Luis Soares
Colunista
Compartilhar
Justiça 28/Jun/2013 às 16:56
8
Comentários

Manifestante terá de pagar multa de R$ 50 mil

Justiça determina multa de R$ 50 mil para manifestante. Liminar diz que Gabriela dos Santos liderou protesto que interditou rodovia. Ela nega: “fui como moradora da cidade, pacificamente, fazer parte do manifesto”

A Justiça determinou a aplicação de multa de R$ 50 mil para uma moradora de Cabreúva(SP) que participou de um protesto na semana passada, na rodovia Dom Gabriel. Para a concessionária que administra a rodovia, a mulher seria a organizadora dos protestos e teria incentivado atos de vandalismo na praça de pedágio.

gabriela manifestante

“Eu fui uma das pessoas que pediu vaias para quem fez depredação”, diz Gabriela (Foto: Reprodução/ TV TEM)

A acusada, Gabriela dos Santos, estava em casa quando recebeu a liminar dos oficiais de Justiça. No documento expedido pela juíza Fernanda Silva Gonçalves, da 3ª Vara de Jundiaí (SP), ela é apontada como líder do movimento.

“Fui como uma moradora da nossa cidade, pacificamente, fazer parte do manifesto. Entretanto, como eu tinha um megafone, comecei a falar. Mas isso não dá o direito deles falarem que sou líder dessa manifestação. Eu não sou”, diz Gabriela.

A liminar foi solicitada pela concessionária que administra a rodovia. A Justiça aceitou o pedido e determinou que qualquer tipo de manifestação seja feito a distância mínima de 500 metros da praça de pedágio. Ainda conforme a liminar, o pagamento da multa só será aplicado se a jovem não respeitar essa distância. Ninguém da concessionária quis falar sobre o assunto.

A fisioterapeuta diz que participou do protesto, mas segundo ela, em momento algum incentivou atos de violência. “Eu fui uma das pessoas que pediu vaias para quem fez depredação.Falei como uma cidade que estava ali. Fui contra os ataques”, comenta Gabriela, que completa dizendo que vai recorrer da decisão.

Leia também

Conforme a advogada Fabiana Leite, que vai defender a fisioterapeuta, vão ser feitos os recursos cabíveis. “Vamos entrar com uma defesa perante o Tribunal de Justiça, em que desembargadores irão julgar, e outra defesa dentro da comarca de Jundiaí”, explica.

com G1 Sorocaba

Comentários

  1. Lucas Postado em 28/Jun/2013 às 17:06

    O que eu acho engraçado nisso tudo, é que sentenças/punições para pobres saem rapidinho...

  2. Professor André Postado em 28/Jun/2013 às 17:07

    Não existe nenhum site com doações para a moça? Eu considero a atitude legítima e ajudaria ela com uma doação no valor do pedágio.

  3. Juliano Postado em 28/Jun/2013 às 20:15

    Tem que protestar contra isso!!

  4. rodrigo Postado em 29/Jun/2013 às 09:50

    Vamos compartilhar!

  5. wellington Postado em 29/Jun/2013 às 10:34

    Absurda esta tentativa de intimidação! Esta decisão abre precedente para nossas futuras manifestações!! Isto nao pode acontecer!!

  6. renato Postado em 29/Jun/2013 às 18:02

    Participou. Parabens. Na máximo ou no mínimo todos participaram. Falar de longe....é como pregar no Deserto....... Só vai encher a boca de areia..Todos aplaudem. E as pedras não se movem.

  7. luciana Postado em 01/Jul/2013 às 15:18

    Ué, Lucas! Tem pobre nestas manifestações? Tem gente que luta por direitos e fecha rodovias sem pensar que nelas tem pessoas querendo ir e vir; querem a livre manifestação e impede os partidos, sindicatos e movimentos sociais de empunharem suas bandeiras. A classe média alta que está tentando dar esse golpe tem mais é que assumir as suas responsabilidades. Ah! E cadê a greve geral? Quem faz greve é quem trabalha, bando de filhinhos de papai!

  8. Osvaldo Aires Bade Comentários Bem Roubados na "Socialização" - Estou entre os 80 milhões Postado em 16/Jul/2013 às 13:24

    O VÍDEO PROVA QUE NEM SEMPRE RECORDAR É VIVER: ÀS VEZES É MORRER DE VERGONHA http://cinenegocioseimoveis.blogspot.com.br/2013/07/o-video-prova-que-nem-sempre-recordar-e.html