Redação Pragmatismo
Compartilhar
Religião 02/Apr/2013 às 21:35
119
Comentários

Fundamentalismo religioso é causa de graves transtornos mentais

Filha de missionários da Assembleia de Deus, especialista ajuda há mais de 20 anos homens e mulheres a se recuperarem das doenças psicológicas não só causadas por crenças religiosas, mas também aquelas que acabam sendo realçadas pelo fundamentalismo religioso

Depois de 27 anos tentando viver uma vida perfeita, eu achei que tinha falhado… Eu tinha vergonha de mim durante todo o dia. Minha mente lutava contra ela mesma, sem alívio. Eu sempre acreditei em tudo que me foi ensinado, mas ainda assim pensava que não tinha a aprovação de Deus. Eu pensava que ia morrer no Armagedom. Durante anos, eu me machucava literalmente, cortava e queimava meus braços, para me punir antes que Deus o fizesse. Levei anos para me sentir curada.

fundamentalismo religioso livro

Livro contém 20 anos da experiência da autora

Esse relato é de um paciente de Marlene Winell (na foto abaixo), americana de San Francisco que se especializou em desenvolvimento humano e estudo da família. Ela é autora do Leaving the Fold: A Guide for Former Fundamentalists and Others Leaving their Religion — livro que, como diz seu título, é um guia sobre como se livrar das consequências de religião fundamentalista.

Winell cunhou o termo “Síndrome do Trauma Religioso”, STR (na sigla em português), para classificar os sintomas de pacientes que sofrem de transtornos mentais em decorrência da lavagem cerebral de religiões fundamentalistas.

Filha de missionários da Assembleia de Deus, Winel ajuda há mais de 20 anos homens e mulheres a se recuperarem das doenças psicológicas não só causadas por crenças religiosas, mas também aquelas que acabam sendo realçadas ou despertadas pelo fundamentalismo cristão.

Em entrevista à psicóloga Valerie Tarico, Winel disse que os sintomas do STR inclui, além da ansiedade, depressão, dificuldades cognitivas e degradação do relacionamento social. “Os ensinamentos e práticas religiosas, por vezes, causam danos graves na saúde mental.”

“No cristianismo fundamentalista, o indivíduo é considerado depravado e tem necessidade de salvação”, afirmou. “A mensagem central é ‘você é mau e merece morrer, porque o salário do pecado é a morte. […] Já tive pacientes que, quando eram crianças, se sentiam perturbados diante da imagem sanguinolenta de Jesus pagando pelos pecados deles.”

Leia também

Síndrome do Trauma Religioso se manifesta em pessoas de todas as idades, mas principalmente naquelas cuja personalidade esteja em formação, as crianças.

“As pessoas doutrinadas pelo cristianismo fundamentalista desde criança podem ser aterrorizadas por memórias de imagens do inferno e do apocalipse”, disse. “Algumas sobreviventes desse período, as quais eu prefiro chamar de ‘recuperadas’, têm flashbacks, ataques de pânicos, ou pesadelos na vida adulta, mesmo quando se libertaram das pregações teológicas.”

marlene winell fundamentalismo religioso

Livro de Marlene Winell trata da Síndrome do Trauma Religioso (Foto: Reprodução)

Um paciente relatou seus tormentos dessa fase de sua vida: “Eu acreditava que ia para o inferno por acreditar que estava fazendo algo de muito errado. Estava completamente fora de controle. Às vezes, eu acordava no meio da noite e começava a gritar, agitando os braços, tentando me livrar do que sentia. O medo e a ansiedade tomaram conta da minha vida.”

Winell afirmou que a recuperação de quem nasceu em uma família de fanáticos religiosos é mais difícil em relação àquele que adotou uma crença fundamentalista na vida adulta, porque não dispõe de parâmetro de comparação.

Ela disse que se livrar de uma religião é muito difícil em muitos casos porque isso significa pôr em risco um sistema de apoio composto por parentes e amigos, principalmente em relação às pessoas que nasceram em uma família de crentes fanáticos.

Uma paciente relatou o seu caso: “Eu perdi todos os meus amigos. Eu perdi meus laços estreitos com a família. Agora estou perdendo meu país. Eu perdi muito por causa desta religião maligna, e estou indignada e triste. . . Eu tentei duramente fazer novos amigos, mas falhei miseravelmente. Eu sou muito solitária.”

Outro paciente contou: “Minha vida estava fortemente arraigada e ancorada na religião, influenciando toda a minha visão do mundo. Meus primeiros passos fora do fundamentalismo foram assustadores, e eu tive pensamentos frequentes de suicídio. Agora isso está no passado, mas eu ainda não encontrei o meu lugar no universo”.

Winell disse que resolveu dar o nome de “Síndrome de Trauma Religioso” ao conjunto de sintomas e características da lavagem cerebral religiosa porque assim fica mais fácil estudar e diagnosticar as pessoas que sofrem desses males.

Ela argumentou que a nomenclatura “STR” fornece um nome e uma descrição para as pessoas afetadas pela religião, de modo que elas se sintam parte de um grupo e possam assim compartilhar suas experiências, reduzindo sua percepção de solidão e de culpa.

Por isso, Winell discorda de que a criação de termos como “recuperação de religião” e “Síndrome de Trauma Religiosa” sejam uma tentativa de ateus de patologizar as crenças religiosas. Até porque, disse, “a religião autoritária já é patológica”.

Paulopes

Recomendados para você

Comentários

  1. Nick Postado em 02/Apr/2013 às 21:50

    Fui criado por uma família evangélica, e já ví absurdos acontecerem com crianças...principalmente, possessões demoníacas em crianças de 8 e 10 anos, fruto de uma imaginação fértil, alimentada por fundamentalistas religiosos.

    • Carlos Postado em 30/Dec/2013 às 19:19

      Distorções assim na religião cristã que explicitam os temores da popularização de crenças heréticas disfarçadas de cristianismo. Usam-se de paganismo travestido de cristianismo para ludibriar o povo.

      • Humberto Postado em 31/Dec/2013 às 09:48

        Amigo, por favor, liberte-se. O cristianismo não é melhor que o protestanismo. Todas as religiões são, essencialmente, iguais. Elas são totalmente apelativas aos mentalmente indefesos que buscam dar um sentido a sua vida. Todas as religiões ludibriam o povo. A religião cristã moderna pode não ser tão rústica quanto o protestanismo, mas lembre-se que historicamente ela já foi uma seita lutando com todas suas forças para se difundir, usando de todos o artifícios possíveis, uns mais absurdos que os outros, incluindo a matança aos "pagãos". A expressão paganismo, me desculpe a sinceridade, é rídicula. Para cada religião, quem não é a segue é pagão. Você é pagão Carlos. A dita palavra do profeta Jesus Cristo não carrega a verdade absoluta. Dever de casa: sente-se, feche os olhos e cogite um mundo sem religiões e sem a existência de Deus, você consegue viver e ser uma pessoa correta? Sim? Então você está livre. Depois desse exercício, você pode até optar por ser teísta agora. Fui criado por católicos moderados, mas fanaticamente teístas, a ponto de nem conseguirem conceber um mundo sem a existência de um criador. Quando fiquei mais velho, passei a me interessar pelo estudo das diversas religiões e percebi que todas são basicamente a mesma coisa... A partir do momento que percebi que eu sou livre para acreditar no que eu quiser, a crença em si deixa de fazer sentido. Eu sofri com STR até quase os 18 anos, com muito medo do inferno... Passei por um tempo de ateísmo radical, diminuindo os crentes.. Hoje me considero um agnóstico ateu, não acho que existe uma forma de provar ou não provar a existência de deus, mas optei acreditar que isso não existe. Carlos, qual é a sua visão de mundo?

  2. silvana dias coelho Postado em 02/Apr/2013 às 22:02

    Vi uma criança ser excomungada publicamente por ter recebido transfusão de sangue!Seus pais se tornaram Testemunhas de Jeová e uma das exigências da igreja que passaram a seguir foi a excomunhão do filho de 10 anos!

    • andre Postado em 27/Dec/2013 às 00:15

      sou tj e não concordo com o que fizeram, tambem nao concordo se fizer isso com adultos, é uma questao de consciencia e escolha de cada um

  3. Zeca Postado em 02/Apr/2013 às 23:17

    Isso é radicalismo, qualquer forma de radicalismo é ruim.

  4. XXX Postado em 02/Apr/2013 às 23:39

    Refugio na ignorancia!!!! Medo do conhecimento.

  5. Ziglio Postado em 03/Apr/2013 às 00:45

    a religião é a filosofia dos pobres de espírito...

    • luciane Postado em 04/Dec/2013 às 16:15

      não é isso.acredito que como o ser humano nasceram para viver em grupo os donos do mundo " governo" inventou isso.para mais facil dominar as pessoas!!! e quem não faz parte esta fora da sociedade!!

      • Carlos Prado Postado em 30/Dec/2013 às 19:20

        Claro, claro, Luciane. Dá pra ver isto buscando a história e as crenças de cada religião. Só que não.

    • Paulo Luiz Mendonça. Postado em 14/Feb/2016 às 09:23

      Desafio a comunidade religiosa cristã. Desafio qualquer pessoa a me mostrar pelo menos um religioso verdadeiro, não um marginal assassino convertido na prisão ou alguém que passou por algum acidente traumático, mas sim um cidadão normal, tendo já idade adulta, nunca foi religioso, nem quando criança foi induzido por seus pais. Um dia resolveu ler a bíblia, sem a interferência de ninguém, depois de lê-la se interessou e virou religioso convicto. Duvido que tenha alguém nestas condições. Por esse motivo, digo todas as religiões são seguidas á milênios, porque elas são plantadas nas mentes das crianças com seu cérebro ainda em formação, portanto uma idade, a qual não tem discernimento para contestar as incoerências nos ensinamentos religiosos. Paulo Luiz Mendonça.

  6. Marcos Postado em 03/Apr/2013 às 07:53

    Deus e amor,todos seram perdoados nem uma alma será perdida

    • Ítalo Alexandre Postado em 25/Jul/2014 às 14:46

      O que mais falta nos religiosos é amor ao próximo, porque amar só o semelhante é muito fácil, pois esse te agrada de qualquer forma. Na verdade nem sei se isso é amor, me parece mais uma simples empatia, amar não é ao tão raso quanto você acha, é muito mais profundo e extenso.

  7. Pensador Postado em 03/Apr/2013 às 08:39

    Fundamentalismo se tornou um termo pejorativo hoje em dia, mas o que não é na sua origem e essência. O que chamamos de Fundamentalismo HOJE, não passa de radicalismo e não só "religioso". Hoje um "fanático" religioso é equivalente a um "fanático" ateu, ambos sacrificam a razão em nome dos próprios preconceitos. Ambos não aceitam a verdade quando revelada.

    • Celso, o Ateu Radical! Postado em 08/Oct/2013 às 21:58

      Você, está confuso e mentiroso em sua comparação! Ateísmo, é sua salvação dessas suas dificuldade cognitiva e confusória!

  8. Heitor Gavão Postado em 03/Apr/2013 às 09:10

    so resta estudar pra acabar com essa ignorancia que todas as religiões

  9. Marcos Postado em 03/Apr/2013 às 09:54

    Esses sintomas: "ansiedade, depressão, dificuldades cognitivas e degradação do relacionamento social" são explicados pelos crentes como "quebrantamento", "depender de Deus", "fidelidade na provação" e outras ilusões que só impedem a vítima de perceber o quanto sua vida está esculhambada. Ao contrário, sofrer tudo isso é visto como positivo, sinal de santidade! E ainda dizem "tenho paz em Jesus" e a "alegria do Espírito Santo". Muita gente se recusa a ver os absurdos da sua fé porque é muito assustador, você perder a aceitação da família, dos amigos, ter que admitir "estive errado e acreditei em loucuras"... Não é todo mundo que tem estômago para isso. Eu mesmo, abandonei a religião há três anos, depois de uma vida interia como filho de pastor mas ainda não encontrei um jeito de conversar abertamente com minha família sobre isso. Imagino o sofrimento de meus pais quando souberem que eu vou para o inferno -- porque é nisso que eles acreditam! Resumindo: é uma prisão para a mente, da qual não se escapa sem cicatrizes.

    • Paul Muadib Postado em 31/Dec/2013 às 15:12

      Marcos entendo que seus pais porque eles decidiram seguir uma religião e você não, é por conta deles. Agora vc sofrer porque eles queiram que vc siga uma religião, aí sim é errado. Você deve ter a liberdade de seguir o que quiser, seja uma religião ou nada. Chantagem emocional é que não vale.

  10. Rodrigo Teixeira Postado em 03/Apr/2013 às 10:36

    É realmente difícil cogitar a ideia de que tudo o que você e sua família acreditam é sustentado por ilusões. A reação natural muitas vezes é proteger suas crenças e manter tudo "como está". Que bom que ao contrário do que muitos metidos a autoridades antropológicas dizem, há sim, um caminho para fora da religião. E aqueles que saíram recentemente e ainda não encontraram " seu lugar no universo", deixo o conselho do filósofo americano Daniel Dennett : " Procure por algo mais importante e transcendente que nossa vaga existência, e dedique sua vida a isso."

  11. cassiano rocha Postado em 03/Apr/2013 às 12:04

    A religião bem praticada e corretamente ensinada faz muito bem ao ser humano o problema é que muitos falsos religiosos fazem uma interpretação errônea das escrituras e aí sim levam muitos ao engano e ao erro.

  12. Rafael Bandim Postado em 03/Apr/2013 às 12:21

    Não sou religioso, mas vejo um lado necessário em que homem trabalhe o seu lado espiritual e também não vejo problema algum em ele ter uma crença. Agora claro, existe religiosos (e não são poucos) que usam isso de má fé, aproveitando da mente fraca e falta da visão racional de algumas pessoas.

    • Josiane Postado em 11/Sep/2013 às 13:44

      É isso ai Rafael, as pessoas precisam trabalhar seu lado religioso, precisam ter algo onde se apoiar, não precisam necessariamente frequentar uma igreja, ou seguir os ritos da mesma, precisam apenas crer em algo, ou alguém, pois quando uma pessoa não crê em nada , se torna alguém sem esperança.

    • elias Postado em 18/Mar/2014 às 15:49

      Muito bom!!

    • Ítalo Alexandre Postado em 25/Jul/2014 às 14:48

      Também não tenho nada religiões, tenho contra fanatismo e o problema é que muitos (muitos mesmo) são fanáticos e acham que o universo está girando em torno de seus umbigos, pois eles se veem como os escolhidos de um ser maior. Esse pedestal é que me enoja profundamente.

  13. Pri Postado em 03/Apr/2013 às 12:33

    Considero-me uma pessoa estuda e justamente por isso sei discernir o normal e aceitável do exagero, até mesmo porquê o ateísmo não é sinônimo de sanidade mental, conheci ateus que tinham sérios problemas psicológicos. Acredito que o problema está no exagero, o fundamentalismo em qualquer religião é bem problemático, mas a religião vivida de forma saudável, poder ser uma importante aliada para a cura de doenças mentais e físicas, não estou inventando - isso é comprovado cientificamente!!

  14. Creuza Senior Postado em 03/Apr/2013 às 13:13

    Dos 10 aos 13 anos eu recebia todas as semanas testemunhas de jeová em casa para ensinamentos bíblicos. Para cessar as aulas, tive que dizer que estava querendo seguir a religião da minha família, o Catolicismo. Apesar dos ensinamentos interessantes, nunca cogitei a possibilidade de me converter, devido a este tipo de absurdo. Esse medo irracional do fim do mundo, isso nunca me impressionou, pois sempre acreditei que o amor a deus deveria ser para ajudar o próximo e não salvar a sua própria alma. Ter medo do juízo final e querer se salvar eram sentimentos muitos egoístas. Hoje eu sou ateísta e me entristece muito o fundamentalismo religioso, pois ao invés de ajudar as mentes fracas, as tornam mais fracas ainda.

    • andre Postado em 27/Dec/2013 às 00:20

      ola amigo sou tj desde os 8 anos. Não tenho medo do fim do mundo, acredito no amor ao proximo. Então tudo depende de como voce recebe as informações e as processa. Todos teremos um julgamento sim, mas não temos que nos apegar a isso. Fica aqui a minha dica a voce. Sou empresario, com ensino superior, sendo assim, tudo depende da sensibilidade de cada um em como enxerga o mundo ou os ensinamentos.

      • Jazz Towers Postado em 02/Jan/2014 às 01:55

        Que julgamento? Explique de forma plausível! Que diferença faz vc ser empresário e ter ensino superior? Oq é sensibilidade para enxergar o mundo e ensinamentos com mero cunho de paralisia cerebral onde somente os fracos jogam seus dinheiros em dízimos e doações? A religião é o ópio do povo! Prove por a + b a sua teoria. Vamos ver até onde vc pode influenciar negativamente no subconsciente das pessoas.

      • Victor Postado em 04/Jul/2014 às 10:14

        "TODOS teremos um julgamento SIM?!?!?!?!?!" Menos né...VOCÊ acredita nisso, ENTÂO, guarde pra VOCê seu juizo final,ok? Abraço

      • osmar Postado em 10/Mar/2015 às 22:46

        Você fez curso superior onde? Você acredita em Adão e Eva? se acredita me perdoe você precisa voltar a estudar.

  15. A. Newton Postado em 03/Apr/2013 às 16:07

    O problema não está na religião em si. Basta lembrar que quase todos os grandes personagens da história humana tinham fortes convicções religiosas. Até mesmo Darwin, o evolucionista. O problema está nas ORGANIZAÇÕES RELIGIOSAS, que preferem seguir orientações humanas e não as de Deus conforme eles mesmos professam representar.

  16. Graziella Postado em 03/Apr/2013 às 17:59

    Comentários bem ponderados e sensatos aqui. Pena que em breve a página será invadida pelos fanáticos, pois está sendo compartilhada no Facebook, reduto de 'filósofos' rasos e superficiais.

  17. Bertone Sousa Postado em 03/Apr/2013 às 18:29

    Um livro também interessante sobre o assunto é "Em Nome de Deus: o fundamentalismo no Cristianismo, no Judaísmo e no Islamismo" da historiadora britânica Karen Armstrong. http://bertonesousa.wordpress.com

  18. Heloisa Maria Pires de Paula Postado em 03/Apr/2013 às 20:24

    Não existe fanatismo bom, seja qual for, qualquer um é péssimo e acaba com as pessoas. Fora disso, é só o respeito que deve existir. Respeito ateus e toda e qualquer religião e repudio todo tipo de fanatismo, inclusive o dos ateus. Quero ser respeitada na minha religião, não aceito assédio, mas não trato mal os pregadores que batem à minha porta. Acho que a saída para o fanatismo é mesmo o tratamento médico, é patológico. Isso não é lição, mas exposição do modo de ver de uma pessoa que se julga coerente.

  19. VBCT Postado em 03/Apr/2013 às 20:40

    Creuza, interessante que você mesmo afirmou que os ensinamento das Testemunhas de Jeová eram interessantes, mas mesmo assim você precisou mentir para sair. Já parou para pensar nisso? parece que você nada aprendeu pois precisou mentir.

  20. Daniel Alves Postado em 03/Apr/2013 às 23:08

    Religião não é espiritualidade. Religião é ruim, e tem estragado o mundo ao longo dos séculos: machismo, homofobismo, medo das incógnitas. Eu tenho vergonha da religião principal do ocidente 'o Cristianismo'.

  21. Fco. Carlos Rodrigues Postado em 04/Apr/2013 às 00:09

    Eh preciso muito cuidado pra nao cair no fanatismo patologico. Nessas "igrejas" sao utilizadas tecnicas de "lavagem cerebral", como o pastor falar rapido e aos berros, impedindo o seguidor de pensar ou raciocinar, quebrando a vontade do "fiel", fazendo deles uma massa de automatos que obedecem piamente ao seu lider, exatamente como Hitler e as seitas "satanicas" sempre fizeram. Compare Hitler discursando e um pastor "fanatico" pregando. Ambos parecem loucos, insanos descontrolados.

  22. Monica Postado em 04/Apr/2013 às 08:46

    Fui criada na doutrina da Assembléia de Deus, os estragos psicológicos são enormes, consegui me livrar a tempo, mas fui atormentada durante minha infância e adolescência. Tinha pesadelos com o fim do mundo. Tudo era pecado, achava que ia para o inferno de qualquer jeito. Foi horrível.

    • andre Postado em 27/Dec/2013 às 00:21

      Ola amigo, pois pode se livrar disso sabendo que o inferno não existe não é biblico. Faz parte do fanatismo

  23. Lyndy Luca Postado em 04/Apr/2013 às 15:05

    Eu cresci como testemunha de jeová. Fui da religião por causa de minha mãe, que levava os filhos. Meu pai, na época, não era. Passaei toda a minha infância, adolescência, e até aos 21 anos, com exceção do meu primeiro aninho, nunca soube o que era uma festa de aniversário. Tinha de viver afastada de todos os que não fossem da religião, os chamados por eles de "mundanos". Tudo o que não fosse deles era mundano. Não podíamos ter amigos que não fossem da religião, muito menos namorar ou casar. No fundo, tenho pena deles, porque eles acreditam realmente naquela lavagem cerebral que fizeram na cabeça deles, mas como são totalmente proibidos de ler qualquer coisa de qualquer outra religião, porque aquela é a "verdade", e é uma ofensa à Deus contestar a "verdade", as pessoas continuam lá naquela cegueira. Eles são ensinados a serem boas pessoas, honestas, não mentir (sim, muitos dirão que conheceram pessoas dessa religião que eram piores que os que não eram, mas isso aí é algo que faz parte de todos os grupos), que procuram ser prestativas com os outros, educadas, etc... Mas aquela cultura de não poder ler nada além dos seus próprios livros e revistas é o que os mantém reféns, é o que garante a manipulação de seu povo. Mas creio que a forma como eles procuram manter as pessoas na religião a todo o custo, embora, da boca pra fora, afirmem que as pessoas fazem o que querem, que tem seu livre-arbítrio dado por Deus, etc... é o terror que colocam na cabeça das pessoas, do tipo: se você fizer isso, você não ama a Deus... Se vc agir assim ou assado, Deus não vai mais estar com você, e você vai morrer no armagedom (o dia do juízo final, o que eles já marcaram a data várias vezes, as datas passaram e o mundo continua aqui...), etc...É covarde o que eles fazem: primeiro, alienam a pessoa, e a afastam de todos os que não sejam da religião. Depois, quando a sua vida só gira em torno da religião e seus membros, se a pessoa não concorda mais com seus ensinamentos e passa a questioná-los, ou se "comete um pecado", eles expulsam a pessoa e todos os membros são proibidos de falar com ela. Todos são instruídos a simplesmente ignorar a pessoa! Desde as crianças, até os membros da família! Ignorar a existência da pessoa, do tipo, se o ex-membro expulso encontrar com algum membro na rua e o cumprimentar, vai ficar com cara de tacho, porque sequer a pessoa olhará pra vc... Os pais são instruídos a falar o mínimo possível com seus filhos, filhos com pais, companheiros, etc..., isso quando não instruem para cortar totalmente as relações! Isso causa um váculo imenso na pessoa que foi "expulsa" da religião, porque ela simplesmente perde TUDO o que ela teve durante todo o tempo em que fez parte daquela denominação religiosa. Eu sei o que estou dizendo... porque eu fui uma dessas pessoas. E ainda por cima, eles colocam a culpa do rompimento familiar na pessoa que foi expulsa. Realmente, o fundamentalismo religioso tem um potencial GIGANTESCO de proporcionar traumas incomensuráveis nas pessoas. Apesar de ter as minha feridas, e vez por outra sentir suas dores, vê-las sangrar, consegui, graças à minha companheira e sua família, que me recebeu com todo o respeito e amor em seu meio, segurar o pior. O problema são as milhões de pessoas que não tem a quem recorrer. Este é um tema muito, mas muito sério, e merece todo a nossa maior apreciação. Parabéns à sua postagem, e força à quem enfrenta essa dura situação!

    • Lúcia Helena Aracheski Postado em 26/Sep/2013 às 10:50

      Monica: Entendo bem isso tudo que você falou. Deixei de ser Testemunha de Jeová depois de 30 anos naquele meio. Quando passei a prestar mais atenção às denominações evangélicas e a me dar conta de que as Testemunhas de Jeová manipulam o entendimento bíblico para se encaixar nos ensinamentos da Torre de Vigia que tem por objetivo desqualificar todas as outras religiões e exaltar a si mesma; quando percebi que há pastores evangélicos com profundo conhecimento bíblico; e que há coisas na Bíblia que não são tão claras e simples como a Torre de Vigia faz crer, escrevi uma carta para os anciãos e eles foram tudo, menos cristãos. Então, pedi minha dissociação. Sinto que conheci a verdade a respeito dessa Organização (e a verdade é essa: A Torre de Vigia é uma Organização falsa, prejudicial e castradora) e a verdade me libertou.

    • Lúcia Helena Aracheski Postado em 26/Sep/2013 às 11:08

      Lindy Luca...Sua colocação está perfeita. Entendo muito bem tudo que você escreveu porque fui Testemunha de Jeová por mais de 30 anos. Achava que pertencia à única religião verdadeira. Quando passei a prestar mais atenção a outras denominações religiosas, percebi que as Testemunhas de Jeová NÃO SÃO tão maravilhosas quanto eu pensava. De fato, a TORRE DE VIGIA e o seu CORPO GOVERNANTE são manipuladores, pretensiosos, opressores, castradores. Conheci, finalmente, essa verdade e me libertei. Eu vivia num casulo, longe da vida longe do mundo e achava que havia respostas prontas pra tudo. Mas a vida é muito mais... muito mais do que a gente pensa. A vida é muito mais, muito mais... complexa profunda imensa. Na vida há muito mais crueldade torpeza grito dor indignidade carência. Mas, também há muito mais bondade nobreza emoções dignas sensações música beleza. Nem Deus nem a vida cabem nos nossos conceitos estreitos. E nem nossos defeitos ou qualidades farão com que Deus ou a vida sejam mais ou menos. Deus quer que a gente entenda que a vida não é pequena. Lúcia Helena Aracheski, em 2010

    • andre Postado em 27/Dec/2013 às 00:26

      Ola amigo eu também sou tj desde os 8 anos, mas decidi permanecer e estou até hoje por livre espontanea vontade. A forma com que a congregação trata dos assuntos, ou a familia da pessoa, depende mais do nivel de instrução, personalidade e sua criação, se muitos agem como ignorantes a culpa não é de Deus. Também ja vi muitas pessoas serem assim como voce disse, mas eu não sou, e não vou julgar os demais, cada um tem seu tempo para progresso intelectual, isso não faz da religião um fracasso. As religioes que expulsam demonios, utilizam de hipnose para isso, com intuito de ganhar dinheiro ,estas sim trazem serios transrtornos

  24. Fábio Stern Postado em 04/Apr/2013 às 18:04

    Fico feliz pela reportagem. Li os comentários dos leitores, e apesar de hoje estar em voga a indoutrinação evangélica no país, esse tipo de coisa não é exclusividade das igrejas pentecostas ou evangélicas. Eu mesmo fui da Wicca e sofri algo similar dentro dos círculos. Você já entra no período de dedicação sendo ameaçado de que tudo o que notar de ruim em seu sacerdote ou sacerdotisa é uma projeção sua. Aprende, desde muito cedo, de que você não é ninguém, e o que os seus elders fazem, é inquestionável. No fim, lembro que pouco antes de eu sair por motivos de doença (porque, sim, eu cheguei a adoecer), eu sentia como se tivesse falhado como pessoa e que os deuses virariam as costas para mim. Foi muito difícil me libertar, precisei de psicoterapia. E, conforme foi dito, as pessoas que eram da religião passaram a se referir a mim como "psicopata" e coisas mais pesadas pelo simples fato de que eu não queria mais fazer parte da mesma religião que eles.

  25. Manoel Castro da Silva Postado em 04/Apr/2013 às 19:43

    Eu lembro de uma vez, que um pastor da Igreja Evangélica Livre da cidade de Pelotas-RS, com o nome Jorge, após eu discordar de algumas de suas posições autoritárias, ele foi em minha casa e me falou assim: "Eu te amaldiçoo em nome de Jesus, eu li na bíblia um versículo que me dá essa autoridade". Olha, de lá para cá, deixei de acreditar nessas coisas e hoje me sinto liberto. Valeu pastor Jorge, saí da ignorância e descobri a liberdade. Não legitimo essas atitudes autoritárias, na tentativa de nos causar medo...

    • Paul Muadib Postado em 31/Dec/2013 às 15:24

      Poderia ter repreendido ele em nome do papai noel...rs Mas saindo da brincadeira: o que mais me estarrece e indigna é a arrogância dos evangélicos (em sua grande maioria) em achar que possuem autoridade sobre tudo e todos, até mesmo sobre seguidores de outras religiões mais antigas.

    • dinah caixeta Postado em 03/Aug/2015 às 15:01

      Manoel sou Batista e nos nao reconhecemos essas igrejas ,esses lideres geralmente aem das igrejas tradicionais e fundam 1 igreja propria ,leis proprias ,doutrinas proprias e ccrim 1 evangelho segundo seus conceitos e em geral sao pessoas ignorantes e sem teor Teologico e na sua ignorancia pregam heresias e TJ e 1 seita ,nao tem respaldo biblico.

  26. Oiced Mocam Postado em 04/Apr/2013 às 20:01

    O homem, por sua natureza cômoda e covarde, acredita não saber viver com ética sem religião, crê que a felicidade só pode ser encontrada através da mensagem cristã das sagradas escrituras e seu código de leis ditado por pessoas e seguindo o mito Jesus o Salvador. Em vez de enfrentar as dificuldades e os problemas com coragem, diz que não sabe como resolver e leva para Ele resolver na esperança de ter uma salvação pelos erros que comete bem como na promessa de vida eterna depois da “morte”. Após a morte as religiões prometem, que a vida eterna será uma festa, sem cansaço, sem imperfeições, sem problemas. Alá (deus lua), Deus , pensaram em tudo. Nos transformará em bonitos e fortes e que ele mandou seu filho Jesus e Maomé para conquistar essa “realidade” da eternidade com alegria. Milagres como a ressurreição de um morto (não se conhece um caso entre bilhões) incompreensíveis que só a Deus cabem explicar (o que é mais incompreensível ainda) e outros que a ciência tornou fatos banais (como o eclipse e pestes, por exemplo). O que é um milagre ? um ato de Deus ou prova da plena ignorância, tolice ou cegueira do homem ? O que vale mesmo para eles é crer sem compreender. Já não é fé, e sim credulidade. DELÍRIO RELIGIOSO, tente compreender, em: http://livrodeusexiste.blogspot.com.br/

  27. zilmasoaresteixeira Postado em 04/Apr/2013 às 20:43

    Quanta coisa absurda meu DEUS escrita por pessoas que dizem ter crescido num lar cristão . Estudar a palavra de DEUS e viver os seus mandamentos é libertação , não escravidão !!!

    • Kelly Postado em 11/Aug/2014 às 01:22

      Estou assustada também, absurdo, não existe lavagem cerebral nenhuma, Jesus disse se quer a salvação siga me mas existem dois caminhos e o livre arbítrio cabe a pessoa escolher. Sou assembleiana e consagro a minha vida a Deus porque o mundo jaz do maligno. O que vemos acontecer no mundo que me assusta mas Deus me guarda e me revela é o fim do mundo já as portas. Temer eu jamais. Já entreguei meu caminho ao Senhor e descanso na sua justiça. Quanto as proibições tudo me é lícito mas nem tudo me convém, eu sou o juiz das minhas atitudes claro guiado pelo Espírito Santo que Jesus me deixou, o consolador, João 20.22. Estou assustada como mentes fracas culpam Deus pela ignorância dos Homens. Se afastando do único que pode salvar nossa alma, ao único que é manso, longânime, ama o pecador e abomina o pecado, que veio para nos dar a chance de recebermos novamente a vida eterna retirada no éden pela desobediência e eles estão perdendo denovo por não ser obediente a palavra de Deus. Triste

  28. Amadeu Souza da Silva Postado em 04/Apr/2013 às 21:11

    Eu cresci num lar Católico. Sempre fui uma criança obediente. Até que aos 18 anos fui morar com minha irmã evangélica. Me converti achando que havia algo errado comigo, me culpando. Até que aos 23 anos passei pela pior fase da minha vida que foi a depressão. Levei um ano me culpando por achar que havia algo errado comigo que Deus nao se agradava. Gaças a apoio e amor incodicional da minha família, especialmente outra irmã espírita, fui levado a um lugar e consegui me curar, atraves da fé de outros. Hoje me encontro estatico em minha espiritualidade. Não perdi a fé em Deus poderoso e amororos. Mas quando se fala em seguir uma religião, fica a dúvida de quel delas seguir. Pois todas nos prendem. E Deus quer pessoas q o adorem em espírito e em verdade e ame o próximo. Isso é a salvação.

  29. Nadir Monteiro Postado em 05/Apr/2013 às 07:30

    Sou contra todo fundamentalismos. Mas não acho que seja um problema ter alguma crenca. O ser humano sempre procurou por um Criador, por respostas de onde vem para onde vai. Isso é mais velho que a roda e não pode ser negado. Eu particurlamente creio em em Deus e não tenho nenhum problema emocional ou psicologico.

  30. Jose Carlos B Trindade Postado em 05/Apr/2013 às 12:02

    O grande problema que enfrenta o cristianismo são as suas diferentes categorias e denominações. O cristianismo é único. É o amor de Deus aos homens aqui na terra. Suas diferentes denominações, seitas, "religiões" com seus diferentes aspectos e fundamentalismos levam ou continuam dando vazão a transtornos mentais que podem ter sido formados até mesmo muito antes da pessoa ter aderido. Que Deus nos proteja nosssas vulnerabilidades, diante do fundamentalismo.

  31. daniel alves Postado em 05/Apr/2013 às 15:47

    O Líder soviético, Lenin, disse que "religião é o ópio das massas" e o líder da Igreja Universal, Edir Macedo, falou que "religião é a porta do inferno" Concordo com os dois. Eu, em particular, digo: "Religião é comércio, onde o que se vende é o nome de Jesus" Todos os líderes religiosos são HIPÓCRITAS!, como os chamou Jesus em Mateus 23:27,28

    • Paul Muadib Postado em 31/Dec/2013 às 15:27

      Daniel, eu diria que todos os religiosos são hipócritas porque quando estão doentes não ficam em casa rezando e sim para o médico para serem curados com medicina, que é uma ciência. Isso sim para mim é pura hipocrisia...

  32. Marcio Mendes Postado em 05/Apr/2013 às 18:21

    No final dos tempos haveria muita apostasia. Mais pessoas se apegariam em coisas deste mundo do que nas coisas Celestiais. É o que retrata os comentários acima. Muitos veem a religião como uma praga. Aceitam o pecado como se fosse normal e DEUS como um pecado supremo. Existem religiões sérias e outras muitas que são apenas comércio. Tudo tem defeito, nada é perfeito. Cabe a você decidir o que fazer. Antigamente existia o racismo (preconceito) na questão da cor da pele, hoje, o racismo (preconceito) vai da religião que se segue. Aquele que não segue religião alguma, esse é o correto, mas aquele que fala de DEUS, é o errado. Inversão de valores? Com certeza.

    • Sharon Postado em 03/Oct/2013 às 00:43

      Que inversão de valores o quê?! Vc já está doente como os outros religiosos. O ser negro não significa uma ameaça à sociedade, já a religião sim, estão formando um batalhão de delinquentes asquerosos, fundamentalistas feito zumbis perigosos nas ruas, por isso essa droga de religião deve ser PROIBIDA... já que só faz mal para todos!

    • Paul Muadib Postado em 31/Dec/2013 às 15:31

      Marcio, só se fala em pecado quando se segue uma religião. Para quem não segue nenhuma, não há pecado. Uma pessoa pode ser honesta e correta sem ter religião, assim como pode sê-la também seguindo uma religião. Não é seguir uma religião que torna alguém honesto.

  33. Rev. Juca Silva Postado em 05/Apr/2013 às 19:40

    Quem nasceu primeiro? O ovo ou a galinha? Tostines e fresquinho por que vende mais ou vende mais por que é fresquinho? O religião trouxe transtornos psicológicos a essas pessoas ou pessoas com transtornos psicológicos os evidenciaram no ambiente religioso? O fato é que pessoas sofrem de síndrome do pânico, depressão, transtorno bipolar, TOC, etc., independentemente de sua cultura ou crença religiosa! Isso é doença! A pessoa precisa de tratamento! Pais obrigam seus filhos a estudar e terem a melhor nota na escola, qual será o resultado? Algum transtorno! O problema está na instituição escola que reforça esse comportamento através de sistema de avaliação? É lógico que não! Não quer ser religioso? Não seja! Você é livre, mas se tiver alguma predisposição para algum transtorno você irá desenvolve-lo, mesmo não participando de uma religião fundamentalista.

  34. Poly Postado em 05/Apr/2013 às 22:01

    Concordo que o fanatismo é uma patologia. A médica e autora do livro nunca se colocou contra religião. Ter fé é bom, mas dentro dos limites racionais. Ter alento na religião, acreditar em um Deus, buscar seguir padrões morais é o caminho que a maioria das pessoas usam para ter uma vida mais completa e feliz.Vamos buscar um equilíbrio e não condenar deliberadamente os que tem fé.

  35. Bethe Postado em 06/Apr/2013 às 07:21

    Precisamos tirar Cristo da religião. Ler mais Jesus e menos teologia. A religião não salavará ninguém, mas seremos salvos pelo exemplo de Cristo. Simples assim!!

  36. Adilacy Celister Postado em 06/Apr/2013 às 10:10

    Este Livro de Marlene Winell trata da Síndrome do Trauma Religioso, é opinião dela...existe milhares de pessoa doente precisando de ajuda...e estas pessoa sem quer o caminho mas fácil...ai fica culpando isto e aquilo ou alguém pelas suas fraqueza, pelo seu medos que não consegue enfrenta isto e normal do ser humano...sim vejo a psicologia uma coisa boa quando faz o ser humana trabalhar este seu lado interior que se encontra confuso..mais dizer que pessoa que serva a Deus e tem limite e poderaça, esta errado...imagina se as pessoa fizesse o que quisesse...como esta humanidade se encontrava sem limite nenhum.. alguém em são consciência da um filho sem da limite e deveres para ele??...acho que não..então antes de acredita em qualquer coisa que alguém escreveu... comece a observar pessoas mais experiente..procure ter intimidade com Deus porque ELE jamais vai deixar você confuso......

  37. marcos Postado em 06/Apr/2013 às 12:09

    Lendo cada um dos comentários, fica nitida a existencia de uma linha divisória, que separa os religiosos, dos homems livres, de acordo com a capacidade intelectual de cada um.

  38. marcello Postado em 06/Apr/2013 às 14:44

    Conheço um rapaz que pregava na rua gritando e dizendo que todo mundo estava perdido que ninguém estava salvo! Hoje em dia ele esta cacarejando e a igreja nem da assistência ao coitado depois que fez uma lavagem cerebral esqueceu o coitado !!

  39. MARCOS BARBOSA Postado em 06/Apr/2013 às 18:56

    REALMENTE PARABÉNS POR ESSA REPORTAGÉM ESTAMOS PRESISANDO DE PESSOAS QUE ABRAM O SEU CORAÇÃO COM AS SUAS PROPRIAS EXPERIENCIAS,POIS ESSE TIPO DE PROCEDIMENTO É TÃO DOMINANTE E MALIGNO QUE TEMOS DE DENUNCIAR, MAIS A MAIOR POSSIBILIDADE DE DENUNCIARMOS É MERGULHAR NA PALAVRA DO SENHOR QUE É SIMPLES E PARA OS SIMPLES DE CORAÇÃO,LIBERTADORA TOTAL!!!!! O MEU FARDO É LEVE E O MEU JUGO É SUAVE!!!!BEIJOS

  40. edu Postado em 06/Apr/2013 às 22:56

    pq vcs nao deixam seus filhos crescerem livres e sem religião? com boa educação eles nao vao se tornar marginais só pq nao cresceram sem religião, como alguns dizem.. pelo contrário, se educa-los sobre oque é certo e errado vao ser ótimas pessoas ensine seus filhos a questionarem, e qd tiverem certa idade, ensine sobre sua religião e deixe como opção segui-la ou nao

  41. Rinaldo Lucas Postado em 08/Apr/2013 às 05:47

    Com certeza isso acontece, igrejas onde mandava você para o inferno caso você usasse roupas assim, assado, etc etc ..muitas proibições, ou passasse batom nos lábios, ou cortasse os cabelos, etc etc , ou visse TV, são tantas coisas bizarras, tantas, que realmente isso e outras coisas fizeram pessoas doentes, a Igreja Assembléia de Deus foi uma delas, aqui de Recife, que tinha este seguimento perigoso para as pessoas,ou ainda tem, onde realmente pode causar transtornos psicológicos.

    • dinah caixeta Postado em 03/Aug/2015 às 15:21

      Rinaldo antigamente as igrejas Assembleia nao podia assistir tv hj elas tem canais de tv e a ignorancia da igreja tbm passou pqe a religiao tbm passa por transformacoes,mas qto a biblia nos seguirdores de jesus devemos estudar muito a biblia pra aprendermos sobre Deus,ter comunhao com seu espirito e isso so entende quem experimenta desse fenomeno e algo interior ,e a relacao do homem c /Deus espiritualmente ,pqe Deus e espirito .Geralmente sao pessoas com transtorno psiquicos,e que viajam na maionese mesmo!E Burrice mesmo!Por isso jesus diz Conhecereis a verdade e a verdade vos libertara!Minha vizinha seu irmao era da igreja e ele foi afastado ele que e o maior 71 ,fez 1 igreja no seu quintal onde sua mae tinha 1 terrero de Umbanda e ele simplesmente resolveu criar 1 igreja,ele mal sabe ler e escrever !Entao , e o q acontece.

  42. Leandro Postado em 08/Apr/2013 às 10:21

    O caminho que leva ao verdadeiro conhecimento não passa pela religião criada pelo homem. Essa, mais colabora para sua ignorância do que estimula à uma elevação da consciência.

    • josé Carvalho Postado em 04/Apr/2014 às 14:02

      E a religião criada por Deus?

  43. lara Postado em 08/Apr/2013 às 16:38

    Certamente me identifico com esses depoimentos, pois fui expulsa da igreja em que frequentava, e todos os que eu conhecia me ignoraram do dia para a noite como se eu tivesse morrido. Sofro com fortes sentimentos de culpa e pensamentos suicidas. Eu já sei que quando eu morrer eu vou para o inferno, e nada que eu ou ninguém faça vai mudar isso.

  44. Alan Myatt Postado em 08/Apr/2013 às 17:33

    Gostaria de comentar sobre o artigo, mas primeiro quero colocar meu comentário em contexto. Sou formado em psicologia, historia e também sou Ph.D no estudo de religião. Sou especialista na sociologia da religião e sou teólogo. Minha espousa é Nurse Practitioner em psiquiatria, que pelo licenciamento nos E.U.A, a qualifica não apenas para fazer terapia, mas também recietar remédios pelo tratamento de doenças mentais. Ela trabaha bastante com pessoas que sofrem com depressão, anseidade, e outras problemas emocionais. Tudo isto é para dizer que durante 30 anos nós temos estudado a questão da religião, crenças religiosas e comportamento religioso e seu efeto na saude mental. Conhecemos bem o que é saude mental e o que é patologia mental. Como especialista acadêmica nas ciências da religião eu fiquei suprendido com o artigo, pois na base de algunos casos, a autora faz umas generalizações sem base científica, que de fato, contradizem o peso das pesquisas científicas feitas sobre esta questão há muitos anos. O fato é que sociólogos, psicólogos, teólogos, e especialistas nas ciências de religião tem estudado o relacionamento entre crença em religião e saude mental e a grande maioria dos estudo demonstram um vinculo nítido entre religão e boa saude mental. Estes estudos, feitos por cientisas, muitos que não crêem em religião nenhuma, mostram que, de modo geral, as pessoas mais religosas gozam saude mental melhor do que os não-religiosos. Veja o abstrato de um artigo típico aqui: http://www.psychosocial.com/IJPR_11/Positive_Effects_of_Religiousness_Yeung_Jerf.html E também este resumo de vários estudos: http://www.baylorisr.org/wp-content/uploads/levin_religion_mental_health.pdf Na minha experiência, e na da minha esposa, nós temos visto isto. Mas também nós temos visto muitos casos de abuso no nome de Deus ou religião. Então eu não estou questionando a experência das pessoas mencionadas no artigo. Eu sei que existe religião praticada de modo patológico e que muitas pessoas tem sofrido por causa disso. De fato, minha espousa, ela mesma, fazia parte de uma "igreja" assim quando era jovem. Uma igreja autoritária, que funciona na base de medo, pode provocar bastante danos psicológicos. Nós temos dedicado uma boa parte de nosso trabalho durante 30 anos ajudando pessoas sair de tais grupos e recuperar. Infelizemente, isto é o resultado de uma religiosidade legalista que tem poluído muitas igrejas. É mais típica das seitas, mas talvez mais comum nas igrejas arminianas. Não obstante, ao dizer que isto é resultado natural da religião, o da religião evangêlica, mostra uma ignorância fundamental dos resultados do estudo científca da questão. Os dados empíricos contradizem a teoria proposta pela autora do artigo. E este fato mostra que ela ainda não conseguiu entender corretamente ou que é, de verdade, a raiz do problema. E sem entender o problema corretamente, e muito duvidoso que ela esteja aplicando o tratamento correto. Um amigo meu de muito anos, um sociólogo muito respeitado, escreveu dos livros sobre o assunto que são disponívies de graça http://www.reveal.org/development/Churches_that_Abuse.pdf http://www.reveal.org/development/Recovering_from_Churches_that_Abuse.pdf O interessante é que Dr. Enroth, ao estudar isto e se dedicar à ajuda das pessoas, não vê a necessidade de repudiar sua fé evangêlica. Pelo contrário, ele entende esta fé como uma ferramenta forte no processo de recuperação. E na minha experiência, ele é certo. A verdade é que todas as religiões podem ser deturpadas por pessoas quem são, ou manipuladores sem ética, ou quem sofrem de suas próprias patologias mentais que elas reproduzem entre seus seguidores. Mas uma coisa é certo. Tal deturpação de cristiansimo não representa a fé evangêlica ensinada na Bíblia e praticada na maioria das igrejas históricas. A dificuldade surge quando o grupo usa a ameaça de castigo, neste mundo e o de porvir, como meio de controlar o comportamento das pessoas. O pior é que, muitas vezes é a obediência à autoridade do lider da igreja e as regras de comportamento que a igreja estabeleceu, e não apenas a questão de ser uma pessoa boa e ética que é o padrão. Nos bastidores é a noção de que ser aceito por Deus depende em ser aceito pela igreja ou sua liderança. E isto, eu gostaria de dizer categoricamente, tem nada a ver com o ensino de Jesus. O problema é o estado de pavor constante gerado pelo peso da noção de que a salvação somente pode ser alcançado por meio de merecer o favor de Deus, na base de se comportar de modo que Deus (e a igreja) fica agradado. Ou também pode ser por causa da ameaça de poder perder a salvação em qualquer momento por causa de algum pecado. E além disso, se submiter ao abuso de autoridade, na tentavia de merecer a salvação através de agradar homens, além de ser uma fonte segura de patologia mental, é um desvio sério de tudo que a Bíblia ensina sobre as boas novas do evangêlho. Ninguem tem a capacidade de viver uma vida tão boa para merecer aprovação de Deus. Isto exigiria pefeição moral. Acreditar que só assim se pode ser aceito por Deus com certeza vai gerar anseidades patológicas. As boas novas da fé evangêlica é que ninguem precisa ficar preocupado com isto. O problema não é o ensino de Jesus e nem tanto a teologia evangêlica histórica que é, na verdade, totalmente contra este tipo de idéia. O problema é que este tipo de ensino não entende a essência da fé evangêlica; a doutrina da graça de Deus, e que esta graça é livre e não depende das obras ou do auto-desempenho da pessoa. O evangelho que Cristo pregou diz que foi o que ele mesmo fez em nosso lugar que nós liberta de toda culpa e castigo. Jesus disse que ele não veio ao mundo para o condenar, pois as pessoas já sofrem de condenação. Ele veio exatamente para nós livrar de condenação e a anseidade e a patologia que a acompanha. (João 3:16-18) Os que confiam em Cristo e não em sua própria capacidade de serem perfeitos (que não existe), que também vivem com segurança da salvação e conhecem a sua identidade em Cristo, não sofrem da anseidade descrito no artigo. Tais pessoas não tem medo de ir para inferno pois sabem que não há condenação para quem está em Cristo. E sabem que nada, absolutamente nada, pode os separar do amor de Cristo (Romanos 8). Então, eu aprecio a necessidade de ajudar as pessoas que sofrem dos danos de uma religiosidade patológica. Mas posso afirmar que a confiança que tenho que Deus me ama, que tudo mal que eu fiz na minha vida, mesmo que não fiz ainda, foi já perdoado por Deus, me livrou da culpa, anseidade e medo de um Deus irado. Conheço este Deus e vivo em comunhão com ele e experimento o amor incondicional dele todos os dias. Eu sei que meus pecados são perdoados e que Deus me ama incondicionalmente. Ele me prometeu que nada vai me separar do amor de Cristo e que meu futuro é seguro. Creio que é importante concluir falando novamente da perspectiva de um erudíto nas ciências da religião. O tipo de comentário sobre a igreja evangêlica feito no artigo não tem apoio científica. E pior, pode se tornar a base de um preconceito contra os evangêlicos que poderia ser usado para negar seus direitos humanos de liberdade de pensamento e liberdade de praticar sua fé. De fato, isto poderia ser visto como cristofobia. Tais acusações são a raiz de intolerância e de um fanatismo anti-religioso que é bastante perigoso. Tal coisa é típica do ateísmo fundamentalista e irracional de pessoas como Richard Dawkins. Mas não é digno de alguém que verdadeiramente quer ajudar pessoas prejudicadas por grupos e líderes abusivos.

    • Luis Soares Postado em 09/Apr/2013 às 10:48

      Alan, a autora e sua pesquisa tratam de "fundamentalismo religioso", não de "religião". É importante atentar para este detalhe.

      • Ozéias Postado em 14/Nov/2013 às 13:36

        A religião acabou com a minha vida e não tenho mais esperanças de ser uma pessoa normal. Enquanto eu lia a matéria, eu me identifiquei bastante.

    • Claudia Pereira Marcussi Postado em 11/Sep/2013 às 00:48

      Allan Myatt, total concordância com os seus pensamentos. Há uma tendência em se generalizar, decorrente deste tipo de artigo, que tem o propósito único de denegrir a fé cristã. A autora oculta, atrás de uma idéia subjetiva direcionada (fundamentalismo religioso), seu repúdio a todas as religiões. O Evangelho de Cristo liberta, quando seguido à risca. Temos religiões comprometidas com a verdade, outras não (esses "fiéis" necessitam de libertação tanto quanto um descrente). A apostasia no final dos dias seria surpreendente, se não fosse profética. Caro leitor, cuidado ao analisar o texto, não concluindo inevitavelmente por condenar todos aqueles que, em comunidade, partilham a verdade que é Jesus Cristo.

    • Cleberson Postado em 09/Oct/2013 às 09:38

      "dizer que isto é resultado natural da religião, o da religião evangêlica, mostra uma ignorância fundamental dos resultados do estudo científca da questão" 1- A autora trata de Fundamentalismo religioso, e não religião. 2- Não existe a palavra "natural" no texto dela.

  45. joao Postado em 08/Apr/2013 às 21:52

    Marcio mendes vc diz antigamente existia o racismo,o racismo existe e é forte até hoje ,as religiões ,falam coisas ruins ,atacam pessoas e fazem tdo o que deus condena e pasme,em nome de deus

  46. Carlos Codo Postado em 14/Apr/2013 às 14:57

    Já vi isso acontecer com famílias também, só que em vez de religião era as Drogas...

  47. Arlete Silva Postado em 14/Apr/2013 às 15:00

    Vi muitas crianças sofrerem pelos pais a fazerem a raspar a cabeça e a deixarem em confinamento por dizer que espíritos assim queriam.

  48. Felipe Postado em 17/Apr/2013 às 15:38

    Alan, não me entenda mal, de verdade, mas onde no texto está escrito que a autora afirma que TODOS os religiosos potencialmente estão sujeitos aos problemas mencionados? O texto diz e é direcionado ao fanatismo religioso. Em momento algum se aponta uma generalização, o foco é claro, está falando dos fundamentalistas, não de todos os religiosos. Também já li artigos, como você citou, que apontam que religiosos (veja bem, não estamos falando de cristianismo, estamos falando de TODAS as religiões) tendem a ter uma saúde mental boa, e concordo com isso. Só acho que você não atentou para o foco da matéria. O fundamentalismo é um problema gravíssimo e que infelizmente está crescendo muito no Brasil (no caso, o fundamentalismo cristão), e isso ainda vai gerar muitos problemas.

  49. Elen Postado em 23/Apr/2013 às 01:03

    Quantas verdades e quantos absurdos. Quantas pessoas sem entender a matéria acima, contando seus casos e generalizando. Como diz a Maria "Tem alguma coisa errada, por que JESUS disse : “Meu fardo é leve e o meu jugo é suave!” ” Vim para que tenhais vida e vida em abundância!” Com certeza tem coisa errada e pacas Maria, pois o evangelho de Jesus é isso mesmo e não traz danos mentais. Infelizmente, os relatos negativos sobre o cristianismo, depoimentos de pessoas lesadas são verdadeiros. Pessoas q ainda não conheceram de fato o reino de Deus, mas conheceram ou cresceram no EUvangelho (evangelho próprio dos homens, sem a presença do Espírito de Deus) Sou cristã evangélica e faz 18 anos, Deus tem me dado vida e vida em abundância, a cada dia a minha saúde emocional e espiritual evolui, trazendo paz, equilíbrio, conquistas em minha vida sentimental, familiar, profissional, tem sido benção. Deus não deixa ninguém maluco ou retardado! É uma pena os fatos anteriores. Creio que nem sempre mal intencionadas algumas pessoas pregam, levam, lideram o evangelho de Jesus na ditadura, há influências culturais, interpretações erradas das escrituras e etc. Somos humanos, o povo de Deus desde a antiguidade e sempre, terá os seus defeitos, sempre será tratado, moldado e repreendido por Deus. Cadê os que têm coisas boas pra contar? Amados, não deixem q defeitos humanos vos afastem de Deus, da verdade. Uma das coisas que pode ter faltado em vcs, a principal, seja a sua intimidade com Deus, sua busca pessoal, no seu entendimento, a dependência do Espírito Santo, pois na bíblia diz: Romanos 10:11 - Porque a Escritura diz: Todo aquele que nele crer não será confundido. Isaias 49:23 - E saberás que eu sou o SENHOR, que os que confiam em mim não serão confundidos. "Oh caros amigos, clamem a Deus que lhes revele Jesus Cristo! Não há quem ensine como Ele. John Bunyan. Abraços para todos e desejo do fundo do meus coração que todos nós alcancemos a plenitude de Deus só encontrada na pessoa do seu filho Jesus.

  50. Yussef Ali Postado em 26/Apr/2013 às 15:28

    Sou ateu e abandonei a religião justamente por causa do desrespeito que sentia vindo das pessoas fundamentalistas, sempre grosseiras e violentas. Sinto-me bem melhor sem religião, mas fico feliz em saber que existem pessoas equilibradas dentro das igrejas, especialmente a evangélica, que tem dado tantas demonstrações de agressividade e intolerância. Antigamente, há 12 anos atrás, eu frequentava a igreja evangélica, e tinha muitos bons amigos lá. Depois segui um caminho próprio, mas continuei acreditando em Deus. Hoje vejo o grau de degradação moral e humana que atingiram estes pastores, sempre com as bocas carregadas de palavrões e arrogância, desonestidade e frases cheias de violência e nenhuma compaixão. Isto me fez pensar e entrar em uma crise religiosa. No final decidi ser ateu, pois não aguentava mais. Depois disso fiquei em paz e equilibrado.

    • Claudia Pereira Marcussi Postado em 11/Sep/2013 às 01:13

      Yussef Ali, segui o mesmo caminho que vc, aos dezesseis anos. Rebelei-me contra a religião em geral, chegando, em alguns momentos, a duvidar da existência de Deus. Vivi 20 anos assim, ora com momentos ora bons e ora ruins, mas nunca plenos. A plenitude somente encontrei em Cristo, ao conhecê-lo intimamente. Mas isso demanda tempo e ajuda mútua espiritual (não necessariamente de líderes religiosos). Vejo muitas pessoas confundindo fé em Deus com religião. Separe-as, mas nunca deixe de crer, porque o Deus verdadeiro não é o apregoado pelas inúmeras seitas existentes no decorrer da história, nem tampouco por desajustados que se intitulam profetas dessa geração. Há um criador, disso não podemos fugir. De resto, pode duvidar de tudo, mas não duvide que há um Deus.

  51. --- Postado em 09/May/2013 às 11:04

    Pessoas radicais demais pensam que, por seu fanatismo, irão para o céu, pois estão fazendo uma coisa boa, aplicando SEVERAMENTE a palavra de Deus. Vocês estão errados! Deus é amor, é abrigo, é amigo. Portanto, se Ele nos aceita da forma que somos, por quê um fanático religioso tem que nos apontar o dedo? Uma dica: NÃO DEIXEM DEUS DE LADO, NEM SUA FÉ, POR CAUSA DA HIPOCRISIA DOS OUTROS. E não se esqueçam, Jesus está voltando. Então, não percam o foco dando atenção para bobagens, porque essas coisas servem apenas para confundir nossos pensamentos.

  52. Wladimir Postado em 19/May/2013 às 23:09

    Sinto muito pelos relatos de prejuízos mentais e psicológicos vividos por algumas pessoas, isso é fato, infelizmente. entretanto, pessoalmente, creio não na religião, mas num Deus vivo, que transforma vidas e as valoriza como filhos amados, a partir com uma aliança em Jesus Criato. A fé em Deus e seus resultados são evidentes na vida de milhões de pessoas no muito inteiro, apesar disso há aqueles que, em nome dessa fé ou de Deus, fazem-nos seus escravos ou promotores de suas vidas lascivas. Infelizmente Ou felizmente, para quem conhece a bíblia, esses acontecimentos foram previstos, mas haverá um dia, e este está chegando, em que o próprio Senhor Jesus separará o joio do trigo e aí, vamos ver quem é quem.

  53. Marcos Postado em 28/May/2013 às 23:39

    LENDO OS BREVES RELATOS DA REPORTAGEM, NÃO CONTIVE AS LÁGRIMAS. SEI BEM O QUE É ISSO. UMA CRIANÇA INDEFESA, INOCENTE E CARENTE, PASSAR A NOITE REZANDO COM MEDO DO DIABO VIR BUSCÁ-LA POR TER CONTRARIADO A deus, É DE UMA CRUELDADE E HORROR, QUE SÓ QUEM PASSOU É QUE SABE. SOMATIZEI TUDO E ATÉ HOJE MEU CORPO AINDA GUARDA RESQUÍCIO DESSE HORROR RELIGIOSO. É CRUEL DEMAIS.

  54. Allan Postado em 29/May/2013 às 11:31

    O problema não é a religião. O problema é o que as pessoas fazem dela. Como cristãos somos ensinados que a salvação nos é dada através da fé em Jesus Cristo. Isso não é motivo de desespero, e sim de grande alegria, pois Deus, no seu imenso amor pelo ser humano, mandou o seu próprio filho para que morresse em nosso lugar. Deus odeia a desobediência, mas ama aquele que faz a sua vontade, no caso, de levar uma vida casta e decente e confiar em Cristo como aquele que cumpriu toda Lei de Moisés, inclusive, destarte, tudo aquilo que não conseguíamos cumprir. O inferno é real. O diabo e seus demônios também são. Todavia, não temo mal algum, pois sou salvo mediante a fé, independentemente do que faço ou deixo de fazer. Arrependo-me sinceramente dos meus erros e confio em Cristo para a minha salvação.

  55. saint claer Postado em 01/Jun/2013 às 13:05

    Sou Cristão e vejo o mundo espiritual de uma forma muito diferente de muitos que relataram, em seguida acredito em Deus isso é o que faz de minha pessoa se dizer crente, acreditar. vamos lá a filosofia e a religião nunca se entenderam e nunca irão se intender, veja bem a filosofia observa o mundo de uma maneira muito racional vejamos em seguida: A filosofia foca questões da existência humana, mas diferentemente da religião, não é baseada na revelação divina ou na fé e sim na razão. Desta forma, a filosofia pode ser definida como a análise racional do significado da existência humana, individual e coletivamente, com base na compreensão do ser. Apesar de algumas semelhanças com a ciência, muitas das perguntas da filosofia não podem ser respondidas pelo empirismo experimental. Já a religião por sua vez base-a-se em: Em conjunto de princípios, crenças e práticas de doutrinas religiosas, baseadas em livros sagrados, que unem seus seguidores numa mesma comunidade moral, chamada Igreja. Todos os tipos de religião têm seus fundamentos, algumas se baseiam em diversas análises filosóficas, que explicam o que somos e porque viemos ao mundo. Outras se sobressaem pela fé e outras em extensos ensinamentos éticos. Religião, no sentido figurado, significa qualquer atividade realizada com rígida frequência. Ex: Ir para a academia todos os dia, para ele é uma religião. ENFIM Acredito que devemos viver bem independente de religião ou crença, ou simplesmente ser o que você é o que pensa e o que faz, se algo te faz mal e você não esta bem é melhor buscar a paz interior se encontrar no terrero de macumba seja feliz se encontrar na igreja seja feliz! se encontrar na academia seja feliz! o que não pode e viver a vida amarrado a uma crença ilusória e sem expectativa de vida. que Deus Abençoe a todos, independente de seguimento seja feliz! e saiba que vocês são merecedores de respeito.

  56. roberto Postado em 02/Jun/2013 às 11:33

    DEPOIMENTO DE UMA SUICIDA CRISTÃ, EXPLICATIVA AOS PAIS, SUA DEPRESSÃO PELA AUSÊNCIA DE DEUS Uberaba, 11 de março de 2012. Papai e mamãe ao ler essa carta já estarei em outro mundo. Não por favor não chorem nem sintam dó estou fazendo isso pois não aguento mais ser falsa na igreja sendo obrigada a rir para as pessoas hipocritas quando tenho vontade de gritar que são todos falsas. Pai eu amo muinto o senhor como pai mais não adimiro como pastor ao ver sempre o pai dizendo as mesma coisa e nunca acontecendo as promessa na minha vida. Não fique bravo com minha mudança pai eu não vou me arrepender de nada da minha decisão de jeito nenhum vou mesmo de consciencia limpa prá onde tiver que ir. Pai e mãe sempre fui obediente uma filha exemplo voces diziam na igreja. Era só por fora mãe. Por dentro meu coração chorava não tinha liberdade pra nem pesquizar no computador quando duvidada da palavra. Pai quando o senhor proibiu-me de entrar no computador cheio de ira e jogou meu computador no chão fiquei chocada. Entenda pelo amor de Deus que tenho 14 anos ainda precisava estudar tudo porque nunca vivi nada na igreja obrigada sempre a obedecer o pai pastor e a palavra que não era sempre que concordei. Pai o senhor é um pastor mas é muito ignorante da vida sobre o mundo que roda fora da fé da igreja. Não é permitido nada pra gente estudar nem trabalho da escola posso pesquisar na internet até o pai prometeu bater em mim se pegasse-me usando de novo o computador. Porque isso pai? Se Deus não queria o computador porque permite sua existencia? Se Jesus proibe a pessoa de estudar porque não ensina ciencia na igreja? Pai mãe eu preciso voar sozinha sem a sombra do chicote do pai sempre ameaçando. Porisso tomei essa decizão estrema para não magoar nem o pai nem a mãe com minhas nescessidade. Não considero pecadora. Não sou a favor de perseguir cristão. Mais não tenho mais como esconder que preciso saber mais do que acontece no universo e no mundo livre do pensamento que tudo mundo pode estudar duvidar e sem medo de ser condenado na igreja. É verdade sim pai acho que perdi a fé pq não consego mais acreditar em mais nada da igreja nem mesmo ler a biblia sem ficar pensando ser tudo invenção e mentira. Não acredito mais no ceu nem no inferno nem em nada da palavra para me salvar. Porisso eu me vou ao inves de dar desgosto sempre pro pai e pra mãe vou partir de uma vez só. Sem medo de duvidar uma vez sozinha pensar por mim sozinha sem medo de pisar estudar no que preciso para voar sozinha como um passarinho. Adeus e fiquem na paz de Deus e siga suas vida e pensem de veiz em quando nessa filha que tomou uma descisão estrema mas que achou necessaria e justa pra mim ser livre. Beijos da filha que ama muito voces. Ana Luisa.

  57. amelia almeida e souza Postado em 02/Jun/2013 às 16:28

    Jesus já dizia: Meu Povo peca pela ignorância,é o q vemos aqui.....

  58. fernanda Postado em 04/Jun/2013 às 22:50

    O que eu tenho visto em programas na TV são cenas deploráveis, pastores fazendo pregação aos berros e o que mais se ouve é satanás, pecado, amaldiçoados, somente coisas negativas, afora o mercantilismo evidente no pedido de dinheiro para que Deus isso , Deus aquilo.... eles usam o nome do Senhor em vão... ou melhor, por puro interesse , são uma máfia, uma organização criminosa que expolia e engana com o objetivo do lucro. Vi hoje na TV um programa aonde o pastor citava como abominações , dores de cabeça, nervosismo, visão de vultos, ouvir vozes e até insônia... Ainda se consegue assustar pessoas com o diabo... eu que pensei que este estava morto desde há muito , mas a Jesus eles conseguiram matar de tanto repetir o seu nome e usar como arma na guerra suja pelo dinheiro e poder.

  59. Celina Scarelli Postado em 05/Jun/2013 às 19:21

    Quantas vezes só enxergamos aquilo que queremos ver e ouvimos somente o que queremos escutar??? Será que foi isso que Jesus quis dizer com frase: Tenha olhos de ver, ouvidos de ouvir??? Tenho certeza que não... Daí a diferença entre ler e captar a Vibração das Mensagens cristãs ou ouví-las interpretadas por outrem. A comunicação direta nos é solicitada para que cada um busque por si mesmo sem interpretes, muitas vezes despreparados. Há que 'segurar' na mão de Deus, sim. O Guia por excelência a esta humanidade que cambaleia, trocando as pernas. "Seja o vosso falar Sim; Sim. Não; Não. Tudo o que passa disto, vem do maligno." Nada há para julgar, criticar e,ou condenar. Nada há que compreender, que buscar, que conhecer. Aqui e Agora, vigilantes na humildade, simplicidade, inocência(infância), transparência viver a Tranquilidade e a Paz. Alegria, tão sòmente. A Luz da Verdade é o AMOR. O Pai, o Início de Tudo e o AMOR. "Amai-vos uns aos outros, assim, como eu vos Amei." Jesus.

  60. Roberto Locatelli Postado em 07/Jun/2013 às 13:44

    Entre eu e Deus não quero intermediários (padres, pastores, rabinos). Entre eu e Deus, não quero os balcões de negócios que são as igrejas.

    • Alviney Postado em 20/Dec/2013 às 17:20

      Grande, Roberto! Resume um pouco do meu pensamento... Ah, gente, pelo amor de Deus, o texto é dirigido ao fundamentalismo religioso! Creio que alguns dos que comentaram aqui, negativamente, nem sequer sabem o significado da palavra "fundamentalismo"... NÃO é um texto CONTRA as religiões e sim, contra o FUNDAMENTALISMO religioso. Pô gente, vamos aprender a ler e interpretar!

  61. Marcos Postado em 08/Jun/2013 às 11:01

    Já antevejo manicômios construídos especialmente para abrigar cristãos... É preciso quebrar o silêncio e mandar essa gente calar a boca enquanto é tempo. Ateísmo também é uma crença: a de que Deus não existe. Em ciência, a ausência de evidência não pode ser tomada por evidência de ausência. É o erro praticado pelos crentes e religiosos do ateísmo.

  62. MARCO DIAS Postado em 09/Jun/2013 às 21:40

    É CLARO QUE TODO O FUNDAMENTALÍSMO NÃO É BOM, MAS VAMOS REFLETIR UM POUCO, EM TODA A SOCIADADE HÁ PROBLEMA NO CAMDOBLE, ESPIRITISMO, JUDAÍSMO E NO ISLAMISMO NÃO VOU NEM COMENTAR, É LOGICO QUE OS EXCESSOS DEVEM SER CONTIDOS, AQUELE QUE CAUSARAM MAL A OUTREM DEVEM SER PUNIDOS SE PROVADO, MAS MEUS AMADOS AMIGOS, POR QUE SERÁ QUE ESTÁ MATERIA VEIO A TOMA, JUSTAMENTE CITANDO OS CRISTÕES, QUAIS CRISTÕES ELA SE REFERE, POR QUE; CADA UM TIRE SUAS PROPRIAS CONCLUSÕES, E OUTRA COISA QUEM, É ISTO MESMO QUE PUBLICOU ESSE TRABALHO NA INTERNET, E QUAL PARTIDO OU FACÇÃO ELA PERTENCE. DEUS ABENÇÕE A TODOS.

  63. Valente do Rei Postado em 17/Jun/2013 às 23:47

    É necessário comentar que o fundamentalismo é prejudicial - segundo a descrição que conheço do termo - não só no meio religioso, pois no meio ateu, por exemplo, conheci muitas páginas fundamentalistas, que simplesmente descartam interpretações de fatos científicos, por não estarem de acordo com a teoria de que Deus não existe, o que nos prova que o fundamentalismo ateu ou científico também é prejudicial, causando distúrbios mentais em inúmeros indivíduos, os quais, quando não cometem suicídio, tornam-se homicidas, mas é claro que os argumentos que cito não foram considerados, talvez por não interessarem os leitores... considero que pessoas realmente inteligentes devem considerar a possibilidade de estarem erradas, e respeitar o direito de escolha de seus semelhantes quando as interpretações de fatos científicos são duvidosas, ou contêm pontos obscuros.

  64. José Santos Postado em 06/Jul/2013 às 14:23

    Eu parei de acreditar em Deus. No final me fez bem ser ateu. Depois comecei a estudar o budismo e recuperei a paz de espírito, sem a loucura religiosa.

  65. Marina Postado em 11/Jul/2013 às 16:41

    Alan Myatt, você é evangélico... está tudo dito. Não vale a pena disfarçar com ciência, quando pertence ao tipo de "religião" que engloba muitos destes tipo de abusos. Aliás, sendo tão racional e sabido, não percebeu que a autora menciona fanatismo religioso?? Ainda mais, aproveitando para doutrinar as pessoas com conversa bíblica! Haja paciência! De resto, os que estão contra, são do meio. Nada de novo. Só um lembrete: existem pessoas religiosas (sãs) que não usam a Bíblia, sabiam?

  66. Diogo Postado em 12/Sep/2013 às 20:12

    Religião e dinheiro são as grandes maldições do homem... principalmente porque são vistas como essenciais aos mesmos!

  67. Fábio Elias Postado em 14/Sep/2013 às 22:46

    É lamentável que no Brasil as pessoas estudem tão pouco e tenham hábitos de leituras tão escassos. A alienação é terrível, impede que a pessoa perceba além de seu próprio nariz. Digo isto, pois, é o que basicamente vimos no artigo. Falta de cultura é um ambiente fértil para a ignorância e então o fundamentalismo. Independente de ser religiosa ou não toda ideia fundamentalista é por si só patológica.

  68. Vinicius de Almeida Postado em 05/Oct/2013 às 07:10

    A Hipnose altera estados físicos e de comportamento. A Auto-hipnose também pode fazê-lo. Quando chegará o tempo em que a Neurociência começará a pesquisar seriamente o que ocorre quando das hipnoses ou auto-hipnoses ?

  69. Cici Postado em 07/Oct/2013 às 15:26

    Agora diga algo que ninguém sabia. Fanatismo sempre fez mal. SEMPRE. Seja o fanático um cristão, um muçulmano, um ateu, um político ou o raio que o parta. Fanatismo é doença e faz mal.

  70. [email protected].br Postado em 09/Dec/2013 às 01:36

    todos falam o que quer, digo o o que passei na pele... como sofri...atem minha mente não è mais a mesma, fiquei muito doente quando tive meu primeiro filho.....a deprecao foi de mata.... nao sabia o queera deprecao?procurei a religiao e o que eu tinha na época pois não tinha men uma infomacoa sobre religião.... Aceitei tudo que me diziam!!!!... não procurei tratamento pois pensava que era tudo questào de libertacao!!!.... hoje eu descobri que tenho trastorno bipolar...14 anos da minha vida no lixo........quem me falar que não pague minhas cantas .......so eu sei o que passei, e ainda passo!!!!!! cade o pastor????? o ungido de Deus?????so queria o meu dinheiro.....religião pra mim virou negocio ....ta aqui meu e-mail [email protected] .br quem è o homem pra me convercer que essa mentira è verdada......cade????????????????????????????

  71. Nozinha Postado em 16/Dec/2013 às 22:15

    Eu tenho uma amiga, desde de pequena, ela viveu na igreja, com o passar do tempo ela estava se sentindo só, começou a entrar na internet, face, conheceu um menina, começaram a se gostar, mais ai, uma convidou pra ir na casa dela que e em outro estado, aquela vontade de ir, com bagagem pronta, de repente bateu um medo, se sentindo que Deus ia punir ela, que ela era pecadora, ela entrou em depressão, desmaiou, ficou meses doente sem comer, perdeu peso, ficou so no calmante um menina nova, agora tentando se curar, mais o que vem na cabeça, precisa mudar, voltar pra onde nunca teria saído da igreja, por medo de ser castigada, punida, mesmo com sentimento profundo por uma pessoa do mesmo sexo, que se diria é pecado e morte eterna, imagina como esta a cabeça dela, isso ela nunca vai tirar, agora namora o filho do pastor, sendo que ela nem sente amor, mais sim pra nao se sentir sozinha, mais o sentimento de amor, medo de ser massacrada, ai vem e o sentimento, o coração, a vida, como pode voce sendo dominada, e não enxergar o que é a vida o que é viver, Deus não quer isso, quer seu filho bem com tudo e com todos não se punido

  72. mateus Postado em 27/Dec/2013 às 22:28

    o pior é que a religião é um sistema muito bem pensado, sem brechas... um religioso ao ler esse trecho "...eu ainda não encontrei o meu lugar no universo", com certeza fala que ele se sente assim porque está sem Jesus em sua vida e nunca vai deixar de se sentir vazio sem Ele. Eu sei que falaria isso porque, apesar de ser ateu, eu ainda tenho pensamentos que me foram implantados como esse, da época que era religioso. Inclusive, muitas vezes, eu tenho sentimento de culpa e sou perseguido pelos meus próprios pensamentos que me dizem que eu vou para o inferno. Obrigado pela depressão, religião!

  73. Marco Postado em 28/Dec/2013 às 11:35

    Radicalismo é ruim sim e muito. Mas viver uma vida afundada no pecado, sem Deus e sem limites é muito pior. O homem tem livre-arbítrio, Deus não obriga ninguém a nada. Mas não se enganem, Deus recompensará ou punirá o homem de acordo com suas escolhas.

    • Slash Postado em 09/Apr/2014 às 11:10

      Espero que ele puna os fundamentalistas pelos crimes contra a humanidade, que eles cometem todos os dias.

  74. Bethe Postado em 30/Dec/2013 às 22:03

    Sejamos apenas imitadores de Jesus. " Ame o teu próximo como a ti mesmo". Eis toda sabedoria e razão.

  75. Jorge Luís Postado em 30/Dec/2013 às 22:32

    Todo fanatismo gera uma série de complicações psicológicas e mentais. Seja na religião, na política, na ciência, no ateísmo, enfim, fanatismo não é bom seja onde for. Sou cristão desde criança e, minha mãe, muito católica, nunca me forçou a nada. Sempre me orientou e me ensinou. Aos 19 anos me converti ao Evangelho e aprendi a liberdade de Cristo. Infelizmente, existem pessoas desequilibradas que fazem da liberdade do evangelho uma prisão pior que o inferno. Que Deus nos dê sabedoria e entendimento para alcançar a paz!

  76. Maria Postado em 31/Dec/2013 às 02:36

    Bom, eu não concordo com quase nada de opinião dos leitores e também do autor do documentário. Existe em minha opinião um seguimento enraizado por ideologias ateístas e Marxismo, que tentam destruir as crenças religiosas. O que é maxisismo? É a forma ideológica e sociológica, aplicada no comunismo, sendo assim uma visão marxista é sempre uma visão igualitária, solidária, e impositiva (copiei do fórum). É quase o contrario do liberalismo. Também há muitas seitas e religiões perigosas e com muitas falhas a quais eu prefiro não citar nomes para não cair no famoso “preconceito”. Foi assim que aprendi ver a vida para não cair nos extremismos. Ao contrário de muitos aqui eu já vivi de quase tudo um pouco e nunca fui obrigada por parentes e amigos a ir a uma igreja. Meu pai era católico não muito praticante, meus avôs um pouco mais assíduos e também nunca me ensinaram a doutrina católica e sim era mais um costume de cidade de interior. Eu tive traumas por ser órfã de mãe e sempre procurei incessantemente a fé em Deus. Mas ninguém nunca me falou “Jesus te ama” ou um versículo bíblico. Segui minha juventude conhecendo a liberdade que o mundo oferece e convivendo com o preconceito. Mas passei pela minha juventude sem muitos arranhões, vivi sozinha em cidade grande, nunca experimentei drogas e embora eu não tivesse pessoas para me falarem de pecados tinham muitos para me falar de moral. Mas eu tinha uma verdadeira fascinação por amor, santidade, caridade e uma sociedade igualitária e solidária. Já aos 19 anos e já formei o meu caráter político e descobrir que eu era de esquerda e socialista. Hoje eu percebo que eu não entendia quase nada, mas estava nas ruas, nas manifestações nas revoluções. Eu até chorei no filme de Olga Binário, eu pensava como ela e sem ao menos conhecer na essência o que era o comunismo. Em minha família havia divisões direita e esquerda e mais uma vez eu aprendi a não ser extremista e procurava não ter conflitos por ideologias. Mas nos sindicatos e nas ruas eu era uma militante. Meu primeiro contato com evangélicos ou crentes foi em Belo Horizonte meus vizinhos do mesmo condomínio. Eram 4 irmãos uma menina e 3 rapazes que moravam com sua mãe. A igreja deles era muito rígida e as recomendações eram namorar e se casarem com jovens da igreja. Éramos uma republica de moças jovens e havia três irmãs. A mais nova e ainda menor se converteu nesta igreja e começou a namorar um dos rapazes visinhos evangélico que tocava na igreja. Sim, ai ela mudou o comportamento e as duas irmãs começaram a se preocupar muito. E as brigas e discussões eram constantes, pois, elas achavam que a irmã estava ficando fanática. E toda aquela preocupação e cobranças por puro preconceito. Então ela começa a afastar de todas nós ia poucas vezes a casa e se apoiava na igreja e na família do namorado. Poucas vezes eu cruzava com o rapaz primogênito da família no corredor e ele desviava o olhar mostrando certa santidade. Perguntei a colega porque ele se comportava assim e ela me respondeu que nos éramos jovens do mundo. - Mas porque eu sou do mundo? – Por que vc não é cristã evangélica. Meu E se nos formos todas para a igreja amanhã. Vocês serão visitantes, e será aceitas como membro se aceitar Jesus como único e suficiente salvador. E nos fomos nesta igreja e havia um almoço e neste dia a pregadora missionária falou sobre a igreja perseguida nos paises comunistas. Neste tempo, este assunto era restrito nas igrejas, todos tinham medo e não havia nada em qualquer jornal, panfleto e ou alguma revista. Vou resumir, pois tenho que dormir, eu vim a me converter em Fortaleza no Ce na igreja presbiteriana do centro e posso garantir que há muitos mitos e enganos somos nós cristãos. Eu não me converti porque achei a bíblia perfeita e convincente. Eu recebi o espírito santo de Deus, eu senti a presença de Deus. Minha conversão foi emocionante. Eu vejo muitas falhas na psicologia e hoje há um perigo grande também. Eu tomo remédios, eu vou a psicólogos eu estudei filosofia e meu curso é quase todo baseado em Maxisismo e, no entanto eu acho que o grande perigo é o extremismo. Nas igrejas há vários níveis de espiritualidade e pessoas são falhas e não há nenhuma igreja perfeita. Isto que muitos chamam de fanatismo é um pouco de preconceito do desconhecido. O que nos temos no inicia da conversão é o chamado primeiro amor. Isto é o espírito santo de Deus! Hoje as igrejas mudaram muito e nos temos encontros e nos temos cursos e nos temos congressos. Ficar numa igreja e seguir a Cristo não são dias fáceis, e não é só alegria temos muitas lutas. Cristãos têm tempos de dúvidas, de angustia, de desvios e é tudo um caminho. Tem filhos de pastores que se envolvem com drogas e a carga de combrança em cima de filhos de pastores é muito grande e não é só perfeição. Eu conheço os dois lados da moeda existem extremistas políticos. É uma loucura achar que a ciência e Deus são opostos. Boa noite a todos e fiquem na paz!

  77. Durvalina Castoldi Postado em 13/Mar/2014 às 21:11

    Tenho um caso na família, e o nome dessa síndrome é esquizofrenia. Não age apenas na parte religiosa, mas em vários aspectos. Os esquizofrênicos criam suas próprias realidades, na maior parte das vezes, são terrivelmente derrotistas.

  78. nélio Postado em 03/Jul/2014 às 23:41

    amados! é preciso identificar se os ensinamentos de uma instituição é ou não é a bíblia mau interpretada: não se mata em nome de DEUS! JESUS não veio para condenar ninguém,ele veio para que tenhamos vida e tenhamos vida em abundancia,logo não devemos julgar,punir e muito menos matar alguém!devemos amar o próximo porque isso é um mandamento divino:amar o próximo como a ti mesmo!devemos orar até pelos os inimigos:orai pelos os inimigos e bendizei os que vos perseguem!na oração do PAI NOSSO dizemos:Perdoa as nossas ofensas assim como nós perdoamos á quem tem nos ofendido !logo ,como podemos virar a cara para alguém se pronunciamos essas palavras todas as noites!? devemos levar o amor de DEUS até o próximo:Ide por todo o mundo pregar o evangelho. JESUS nunca se desfez de ninguém ( se ele viesse hoje aqui provavelmente visitaria os presos,os traficantes...aquelas pessoas que são consideradas a corja a contra versão da sociedade) se assustou agora ,né!? então,o único exemplo que ele deixou é este:portanto sede imitadores de mim ,como eu sou imitador de meu pai que esta no céu. o termo cristão vem de seguidor de cristo, cristinho. enfim uma instituição correta só vai te ensinar á conquistar o reino dos céus e vai ser amando á DEUS e ao próximo,se você já faz isso fique tranquílo! se conhece uma instituição que não ensina esses preceitos bíblicos,fique atento STR infelizmente existe e é sério espero ter sido bem claro com vocês fiquem na paz de CRISTO e sempre lembre=se:DEUS AMA Á TODOS !

  79. vilmar Postado em 22/Aug/2015 às 22:32

    nossa.....! o povo fanático religioso parece que nunca vão cair na real, parece que nunca vão parar para raciocinar que as religiões foram feitas pelos homens de carne e osso afim de dominar as massas humanas com mais facilidade, através do amedrontamento do inferno, enxofre do diabo, contos de fadas e paraíso que jamais existiu.religião para mim é igual historinhas infantis, não passa de ilusão.

    • Eduardo Postado em 22/Nov/2015 às 20:55

      Vilmar, quando aquele suicida do avião da Lufthansa estava jogando o avião contra os Alpes, as pessoas gritavam o nome de Deus em várias línguas. Havia por acaso algum padre ou pastor ali dentro 'tentando dominá-las', ou era algo que partiu do coração delas? Não diga asneiras! O ser humano tem instinto para o Criador. E convenhamos, acreditar que o Universo, e que a própria Razão é um mero produto da Ignorância é algo que exige mais fé do que acreditar num Criador

  80. Leonardo Alves Postado em 11/Nov/2015 às 07:23

    Eu concordo com a reportagem. Todavia, o Pragmatismo Político deveria também abordar o "fundamentalismo ideológico", igualmente prejudicial à saúde mental. Mas aí talvez seja um pouco demais pedir aos caras para olharem no espelho e fazer uma autoanálise, né?

  81. José Junot Duarte Postado em 01/Jun/2016 às 12:00

    Fui criado em um lar de gente religiosa,mas com o tempo descobri que não levava jeito pra religião.

  82. Sharon Postado em 03/Oct/2013 às 01:17

    Fazer sexo é uma questão de escolha de cada um e não interfere na SUA vida, mas não é de se espantar um crentelho como vc querer mandar na vida dos outros... e justamente por isso é que essa praga crente deve ser combatida a fogo e ferro, já que só serve para levar pessoas à loucura, cada vez mais e mais pessoas aparecendo com problemas psiquiátricos, uma loucura sem fim, um bando de zumbis asquerosos querendo devorar pessoas de outras religiões e LGBT's. Sem contar que faz mal pra ela própria.

  83. Djijo Postado em 03/Jul/2014 às 16:26

    Isso é conceito teu, e portanto pré-conseito. Vcs chamam todos que votaram no PT como "petistas". Foi o único que tinha candidato que pra começar, é patriota, e em segundo, pensa primeiro nos brasileiros, e em terceiro, na felicidade dos brasileiros. Só ver o que a mídia está fazendo no "não vai ter copa" e a "Petrobras e um elefante branco que não encontra petróleo" e etc pra ver como vcs querem a infelicidade dos brasileiros e as contas bancárias de vcs entupido de dinheiro de falcatruas. Vide SP. Não se deu conta que a proposta do teu lado não tem proposta a não oportunidade de atacar o erário? Tentam desconstruir ideais de pessoas boas para enxertar a porcaria das "propostas" da direitosa brasileira, refém dos interesses empresariais de uma imprensa traíra. Quanto a religião, Jesus não disse que era preciso de intermediários, ao contrário, disse que cada um se isolasse e orasse com o próprio coração.