Luis Soares
Colunista
Compartilhar
Capitalismo 14/Jun/2013 às 14:29
15
Comentários

Não é só sobre 20 centavos, estúpido

Os protestos que se sucedem em grandes capitais brasileiras foram motivados pelo repúdio ao aumento dos preços das tarifas no transporte público. Mas erra quem pensa que a revolta é apenas por R$ 0,20

No Brasil, ninguém vai às ruas para protestar contra R$ 0,20 no aumento dos preços nas passagens de ônibus.

Na Turquia, pensam que uma multidão de milhares de pessoas protesta contra o corte de algumas árvores.

Na Grécia, imaginam que há uma greve geral devido à demissão de uns funcionários da rede estatal de TV.

Em Portugal, na Espanha, na Irlanda, ou em quantos outros países forem, os motivos evidentes de tanta revolta, como no Egito, na Tunísia ou nas guerras palestinas, são apenas os sinais aparentes de que há uma revolução mundial em curso. Há um rio caudaloso e surdo de insatisfação, de injustiça, de rejeição ao domínio do dinheiro sobre a razão humana de existir, que desaguou na crise mundial deflagrada em Wall Street, há cinco anos.

20 centavos direitos trabalhador

Não é por 20 centavos, é por direitos. (Imagem: Mães de Maio / Facebook)

Percebe-se o esgarçamento do capitalismo e fica evidente o jogo de força dos países que defendem este sistema em declínio, na contramão de um esforço mundial pela derrocada do egoísmo, da ditadura do capital.

Leia também

O problema nunca foi o aumento de R$ 0,20 na roleta. A questão é mais grave. É a empáfia dos governantes de acreditar que milhões de pessoas, de brasileiros, de trabalhadores, irão aceitar que lhes sejam cobrados R$ 0,20 a mais por um serviço ineficiente, indigno, planejado apenas para aumentar a taxa de lucro das empresas concessionárias e de seus acionistas, contra os interesses de milhões de cidadãos que precisam ir e vir. A ótica é míope. E, o pior, acreditam – governo e ‘iniciativa privada’ – que a nação é formada por imbecis, incapazes de perceber a realidade dos fatos, a de que pretendem usurpar dos cidadãos o direito ao discernimento.

Os R$ 3,00 ou o que seja, pagos hoje em dia, já representam a última fronteira da paciência urbana. Ninguém mais aguenta dispensar não os poucos centavos cobrados a mais na passagem. Mas a passagem em si. O sistema está falido. A forma de pensar a sociedade, segundo a ótica de quem não se importa com os R$ 0,20 a menos no bolso, está em seus estertores.

O salário mínimo é mínimo demais para tanta riqueza que circula nas bolsas de valores. Os valores que defendem os meios conservadores de comunicação, as igrejas, os parlamentares alimentados com o soldo do conservadorismo estão reduzidos à preservação das fortunas daqueles que amealharam, quais piratas, as riquezas que pertencem a todos os seres humanos. Apenas por serem humanos.

Agora, diante do tribunal das ruas, no calor das manifestações, da revolta que arde desde Istambul à Avenida Paulista, os governantes colocados no poder sob a contemplação do sistema ora em colapso aciona seu braço de ferro. Balas de borracha e cacetetes, imaginam, serão os antídotos à História. Pensam que têm o poder de parar a revolução mundial com o sangue de heróis. Jovens heróis. Equivocam-se ao imaginar que jatos d’água e gases lacrimejantes serão suficientes para deter a determinação dos povos contra a justiça social ou por uma sociedade mais fraterna.

Não perceberam que a Humanidade segue o seu curso. E ninguém é idiota.

Gilberto de Souza, Correio do Brasil

Recomendados para você

Comentários

  1. Vander Postado em 14/Jun/2013 às 14:52

    Claro que é politico. O pessoal do PSTU, PSOL e PC do B estão rindo a toa nesse momento.

  2. Bruno .R (@bruno_rms) Postado em 14/Jun/2013 às 14:54

    Ótimo artigo. Nosso sistema é falho, por isso eu digo, precisamos de uma revolução para dela criarmos a evolução.

  3. Montezuma Postado em 14/Jun/2013 às 15:31

    Há um pouco disso tudo mesmo. E por trás o desejo ardente dos que, a qualquer custo querem sua fatia. Que o diga o povo o PSTU, PSOL e PC do B. Suas ideologias igualitárias, etc só funcionam até ascenderem ao poder. Apoio o manifesto do Vander: Nada de censura!!!

    • Tania Postado em 14/Jun/2013 às 16:03

      Excelente artigo. Alguém deveria enviá-lo ao Jabor...

  4. Walter Postado em 14/Jun/2013 às 17:19

    Mesmo que avise ele não mudará sua opinião , ele é globalizado demais.

  5. Nilton Costa Postado em 14/Jun/2013 às 22:10

    E,mas o que ninguem sabe ou se sabe tenta desqualificar e que foram essas "pessoas"ligadas ao PCdoB,PT,PSTU ou PSOL que sempre estiveram a frente em movimentos que lutaram seja contra a carestia dos alimentos,seja contra a ditadura,seja pels eleicoes diretas para presidente,e diversos outros movimentos que somados suas forcas em mais de trinta anos de luta levaram um metalurgico sagaz a presidencia de um pais que estava a beira da falencia e hoje esta muito melhor do que antes,entao nao vejo problema nenhum de ter esse "pessoal"ajudando nas manifestacoes,creio que ja passou da hora de nos comunistas,socialistas e outros de carater progressistas levar a cabo mudancas estruturais para esse pais e uma delas e um transporte urbano eficiente e barato para o trabalhador e sua familia!!!!

  6. Rodrigo Teixeira Postado em 15/Jun/2013 às 11:27

    A Irônica é que a TAG do artigo é "capitalismo" e o nosso serviço de transporte público é um cartel criado pelo próprio estado. Não há um valor do capitalismo empregado no transporte público brasileiro. Nenhum sequer !!!

  7. Valter Augusto Postado em 15/Jun/2013 às 15:11

    Rodrigo,tu falou merda,rapaz!De onde é que tu tirou essa baboseira?Existem empresários do transporte público,sim,e elas agem de acordo com a lógica do mercado:oferta-procura,poder aquisitivo dos consumidores etc.Por isso não há metrô no Campo Limpo,por exemplo.

  8. Reis Postado em 15/Jun/2013 às 17:30

    Tudo esta funcionando normalment, nenhuma novidade, o elemento catalizador esta sobre a mesa a consciencia do conjunto de disfuncionamentos esta se fazendo, as diversas classes do pais ainda teem tempo para tomarem suas decisoes à saber; si entram ou nao na "briga" como e com quem. De quaiquer formas posso estar errado e sera - ao beneficio de todos- mas tenho uma certa disconfiança que me diz que os verdadeiros mandantes deste pais estao neste periodo e mais do que nunca , com a "FACA E O QUEIJO NA MAO" para fazerem o que querem. As configuraçoes e os cenarios possiveis vao a favor deles - quero dizer, si os sindicatos dos transportadores nao abrem mao e si os governantes nao sedem- visto as radicalizaçoes possiveis. A volta das botas adoram estes senarios, onde globalmente , um povo como o Brasileiro teve de se "acomodar" de seus direitos de pensar e agir, conhecendo pelo passado ainda recente um regime repressivo, Ele se identificou com a " ORDEM", e tenho duvidas sobre sua capacidade de mudar, em sua Historia recente quem foram as lanternas? Os jovens se sacrificaram pelo seu voluntarismo, hoje a historia se repete, ele de novo tentando nos guiar, mas duvido que seus pais lhes darao a mao e é nisso e por isso que digo - a desordem é o prato preferido do fascismo que pode estar por tras das ratoeiras. Barbotas deles. CUIDAR-SE É PRECISO.

  9. Selton Postado em 15/Jun/2013 às 17:51

    Concordo plenamente com o texto.A sociedade hoje em dia está sofrendo um processo de descefalização.Pode-se comparar essa "primavera revolucionária",com os fatores que desencadearam a 1° guerra.Não foi a morte do Arque duque que os homens se mataram.Afinal de contas,era apenas mais um.Existiam fatores,que gradativamente foram se encaixando O mesmo digo para os protestos de hoje!

  10. Eduardo Postado em 17/Jun/2013 às 12:55

    Reis, "A volta das Botas", parece um nome de roteiro de filme de terror, será que estes manifestantes viveram a aflição de trabalhar feito burro e ainda ter o medo de perder seu emprego por simples capricho de um chefe ligado ao poder??? Será que eles sentiram o medo de andar nas ruas e ser confundido com os chamados "subversivos"??? Será que os bobÕes dos "JOVENS HEROIS" que estão sendo manipulados para fazer o jogo nojento de desestabilização da ordem pública sabem o que os espera se voltarmos aos dias de chumbo??? Não sabem mesmo, coitados. NÃO ESQUEÇO A FALA NA COMISSÃO DA VERDADE DO OFICIAL, QUE DIZ TER PRESENCIADO A EXECUÇÃO COM TIROS NA NUCA DE UM CASAL... estes protestos """"pacíficos"""" onde se joga pedra na policia, quebra lojas, picham ônibus, onde tem balas de borracha, pauladas, bombas de efeito moral... vão acabar reeditando aquela época. Não defendo esta forma de confronto, seja ela pacífica ou não, não funciona, pois se tem 10 que não concorda com o status quo do país, milhares concordam. A hora de protestar é nas eleições, votem certo, escolham novos representantes que não sejam os mesmos que já deteem vários mandatos, e só fazer manter o que está posto. TENHO MEDO SIM, VIVI DOS 11 AOS 35 ANOS COM MEDO, POR MIM E PELOS MEUS.

  11. Thiago Teixeira Postado em 17/Jun/2013 às 12:57

    Tania O Jabor nunca faria um comentário desses. Contra os manifestantes ... ai poderia ser.

  12. Eduardo Postado em 17/Jun/2013 às 13:50

    De tanto ouvir as histórias repassadas por sua família, ele sempre se lembra de um fato curioso: “Quando nasci, os militares me afastaram de minha mãe e ficaram de me entregar à minha avó. Demoraram tanto que minha família ficou preocupada. Quando realmente me entregaram, disseram que a demora ocorreu porque não tinham algemas para os meus pulsos”. De Paulo Fonteles, aqui mesmo na seção PORÕES DA DITADURA... é este o medo que me referi...Reis, nós nos cuidamos e os nossos filhos e netos como ficarão???

  13. Osvaldo Aires Bade Comentários Bem Roubados na "Socialização" - Estou entre os 80 milhões Postado em 27/Jun/2013 às 00:17

    O QUE REALMENTE ESTÁ POR TRÁS DAS MANIFESTAÇÕES NO BRASIL? http://cinenegocioseimoveis.blogspot.com.br/2013/06/o-que-realmente-esta-por-tras-das.html