Luis Soares
Colunista
Compartilhar
Homofobia 19/Feb/2013 às 15:16
7
Comentários

Aluna espancada na UnB foi vítima de homofobia: "lésbica nojenta"

Agredida na UnB, estudante diz que foi vítima de homofobia. Enquanto batia na vítima, agressor a teria chamado de ‘lésbica nojenta’. Jovem registrou ocorrência na 2ª DP; polícia não quis se pronunciar

Uma estudante do 5º semestre de agronomia da Universidade de Brasília (UnB) foi à polícia nesta segunda-feira (18) e afirmou ter sido vítima de agressão corporal motivada por homofobia.

homofobia unb estudante agredida

Estudantes protestam contra homofobia na UnB (Foto: Reprodução)

A mãe da jovem, Sílvia Rodrigues, afirma que a filha, que prefere não ser identificada, andava em direção ao carro no estacionamento do ICC Sul, por volta das 17h desta segunda, quando foi derrubada por um homem, aparentemente com idade entre 18 e 22 anos. O agressor teria desferido socos e chutes contra a estudante enquanto gritava “lésbica nojenta”. Sílvia Rodrigues diz que, após algum tempo, a filha conseguiu empurrar o homem, que fugiu.

De acordo com a família da estudante, ela precisou de atendimento médico e teve a perna esquerda e o braço direito enfaixados. À noite, ela registrou ocorrência na 2ª delegacia de polícia, na Asa Norte.

A mãe da jovem diz não saber o que fazer. “Estou indignada e revoltada. A que ponto chega a homofobia? Qual o limite de uma pessoa que faz isso?” Sílvia Rodrigues afirma que a filha está com medo de voltar às aulas na universidade. “Ela está com medo de sofrer uma agressão de novo, pois parece que a pessoa já a conhecia.”

Leia também

A Polícia Civil disse que, por enquanto, não se pronunciará sobre o caso. A UnB afirmou que não fará declarações por falta de conhecimento do ocorrido.

Relembre: em janeiro, Centro Acadêmico da UnB foi pichado com frases homofóbicas

Os estudantes do CA (Centro Acadêmico) do curso de direito da UnB (Universidade de Brasília) se surpreenderam ao encontrar pichações de conteúdo homofóbico na porta de sua sede.

Na sede do centro acadêmico, na Faculdade de Direito, foram pichadas as frases: “Ñ aos gays” e “Quem gosta de dar, gosta de apanhar”.

O CA de direito divulgou em sua página no Facebook uma nota na qual condena o ocorrido. A iniciativa recebeu diversas manifestações de apoio.

Segundo o diretor da Faculdade de Direito da UnB, George Galindo, foi aberta uma sindicância no âmbito da unidade para apurar o caso. Galindo afirmou ainda que tanto a Faculdade de Direito como a reitoria repudiam veementemente o fato e vão fazer todo o possível para esclarecer os fatos e que, se preciso, seriam acionadas a Polícia Civil e Federal.

Para o estudante Hugo Fonseca, membro do CA, o fato é apenas “mera reprodução do que acontece diariamente”, mas que, segundo ele, as manifestações homofóbicas estão cada vez mais explícitas.

Luta contra homofobia

A universidade possui um histórico contraditório sobre o tema. Por um lado, já foi palco de várias ações contra a homofobia, como a campanha “UnB fora do armário”, cuja última (edição em maio de 2012) contou com um “Beijaço”.

No entanto, não é a primeira vez que sofre manifestações de preconceito: No ano de 2007, alojamentos de alunos africanos que residiam na Casa do Estudante foram incendiados. A própria faculdade de Direito já foi alvo de uma outra pichação, que fazia referências homofóbicas aos estudantes de Relações Internacionais. Na época os dois cursos dividiam o mesmo prédio.

Agência UnB e R7

Recomendados para você

Comentários

  1. Sergio Avila Postado em 22/Feb/2013 às 10:30

    Roberto Carlos, em 16/11/2011, no programa do Jô: "Acho que todo ser humano tem direito à felicidade. Desde que essa felicidade não cause a infelicidade do outro. Se um gay se casa com outro, a mim não causa problema nenhum. Então, por que ser contra uma coisa que significa felicidade pra eles?"

  2. jose elias Postado em 01/Mar/2013 às 08:09

    Os gays não serão isentos do mosaico de conflitos existente entre os heteros, tais como ciúmes, traição, etc..., chegando até mesmo a agressões e homicídios.

  3. Müller Postado em 04/Mar/2013 às 02:43

    Acho que essas pessoas que perseguem os homoafetivos quase que certamente têm algum problema com a própria sexualidade, porque é incoerente ficar com essa paranoia...como a espécie humana é complicada!

  4. JAQUELINE Postado em 07/Mar/2013 às 13:10

    Concordo a homofobia é um desejo reprimido do inconsciente o medo a culpa a rejeição fazem com que o individuo tome atitudes agressivas , intolerantes e violenta em relação ao proximo. o sexo é uma energia poderosa que quando reprimida seja hetero ou homo causa doenças pisicossomaticas e tambem disturbio emocional e sentimental sem contar com os psicologicos por isso que tem pessoas que se suicidam nem tanto pelo fator interno mais pela pressão e opressão de familiares a sociedade e a religião ja li varíos artigos sobre o assunto não se chegou a conclusão ainda porque da homossexualidade.não existe artigo cientifico que defina esse fenomeno o que tem são pesquisas não conluida.

  5. milvia passos Postado em 14/Mar/2013 às 20:35

    Gente por favor , vamos dar um basta com essa doença que é a homofobia. Os envagélicos e católicos acham que os gays e lésbicas vão acaba com a RAÇA HUMANA , gente pfv ..... , nós ñ queremos acabar com nada , apenas queremos nossos direitos de ir e vir. Não vamos acabar com nada, apenas queremos viver em paz.

  6. MARCIO Postado em 12/Apr/2013 às 01:17

    - TUDO BEM QUE É CONTRA DEUS SER LÉSBICA, MAS ESPANCAR A MULHER AÍ É UM ABSURDO. JESUS CRISTO, PERDOARIA AMBOS, E DIZIA-LHES: "VAI E NÃO PEQUES MAIS"

  7. Fernando Postado em 08/Jun/2013 às 14:10

    Olá Márcio. Essa sua crença de que é "contra Deus ser lésbica" é um equívoco. Ela provavelmente está relacionada com a maioria das atitudes agressivas que algumas pessoas têm contra os homossexuais, inclusive essa, da reportagem acima. Lembre que no passado, doenças como a hanseníase eram consideradas consequências do pecado e isso fez com que se cometesse muitas atrocidades em nome de Deus. Mesmo sendo um absurdo, você pode encontrar uma justificativa para essa ideia na Bíblia. Então, por favor meu camarada, pense por você mesmo! Reflita e perceba que Deus não tem nada a ver com isso. É você mesmo, a cultura na qual foi criado. Vamos fazer um mundo melhor, meu amigo. Comecemos fazendo um Deus melhor!