Luis Soares
Colunista
Compartilhar
Ditadura Militar 29/Apr/2013 às 23:28
9
Comentários

Ruas com nomes de repressores da ditadura já podem ser modificadas

Lei permite tirar nomes de militares de ruas de São Paulo. Um endereço que já tem projeto para ser modificado é o da Rua Doutor Sérgio Fleury, na Vila Leopoldina, zona oeste. Em seu lugar, entraria Frei Tito, frade católico que foi preso e torturado pelo delegado Fleury

ruas nomes ditadura haddad sp

Fernando Haddad sanciona projeto que permite moradores trocarem nome da rua por meio de abaixo-assinado

As ruas de São Paulo que tiverem o nome de autoridades e políticos com histórico de desrespeito aos direitos humanos poderão mudar de nome. Essa é a proposta de um projeto de lei sancionado pelo prefeito paulistano Fernando Haddad (PT), na última quarta-feira (24).

Até então, uma rua só poderia ter seu nome modificado por lei, quando existisse algum endereço igual ou em casos que expusesse seus moradores ao ridículo.

A partir de agora, moradores podem fazer um abaixo-assinado e solicitar a alteração do nome de alguma via pública. Por exemplo, podem pedir a retirada do nome de uma liderança da ditadura militar (1964-1985) e sugerir a homenagem para outra figura histórica.

Uma das propostas de mudança de endereço é na Vila Leopoldina, na Rua Doutor Sérgio Fleury (delegado paulista que simboliza a repressão do regime militar). Em seu lugar, entraria o nome de Frei Tito, um frade católico que foi preso e torturado pelo delegado Fleury.

Leia também

O texto sancionado é de autoria dos vereadores Orlando Silva e Jamil Murad (PCdoB). Outro projeto de lei que deve ser aprovado ainda neste semestre é o do vereador Nabil Bonduki (PT). Ele proíbe qualquer nomeação de rua com nomes de autoridades que participaram da ditadura militar.

Vivian Fernandes, RadioAgência NP

Recomendados para você

Comentários

  1. MAF Postado em 30/Apr/2013 às 10:56

    Na cidade de São João del-Rei,MG, um dos berços da Inconfidência Mineira no séc. XVIII, uma das principais avenidas da cidade tem o nome de "31 de março". Ou seja, homenageia o dia do golpe militar de 1964, que aliás, foi no dia 01 de abril (dia da mentira), pois a movimentação toda ocorreu depois da meia noite do dia 31 de março, e, portanto, o golpe foi executado já no dia 01 de abril. Se estiver errado, corrijam-me, por favor.

  2. Chico Postado em 30/Apr/2013 às 13:40

    Tive uma singela idéia de intervenção nas placas desse Brasil. Antes da intervenção: Rua Presidente Figueiredo Depois da intervenção: Rua DITADOR Figueiredo (riscando-se o "presidente")

  3. Anon Postado em 01/May/2013 às 14:23

    o minimo de justiça sendo feito

  4. Felipe Postado em 14/May/2013 às 20:28

    EU tbm acho um absurdo ter rua com o nome de Luiz Carlos Prestes, um cara que queria instalar no Brasil um regime totalitário que matou mais de 100 milhões de pessoas no mundo em nome de um 'bem maior' que nunca é definido. Ditadura é péssimo seja de direita ou esquerda mas, entre ditaduras que matam na ordem de milhões (china, urss, vietnã) e outra que matou sei lá, alguns milhares no máximo, (no brasil - é verdade que nos outros países latinoamericanos foi pior mais ainda sim longe dos números comunistas), ficou com a mencionada por último sem dúvida.

    • Xerxes Postado em 14/Oct/2013 às 13:01

      Tem ditadura ou sistema politico ate hoje que nao é comunista e mata milhões e contando até agora.

  5. Leila Postado em 13/Jun/2013 às 20:53

    Ainda bem, é repugnante ver os nomes dessas pessoas sendo 'homenageado', tomara que mudem todos.

  6. André V. Postado em 14/Jun/2013 às 11:44

    Que lindo.

  7. Gabriela Postado em 20/Jun/2013 às 13:44

    Q idiotice, grande diferença mudar o nome das ruas, soh vai confundir as pessoas... Perda d tempo