Redação Pragmatismo
Compartilhar
Racismo não 19/Feb/2013 às 08:31
55
Comentários

“O Brasil é um dos países mais racistas do mundo, mas o racismo é velado”

O racismo no Brasil pelo olhar de quem vem de fora: documentário Open Arms, Closed Doors aborda o problema do nosso racismo disfarçado

documentário racismo brasil
Racismo no Brasil pelo olhar de quem vem de fora: Cena do documentário Open Arms Closed Doors (Foto: Al Jazeera)

Discutir o racismo na sociedade brasileira sempre é um assunto controverso. Para início de conversa, uma parcela significativa da nossa população insiste em dizer que este é um problema que não enfrentamos. Somos miscigenados, multirraciais, coloridos. Como um país assim pode ser racista?

Foi essa a pergunta que o angolano Badharó, protagonista do documentário “Open Arms, Closed Doors” (Braços Abertos, Portas Fechadas – vídeo no fim do texto), que dirigimos para a rede de TV Al Jazeera e que será veiculado a partir de hoje em 130 países, se fez quando chegou ao Brasil em 1997 esperando encontrar o Rio de Janeiro que ele via nas novelas.

Badharó é um dos milhares de angolanos que vieram viver no Brasil. Depois de fugir da guerra civil no seu país de origem, escolheu aqui como novo lar – um país sem conflitos, alegre, aberto aos imigrantes e cuja barreira da língua já estava ultrapassada à partida. Foi parar no Complexo da Maré, onde está localizada a maior concentração de angolanos do Rio de Janeiro.

Para quem defende que o Brasil não é um país racista, vale ouvir o que ele, um imigrante negro, tem a dizer sobre a nossa sociedade. Badharó não nasceu aqui, não carrega nossos estigmas, não foi acostumado a viver num lugar em que muitos brancos escondem a bolsa na rua quando passam ao lado de um negro. Depois de 15 anos vivendo numa comunidade carioca, ele tem conhecimento de causa suficiente para afirmar: “O Brasil é um dos países mais racistas do mundo, mas o racismo é velado”. O documentário segue a rotina deste rapper de 35 anos e mostra o dia a dia de quem sofre na pele uma cascata de preconceitos, por ser pobre, negro e imigrante.

Além de levantar o tema do nosso racismo disfarçado, o documentário propõe, também, uma outra discussão: agora que estamos nos tornando um país alvo de imigrantes, será que estamos recebendo bem esses novos moradores?

Leia também

Com a ascensão do Brasil como potência econômica e o declínio da Europa, principal destino de imigração dos africanos, nos tornamos um foco para quem não apenas procura uma situação melhor de vida, mas para quem procura uma melhor educação ou mesmo um bom posto de trabalho. São muitos os estudantes africanos de língua portuguesa que desembarcam no Brasil. Segundo o Ministério das Relações Exteriores, Angola foi o quarto país do mundo que mais solicitou visto de estudantes no Brasil em 2012. Com esta nova safra de imigrantes, basta saber como vamos nos comportar.

Europeus e norte-americanos encontram nossas portas escancaradas e nossos melhores sorrisos quando aportam por aqui, mesmo que estejam vindo de países falidos e em situação irregular. No entanto, um estudante angolano com visto e com dinheiro no bolso, continua sofrendo preconceito. Foi este o caso da estudante Zulmira Cardoso, baleada e morta no Bairro do Brás, em São Paulo, no ano passado. Vítima de um ato racista, a estudante virou o mote de uma musica que Badharó compôs para que o crime não fique impune. Isto porque tanto as autoridades brasileiras quanto as angolanas não deram sequência nas apurações e o crime segue impune.

A tentativa de abafar qualquer problema de relacionamento entre as duas nações pode afetar as interessantes parceiras comercias que existem entre os dois governos. Para todos os efeitos, continuamos sendo ótimos anfitriões e estamos de braços abertos para quem quer aqui entrar.

Assista ao documentário abaixo

Fernanda Polacow e Juliana Borges, em blog do Sakamoto

Recomendados para você

Comentários

  1. Alexandre Postado em 19/Feb/2013 às 09:26

    O Brasil é um país cheio de mitos e mentiras, achamos que somos diferentes, mas aqui nos comportamos pior do muitos país que critícamos por aí, a regra aqui é varrer tudo pra debaixo do tapete, e assim continuamos vivendo nossas falácias.

  2. Janaina Postado em 19/Feb/2013 às 10:05

    Na faculdade em que me formei em Jornalismo (a noite), havia uma estudante angolana na turma do mesmo curso no turno da manhã. Ela sofria tanto preconceito das patricinhas brancas que a diretoria precisou intervir, ao ponto de dar palestra e tudo para elas. O caso da moça era o mesmo dos estudantes citados no texto: filha de família abastada em Angola, com visto e residência em bairro nobre de BH e casada com um diplomata angolano - mas nem isso bastou para as colegas de sala. Uma vergonha para nós, especialmente porque ela agiu com muita elegância o tempo todo, nunca aceitou nossas sugestões para denunciar e nem mudou de curso. Aguentou firme e se formou com a turma da noite, pois as meninas da manhã se recusaram a tirar fotos com ela para o convite. Fiquei decepcionada em ver universitários de um curso de Comunicação agirem de forma tão tacanha e pequena. Isso, infelizmente, é uma amostra do que anda saindo das faculdades no Brasil.

  3. Tarcísio Postado em 19/Feb/2013 às 10:26

    Estudei com Angolanos na Universidade e tenho contato com alguns deles até hoje: um grande Engenheiro Eletricista e um médico que atende na Santa Casa da cidade onde vivo. Pessoas fantásticas! Toda vez que eu ou minha família precisamos de um pronto atendimento procuro por ele: profissional competente e atencioso. As pessoas perguntam espantadas se realmente quero ser atendido por ele: negro, angolano, simples e solicito. Parece que nossa Casa Grande fica feliz em continuar maltratando e sendo maltratada por seus pares. Lamentável não fazermos esta auto crítica e sermos preconceituosos com uma cor de pele e/ou um sotaque ainda!

  4. Wesley Postado em 19/Feb/2013 às 19:32

    O negro carrega o estigma de bandido e criminoso. Quando se passa na rua, de fato - quando o sujeito negro que vai cruzar com voce, dá medo de que seja um criminoso, principalmente quando está sozinho. A maioria dos presos no Brasil são negros ou mestiços afrodescendentes.

  5. Bruno Postado em 19/Feb/2013 às 21:33

    Concordo com o texto e com a visão do Badharó, mas o racismo está em todos os lugares. O Brasil é só mais um país atolado de hipocrisia. Não se pode generalizar! Infelizmente, muitas pessoas pelo mundo ainda tem essa mentalidade repugnante.

  6. Raul Postado em 19/Feb/2013 às 21:38

    Não concordo! Europeu e americano tem chance aqui porque falta mão de obra qualificada. Falta oportunidade para os nossos não vai faltar para estrangeiro aqui no Brasil ? O que diferencia o americano/europeu não é a cor da pele é o nível de instrução.

    • Emanuel Postado em 12/Nov/2013 às 22:34

      Não é bem assim, cara. Tenho um amigo Angolano que meu primo apresentou a todos da família em uma reunião de natal. TODOS, digo, TODOS DA FAMÍLIA E OUTROS AMIGOS QUE ESTAVAM LÁ o ignoravam, menos eu, meus dois irmãos, e um outro primo que estava curioso sobre como era viver na África. E sinceramente, não é por cor da pele ou nacionalidade que se pode deduzir nível de instrução.

    • Monhamed Postado em 04/Jul/2014 às 13:15

      se é pra falar merda cala a boca Raul a questão aqui e simplesmente ignorância e hipocrisia de pessoas com mentalidade igual a sua. veja bem tem muitos africanos muito bem qualificados que se encontra no brasil porem não disputando vagas e oportunidades iguais ate mesmo um (cor da pele)branco brasileiro que não tem se quer qualificação para tal .

    • anônimo Postado em 19/May/2015 às 12:03

      O pior cego é aquele que não quer ver. Será que vc prestou atenção na matéria e comentários pra ver que mesmo os negros de nível superior sofrem preconceito aqui? A cor da pele é um fator diferencial gigantesco no Brasil, antes de começar a contar instrução / caráter / etc. E isso é horrível. Acorda.

  7. sergio lima Postado em 20/Feb/2013 às 00:49

    O brasil é o país mais hipócrita do mundo,a classe média Brasileira estar se tornando um monstro em preconceito,basta ver o que ele falam do ex presidente Lula,é um preconceito de cor,de região e classe,é algo assustador,sou uma pessoa branca de olhos verdes e boa aparência,como sou nordestino e moro no Rio sofro muito preconceito pelo fato de ser cearense,é inacreditável como as portas já se fecharam pra mim pelo fato de ser nordestino,sinto o preconceito até nas brincadeiras,na realidade são as piores forma,o velado.

  8. cleuber Postado em 20/Feb/2013 às 09:49

    Imagina, o Brasil é um país livre de racismo, machismo e homofobia. Isso tudo é coisa da cabeça dessas, feministas, sapatões e bixas paranoicas. Somos o país mais amável do mundo. (ironia)

  9. jose elias Postado em 21/Feb/2013 às 07:27

    Eu creio que o maior preconceito é contra os pobres, seja de que etinia for. Os brasileiros em sua maioria, respeita a raça negra.

    • Rodrigo Postado em 13/Sep/2013 às 13:44

      obviamente tu não é negro

      • Isaac Postado em 23/Apr/2014 às 19:01

        Definitivamente ele não é negro.

    • Monhamed Postado em 04/Jul/2014 às 13:20

      discordo caro jose elias ai e que vc se engana ou vc e inocente ou esta desinformado o respeito a raça negra e o racismo velado por não querer receber criticas de outros essa é a verdade.

  10. André Postado em 09/Mar/2013 às 07:51

    "O Brasil é um dos países mais racistas do mundo, mas o racismo é velado” É assim a muito tempo! Queria saber em que se baseiam as pessoas que dizem que o racismo está diminuindo ou que o Brasil não é um país racista. É, SEMPRE FOI E SEMPRE SERÁ.

    • Rodrigo Postado em 24/Mar/2015 às 01:22

      Já foi menos na verdade e desconfio que a evolução do racismo no Brasil coincida com fortalecimento da rede globo de televisão.

  11. TEIU Postado em 11/Mar/2013 às 08:46

    Amarelo sem sangue e´elogio? parmalete, vela branca , esses saõ apenas um dos adjetivos que sou chamado aqui na favela onde moro em Salvador Ba, Mata Escura ...>> aqui os sergipanos e´taxado de cabeça xata , lambrancos e etc, baita de elogio , oriundo de pessoas que se diz não racista e combatwer o racismo , estas mesmas pessóas faz piadas com o cabelo de Carla Peres , só podia ser'' LOIRA'',, .Raposa tomando conta de galinheiro!! ÚTOPIA!!

  12. Eduardo Postado em 16/Mar/2013 às 04:29

    Se a imigração acontecesse o inverso, quem seria os racistas seriam os africanos. Porque a mídia ou ninguém toca no assunto do genocídio branco que acontece diariamente na Africa do Sul?

    • Monhamed Postado em 04/Jul/2014 às 13:34

      kkkkkk meu caro Eduardo genocídio? hahahaha acho que vc deveria mudar o seu foco e ponto de vista não foram os negros que quiseram vir para o brasil ou mesmo para as America ou Europa para sofrerem o que sofreram durante anos de extermínios agora me diga uma coisa o brancos da africa do sul como ali chegaram sera que foram debaixo de chibatadas ,arrancados do seu meio familiar na Europa, sera que a condição que chegaram foram culpa do africanos por escraviza-los nos moldes das técnicas que eles os europeus mesmo criaram para as Américas e a própria africa. maldita obsessão pela busca do dinheiro as custas dos africanos e indígenas americano

      • eu daqui Postado em 12/Dec/2014 às 14:41

        MAS EU TAMBÉM NÃO QUIS QUE NEGROS VIESSEM PRAQUI. ALGUÉM AQUI QUIS?

  13. joao Postado em 10/Apr/2013 às 20:22

    tem um monte de gente sensata fazendo comentários mas tem sempre os idiotas que querem explicar dá medo mesmo quando esta sozinho e a maioria dos bandidos são negros e pardos só um imbecil pode pensar assim não é wesley,se vc tem tanto medo assim arruma um namorado grande e forte para te proteger "menino"

  14. débora Postado em 30/May/2013 às 09:58

    eu acho que a globo é muito racista

  15. Elaine Postado em 05/Jun/2013 às 17:08

    José Elias, em que país você vive????

  16. marcelo Postado em 09/Jun/2013 às 21:25

    nada nada nada

  17. viny Postado em 12/Jun/2013 às 01:13

    Só quem é negro e passa na pele sabe o quanto o Brasil é racista! É sufocante, o olhar, os gestos, as desconfiança das pessoas brancas fazem ao passar perto de pessoas negras. Sei o que é, e passo isso diariamente nas ruas. Não importa sua classe social, se vc tem dinheiro o olhar é de estranheza, é sobrenatural. Vc entrar em um restaurante caro! Nunca, a sua cor n permite! Se vc é pobre , surge o medo e a desconfiança. Vc fica sem saber o que fazer, como se comportar! É facil um branco vir aqui e tentar defender a sua cor, pq ele n faz a minima ideia de como seja, pq ele n vivencia na pele! Tem mais negros nas cadeias, pode até ser, mas sabemos o motivo, sim sabemos, mas vamos fazer de conta que n sabemos, é mais confortável assim. Quem estudou história do Brasil sabe, que quando acabou a escravidão, jogarão o negro na rua, o negro n sabia fazer nada, só trabalhar na lavoura, mais pagar um salario para os negros continuarem a trabalhar na lavoura, isso não, preferiram pagar para os italianos, pq o negro era indigno de receber salário! E isso nós carregamos até hj! Bom, já deu pra entender um pouco, não é!!!

    • monhamed Postado em 04/Jul/2014 às 13:51

      para um bom entendedor suas poucas palavras ja foram bem claras não sou nem um racista nem preconceituoso contra branco nenhum porem sinto bem no fundo da alma um sentimento de indignação ;que tudo que esta ai hoje e anos de atitudes e pensamentos de pessoas que acham que esta tudo bem que o branco não tem culpa do vemos hoje . e o mesmo que dizer que não houve genocídio dos judeus por preconceito por ser acharem melhores que outros os que se proclamam superiores ahahah superiores do que? somos todos iguais porem aqueles que tiver melhores oportunidades na vida sobressaíram esta e a verdade

    • Rodrigo Postado em 24/Mar/2015 às 01:45

      Esses dias quando estava chegando em casa uma mulher fez o de praxe, segurou a bolsa e atravessou a rua, me deu uma vontade de sair correndo só pra ver ela ficando amarela de medo , só não fiz porque eu já estava em frente de casa e ia ficar muito evidente á sacanagem.

  18. joão só Postado em 09/Jul/2013 às 22:06

    O negro tem que se unir se reconhecer no outro e parar de querer ser branco,os negros não confiam uns nos outros ,o escravagista conseguiu direitinho fazer o próprio negro se afastar de outro negro.

    • Chris Postado em 05/Aug/2014 às 05:55

      Concordo c/ vc, o que falta para os negros é união, reconhecimento, valorização da própria raça e força para lutar pelos seus direitos. Os próprios negros se odeiam e menosprezam uns aos outros. Sempre foi assim, desde os tempos de escravidão em que os próprios negros vendiam escravos. Se lutassem realmente e não aceitassem essa condição de escravo, nem teria tido escravidão.

  19. Osvaldo Aires Bade Comentários Bem Roubados na "Socialização" - Estou entre os 80 milhões Postado em 16/Jul/2013 às 07:37

    A FARSA DO VITIMISMO AFRO-DESCENDENTE http://cinenegocioseimoveis.blogspot.com.br/2012/04/farsa-do-vitimismo-afro-descendente.html

    • Maria Ribeiro Postado em 11/Sep/2013 às 11:35

      o povo negro, precisa conhecer sua verdadeira história, para se desenvolver, reconhecendo um no outro.Falta união para vencer o preconceito contra a cor. afinal Deus criou o ser humano diferente um do outro, o problema de muitos cidadãos é aceitar as diferenças como uma coisa criada por ele, porque desconhece sua existência e seu amor.

    • Renato Cordeiro Postado em 29/Nov/2013 às 14:32

      Simplesmente é doloroso ver o nosso país agir como ignorantes históricos, sem tomar conhecimento da nossa história é brutalmente vergonhoso. Quem ajudou a construir esse País ?

    • fabio Postado em 13/Jan/2014 às 18:19

      VITIMISMO??Voce ja foi seguido por seguranças,vigias,seja lá oque for em algum tipo estabelecimento?Já foi covardemente agredido por policiais simplesmente por estar na rua?Já perdeu uma vaga em alguma empresa por causa de sua cor?Por um acaso voce acorda e prepara-se para aquele dia sabendo que a desconfiança com relação a sua pessoa é tremenda só por causa de sua cor?Dos olhares de ´´superioridade`` de muitos que se dizem iguais mas que por dentro estão cheios de si simplesmente por ser mais claro?Eu conheço muitos Afro-americanos daqui e de lá USA e sei do tratamento que é dado para eles não vem com essa desculpa que os negros são problematicos,arruaceiros,os descendentes dos germanicos tbm são e vemos na historia o problema que muitos deles causaram e causam para a sociedade em geral enfim...se alguem de fato tem estar revoltado com algo são os negros que desde sempre são tratados como lixo seja pela elite ou por aqueles que estão mais próximos deles.A perseguição é real e só quem a sofre sabe como é.

  20. Roberto Postado em 18/Jul/2013 às 21:55

    Na última campanha a presidência nos EUA uma repórter brasileira falou que a convenção do partído republicano era ruim porque só tinha brancos...está acontecendo uma coisa curiosa...o racismo as avessas....as pessoas estão começando a falar que ser branco é ruim! Falando que o legal é ser negro, pardo, oriental ou seja lá o que for! Nunca vi algo tão absurdo...outra pesquisa diz que os casamentos inter-raciais nos EUA cresceram mais ainda são baixos...o legal é misturar preto e branco? Oriental com branco? Onde está escrito isso, onde existe esta comprovação? Já que todos são seres humanos, por que esta preocupação? Já que insistem em falar de raças...ok...não existe diferenças, todos tem o mesmo nível de inteligência...então façam o seguinte...citem um...somente uma invenção feita por negros...negros são tão inteligentes quanto os judeus, por exemplo? Comparem a quantidade de prêmios nobel...desculpa...tem que forçar muito, mas muito a barra pra falar que todos são iguais...pra fechar...os Judeus até 1948 nem territórios tinham...isso é só pra fechar esta idéia de que este pudesse ser um povo que tenha tido algum privilégio.

    • vilmar Postado em 19/May/2015 às 10:08

      Roberto meu caro, você desafiou alguém pra mostrar pelo menos um inventor negro na história da humanidade, a pra acabar pelo menos 00000000,1% da tua ignorância aqui está os nomes de alguns inventores negros que foram fundamental para o bem está de cada um de nós hoje. decore o nome deles pra depois não sai falando bosta poi aí. Alexander Miles, elevador; Alice Parker, fornalha de aquecimento; C. J. Walker, artefatos para cuidar do cabelo; Charles Drew, preservação estocagem de sangue, implantou o primeiro banco de sangue do mundo; Dr. Daniel Hale Williams, executou a primeira cirurgia aberta de coração; Elbert R. Robinson, bonde elétrico; Dr. Ernest E. Just, fertilização e a estrutura celular do ovo, mundo a primeira visão da arquitetura humana ao explicar como trabalham as células; Frederick Jones, ar condicionado; Garret A. Morgan, semáforo e primeira máscara contra gases; George T. Samon, secadora de roupas; John Love, apontador de lápis; William Purvis, caneta-tinteiro; George Washington Carver, métodos de cultivo que salvaram a economia do sul dos Estados Unidos na década de 1920; Granville T. Woods, transmissor do telefone que revolucionou a qualidade e distância que podia viajar o som; Jan E. Matzelinger, máquina de colocar solas nos sapatos; John Standard, geladeira; Joseph Gammel, sistema de supercarga para os motores de combustão interna; Lee Burridge, máquina de datilografia; Lewis Howard Latimer, filamento de dentro da lâmpada elétrica; Lloyd Quarteman, primeiro reator nuclear na década de 1930; Lloyde P. Ray, pá de lixo; Lydia O. Newman, escova para pentear cabelos femininos; McCoy, sistema de lubrificação para máquinas a vapor; Dra. Patricia E. Bath, dispositivo laser para cirurgia de cataratas; Dr. Philip Emeagwali, computador mais rápido do mundo, 3,1 bilhões de cálculos por segundo, possibilitando estudar o aquecimento global, as condições do tempo e determinar como o petróleo flui sob a terra; Percy L. Julian, o desenvolvimento do tratamento do mal de Alzheimer e do glaucoma; Philip Downing, caixa de correio; Raphael E. Armattoe, encontrou a cura para a doença do verme da água da Guiné com sua droga Abochi; Richard Spikes, inventou a mudança automática de marchas; Roberto E. Shurney, pneumáticos de malha de arame para o robô da Apolo XV; Sarah Boone, tábua de passar roupas; Thomas W. Stewart; esfregão para limpar o chão; W. A. Lovette, prensa de impressão avançada; John Burr, máquina de cortar grama; William Berry, máquinas de carimbo e cancelamento postal; William Hinton, primeiro manual médico sobre a sífilis. O pai da medicina não foi Hipócrates, mas Imotep, médico negro que viveu dois mil anos antes do médico grego.

  21. Maria Penha da Rosa Postado em 30/Jul/2013 às 23:44

    Para justificar a escravidão do Negro resolveram argumentar que estudos revelavam que o Negro era inferior ao Branco.É óbvio que sabendo da imoralidade da escravidão eles tinham que apresentar uma justificativa plausível para os próprios brancos,E a coisa pegou,ainda pensam que somos inferior ao branco, enquanto pensam assim vamos caminhando devagar e sempre.passo a passo, para restaurar os nossos direitos enquanto seres humanos.É, porque por incrível qie pareça somos humanos ao contrário da tese escravagista que dizia o contrário. Mas imoral também é ver foto do Fernando Henrique Cardoso cumprimentando o Nelson Mandela,como se o Brasil não tivesse também um sistema de Apartheid. Ainda bem que estamos nos organizando,não como os EUA,mas estamos,não podemos esmorecer e não esquecermos quem somos.

  22. maria de Lourdes Postado em 11/Sep/2013 às 11:07

    O brasileiro é preconceituoso sim! a maioria velada, mas nós temos nossa parcela de culpa ao não se unir,buscar se ve no outro. A história da humanidade não pode ser mudada, porque Deus Criou o ser humano um diferente do outro, o problema da humanidade é aceitar estas diferenças. o preconceito com a raça negra esta ligada ao passado em que os africanos foram considerados como seres inferiores.No caso do brasil há uma necessidade dos negros conhecer os fatos que os desvaloriza, e entender como uma coisa negativa, Azevedo(1987p.56) nenhum povo consegue se desenvolver , desconhecendo sua verdadeira historia. Compete aos negros se unir e divulgar sua história real e verdadeira, para que não haja alienação, reescrever a história com visão própria dos fatos e acontecimentos, para não ficarmos descaracterizados na sociedade em que vivemos.

  23. Pula Postado em 22/Sep/2013 às 13:05

    Sou brasileiro e trabalho em Angola. Se angolanos sofrem racismo na Brasil, posso dizer que aqui não é diferente comigo, pois, por causa da minha cor, já passei por vários constrangimentos também e não foi só uma vez não. No Brasil a desculpa usada é a escravidão, aqui é que estamos tirando os empregos. É fácil reclamar, mas ninguém quer arrumar a casa.

  24. Wellington Postado em 29/Nov/2013 às 17:33

    Eu fico realmente impressionado como no Brasil, um país de 53% da população considerada negra, pode existir o racismo. Brasil é o único lugar do mundo aonde vc vê mulher branca com o traseiro grande( isso deixa bem claro a miscigenação do povo) é sem sombra de dúvidas ridículo. O mal do brasileiro é querer ser Europeu.

  25. Olympio Postado em 21/Dec/2013 às 13:56

    E triste demais, com o passar dos anos, os brasileiros estao ficando cada vez mais racistas. Sera que nunca vamos aprender com os erros do passado? Eu fiz um intercambio de 1 ano no Canada e sempre me orgulhava de viver num pais livre de racismo e preconceitos. Hoje posso constatar que estava errado. Ha muitos brasileiros racistas.

  26. Jessica Silveira Postado em 22/Dec/2013 às 00:36

    A maioria dos políticos são brancos. O que significa que a maioria dos criminosos são brancos. Uma das civilizações mais evoluídas do mundo veio da África: Os egípcios. Cientificamente o homem surgiu da áfrica. O resto da humanidade possui em seu DNA herança genética de neandertais e outros humanóides menos evoluídos enquanto a África continua com o DNA mais puro. Irônia...

  27. anderson Postado em 11/Jan/2014 às 11:41

    Devagar no andor. Por ser mestiço (avóbranca x avônegro = paimestiço+mãebranca) sei do que estou falado .Entendo e concordo que ainda existe racismo. Em ambientes muito refinados (Classe A e Elite) já senti isso no ar, velado. No entanto, querer vincular a negativa da cidade de Curitiba em promover MAIS UM FERIADO NO BRASIL em nada tem haver com racismo! Não se trata de não reconhecer o negro...poderia ser até feriado em tributo ao futebol ou à mulher loira...A QUESTÃO É QUE O EMPRESÁRIO BRASILEIRO NÃO AGUENTA MAIS TANTO FERIADO!....e vejam que eu sou empregado, mas sei muito bem o que significa para os lojistas essa quantidade absurda de feriados. feriado = prejuízo.

  28. eu daqui Postado em 12/Mar/2014 às 14:26

    No ambientes laborais, os maiores assediadores de trabalhadores são negros e mulheres. Quando chegam ao poder, as vítimas tornam-se vilões.

  29. SIDNEI RODRIGUES Postado em 09/Apr/2014 às 21:07

    O negro via de regra é também acusado de auto-preconceito, o preconceito em relação a outro negro. Isso quase não acontece em relação a outras etnias.

  30. roberto giovanni Postado em 27/Apr/2014 às 09:30

    Vem um branco morar numa favela aqui do rio que maioria e preto pra tu ver se e bom. Minha origem é italiana lavradores. Aqui cresci zuado por negros.... Mim chamam de era sol que me faltava, sujo quando descascava, baile charme? Mim olhavam torto não mim dacam trabalho em comércio locas. Então e isso só sabem falar. Até u Aitiano aqui diz que bradilero e burro e que eles fala 3 língua

  31. eu daqui Postado em 28/May/2014 às 15:03

    O Brasil é machista também mas de forma nada velada: e um dos primeiros no campeonato de violencia de genero e homofobica é a Bahia. Alguma inteligencia aí consegue ligar aos mais de 80% negros do estado?

  32. rodrigo Postado em 17/Jun/2014 às 13:49

    eu tenho pena das pessoas que são racistas,e dar vontade de rir da cara de uma pessoas racista que se acham, mais que não são nada, são pessoas hipócritas,egoístas, ignorante, e que precisam ofender as pessoas para se sentir melhor todas as pessoas são iguais não importa a cor ,a situação financeira mais infelizmente as pessoas não sabe disso. eu sou negro e tenho muito orgulho da minha cor, para mim não importa a opinião das pessoas eu ando com a cabeça erguida e não me envergonho da minha cor

  33. Samuel Alencar Postado em 06/Jul/2014 às 18:45

    Lamentável...

  34. Samuel Alencar Postado em 06/Jul/2014 às 18:53

    Hipócrita!

    • VALTER SALES Postado em 24/Jul/2014 às 22:07

      NA REDE GLOBO DE TELEVISAO, SE VER UM PRECONCEITO NOS TELEJORNAL ,SE FOR UM BANDIDO OU LABRAO BRANCO APARECE MONE DELE EM BAIXO DO VIDEO , MAS SE FOR UM MEDICO OU ADEVOGADO ELES SO FALA O MONE , MAS ESCREVE NO VIDEO, PRESTE BEM ATENÇAO NESTE DETALHE

  35. jorge ricardo dos santos Postado em 15/Jul/2014 às 19:33

    Conta que nunca fecha,preconceitos contra políticos,artistas,jogadores,advogados,professores,médicos,empresários e outras profissões, no meio de tudo isso em menor ou maior escala temos o branco,o negro o pardo,o amarelo e mais outras cores inventadas.Temos,o gordo, o magro,conscientes do nosso odor, todos usamos perfumes,sabonetes,colonias entre outros, por essas e outras razões fico com a música dos titãs ' Aqui na Terra só tem bichos escrotos vão se catar ' quem conhece a música sabe que eles falam outra coisa.Desculpem erros grafia e de pontuação.

  36. Nicolau Postado em 24/Jul/2015 às 15:46

    Seus panacas! Não estão vendo que no Brasil quem não se mistura e menos ainda se casa com negros são só os Racistas Judeus! Alguém viu algum judeu ou judia casados com negros?Nunca! Acordam porra!

  37. Nicolau Postado em 24/Jul/2015 às 15:47

    No Brasil só os Racistas Judeus não se misturam e menos ainda se casam com negros!

  38. Antônio Postado em 21/Mar/2014 às 17:14

    O Brasil. E racista. Da sua própria. Cor. E vergonhoso e passa uma imagem negativa. Para nos brancos e estrangeiros

O e-mail não será publicado.