Redação Pragmatismo
Compartilhar
Contra o Preconceito 06/Mar/2013 às 17:29
10
Comentários

Pastor racista assume Direitos Humanos e se compara a Martin Luther King

Indicado para presidir Comissão de Direitos Humanos, Pastor Marco Feliciano se compara a Martin Luther King

Depois de quase três horas de reunião, o Partido Social Cristão (PSC), sem consenso, indicou Marco Feliciano (SP) para presidir a Comissão de Direitos Humanos. O anúncio foi feito pelo líder da legenda, André Moura (SE), que afirmou ter sido uma decisão de consenso, ainda que alguns deputados emitiram voto em outros nomes, mas foram vencidos.

O pastor Marco Feliciano é conhecido por ataques contra os homossexuais, quando afirmou que a “Aids é um câncer gay” (ver aqui), além de manifestações ofensivas contra negros (ver aqui).

pastor marco feliciano homofobia

Pastor Marco Feliciano assume a Comissão de Direitos Humanos da Câmara.

Em entrevista coletiva, Feliciano citou pastor protestante e ativista político americano Martin Luther King como um exemplo igual ao seu.

– Disseram ser da Idade da Pedra ou dos tempos de caça às bruxas a escolha de um pastor para presidir a Comissão de Direitos Humanos. Lembro que o maior defensor dos direitos humanos de todos os tempos foi um pastor: Martin Luther King. Não me comparo a ele, mas era também um cristão – disse Marco Feliciano.

O deputado disse que não é e nunca foi racista e nem homofóbico, mas não negou as frases sobre negros que inseriu em seu Twitter na internet.

Uma petição com quase 65 mil assinaturas exige a imediata destituição do Pastor Marco Feliciano da presidência da Comissão de Direitos Humanos.

– Não neguei o que escrevi e não nego agora. Foi só um post.

Leia também

Feliciano voltou a afirmar que a Comissão de Direitos Humanos é monotemática e que dá espaço excessivo para apenas um movimento. Ele evitou de citar, mas se referia aos temas relacionados a gays, lésbicas, transsexuais e outros setores desse movimento.

– Mesmo meu partido sendo conservador e de direita, ninguém será tolido na comissão.

O deputado voltou a afirmar ser contra a união civil do mesmo sexo.

– Casamento civil é entre um homem e uma mulher. E ponto final. É o que diz nossa Constituição. Fora disso, nada existe. Defendo o plebiscito e vou ver em que pé está meu projeto, que estava parado na comissão.

Ele afirmou também que a sociedade conhecerá, “de fato”, quem é Marco Feliciano.

– Vou dignificar a Nação. Sou muito querido dentro do Parlamento. Tive 210 mil votos.

O deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ), na semana passada, disse que pode não integrar a comissão se confirmada a indicação de Feliciano. E questionou:

Como pode presidir uma comissão de direitos humanos e minorias um deputado que disse que o problema da África negra é “espiritual” porque “os africanos descendem de um ancestral amaldiçoado por Noé”, revivendo uma interpretação distorcida e racista da Bíblia, que já foi usada no passado para justificar a escravidão dos negros?

Chico Alencar (PSOL-RJ), também integrante da comissão, criticou a indicação de Feliciano.

– Essa indicação vai inviabilizar a comissão que é dos direitos humanos. Será a comissão dos valores religiosos, do fundamentalismo e da higienização da raça. Foi uma insensatez do PSC – disse Chico Alencar.

Manifestantes protestam contra Marco Feliciano presidir comissão de Direitos Humanos da Câmara

Um grupo de manifestantes lotou a sala da Comissão de Direitos Humanos na Câmara dos Deputados, nesta quarta-feira (6), em protesto contra a indicação do deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP) para presidência do órgão.

O parlamentar é acusado de dar declarações racistas e homofóbicas à imprensa e nas redes sociais. Os manifestantes alegam que o comportamento de Feliciano contraria o objetivo da comissão de Direitos Humanos, que é defender as minorias.

Além do protesto, a primeira reunião foi marcada pelo debate entre deputados que também querem a indicação de outro parlamentar para o cargo.

Agências

Recomendados para você

Comentários

  1. Yure Costa Postado em 07/Mar/2013 às 06:44

    Como se deu essa votação? O Pragmatismo Político tinha com divulgar quem votou a favor e PRINCIPALMENTE Contra? Pois assim teremos um raio-x da situação e nomes para os próximos atos... E o que podemos fazer agora?

  2. Rodrigo Teixeira Postado em 07/Mar/2013 às 08:25

    Aviso aos cristão desavisados como o ilustríssimo pastor Feliciano. : É claro que muitos cristãos acreditam que uma pessoa inofensiva como Martin Luther King Jr. é o melhor exemplo da religião cristã. Mas isso apresenta um pequeno engano. Quem conhece religiões orientais como budismo e jainismo consegue rapidamente que a doutrina do jainismo é, objetivamente, uma orientarão melhor do que a doutrina do cristianismo para quem deseja ser como Martin Luther King Jr. Não há dúvida de que King se considerava um cristão devoto, mas ele assumiu seu compromisso com a não-violência basicamente a partir dos escritos de Mohandas K. Gandhi. Em 1959, King até viajou para a índia a fim de aprender os princípios do protesto social não-violento diretamente com os discípulos de Gandhi. E com quem Gandhi, um hinduísta, aprendeu a doutrina da não-violência? Com os jainistas ! Colocar a frente da comissão dos direitos humanos e minorias, um membro simultaneamente de uma religião e um partido conservadores é um retrocesso e uma afronta a todos os avançamos que a nossa sociedade já conquistou em termos de tolerância e igualdade de direitos.

  3. Vanessa Postado em 07/Mar/2013 às 08:53

    Enquanto os julgamos Deus acolhe...enquanto separamos Deus junta... enquanto temos desafetos Deus ama a todos e levou o filho d'Ele (para quem acredita) na cruz para morrer por TODOS. Porque TODOS a Bíblia diz: TODOS pecaram... Rm 3:23... Acredito que se nós, os evangélicos ao invÊs criticarmos o livre arbítrio que Deus deu ao Homem, fossemos praticar mais o que esta escrito na Bíblia, iriamos fazer de fato o que Jesus nos ensino... No mundo não esta acontecendo nada do que Jesus não falou que aconteceria. O único que tem o poder de Julgar a Humanidade é Deus o SOBERANO. Sou Negra e não sou amaldiçoada nem a minha descendência somos benção... Quem nos JUSTIFICA é DEUS!.

  4. maria Postado em 07/Mar/2013 às 09:32

    No passado o cristianismo já foi usado para manipular pessoas e ganhar poder e riquezas, atualmente vemos acontecer quase uma retrospectiva, afinal a consciência crítica continua rara, logo a população em maioria continua ingenua e manipulada e os "demônios" enriquecendo na terra!

  5. reni einhardt Postado em 07/Mar/2013 às 15:03

    É UM RETORNO A IDADE MÉDIA, SÓ FALTA A QUEIMA DE BRUXAS EM FOGUEIRAS E O EXTERMÍNIO DE QUEM NÃO CONCORDA COM O QUE ESTÁ ESCRITO NA BÍBLIA. ALIÁS JESUS NÃO ESCREVEU UMA LINHA SEQUER DESSE LIVRO DE MITOLOGIA, FORAM SIM HOMENS SEDENTOS DE PODER E RIQUEZA QUE DETURPARAM A PALAVRA DELE.

  6. Augusto Patrini Menna Barreto Gomes Postado em 07/Mar/2013 às 17:14

    Vale listar quais outros partidos além do PT (cuja liderança e a grande maioria da bancada julgaram que os Direitos Humanos não são tão importantes e cederam a comissão ao PSC) que nos traíram, PSDB, PMDB, PDT, PP, PV e PSB se articularam em favor dos fundamentalistas, indicando representantes evangélicos para a reunião, segundo a reportagem da Folha de São Paulo - e sob a batuta do pior deles, João Campos (PSDB-GO), líder da bancada evangélica na Câmara. Espero que os gays, mulheres, negros e todos que pensam que os direitos humanos são importantes lembrem-se disso nas próximas eleições.

  7. Ildenê silva Postado em 08/Mar/2013 às 11:04

    A África vive em decadencia espiritual, por isso passa momentos de angustia, Mas assim como Deus teve misericórdia do povo de Israel por intermedio de Neemias que o mesmo quando soube da situação de miséria que seu povo estava sofrendo ele se levantou para erguer os muros que estava derribado pelos inimigos, que por desobediência do seu povo estavam pagando um alto preço. Neemias foi tocado pelo amor de Deus, para mudar a situação do seu povo. Oremos a Deus para Ele levantar homens e mulheres de amor no coração para olhar para áfrica e não para julgar, pedimos para Deus para que os países venham se compadecer da situação da áfrica e a comissão de direitos humanos possa olhar para este país não com olhar julgador, mas com olhar de Jesus, e que as autoridade possa se comover para fazer alguma por este povo.

  8. Spike Postado em 10/Mar/2013 às 18:45

    Engraçado... decadência espiritual resulta em momentos de angústia. Mas e países como a Dinamarca, a Islândia ou a Suécia, onde as pessoas não dão tanta importância à religião? Eles vão melhor que o Brasil. Muita gente lá tá cagando e andando pra religião. Aqui, onde há muitas pessoas religiosas, a situação está essa merda.

  9. SATENA Postado em 16/Mar/2013 às 10:54

    tenho certeza que esse marcos da ré no quibe.....enrustido é só olhar um entendido reconhece um encubado .... é lessie disfarçado de rintintin.

  10. Marcio Postado em 12/Apr/2013 às 14:40

    Se forem aptos a exercerem aos cargos, pra mim é normal. Se ele fosse um gay, iria empregar pastorer?!