Luis Soares
Colunista
Compartilhar
Mídia desonesta 04/Mar/2013 às 15:51
5
Comentários

A hipocrisia da "parcialidade" - desconfie de quem não tem lado

“Recomendo aos leitores que desconfiem de quem disser que não tem lado, simplesmente porque essa pessoa estará tentando lhe passar a perna”

Eduardo Guimarães, em seu blog

Uma de minhas maiores frustrações é não poder encarar o que considero um dos maiores desafios do homem em qualquer época, o de ser capaz de analisar qualquer coisa com base exclusivamente nos fatos, sem deixar que suas idiossincrasias – desejos, ambições, preconceitos, rancores ou amores – interfiram.

imparcialidade jornalismo mídia

Procura-se um analista político “imparcial”

Para explicar por que não posso encarar tal desafio, tomemos a política contemporânea no Brasil como exemplo. Antes de analista político, sou um cidadão. Escrevo um blog intitulado pelo conceito imperioso de exercício da Cidadania.

Ora, exercer a cidadania é, sobretudo, tomar partido de um conjunto de ideias e ideais a partir dos quais aquele cidadão acredita que conseguirá melhorar o seu país. E para fazer prevalecer esses valores em uma democracia, só através de partidos políticos. Sem eles, a democracia simplesmente não existe.

No caso da conjuntura política brasileira, na qual vige um clima maniqueísta entre “tucanos” e “petistas”, fica difícil ser “imparcial”. Basta ir a qualquer blog ou site político da internet e analisar os comentários. Há uma vontade de um lado destruir o outro.

Leia também

Quantas vezes você leu que os “tucanalhas” ou os “petralhas” são o mal encarnado e precisam ser extirpados da vida da nação? Chegam a pregar a prisão daqueles de quem divergem. Em alguns casos, já vi pregarem até a exterminação física.

Entre a direita midiática e a centro-esquerda “petista” só falta haver enfrentamentos físicos nas ruas, coisa que já acontece em países como a Venezuela, por exemplo, onde as pessoas se atracam e até trocam tiros por política, sejam chavistas ou antichavistas.

Apesar da quase inviabilidade da “imparcialidade” em um quadro como esse, parcela imensa do jornalismo nacional vive de namoro com ela, amante que corteja o tempo todo mas que trai em cada viés parcial que tenta contrabandear em textos ou na oratória julgando que ninguém irá notar.

Não é nem culpa dos jornalistas. Muitos deles nem agem assim conscientemente. A culpa é do caráter escandalosamente parcial que os donos dos grandes órgãos de imprensa imprimem a eles. Essa parcialidade mal disfarçada exacerba os ânimos e cria um clima propício ao sectarismo.

Se a grande mídia abandonasse o engajamento político-partidário-ideológico ou se ao menos o reduzisse a níveis aceitáveis, este blogueiro enveredaria pela seara da imparcialidade, pois gostaria muito de provar a si mesmo que é capaz de ser imparcial.

Enquanto o milagre da tomada de consciência pela mídia não vem, se não posso ser imparcial ao menos quero, em benefício do leitor, esclarecer que tenho lado, sim. E recomendar que você que me lê desconfie de quem disser que não tem. Simplesmente porque essa pessoa estará tentando lhe passar a perna.

Recomendados para você

Comentários

  1. Rodrigo Teixeira Postado em 05/Mar/2013 às 07:46

    Não conheço nenhum partido político de direita "de verdade" no Brasil. Aliás não conheço nenhum partido com posturas ideológicas firmes e claras de verdade. O que temos que poderia ser chamado de direita, são os partidos de valores conservadores (geralmente com a palavra cristão na sigla), ao contrário do que os estudantes da militância esquizofrênica gosta de proclamar, não existe liberalismo econômico de verdade no Brasil . Um país neoliberal de verdade não tem entidades como "banco central", nem os EUA alcançaram o que os defensores do comunismo pregam como a ruína humana. Ambos PT e PSDB , são partidos claramente de centro esquerda. Com o mesmo projeto econômico, o mesmo projeto social (geralmente pendendo para o assistencialismo ao invés investimentos reais nos serviços básicos.) e a mesma estratégia de articulação política. Ambos tem seu círculos de aliança na mídia e na iniciativa privada. Os dois só vivem se engalfinhando por que ambos querem a mesma coisa : a posse da máquina pública, para atender os interesses dos seus círculos de aliança. Para você ter uma ideia da esquizofrenia ideológica na qual estamos imersos. Eu que acredito na democracia liberal, nas últimas eleições votei em candidatos do PSOL e PV. Simplesmente por identificação com a figura do candidato e suas propostas, que em muitas vezes não tem NADA a ver com a bandeira dos seus partidos. No brasil não temos uma briga entre cães e gatos. Temos 30 ratos tentando garantir a sua fatia do queijo... Infelizmente...

  2. darci jorge prass Postado em 07/Mar/2013 às 00:35

    Tentar parecer imparcial quando a parcialidade salta aos olhos, é um mal do qual padecem não só vários veículos de comunicacão (Carta Capital, Organizacões Globo por um dos lados, e Veja pelo outro - imparcial, possivelmente somente o Estadão), como também o blogueiro que assina este blog, Eduardo Guimarães.

    • Luis Soares Postado em 07/Mar/2013 às 08:59

      Darci, Eduardo Guimarães disse exatamente o contrário. Que não é possível e nem mesmo ele tenta parecer imparcial.

  3. maria costa Postado em 18/Mar/2013 às 20:34

    O título não deveria ser " A Hipocrisia da Imparcialidade?"

  4. isabelle Postado em 19/Mar/2013 às 22:41

    maria costa, eu também notei isso..