Luis Soares
Colunista
Compartilhar
Racismo não 01/May/2013 às 17:41
7
Comentários

A madame é racista? Não... Desculpe, foi erro do digitador

Agência de empregos que contrata domésticas pergunta se cliente tem preferência por cor em formulário

Uma agência de recrutamento de empregadas domésticas de Sorocaba oferece no site uma opção para que o contratante decida a cor da pele da funcionária. O questionamento está na página da internet da empresa, no espaço reservado para a pré-seleção de funcionários. Em um dos campos está escrito: “preconceito de cor”, o que deve ser preenchido com a resposta sim ou não.

Até às 12h, o site exibia a página, mas foi retirado do ar uma hora depois, quando houve contato da equipe de reportagem com os responsáveis pela agência.

racismo site

O vice-presidente da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) em Sorocaba, Fábio Cenci esclarece que o assunto merece atenção e que se trata de um caso de preconceito. “A empresa pode ser fiscalizada pelo Ministério do Trabalho e até mesmo passar por um processo de investigação do Ministério Público”, afirma.

Leia também

Uma das sócias da empresa, que não quis se identificar informou que a página passou por uma reformulação e que o campo foi acrescentado sem que os responsáveis tivessem visto. Ela deixou claro que é contra o racismo e que já tomou as medidas necessárias para que o campo fosse retirado do formulário.

O representante do Ministério Público em Sorocaba, José Alberto de Oliveira Marum, entrou em contato com a empresa para que o conteúdo fosse retirado do ar. Outras implicações para a empresa ainda estão sendo analisadas pelo ministério.

O caso chamou a atenção de grupos que defendem os interesses de negros em Sorocaba. A coordenadora do Projeto Quilombinho, Rosângema Alves, acredita que o fato de a página ter sido retirada do ar é uma prova de que os donos da empresa se deram conta da falha. “Agora é a hora de revermos o assunto. Muitos dizem que não existe mais racismo, só que esse fato mostra que ele está mais vivo do que nunca.”

Diario SP

Recomendados para você

Comentários

  1. Thiago Teixeira Postado em 01/May/2013 às 17:57

    Eliminando esse campo do formulário não vai ocultar o racismo em nossa sociedade. O funcionário dessa empresa de recrutamento não criou esse campo atoa. Com certeza os clientes que procuram domésticas devem impor essa condição: "boa aparência" Termo nojento que foi utilizado por muitos anos nas agências de emprego e banido recentemente. Ridículo.

  2. Patricia Postado em 01/May/2013 às 18:03

    Claaaro, o webdesigner pensou nesse campo de formulário de forma totalmente espontânea e vcs aprovaram o job sem revisar... ah, vá pra pqp, assume pelo menos, kct. ¬¬"

  3. Selton Postado em 01/May/2013 às 18:05

    Não é só uma simples página que transparece o preconceito étnico no Brasil.Há outros exemplos,como as pessoas que evitam sentar com negros no ônibus,ou se quando a noite,ao ver um negro,já tacha-o como bandido. Infelizmente esses fatores são anacrônicos,que na minha opinião só será consertado com a conscientização de uma outra geração.

  4. Daniela Rosa Postado em 01/May/2013 às 18:11

    Tenho uma amiga que trabalha numa agência de empregos. A maioria dos candidatos é mão de obra de construção ,metalúrgica e indústrias. Por saber que escrevo peças teatrais e sou militante política, certa vez ela me relatou que dentro da empresa que trabalha existe um código interno com a sigla "MN" que é colocada no canto de cima da folha do candidato . A sigla significa "meia noite" e faz alusão a cor do candidato quando um negro preenche a ficha! Infelizmente muitos empregadores associam competência a cor da pele...

  5. Alexsandro Postado em 02/May/2013 às 08:49

    Sempre botam a culpa em terceiros. Sempre querem eximir-se culpa, os donos da empresa. É uma "falha" muito grave. Pior que nem é um preconceito velado. Está bem contundente. Lamentável. A empresa queria "inovar", mas acabou dando totalmente errado o intento.

  6. Thiago Teixeira Postado em 02/May/2013 às 16:47

    Prezada Daniela Rosa. Olha que absurdo a agência dessa sua amiga. Existe construção civil ou mão de obra para produção industrial sem negros? Isso é ridículo. Esses empregarodes estão no pais errado, devem se mudar para a Noruega, Finlândia ... Islândia ...

  7. Miguel Matos Postado em 07/Jun/2013 às 17:15

    Pelo que entendi, o formulário é para ser preenchido por empregadores/as. Se for para contratar um/a empregado/a DOMÉSTICO/A, não vejo por que o/a empregador/a não possa exercer os seus preconceitos. Qualquer pessoa tem todo o direito de não querer ter dentro de casa uma pessoa desta ou daquela cor, ou que pratique esta ou aquela religião, por exemplo. E não há lei alguma que possa mudar isso. Infelizmente.