Redação Pragmatismo
Compartilhar
Ditadura Militar 26/Mar/2013 às 20:33
32
Comentários

Relembre: editorial de O Globo celebra golpe militar de 1964

A história inabalável: Editorial do jornal “O Globo” de 2 de abril de 1964, celebrou o Golpe Militar

Leia a seguir, na íntegra, o posicionamento histórico e irreparável do jornal da família Marinho durante o processo que removeu, à força, um governo democraticamente eleito e instaurou uma ditadura militar no Brasil. Na foto abaixo, a capa do jornal O Globo, celebrando o “ressurgimento da democracia”, um dia após o Golpe Militar.

Editorial de “O Globo” do dia 02 de abril de 1964

“Ressurge a Democracia”

Vive a Nação dias gloriosos. Porque souberam unir-se todos os patriotas, independentemente de vinculações políticas, simpatias ou opinião sobre problemas isolados, para salvar o que é essencial: a democracia, a lei e a ordem. Graças à decisão e ao heroísmo das Forças Armadas, que obedientes a seus chefes demonstraram a falta de visão dos que tentavam destruir a hierarquia e a disciplina, o Brasil livrou-se do Governo irresponsável, que insistia em arrastá-lo para rumos contrários à sua vocação e tradições.

Como dizíamos, no editorial de anteontem, a legalidade não poderia ser a garantia da subversão, a escora dos agitadores, o anteparo da desordem. Em nome da legalidade, não seria legítimo admitir o assassínio das instituições, como se vinha fazendo, diante da Nação horrorizada.

editorial globo golpe militar 1964

Capa do jornal O Globo, celebrando o “ressurgimento da democracia”, um dia após o Golpe Militar. (Reprodução)

Agora, o Congresso dará o remédio constitucional à situação existente, para que o País continue sua marcha em direção a seu grande destino, sem que os direitos individuais sejam afetados, sem que as liberdades públicas desapareçam, sem que o poder do Estado volte a ser usado em favor da desordem, da indisciplina e de tudo aquilo que nos estava a levar à anarquia e ao comunismo.

Leia também

Poderemos, desde hoje, encarar o futuro confiantemente, certos, enfim, de que todos os nossos problemas terão soluções, pois os negócios públicos não mais serão geridos com má-fé, demagogia e insensatez.

Salvos da comunização que celeremente se preparava, os brasileiros devem agradecer aos bravos militares, que os protegeram de seus inimigos. Devemos felicitar-nos porque as Forças Armadas, fiéis ao dispositivo constitucional que as obriga a defender a Pátria e a garantir os poderes constitucionais, a lei e a ordem, não confundiram a sua relevante missão com a servil obediência ao Chefe de apenas um daqueles poderes, o Executivo.

As Forças Armadas, diz o Art. 176 da Carta Magna, “são instituições permanentes, organizadas com base na hierarquia e na disciplina, sob a autoridade do Presidente da República E DENTRO DOS LIMITES DA LEI.”

No momento em que o Sr. João Goulart ignorou a hierarquia e desprezou a disciplina de um dos ramos das Forças Armadas, a Marinha de Guerra, saiu dos limites da lei, perdendo, conseqüentemente, o direito a ser considerado como um símbolo da legalidade, assim como as condições indispensáveis à Chefia da Nação e ao Comando das corporações militares. Sua presença e suas palavras na reunião realizada no Automóvel Clube, vincularam-no, definitivamente, aos adversários da democracia e da lei.

Atendendo aos anseios nacionais, de paz, tranqüilidade e progresso, impossibilitados, nos últimos tempos, pela ação subversiva orientada pelo Palácio do Planalto, as Forças Armadas chamaram a si a tarefa de restaurar a Nação na integridade de seus direitos, livrando-os do amargo fim que lhe estava reservado pelos vermelhos que haviam envolvido o Executivo Federal.

Este não foi um movimento partidário. Dele participaram todos os setores conscientes da vida política brasileira, pois a ninguém escapava o significado das manobras presidenciais. Aliaram-se os mais ilustres líderes políticos, os mais respeitados Governadores, com o mesmo intuito redentor que animou as Forças Armadas. Era a sorte da democracia no Brasil que estava em jogo.

A esses líderes civis devemos, igualmente, externar a gratidão de nosso povo. Mas, por isto que nacional, na mais ampla acepção da palavra, o movimento vitorioso não pertence a ninguém. É da Pátria, do Povo e do Regime. Não foi contra qualquer reivindicação popular, contra qualquer idéia que, enquadrada dentro dos princípios constitucionais, objetive o bem do povo e o progresso do País.

Se os banidos, para intrigarem os brasileiros com seus líderes e com os chefes militares, afirmarem o contrário, estarão mentindo, estarão, como sempre, procurando engodar as massas trabalhadoras, que não lhes devem dar ouvidos. Confiamos em que o Congresso votará, rapidamente, as medidas reclamadas para que se inicie no Brasil uma época de justiça e harmonia social. Mais uma vez, o povo brasileiro foi socorrido pela Providência Divina, que lhe permitiu superar a grave crise, sem maiores sofrimentos e luto. Sejamos dignos de tão grande favor.”

Pragmatismo Politico, com Acerto de Contas

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook.

Recomendados para você

Comentários

  1. Marcus Postado em 27/Mar/2013 às 08:53

    Enquanto a folha e o globo celebravam a "volta da democracia", a veja era retirada das bancas pelos milicos em sua quinta edição.

    • Iudes Postado em 05/Dec/2013 às 23:09

      Mas a REVISTA de esgoto "VEJA" é o MEIO DE (des)INFORMAÇÃO MAIS FASCISTA,ANTI-NACIONAL, AÉTICO,INESCRUPULOSO que existe no Brasil

      • Sérgio Roberto Silva Postado em 03/Jul/2014 às 10:42

        Não sei se a Veja faz tanta desinformação assim. Quando os insurgentes criticavam o Governo ditatorial, de direita, sua imprensa também era taxada de " MEIO DE (des)INFORMAÇÃO MAIS FASCISTA,ANTI-NACIONAL, AÉTICO,INESCRUPULOSO que existe no Brasil"...logo vemos claramente aqui, que cada um puxa a sardinha para seu lado. Imprensa deva ser livre. Seja a quel puxa o saco do governo,. seja a que critica o Governo. Facista( termo adorado pelos socialistas caviar) é fazer censura velada, como tem ocorrido neste País.

  2. Binho Mendes Postado em 27/Mar/2013 às 09:34

    Se fosse hoje, talvez a veja seria instituída como a revista oficial do regime!?!

  3. Daniel Borges Postado em 27/Mar/2013 às 09:55

    Sinto uma tristeza profunda ao ver que as organizações Globo não mudaram seu ponto de vista desde então.

    • Franco Postado em 03/Jul/2014 às 14:17

      meu deus! vc não faz a menor idéia do que fala, boa pesquisa.

  4. lucas Postado em 27/Mar/2013 às 10:14

    ou quem sabe o pragmatismop politico

  5. Francisco Fernando Postado em 27/Mar/2013 às 11:15

    É por isso que esses "puxa-sacos" chegaram na situação de hoje (a maior rede de TV do País). E têm a "cara de pau" de falar em democracia...

  6. Alexandre Postado em 27/Mar/2013 às 11:16

    Pelo visto o tiro saiu pela culatra já que TODOS os meios de comunicação sofreram censura, e o globo foi um deles.

  7. Edna guerreiro Postado em 28/Mar/2013 às 09:52

    E está pronta para o revival... O. Globo faz oposição , torce contra e prepara palcos.

  8. Antônio Postado em 30/Mar/2013 às 22:33

    Já Assistiram o filme Muito além do cidadão Kene? Ali dá para perceber o estrago que as organizações globo fez ao Brasil. Isso aqui é café pequeno.

  9. Drauzio Gonzaga Postado em 10/Apr/2013 às 22:24

    Ajudaram a levar Getúlio ao suicídio na campanha cerrada contra as Leis Trabalhistas; lideraram midiaticamente a derrubada de Jango por suas Reformas de Base e agora investem contra as Políticas Sociais da Era Lula.Hoje cinicamente querem denunciar as torturas e as execuções da ditadura militar. Apesar das minhas duras críticas ao totalitarismo soviético, às vezes me sinto nostálgico dos fuzilamentos sumários do stalinismo.Drauzio Gonzaga.

  10. Helio Oliveira Postado em 11/Apr/2013 às 16:22

    Organizações Globo, Um braço do estrangulamento político e cultural do povo brasileiro. Fonte de Alienação das massas de trabalhadores que, sem uma Educação de qualidade, obedece sem perceber a manipulação de suas ideias, princípios e de sua família.

  11. pedrinho machado Postado em 12/Apr/2013 às 11:17

    Como diz um grande amigo (Moacir..) : Pobre povo, alienado pela podre da Globo.

  12. romulo augusto fauaz de andrade Postado em 28/Apr/2013 às 22:29

    o comunismo coloca as forças armadas comoobstaculo ao seuconteudo historico e os militares salvaram-se do fim como aconteceu em cuba pois o modelo de comunismoera o mencionado por che guevara que foi capturado na bolivia fronteira com o acrese ele passa e com o povo sob comando de goulart os militares iriam passar por dificuldades para manterem seu regimeseria como se ficar o bicho come e se fugir o bicho pega

  13. Reniêr Postado em 31/May/2013 às 22:05

    Palavras chave: hierarquia, "Providência Divina" e progresso.

  14. marcelo Postado em 02/Jun/2013 às 15:45

    se bem me lembro todo mundo na epoca apoiou , nao so a globo,

  15. J . J. Afonso Postado em 10/Jun/2013 às 20:54

    poe puxa sacos nisso!!..questão de sobrevivencia, ganhar dinheiro, nada mais! Apesar de tudo tem muita gente encolhidinha que tirou proveito disso tudo e atualmente da uma de anjo/a! No meio artitistico então, nem se fala..foi jeito, maneira de chegar ao palco!..se quizerem nomes....eu cito noutra ocasião..com fatos...

  16. J . J. Afonso Postado em 10/Jun/2013 às 20:58

    Esqueci..essa minha memoria....Se nao me engano , tempos depois, os cariocas elegeram o brizola nao??..estranho isso...aguinaldo timoteo, não??... o color de melo, senador...... ourta fantasia, o LULA!..daqui ha pouco chego no mensalão........abraços

  17. J . J. Afonso Postado em 10/Jun/2013 às 20:59

    Alguem aqui conviveu com algum militar do regime ???

  18. L.R.P. Postado em 21/Jun/2013 às 02:39

    Diante disso, o que fazer? Queremos mudanças, mas como?

  19. Rogério Postado em 21/Jun/2013 às 08:26

    Gostaria de comentar sobre a revista Veja, recentemente foi descoberto que ela manipulava informações em suas publicações, fica a pergunta, em que meio de comunicação confiar?

  20. Darlan Postado em 21/Jun/2013 às 11:55

    É de chorar.

  21. Roger Postado em 22/Jun/2013 às 01:44

    Eu convivi com militares do regime, com imprensa e também com manifestantes.... e do meu ponto de vista, creio que a luta pela democracia tenha sido por parte do povo um tiro no proprio pé. Pois TODOS os militares governantes ou nao do regime, envelheceram pobres e dependentes do SUS (ou de hospitais militares), enquanto o povo conseguiu direito ao voto, e cá hoje estamos com tiririca no senado... caiu como uma luva para os governantes pois, convencer um povo BURRO a votar neles, é muito mais facil hoje do q antigamente. E não foi só o globo q comemorou, os militares tomaram o poder com apoio popular, alem da imprensa. Do mesmo jeito q temos hoje "baderneiros" reprimidos pelos pacifistas, movimentos politicos no meio ta multidao igualmente reprimidos, tinhamos uma parte em 64 que era simpatizante de partidos esquerdistas... e também vale lembrar q no regime militar, não houve perseguição, repressão, tortura por parte do regime até que sua primeira vítima viesse a óbito. Militantes esquerdistas fizeram e assumiram um atentado à bomba no aeroporto dos guararapes onde morreu um almirante da marinha e um civil... e aí a historia de perseguiçao politica, imprensa, e todos aqueles CONTRA o regime começou a ser feita... enfim..

  22. LUIZ CLAUDIO DE fREITAS Postado em 22/Jun/2013 às 02:16

    O POVO ESTÁ DEIXANDO SE LEVER PELA MESMA EUFORIA COMO ACONTECEU EM 1964 E SE NÃO ACORDAR VAI CHORAR SÓ DEPOIS DE 22 ANOS COMO ACONTECEU NAQUELA ÉPOCA.

  23. Thiago Teixeira Postado em 18/Sep/2013 às 20:25

    Ressurge a Democracia?

  24. Dorival Souza Hymalaia Postado em 15/Oct/2013 às 21:20

    Veja que interessante.

  25. Bruno Postado em 11/Dec/2013 às 17:39

    Eu fico aqui pensando... até onde deixarão a internet ser um território de livre manifestação da verdade??? Sem catastrofismos, não acredito que vá muito longe.