Luis Soares
Colunista
Compartilhar
Racismo não 07/Jun/2013 às 15:16
37
Comentários

"Negros e hispânicos têm maior propensão para o crime"

Juíza nomeada pelo ex-presidente Ronald Reagan e que é favorável a pena de morte diz que negros e hispânicos têm maior propensão para o crime

juíza negros racistas

Juíza diz que “negros e hispânicos têm maior propensão para o crime”

Favorável à pena de morte, “momento em que o preso faz as pazes com Deus”, a juíza americana Edith Jones, nomeada pelo antigo Presidente Ronald Reagan, chocou uma audiência de alunos de Direito.

Ricardo Lourenço

Durante uma conferência na Faculdade de Direito da Universidade da Pensilvânia, Edith Jones, uma juíza do Texas, apresentou uma teoria: os “afro-americanos e hispânicos têm maior propensão para o crime”.

Proferidas em fevereiro, as declarações só foram conhecidas agora, depois de terem sido interpostos em tribunal vários processos contra a magistrada, um deles financiado pelo próprio Governo mexicano.

Jones explicou ainda que “a pena de morte propicia a um preso a possibilidade de fazer as pazes com deus”.

Contactados pelo Expresso, os serviços de relações públicas da faculdade explicam que não existe nenhuma gravação vídeo da conferência e que as declarações da juíza foram ouvidas por várias testemunhas presentes no auditório.

É melhor ser executado do que passar a vida numa prisão mexicana

Aos alunos de Direito, Edith Jones explicou também que a decisão do Supremo Tribunal Americano de suspender a pena de morte para indivíduos inimputáveis cria um “precedente perigoso”.

Leia também

Denegrindo o sistema judicial do México, que acabou com a pena capital em 2005, a juíza afirmou que “qualquer mexicano preferiria estar no corredor da morte, aguardando a execução nos EUA, do que numa prisão mexicana”.

Edith Jones, 64 anos, foi nomeada pelo antigo presidente Ronald Reagan e, por duas vezes, durante os mandatos de George H. W. Bush e George W. Bush, apontada como potencial candidata ao Supremo Tribunal Americano.

Portal Geledés

Recomendados para você

Comentários

  1. MAURO Postado em 07/Jun/2013 às 15:23

    Tinha que ser americana pra falar uma merda deste tamanho!

  2. Rodrigo Postado em 07/Jun/2013 às 15:25

    Mauro, é o tipo de pessoa que pensa igual a ela, só nao acha que nao

  3. Altair Ahad Postado em 07/Jun/2013 às 15:26

    engraçado né os republicanos americanos vivem em escandalos, roubalheiras... então ela deveria ir! Juiza ridicula!

  4. Elizabeth Aquino Marques Postado em 07/Jun/2013 às 16:02

    OS SERES HUMANOS ESTÃO ULTRAPASSANDO TODOS OS LIMITES, DA DIGNIDADE, DA MORAL E DA ÉTICA...

  5. luiz Postado em 07/Jun/2013 às 16:19

    essa mulher é uma louca ao afirmar isso. onde aconteceu as grandes guerras ? na áfrica? a guerra não é um ato de violência? os alemãos são todos negros?

  6. Rodrigo Postado em 07/Jun/2013 às 16:49

    os maiores genocídios da história foram feitos pelos africanos e hispanos, não é gente? Vá estudar Juíza, e deixe de usar a Bíblia pra justificar suas loucuras

  7. raphael Postado em 07/Jun/2013 às 16:54

    Acho esse site fantástico e sempre divulgo as informações aqui postadas. Vcs estão de parabéns! Ao mesmo tempo, é um tanto quanto estranho que na mesma matéria em que vcs denunciam o racismo de uma juíza, afirmam que a mesma está "Denegrindo o sistema judicial do México"...

  8. Carlos G Neves Postado em 07/Jun/2013 às 17:00

    Pior que tendências, culturais ou étnicas ou ainda raciais conforme aponta a juíza sobre hispânicos e negros é a falta de virtude e intolerância pessoal do individuo. O preconceito, o racismo e intolerância é mesmo é mesmo o "supra sumo dos lixo das sociedades". Brasileiro com muito orgulho e sobretudo Feliz.

  9. Da Graça Carlôs Postado em 07/Jun/2013 às 17:08

    É evidente que não vamos aceitar isso como uma realidade. É muito fácil fazer estudos estúpidos como este para estigmatizar as pessoas. Nesta amostra, compendemos que é uma discriminação aonde os brancos estão em posição dominante e favorizados, e permitem até fazer estudos que mostra que eles os brancos são os mais civilizados e mais intégra dos na sociedade, e que a outras comunidades têem menos capacidade de se integrarem. Não aceitarem este facto como uma realidade, mas como uma situação criada a fim d acentuarem a descriminação .

  10. Isabela Leite Concilio Postado em 07/Jun/2013 às 17:22

    Depois desse comentário, com certeza não existe alguém mais criminosa do que essa juíza! Pelo amor de Deus, excluam ela da sociedade agora!!!!!!!!!

  11. Diego Postado em 07/Jun/2013 às 17:29

    e bandidos profissionais? são políticos?

  12. carlos Postado em 07/Jun/2013 às 17:37

    A generalização é um probema matematico, criado pelos "SERES HUMANOS" ou quem sabe pelos "americanos", esses que inventaram todos os males do mundo. Nem todo americano e nem todo "humano" são a mesma coisa, apesar de levarem o mesmo nome.

  13. Marco Oliveira Postado em 07/Jun/2013 às 17:43

    Deus seja louvado por ter uma carrasca desse porte...

  14. Oswaldo Postado em 07/Jun/2013 às 18:42

    Nada mais me surpeende. Ele usa o nome de Deus em vão para proclamar suas atitudes loucas. Ignorante, assim como ela é quem pensa que essa juiza é cristã e segue a bíblia. Essa criatura defende a pena de morte, certamente nunca ouviu fala do amor ao próximo.

  15. Maurício Postado em 07/Jun/2013 às 19:18

    Ela se baseia no que vê. No empirismo e no preconceito. Nos estados unidos, negros e hispânicos são marginalizados, mais perseguidos pela polícia, por isso são vistos cometendo mais crimes. Não existe raça com propensão para o crime. Suzane Richthofen era descendente de alemães e matou os próprios pais. Ela deve ter se baseado na exótica teoria de Lombroso,que foi completamente abandonada por não ter fundamento, mas que foi útil para justificar o nazismo.

  16. Maurício Postado em 07/Jun/2013 às 19:25

    Interessante que ela se diz cristã e é racista. Me lembrou um deputado bastante conhecido no Brasil.

  17. Adeli Sell Postado em 07/Jun/2013 às 19:33

    Deveria ser presa por ataque à Humanidade.

  18. Eliane Postado em 07/Jun/2013 às 21:30

    LOUCA VARRIDA!

  19. Jean Postado em 07/Jun/2013 às 21:56

    Vamos celebrar a estupidez humana A estupidez de todas as nações

  20. Thiago Teixeira Postado em 07/Jun/2013 às 22:14

    Imaginem quantos Negros e Latinos ela já mandou para a injeção letal?

  21. Cleber Postado em 07/Jun/2013 às 23:10

    Irrisório somente.

  22. Angelo Postado em 07/Jun/2013 às 23:22

    A estupidez, a ignorância e a canalhice não são exclusividade de nenhuma nação, idade, gênero, escolaridade ou religião. Não obstante, essa senhora extrapola qualquer estereótipo.

  23. MORAIS Postado em 08/Jun/2013 às 12:53

    RIDÍCULO!

  24. Jânio Postado em 08/Jun/2013 às 13:02

    Ora que tanta "reação" ao pensamento dessa mulher! Muitos pseudo"revolucionários" aqui, tem camisetinhas vermelhas com a iamgem de Chê, que DEFENDEU publicamente o fuzilamento em massa na ONU, e que também era extremamente preconceituoso, e muito desprezava os negros! A maioria dos que aqui dizem que odeiam essa mulher, SÃO iguais ou piores que ela!

  25. Esther Way Postado em 08/Jun/2013 às 13:54

    Passou da hora de se aposentar, já está caducando!

  26. SCHULTZ Postado em 08/Jun/2013 às 19:48

    Parabéns Jânio, uma voz de racionalidade neste antro esquerdista !!!!

  27. Leandro Coelho Postado em 09/Jun/2013 às 02:04

    Pensamento clássico das elites norte americanas e também brasileiras (quanto aos negros). Não é novidade para ninguém. A diferença é que lá eles falam na cara, e aqui tudo é muito bem maquiado, e a elite hipócrita age na surdina...

  28. Maxwell Postado em 09/Jun/2013 às 11:50

    Qual foi o erro dela? Pelo que sei, estatisticamente negros e hispânicos cometem mais crimes nos EUA mesmo.

  29. Andrei Postado em 09/Jun/2013 às 21:18

    O que ela falou, se é que falou, é a verdade apenas....

  30. Selton Postado em 09/Jun/2013 às 22:40

    A cabeça de uma pessoa,ao nascer,é como uma folha de papel em branco,na qual é preenchida a medida que vive.Essas são as sábias palavras de John Lock .Agora eu pergunto:por quê?Porque eles são mais propícios ao crime? O que os difere dos brancos?Ora,se Marx dizia que o homem é o produto do meio porque não modifica-se o meio? Essa juíza não zela pelos seu anos de estudo.

  31. Kanella Postado em 10/Jun/2013 às 18:06

    Quem possui maior propensão para o crime é o homem branco cristão

  32. Indignada Postado em 19/Jun/2013 às 19:59

    Sou negra e hispânica, acho que após ter conhecimento da hipóteses da DIGNÍSSIMA JUIZA devo procurar tratamento psicológico ou será que é ELA que o precisa.

  33. Beto de Faria Postado em 06/Aug/2013 às 11:58

    E né. E os americanos brancos como ela são propensos a serem corruptos, terroristas e tudo mais.

  34. Jorge Postado em 06/Aug/2013 às 12:14

    Não, pela cara dela, só pode ser falta de sexo mesmo! Uma visita ao sex shoping, logo ela muda de ideia.

  35. Marcos Postado em 11/Aug/2013 às 14:50

    A juiza tem razão gostem ou não dentro da realidade americana, negros e hispânicos nos USA são os mais propensos ao crime, analisando estatisticamente isso dos 5 continentes do mundo a America Latina é o que teve o mair aumento em relação a criminalidade, a pena de morte é extremamente eficaz contra o crime, no Brasil ela esta sendo aplicada continuamente contra o povo o resultado esta ai, o povo vive trancado e os bandidos nas ruas, praças em todas as partes, em países desenvolvidos ocorre o oposto. Ela disse a verdade, obviamente que incomodara e muito nesse país esquerdoide, mas contra FATOS não existe argumentos.

  36. Marcos Postado em 11/Aug/2013 às 14:54

    Ora,se Marx dizia que o homem é o produto do meio porque não modifica-se o meio? Marx não é uma divindade, ele errou feio em relação a isso, e não vou citar filósofos para responder a sua crença, o meio influencia o homem obviamente mas o produz, a natureza humana é moldada de acordo com a conveniência somada a moral e ética, estados fracos produzem mais bandidos pois as pessoas simplesmente optam pelo crime o caminho mais "fácil" estados que estimulam o estudo e penas severas faz com que as pessoas optem pelo caminho "difícil", a consequência disso são estados mais avançados em todos os sentidos, pois o crime vise apenas o beneficio próprio ou do grupo enquanto a educação e as leis visam o todo.

  37. Isaac Postado em 11/Aug/2013 às 21:55

    Será que chocou mesmo os alunos? por lá a maioria esmagadora compartilha dessa mesma mentalidade, veja como é o racismo por lá contra negros e hispânicos. E se por ventura negros e hispânicos ESTÃO mais propensos ao crime, é fruto dessa sociedade excludente, segregacionista, seletiva e injusta, emfim, eles criaram essa realidade, a solução que eles encontram é tão desumana quanto, o isolamento eterno e a morte.