Luis Soares
Colunista
Compartilhar
Mídia desonesta 19/Feb/2013 às 12:40
1
Comentário

Jornalista Luis Nassif ganha direito de resposta na revista Veja

Não é a primeira que a Veja é punida judicialmente em razão de sua irresponsabilidade editorial e dos seus colunistas. A revista esteve recentemente envolvida no escândalo Cachoeira, e seu patrono só não foi convocado a prestar contas à CPI devido a blindagem de parlamentares

O Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo confirmou que a editora Abril, responsável pela revista Veja, deverá conceder direito de resposta a Luis Nassif. O jornalista divulgou nota, em seu site, comentando a decisão. Leia abaixo:

luis nassif revista veja

Luis Nassif (foto) ganha direito de resposta na revista Veja

Quero agradecer o escritório Leonardi & Advogados, de jovens e brilhantes advogados, que reiteraram minha confiança na profissão. Em outras ações da Abril, fui abandonado pelo escritório Rodrigues Barbosa, Mac Dowell de Figueiredo, Gasparian, dos meus amigos Marco Antonio, Samuel e Thais.

A sentença não apagará os dissabores pelos quais passei, o sofrimento da minha família, o constrangimento de enfrentar acusações falsas disseminadas através de quase um milhão de exemplares pelo país.

Mas ficam dois frutos.

Primeiro, o fato de essa ação provocar a nova jurisprudência sobre direito de resposta – depois que os procedimentos foram vergonhosamente apagados da legislação pelo ex-Ministro Ayres Britto, do STF.

Segundo, minha convicção de dedicar toda minha energia para ajudar a fixar limites contra abusos da mídia. Fiz isso nos anos 90, em campanhas individuais reunidas no livro “O jornalismo dos anos 90”.

Leia também

Vítima do que sempre denunciei, senti na pele o que sentiram milhares de pessoas, cuja reputação virou joguete nas mãos de uma mídia que há muito perdeu todos os filtros.

Por Fernanda Pascale

Caro Nassif,

Tenho a satisfação de comunicar que fomos vitoriosos no julgamento da apelação interposta pela Editora Abril contra a sentença que lhe assegurou o direito de resposta contra a Revista Veja, em relação à coluna escrita por Diogo Mainardi.

O advogado da Editora Abril, Dr. Jorge, e eu, Dra. Fernanda, fizemos sustentação oral.

Eu ressaltei para os Desembargadores os principais pontos do caso, reforçando o que já havia constado nos Memoriais apresentados no final da semana passada. Enfatizei, especialmente, a garantia constitucional do direito de resposta e destaquei a relevância do tema após o fim da Lei de Imprensa no Brasil.

Após uma sessão de julgamento de pouco mais de 2 horas, os três Desembargadores, de forma unânime, votaram pelo reconhecimento de seu direito resposta contra a Revista Veja e selecionaram a decisão para constar como jurisprudência do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, dada a importância do precedente.

A Editora Abril ainda pode recorrer aos tribunais superiores em Brasília. Vamos acompanhar o desenrolar dos acontecimentos. Assim que o acórdão estiver disponível, enviaremos cópia.

Atenciosamente,

Fernanda Pascale

Recomendados para você

Comentários

  1. Alde Moraes Postado em 02/Oct/2014 às 06:43

    Caríssimo Luis Nassiff, Essa notícia é de 19/02/2013. Gostaria de saber como está o caso agora. Obrigada