate dizendo que isso é insignificante? Que você é mulher e humana, antes, e acima de tudo? Por mais importante que o texto tenha sido, perdeu a oportunidade de comentar sobre o assunto principal: a igualdade de todos, independente da cor.

  177. Roberta Postado em 10/Oct/2013 às 17:46

    Acho que está radical de mais essa nossa sociedade...assim como se fala " que morena bonita.." também se diz que loira bonita...

  178. Robson Postado em 10/Oct/2013 às 20:28

    O racismo existe e é uma das bases centrais de nossa desigualdade. Ponto. Porém, ferrado mesmo está quem é feio. Aí pode ser branco, negro, amarelo. O padrão de beleza dominante pode ser em alguns espaços o branco. Fato. Mas os considerados feios não são só os negros. Portanto, no campo da sexualidade, uma dos focos do texto, o problema é ser feio, independente da cor. inclusive a discriminação quanto aos "feios" é enorme.

  179. Robson Postado em 10/Oct/2013 às 20:30

    As negras que ilustram a matéria são todas belas e dentro dos padrões de beleza (magras, pele sem manchas, etc).

  180. georgia Postado em 11/Oct/2013 às 09:56

    Sim, já ouvi todos esses comentários e que saber realmente lamentável...SOMOS MULHERES É ISTO!!

  181. cesarcesar Postado em 12/Oct/2013 às 13:34

    Apesar de atoa (não tenho convicção suficiente nem para ser ateu) digo sempre: graças a Deus que gosto do artigo e sempre dei sorte. ocasionais, namoradas, amantes, e esposa, todas pretas, umas mais, outras menos, sei lá. Gozei bastante, muito carinho e muito tesão, muita treta tambem. Sou branco para uns pardo para outros, indefinido, sei lá. Sei que não admitirei que aqueles que amo ou amei sejam vitimados por qualquer um que para acobertar seu desejo de se impor utilize qualquer argumento ou subterfugio de qualquer tipo que busque legitimar algum direito superior ou opressão. Ai sempre lutei e ensino os meus a lutar. Na hora certa, por coisas concretas, de modo tranquilo, inteligente, porém firme e implacavel. Com força e sabedoria. Agora como se fala isso ou aquilo fica parecendo uma discussão academica que busca impor um palavreado que por ser imposto torna-se vazio. Rabo de sereia me alucina

  182. Julio Alan Postado em 12/Oct/2013 às 14:46

    Muito bom texto. Desde pequeno nunca entendi o racismo. Era o mesmo que discriminar alguém por ter os olhos azuis, ou falta de pelos corporais...

  183. Elis Meire Postado em 12/Oct/2013 às 18:34

    "posso não concordar com todas as palavras que disseste, mas defenderei com afinco vosso direito de dizê-las" É incontestável a afirmativa de que no Brasil há racismo, aqueles que de mim discordam carecem de conhecimento e informação (algo que nos faz CRESCER como SER humano). Tenho marcantes características que são comuns em mulheres negras, e confesso; gosto muito delas, principalmente quando são admiradas com respeito e educação. Cantadas impróprias e indelicadas é algo que ALGUMAS mulheres ainda aceitam e gostam e que, infelizmente, ALGUNS homens insistem em fazer. Basta ignorar. Quando dizem que sou uma negra linda, entendo que nas diversas etnias há homens e mulheres com beleza e traços que despertam mais a atenção das pessoas. Isso também pode ocorrer com as orientais, indígenas e outras mais. E aí, qual é o problema?! E, para finalizar, na minha opinião, o homem que ASSUME e MANTÉM um relacionamento com uma mulher negra mostra que além de atitude ele tem é muito CARÁTER.

  184. cesar Postado em 12/Oct/2013 às 18:45

    Quanta frescura... é engraçado que eu sou branco e se me chamar de leitoso, branco, branquelo, ou qualquer outra coisa, eu num dou a minima... eu sou feliz comigo mesmo, e adoro minha pele... o negro que se ofender por ser chamado de moreno, negro, preto ou qualquer outra coisa do genero, demonstra o próprio complexo de inferioridade que sofre...

  185. Rafaah Postado em 13/Oct/2013 às 12:43

    Gente o que eu acho eh qhe preconceito ta fora de moda, preconceito ecistiu?? Existiu siim!!! Ms soh que agora todo mundo ja sabe que ninguem tem culpa da cor que nasceu, ninguem escolhe a cor pra vir no mundo, e se veio em forma de gente, quer dizer que eh gente normal e pronto nao eh pela cor que vae ser descriminados......hj em diah o mundo evolui, e preconceito so existe na cabeca de quem acha que negro pediu pra ser negro, ou seja, so os loucos!!!

  186. Jeniffer dias Postado em 13/Oct/2013 às 13:12

    Já ouvi muito todos esses, mas já ouvi uns bem piores. — mas você não é negra, você é morena, negra mesmo é aquelas bem queimadas, quase azul... — ainda bem que você é negra, mas não tem aquele cabelo de carapinha, seu cabelo é ruim, mas nem tanto... — nossa nunca pensei que você escutasse rock, pensei que gosta se de samba ( como se a cor dá pele determinasse o gosto musical)

  187. Gabriel Postado em 14/Oct/2013 às 15:24

    Têm muitos comentários aqui, fica complicado ler todos, li alguns, concordei com algumas coisas e discordei de outras.. Mas vim tecer meus comentários e elogiar o seu "desabafo" quanto ao preconceito inerente em nossa sociedade atual. Primeiramente "01. “Você é uma morena muito bonita”, a meu ver, este pode ser um elogio tratado desta forma, não com o intuito de preconceito, mas como "medo" de ser visto como tal falando "você é uma negra muito bonita". Existem, acredito, muitos negros (brancos, morenos..) que amam ser negros e outros que preferiam (preferem) ser visto como mulatos, morenos e etc.. Tornando-se complicado (por não estar escrito em lugar algum qual a preferência dentre as possibilidades qual seria a mais adequada para situação). Concordo que independente de tudo são mulheres (e a atitude mais sensata é afirmar ser uma mulher linda, sem a menção de raça e quando não há um número maior de pessoas ao redor). 02. “Seu cabelo é muito bonito, posso pegar?”: Concordo também com o seu ponto de vista acerca de tocar sem permissão.. Porém existem os que amam se exibir e adorariam sair contando que o (a) pararam para elogiar seus cabelos. Talvez exista este tipo de questionamento, errôneo, por não ser o mais comum de se ver no dia a dia.. São N possibilidades de interpretação, acredito. 03. “Você tem traços delicados”: Não concordo com o ponto de vista citado "Dizer que uma negra tem traços “delicados” muitas vezes tem a ver com a ideia de que será bonita se tiver uma expressão “fina”, leia-se semelhante a de uma pessoa branca" pelo motivo que uma pessoa pode ser branca e não ter a expressão fina ou possuir expressão fina e não ser bonito ao ponto de receber um elogio como estes. Ao ler esta afirmação, a primeira coisa que me vem em mente é "esta pessoa possui traços harmônicos e beleza ímpar" onde não há excessos, independente de padrões. 04. “Você tem a bunda linda”: Vejo isso como algo que tem se instalado a nossa sociedade de forma gritante, onde qualquer pessoa que passe andando na rua, ao se deparar com grupo de homens, estão passíveis de ouvir a mesma coisa, pois a nossa cultura atual prega que "todo homem é descarado", desconsiderando toda e qualquer exceção. Concordo que, a depender da situação, é falta de respeito não preconceito. Ou pode simplesmente ser um elogio, onde a pessoa achou, dentre as suas tantas beleza, uma que se destaca. Onde vejo isso, "Trata-se de reduzir a mulher a um pedacinho do seu corpo, desconsiderar sua humanidade" é no programa pânico na Band, pois as panicats são simplesmente bundas (e por livre consentimento delas.. Elas escolheram isso e existe uma infinidade de mulheres que adorariam ser objeto de desejo e estar no lugar delas se submetendo a serem, não elas... mas bundas). O número 05 nem precisa falar risos, dizer que uma mulher é de exportação é F$#@. Apesar de o preconceito estar embutido em nossa sociedade de forma tão presente e intensa, nem todos os comentários possuem este caráter, muitos sim é verdade, mas generalizar nem sempre é a melhor opção. Boa sorte.

  188. Caio Postado em 15/Oct/2013 às 12:42

    Mulata eh uma delicia, serio mesmo.

    • Jessica Postado em 28/Nov/2013 às 21:25

      Namoral, só comenta se for acrescentar alguma coisa interessante criança, se não for, guarda para si ô BABACA!

  189. paulo Postado em 15/Oct/2013 às 14:45

    mulheres podem preferir um negão avantajado e homens podem preferir uma neguinha bunduda.. negões podem preferir as loiras e loirões podem preferir as morenas.. a vida é cheia de tensões, mas tb de tesões... de certezas e dúvidas.... de inocência e culpa... de aceitação e repulsa.. enfim se tudo fosse uma equação onde estaria a criação.. reduzir o universo em um pedaço é se contentar com apenas contigo mesmo.

  190. Thiago Postado em 16/Oct/2013 às 01:39

    Se eu dizer "loira gostosa" não é preconceito, podendo ser até elogio. Se eu disser "negra gostosa" é preconceito. Se você separa por raças, sempre poderá escolher uma que te agrade e outra que não: "Eu não gosto de chiuaua, mas gosto de pastor alemão". Então o problema se resolve em não reconhecer raças, sobretudo quando elas cientificamente não existem. "Eu gosto de cachorros". Mas fica difícil quando o próprio Estado é racista.

  191. Pedro Postado em 16/Oct/2013 às 16:22

    Nada de errado no texto, tirando o imediatismo da mudança de cultura e das relações humanas que a autora propõe. É tratar de uma maneira leviana toda uma história, e querer que apenas por hoje termos consciência do problema, que ele se resolva imediatamente. Óbvio que são frases preconceituosas (embora não concorde com algumas), mas no contexto histórico, são leves. Minha avó, ainda viva, é de uma época onde a escravidão só não existia no papel, então estamos evoluindo muito rápido no contexto histórico como sociedade. Enaltecemos mais as conquistas do que vivamos nessa crise existencial. Sem mania de perseguição. As pessoas que eu mais vejo derrubarem preconceitos são as que lidam com ele como se fosse uma piada, e não como se fosse o fim do mundo.

  192. Deus Postado em 18/Oct/2013 às 23:08

    Cores são cores. Preto, branco,azul, rosa, verde, vermelho, etc,etc.

  193. Luiz Postado em 22/Oct/2013 às 14:33

    Esses adjetivos podem até ter origem preconceituosa, mas eu acho irrelevante sua discussão, o que importante, no meu ponto de vista, discutir e brigar mesmo é quando uma pessoa deixa de obter um bom emprego pelo simples motivos de ter a pele escura, aí sim o bicho deve pegar o resto é balela, frescura que só realça mais o preconceito.

  194. Giovanna Postado em 22/Oct/2013 às 17:13

    "pois se acredita que chamar alguém de negra é uma ofensa racial." Mas não teve todo um movimento afro-descendente para que estes deixassem de ser chamados de negros e que isso se tornasse racismo?

  195. Anonymous Postado em 23/Oct/2013 às 13:48

    Estranho o texto... Eu, na verdade nunca chamei ninguém pela cor, quero deixar bem claro.Para mim rico,pobre, branco, negro, é tudo a mesma coisa. Eu não estou muito a fim de gastar o meu tempo, por isso o comentário será bem sintético. Verdade: há um tendência de um "politicamente correto" no mundo todo. Por isso hoje qualquer coisa é chamada de racismo, preconceito,etc. Primeiro,garanto: preconceito existe e sempre irá existir e é até natural. Provo: qual o significado da palavra preconceito? Resp: conceito anterior. Portanto se você olha uma pessoa e diz: aquela pessoa é chata.você já é preconceituoso. A palavra mais correta é discriminação. Então já começa errado até mesmo nas palavras. Outra coisa, todos falam que o povo brasileiro é racista. Sinceramente, eu que convivo e convivi com todos os tipos de pessoas,eu não vejo isso que falam. O único lugar que eu vejo racismo, de fato é na TV. Por fim,texto tem muita coisa inválida, a meu ver. Vou explicar: eu acabo de ver uma pessoa em uma festa e não sei o nome dela, aí digo para o meu amigo " qual é o nome daquela morena" ou poderia ser "qual o nome daquele branco" ou "qual o nome daquele cara de óculos" ou "qual o nome daquela mulher de cabelo loiro", etc. Qual o problema nisso? Será que é discriminação adotar um referencial na descrição? Explico o problema de chamarem uma pessoa de morena. Atualmente, com essa coisa de que tudo é racismo, preconceito, etc, As pessoas ficam com medo de chamarem (como referência já explicada anteriormente) uma pessoa de negro ou negra.E isso é devido à forte pressão que existe em nossa sociedade. É isso que eu falo: estão querendo achar inimigos onde não existe. Só para fechar: preconceito( na definição da palavra e como eu descrevi anteriormente )existe e é natural, discriminação, não! Preconceito é eu chegar em um shooping todo mal vestido, com roupa rasgada e você olhar para mim com uma cara meio que feia ou de desdém. Discriminação é você ,mesmo vendo que eu sou uma pessoa de bem, ainda assim me excluir devido às roupas que visto. A gente tem que tomar muito cuidado com as coisas e como lutamos e com o que lutamos. Se formos querer levarmos ao pé da letra, todos tem que ter o mesmo dinheiro,pois senão eu posso me sentir discriminado porque não tenho um Mercedez-Benz. Estão entendendo a linha de raciocínio? Só uma dica: por que , ao invés de ficar dando tiro no escuro, não pedimos para termos uma educação de qualidade, em toda a sociedade? Onde pessoas de baixa renda convivam nas mesmas escolas que as de alta renda e que a convicência seja comum a negros, brancos, índios, japoneses, chineses, homossexuais, etc. Como irmãos, que todos nós somos. Assim, de fato, vocês vão fazer uma sociedade sem discriminação. Pois, ao contrário do que estão querendo fazer, impondo leis, o respeito ao próximo vem desde criança,vem de uma sociedade justa e não da imposição de leis. E eu lhes digo: senhores e senhoras, impor leis não vale de nada, pois se alguém quer te discriminar, te discrimina até com um olhar. Mas se formos criados com amor desde crianças, não precisaremos de leis, pois a lei maior estará em nós mesmos. obs: Desculpem pelo texto meio mau formulado e talvez alguns erros contidos nele, já que não houve correções.

  196. camila Postado em 24/Oct/2013 às 21:53

    afff. Quanto preconceito velado

  197. Negra Postado em 29/Oct/2013 às 18:10

    Sinceramente, tem gente aqui que deveria dar as mãos pra klu klux klan, pro bolsonaro e pro feliciano. Eu me senti extremamente ofendida e magoada com os comentários de determinadas pessoas que se recusam a enxergar o preconceito e que acham que perpetuá-lo, mesmo sendo o que "todo mundo diz", é normal. Estou profundamente magoada.

  198. Tássia Postado em 30/Oct/2013 às 23:01

    Entendo a intenção da autora, mas também é preconceituosa com a mulher branca ao dizer que nas entrelinhas que qualidades como perseverança e força são características típicas de uma raça "a mulata". " Mulatas são a expressão mais concreta desse enunciado." Não há como negar o preconceito que a MULHER NEGRA sofre cotidianamente, mas isso não apaga o preconceito que qualquer MULHER também sofre. A "mulata forte e perseverante" é uma caricatura tão preconceituosa e pobre como todas essas que a autora condena. "perseverança" e "força" são traços de personalidade não características raciais... lamentável...

  199. Wilmar Postado em 05/Nov/2013 às 23:09

    Finalmente chegou o dia em que fiquei sem saber o que dizer... O texto é ótimo, e tem ótimas complementações em alguns comentários, e como já vi nas minhas aulas... também existe uma legião de acéfalos! Começarei dizendo que vivi em dois mundos: um branco e um negro! Sim, existe dois mundos!!! É complicado fazer um branco entender o que é o racismo, ou até mesmo quando e como ele ocorre, porque ele só vê o racismo quando está presente no momento que um negro foi ofendido por sua cor de pele... mas o negro sempre está presente no momento do racismo, porque ele é constantemente vítima! Mas me deixem explicar os dois mundos: sou branco, 35 anos, e dividi minha vida em dois ambientes: o rio de janeiro predominantemente afrodescendente ou negro, e santa catarina, predominantemente e, em algumas localidades, quase exclusivamente branco. Devo ter descobrido que era branco lá pelos 4 anos de idade, porque vivia em meio a uma família negra, com vizinhos e amigos negros... e admito que para uma criança é complicado perceber a diferença entre cores de pele... então cresci beijado e abraçado e com todo o carinho que uma pessoa pode receber... e isso vinha justamente de pessoas negras, portanto eu sempre as adorei. quando vim para santa catarina já tinha uns 7 anos e fui até a adolescência praticamente sem contato com pessoas negras, e quando voltei ao rio de janeiro já com 14 estranhei aquele povo tão escuro... demorei a perceber a beleza da mulher negra, porque já tinha aprendido a gostar das brancas... hoje de volta ao sul, sei ver a beleza de ambas, mas estou noivo de uma mulata, porque me sinto mais atraído pelo tom de pele, acho lindo e irresistível! segundo ela, a ganhei porque, depois da devida oportunidade, a chamei de "mulata" linda! ela odiava ser chamada de morena... e os retardados aí não entendem a questão: Não se deve usar morena para evitar a expressão negra ou mulata ao elogiar uma pessoa, porque isso denota uma delicada questão: porque não negra? porque deve-se evitar? é como se ser negra ou chamar uma pessoa de negra fosse indelicado ou ofensivo!!! Mas o texto me mostrou claramente uma questão: eu diversas vezes comento as feições suaves e delicadas dela... e admito que com muita admiração! E acho que mesmo fazendo isso com profundo amor, posso estar sendo injusto com ela e contribuindo para uma insegurança com relação a sua imagem, tento que ela alisou o cabelo, mesmo eu tento brigado tanto por gostar dos seus cabelos crespos... talvez minha falta de visão destes comentários a tenha levado buscar uma imagem mais "branca", com cabelos delicados também!!! devo ter cometido aí um erro que não sei como reparar! Obrigado a autora do texto.

    • Roderick Capa Postado em 13/Nov/2013 às 10:07

      Wilmar, tudo tem dois lados... nos anos 80, a moda era a "permanente". Coisa deprimente olhar as fotos da época e ver um bando de alemoas de cabelo fininho tentando ser crespas... ficava muito feio! como hoje a gente vê negras de cabelo duro alisadas a ferro, aquela coisa estaqueada reta e sem balanço... A ditadura da moda é um terror.

  200. Wilmar Postado em 05/Nov/2013 às 23:24

    Agora uma questão é muito relevante nestes comentários: "E chamar alguém de branquelo, não é preconceito?" Não, seu lerdo, não é! É ofensivo ou pejorativo, mas não racista... porque não se é racista ao atribuir tributos de uma raça socialmente dominante a uma pessoas... é como dizer que "lindona" é ofensivo!!! A questão de chamar alguém de negro em contexto pejorativo é racista porque evidencia sua tentativa de diminuí-lo por sua raça, sua etnia!!! É classificar uma pessoa por questões raciais, tentando a colocar em situação inferior! Isso é racismo! é uma questão histórica a social, ainda vigente, que a população negra ocupa posição inferior na economia e nas condições e oportunidades... isso ainda não foi totalmente desfeito... então não se deve chamar a pessoas de morena com se fosse vergonha ser negro, assim como não se deve usar essa determinação racial como agressão de qualquer natureza, porque incorre no mesmo princípio: É COMO SE A EXPRESSÃO "NEGRO" CARREGASSE EM SIM MESMA UM CONDIÇÃO DE INFERIORIDADE! Não é tão difícil de entender, mas vamos exemplificar: "não vou chamar uma pessoa de negra, porque isso pode ser humilhante, vou chamar de morena!" mas em outro momento vou xingar alguém reforçando essa questão como: "Seu negro preguiçoso!" em ambas as situações você está colocando uma carga na expressão "negro", tanto ao não querer ofender quanto ao querer ofender!!! Minha sugestão: use a palavra negro ou negra em momentos de afeto porque isso demonstra seu respeito a condição de igualdade e nunca use a palavra como expressão ofensiva, porque isso demonstra que você classifica negro como inferior ou vergonhoso!

    • Carolina Postado em 26/Nov/2013 às 18:39

      Obrigada, Wilmar. MUITO OBRIGADA. Depois de ler esse tanto de boçalidade escrita pelos "classe-média-sofre-100%brancos-mimimi" eu não sabia nem por onde começar a esclarecer. Vc fez isso com maestria e competência. Que preguiça dessa gente BURRA que não entende nada de m**** nenhuma.

  201. Wilmar Postado em 05/Nov/2013 às 23:48

    Também não quero deixar passar desapercebido essa idiotice da questão sobre o termo "raça"! A palavra não é usada da maneira que você aprendeu nas aulas de biologia quando se trata de designar etnias, mas como foi muito bem anotado acima por outro comentarista, é um termo sociológico. Ficou convencionado como designação de povos de etnias distintas e não carrega o peso do termo biológico, então não vamos perder tempo em dizer que não existe raças... e blá, blá, blá... vamos tratar o termo como expressão de determinação sociológica como vem sendo herdado da literatura científica. E que existe uma questão social, evidenciada pela condição econômica, de superioridade imputada a raça branca! É uma condição equivocada, mas praticada... então não se deve querer reverter a questão do racismo contra o branco porque na verdade ele nunca foi vítima e sim o opressor... tem um asqueroso que pergunta se sentir tesão por mulata é crime? Não, porque eu sinto todo dia por sorte... mas deve-se deixar bem claro que o desejo saudável que se tem por uma mulher não tem nada a ver com expressões chulas ou libertinagens... Se sentir atraído pela beleza de uma mulher não deve jamais dar-lhe o direito de expressar verbalmente usando palavras inapropriadas, seria como dizer que a tua mãe é meio caidinha, mas que ainda "guenta um ferro!!" São dois exemplos claros que demonstram que a admiração deve ser colocadas em palavras adequadas, e que termos baixos são e sempre serão ofensivos!!! Eu elogio a bunda da minha noiva, mas eu construí toda uma base de intimidade para tanto... e é isso que se deve fazer para não tornar algo que pode ser lisonjeiro em algo ofensivo... é a intimidade e não a licenciosidade que torna o comentário um elogio, entenda isso e perceba que se aplica a qualquer pessoa, seja de qualquer gênero ou raça... e você vai aprender a elogiar uma mulher... e talvez ganhe alguma coisa com isso... ao invés de ser esculachado por mulheres ofendidas pelos seu "galanteios"... e temos que lembrar que o racismo é mais facilmente percebido e quantificado pela vítima que pelo autor!

  202. Alan Postado em 06/Nov/2013 às 09:36

    Agora fiquei a me questionar... Sou branquelo com fortes 'traços negros', sou noivo de uma moça negra, acho ela a mulher mais linda do mundo, admiro ela pelo carater, simpatia, eduacação, beleza... Enfim, mas vez e outra já me peguei fazendo algum 'elogio' desses aí, mas não querendo expressar que 'ela é um pedaço de carne no açougue', isso jamais. Então, tudo é relativo ao contexto, não?

  203. silvana Postado em 06/Nov/2013 às 17:57

    Esse é um assunto muito complexo e subjetivo. Eu confesso que inconscientemente eu tive atitudes racistas. Vou explicar porque. Quando eu era pequena, tinha uma amiga da minha irmã que detestava ser negra. Quando ela ia tomar banho ou lavar as mãos e ficava se esfregando ao máximo até ficar com a pele ardendo. Ela fazia isso pra tentar tirar a cor da pele, pra tentar ficar mais clara, mais branca... Assim, se você identificasse-a como morena e não negra, seria um elogio ou deixaria-a menos aborrecida. Quero dizer, ela não aceitava ser negra e muita gente é assim. Enquanto uns tem orgulho de ser negro outros não querem assumir. Portanto, em razão disso, quando alguém me perguntava como tal pessoa negra era fisicamente, eu sempre dizia: "É moreno, alto/baixo, olhos...". Eu fiquei com aquela menina em mente e generalizei, pra mim todo mundo era branco ou moreno e ponto final. Não é fácil gente, principalmente quando você não conhece a pessoa, se você defini-la como morena e ela for negra, tanto pela pode achar bom ou nem ligar, como pode se sentir ofendida. Outra coisa, isso vale pra todas as pessoas, esse é apenas um exemplo que cabe aqui, mas vale para gordos, magros, deficientes, tímidos, feios ou seja o que for. Eu já sofri e sofro preconceito mas por outros motivos, então até entendo as pessoas, então tem que entender os dois lados, muitas vezes a pessoa não esta sendo preconceituosas ou racista, é algo inconsciente, que ela nem esta se dando conta do que diz..

  204. Jean Pereira Postado em 07/Nov/2013 às 10:27

    Eu vi alguns comentários até interessantes, mas tem uns que beiram o ridículo. Eu particularmente sou branco, mas adoro mulheres negras, tanto que me casei com uma!!!!

  205. Guilherme Postado em 08/Nov/2013 às 14:10

    Com todo o respeito devido à Autora, a do "bumbum lindo" não tem qualquer conotação racista, não passa de um elogio. Quanto ao "morena bonita" e aos "traços finos", a verdade é que essa classificação, lá no fundo, realmente pode ser interpretada como uma ressalva a raça apesar do elogio, contudo, discordo plenamente que isso seja um comentário racista, mesmo que sutil, até mesmo porque é utilizado com boa-fé, sem essa intenção, e também é super normal dizermos "vc é uma loira linda" ou "vc é uma japonesa linda", sem que tenha qualquer intenção de discriminar. Sou contra qualquer forma de preconceito, seja contra negros, gays ou qualquer outro tipo, mas o que eu noto é que as pessoas que pertencem a essas "minorias" estão sempre muito na defensiva e vêem perna em cobra, ninguém pode falar nada que e racismo, homofobia e afins... quanta besteira! Como eu disse, não quero desrespeitar a Autora mas a minha sincera opinião é: um cara fala pra vc que vc é uma "morena linda" ao invés de uma "mulher linda" vc vai ficar chateada e taxar como preconceito? Pelo amor de deus... QUANTA BESTEIRA!!!

  206. Jessica Postado em 09/Nov/2013 às 17:15

    O que está em jogo aqui não é a existência ou não-existência de Deus, não é "frescura" com esses elogios, é o modo de enxergar uma realidade camuflada. O preconceito existe sim e se mostra direta ou indiretamente, como nessas colocações mais sutis. É enfadonho estarmos sempre ignorando o racismo construído em tantos anos da história nas sociedades, ele existe: eu sei, você sabe e nós sabemos - só que o acontece é a propagação desse discurso eufemista para com os fatos. É mais fácil fingir que não acontece, deixar pra lá, do que pensarmos sobre as nossas condutas e as condutas dos outros quando o assunto é preconceito, racismo; pensar como esses estigmas sociais foram construídos, por que e pra que eles funcionaram, etc. O que está em jogo não é você querer chamar uma negra de morena, não é você simplesmente dizer que "é uma negra muito bonita", é você pensar no por que está fazendo isso, por que se colocar dessa forma ou de outra.

  207. Aline Postado em 10/Nov/2013 às 03:24

    Não acho que todos os elogios ditos sejam racistas. Me parece mais algo da cabeça de quem redigiu o post. Eu costumo chamar as pessoas de pele escura de morenas, mas não por racismo. Já ouvi elogios de negros dizendo que sou uma branca bonita. Sou contra cantadas pejorativas de qualquer natureza, mais ainda se forem racistas.

  208. Fernando Postado em 12/Nov/2013 às 18:48

    Eu acho engraçado a população negra falar sobre racismo quando eles são praticamente nazistas, dotados de infinitos escudos verbais como "meu povo isso" ou "meu povo aquilo" de fato, houve injustiça com a população africana por muito tempo, na época da escravidão, mas vocês leram o bastante para entender que quem escravizava seu povo era ele próprio? Os "brancos" compravam escravos que eram vendidos por homens negros, em países na África, onde a guerra civil prevalecia, e as tribos capturadas eram escravizadas! Acho muito engraçado a população negra sentir-se injustiçada, levando em consideração tanto assistencialismo adquirido aqui no nosso país, o negro pode vestir uma camiseta escrito "100% negro", pois está demonstrando o orgulho da raça, mas se eu sair com uma camiseta escrito "100% branco" eu sou um nazista de merda! A PUTA QUE PARIU com esse nazismo! O negro pode chamar um branco de nomes pejorativos como "branquelinho" "branquelo azedo" "gasparzinho" mas dizer que uma pessoa X é "preta" (leia-se que em outros países, o termo "negro" é pejorativo, e não o preto, afinal, preto é o nome da cor), pode dar cadeia! Vocês são uns escrotos do caralho! Deviam parar de achar que pertencem a um "grupo étnico" X e entenderem que vocês não são nem piores, nem melhores do que ninguém! Enfiem todo esses termos pejorativos no cu e parem de ser racistas consigo mesmos e com os outros que nao são negros!

  209. Dandara Postado em 12/Nov/2013 às 19:14

    Gente, eu nunca conheci nenhuma negra que se ofende-se com "que bunda linda" babo de invejinha na bunda de vocês, é redonda, empinada, raramente possuem estrias ou celulites, enfim.. não sabia mesmo que era ofensivo de alguma forma. :s Quanto ao morena, minha melhor amiga é negra com isso ela fica extremamente puta, porém tenho uma conhecida que se diz "parda" e acha ofensivo quando alguém a chama de negra, portanto é meio complicado. Tipo exportação, eu viraria a mão na cara de cada um que me falasse isso,e mandaria exportar a mãe. (: O resto sim é preconceituoso, é ofensivo e ridiculo. parabéns pela matéria. Quanto ao cabelo, não creio que tem haver com a sua cor, pois já aconteceu comigo também e muitaas vezes, é que ninguém acredita que algo tão lindo possa ser natural, tem que ser comprado. ¬¬' hunf

  210. Keptah Postado em 12/Nov/2013 às 20:11

    Dei-me ao trabalho de ler boa parte dos comentários, porque o assunto (preconceito, não comer uma mulata que fique bem claro!) me interessa até porque sou pai de uma menina negra. temo que este assunto (preconceito) gere reações exaltadas demais porque é visto com uma carga de preconceito imensa! Posso falar com propriedade porque, embora com pouca melanina na minha epiderme (sempre achei esse negócio de raça uma bobagem) sou filho de pai mulato (sim o termo existe: mulato = filho de negro com branco) e pai de uma linda (e maravilhosa diga-se) menina negra sofro diversos tipos de preconceito: 1. Não fale isso, seu pai é moreno (meu pai quando ficou grisalho ganhou o apelido carinhoso de Véio Zuza, um personagem do Chico Anísio...) 2. Ela é uma linda moreninha (em diversas versões do uso da palavra) sobre minha filha 3. Você é um racista FILHO DA PUTA! Essa pérola eu ouvi em um avião, quando ao mostrar a foto da minha filha a uma outra criança que estava ansiosa com o vôo, me referi a ela como "olha que linda a minha neguinha" 4. Você comeu a empregada? Essa resultou em um disparo de palavrões sem fim, algo que não faço nunca, especialmente na presença dela, mas foi a única maneira de não esmurrar a pessoa... 5. Como você pode ser contra cotas raciais? Você quer ferrar sua filha??? (Sim sou contra cotas raciais e a favor de cotas SOCIAIS). Como pelo fato dela ser negra precisasse de ajuda! E como para trazer um benefício pessoal extra eu fosse aceitar um absurdo desses Gostaria de ver o assunto preconceito ser tratado com mais lógica e menos emoção.

  211. Filipe Mello Postado em 12/Nov/2013 às 20:39

    Se for levar esse texto ao pé da letra todos aqui sofrem preconceito! Você SEMPRE será LEMBRADO por uma característica. "SABE AQUELE JAPONÊS?" "LEMBRA DAQUELE MAGRELO DA NOSSA CLASSE?" "VIU AQUELE GORDINHO?" Cara, preconceito é isso também. Se falou que você é uma MORENA BONITA, que bom! Simplesmente agradeça, e não, vá com 100 pedras nas mãos falando "O QUE??? Você me chamou de MORENA E BONITA?". Para né! A autora e outras pessoas devem ser aquelas pessoas que sentem que devem ser RECOMPENSADAS de alguma forma pela escravidão. PASSOU, VIVAM A VIDA E PAREM DE PRESTAR ATENÇÃO EM BESTEIRAS!!

  212. Snowmeow Postado em 12/Nov/2013 às 20:46

    Nem tudo deve ser interpretado como racismo, ou hipersexualismo. Até porque o homem, quando vai atrás de uma mulher, busca primeiramente o sexo. Elogiar a bunda não devia ser ofensivo, elogiar os "traços delicados" não devia ser ofensivo, fazer carinho nos cabelos não devia ser ofensivo. (Tá, "mulata tipo exportação" é forçar a barra mesmo) Eu acho que tudo depende do tom de voz.

  213. PRODOMUS Postado em 12/Nov/2013 às 22:48

    Minha mulher é negra, tenho tres filhas com traços fortes de negras, lindas por sinal, eu particularmente acho que a mulher negra é entre todas as raças, excluindo algumas excessoes, a mais bela entre todas as raças, eu adoro o tom da pele negra, quanto mais negra mais linda. A pele da negra tem uma textura singular, particular da raça. Nao me considero preconceituoso no tocante a etnia racial, nao porque sou casado com uma negra ou porque gosto e me identifico com a raça, mas porque eu acho que nao se mede a alma de uma pessoa pela sua cor. A alma, o carater, a indole e tudo mais q for inerente a formaçao psicologica de uma pessoa se mede pela educaçao que ela recebeu desde o seio familiar e pela natureza da propria pessoa!

  214. Lucas Postado em 13/Nov/2013 às 00:12

    Caraca, e agora, o que vou fazer? Vou ser preso...Já namoro/noivado há dez anos com uma negra, mas defino ela como morena, neguinha, desde o começo quando não há conhecia ainda...sou branco, me chamam até de "galego", sem ser necessariamente louro ou loiro...conheço muita gente "negra", mas só os defino como "moreno" ou "negãos"... e agora? sou racista? devo ser linchado? sou nordestino, mas nunca sofri preconceito, graças a deus, mas nem por isso deixo de saber, afinal não preciso sentir uma "facada" pra saber que dói, por exemplo...Acho que existe um pouco de exagero por parte da autora, pois acho pior mesmo e mais sério e relevante, é quando associam a cor de pele a criminalidade (por ex: um negro entrar em uma loja e o associarem com um ladrão.)

  215. carolima Postado em 13/Nov/2013 às 09:28

    Gostaria de registrar que concord com quse tudo que li aqui com a ressalva de que a maioria das pessoas negras que conheço se auto definem …morenas…moreninhas ou coisas do gênero. Ai de quem usar a expressão “negra” . Alguns negros sim...se ofendem com este termo. Branco é branco ninguem chama branco de alvo...no entanto tem negro que só aceita o termo NEGRO...se vc usar o termo PRETO começa a ouvir palestra sobre discriminação racial. Discriminar é tratar o outro como inferior e ja vi muita gente passar aperto porque , como disse acima, usou o termo PRETO.Os mais racistas e que não se aceitam em sua maioria são os proprios negros. Quanto a associar a imagem da mulher negra a sexo, digo que isso não é privilegio das mulheres negras. Todas as mulheres em nosso pais sao tratadas assim. O primeiro passo para serem respeitados em suas lindas caracterisicas fisicas tipicas da raça negra, seria começar a ensinar as menininhas negras a pararem de buscar o esteriotipo da beleza branca...como nariz fino ..,cabelo liso...olho claro. 90% das mulheres negras que conheço NÃO assume o cabelo...não o valorizam nao se respeitam. A culpa disso é de quem? Ds brancos? Ou dos proprios negros?

  216. Roderick Capa Postado em 13/Nov/2013 às 10:01

    Negras têm bundas lindas, em geral. As alemãs parecem ter sido passadas a ferro. Isso não é racismo. Vivo num lugar onde convivem (e se misturam) pessoas das mais variadas etnias. A filha de uma colega ruiva sardenta de origem alemã e casada com um negro é uma mulata belíssima. As mestiçagens costumam dar resultados muito interessantes, e mais belos em geral que os exemplares "puros". Diga-se, é muito fácil identificar os estudantes africanos na universidade onde estudo - eles são bem diferentes dos "negros" brasileiros, quase todos mestiços, como aliás os chamados "brancos". Eu sou loiro e de olhos azuis, mas se tivesse nascido na Louisiana, não teria podido estudar numa escola para brancos, pois tenho uma tetravó negra (e escrava do meu tetravô) e outra "filha de mulatos forros" (conforme a sua certidão de batismo). Acho que um exame de DNA deveria ser feito em todo o mundo ao nascer, para identificar as suas origens étnicas. O racismo acabaria por falta de racistas habilitados a sê-lo...

  217. Wagner Postado em 13/Nov/2013 às 10:56

    O dia que um branco souber o poder que tem o sangue negro, vai querer pintar a pele. Sabe, o maior problema de estar ao lado de uma mulata, é vc não conseguir alcançar os ritmo delas. As mulheres negras tem sangue quente, são decididas, sabem o que querem. Mulheres de cor negra, são em geral, mais alegres, mais simpáticas, mais bonitas e exibem seus contrastes com orgulho. Sorriso largo, cabelo black e um lindo jeito de estar sempre de bem com a vida. Quem nunca saiu com uma negra, não sabe o que é se sentir especial ao lado de alguém que realmente tem uma visão mais bonita da vida, pois não querem fazer os outros sentir na pele o que elas sentem, o preconceito. Acho que a aberração são os demais, pois o Brasil tem a maior população negra fora da África. Se conscientizem, não ao preconceito imbecil.

  218. Uilson França Postado em 13/Nov/2013 às 13:12

    Tento não me ver apenas como homem negro, olho em mim um humano adulto, não é possível fugir dos esteriótipos que nos são colocados como pessoas e que devemos evitar sim, tentar de forma saudável o não constranger, e sim ser gentil, precisamos de uma sociedade humanitária.

  219. Lucas Postado em 13/Nov/2013 às 14:34

    Olha essa matéria, tem alguém mais racista que a própria pessoa que a escreveu??? Não se pode falar, não se pode olhar...intocável

    • carolina Postado em 14/Nov/2013 às 12:10

      CONCORDO

  220. Neilor Postado em 13/Nov/2013 às 14:44

    Eu acho que mulheres negras e loiras são dois extremos. Uma se acha a última bolacha do pacote e a outra se acha a ÚNICA bolacha do pacote. Uma se acha um bibelo de enfeite, a coisa mais linda do mundo a outra se acha um fetiche, um objeto de desejo. Mulher é mulher com qualquer cor. São desejadas de qualquer forma, sendo que as pessoas tem fetiches, preferencias. Certos biotipos que mais as atraem. Conheço mulatas que são fissuradas em homens loiros, isso não as faz racistas? E as loiras que são chegadaças num "negão"? Orgulho de ser negra???? isso não é racismo tambem? Orgulho porque? Ser negra é ser superior? Orgulho de ser branco tbem o seria.... Eu sou branco de pele mas venho de uma bela mistura de caboclos e índios e sou casado (e feliz) com uma mulata. Ahha.. se casou com uma mulata porque? Sei lá...me casei porque me apaixonei por ela e a amo. Chamar a pessoa por uma caracteristica sua nao axo q seja racismo. Em meu circulo de amizades tem o Gordo, a Nega (minha esposa), a Polaca (esposa de um amigo) e por aí vai. Nunca nosofendemos e nunca nos processamos por racismo. O racismo JAMAIS vai desaparecer porque as pessoas (independente de sua cor) jamais deixarão de alimenta-lo.

    • Andre Natal Postado em 13/Nov/2013 às 19:10

      Saiu uma pesquisa dia desses, classificando que o brasileiro de 15 anos tem a mesma inteligencia de um coreano de 15. Lendo esses comentarios só me faz ter a certeza dessa informação. Primeiro porque com certeza nas escolas nao se ensina biologia. Primeiro que a "raça" desses infelizes é uma só: humana (infelizmente), pois é das mais imbecis que existe, que nao vive em harmonia com a diferença. Segundo porque a cor de pele é determinada apenas uma questao biologica, um composto chamado melanina, que, desde voce até sua planta na parede e seu cachorro, possuem. Se uma pessoa é diferente da outra, em termos socias ou comportamentais ou intelectuais, é definido por causa de seu AMBIENTE, e nao por causa de sua pele, forma fisica, ou qualquer outra idiotice e imbecilidade que ignorantes sem educacao ou cultura falar. A galera adora meter o pau nos states, mas lá meu amigo, aonde o racismo nao fica escondido como aqui, ta escrito: direitos iguais e ponto final. Nao é a toa que o presidente é preto e a cidade mais preta do Brasil (salvador) só elege aristocrata e escravoctata branco. Resumindo: Daqui um tempo, o brasileiro sera tao inteligente quanto um protozoario flutuando num esgoto a ceu aberto, enquanto o resto do mundo escraviza os brasileiros brancos super-inteligentes daqui com suas multinacionais vendendo carros obsoletos a juros absurdos, enquanto eles se acham o maximo.

    • flase Postado em 30/Nov/2013 às 10:08

      Faço minhas, suas palavras, Neilor. Gosto tanto de mim, que a cada olhada no espelho vejo refletida somente a imagem que desejo e ela não tem forma, cor ou cheiro definidos. Não sei porque tanta neura com relação à essas bobagens, é tão bom estar vivo...

    • Vívian Postado em 04/Dec/2013 às 13:20

      Melhor comentário já postado! Não há como negar nossa história, mas o radicalismo é como trocar 6 por meia dúzia! Alimenta o racismo e alimenta a guerra. Ou seja, não contribui, apenas rebate. E rebater também é violência. E o discurso violento não vai acabar com o racismo. O racismo (ou não) está na ATITUDE e não na palavra , no termo. Quero comentar os itens já que sou mulher e negra, mulata, neguinha: 1 - "Morena Bonita" - Confesso que me incomodo com o termo "morena" quando percebo que a pessoa tem medo de dizer negra. Esclareço e digo que prefiro ser chamada de negra, mas numa boa, sem grilos, sem constrangimento. Busco mostrar que não há problema em usar este termo. Mas não acho de cára que alguém que fala morena ou negra bonita, quer dizer que ser negra e bonita é fora do comum! Mas, ratificando: depende da pessoa. Não podemos negar que existem sim pessoas que pensam isto: para uma uma negra, até que você é bonita. Não podemos negar, mas não podemos generalizar. 2- "Pegar no Cabelo" - Mais uma vez, a danada da atitude, a danada da informação. Mesmo em São Paulo, uma metrópole com os mais diferentes tipos de vestimentas e atitudes, é exuberante ver um negro com cabelo natural. Chama atenção, pelo amor de Deus! E isso é ótimo! E é lindo a pessoa ter curiosidade. Claro, ela não pode sair pegando o cabelo de um desconhecido, mas muita gente acha que cabelo de negro é simplesmente um "cabelo duro" e até se espantam qdo tocam percebem a maciez. Tudo vai da atitude da pessoa em querer tocar o cabelo. Pode ser até um pouco constrangedor, mas se ela não tiver má fé, o que custa? Ótima oportunidade de puxar uma conversa e informá-la, perceber se ela tem um racismo que lhe foi ensinado e clarear suas ideias! 3 - "Traços Delicados" - Realmente, muitas vezes, os traços delicados tem a ver com traços brancos. Mas aí também é uma questão de gosto! Como foi dito num comentário acima, a delicadeza tem a ver com a proporção - questão de estética! Tem um olho esbugalhado ou um nariz desproporcional não faz ninguém bonito! E ainda sobre o "gosto": as pessoas não são obrigadas a achar ninguém bonito. Isto e´de cada um! Tem gente que não gosta de ruivo, tem quem não goste de loira, de "japa" (japa pode falar, né? mesmo que seja coreno. Aí não é racismo (sic)). Agora todo mundo tem que gostar de negro, tem que achar lindo. Negro não pode ser chamado de feio, senão é racismo? Calma lá, né? 4 - "Bunda Linda" - Também com referência a um comentário já feito, há que se admitir que a maioria das mulheres negras tem menos reclamações em relação a corpo do que qualquer outro tipo de mulher (por favor, não entenda "tipo" como ofensa). E a bunda da negra (e do negro) é questão de genética! Agora, o assunto "bunda da mulher brasileira" aí já dá pra virar doutorado. É uma questão cultural, social, comportamental e até política! E até passa pelo racismo, mas não é SÓ isso. Nenhuma mulher gosta de passar na rua e ser chamada de gostosa. Mas qual o problema do namorado falar da bunda! Falar da boca também vai ser um problema porque a boca da negra normalmente é carnuda. Então..... menos radicalismo, por favor. Tá beirando a neurose. 5 - "Mulata Tipo Exportação" - Sim, este comentário sim é RACISTA. E muito!!!! Mas, como estou tentando dizer desde o início, acho que temos que ver nesses comentários a oportunidade de mostrar à pessoa que ela está sendo racista. às vezes nem passa pela cabeça dela que a atitude e as palavras podem ofender. Porque realmente a pessoa NÃO SABE o que é sofrer com o racismo. Ela tem que ser esclarecida. Numa boa, na conversa. Só assim a gente consegue acessar a mente e a alma de alguém. Claro, estou falando de pessoas que dão este tipo de espaço, não de ignorantes. Resumindo: menos radicalismo em relação a todos os ismos : racismo, machismo, sexismo.... Cada pessoa é uma. Diferentes entre si e seus pensamentos, cultura, educação. Vamos pensar caso a caso e ter a humildade de ver todos como pessoas e não brancos a fim de detonar o negro e perpetuar o preconceito. Mais amor, por favor.

    • Cristina Postado em 06/Feb/2014 às 22:37

      bravo...gostei de seu texto!

  221. Eduvaldo Postado em 13/Nov/2013 às 15:05

    Olá, obrigado por me permitir expressar opinião sobre seu texto. Os preconceitos, sejam eles quais forem, sem duvida é a pior das práticas de convivência dos seres humanos, pois em razão de cor, sexo, religião, pessoas são discriminadas de forma vil, sentindo-se invadidas e discriminadas. A prática de tais preconceitos, em sua maioria, parte de pessoas que não possuem ou não alcançaram um grau de compreensão que somos todos pertencentes à raça humana, e que distinções existem e devem até ser preconizadas, mas em virtude do caráter das pessoas e não por sua cor, credo ou posição econômica-social. O posicionamento daqueles que sofrem o preconceito deve ser de repúdio, mas em contrapartida não deve instigar um confronto maior, pois este confronto age ao inverso de sua intenção, ou seja, aumenta a prática preconceituosa e passa a gerar o mesmo preconceito do sujeito contra o autor, resultando em conflito e desagregando a harmonia buscada. Quanto ao racismo negro, é o mais atual em nossa sociedade, posto que a última escravidão de proporções no mundo foi a escravidão negra, seguida da indígena, sem contar outras barbáries cometidas ao longo da história, diga-se o nazismo, o fascismo e outras, que nos tempos atuais tentamos apagar, entretanto, devemos lembrar que antes da escravidão negra existiram povos brancos e asiáticos que também foram escravizados, os chamados “escravos de olhos azuis”. É inevitável que todas estas práticas ignóbeis deixaram marcas que até hoje são condenáveis, e somente a evolução intelectual de cada um de nós gerando assim uma assimilação coletiva, vai eliminar por completo os preconceitos advindos da história, entretanto, é necessário que não se alimente os dissabores do passado. As expressões que você utilizou, se proferidas por um negro e dirigidas a uma mulher negra , não teriam a mesma análise critica e talvez fossem apenas interpretadas como carinhosas, desta maneira, sem desmerecer sua forma de pensar e respeitando sua posição, acredito que o texto traz um radicalismo desnecessário e não contribuinte a erradicação do racismo, mas de qualquer forma é valido.

  222. Renato Postado em 13/Nov/2013 às 18:00

    A única frase em que consigo enxergar preconceito é a quinta. Sinto muito, mas não posso atender ao pedido de não utilizar as outras quatro frases. É claro que qualquer coisa que se diga tendo preconceito em mente soa preconceituosa, mas eu consigo tecer os quatro primeiros elogios sem sentir um pingo de racismo subindo à língua. A prova disso é que é possível utilizá-los para qualquer etnia sem que seja racismo.

  223. Luzildo Queiroz Postado em 13/Nov/2013 às 19:00

    Não concordo com alguns....acho que dizer que tem a bunda linda ou que tem os traços delicados pode ser dito a qualquer mulher independente da cor...acho q a beleza nunca teve haver com etnia..eu posso muito bem dizer: vc é uma loira linda..como tb .....vc é uma negra linda. Sei q o preconceito existe mas acho q todo ativista tem tendências à exagerar.

  224. Welton Postado em 13/Nov/2013 às 19:42

    Caso você entenda que se eu posso chamar as pessoas de brancas ou loiras também é preconceito não esqueça que, ao longo da história como a elite explica um branco (pista: aos brancos são dados aspectos entendidos como positivos para a sociedade. Importante, entendidos como positivos.) e como entende uma pessoa negra (aspectos relacionados a qualidades negativas a sociedade e/ou aspectos não completamente negativas, mas que são vistas como algo menor e de menor valor frente às qualidades que brancos apresentam. Importante: esses argumentos são falácias e não têm nenhum dado que corrobore ou autentique tais argumentos). Vale a pena estudar de maneira mais crítica a história de constituição desse país, estudar questões ideológicas e como elas se apresentam de diversas formas (piadas, apelidos, comentários, atos etc).

  225. julio cesar são paulo Postado em 13/Nov/2013 às 23:14

    concordo com tudo que foi falado na matéria , só não concordo com o primeiro item,minha esposa e negra mas sempre gostei de chama-lá de minha morena linda,nunca me sentir a vontade de chamar alguém de negro com medo de tais pessoas acharem que sou racista,bom, o que importa e que somos felizes ,já estamos juntos a 10 anos e temos uma filha linda...a vida e curta demais para se preocuparmos com a cor da pele de nosso próximo, mas o racismo existe no brasil ,sim, é o pior de todos que não é declarado, o chamado racismo enrustido .

  226. Sherman Postado em 14/Nov/2013 às 09:05

    o racismo, como foi descrito, boa parte das pessoas praticam de uma forma que não percebem. O maior preconceito está entre os negros mesmos, pois alguns se rebaixam como fossem inferiores. Aceitam cotas pra cor em concursos e vestibulares. O maior simbolo do preconceito pelo governo. Vc é capaz diga não as cotas, nenhum negro é menos ou mais inteligente que outra pessoa de etnia diferente. Acordem. Uma das pessoas mais influentes do momento no brasil é uma negro, chamado Joaquim Barbosa. Outra coisa que gostaria de comentar é sobre que falaram da biblia. A única coisa que há na biblia é que Deus castigaria todos os povos que perseguisse seu povo. Caso dos etiopes que lutaram muito contra Israel quando era um povo rico, e por isso os etiopes ficaram pobres. Se atentem a ler a biblia não ouvir que pastor A ou B. Eles podem distorcer as palavras. Mas quando Jesus veio, veio para os seus, mas como eles não receberam ficou aberto a salvação a todos que quiserem. Tenho muitos amigos ateus, que se baseiam no que alguem fala. Pessoal procure por si só o que é verdade ou não.

  227. LúCIA Postado em 14/Nov/2013 às 10:34

    ai meu olho tá doendo de tanto ler, será que é por ele ser preto... Ops!!!!

  228. Adriano Postado em 14/Nov/2013 às 11:07

    Muitas vezes o preconceito tá na cabeça de quem recebe algo como forma pejorativa ao invés de elogio. Sou gay e branco. Eu não sou nem um pouco preconceituoso. Já me apaixonei por pessoas de etnia negra, oriental, do oriente médio, europeia.... Mas foram N vezes que eu fui reprimido por dizer carinhosamente "nego lindo" pra caras que eram negros, mas preferiam ser chamados de morenos. O preconceito está tão enraizado que... até mesmo uma expressão que é pra ser carinhosa...é tomada como racismo. O preconceito é gerado por aqueles que falam, mas só cresce e é fortalecido por aqueles que o recebem.

  229. Maria Postado em 14/Nov/2013 às 12:59

    Já ouvi todos esses elogios.. traços finos..bunda bonita..mulata tipo exportação... etc... Também já pegaram no mu cabelo.. Rs.. porque é grande e liso.. dizem que uso hene..aliso..formol..prancha... todo mundo faz pq eu não posso?!! Aonde está escrito que meu cabelo tem que ser pro alto?!.. Os direitos são os mesmos para todos. Trabalhamos, amamos.. ficamos doentes..morremos.. igualmente..Depois de tanto tempo eu ainda acho um absurdo discutimos sobre racismo. Seja lá qual for.. pele..religião.. nível social. Chamar uma mulher de ..neguinha..pretinha...mulatinha.. moreninha.. dentre outros adjetivos.. não a menospreza.. é apenas um elogio. Está valendo!!! Talvez seja apenas uma falta de costume de ambos... falar a palavra Negra... é bem forte.. e já soa como racismo. Mas não deveria. Sou negra..de cabelos lisos..nariz afiladinho.. Rs.. bunda grande.. Sambo sim.. jongo também. (pra quem não sabe.. é uma dança) Não gosto de cabelo black, nem de trança nagô, rasta e outras coisas que são da minha raça. É apenas uma questão de gosto e não preconceito. Sejamos Felizes. Cada qual no seu lugar. O mundo é para todos e de todos.

  230. Lili Angelika Postado em 14/Nov/2013 às 15:46

    O maior tristeza que desencadeia o preconceito e a intolerância no mundo é a falta de amor próprio em todos os sentidos pois doamos e passamos para as pessoas o que temos de melhor,se a pessoa não tem nada de bom herdado e cultivado, como ela pode respeitar as outras em todos os sentidos? bem complicado

  231. Sr. Medeiros Postado em 14/Nov/2013 às 20:17

    Acho que você deveria ter mais amor próprio, concordo que o primeiro e último são racistas, mas falar para qualquer mulher de qualquer cor que tem traços delicados ou cabelos bonitos não tem nada a ver com racismo, já presenciei várias vezes mulheres falando isso para pessoas com cabelos encaracolados, lisos, blackpowers(inclusive tenho cabelo enrolado e gosto muito, apesar de umas pessoas falarem sempre para eu cortar) e não acho que seja preconceito, vai depender de quem está falando e dos ouvidos que estão escutando, se você estiver esperando sempre que uma pessoa seja preconceituosa, não importa o elogio que te façam, você sempre verá isso como desrespeito, no caso de bunda bonita, pode ser desrespeito com qualquer mulher a depender de quem fala, mas se uma amiga falar isso que mal tem ? Se o marido falar isso para mulher no momento reservado que mal tem ? Muita gente vai achar meu comentário preconceituoso, mas não, não é, pois preconceito é algo pré concebido, mas eu tenho minha opinião formada, seja realista e não sensacionalista, se ame mais, eu não me importo com cor, não me importo com orientação sexual, não me importo com classe que a pessoa pertença, mas me importo se a pessoa é boa, se a pessoa faz o bem sem olhar a quem e não ficar se fazendo de vítima sempre, não estou dizendo que o racismo não existe, existe, mas nem sempre é o que você ouve e conclui na sua cabeça que é. Acredito que o racismo, o preconceito venha com intenção acima de tudo. Mas se alguém te faz um elogio e você acha o contrário, acho melhor procurar um psicologo .. Rápido!

  232. Ana Buarque Postado em 15/Nov/2013 às 13:20

    Vitor, vc é muito engraçado. Vc diz que Deus não existe, mas que Ele criou o preconceito. Espero que um dia você O conheça e creia Nele, pois Ele te conhece muito bem e mesmo assim gosta de você. Texto excelente. Já ouvi alguns desses "elogios". Infelizmente a sutiliza do racismo no Brasil nos impede às vezes até de reagir, seja pelo susto de ouvir algo tão absurdo em pleno século XXI ou falta de coragem de retrucar à altura, algo que uma pessoa boa (e com boas intenções) considerou favorável dizer. Quando falo sobre racismo e preconceito escuto as vezes o seguintes "elogios/consolos": "Mas você nem é negra, você é morena, eu te considero branca". Enquanto os Danilos Gentilis se promovem humilhando o próximo, nós emburrecemos por falta de atitudes.

  233. Duran Postado em 15/Nov/2013 às 20:18

    Moro numa cidade predominantemente de cor escura - quilombo - Aquele que tem maior posse sai daqui e volta com uma "lourinha". O outro, que se junta com a cor de sua pele, é atestado de pobre. De quem é o preconceito?

  234. Morena Postado em 15/Nov/2013 às 21:38

    Sou mulher negra e não me ofendo com muitos desses elogios. Digo que sou negra porque assim me declaro mas acho que a maioria das pessoas deve me ver como morena. Um ex-namorado já me fez uma música chamada morena, eu amei. No dia em que nos conhecemos ele disse que eu era uma morena linda, não vejo diferença de quando chamam uma mulher de loira linda. Gosto de ser chamada de morena porque sou morena e isso não é ruim, é orgulho ! Não querendo discordar do texto inteiro, toda semana estranhos me perguntam do meu cabelo, como se um cabelo cacheado fosse a coisa mais anti-natural do mundo e isso realmente é chato.

  235. caio rueger de castro Postado em 16/Nov/2013 às 19:55

    A começar detesto jeito que falaste sobre as mulheres negras trepar comer ...... Sou um apaixonado pela mulher negra e sou negro e vejo com pesar como meus irmãos negros depreciam a mulher negra ou mulata, e como é tão difícil ser negro num país que se diz democrático, onde tudo fala contra o negro. A caminhada é nós nos juntarmos e reconstruirmos o movimento negro e levar para a rua todas essas questões que existem profundamente enraizado no Brasil, sobre a mulher negra, a mim que as amo como é triste ver como elas sofrem todo o dia muito muito mais na pele por ser negra e mulher, tenho esperanças que um dia elas sejam tratadas como mulheres e nada mais com amor, pois está nas mãos dessas mulheres negras o futuro do homem negro já que são elas que têm a capacidade de gerar outros negros e negras do futuro. obrigado mulher negra por amar o homem negro muito muito obrigado.

  236. Marley Bandeira Postado em 20/Nov/2013 às 20:40

    Até desestimula comentar alguma coisa depois de tantas besteiras que li por aqui. O anonimato da internet faz com que os monstros saiam dos esgotos todas as vezes que assuntos polêmicos são colocados em pauta. Eu como mulher negra já sofri o constrangimento de ouvir esses "gracejos", e fiquei muito enfurecida. Principalmente quando perguntam se eu desfilo no carnaval e ficam surpresos quando respondo que NÃO. Sempre nivelaram e nivelam a mulher negra por baixo como se não pudéssemos ter destaque em outras searas. Muito me espanta ver pessoas que utilizam esse espaço para disseminaram tantas teorias e frases esdrúxulas para justificar que não existe racismo. Felizmente mesmo com tanta torcida contra o assunto está em debate e é assim que devemos caminhar. Eliminamos o que não presta e seguimos com nossa luta. O que não podemos é deixar que ideias hipócritas e enraizadas nos intimidem e atrapalhem a nossa caminhada.

  237. leonardo ferreira da silv Postado em 20/Nov/2013 às 20:47

    achei um tanto quanto exagerado alguns pontos, " vc é uma negra muito bonita", tem a mesma conotação de dizer vc eh uma loira,japonesa bonita, ou seja alguém disse que vc faz parte de um grupo e nesse grupo na opnião dele vc se destaca pela beleza. e sobre preconceito todo mundo sofre algum ou vai sofrer, eu sou branco mas sofri olhares quando na faculdade era o único de escola pública, filho de nordestinos e não tinha um sobrenome "legal". enfim parabéns pelo texto mas achei radicais alguns pontos, mas é sua opnião e eu respeito. Ps:

  238. Fernando Postado em 20/Nov/2013 às 21:53

    Texto muito bem escrito. O racismo é muito nítido em vários desses "elogios", no entanto eu não pude ver nada demais naquele que diz que a bunda da moça é linda. Esse pareceu-me realmente apenas um elogio.

  239. Yan. Postado em 20/Nov/2013 às 23:26

    Acho a ideia de ser preconceito dizer "você é uma negra linda" irrelevante, dependendo do contexto (que pode ser também negativo quando se refere a discriminação racial).Mas no meu caso por exemplo, justamente por que eu acho lindo (e diferente, pois minha família nuclear e muitos parentes são pardos), eu a chamo de "negra linda", do mesmo jeito que se ela fosse caucasiana eu poderia chamar "branquela linda"... Chamo sim de "negra linda", mas na verdade se fosse qualquer cor diferente da minha que eu achasse bela eu chamaria ué, pois significa pra mim uma característica que ressalta sua beleza! (aliás acho que não foi abordado aqui essa possibilidade, que a pessoa de cor negra/parda/caucasiana pode ter sua cor mencionada em um elogio por que a pessoa que está elogiando acha a cor bonita). Digo a vocês que tem gente que realmente sofre preconceito, mas tem outras também que gostam de se vitimizar em situações que não tem nada a ver. Pra falar a verdade, só a ultima frase achei de cunho preconceituoso realmente, o resto, só se forem inseridas em contextos bem específicos. E convenhamos, o 2 é estranho pra qualquer um.

  240. Raquel Postado em 21/Nov/2013 às 00:18

    Uma coisa que eu vi a vida toda e que me revolto todos os dias é o tal do preconceito. Fala de preconceito e a pessoa já associa com negros. O preconceito de fato como em muitos comentários aqui, existe na cabeça deles! Eu sou "branca", não gosto dessas citações, mas enfim, sofri muito quando era mais nova e ainda hoje, com apelidos que sinceramente não eram agradáveis. Aqueles que riam de mim, são justamente os que qualquer coisa já dizem que é preconceito. Apenas se curem disso! O preconceito começa em si.

  241. Humbelina Postado em 21/Nov/2013 às 14:14

    Nossa, quanto esse artigo rendeu de comentários... O que demonstra ser um assunto ainda "espinhoso" numa sociedade que se diz tão democrática, igualitária, e se define com isenta de preconceitos. Mas preconceito existe sim em nosso país. Há aqueles que querem fechar os olhos, outros buscam argumentos vazios, apoiados no mito da democracia racial... Bom, só sabe o que é preconceito aquele que o vê todos os dias, aqueles que o vivenciam ou são sensíveis (negros, brancos, índios, ou qualquer outra etnia) às questões sociais e não apenas as suas próprias experiências. Sou negra, professora de escola pública, egressa de escola e universidade pública, que nunca passou diretamente por uma situação grave de constrangimento motivado pela questão racial. No entanto, sei que sou exceção. Fui criada para conhecer a história de nosso país, os mecanismos de exclusão, as falas discriminatórias, reconhecer no discurso da mídia o apagamento do negro. Sei, pois aprendi desde cedo, onde e como buscar meus direitos. Tive a oportunidade de saber como me colocar em situações em que pudesse ser discriminada. Cobrar e exigir o meu espaço. Aprendi desde pequena a citar a lei...antes mesmo que fosse reconhecido que racismo é crime. Sempre soube chamar o gerente...e exigir ser bem tratada, independente da minha cor. Só que isso é uma questão pessoal, individual, resultado de uma família politizada e instruída e de uma educação que tive que me orientou a nunca deixar que a palavra "exclusão" aparecesse em minha rotina. Digo que essa briga foi diária...insistente...cansativa. Só que isso não acontece com a maioria dos meus alunos, por exemplo. Eles, adolescentes como eu fui um dia, não tiveram a mesma sorte/experiência. São enxotados...marginalizados, humilhados, excluídos o tempo todo. Como explicar para uma quase criança o porquê, de um policial também negro, no meio de vários outros adolescentes, só revistar o adolescente negro? Como explicar ao meu aluno negro que não há preconceito, quando ele me relata não entender o motivo que o leva ser sempre seguido quando entra no shopping, mas o colega "branco", não? Como fazê-lo entender que não há preconceito no nosso país, mas sim uma questão de baixa auto-estima do negro, quando ao esperar na fila para embrulhar um livro para presente em uma livraria, a atendente não o olha em nenhum momento, mas quando chega a sua vez, ela chama outro cliente "branco" que nem na fila estava? Como convencer a uma quase menina que é normal que todos os adjetivos de galanteios que lhe são dirigidos, sejam "gostosa", "ancas largas", "da cor do pecado", "negra, mas bonitinha"; quando ao se dirigirem a uma mocinha de sua mesma idade, "branca" os adjetivos saiam da semântica sexual e cheguem a termos que exaltam doçura, inocência, pureza...quase algo chega ao plano da dinvidade...como: "anjo", "boneca"..."princesa", "musa", "rainha"...quase uma santa...em um altar?...Sim, não há preconceito no Brasil. Então é loucura pensar que em Salvador, lugar em que nasci e vivo, deixe, em uma de suas festas mais "populares", a parcela negra soteropolitana do lado de fora,esmagada por uma corda. A visão, a olho nu (não precisa ser nenhum pesquisador social) é uma minoria, branca dentro, protegida por policiais, por empresários e cordeiros, também negros, mas que veem nesse trabalho uma forma de ganhar o seu pão (R$ 30,00 o dia), espremendo a maioria negra contra paredes, como se dissesse:" você não deveria estar aqui"..."este não é o seu lugar". Será que terei que dizer ao meu aluno que não é preconceito, ao entrar em uma loja que há diferença de tratamento porque ele é negro? Que não há orientação para desconfiar do negro? Que é normal, em uma entrevista de emprego, dois candidatos com a mesma formação e experiência, que o branco tem maiores probabilidades de emprego? Que é normal existirem apenas um ou dois negros em novelas e seriados, só porque há cotas? Que ele tem de se acostumar ver negros em maior quantidade em novelas de época, apesar de ser escravos. Que novelas podem até colocar negros em novelas atuais, mas em sua maioria em posições subalternas? Não...não, minha querida criança. Não há preconceito no Brasil. Mesmo que você perceba que apesar de sermos uma população miscigenada nos concursos de beleza só figurem mulheres do sul do país. Não meu querido...não há preconceito, mesmo que voê ouça que seu cabelo é ruim..."pixaim", "duro"...que te chamem de "macaco" e você cresça ouvindo expressões como: "preto que não caga na entrada, caga na saída" ou "preto sujo", ou piadinhas nada ofensivas como "branco correndo está fazendo cooper, preto está correndo da polícia". Não...não há preconceito. E se você achar que há, você é o racista, você alimenta essa história...Você não entende? A culpa é sua... Quem mandou não ter auto-estima? Quem mandou você ser escravo (foi opção sua...você não lembra?)? Então deixe de besteira...finja que vocêvive em um mundo perfeito..."polianista"...ou um paraíso...onde as três raças de Freyre vivem em harmonia e igualdade. Quem quiser...que acredite.

    • Renata Postado em 19/May/2014 às 01:25

      Perfeito o texto da Humberlina! Todos deveriam ler para acabar de vez com essa discussão. É obvio que existe preconceito racial no Brasil. Acho que o que não existe no Brasil é o chamado ódio racial. Mas o preconceito existe e não precisa ser negro para saber, basta ter um mínimo de sensibilidade. Ele é negro, MAS é honesto. Ela é negra, MAS é bonita... Quem nunca ouviu esse tipo de frase? Uma vez, me mudei para um prédio novo. Os porteiros ainda não me conheciam, pois era um condomínio muito grande, mas eu entrava e saia do prédio sem nunca ser questionada para onde iria (sou branca). Um dia, fui para casa acompanhada de uma amiga negra. O segurança da guarita questionou de forma bem hostil: - ei vocês, aonde vocês vão? Olhei de cara feia e disse que eu era moradora. Ele ficou sem graça e me deixou subir. Pode até ter sido coincidência, mas acho que foi racismo mesmo.

  242. Lilian Postado em 21/Nov/2013 às 15:42

    Tem uma marchinha de carnaval que até hoje é cantada e recantada nos blocos de rua, clubes e festinhas, absolutamente racista e que confirma a tese aí exposta; e as pessoas a cantam sem pudor, sem reflexão, coisa típica do povo brasileiro: "o seu cabelo não nega mulata, porque és mulata na cor; mas como a cor não pega mulata, mulata eu quero seu amor". Triste né? Mas real e presente...

  243. danilo Postado em 21/Nov/2013 às 16:10

    Antes de mais nada nao... NAO SOU PRECONCEITUOSO. 1. A Igreja, e nao a Bíblia, ja disse sim no passado que negros não são gente e que não têm alma. Isso é fato histórico e inegável. 2. Concordo com a maior parte do texto e discordo de algumas coisas como a. As pessoas fazem distinção racial porque essas diferenças existem. b. Não pode ser feio dizer que alguém é negro, loiro, moreno, ruivo, amarelo ou o que seja... Eles são. c. As ciências biológicas classificam... O ser humano gosta de classificar sim e nao há nada errado nisso, desde que você não agrida ninguém. d. Não digo "que negro bonito" simplesmente por medo de ser mau interpretado. Se eu disser "que galega bonita" ela nao vai entender como preconceito. Acho que pros negros deveria ser da mesma forma, ja que posso dizer "que ruiva feia" e ela se chatear comigo apenas por acha-la feia e n por acha-la ruiva. e. Preconceito racial existe sim e muito. Acho asqueroso esse comportamento. Concordo que expressoes como "branca sem bondade" ou "escurinha" ou qualquer coisa desse tipo vêm do mais baixo tipo de gente e não os quero no meu ciclo de convivência. e. Sofro preconceitos mas nao tenho mania de perseguição. Temos que ter cuidados com os exageros. Sou homossexual atraio-me por quase todas as raças. Tenho meus padrões de beleza (e quem nao tem) por isso fico com quem acho legal.

  244. M.Ramos Postado em 21/Nov/2013 às 18:05

    Muitas das expressões mencionadas são tidas realmente como elogios e repetidas à exaustão, como gíria, expressões, sem se dar conta de que pode estar ofendendo. Agora, não são só as palavras. V. pode fazer um elogio politicamente correto mas o tom, o jeito de dizer, a expressão facial e corporal indicam a real intenção. O preconceito existe sim, e muito. Contra pobres, velhos, mulheres, ricos, pobres, bonitos feios. Essa troca do opiniões ajuda. Faz com que olhemos para dentro da gente e se pergunte: sou uma pessoa preconceituosa.

  245. Horus Postado em 22/Nov/2013 às 17:12

    "Você tem a bunda linda" pode ser ofensivo, mas racista? Sério?! Affff.

  246. Pedro.Igor Postado em 22/Nov/2013 às 20:48

    Não quer ser menosprezada pela sua cor, ao mesmo tempo em que quer alterar a conduta dos brancos para com os negros. Ou seja, quer a aceitação dos brancos. Com isso, vejo que ela gostaria de ser branca, ou um sentimento de inferioridade para com os brancos que ela mesma, a autora, tem e quer combater. Os brancos encaram os negros de forma separatista pois a sociedade está se transformando, se adequando após a passagem do período escravocrata. A escravidão sempre existiu e existe. No caso da escravidão dos negros no período das grandes navegações e da conquista da América, essa época durou séculos. Não espere que a mentalidade mude ainda durante a sua vida para que você veja. Levará tempo para que essa mentalidade separatista se dissipe. No mais, vejo que a autora faria o mesmo com os brancos, se as posições históricas e, consequentemente, atuais entre negros e brancos fossem invertidas. Estamos no meio de um processo histórico de reequilíbrio na aceitação dos tipos da raça humana no qual nenhum de nós estará aqui pra ver quando se tornar mais perceptível. Poupe sua energia: o processo já começou, possui seu ritmo, tem o seu tempo, e não será acelerado pela intensidade da sua indignação. Humanos negros, humanos brancos, cães negros, cães brancos; cavalos negros, cavalos brancos, pássaros negros, pássaros brancos. Cada um é o que é. Você é o que é. Negro é o que é. Não necessita da aceitação dos brancos.

  247. Arlene Postado em 25/Nov/2013 às 13:40

    Queremos igualdade um regime de igualdade repetindo a palavra é igualdade,ser chamada de bonita prq é ,e não porque da raça vc foi a que salvou essa é minha cor essa é minha raça e eu não quero cuidados para tentar em uma conversa comigo você não me ofender que sou negra vc não me ofende abaixo hipocrisia e ao racismo velado. “antes de se pedir a prisão de alguém deveria se passar um dia na cadeia”. Gênio, visionário e à frente de seu tempo(Roberto Lyra, Promotor de Justiça, um dos autores do Código Penal de 1940)

  248. Neto Postado em 25/Nov/2013 às 22:47

    Sinceramente, vocês estão a ficar loucos. Se antes, qualquer expressão que não fosse generosa (ou mesmo submissa) aos negros era considerada racismo, agora vocês consideram até o elogio como um insulto. O artigo deste site só nos mostra o quanto a ideologia é capaz de deformar a mentalidade humana. Daqui a pouco, ser loiro ou ter olhos claros será considerado racismo -- e, dando-lhes um mau aviso, asseguro-lhes que isso já acontece. Vocês estão a nos tratar -- a nós brancos -- como os nazistas trataram os judeus, quando contra estes foi incitado todo tipo de ódio e injustiça. Espero que o povo brasileiro acorde a tempo, para que não passemos por esse ódio racial e estupidez divulgados pelo "pragmatismo político".

    • Carolina Postado em 26/Nov/2013 às 18:44

      Não se preocupe, Portuga. É só você ficar no seu país de origem, aí na Europa, onde os brancos não sofrem esse preconceito horroroso, essa ameaça terrível e essas agressões detestáveis por parte dos miscigenados. Aliás, que maravilha se teus antepassados não tivessem vindo prá cá nos roubar e nos escravizar... me poupe, seu comentário bateu o recorde da imbecilidade do que eu li aqui.

    • Guilherme Postado em 04/Dec/2013 às 01:42

      devo dizer que sua opinião faz todo o sentido. Na Alemanha nazista não se percebiam os absurdos. Era normal a segregação do judeu. Somente depois dá guerra, quando abriram a caixa preta do nazismo, é que o mundo constatou o horror. Tudo foi escondido aos olhos do mundo. Isso apenas pra dizer o quanto esse discurso de raças é potencialmente perigoso.

      • Neto Postado em 04/Dec/2013 às 02:27

        Guilherme, esses articulistas estão a transformar uma patologia psiquiátrica em um problema político e racial. Quando se lê este artigo, vê-se que a senhora que o escreveu está confundindo falta de etiqueta com racismo. Ora, desde quando a massa da população tem a educação e gentileza de um Goethe para lidar com as pessoas, preocupando-se com os mínimos detalhes para não ofendê-las? Qualquer ser humano que se ofende com ninharias insignificantes precisa de tratamento: ofender-se com qualquer coisa é sinal de que a pessoa é de baixíssimo nível moral e que lhe falta dignidade. Nero, por exemplo, gostava de tocar certos instrumentos musicais, porém não tinha habilidade alguma para isso. Mas ele cultivava o péssimo hábito de dar concertos à população que, mesmo farta de ouvir aquela porcaria, tinha que aguentar até o final e depois aplaudir. O primeiro que deixasse de aplaudi-lo era morto, pois o coitadinho do Nero sentia-se ofendido com isso. Nero, por sentir-se ofendido com qualquer coisa, matou o filósofo Sêneca; Nero, por ser um coitadinho neurótico, matou a própria mãe e fez outras coisas dessa espécie. É exatamente isso que a política marxista está fazendo no Brasil e em outros países: transformando todos em monstros, neuróticos, mas coitadinhos. Sinceramente, já fui chamado de branquelo por muitos negros e mulatos, mas nunca pretendi transformar essa falta de educação numa causa política.

    • Renata Postado em 17/Dec/2013 às 13:41

      Concordo totalmente.

  249. José F. de Camargo Postado em 26/Nov/2013 às 17:01

    Racismo é a coisa mais idiota que existe! Eu sou branco, ou como dizem, branco total, porém tenho um percentual razoável de sangue negro. E aí, como fica o racista?

  250. Sarah Postado em 26/Nov/2013 às 18:07

    Gente que exagero o racismo deixou de ser algo dito pra ofender e passou a ser algo dito pra agradar que foi mal recebido, agora o homem por ser branco e elogiar a moça negra é racismo. Se fosse um negro chamando a moça de morena linda seria recebido como ofensa? Acho que o racismo existe sim, mas esse exagero é desnecessário um elogio é um elogio do mesmo modo que se chama uma loira de "loira bonita" se chama uma negra de "mulata/morena bonita" e esse uso do mulata ou no morena é justamente por ter medo de ofender a pessoa chamando ela de negra por colocar ela numa classe diferente... Parece que tudo está minado, não pode mais falar nada que é preconceito ou racismo.. Calma, é um elogio você é uma negra, uma mulata, uma morena linda não importa a palavra aceite o "linda" pronto

  251. stefania Postado em 26/Nov/2013 às 18:27

    Vitor, a Bíblia não diz que os negros são inferiores, diz que por ter Cam envergonhado a seu pai Abraão, este o amaldiçoou a ele e à sua descendência. E, sim o preconceito existe, entre negros contra negros ou contra brancos entre brancos contra brancos. Eu só queria saber como é que vc entra numa discussão sobre "DEMONSTRACOES DE RACISMO" pra dizer que nem Deus nem o próprio racismo existe?

  252. volnei Postado em 26/Nov/2013 às 20:03

    Fui casado com uma preta q tinha uma bunda espetacular... E varias e varias vezes disse a ela q "SUA BUNDA E LINDA", então sou racista? Hum... Que coisa...

  253. silvania Postado em 26/Nov/2013 às 20:56

    Eu acredito que as pessoas precisam aprender que nós negros não queremos tratamento diferenciado, e sim tratamento exatamente igual. Se vc faz um elogia à loira dizendo: que mulher linda; também deveria dizer o mesmo elogio para a negra. Antes de dizer algo referente um negro, pense nas palavras que usaria caso estivesse se referindo a um branco. Antes de agir de certa forma com relação a um negro, pense em como vc agiria se fosse a um branco. É simples o que queremos, difícil é mudar um hábito,uma doença quase genética. Acima de tudo está faltando respeito, em todas as esferas da sociedade, com relação ao ser humano preto, branco, amarelo, moreno, pardo, etc....

  254. Louise Postado em 27/Nov/2013 às 01:03

    Pensei na minha madrinha, que é negra. Ela tem 75 anos e nasceu na Bahia. Ela teve várias "madrinhas" brancas, que a "criava", mas na verdade escravizavam a coitada em troca de comida e roupinhas baratas. Acho que ela foi tão humilhada nessa época, que ela se acha feia, acha os filhos e netos feios. Reproduz todo esse discurso de "traços finos", "é preta mas é bonita", etc. Ela interiorizou a raça negra como negativa. Isso sempre me incomodou. Ela chegou ao ponto de falar pra neta que estava fazendo vestibular, que médica preta não combina. Isso é horrível. Mas isso é um reflexo do que a nossa sociedade racista faz. Existe racismo no Brasil sim. E destrói oportunidades, autoestimas, sonhos..... Parabéns pelo texto. Concordo com tudo!

  255. Consuelo Nery Postado em 27/Nov/2013 às 02:03

    Têm um que me deixa raivosa, que é negro de cabelo bom. Meu filho têm cabelo encarapinhado, um dia ele chegou em casa dizendo que tinha um cabelo ruim e que queria alizar para ficar igual ao meu, falei pra ele que cabelo ruim era o meu, pois estava caindo por canta de tratamento de quimioterapia. Expliquei que seu cabelo, cor da pele, traços do rosto, formato do corpo faz parte da sua identidade que foram herdadas dos seus ancestrais, portando sua história. Hoje ele têm muito orgulho do seu lindo cabelo.

    • rafa Postado em 08/Dec/2013 às 18:10

      A vida toda sofri com esta frase; "mas o cabelo é bom"... sou negra de cabelos lisos desde a infância. Meu avô materno é muito racista, apesar de ter se casado com uma mulher de pele mais escura que a dele. Criou os filhos com a ideia de serem todos brancos, mesmo contando com alguns negros pelo meio, por conta da mistura das raças (a minha bisavó "a sogra" era negra e amava a cor que tinha). Enfim, quero dizer que venho de um berço culturalmente torto, porque nasci de uma família que discriminava a própria cor, meu vô por várias vezes, disse que Negro não era cor de gente, que todos os negros deveriam morrer...e sempre desligava a TV quando um jogador negro estava em evidencia. Isso sempre me fez pensar...sou neta dele e sou NEGRA, porque ele não ver isso?...Certo dia questionei-o sobre tal situação e ouvi a seguinte frase. Você não é negra, é morena! Tá cega!;;;;Por educação engoli um kg de sapo, mas não me contive em perguntar, porque o senhor não me acha negra, como aqueles que estão na tv ou que bebem ali no bar?...Não sou cega e por isso mesmo, vejo que o senhor tem dois filhos negros e a maior parte de seus netos são negros também, queira ou não o senhor. Ele ficou por meses sem falar comigo por isso. Sei que fui indelicada por se tratar do meu avô, mas queria mostrar para ele...o que estava bem a sua frente. Depois disso fui me poupando mais de falar sobre racismo. Mas por várias vezes ouvi ser chamada de morena linda, mulata tipo exportação e essas asneiras em geral...até um namorado odiava que os amigos deles me tratassem como nega...aqui onde moro chamam por negas...Isso tudo é muito estranho e para mim, mais complicado ainda, porque tenho o livre arbítrio de escolher, porém, por obra do destino ou por muita reza do meu vô..só sinto atração física por brankelos, e isso já me fez passar por racista?!! Como assim? Nãooooo...amo a minha cor, a minha raça...Mas prefiro simplesmente misturar...e quando encontrei um brankelo que disse...ah nega...vc me mata com essa cor...sou caído por sua pele...aiii sim...não senti que fosse preconceito, mas desejo recíproco....e isso é que difere tudo...

    • Monica Postado em 11/Dec/2013 às 14:55

      Fique boa logo, Consuelo Nery!!!

    • Marco Postado em 21/Mar/2014 às 21:30

      Parabéns.

  256. Bianca Postado em 27/Nov/2013 às 10:53

    Só não escutei a número 5, os outros 4 já cansei de ouvir.

  257. Um cara Postado em 27/Nov/2013 às 13:30

    Pessoal, chega de frescuras. Está na hora das pessoas morenas, mulatas, negras ou como prefiram definir sua cor, se sentirem orgulhosas do que são, independente de como sejam chamadas. Vamos aos fatos: Se pudesse escolher (aclaração: sou branquelo), não seria negro por uma única questão, discriminação laboral. Pelo resto seria negramente feliz, pois os homens negros em geral são fortes, altos, malhados sem precisar academia, fibrosos e as mulheres negras são simplesmente maravilhosas, de corpo e na maneira de ser (geralmente são muito mais simpáticas). Aquele cabelo lindo que parece uma samambaia, aquelas fações, aquele corpão, coxão, bumbum, tudo... São completas. Os negros foram historicamente escravizados para não perceberem seu verdadeiro valor, porque no dia que descobrirem, nós branquelos fracos estamos perdidos! Eu fiquei apaixonado no carnaval do Pelourinho, na Bahia, aquela celebração da negritude no bloco de rua Ille Ayê (ou como se escreva)... Para os racistas: Morram de inveja. Para os negros e negras: Vão ser feliz e se sintam muito orgulhosos por terem nascido assim, porque simplesmente são maravilhosos.

  258. William Postado em 27/Nov/2013 às 17:40

    Mas só como um mulata, minha esposa.................e sim sou branco, loiro e de olhos verdes e dai??

  259. Geizi Postado em 27/Nov/2013 às 20:24

    Eu concordo que é racista,e que deveriam se usar a palavra negra,mas eu não irei fazer isso por um motivo simples,na maior parte das vezes quando chamei alguém de negro,a pessoa dá entender/diz que não é,e que se considera parda e moreno.Se as pessoa não gostam de ser chamadas de negros eu não irei contraria-las.Quando digo chamar,não estou dizendo que saio chamando as pessoas de negra de forma ofensiva ou esnobe.E por exemplo quando vc vai explicar como fulano é e tal

  260. Apenas eu Postado em 28/Nov/2013 às 12:30

    É interessante ler este artigo, que me fez lembrar de uma situação que me pegou de surpresa, quando em uma conversa com um colega de trabalho o mesmo perguntou e disse que isso ja o incomodava, porque eu era mais negra do que os demais da minha família, interessante relembrar situações como estas, na qual vivenciamos diariamente, quando comecei a ler seu artigo, pensei que era mais um com pensamentos exagerados sobre preconceito, mas a realidade nua e crua foi retratada neste, as pessoas não conseguem fazer um simples elogio sem que nos lembre de qual raça somos, de qual é o nosso lugar, triste ouvir tais coisas, e sentir na pele estes tipos de preconceito. Enfim, tudo isto vai demorar muito para mudar, enquanto a sociedade se revestir de egoismo e diferenciais pelas quais não existe num mundo diversificado.

  261. Cainã Seelig Postado em 28/Nov/2013 às 12:58

    O texto fala da falta de tolerância mas de uma maneira com pouca tolerância. Não somos um pais de negros e brancos, temos mamelucos, caboclos e cafuzos... Acho super valido o uso do termo 'moreno', mesmo sendo quase impossível classificar um individuo em qualquer categoria. Mas minha critica fica para a belicosidade de alguns comportamentos, ruivos são chamados de ruivos, loiros de loiros, índios de índios, qualquer comentário (que não seja de mal gosto) devia ser visto com menos 'escudo anti-racismo', as vezes você é uma pessoa bonita mesmo e alguem lhe fez um elogio sincero.

  262. Alvaro Postado em 29/Nov/2013 às 01:45

    Priscila, comparar Deus a personagens folclóricos? Quanta estupidez!! Quem tem fé não precisa de provas. Mesmo com a comprovação, pela ciencia, da existência de tantos milagres que ela jamais explicou, os ateus são soberbos demais para entender...

  263. Tomaz Robinson Postado em 30/Nov/2013 às 14:43

    O maior preconceito é o social e econômico. Porque o Pelé não sofre preconceito, porque os atores globais negros não sofrem preconceito, porque são "famosos" e assim estão protegidos, agora se é pobre aí sim é tratado como escoria, infelizmente, nossa sociedade dá muito mais valor ao TER do que ao SER

  264. Sérgio Postado em 02/Dec/2013 às 15:48

    Concordo em partes com o texto. Na minha opinião, os únicos itens que mostram racismo são: 1 e 5. O item 4 é SEXISTA e isso por si só, independente de negros, brancos, amarelos, etc. Agora os itens 2 e 3 podem ser aplicados a qualquer um, em qualquer lugar. Esses dizeres não indicam racismo. Há um certo exagero em rotular dessa forma certos dizeres, que são apenas inconvenientes.

  265. Murilo Postado em 02/Dec/2013 às 19:31

    O que acho engraçado é um monte de gente reclamando de racismo de cabelo alisado.. Onde exatamente começa o racismo hein ?!

  266. César Athié Postado em 02/Dec/2013 às 21:35

    "Seu cabelo é duro/ruim!". Pra merda, meu cabelo é normal e tem a mesma função que o liso, enrolado etc e tal

  267. Leonardo Postado em 02/Dec/2013 às 22:15

    Minha opinião é: Vc tem BAIXA AUTO ESTIMA e o racismo esta DENTRO de vc. Sinceramente, esses elogios que vc postou não são racistas, sua mente esta perturbada, não que isso seja culpa sua, com certeza o ambiente que vc viveu deve ter te condicionado a isso. Sem brincadeiras, procure ajuda.

    • Jaqueline Postado em 05/Jan/2014 às 17:41

      Sim, claro, isso porque todas as mulheres negras são perturbadas e tem baixa auto estima... hahaha!!!

  268. Israel Nunes Postado em 03/Dec/2013 às 10:28

    Concordo EM PARTES com o texto. É muita hipocrisia afirmarmos que não exista preconceito no Brasil, na América... No mundo. Mas, o preconceito só se torna preconceito (Pejorativamente) de acordo com o contexto. “Que negra linda”. Uma pessoa dizer "Que negra linda!", pode sim ser visto de forma preconceituosa, como se esta fosse uma exceção. Mas, se pensarmos assim, dizer "Que ruiva linda", "Que loira linda", "Que morena linda", também seriam exceções... Logo preconceitos. “Seu cabelo é muito bonito, posso pegar?” Uma ex-namorada minha tinha os cabelos bem cacheados e compridos. Como eu achava bonito aquele cabelo. Como eu gostava de tocar nele. Uma coisa que eu costumava dizer era “Em terra de chapinha, quem tem cachos é rainha.”. O que eu quero dizer com isso, Charô, é que... Se eu encontrasse alguém na rua com os cabelos cacheados iguais aos dela, eu sentiria vontade de tocar. Mas, claro que eu não faria isso! Eu não faria isso por uma questão de educação (E por não ter nenhuma intimidade com aquela pessoa) e não por uma questão preconceituosa. Então, a senhora que ultrapassou a rua foi mal educada ou preconceituosa? “Você tem traços delicados”. Eu vejo isso mais como uma questão histórico-cultural de padrão de beleza do que por um viés preconceituoso. Ao longo da humanidade, existiram diversas características que se tornaram padrões (Ferreira (2000): O que serve de base ou norma para avaliação) de beleza e, de tempos em tempos, isso muda. De acordo com a historiadora Mary Del Priore, da Universidade de São Paulo, indica que o primeiro documento sobre a beleza da mulher brasileira seria a carta de Pero Vaz de Caminha, que admirava a beleza da mulher indígena, descrita como limpa e gorda. Enquanto na antiguidade, existia o ideal Grego. Quem, hoje em dia, nunca ouviu a expressão “Ela é uma deusa grega / Um deus grego”? De forma alguma estou dizendo que não exista preconceito étnico, financeiro, sexual, ou qualquer outro tipo de preconceito. Mas, como o Rafael escreveu em um dos comentários... “Se chamar alguém de morena ou negra é racismo, estamos indo a um lugar sem limite para o racismo, onde tudo é racismo. Daqui a pouco olhar para uma negra será racismo... – O que você está me olhando, só por que sou negra?” E para ser sincero, tenho a pele clara, meu pai é negro. Mas, eu já não sei mais como me referir a um grupo étnico específico. Se eu falo que a pessoa é branca, está tudo bem. Mas há negros que se ofendem por serem chamados de negros, assim como de morenos ou pretos (Lembrando que uma pessoa “branca” não é branca). O que quero dizer é o preconceito existe, mas tudo depende do contexto. Contexto. As mudanças dos padrões de beleza ao longo da história http://escolaburlesca.blogspot.com.br/2009/12/as-mudancas-dos-padroes-de-beleza-ao.html Os padrões de beleza corporal masculino e as interfaces com a cultura, a ciência e o mercado http://www.prp.ueg.br/revista/index.php/praxia/article/view/891 O padrão de beleza corporal Sobre o corpo feminino mediante o IMC http://www.scielo.br/pdf/rbefe/v24n3/a10v24n3.pdf

  269. naty Postado em 03/Dec/2013 às 10:28

    se eu fosse homem ficaria confuso, não se pode elogiar uma mulher chamando ela de minha branca, loura ou morena, fezer referencia aos seus traços ou cabelos que já é racismo? pode chamar de cantadas baratas, mas acho que o racismo está mesmo na cabeça dos que se sentem ofendidos por que não se pode fazer referencia ao que são

  270. Anderson Couto Postado em 03/Dec/2013 às 12:18

    Você é uma morena muito bonita - racista Você é uma branca muito bonita - não racista Você é uma negra muito bonita - racista Você é uma japonesa muito bonita - não racista Seu cabelo é muito bonito, posso pegar? - morena - racista Seu cabelo é muito bonito, posso pegar? - branca - não racista Seu cabelo é muito bonito, posso pegar? - negra - racista Seu cabelo é muito bonito, posso pegar? - japonesa - não racista Você tem os traços delicados - morena - racista Você tem os traços delicados - branca - não racista Você tem os traços delicados - negra - racista Você tem os traços delicados - japonesa - não racista Você tem a bunda linda - morena - racista Você tem a bunda linda - branca - não racista Você tem a bunda linda - negra - racista Você tem a bunda linda - japonesa - não racista Sinceramente hoje a gente não sabe mais o que falar... Se chamo uma amiga que é negra de negra ela quer que eu chame de morena, afro e ai vai...Se me chamam de branquelo, transparente, gasparzinho eu nem ligo. Racismo vai muito das pessoas, isso só iria me atingir se eu deixasse. Quantas vezes me falaram para ir na praia pegar uma cor, mas ter cuidado de não ir com cueca branca para não me confundirem por estar nu ou sumir na areia... Ai, ai... não sabemos mais por onde ir ou o que falar.

  271. Thomás Andrade Postado em 03/Dec/2013 às 12:43

    Eu teceria um comentário do tipo: "Estou namorando uma moça, uma negra linda"; da mesma forma que eu falaria "... uma ruiva linda" ou "... uma loira linda" ou "... uma morena linda" ou "... uma amarela linda" ou "... uma anã linda" e por ai vai. Ainda assim o preconceito viria de quem escuta isso e entende que eu to identificando a palavra linda como se fosse exceção à outra característica que eu citei. E na minha cabeça eu estaria apenas falando de duas características da mesma pessoa para especificar melhor. No fim das contas quem é o preconceituoso?

  272. Vinícius Postado em 03/Dec/2013 às 23:00

    Pra começar, como você deve ter lido, um dos assuntos centrais do artigo é o preconceito, que se entende como atitude discriminatória, o mesmo só existe por uma questão que se deriva da banalidade e o fato de que o homem sempre, desde os primórdios taxam a sua visão fraca do que é diferente do comum como algo estranho e irrelevante, ou seja, uma análise pobre a respeito do contexto no se pode inserir. Outro ponto a ser analisado é que vivemos em um país que possui uma das miscigenações mais afortunada do mundo, e para exemplifica-la basta sair um pouco de casa. Enfim dentro desse tema temos o contexto histórico, também denominado de tradição racista secular, como vemos na lista dos cinco elogios, o que acaba acrescentando costumes e tradições das quais estão ligadas ao hábito, como no livro servidão voluntária de La Boétie "o costume faz com que as pessoas se habituam a tal efeito ou coisa, neste caso a servidão”, neste caso a discriminação, desta forma os elogios se tornam algo repetitivo e de mínima relevância por “certa maioria”, o que deixa não deixa de ser errônea, uma questão que tratado com bom senso pode simplesmente ser resolvida. Como na lista do elogio três a autora cita a questão dos traços genéticos, “Como se determinado tipo de nariz (ou bochechas) fosse exclusivamente dessa ou daquela etnia”, os traços que a autora cita e mais outros não são exclusivamente de pessoas negras, mas que nós sabemos que predominam nas mesmas, fato, mas nós não temos que incluir essas características em qualquer fraseado ou algo do tipo, pois não se tratam de anomalias. Para terminar queria deixar pra você uma frase, Deus nos criou a sua imagem e semelhança.

  273. rondon Postado em 04/Dec/2013 às 00:33

    Vi concurso de globeleza esses dias e nao tinha nenhuma branca. Nao deveria ter cota tambem para esse tipo de concurso? POr que so havia afro descendentes entre as candidatas a globeleza? nao deveriam ter garotas tao bonitas quanto, de outras etnias tambem participando do concurso?

  274. Julio Gomes Postado em 04/Dec/2013 às 00:42

    Mas poderá te fazer mais feliz!!!

  275. Guilherme Postado em 04/Dec/2013 às 01:34

    Como devo elogiar a bunda de uma mulher, sem mostrar racismo nem sexismo? Deveria dizer : seu conjunto de partes é lindo, inclusive sua bunda! Aí sim!

    • Paulo Henrique Martins de Postado em 04/Dec/2013 às 08:38

      Quem elogia apenas a bunda de uma mulher, meu caro Guilherme, sempre será sexista, independentemente da etnia da dona do precioso bumbum.

    • Paulo Henrique Martins de Postado em 04/Dec/2013 às 08:42

      O preconceito existente no Brasil é o pior possível, por ser dissimulado. Os cinco itens listados pela autora podem parecer frescura, mas são absolutamente reveladores do preconceito arraigado. Sou branco, pai de um filho negro (6 anos). Como estuda em escola de padrão elevado, ele é um dos poucos negros de lá. Quando eu o chamo de "Negão", alguns pais de alunos tentam "atenuar" a situação, dizendo que ele "nem é tão negro assim". Já na escola de samba que ele frequenta, ele é tratado normalmente como negro, ou seja, como a maioria dos integrantes.

    • RAIMUNDO CARVALHO Postado em 10/Dec/2013 às 11:45

      COMO DEVO DIZER ALGO SOBRE UMA MULHER, QUE TODAS SÃO MARAVILHOSAS, MAS EU PREFIRO AS MULATAS OU NEGRAS, PQ SÃO TODAS GOSTOSAS E MARAVILHOSAS MUITO E MUITO MAIS DO QUE AS BRANCA, POR ISTO SÓ MAIS AS MULATAS E NEGRAS.

    • Wachter Postado em 16/Dec/2013 às 04:23

      Não pode. Nem se for sua esposa ou namorada. Nem em aula de anatomia pode dizer "Que belos glúteos". E as mulheres não podem ficar falando sobre a bunda dos homens como sempre fazem porque elas seriam porcas feministas/maxistas ou sexistas tratando o homem como objeto. Vai ver seria hiperssexismo. Melhor que ninguém elogie ninguém e que ninguém pegue ninguém. Na hora de trepar, digo, manter relações, não pode falar cu muito menos bunda nem apertar os glúteos porque é política-sexualmente incorreto. E é melhor não comer preta nem mulata nem branca nem índia nem branca (loira, castanha, ruiva) nem "amarela". E esperar uma verde (marciana) chegar para, aí sim, poder dizer "Verdinha, que bunda gostosa você tem" e "Que fêmea alienígena verdinha gostosa!" para ela ficar toda feliz e saliente como uma verdadeira mulher-alienígena tipo exportação e com sangue na guelra tem que ficar. Agora o lance é chamar as verdinhas na chincha. Chega de pegar gostosas negras, mulatas, brancas, índias ou amarelas. O verde é o novo black.

  276. marcelo Postado em 04/Dec/2013 às 01:59

    A respeito da venus hotentote, ela não era admirada por ter nadegas bonitas, mas por ser portadora de um defeito chamado esteatopigia, de origem genetica. De maneira geral concordo com muitas coisas. Discordo de considerar a hipersexualização como uma coisa ruim, independente da etnia.

  277. Wilder Postado em 04/Dec/2013 às 03:59

    Foi um desabafo e como tal a que se relevar a pequena dose de melindre. Sou bege, pobre, gordo, careca, baixinho, ateu, e - confesso envergonhado- preconceituoso às vezes (por exemplo achar que mulatas bem dotadas seriam necessariamente ardentes e gostosas). Não há quem esteja 100% imune a um ato de preconceito, nem de sofre-lo, nem de pratica-lo. Acho válido o diálogo sobre experiências como a sua pra que gente aprenda a construir parâmetros de convívio mais respeitosos com todos. Na esteira do diálogo eu te pergunto: Você alguma vez praticou o ato de conceitualizar algo mediante conhecimento prévio insuficiente Charô? Ou seja, já cometeu algum ato preconceituoso? Não se restringindo só a questão da cor ou sexo, que são muito relevantes é claro. Já prejulgou, por exemplo, que alguém seria preconceituoso e depois concluiu que na verdade não era o caso? Grande abraço.

  278. Claudio Postado em 04/Dec/2013 às 05:10

    Eu penso que Foda-se. Agora o cara precisa ficar com receio de dizer "Negro" "mulato" ou qualquer outro termo com medo de soar recismo. Pareçe uma carência de direitos iguais, quando na verdade o que se torna relevante é se foi dito de forma conotativa ou não. Ja ta um saco essa coisa de escolher as palavras antes de se manifestar. Não me importo é se branco, azul, amarelo, preto. Se eu não vou com a lata, apenas evito.

  279. Jaqueline Postado em 04/Dec/2013 às 14:52

    Acho que do ponto de vista histórico você está certa. Me serviu muito o seu texto para maiores esclarecimentos, pois, no geral ninguém pensa no porque falamos certas coisas. E concordo com você, temos que tirar certas expressões do nosso dia a dia pois a sua origem é racista. Só não há a necessidade de ser tão agressiva, pois a grande maioria das pessoas falam por hábito e não sabe da origem do que está falando.

  280. Luciana Postado em 04/Dec/2013 às 21:15

    Fiquei impressionada com a quantidade de hipócritas que encontrei aqui, salvo algumas exceções que realmente entenderam o texto, e assumiram que sim, de fato o Brasil é um país racista, fechar os olhos para isso como muitos brancos e negros o fazem, é jogar o preconceito embaixo do tapete. Sou negra, e modestia parte bonita, tenho o corpo perfeito, possuo curso superior e graças á Deus, sempre consegui espaço no mercado de trabalho e trabalhei em boas empresas.Porém o fato de ser bonita, de rosto e corpo, faz com que eu atraia muitos homens, principalmente os bonitos e sucedidos, mas a maioria com expressões do tipo vc é uma morena linda, vc é diferente e etc e tal.Mas a minoria realmente quer assumir um compromisso publicamente. Ah mas aí, vai ter " gentinha " que irá dizer que eu estou fazendo papel de vítima, e enxergando preconceito onde não existe.Então eu deveria realmente acreditar que é apenas um elogio, e aceitar propostas para sair " restaurante-motel, cinema-motel etc.) E nunca questionar o fato de a pessoa nunca me apresentar para os seus familiares e amigos ? Não, não o preconceito não existe, só existe na cabe