Luis Soares
Colunista
Compartilhar
Europa 25/Jul/2013 às 09:48
0
Comentários

78 mortos em descarrilamento de trem na Espanha

Trem descarrilha na Espanha. Acidente provocou ao menos 78 mortos e 140 feridos

acidente trem espanha

Na imagem do acidente de trem, desta quarta-feira (24), em Santiago de Compostela, um dos vagões saltou por cima do muro. (Foto: El País)

Um trem descarrilhou nesta quarta-feira (24), próximo da estação de Santiago de Compostela, na Galiza, norte da Espanha. O acidente provocou ao menos 78 mortos, segundo números citados por diferentes jornais espanhóis. De acordo com o jornal local La Voz de Galicia, o último balanço das autoridades aponta para 140 feridos.

Os trabalhos de resgate continuam, e não se descarta que possam ser encontrados mais corpos, apesar de fontes das equipes dizerem que os vagões mais afetados já foram todos revistados. A Catalunha, outra região autônoma da Espanha, na fronteira com a França, também já se disponibilizou para ajudar a Galiza nos regastes e identificação das vítimas fatais.

Segundo o Tribunal Superior de Justiça do país, 73 óbitos foram declarados no local do acidente e quatro já nas unidades hospitalares. O presidente da “Xunta” da Galiza (cargo próximo ao de prefeito, no Brasil) Alberto Núñez Feijoó, decidiu declarar sete dias de luto para esta comunidade autônoma.

Núñez Feijoó esteve no local do acidente já com o presidente do Governo espanhol, Mariano Rajoy, que informou que assinará, logo que possível, um decreto para estabelecer três dias de luto nacional.

Leia também

No local, durante toda a noite, além das equipes de resgate oficiais, as pessoas da vizinhança mobilizaram-se para ajudar as autoridades madrugada dentro. No caso dos feridos com menos gravidade mas que necessitavam de assistência hospitalar, foram alguns particulares que os transportaram nos seus próprios carros.

No comboio viajavam 222 pessoas. No momento do acidente, às 20h41, estava chegando a Santiago de Compostela e fazia a ligação de Madri à cidade costeira de Ferrol, na região da Corunha. O acidente ocorreu em Angrois, freguesia que fica a quatro quilômetros da estação de Santiago.

Os serviços de saúde galegos, perante o elevado número de feridos, fizeram um apelo à população para que fosse doar sangue com urgência, já que as reservas poderiam ficar rapidamente em causa. Contudo, o número de pessoas a reagir foi de tal forma elevado que os locais de recolha se viram obrigados a pedir que alguns dos cidadãos voltassem mais tarde.

O balanço da tragédia tem sido revisto. Mas sejam quais forem os números finais, é o pior em 40 anos na Espanha. As dez carruagens acabaram todas fora dos trilhos, e suspeita-se que, talvez por recompensar um atraso de cinco minutos, o trem era conduzido com demasiada velocidade.

Público.es

Recomendados para você

Comentários