Luis Soares
Colunista
Compartilhar
Rio de Janeiro 23/Jul/2013 às 01:11
6
Comentários

Fotógrafo é agredido pela PM em protesto no Rio

Polícia fere fotógrafo da AFP em protesto no Rio. Profissional da imprensa recebeu um golpe de cassetete na cabeça

fotógrafo agredido PM rio janeiro

Fotógrafo Yasuyoshi Chiba é agredido pela PM no Rio.

O fotógrafo da Agência France-Presse Yasuyoshi Chiba foi ferido na cabeça por um policial militar na noite desta segunda-feira, durante um protesto nos arredores do Palácio Guanabara contra o gasto público por ocasião da visita do Papa Francisco, revelou a própria vítima.

O japonês Chiba, 42 anos, recebeu um golpe de cassetete quando fotografava o confronto entre policiais de choque e manifestantes diante do Palácio Guanabara, onde o Papa Francisco foi recebido pela presidente Dilma Rousseff e o governador Sérgio Cabral antes dos incidentes.

Chiba foi levado a uma clínica e recebeu três pontos na cabeça, além de realizar exames.

“Vi um manifestante cair no chão. Os policiais o agarraram e o levaram. Fotografava a cena quando fui bruscamente empurrado por outros policiais. Então levantei os braços com minha câmera para mostrar que era fotógrafo e que tinha intenções pacíficas, mas um policial de uniforme e escudo me acertou a cabeça com o cassetete”, revelou.

O protesto, no qual centenas de manifestantes denunciaram o gasto de 53 milhões de dólares com a visita do Papa e a Jornada Mundial da Juventude (JMJ) no Rio, foi dispersado pela polícia com jatos d’água e bombas de gás lacrimogêneo.

Leia também

Cinco manifestantes foram detidos e um policial sofreu queimaduras ao ser atingido por um coquetel molotov, segundo a polícia.

Chiba começou sua carreira no Japão, atuou para a AFP no leste da África e reside no Brasil há dois anos, primeiro em São Paulo e agora no Rio de Janeiro.

AFP

Recomendados para você

Comentários

  1. luciana Postado em 23/Jul/2013 às 12:20

    Pois é Yoshi: tem que ter mais atenção. Não fique mais entre a PM e quem joga molotov neles. Imaginem o PM, ao ver seu colega pegando fogo, pedindo licença aos repórteres: "Com sua licença, tenho que avançar sobre estes cidadãos que tomaram uma conduta deveras agressiva perante nós. Solicito, por gentileza, que este profissional da imprensa se dirija um tanto mais para o lado para que possamos avançar. Muito grato pela sua compreensão."

  2. Maria de Lourdes Cardoso Postado em 23/Jul/2013 às 12:27

    Nunca enfrente um policial, nunca tente provar nada com uma máquina fotográfica. Resguarde a sua vida nāo se aproximando demais. No momento do confronto eles querem mostrar que estāo ali a trabalho, portanto todo cuidado é pouco. Perdem-se vidas e para estes vermes que nos governam nada acontecem. Gostei da manifestaçāo, mas fiquei triste ao ver uma pessoa estirada ao chāo.

  3. Luís Postado em 23/Jul/2013 às 13:47

    Luciana, você caiu na conversa dos molotov? HAHAHAH

  4. Marcos Postado em 24/Jul/2013 às 02:40

    Impressionante como tem gente que acredita em P2s jogando molotov, jamais um policial ira agredir outro a mando de qualquer um, é muita burrice dos revoltadinhos acharem isso, se fosse comigo o molotov eu pesquisava quem jogou e depois conversaria a sós.

  5. vacaciones terres ebre Postado em 29/Jul/2013 às 08:26

    Fotógrafo é agredido pela PM em protesto no Rio - Pragmatismo Político, ¿Puedes explicarnos màs?, me resulta didactico esta post. Saludos.

  6. casa rural la rioja Postado em 06/Aug/2013 às 07:19

    Fotógrafo é agredido pela PM em protesto no Rio - Pragmatismo Político, ¿Que mas nos puedes explicar?, me resulta insterense este articulo. Saludos.