Luis Soares
Colunista
Compartilhar
Política 16/Feb/2013 às 19:25
17
Comentários

Marina Silva e os bilionários que embalam seu sonho

Neca Setúbal, herdeira do banco Itaú foi quem assinou o cheque para patrocinar o evento deste sábado, que lançou oficialmente o partido de Marina Silva; Guilherme Leal, que foi vice de Marina na candidatura à presidência em 2010, é fundador da Natura e dono de uma fortuna de US$ 1,6 bilhão

Decidida a selecionar as doações financeiras que receberá para a sustentação de seu novo partido, a ex-ministra do Meio Ambiente Marina Silva tem ao seu lado dois grandes patrocinadores, dispostos a embalar seu sonho.

Um deles é Guilherme Leal, que foi vice na chapa de Marina em sua candidatura à presidência da República em 2010, pelo Partido Verde. Fundador do grupo Natura, o empresário é dono hoje de uma fortuna de US$ 1,6 bilhão, de acordo com a revista Forbes.

novo partido marina silva

Dois bilionários embalam o sonho de Marina Silva (Foto: Agência Brasil)

Já Maria Alice Setúbal, conhecida como Neca Setúbal, é nada menos do que herdeira do banco Itaú e detentora de 3,5% das ações da holding do grupo. Foi ela quem assinou o cheque para patrocinar a festa dada neste sábado 16, no evento de lançamento do novo partido de Marina, e será a responsável por passar a sacola entre os empresários, a fim de obter mais arrecadações.

Não é para qualquer um

A “vaquinha” pode ser um pouco mais complicada neste caso, visto que Marina já deixou bem claro que não está disposta a usar dinheiro de companhias que atuam em setores contrários à sua linha de pensamento do que seria um desenvolvimento sustentável para o País. Alguns exemplos: fabricantes de tabaco, bebidas alcoólicas, armas e agrotóxicos.

Leia também

A norma estabelecida pelo partido tende a barrar, desta vez, verba que ela recebeu em 2010, quando teve, entre seus patrocinadores, a Ambev (Companhia de Bebidas das Américas), que doou cerca de R$ 400 mil. Os setores vetados detêm grandes companhias, que poderiam realizar doações de valores altíssimos, mas como estão de fora, o jeito é Marina aguardar pelos banqueiros.

Nem oposição nem situação

Nem oposição nem situação, precisamos de posição”. Essas foram as palavras da ex-ministra do Meio Ambiente Marina Silva no início do evento de lançamento do novo partido político, chamado Rede, que acontece neste sábado (16) em Brasília. Na sua avaliação, o partido nasce em um momento significativo da história da humanidade. “Estamos vivendo uma crise civilizatória e não temos o repertório necessário para enfrentá-la”, afirmou.

A fala de Marina remete a uma declaração do ex-prefeito de São Paulo Gilberto Kassab. Ao lançar em 2011 o seu partido, o PSD, ele declarou que a legenda não era centro, de direita nem de esquerda.

Brasil 247 e Agências

Recomendados para você

Comentários

  1. Deforti Postado em 16/Feb/2013 às 18:52

    Aldo confessa ter ajudado a acobertar investigado. Relator do Código Florestal diz que, como líder do governo, impediu investigação sobre marido de Marina. http://www.senado.gov.br/noticias/senadoNaMidia/noticia.asp?n=554453&t=1

  2. Guilherme Antônio Postado em 16/Feb/2013 às 20:09

    Esse aguardar pelos banqueiros da um pouco de medo, mas ainda sim é bom ela tentar barrar doações de companhias contrarias a corrente de pensamento do partido dela. (isso é bom porque ela não ficaria presa as vontades desse povo). No mais é torcer por Marina para que tudo de certo na sua caminhada politica e esperar por alguma mudança no nosso cenário!

  3. daniela Postado em 16/Feb/2013 às 22:25

    essa mulher com este discurso políticamente correto e polido nao me engana.

  4. João Postado em 16/Feb/2013 às 22:30

    Os bilionários que apoiam o Lula tudo bem, né?

  5. Graça Postado em 17/Feb/2013 às 07:28

    "Nem oposição nem situação, precisamos de posição”. Lógico que não; apenas mais um bando de OPORTUNISTAS!!! Cuja 'escada', foi o PT, a quem deram as costas, quando deixou de lhes render alguma coisa!!! Ah, vão passear! Meu ouvido não é penico!!!

  6. Douglas de Souza Fernandes Postado em 17/Feb/2013 às 20:57

    Considero que a matéria traz várias insinuações e poucos fatos. Estes limitam-se aos dois nomes do início do texto. E o fato de o dono da Natura ser bilionário, em si não o desqualifica. Talvez a forma com que ele chegou a tal fortuna, o que não foi explicado pelo redator. Já a "herdeira" do Itaú, citada como tendo 3,5% das ações do Banco (faltam só 96,5% para tê-lo inteiramente) foi quem "assinou o cheque para a festa". Pois bem, na opinião do redator, quais são os tipos de empresas que poderiam contribuir com o novo partido sem maculá-lo. As microempresas? A própria matéria diz que Marina não pretende se aliar às companhias contrárias à linha do partido. Acho que esse é o ponto fundamental. Agora recusar dinheiro simplesmente pelo doador ter muito já é demais. Desde que seja de forma transparente, sem caixa dois, legalmente, não vejo o porquê da recusa. Sobre a questão de ser ou não oposição concordo plenamente com ela. Um partido deve ter a clareza de se opor ao que não considera bom para a coletividade e de ter a decência de apoiar o que considera, mesmo que o autor do projeto seja de agremiação contrária. Isso é pensar no bem comum acima de interesses pessoais. Ser contrário em todas as situações é fazer oposição burra, ou pior, demonstra que o partido só pensa nele e não na cidade, no estado ou no país.

  7. Henrique Postado em 17/Feb/2013 às 22:28

    Hoje, a “rede de sustentabilidade”, blá-blá falando, é uma visão muito pobre daquilo que a ecologia evoluiu. Já no Ministério a marina já havia parado no tempo. O que ela diz é o que o estrangeiro gosta de ouvir, principalmente aqueles países que possuem até 1% (nada mais do que isto) de suas matas preservadas. INÉPCIA ECOLÓGICA A marina BLÁ-BLÁ quando teve de enfrentar uma luta verdadeira, ela ficou contra os povos indígenas, ou seja, quando do registro de frutas tropicais da Amazônia feito, com fins comerciais, pela Natura, cujo presidente [Guilherme Leal] foi o seu vice da chapa verde de eleição passada, a Blá-Blá ficou do lado dele contra os interesses e os saberes naturais dos povos indígenas, dos povos da Amazônia, ao dizer que a Justiça é que decidiria. CURIOSIDADE Antes da BLÁ-BLÁ sair do governo Lula, ela era o “diabo ecológico” para a imprensa. A mídia dizia que ela era quem mais prejudicava os projetos econômicos com suas ideologias. POIS É, essa mesma mídia, agora, exalta a BLÁ-BLA. ÉTICA ECOLÓGICA A ética da marina é aquela que a globo tanto defende, PARA OS OUTROS! A REALIDADE DO PAÍS Ao se aproximar da globo ela, simplesmente, nunca expressará a realidade do país. O BRAÇO DA DIREITA Para quem se diz ‘ecológica’, a aproximação ‘global’ nada mais é do que mais um braço da direita e elite. O ESTADO PARA A BLÁ-BLÁ "Nem oposição e nem situação; nem esquerda e nem direita" – simplesmente a serviço de um Estado que só possa ser um mero espectador em muitos casos importantíssimos para o país e contra os programas sociais. A CONCLUSÃO DESSE BLÁ-BLÁ A grande imprensa brasileira acolhendo a marina BLÁ-BLÁ só, e tão somente, demonstra duas coisas: - a fraca oposição e - o seu jornalismo decadente.

  8. Andrão Postado em 18/Feb/2013 às 12:08

    Perfeito Henrique, é um velho-novo partido, sem posicionamento, sem projetos apenas oportunismo...Discurssinho barato esse do verdismo, falsa ética...realmente nada de novo, apenas o Neoliberalismo se reinventando.

  9. Alexandre Postado em 18/Feb/2013 às 17:50

    Imagino que nesse partido tudo será a base do prebiscito, afinal dona Marina quer agradar gregos e troianos ao mesmo tempo que se exime das suas responsabilidades.

  10. Rodrigo Postado em 19/Feb/2013 às 16:01

    Eduardo Suplicy que se cuide... Caso realmente siga Marina Silva, na criação de um novo partido, será prontamente agredido e execrado, como o foram Heloísa Helena, Luciana Genro, dentre outros, quando rumaram ao PSOL. Só é bom quando segue o petê. Só é legal o banqueiro, o Eike, o fenômeno empresarial que segue o petê. Quando fazem contribuições/financiamentos a outro partido, passam a ser odiosos. Se fala contra o petê, prontamente é reaça. Ninguém se preocupa em saber o por quê da crítica. Se é ou não fundamentada, justa. Basta fugir do assunto, levantar o porrete e gritar: REAAAAAAÇAAAAAA!!! Nada aprenderam quando, pré-petê e em tempos da ditadura, eram indevidamente alcunhados de "comunas comedores de criancinhas"? Nada aprenderam com o tempo em que, quem criticava, defendia os direitos humanos, era silenciado violentamente? Quanta contradição... Quanta birra... Quanto pedantismo... São Deuses, não podendo receber qualquer críticas, nem mesmo podendo ser cobrada a correção de seus erros. É, companheiros, vou seguir sem ter em quem votar por muito tempo... SerraxDilma, anulei o voto. Mas, eleita, torci que fizesse um bom governo e, ao menos até aqui, vem se saindo um pouco melhor, reconheço, do que quem nunca soube de nada, aquele no qual por anos acreditei, em razão do qual transferi o título eleitoral, para nele votar e, então, em muito me decepcionar. Ele grita: EU NÃO SABIA DE NADA. Eu grito: EU FUI ENGANADO!

  11. Gildo Araújo Postado em 20/Feb/2013 às 13:39

    Marina abandonou a barca furada do desgoverno lulopetista no mesmo dia em que o ex-ministro de Minas e Energia, Silas Rondeau, foi denunciado pelo Ministério Público por gestão fraudulenta, corrupção passiva, formação de quadrilha... Então tá explicado. Fala sério!

  12. Sala Fério Postado em 09/Jul/2013 às 17:18

    Não é centro, direita e nem esquerda: está acima do bem e do mal? Paira nas nuvens, ou é algo mais subterrâneo? kkkk

  13. EDUARDO PASSOS Postado em 17/Jul/2013 às 11:51

    A VERDADE É QUE ESTÁ SURGINDO MAIS UM PARTIDO POLÍTICO NO BRASIL. PIOR, COMPOSTO PELAS MESMAS CARAS. TENHO A SEGUINTE OPINIÃO: SE ATÉ HOJE ESSES POLÍTICOS QUE ESTÃO NO PODER NADA FIZERAM PARA MELHORAM ESSE PAÍS, QUE MESMO NESSE MOMENTO EM QUE O POVO ESTÁ NAS RUAS MANIFESTANDO SEUS ANSEIOS, ELES CONTINUAM APROVANDO E REPROVANDO LEIS QUE POSSAM ATINGI-LOS NAS SUAS "ARTIMANHAS" POLÍTICAS, PORQUE DEVE ACREDITAR NELES, PELO SIMPLES FATO DE PULAREM DE UMA BARCA PARA OUTRA. NÃO, TODOS ESTES QUE ESTÃO ATUALMENTE NO PODER, PRA MIM, ESTÃO DESCARTADOS NAS PRÓXIMAS ELEIÇÕES, É MOMENTO DE MUDAR RADICALMENTE E APOSTAR SIM, EM NOVOS REPRESENTANTES DO POVO, QUE VISAM TRABALHAR PELO POVO E PARA O POVO. E UMA COISA NÃO PODE DEIXAR DE ACONTECER, TODOS ESTES POLÍTICOS QUE HOJE ESTÃO OCUPANDO QUALQUER QUE SEJA O CARGO, DEVEM SER MINUCIOSAMENTE INVESTIGADOS PARA QUE O POVO TOME CONHECIMENTO DE COMO ELES ENTRARAM NESSE MUNDO POLÍTICO E COMO ESTÃO SAINDO. POIS, MUITOS ENTRARAM SEM NADA, PELA PORTA DOS FUNDOS E HOJE ESTÃO COM SUAS CONTAS ABARROTAS DE DINHEIRO. QUEREMOS SABER A ORIGEM DA ASCENSÃO FINANCEIRA DE CADA UM E CASO ESTA ASCENSÃO SEJA ILEGAL, PRA NÃO DIZER CRIMINOSA, QUE SEJAM DEVIDAMENTE JULGADOS, CONDENADOS E CUMPRAM SUAS PENAS, TENDO SEUS BENS BLOQUEADOS E REVERTIDOS EM DINHEIRO DEVOLUTO A UNIÃO. SE O DINHEIRO É DO POVO, NÃO PODE ESTAR NAS MÃOS DELES. E ME PERDOEM OS DEFENSORES, MAS O NOME MARINA, INDEPENDENTE DE PARTIDO, NÃO ME CONVENCE DE QUE MUDANÇAS PODEM OCORRER EM BENEFÍCIO DO POVO.

  14. Levi Postado em 25/Jul/2013 às 20:52

    Terá o meu voto. Só pelo fato de ser uma terceira vertente com possibilidade de vitória, terá.