Luis Soares
Colunista
Compartilhar
Mídia desonesta 16/Jan/2013 às 15:55
7
Comentários

Financial Times precisará pedir desculpas a Lula

O Financial Times teve acesso às informações não confirmadas sobre o ex-presidente Lula, que vazaram na rede na semana passada, e não se deu ao trabalho de checar se a fonte era confiável

O diário conservador inglês Financial Times (FT) precisará se retratar, publicamente, em relação à matéria publicada nesta sexta-feira, sob o título Lula’s ‘loot’: not much to look at (‘O butim de Lula: não há muito o que se observar‘, em tradução livre), em que atribui ao ex-presidente brasileiro imóveis que nunca lhe pertenceram. A resposta chegou nesta terça-feira, pela equipe de comunicação do Instituto Lula.

lula financial times

Após mentiras divulgadas, Financial Times precisará pedir desculpas ao ex-presidente Lula. (Foto: aBr)

A notícia, assinada pelo editor-chefe da Editoria de Brasil do FT, Joseph Leahy, que já publicou outras matérias negativas em relação ao país, associa o nome do antecessor da presidenta Dilma Rousseff ao escândalo do ‘mensalão’. “Lula sempre negou qualquer conhecimento sobre o esquema. Agora os pedidos de investigação estão aumentando, sob alegações de que o ex-presidente recebeu dinheiro do ‘mensalão’ para uso pessoal”, alega o redator.

O FT teve acesso às informações não confirmadas sobre o ex-presidente, que vazaram na rede na semana passada, e não se deu ao trabalho de checar se a fonte era confiável. “Endereços de propriedades, números de telefones, empresas registradas em seu nome e documentos foram divulgados no Twitter”, escreveu o jornalista que cometeu o erro. A matéria atribui, ainda, quatro imóveis, que seriam de Lula, e reproduz imagens do Google Maps das fachadas dos bens.

Leia também

A propriedade “mais respeitável”, segundo a publicação, fica situada em um condomínio em São Bernardo do Campo (SP). Trata-se, na realidade, do único imóvel que realmente pertence ao ex-presidente, segundo a assessoria de imprensa do Instituto Lula. Além deste, o texto cita uma casa em um “bairro não muito salubre” de São Bernardo, outra “humilde” em Sertãozinho, interior de São Paulo, que precisa de “uma mão de tinta” e a terceira em Natal, em uma região que “você não gostaria de passear à noite, especialmente quando uma busca no YouTube mostra vídeos de homicídios e outros problemas sociais”.

O FT acrescentou que a fonte à qual consultaram, sem qualquer preocupação quanto à veracidade das informações divulgadas, a despeito de incriminar o ex-presidente – que tem sido taxado de “ladrão” pela direita brasileira – confirma que, mesmo se tivesse aquele patrimônio alegado, não seria nada de mais para quem tem mais de 30 anos de vida pública.

A matéria também não avançou sobre os imóveis subvalorizados que pertenceriam ao senador Aécio Neves (PSDB) no Rio de Janeiro e em Belo Horizonte. Embora o líder tucano tenha um apartamento no Leblon e outro em Ipanema (entre outros imóveis em BH e Nova Lima, além da Rádio Arco-Íris), Aécio declarou um patrimônio de pouco mais de R$ 600 mil em sua última prestação de contas à Justiça Eleitoral.

Correio do Brasil

 

Recomendados para você

Comentários

  1. rafael palomino Postado em 16/Jan/2013 às 23:21

    O texto do Financial Times que eu li não era bem uma reportagem, mas uma postagem de blog que estava associado ao jornal. Nele, o autor apenas comentava que, se o hacker pretendia prejudicar Lula, o tiro tinha saído pela culatra: acabava mais o ajudando que o atrapalhando, pois as propriedades em questão não revelavam nada demais sobre o presidente. Nada que uma pessoa não pudesse ter adquirido em uma vida de trabalho. É uma matéria, ao final, favorável a Lula, que o defende da acusação do hacker. Quanto a não se checarem as informações, isso é verdade, mas não era uma reportagem, exatamente. Tratava-se mais de comentar a ação desastrada do hacker do que as propriedades de Lula. Não acho que o Financial Times deva desculpas.

  2. Fonseca Postado em 17/Jan/2013 às 00:39

    Muito bom esclarecimento Rafael.

  3. Gustavo S Postado em 17/Jan/2013 às 01:09

    O Financial Times não deveria pedir desculpas ao Lula, mas desculpas por existir. É quase uma Veja gringa.

  4. Gustavo Postado em 17/Jan/2013 às 08:10

    É só ver os dois posts do beyondbrics do FT pra sabe que ele não tá dizendo nada demais do Lula. "But those expecting palatial residences in São Paulo’s elite neighbourhoods, beachfront condos in Copacabana or sprawling fazendas in the Brazilian Amazon will be disappointed. The properties revealed by the site, while not exactly a pauper’s empire, are definitely not those of your typical bling-covered sleazebag politician with a trophy wife on his arm." e continua... "Overall, the allegedly ill-begotten assets look like nothing more than those that someone with a normal salary and an inheritance or two thrown in might end up with after a lifetime of work. Think of the estate of your spendthrift old uncle Bob rather than Silvio Berlusconi. Either way, the hacker – who proudly declares “Live the Revolution” – has in fact done defenders of Lula’s cause more good than harm." E no post seguinte, já com a resposta do Instituto Lula. "Well, apparently, Lula has even less property than the hacker claimed." Por favor, não acabem com a credibilidade que vcs tem fazendo o mesmo sensacionalismo que vc criticam na VEJA. Quem quiser ir conferir é nos links seguintes: http://blogs.ft.com/beyond-brics/2013/01/11/lulas-loot-not-much-to-look-at/#ixzz2IE3Vne5e http://blogs.ft.com/beyond-brics/2013/01/15/lulas-loot-even-less-than-thought/#axzz2IE0727fN

  5. Marcel Bragion Postado em 04/Apr/2013 às 23:12

    Por favor, tirem esse grigo que tenta falar portugues do meu site no Brasil...Quero textos autênticos de brasileiros...Afinal chega de manipulação... Querem falar do Lula como se ele não fosse o que é!!!! O melhor Presidente que o mundo já viu...Depois de Jesus claro...

  6. Rodrigo Postado em 11/Apr/2013 às 15:19

    Checar é dever, sempre. Desde uma conversa de botequim, passando por postagens de facebook (hoje, por exemplo, há milhares compartilhando fotos de uma festa do tomate espanhola, como se fosse festa do tomate de Thor Batista), chegando-se à mídia, em especial àquela que quer ser uma nova mídia, efetivamente, mas não "nova velha mídia".

  7. Verônica Postado em 07/Aug/2013 às 10:03

    Mas a pergunta que n˜ao quer calar: Lula sabia ou não do mensalão?