Luis Soares
Colunista
Compartilhar
Mundo 04/Jul/2013 às 10:26
14
Comentários

25 verdades sobre o episódio Morales/Snowden

Caso Evo Morales/Edward Snowden mostra que União Europeia é um engodo político e diplomático, sempre subserviente às exigências de Washington

Por Salim Lamrani

O caso Edward Snowden está na raiz de um grave incidente diplomático entre a Bolívia e vários países europeus. Por ordem de Washington, França, Itália, Espanha e Portugal proibiram o avião presidencial de Evo Morales de sobrevoar seus territórios.

1 – Depois de uma viagem oficial à Rússia para assistir a uma cúpula de países produtores de gás, o presidente Evo Morales pegou seu avião para voltar à Bolívia.

2 – Os Estados Unidos, pensando que Edward Snowden, ex-agente da CIAe da NSA, autor das revelações sobre as operações de espionagem de seu país, estava no avião presidencial, ordenou que quatro países europeus – França, Itália, Espanha e Portugal – proibissem que Evo Morales sobrevoasse seus respectivos espaços aéreos.

3 – Paris cumpriu imediatamente a ordem procedente de Washington e cancelou a autorização de sobrevoo de seu território, que havia outorgado à Bolívia em 27 de julho de 2013, enquanto o avião presidencial estava a apenas alguns quilômetros das fronteiras francesas.

4 – Assim, Paris colocou em perigo a vida do presidente boliviano que, por falta de combustível, precisou fazer uma aterrissagem de emergência na Áustria.

5 – Desde 1945, nenhuma nação do mundo impediu um avião presidencial de sobrevoar seu território.

6 – Paris, além de desatar uma crise de extrema gravidade, violou o direito internacional e a imunidade diplomática absoluta da qual todo chefe de Estado goza.

7 – O governo socialista de François Hollande atentou gravemente ao prestígio da nação. A França aparece diante dos olhos do mundo como um país servil e dócil que não vacila um instante sequer para obedecer as ordens de Washington, contra seus próprios interesses.

8 – Ao tomar tal decisão, Hollande desprestigiou a voz da França no cenário internacional.

edward snowden evo morales

Edward Snowden nunca esteve no avião de Evo Morales (Imagem: Reprodução)

9 – Paris também se tornou alvo de piada no mundo inteiro. As revelações feitas por Edward Snowden permitiram descobrir que os Estados Unidos espiavam vários países da União Europeia, entre os quais a França. Diante dessas revelações, François Hollande pediu pública e firmemente a Washington que parasse com esses atos hostis. Ainda assim, por debaixo dos panos, o Palácio do Eliseu seguiu fielmente as ordens da Casa Branca.

10 – Depois de descobrir que se tratava de uma informação falsa e que Snowden não estava no avião, Paris decidiu anular a proibição.

11 – Itália, Espanha e Portugal também seguiram as ordens de Washington e proibiram Evo Morales de sobrevoar seu território, antes de mudar de opinião, quando souberam que a informação não era verídica, e permitir que o presidente boliviano seguisse sua rota.

Leia também

12 – Antes disso, a Espanha até exigiu revistar o avião presidencial, violando todas as normas legais internacionais. “Isto é uma chantagem; não vamos permitir por uma questão de dignidade. Vamos esperar todo o tempo necessário”, respondeu o presidente boliviano. “Não sou um criminoso”, declarou Evo Morales.

13 – A Bolívia denunciou um atentado contra sua soberania e contra a imunidade de seu presidente. “Trata-se de uma instrução do governo dos Estados Unidos”, segundo La Paz.

14 – América Latina condenou unanimemente a atitude da França, Espanha, Itália e Portugal.

15 – A Unasul (União de Nações Sul-Americanas) convocou em caráter de urgência uma reunião extraordinária após esse escândalo internacional e expressou sua “indignação” por meio de seu Secretário-Geral, Ali Rodríguez.

16 – A Venezuela e o Equador condenaram “a ofensa” e “o atentado” contra o presidente Evo Morales.

17 – O presidente Nicolás Maduro, da Venezuela, condenou “uma agressão grosseira, inadequada e não civilizada”.

18 – O presidente equatoriano, Rafael Correa, expressou sua indignação: “Nossa América não pode tolerar tanto abuso!”.

19 – A Nicarágua denunciou “uma ação criminosa e bárbara”.

20 – Havana fustigou o “ato inadmissível, infundado, arbitrário que ofende toda a América Latina e o Caribe”.

21 – A presidente argentina, Cristina Kirchner, expressou sua consternação: “Definitivamente, estão todos loucos. O chefe de Estado e seu avião têm imunidade total. Não pode haver esse grau de impunidade”.

22 – Por meio de seu Secretário-Geral José Miguel Insulza, a OEA (Organização dos Estados Americanos) condenou a decisão dos países europeus: “Não existe justificativa alguma para cometer tais ações em detrimento do presidente da Bolívia. Os países envolvidos devem dar uma explicação das razões pelas quais tomaram essa decisão, particularmente porque isso colocou em risco a vida do primeiro mandatário de um país-membro da OEA”.

23 – A Alba (Aliança Bolivariana para os Povos da Nossa América) denunciou “uma flagrante discriminação e ameaça à imunidade diplomática de um Chefe de Estado”.

24 – Em vez de outorgar o asilo político à pessoa que lhe permitiu descobrir que era vítima de espionagem hostil, a Europa, particularmente a França, não vacila em criar uma grave crise diplomática com o objetivo de entregar Edward Snowden aos Estados Unidos.

25 – Esse caso ilustra que, se a União Europeia é uma potência econômica, é também um engodo político e diplomático incapaz de adotar uma postura independente em relação aos Estados Unidos.

* Doutor em Estudos Ibéricos e Latino-americanos da Universidade Paris Sorbonne-Paris IV, Salim Lamrani é professor-titular da Universidade de la Reunión e jornalista (Opera Mundi)

Recomendados para você

Comentários

  1. Geralt Postado em 04/Jul/2013 às 15:47

    sempre foi um engodo politico. infelizmente não vai mudar.

  2. renato Postado em 04/Jul/2013 às 19:06

    Imaginem se um destes aviões que transportem um Presidente de um país qualquer das Americas, não seria derrubado, e ainda colocariam culpa no primo de um dos rapazes da Panela de pressão.. Americanos os queridinhos do Globo e da Globo.

  3. vilma Postado em 04/Jul/2013 às 20:53

    É ABUSO DE PODER...DEVERIAM SER PROCESSADOS...

  4. ANTONIO SANTOS Postado em 05/Jul/2013 às 07:55

    OS EUA QUEIRAM OU NÃO LIVRARAM 2 VEZES A EUROPA DO ''MAL''. DO NAZISMO E DO COMUNISMO. ENTÃO A EUROPA POR ''OBRIGAÇÃO'' TEM QUE SER ''SUBSERVIENTE'' AS VONTADES DELES.

  5. Amanda Postado em 05/Jul/2013 às 13:47

    Por que não citaram a nota da presidente Dilma?

  6. Fernando Postado em 06/Jul/2013 às 13:06

    Os países da AL devem agir de mesma maneira e fazer em conjunto uma proibição de voo de aviões presidenciais daquelas nações em seus espaços aéreos.

  7. Frederico Postado em 07/Jul/2013 às 20:43

    "Amigos amigos, negócios à parte", já diz o velho ditado. Tudo bem que os EUA têm influência sobre a UE, mas pera lá, cadê o peito desses caras? Estamos falando de uma coligação de países, não de um somente. Então basta os EUA, o Pentágono, seja lá quem for, disser p/ um deles p/ jogarem uma bomba atômica no país vizinho e eles fazem? Bela submissão...

  8. Selton Postado em 07/Jul/2013 às 23:36

    Tontos! Se submetem aos EUA como se formassem um "elo". Suas independências e revoluções não serviram para nada!

  9. Melissa Postado em 09/Jul/2013 às 11:01

    Só o Brasil não expressou sua indignação particulamente como fez, Argentina, Venezuela, Equador, Cuba... ? O Brasil é outro engodo

  10. renato Postado em 09/Jul/2013 às 22:13

    O Brasil fez!!!!!

  11. Rodrigo Postado em 10/Jul/2013 às 23:09

    "Os EUA livraram a Europa do nazismo e do comunismo." Piada da semana...

  12. filho da razão e ciência Postado em 11/Jul/2013 às 17:42

    Quando acabou a URSS muitos tolos disseram que o mundo " ía ser uma grande família feliz "... A verdade é que os soviéticos colocavam um freio nas ambições americanas. O mundo era melhor. Pelo menos com mais equilíbrio, sem essa de "uma única super-potência"....

  13. Rich Postado em 06/Aug/2013 às 20:52

    Estados unidos, sempre querendo ser o poderoso do mundo. Fico pensando como esses artistas idiotas brasileiros são manipulados pelos americanos Quando um brasileiro chega nos Estados unidos, tem de se lascar para dominar o idioma deles Mas quando eles chegam aqui em nosso país (Brasil), fala no seu próprio idioma e quem quiser que se vire em interpretar Por isso, fiquei emocionado quando vi um brasileiro nos estados unidos sendo interrogado por um americano veio lhe falar (em inglês) e o brasileiro fingindo que não sabia o que o mesmo estava falando. Então o americano achando que o mesmo era leigo no seu idioma, aproveitou para o xingar. No mesmo instante o brasileiro respondeu em inglês "fique com o insulto para você" O americano ficou perplexo, e em um tom de respeito perguntou: Como você é inteligente! Ao que respondeu o brasileiro: Enquanto você conhece o inglês, eu sou poliglota!!!

  14. Luc Able Postado em 11/Aug/2013 às 00:46

    Falar mal dos americanos para mim é complexo de inferoridade, sem eles nem estariamos aqui batendo papo atraves de uma tecnologia criação deles, ou talvez nao tivessenos sobrevivido sem as vacinas, milhares de contribuições à civilização, dadivas da democracia e do progresso. Senão é a perfeição é o que temos de melhor. Concordo com Rodrigo. Felizmente temos vozes discordantes do comunismo, populismo e outros por aí.