Luis Soares
Colunista
Compartilhar
Palestina 21/Mar/2013 às 08:57
12
Comentários

Vídeo revela soldados israelenses espancando crianças palestinas

Vídeo mostra soldados israelenses espancando e prendendo crianças palestinas. Há uma semana, Unicef publicou relatório no qual acusa Israel de maus-tratos contra menores palestinos presos

Um vídeo divulgado pela ONG de direitos humanos B’Tselem mostra soldados israelenses detendo crianças palestinas que seguiam para a escola nesta quarta-feira (20/03), em Hebron. Nas imagens, os oficiais agarram e espancam os jovens, que tentam desesperadamente se desvencilhar da prisão. Em uma das cenas, uma criança chora enquanto estende os braços em direção ao pai.

GALEANO: QUEM DEU A ISRAEL O DIREITO DE NEGAR TODOS OS DIREITOS?

Em Israel, a prisão de crianças maiores de 12 anos é autorizada pela lei militar. A legislação define que crianças com menos de 14 anos não podem ser condenadas a mais de seis meses de cadeia. Na maioria dos casos, as penas ficam entre duas semanas e dez meses.

O flagrante de agressão, filmado por um ativista estrangeiro, foi condenado pela B’Tselem, que demandou “intervenção urgente” para libertar as 20 crianças detidas, que têm, de acordo com a ONG, “entre oito e 10 anos” de idade.

Leia também

Relatório

soldado israelense agride criança palestina

Agressões de soldados israelenses a crianças palestinas são rotineiras. Na imagem, soldado de Israel pisa em criança palestina, depois de agredir mãe com bebê de colo (Foto: AFP)

Coincidentemente, dia 13 de março o Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância) lançou relatório no qual acusa Israel de maus-tratos contra menores palestinos presos. “Em nenhum outro país as crianças são sistematicamente julgadas por tribunais militares para menores que, por definição, não fornecem as garantias necessárias ao respeito dos direitos deles”, enfatiza o documento.

O Unicef avalia em “cerca de 700 por ano o número de crianças palestinas de 12 a 17 anos, em sua maioria meninos, presos, interrogados e detidos pelo exército, a polícia e os agentes de segurança israelenses”.

“Esses maus-tratos incluem a prisão de crianças na casa delas entre meia-noite e 5h por soldados armados de maneira pesada, o fato de vendar as crianças e amarrar suas mãos”, segundo o relatório, que também cita “confissões forçadas e ausência de acesso a um advogado ou a membros da família durante o interrogatório”.

“Essas práticas violam o direito internacional que protege as crianças contra os maus-tratos quando elas entram em contato com as forças da ordem e instituições militares ou judiciárias”, conclui o documento.

Opera Mundi

Recomendados para você

Comentários

  1. FRANKLIN JORGE Postado em 21/Mar/2013 às 11:38

    NOJENTO!

  2. Marcos Postado em 21/Mar/2013 às 12:03

    Sionistas nojentos... São esses mesmos psicopatas que fomentam o fanatismo religioso por aqui. Se não fosse pelo ocidente cristão, os árabes já teriam dado um jeito neles.

  3. Bruna Postado em 21/Mar/2013 às 12:12

    Cadê a porra dos direitos humanos?

  4. Carlos Alberto Postado em 21/Mar/2013 às 13:41

    Desculpem, mas somente vi soldados agarrando jovens no intuito de prendê-los, e não "oficiais agarrando e espancando jovens". No meu ponto de vista as cenas são claras nesse sentido, mas não deixam de ser fortes, principalmente sob o ponto de vista ocidental e de um país que não participa de guerra há muito tempo. O que aconteceu antes do incidente, para dar eventual motivo aos soldados, ou depois na prisão, eu desconheço, e creio que todos aqui também desconhecem, até porque se basearam somente no relato de um lado da história. O mesmo se aplica à foto, sem rosto, do soldado pisando na criança. Não tenho informações sobre a mesma, pode ser uma agressão ou uma ficção. Com isso, quero dizer que condeno a defesa cega de um lado, e muito mais as ofensas, sem conhecimento de causa. Creio que ninguém aqui conhece em profundidade a história e a realidade da população local, para tecer opinião tão imediatista. E mais, condenar violência incitando mais violência é ainda mais condenável e contraditório, e certamente não solucionará a questão local entre judeus e palestinos ou não é?

  5. kleber Postado em 21/Mar/2013 às 15:42

    tá, mas qual o motivo delas serem presas? não entendi! é só por serem menores de idade? ham? o que fizeram? são por serem palestinas? tô todo confuso diante dessa estória... alguém me explica?

  6. felipe Postado em 22/Mar/2013 às 06:36

    curioso eu que neste video mostra o soldado com uma AK47 e o exercito de israel nao usa esse tipo de arma...

  7. Thiago Postado em 22/Mar/2013 às 16:01

    O que o Hittler fez a esses babacas foi pouco. São folgados, covardes, donos do dinheiro e tem o respaldo dos Estados Unidos para suas atrocidades. E direitos humanos só funciona no Brasil protegendo estupradores de maus tratos.

  8. Carlos Nilson Leal Postado em 22/Mar/2013 às 17:57

    Thiago. Meu Deus! Como você pode pensar assim: "O que o Hitler fez a esses babacas foi pouco." Ninguém, ninguém, merece o que Hitler fez. Achei que esse pensamento já não mais existia, com tudo aquilo que nós conhecemos a respeito. Lamento, mas não quero ter o prazer de conhecê-lo. Ou melhor: quero ter o prazer de não o conhecer.

  9. Zevi Postado em 24/Mar/2013 às 04:09

    Criancas terroristas que tacam pedras e coquetel molotov no lugar de pais covardes...

  10. jamil Postado em 30/Mar/2013 às 13:00

    Metidos a valentões,com crianças ,idosos e desarmados,quando a coisa fica ruim correm atrás do Tio Sam,na verdade eles sabem que a hora deles esta chegando.

  11. Rodrigo Postado em 24/Apr/2013 às 03:21

    Espancamento?? Onde?

  12. Davi Barouh Postado em 18/Aug/2014 às 15:51

    O que ninguém mostra são estas mesmas crianças lançando pedras e bombas incendiárias. Muito me admira ainda existir no Brasil "pseudos" defensores de "muçulmanos radicais". Para que não sabe, "muçulmanos radiais" são aqueles pessoas que não respeitam o direito à vida de ninguém. São os mesmos que se enchem de bombas e entram em escolas, trens de metrô, aviões repletos de pessoas, e detonam matando centenas de inocentes. São pessoas que vivem sob um regime totalitário e pregam o fim da democracia. Sim, são os mesmos que apedrejam mulheres em praça pública, simplesmente porque um homem olhou para elas. Sim são estas pessoas que têm nojo dos ocidentais, inclusive nós brasileiros que somos cristãos. Só imbecis brasileiros para defender este tipo de gente. Há algum tempo atrás tive acesso a este vídeo em sua totalidade. Não editado como está. O vídeo que vi as crianças, mandadas pelos seus pais, arremessavam grandes pedras em direção à tropa israelense. Muito pior fazem eles que durante as batalhas fazem crianças e mulheres de escudo só para ganhar a simpatia de idiotas, como alguns brasileiros. Seria muito bom que os defensores da causa palestina atentasse para alguns detalhes que teimam em não ver. O principal deles é que Israel é uma democracia enquanto que a Palestina(Faixa de Gaza), é governada por um grupo terrorista (Hamas). Ao invés de falarem tanta besteira, como a de que o que Hitler fez com o povo judeu foi pouco, deveriam ler um pouco de história e também estudar sobre sistemas de governo.