Luis Soares
Colunista
Religião 29/Apr/2013 às 16:46
38
Comentários

Padre Marcelo Rossi critica Marco Feliciano: "ele nem deveria estar lá"

Padre Marcelo Rossi alfineta pastor Marco Feliciano, atual presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias, e diz que é “perigoso esquecer a oração”

padre marcelo rossi marco feliciano

Padre Marcelo Rossi critica atuação do pastor Marco Feliciano (Foto: Divulgação)

Conhecido nacionalmente pelas missas que atraem milhares de pessoas, o padre Marcelo Rossi, de 45 anos, apesar desaprovar a parceria entre poder e religião, não deixa de opinar sobre o cenário político. Em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo nesta segunda-feira (29), afirma ser amigo pessoal do deputado federal Gabriel Chalita (PMDB) e não foge quando é questionado sobre a nomeação do pastor evangélico Marco Feliciano (PSC) à presidência da Comissão de Direitos Humanos. “Ele nem deveria estar lá, na minha opinião. A partir do momento em que se diz um pastor, não dá para ser ao mesmo tempo um líder político”, alfineta.

O padre Marcelo Rossi também relata que o próprio Feliciano já tentou provocá-lo. “Ele tentou até me provocar (disse, em uma entrevista, que “padre Marcelo pede dinheiro e nunca se falou nada”). Eu nunca pedi dinheiro. Pelo contrário. O jogo deles é criar guerrilha. A melhor coisa é ficar quieto. A Justiça do mundo pode tardar, mas chega. E credibilidade não se compra. Em 2010, a Folha fez uma pesquisa sobre em quem o brasileiro mais confiava, com 27 personalidades. Estava o Edir Macedo, que ficou lá em 20º (foi o 26º). Fiquei em terceiro lugar. Eram Lula, William Bonner e eu”, aponta.

Leia também

Já sobre o desempenho de Feliciano na Comissão – o parlamentar chegou a propor que as reuniões da Comissão de Direitos Humanos fossem realizadas sem a participação de cidadãos – o padre católico diz que não aprova a associação entre política e religião. “A partir do momento em que se diz um pastor, não dá para ser ao mesmo tempo um líder político. Acho importante ter uma bancada católica, como existe a evangélica. Mas não acho correto padre, bispo, pastor se candidatarem, porque aí estou transformando um púlpito num palanque”, completa.

O padre cita como exemplo o fato do Partido dos Trabalhadores (PT) ter surgido de discussões das Comunidades Eclesiais de Base (CEBs). “O PT surgiu da CEB. Então, que não politize. O perigo é esse: cair na política. A Igreja Católica é apartidária, pelo menos deve ser. Os evangélicos, às vezes, determinam em quem votar. Estamos voltando à Idade Média, o período mais terrível e negro da igreja”, defendeu.

Polêmica com homossexuais

Acusado de racismo e homofobia por representantes de movimentos sociais organizados, o presidente da Comissão de Direitos Humanos, o pastor Marco Feliciano (PSC), tem uma relação polêmica com grupos minoritários. O padre Marcelo Rossi declarou que é contra o casamento gay, mas seu discurso foi mais ameno do que seu “companheiro de cristianismo”. “A palavra de Deus é clara: Deus criou o homem e a mulher. A igreja acolhe o pecador, mas não o pecado. Não vai poder legitimar o casamento entre homossexuais. Mas acolhe com carinho”.

com Diário de Pernambuco

Posts relacionados

Comentários

  1. VENI MEDEIROS Postado em 29/Apr/2013 às 16:52

    Para Marco Feliciano, direitos das mulheres atingem a ‘família brasileira’

    • Nadir Postado em 16/Sep/2013 às 10:54

      Eu quero entender, como que um lider relioso Padre Marcelo Rossi, fala" que a justiça do mundo tarda mais chega." O que eu entendi, é que ele acredita, que a Justiça de Deus é a mesma do mundo. esse mundo jaz do maligno, padre.

  2. Nathália Barros Postado em 29/Apr/2013 às 17:45

    Eis a diferença entre um verdadeiro líder religioso e um completo imbecil, entre alguém que exerce a liberdade de expressão que lhe é inerente e alguém que incita o ódio e a rejeição. Padre Marcelo Rossi expõe sua opinião contrária ao casamento homossexual baseado na teoria criacionista na qual crê, dizendo que, apesar disso, a Igreja Católica acolherá o homossexual, independente da sua condição. Por outro lado, Marco Feliciano, Silas Malafaia e os outros acéfalos gritam aos quatro ventos que os homossexuais só devem procurar suas maravilhosas igrejas se tiverem o intuito de serem CURADOS. Doentes são vocês, os grandes responsáveis por vivermos em uma nação ainda muito preconceituosa.

  3. Ricardo Ferreira Postado em 29/Apr/2013 às 18:33

    O Pe. Marcelo perdeu a oportunidade de ficar calado.

  4. Custódio Postado em 29/Apr/2013 às 18:35

    Quem é ele para falar de preconceito? Não quis participar do mesmo programa que o Vera Verão, que em seguida faleceu, e agora vem dar um de bonzinho, por favor... "Em 2002 ele foi convidado a participar do quadro HomensXMulhers do programa Domingo Legal (ainda apresentado pelo Gugu). Para satirizar ainda mais sua personagem Lafond foi colocado no grupo das mulheres e foi aqui que Verão teve seu declínio, trazendo um inverno sem sorrisos... O tão famoso padre Marcelo Rossi iria participar do programa no mesmo dia que Lafond e antes de entrar no palco para fazer seu showzinho (afinal ele é como a Cleycianne, um Divo do Senhor) ele havia exigido que o transformista fosse retirado do palco. Porque a vossa santidade não se apresentaria num palco onde houvesse um homossexual praticante do Candomblé. Situação escrota e irritante, não? Mas fica pior quando a produção do programa retira Vera Verão do palco e o faz aguardar nos bastidores o padre fazer um mob televisivo de suas danças escrotas. Após a apresentação do padre, Lafond foi convidado para retornar ao palco. Constrangido, abalado e com o orgulho certamente ferido, ele se recusou e foi embora. Ainda no mesmo dia ele fez seu costumeiro show na boate Freedom onde desabafou com o público. Uma semana depois ele foi internado com problemas de hipertensão. O empresário fez um anuncio dizendo que ele não havia resistido àquela agressão moral e que passou toda a semana cabisbaixo e desmotivado."http://espelhoporescrito.blogspot.com.br/2011/10/jorge-lafondvera-verao-marcelo-rossi-e.html

  5. Alva Postado em 29/Apr/2013 às 18:38

    Quem se diz representante de Jesus aqui na terra, não criticar outros religiosos, e serem preconceituosos, aliás deveriam, ficar longe da política.

  6. José de S.B.Sobrinho Postado em 29/Apr/2013 às 19:42

    Nathália, estás desinformada quanto à postura e prática das igrejas evangélicas. Suas portas não possuem detetor de gays. Elas são abertas para todos os simpatizantes de qualquer prática. O que elas pregam é a mesma Palavra e doutrina pregada por Jesus: "NÃO PEQUES MAIS". Por acaso, Jesus recusava ou rejeitava qualquer pecador? Mas consentia com suas práticas? Colega, o Evangelho quando aceito, provoca mudança de vida! Veja a vida do apóstolo Paulo. Marcelo Rossi "acolhe o homossexual" assim como as igrejas evangélicas mas, a diferença é que estas ensinam a Palavra de Deus, que condena o homossexualismo, coisa difícil para o romanismo de Marcelo Rossi, pois quantos seminaristas, padres e bispos são gays? Já que ele condena Feliciano, porque ele fica em silêncio quando se trata dos inumeráveis escândalos de sua igreja, que são históricos, mas, revelados escancaradamente nesses últimos dias, quando da eleição do substituto de Bento XVI, que renunciou na marra, devido à pressão dentro da cúpula vaticanista? Porque ele não falou nada da revelação da compra por milhões de dólares, de um edifício onde funcionava uma sauna gay, já que os usuários fizeram jura de abstenção de sexo? Suas santidades não são celibatárias? Aconselho-te a conheceres a Bíblia, que não é propriedade de igreja a ou b, mas , da humanidade, para poderes conhecer o que ela ensina sobre o que deve nortear o ser humano.

  7. Nathália Barros Postado em 29/Apr/2013 às 20:24

    José, Quando eu falo sobre a "cura" dos homossexuais que a igreja evangélica prega, eu tão somente reproduzo o que foi dito pelo Silas Malafaia em entrevista à Marília Gabriela. Ele não só diz que já foi responsável pela "cura" de inúmeros gays, como compara os gays aos bandidos. Quanto ao Padre Marcelo Rossi condenar o Feliciano, ele só está respondendo aos ataques feitos por este à sua Igreja, como noticiou este site ( http://www.pragmatismopolitico.com.br/2013/04/marco-feliciano-ataca-catolicos-religiao-morta-e-fajuta.html ) Aliás, o Padre não fica em silêncio quando se trata dos inúmeros escândalos de sua Igreja, inclusive se você ler essa notícia, verá que ele diz: "(...) Estamos voltando à Idade Média, o período mais terrível e negro da igreja." A vida toda tive a Bíblia como ponto de referência, fui cristã e a aceitei como verdade suprema. Mas NÃO CONSIGO ver supostos pregadores da palavra de Deus tirando o direito das pessoas de serem felizes. NÃO CONSIGO ler as notícias e vê-lo julgando gays, negros, católicos. Sua religião ensina claramente que quem julga é Deus, ensina que Jesus disse "ama o próximo como a si mesmo." Agradeço o conselho para que eu vá conhecer a Bíblia, mas eu me recuso a acreditar cegamente que é pecado a pessoa fazer o que tem vontade com seu próprio corpo e que é pecado alguém lutar pelo seu direito de atingir a felicidade plena.

  8. Crysthian Postado em 29/Apr/2013 às 20:31

    Parabéns Folha de S.Paulo, vocês conseguiram plantar uma guerrinha ridícula entre religiões!

  9. Iago S. A. Postado em 29/Apr/2013 às 21:23

    Discordo que o dscurso dele tenha sido mais "ameno".

  10. Henrique Postado em 29/Apr/2013 às 22:33

    O padre global entrou na campanha política da mídia corrupta e assemelhados. Certamente está bem orientado pelo padrão "global". Para o tal padre, ajudar os pobres é entrar em politização, já que disse que o PT sugiu de uma CEB (Comunidade Eclesiais de Base). Agora quando ele fez campanha para o Sr Enganador/ da Atômica Bolinha de Papel, onde pediu até que rezassem uma ave-maria para o candidato, isto não é politização. A corrupta só falta "baixar" o capeta, pois como disse beatriz segal, vale tuda para eleger o psdb e clientela. Ave-maria!

  11. luciano Postado em 30/Apr/2013 às 01:35

    me causa nojo a conveniencia que este padre tem com a rede globo,so ele quer aparecer aos domingo na missa matinal e nao da oportunidade para outros padres colegas de midia aparecerem.

  12. Marcio Postado em 30/Apr/2013 às 08:54

    Esse padre, é mal focalizado de DEUS 1 Dizem que São Pedro, foi o primeiro Padre. Mas, na BÍBLIA achei que São Pedro era casado. 2 M. Rossi, "a justiça do mundo", na Bíblia"a justiça de Deus", 3 Ele destaca William Bonner, o que esse fez para o Brasil?!

  13. Henrique Postado em 30/Apr/2013 às 12:09

    Rezemos uma ave-maria para o candidato serra. Seria isso em nome do "Senhor" ou em nome do Sr Enganador/da Atômica Bolinha de Papel? E quando o Sr Enganador/da Atômica Bolinha de Papel, em um culto evangélico em SC, disse - com todas as letras - que "quem fuma não tem Deus noi coração"!? Esta ave-maria seria em nome do "Senhor" ou em nome do "Sr Enganador? O global padre(?) marcelo estaria muito melhor se estivesse na única monarquia absoluta existente no mundo - o Vaticano. Tudo em nome do "Senhor"! Prá que se preocupar com pobres!

  14. Marcos Postado em 30/Apr/2013 às 15:48

    A biblia é um livro onde aparece: cobra que fala, pessoa que vive 900 anos, virgem que dá à luz, fogo que fala, moita que fala, comida que se multiplica, mar que se abre, pessoa andando sobre a água, morto que ressuscita, etc. Fora todos os casos de violência familiar e militar. Mitologia por mitologia, prefiro a grega ou a dos orixás. Pelo menos não tem os horrorosos nomes aramaicos.

  15. Thiago Teixeira Postado em 01/May/2013 às 15:35

    Padre GLOBO pode falar o que bem entende porque o povo e a mídia o amam o cara. Agora vai um pastor, pai de santo, político do PT, cartomante falar algo e vejam o que acontece.

  16. luciano Postado em 01/May/2013 às 16:15

    thiago vc disse tudo em poucas palavras,parabens.

  17. nelson muniz Postado em 01/May/2013 às 17:10

    Dois lixos: Feliciano e Marcelo Rossi! O Brasil pode passar muito bem sem esses doentes de preconceito!

  18. Henrique Postado em 01/May/2013 às 20:40

    “Deus nos livre de um Brasil evangélico”, diz o religioso Ricardo Gondim, crítico dos movimentos neopentecostais. O pastor “herege” em entrevista á Carta Capital em abril/2013 Carta Capital: O senhor afirma que a igreja evangélica brasileira está em decadência, mas o movimento continua a crescer. RG: Uma igreja que, para se sustentar, precisa de campanhas cada vez mais mirabolantes, um discurso cada vez mais histriônico e promessas cada vez mais absurdas está em decadência. Se para ter a sua adesão eu preciso apelar a valores cada vez mais primitivos e sensoriais e produzir o medo do mundo mágico, transcendental, então a minha mensagem está fragilizada.

  19. Henrique Postado em 01/May/2013 às 20:42

    “Deus nos livre de um Brasil evangélico”, diz o religioso Ricardo Gondim, crítico dos movimentos neopentecostais. O pastor “herege” em entrevista á Carta Capital em abril/2013 Carta Capital: O senhor escreveu um artigo intitulado “Deus nos Livre de um Brasil Evangélico”. Por que um pastor evangélico afirma isso? RG: Porque esse projeto impõe não só a espiritualidade, mas toda a cultura, estética e cosmovisão do mundo evangélico, o que não é de nenhum modo desejável. Seria a talebanização do Brasil. Precisamos da diversidade cultural e religiosa. O movimento evangélico se expande com a proposta de ser a maioria, para poder cada vez mais definir o rumo das eleições e, quem sabe, escolher o presidente da República. Isso fica muito claro no projeto da Igreja Universal. O objetivo de ter o pastor no Congresso, nas instâncias de poder, é o de facilitar a expansão da igreja. E, nesse sentido, o movimento é maquiavélico. Se é para salvar o Brasil da perdição, os fins justificam os meios.

  20. Henrique Postado em 01/May/2013 às 21:06

    Este padre conservador, logicamente não aceita a democracia em todos os níveis. Esse modelo que ele prega não é e nunca vai ser um modelo evangélico.

  21. Jean Carlo Postado em 01/May/2013 às 21:33

    O padre Marcelo deveria ter ficado calado, Marco Feliciano está certíssimo devemos combater a héterofobia, pois nós héteros é que estamos sendo agredidos sendo obrigado à engolir o homossexualismo como coisa normal, daqui a pouco dirão que os héteros é que são anormais como alguém já disse, "No inicio era crime depois tolerado hoje é normal, vou embora antes que seja obrigatório." Cada um tem o direito de fazer o que quiser com seus corpos, mais não precisa impor ser aceito como estão, já que sempre existiram e sem a necessidade de se sobrepor com direitos duvidosos.

  22. andre Postado em 03/May/2013 às 23:41

    E recomeça a cantilena.... Silas Malafaia, Pe Marcelo, (boçal) Feliciano... E ainda tem gente que se emprenha pelos ouvidos, sob o argumento que esses caras ministram "A Palavra" ... Ou estamos diante de ingenuidade, ou, simplesmente essa turma n tem poder de discernimento... muito menos crítica relevante... Acorda !!! O mundo está desabando e vcs discutindo se os gays têm ou não cura!! Bando de ignorantes!!!

  23. AMANDA Postado em 09/May/2013 às 16:42

    AOS PROTESTANTES INVEJOSOS. O PADRE MARCELO NÃO PERTENCE A GLOBO! E ELE TEM TODO O DIREITO E EXPRESSAR SUA OPINIÃO.

  24. eudes ferrer Postado em 16/May/2013 às 01:29

    O pastor Marco Feliciano esta no caminho errado, como tantos pastores das igrejas evangélicas, não por ser contra a doutrina da igreja católica, e sim por esta dentro do caldeirão, saiam enquanto é tempo deixem o poder do mundo com o mundo não se contaminem, Jesus não fez parte desse poder e nem enviou os seus para se infiltrarem no meio deles, acordem povo de deus não acompanhem o mundo deixem que o mundo se consuma e levem os que o amam junto, pois a promessa de Deus não é deste mundo.

  25. Tereza Youngblood Postado em 21/May/2013 às 11:14

    Acho que os pastores e padres estao esquecendo para que foram chamados por Deus. Eles foram Chamados para "PASTORIAR OVELHAS". E e nao deixar que uma se perca,se uma estiver fora do rebanho,ele deve ir atras dela e resgata-la. Por tanto,estao perdendo tempo com essa politicagem de religiao,e discucao que nao vai mudar em nada,o que sempre existiu. A igreja aceita o pecador,mas Jesus nao aceita os seus pecados.O pecador tem que abster-se daquilo que o faz pecar contra Deus e se arrepender,e nao pecar mais. Jesus dise: A sua fe te salvou, Va,e nao peques mais. Isso que tem que ser dito aos pecadores,ninguem no mundo pode Julgar o pecador pq ja naceu em pecado. Cabe a cada um a Transformacao feita por Deus! Deus tem sim o poder de mudar o homem em qualquer situacao. Mas esse e um trabalho de Deus. O trabalho dos padres e pastores e levar a palavra,semear o amor e cuidar dos que aceitaram o que Jesus deixou escrito na biblia. E claro que uma pessoa que serve o Candomble,espiritismo,ou umbanda vai sempre dizer algo negativo contra um homem de Deus,ele invoca outros Deuses,nao pode ser diferente,e essa briga sempre existiu por baixo dos panos. Agora esta sendo explicita,mas o certo mesmo e os padres pastores continuarem orando e cuidando das almas que ganharam para Jesus,continuar levando a palavra de amor para salvar mais almas enganadas por Satanas. Sem esse alvoroco de quem ta certo ou errado. Jesus e o caminho para todos que se encontra em religioes em que os espiritos os usam como Cavalo e nao como instrumentos. Deus ainda quer resgatar quem esta perdido e enganado com suas religioes se prostrando deante de imagens feitas pelo homem.O cristao parece preconceituoso,mas e porque ele usa o mesmo metodo de Jesus. Pelo que a biblia diz,nao ha outro Deus,Nao se deve servir a nenhum outro,nem se deve adorar imagens de escultura,nem idolatrar nehum outro Santo que nao seja Deus. Entao O cristao pensa que os que praticam idolatria a outros santos e Deuses,estao enganados. E precisam saber da verdade que a bilblia prega,a verdade que o liberta... Mas tem aqueles que nunca serao salvos por Jesus,que irao morrer defendendo seus Deuses que liberam tudo e nao os condenam "aqui". Mas eles saberao quando chegarem do outro lado. Jesus ira mostrar lhes o final do caminho que eles escolheram. E isso tambem nao vai mudar,muitos serao lancados no inferno porque isso e profetico,nem todos que disserem Senhor,Senhor! Serao salvos.

  26. DR.SAMIR JORGE Postado em 19/Jun/2013 às 07:57

    O padre nem sabe o que fala, pois verdade é uma coisa que a igreja católica nunca fez ! que deu o direito de Constantino fundar uma religião em nome de Deus ? quem deu o direito de existirem as classes "papais", usam de um pseudo pressuposto de que O apostolo Pedro é o fundador da igreja romana , mas como pode tal coisa se Pedro era casado ! e ele mesmo diz que o evangelho que lhe foi dado foi para pregação para os circuncisos (judeus), então não venham esses padres mentirosos manipuladores de massa dizer algo sobre YESHUA (JESUS) , POIS TODOS SABEM QUE JESUS ERA JUDEU, VIVIA COMO JUDEU E PREGAVA JUDAÍSMO. ACORADA GENTE !!!!!!!!!!

  27. Elza Barros Postado em 19/Jun/2013 às 08:37

    Esses pastores de araque tem que prender todos em Bangu 2 onde ja esta o chefao deles o tal de Marcos. Cadeia pra eles. Baugu 1 e 2 ja estao esperando eles, bando de safados e mentirosos. Como e que tem gente que acredita nesses bandidos !

  28. JUVENETO Postado em 21/Jun/2013 às 17:14

    Só podia ser. O padre criado para conter o crescimento protestante no Brasil, um fantoche do clero, que canta músicas evangélicas para poder manter aberta a igreja católica, cheia de podres, cheia de padres pedófilos, mais de 500 e muito mais no mundo, dar um pitaco deste. Respeite padre Marcelo, você é que não deveria estar onde esta. Macho mesmo é o Papa Francisco que teve a coragem de declarar que ATÉ NO FATICANO tem o LOB GAY. Isto é que é coragem. Mas a igreja católica aqui no Brasil só vive em cima do muro, não se envolve, qual será o motivo. Meu colega foi segurança na Catedral no Centro do Rio e num encontro de padres ele notou um certo, vamos dizer, excesso de carinho entre os padres. Será este o motivo, ou aqui no Brasil ninguém tem coragem de dizer o que todos estão comentando? O Papa teve coragem, parabéns Papa Francisco. O Conselho Federal de Medicina e o de Psicologia, por pressão da ditadura gay, proibiram seus filiados a atender pessoas com o CID'S ainda em vigor, de pessoas que sofrem disturbios sexuais. O Feliciano apenas fez uma lei, nem deveria, que devolve a liberdade ao cidadão que em dúvida de sua própria sexualidade, procura orientação médica e psicológica. Fez ele muito bem não atendendo a pressão da ditadura gay, que o governo Lula e Dilma tanto defendem e apoiam em detrimento de hospitais, escolas, transporte público e outros. Gastaram milhões e milhões em propaganda e kit gay, até em propaganda do dia da prostituta gastaram, como alguém já disse: Nossos heróis morreram de over dose, eu acrescento a sacanagem e bandidagem. Pessoas que fazem filme pornô são apresentadas como exemplo de vida na tv. Não adianta a GLOBO fazer pressão para que este movimento legítimo nas ruas, assuma a causa gay e faça pressão também contra o Feliciano, não vai colar, estamos de olho em vocês, não compactuamos com a ditatura gay que quer criar lei ditadora e nazista, criminalizando o livre pensamento de discordar, não iremos servir de massa de manobra e nem de fantoches da ditadura gay, queremos liberdade e democracia geral, a mesma liberdade que vocês usam e não querem deixar ninguém usar.

  29. JUVENETO Postado em 21/Jun/2013 às 17:22

    Acrescento que vou tando a igreja católica como evangélica, protestante, etc. Não compactuo com o pessoal que acredita na bolinha que explodiu e criou todo o universo, coisa mais maluca do que acreditar em Deus. Meu desabafo é real, eu não sou teofóbico, erros tem em todas as instituições, sejam elas religiosas ou não, basta ter respeito por todas. Um erro não justifica o outro, AFINAL NÃO FOI CRISTO QUE FALOU PARA DAR O OUTRO LADO DO ROSTO PARA BATER, só que ninguém quer fazer isto não é mesmo. Um fala de lá o outro rebate de cá. Só que o Feliciano falou na questão da fé, o outro na esfera secular, vamos dar a outra face gente. Vocês são ou não são Cristãos?

  30. Rich Postado em 05/Jul/2013 às 18:34

    - Parabenizo o "Deputado" Marco Feliciano. Eu disse "Deputado" pois, a sua postura (até agora) foi de "Político" e não de pastor, e por sinal, tem me agradado. Não tem se comportado como "Pastor", afinal, não podemos misturar o evangelho com política. - Deus, não condena a "política", mas o mau uso da mesma "...Dai a César o que é de César, e a Deus, o que é de Deus". Mateus capítulo 22 versículo 21

  31. Thiago Postado em 24/Jul/2013 às 12:01

    Não gosto desse Padre em nenhum sentido. Mas quando ele disse que se a maioria no senado for evangélica entraremos em uma segunda idade média ele está infelizmente certo. Iremos nos tornar um país de extrema direita, e historicamente isso nunca foi bom.

  32. Antero da Fé Postado em 28/Jul/2013 às 15:46

    Esta discussão é o reflexo de incertezas sobre a real existência de um DEUS (sic) e é de interesse daqueles que desejam tirar o máximo de vantagens econômicas, filosóficas e teológicas, para incutir a fé na maioria da população. Ora, a humanidade, historicamente, sempre sentiu a necessidade de cultuar deuses e estabelecer rituais para honrá-los, adorá-los e mitificá-los. Em troca os povos que elegiam essas divindades estariam sob a respectiva proteção das mesmas. Em todos os continentes, existem provas irrefutáveis, de que se praticava rituais de fé tanto para a caça/coleta, como para sepultamento de pessoas. Para encurtar o assunto, depois de milhares de anos consolidaram-se três grandes vertentes religiosas: o judaísmo, o cristianismo e o islamismo. Cada qual querendo atribuir-se como a mais verdadeira. O judaísmo é, seguramente, a fonte de certos males sociais como o racismo (“judeus o único povo escolhido por Deus”), o machismo (Eva é quem faz Adão comer o fruto proibido, Dalila trai Sansão, etc.), e o interesse exacerbado por riquezas e bens materiais. Tanto Abrahão quanto seu filho Isaac, emigram para o Egito levando suas esposas e simulam serem suas irmãs e de lá voltam cheio de riquezas.  a continuar... Antero da Fé

  33. niva Postado em 28/Jul/2013 às 19:44

    religiao e politica uma química explosiva.algumas igrejas evangélicas sao verdadeiras organizações criminosas. não estou exagerando nao,esses novos lideres evangelicos sao homens muito perigosos. so querem o poder e dinheiro,so pensam em subjugar de todas as formas o povo ainda ignorante e atrasado em relação a religiao. se aumentar o poder deles,e provável que teremos grandes pertubações sociais num futuro próximo.

  34. Marcelo Postado em 29/Jul/2013 às 18:24

    O FELICIANO E O SILAS MALAFAIA SÃO DOIS BOBOCAS, QUE SÓ FALAM BESTEIRAS. O PADRE MARCELO É O RELIGIOSO QUE É MAIS QUERIDO NO PAÍS, ESSES DOIS MORREM DE INVEJA!

  35. telma Postado em 06/Aug/2013 às 23:43

    Acho que evangélicos e católicos profetizam a mesma fé, e estamos ligados no mesmo DEUS, devemos respeitar o ponto de vista de cada um. Se a igreja católica tem escândalos a evangélica também tem,eu não sei porque estão falando mal de padre Marcelo, ele é o responsável por trazer de volta muitos fieis com a renovação carismática, faz um trabalho maravilhoso em favor dos necessitados, procura viver fazendo o bem a todos,nunca exigiu dinheiro dos fieis, e sabemos que os pastores fazem isso,já foi comprovado.O melhor que fazemos é lê mais a bíblia, é lá que tem a maneira certa de viver. Uma coisa é certa DEUS deixou o homem e a mulher para se unir, não existe outra maneira, a verdade é esta.Outra coisa, é a globo que quer padre Marcelo,acho que a inveja é grande,padre Marcelo estar certo,o silêncio é a melhor resposta.

O e-mail não será publicado.