Luis Soares
Colunista
Compartilhar
Barbárie 11/Jul/2013 às 10:16
28
Comentários

Caso Tayná: 14 anos, misteriosamente assassinada

Quatro funcionários de um parque confessaram o estupro e assassinato, mas o DNA do sêmen encontrado na menina não batia com o de nenhum deles. Há sinais de que os 4 acusados foram barbaramente torturados. Toda a armação visou livrar o verdadeiro assassino

Um caso escabroso mexe com a cúpula da Secretaria de Segurança do Paraná.

Uma menina de 14 anos, Tayná, foi assassinada. Ela estaria grávida. Foram presos quatro funcionários de um parque de diversões, que confessaram estupro e assassinato. Quando o laudo criminal ficou pronto constatou-se que a menina não havia sido violentada e sua morte ocorre após a prisão dos quatro suspeitos. O DNA do semên encontrado na menina não batia com o de nenhum dos quatro acusados.

tayná assassinda paraná

O verdadeiro assassino da menina Tayná ainda não foi encontrado. Acusados foram espancados e obrigados a confessar crime. Não há provas contra eles. (Foto: Arquivo pessoal)

Há sinais de que os quatro foram barbaramente torturados. Toda a armação visou livrar o verdadeiro assassino.

O caso foi desvendado pela jornalista Joice Hasselmann.

Por Blog da Joice

Os detalhes da reunião da cúpula da segurança sobre o caso Tayná

Uma das decisões é a de pedir o grampo telefônico desta colunista para descobrir como tive acesso as informações sigilosas do caso e ao laudo

Hoje teve reunião de emergência sobre o caso Tayná. Começou às 10h e se estendeu até a tarde. Depois de muito bater boca e aos berros as turmas dos delegados e investigadores, do Instituto de Criminalística, da cúpula da Sesp e do Ministério Público decidiram:

1 – Manter, enquanto conseguirem, a versão do estupro de Tayná, mesmo com todos os indícios, uma perícia e um laudo provando que o sêmen encontrado nas roupas íntimas da menina não pertence a nenhum dos presos e mesmo sem qualquer tipo de lesão no corpo da menina.

Leia também

2 – Pedir o grampo do telefone desta colunista (de novo?). A tentativa é de descobrir como tive acesso as informações sigilosas do caso e ao laudo.

3– Abrir Inquérito com ajuda do MP para apurar o vazamento do laudo e das novas informações que desmontam a tese de estupro da menina Tayna.

4 – Varredura do computador do Instituto de Criminalística.

5 – Pedir a contraprova do exame de DNA. Em determinado momento um dos integrantes da reunião chegou a sugerir que a contraprova “viesse” com resultado inconclusivo. Claro que tal sugestão foi ofensiva para os profissionais empenhados em descobrir a verdade, tanto da polícia quando do Instituto de Criminalística. Mas ficou de alerta.

6– Suspender as férias do delegado de Colombo que terá que retornar imediatamente ao trabalho.

7– Investigação de duas figuras, que ao que tudo indica, podem estar envolvidas no caso.

SAIBA OS DETALHES DA REUNIÃO

Os delegados envolvidos na investigação do caso Tayná se reuniram hoje com os peritos, legistas e integrantes da alta cúpula de Segurança Pública e um promotor para discutir as linhas que devem ser adotadas a partir de agora na investigação do caso Tayná.

A reunião foi convocada depois da conclusão do laudo, que apontou que o material genético do sêmen encontrado nas roupas íntimas da menina era incompatível com o DNA dos quatro homens presos acusados de estuprar e matar Tayná.

As informações do laudo foram divulgadas com exclusividade por esta colunista, o que gerou uma reviravolta no caso, até agora sustentado com base no inquérito e no estupro seguido de morte. Na reunião de hoje um intenso bate boca entre delegados, investigadores e peritos. Os peritos sabem que Tayná não foi violentada e mesmo com todas as informações que desmontam a tese do estupro e mais o laudo apontando que o sêmen que estava em Tayná não pertence a nenhum dos acusados a versão será mantida por enquanto. A pergunta é: por que? Alguém matou a menina. O homicídio é um crime bárbaro não precisaria de mais horror nisso. Então a quem isso interessa?

A perita, Jussara Joeckel permanece reafirmando que jamais houve a violência sexual. O Delegado de Colombo, Silvan Pereira, foi convocado a interromper as férias e voltar imediatamente às atividades. E em meio aos gritos e ao bate boca da reunião, uma sugestão chamou a atenção: um integrante da Polícia Civil questionou: “será que na contra-prova nós não conseguimos um laudo com resultado inconclusivo?”. A sugestão chocou integrantes do Instituto de Criminalística, mas de qualquer forma, serve como um aviso. Obviamente, o responsável pelo Instituto de Criminalística, Dr. Leon Grupenmacher, que é um homem absolutamente sério, jamais permitiria qualquer tentativa de manipulação.

Outro detalhe da reunião foi a decisão da abertura de um Inquérito para investigar como houve o vazamento do laudo e das informações que essa colunista teve acesso. Depoimentos e grampo telefônico fazem parte do pacote. Vamos lá. Vem aí mais um grampo, mas já aviso que não cedo a pressões, sou jornalista, conheço a Constituição e um grampo a mais ou um a menos não fará a menor diferença, a não ser pelo fato de esse ser legal, pelo menos é o que eu espero.

Quanto ao resto, ao invés de todos esses homens qualificados e preparados estarem tão preocupados com o autor do vazamento sugiro que se preocupem com a investigação de fato. A polícia do Paraná é sim extremamente qualificada, mas também pode errar. A questão é permanecer no erro e correr o risco de cometer uma injustiça. E mais. Se houve erro o mais prudente e decente é admitir e imediatamente traçar outra linha de investigação.

O fato é que Tayná não foi estuprada, então como os acusados teriam confessado? Sob que “argumentos” ? E de quem é o sêmen encontrado na menina? Quem é o quinto elemento? Talvez o quinto e o sexto? E quem de fato participou a morte de Tayná? Que relações estão por trás disso?

O resultado de uma investigação não pode ser pautado na vontade de um grupo de que esse ou aquele seja o culpado. Se um laudo de DNA é uma prova questionável, então no que podemos confiar?

São muitos por quês. A boa polícia do PR precisa dar uma resposta urgente. Precisamos saber quem é culpado do que e inocente do que nessa história.

Há uma adolescente morta e aqui não se trata de defender a honra de fulano ou de Cicrano, mas de toda uma corporação. Descobrir a verdade é defender a honra da polícia.

RELEMBRE O CASO EXCLUSIVO PUBLICADO ONTEM

Exclusivo: Reviravolta no caso Tayná. Sêmen encontrado na menina não é de nenhum dos acusados

O caso Tayná, um dos crimes que mais chamaram a atenção e comoveram a população do Paraná nos últimos dias teve uma reviravolta.

A menina de 14 anos teria sido repetidas vezes estuprada por um bando de 4 homens, funcionários de um parque de diversões em Colombo na Região Metropolitana de Curitiba e depois assassinada com um cadarço. Ocorre que a versão passa a ser questionada e agora com documentos. O laudo do Instituto de Criminalística, que acaba de ficar pronto prova que o sêmen encontrado na calcinha da menina não é de nenhum dos 4 homens presos acusados de estupro e homicídio. As informações são exclusivas dessa colunista.

Eles chegaram, segundo a polícia, a confessar o crime, inclusive o estupro, dando detalhes de como praticaram a violência. A perita Jussara Joeckel já havia dito logo no início da investigação que a menina não teria sido estuprada. Tayná, não apresentava lesões características de estupro, não tinha hematomas, mesmo tendo a pele bastante clara, nem restos de pele sob a unha, nem sinais qualquer sinal de luta ou de agressão. A menina estava perfeitamente vestida e com o coturno amarrado em um dos pés (que assassino colocaria as roupas na menina depois de violentar e matar e ainda amarraria os sapatos?). O outro cadarço foi tirado para estrangular a adolescente. Segundo a primeira perícia a menina teria sido morta horas depois que os 4 homens foram presos. Ainda assim a Polícia Civil manteve a versão do estupro praticado pelos 4 e agora tem muito o que explicar.

– Por que mesmo com todos os indícios houve tanta pressa em apresentar uma versão que já havia sido questionada até mesmo por uma perita?

– Por que a coletiva dada na sexta-feira foi mantida para reafirmar detalhes do crime mesmo com tantas dúvidas?

– Existe a possibilidade de a menina ter sido assassinada depois que os 4 foram presos? Se sim, há um assassino solto.

– Estariam os 4 presos protegendo um quinto elemento? E por que? E quem seria o outro envolvido ou os outros envolvidos no caso?

– De quem é o sêmen encontrado na calcinha da garota?

Com a palavra a Polícia Civil a começar pelo delegado de Colombo.

Atualização: delegados são afastados e Guilherme Rangel assume o caso

O Delegado do Núcleo Metropolitano da Denarc, Guilherme Rangel, é quem vai cuidar do caso Tayná. Segundo ele, todos os boatos levantados até o momento, inclusive de que a menina de 14 anos estaria grávida do dono do Parque de Diversões serão levados em consideração na avaliação do caso.

Recomendados para você

Comentários

  1. FRANCISCO CARLOS Postado em 11/Jul/2013 às 10:48

    NÃO FOI DESVENDADO PELA JOICE NÃO, ELA SÓ COLOCOU O RESULTADO DO EXAME!

  2. Luís Postado em 11/Jul/2013 às 11:13

    Acho que dá muito trabalho resolver o caso de verdade. Deixa assim mesmo. Agora dá licença que vou almoçar...

  3. Carlos Postado em 11/Jul/2013 às 11:37

    E a pouco muitos louvavam o caso de um suposto estuprador ter sido enterrado vivo. O sistema judiciário existe para evitar que matemos as pessoas erradas.

  4. lili Postado em 11/Jul/2013 às 12:04

    e se ela teve relações sexuais antes de seguir o caminho de ir pra casa??

  5. Jaqueline Postado em 11/Jul/2013 às 12:05

    E os rapazes vao continuar presos????? Se foi amarrado o cadarço no pescoço deve ter as digitais não? E quem bateu nos rapazes pra confessarem , tbém serão punidos? Isso é comum a policia fazer quando prende alguem , ela prende acusa julga e condena na tortura, na violencia . E eu pensava que quem julgava e condenava era o Juiz, que ingenua!

  6. rodrigo Postado em 11/Jul/2013 às 12:54

    "será" que o suposto quinto elemento não seja um "papa charlie"?

  7. Nicely Postado em 11/Jul/2013 às 13:29

    Ela estava grávida?

  8. Alexandre Postado em 11/Jul/2013 às 13:40

    Jaqueline as impressões digitais não ficam em qualquer material, isso só acontece em filme, tive um roubo em um imóvel e a polícia investigativa me explicou que só em materiais lisos como vidro e ferro é possível coletar impressão, mesmo porta de madeira as vezes não é possível encontrar.

  9. Padilha Postado em 11/Jul/2013 às 13:55

    Com licença, mas no texto não fala em gravides...onde consta que ela estava grávida? De quem ela estava grávida?

  10. Roberto Postado em 11/Jul/2013 às 14:11

    Mais uma vez, provavelmente, mais uma carinha rico querendo praticar crimes capitais e sair ileso. Tipo, crimes com dinheiro eles até maquiam, mas matar uma pessoa não é tão fácil. Tem que ter mais poder e influência que um mero dono de parque de diversões.

  11. Ricardo Rocha Aguieiras Postado em 11/Jul/2013 às 14:22

    De todo o modo, nada justifica a tortura, nada, absolutamente nada! Essa tem que ser outra investigação e as torturas tem que ser denunciadas lá fora, para mostrar a miséria moral do país em que tivemos o azar de nascer e viver. Pelo visto, um mero repeteco co caso famosíssimo na ditadura, no Espirito Santo, o Caso Aracelli. Cujo assassino está solto até hoje e nunca foi julgado por que não era conveniente aos poderosos da época e local Ricardo Aguieiras [email protected]

  12. Ana Paula Soares Postado em 11/Jul/2013 às 16:51

    O sêmen não pode ser de algum namorado ou coisa assim? Ela não foi violentada segundo os peritos, mas segundo a polícia ela teria sido violentada, abandonada durante a noite no mato, viva, e depois violentada de novo e então morta. quem foi o sádico que inventou isso? Pra que?

  13. Black Postado em 11/Jul/2013 às 18:15

    Vcs são todos loucos, não tem nada concluído, é só especulação. Eu acho que os 4 presos tem muita culpa no cartório sim. Essa ideia de que querem proteger alguém só pode sair de cabeças doentes, pois nada está provado. Só boatos.

  14. josé ramos Postado em 11/Jul/2013 às 19:55

    Estou acompanhando o caso desde o início. Colombo (e sua polícia) são conhecidíssimas por sua violência na região metropolitana de Curitiba. 1- A gravidez é boato; 2 - A colunista Joice, de fato, teve papel fundamental nesse caso, explico: a) a menina some; b) a polícia imediatamente prende, espanca, colhe depoimentos escabrosos (sexo anal, vaginal, estupro, necrofilia) dos suspeitos; c)mesmo confessando tudo isso, os suspeitos não conseguem achar o corpo que "eles enterraram"; d)outra pessoa acha o corpo, pasmem, em um poço (não havia sido enterrado?); e)a perita Jussara Joeckel do IML de Curitiba ao ver o corpo já fala: Nossa, nada a ver com os depoimentos (e em frente às câmeras de TV); f)no dia seguinte a perita fala rapidamente à uma repórter que o corpo não apresenta sinais de estupro ou violência, apesar da menina ser muito branca (o que evidenciaria ainda mais qualquer marca) e suas roupas estavam perfeitamente vestidas; g)O delegado de Colombo fica PUTO da vida, pede entrevista, desmente a perita, contorce tudo o que ela disse para que novamente os quatro rapazes "confessos" sejam novamente culpados; E ai entra a colunista Joice: consegue o resultado do laudo de DNA antes que ele seja divulgado para a imprensa e o DIVULGA antes que o delegado de Colombo tenha acesso ao resultado (nenhum dos quatro "confessos" é dono do sêmen das roupas da menina - o que contraria sua hipótese de que os quatro rapazes são culpados e se revezaram a noite toda entre sexo anal e vaginal com ela viva e com o corpo morto) impossibilitando qualquer manobra ardil do homem "à serviço da Lei"; E ai as coisas se complicam: aparecem defensores públicos para os quatro rapazes, eles contam que foram torturados em 3 delegacias diferentes; um está em estado grave na penitenciária-hospital de Piraquara (infecção generalizada, iniciada por uma perfuração no reto, que seguiu-se de hemorragia interna e externa - sim, ele foi empalado com cabos de vassoura e barras de ferro. E também levou choques, usada a barra como condutor); outro está com os ossos do pulso à mostra e infecção grave (segundo a polícia, resultado de uma "algema apertada") e o terceiro com os tímpanos perfurados (ou seja - surdo). Do quarto não há notícias. Hoje vazou ainda de dentro do IML/Curitiba a informação de que a menina foi morta não antes que 4 horas após a prisão dos rapazes "confessos". Quem está por trás disso? Porque o delegado foi "tão feroz" em defender sua linha de investigação e desmentir a perita? Mistérios do coronelismo paranaense....

  15. Thiago Teixeira Postado em 11/Jul/2013 às 20:22

    É interessante o quanto se comovemos com a morte de rostinhos bonitos. Em relação a esse assassinato, pode esperar que o verdadeiro criminoso aparece, mesmo levando anos, quem faz isso sempre dá com língua nos dentes.

  16. JUSTICEIRO CN Postado em 11/Jul/2013 às 23:17

    FICA O ALERTA PARA O POVO PARANAENSE! A NOSSA "GLORIOSA POLICIA" E DE CERTA FORMA O PODER PUBLICO EM GERAL, SÓ ESTÃO ATRAZ DE DEFENDER SEUS INTERESSES E NAO QUEREM OUTRA PESSIMA IMAGEM COMO FOI O CASO DA MENINA RAQUEL GENOFRE, ENCONTRADA EM UMA MALA NA RODOFERROVIARIA EM 2008! IMAGINEM COMO SERIA SE ESSE CASO TAMBEM FICASSE SEM SER RESOLVIDO... TEMOS QUE TOMAR PROVIDENCIAS, NAO PODEMOS CONTINUAR SENDO PROTEGIDOS E MANIPULADOS POR UM BANDO DE TIRANOS E INCOMPETENTES QUE ABUSAM DO PODER E SE JULGAM DEUSES, DONOS ABSOLUTOS DA VERDADE! HOJE FORAM ESSES 4 RAPAZES...(TALVEZ ELES ATÉ TENHAM ALGUMA CULPA...) AMANHA PODE SER ALGUEM PROXIMO DE NOS OU 1 DE NOS MESMO QUE PODEMOS SER "CULPADOS" POR ALGO QUE NAO DEVEMOS, APENAS PORQUE POLICIAIS E DELEGADOS NAO FORAM COM NOSSA CARA...

  17. JUSTICEIRO CN Postado em 11/Jul/2013 às 23:49

    ALEM DE UMA GRANDE DIVULGAÇÃO NACIONAL E INTERNACIONAL, DEVEMOS EXIGIR TAMBEM UMA PUNIÇÃO EXEMPLAR PARA OS ENVOLVIDOS E VERDADEIROS CULPADOS! SE DEIXARMOS COBRIR EM PANOS QUENTES, TUDO VAI CONTINUAR E OUTRA VEZ TEREMOS CASOS PARECIDOS COMO ESSE! ISSO SEM CONTAR OS QUE JA FORAM COBERTOS... QUANTAS VEZES JA FORAM APLICADAS CARTEIRADAS COMO ESSA E NINGUEM SE IMPORTAVA? APENAS PELO FATO DE SEREM FUNCIONARIOS PUBLICOS TEREM O BENEFICIO DA FÉ PUBLICA INCONTESTAVEL PELOS TRIBUNAIS? ATÉ QUANDO SEREMOS VITIMAS DESSE SISTEMA FRAUDOLENTO E CRIMINOSO?

  18. Pedro Jungbluth Postado em 12/Jul/2013 às 04:19

    A Joice só colocou o resultado do exame de DNA que mostra que outra pessoa participou do estupro e que teria estuprado depois da morte. Usou a informação incompleta de uma perita que não chegou a examinar completamente o corpo, que tem objetivos políticos e deu a declaração apenas para aparecer. Todas as demais informações são pura especulação. Não existe nenhum indício de tortura e nem foi cogitada pela defesa antes da mídia oportunista querer enfiar essa teoria. A menina foi sim estuprada diversas vezes, morta, depois o corpo foi necrofilado por um quinto elemento ainda não identificado.

  19. jose Postado em 12/Jul/2013 às 14:19

    quem matou foi o traficante do filho do parque e os 3 suspeitos receberam 27mil para acobertar

  20. mariza Postado em 12/Jul/2013 às 17:27

    comentário interessante: "quem matou foi o traficante do filho do parque e os 3 suspeitos receberam 27mil para acobertar"

  21. FONTE Postado em 12/Jul/2013 às 22:25

    http://m.pron.com.br/editoria/policia/news/680361/?noticia=AMIGOS+DA+JOVEM+TAYNA+ACREDITAM+QUE+O+CRIME+FOI+MOTIVADO+POR+CIUMES

  22. Justo Postado em 13/Jul/2013 às 14:37

    Quebra sigilo telefonico da delegacia, que recebeu a denuncia anonima, constada no inquerito.

  23. Rocio machado Postado em 14/Jul/2013 às 11:31

    Na minha opiniao o caso foi muito rapido .Existe coisa por tras.Terá que ser analizado muito bem as cameras e o telefone da garota.É impossivel que por um telefone e camera não possa ser desvendado qualquer coisa de anormal.Jamais deveriam arrebentar os garotos antes de ter uma investigação melhor.E outra gostaria de saber porque um dos meninos esta entre a vida e amorte.Teriam que ser investigada com muito cuidado, a mãe e garota onde ela esteve os amigos e o telefone tanto dela como da mae e da amiga onde ela esteve.Espero que consigam encontrar o verdadeiro assassino.Eu acho a nossa policia muito de vagar e despeparada para tais casos.E não é por ser uma garota pobre que devera o caso ser vagaroso.E outra porque os bombeiros e policiais não foram procurar a garota?Achei um desleixo e uma vergonha para o noso estado.

  24. Cecilia Postado em 15/Jul/2013 às 18:07

    Caraca, como tem gente que ainda dúvida dessas informações! Taí na mídia, procure mais a fundo, a policia é escrota! E Tainá provavelmente deve ter transado com um namorado antes de ser assassinada. NUNCA VI ALGUEM SER ESTUPRADA E ESTAR TODA LINDA, VESTIDA SEM UMA MANCHA! Não sei direito oque aconteceu, mas é certo que além da babaridade que fizeram com essa adolescente, tem mais um crime: CORRUPÇAO POLICIAL . Ou protegem alguem, ou é só pra dizer que resolveram! ACORDA GENTE BANDO DE BURRO!!!!!

  25. fred Postado em 15/Jul/2013 às 21:13

    Se não foi os rapazes do Park. Seria o caso de a policia e o governo ressarcir o Park . O Park e como uma empresa qualquer. Se é para botar fogo todas as empresas deveriam ser queimadas quando houver um estupro? Isso é preconceito contra o dono do Park. Quem vai pagar????

  26. Anderson Melo Postado em 30/Jul/2013 às 10:53

    No RS um político foi assassinado na saída da igreja e em frente aos familiares, a polícia tratou o caso como latrocínio e a promotoria pública como um crime político e financeiro, ele tinha acabado com um esquema de propina na saúde do estado. Os delegados foram ferozes na defesa de sua linha de investigação na queda de braço a promotoria tinha razão. A polícia Civil tem trilhado um caminho de contrariedades, autoritarismo, banditismo e incompetência em todo o Brasil. Mas a do Paraná esta vencendo com um corpo de vantagem este páreo sobre incompetência.

  27. Ana Clara Postado em 08/Aug/2013 às 21:03

    DENUNCIEM !!! QUEM MATOU A MENINA FOI A PRÓPRIA POLÍCIA OU ALGUM FIGURÃO IMPORTANTE QUE DELEGADOS CORRUPTOS QUEREM ACOBERTAR. BEM - VINDOS AO BRAZZILLL !!! O CU DO MUNDO !!!