Redação Pragmatismo
Compartilhar
Contra o Preconceito 27/Jun/2013 às 23:39
9
Comentários

Menina transgênero poderá usar banheiro feminino nos EUA

Justiça autoriza menina transgênero a usar banheiro feminino nos EUA. Escola havia proibido garota de seis anos de usar o banheiro das meninas

A Divisão de Direitos Civis do Estado do Colorado (EUA) decidiu que a escola pública Eagleside, da cidade de Fountain, discriminou uma menina transgênero de seis anos ao proibi-la de usar o banheiro feminino.

menina transgênero coy mathis

Coy Mathis. Por decisão judicial, menina transgênero está livre para usar banheiro feminino (Foto: NBC)

Segundo o diretor da divisão, Steven Chávez, a proibição criava “um entorno hostil tanto objetiva como subjetivamente, assim como intimidatório e ofensivo”.

Os pais de Coy Mathis –que biologicamente é um menino, mas possui identidade e passaporte registrados com o sexo feminino– dizem ter sido informados em dezembro que ela não poderia mais usar o banheiro das meninas.

Ela deveria escolher entre os da sala dos professores ou da enfermaria. Para eles, a medida abriria caminho à estigmatização e ao bullying.

O Fundo para Defesa Legal e Educação de Transgêneros, organização de Nova York, entrou com ação em nome dos pais de Coy contra o Estado do Colorado.

Leia também

A garota, que vinha sendo educada em casa à espera da decisão, poderá agora voltar às aulas.

Os representantes da escola Eagleside não quiseram comentar a decisão. Em carta ao jornal “New York Times“, em março, um advogado da instituição disse que, “conforme Coy cresça e seus genitais se desenvolvam, pais e estudantes provavelmente ficarão desconfortáveis”.

Escolas em vários Estados dos EUA, inclusive no Colorado, permitem estudantes transgêneros usarem os banheiros dos sexos com que se identificam.

Um caso similar ao de Coy aguarda decisão da Justiça no Estado de Maine.

Portal Geledes

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook.

Recomendados para você

Comentários

  1. Zeca Postado em 28/Jun/2013 às 02:02

    Eu acho que uma criança dessa idade não tem entendimento sobre isso, eu já vi o caso desse garoto, quando era bem pequeno falou que queria ser menina e aí os país o fizeram isso, tomara que ele nunca volte atrás.

  2. Dionne do Carmo Postado em 28/Jun/2013 às 09:59

    Essa garota é uma menina e tem um problema de fato seu genero sexual é inverso ao genital a e pelo que estudo nasce assim e faz o tratamento para readequar o sexo ^^não se preocupe Zeca ^^

  3. Pedro Postado em 28/Jun/2013 às 10:46

    Isso, pra mim, parece resultado de uma sociedade sexista e preconceituosa, estou falando dos pais. Se um menino tem um "jeito de menina" significa que ele é menina? O preconceito e sexismo força parte dessas transformações de gênero, sendo que a pessoa poderia continuar com seu corpo sem conflitos exteriores motivados pelo esteriótipo que criamos em relação aos gêneros. Não estou diminuindo a complexidade desses fatos, apenas ressaltando um ponto, que acredito ser a explicação para alguns casos como esse.

  4. Rafael Postado em 28/Jun/2013 às 11:58

    ele ou ela nasceu com fenótipo de menina mas tem orgão sexual de menino???

  5. André Postado em 28/Jun/2013 às 14:24

    Rafael, explique-me como diferenciar o fenótipo de menina e de menino antes dos 9, 10 anos???? Será que falta de conhecimento mata?

  6. André Postado em 28/Jun/2013 às 14:26

    Dionne, o que define identidade sexual antes da adolescência???? Faço minhas as palavras do Pedro!

  7. André Postado em 28/Jun/2013 às 14:26

    Resposta para a/o Dionne: Cultura!

    • joao Postado em 03/Jul/2014 às 00:54

      Isso segundo uma merda de teoria de gênero que é tão "científica" quanto astrologia.

  8. Danilo Postado em 01/Jul/2013 às 13:36

    Isso é uma solução paliativa, quando chegar em uma determinada idade terá que voltar ao banheiro masculino, não é apenas questão de preconceito ou opção sexual, também temos a questão de segurança e higiene. O jeito fácil de resolver é determinar o banheiro em "Com pinto" e sem "Pinto" e foda-se qual é sua inclinação sexual, gosto ou preferências. Quem mija em pé suja muito mais o banheiro do que quem mija sentado, e temos a questão que podemos ter um pervertido, estuprador e até mesmo um ladrão oportunista que usaria uma desculpa dessas para entrar no banheiro feminino.