Luis Soares
Colunista
Compartilhar
Mídia desonesta 19/Dec/2012 às 18:33
2
Comentários

Jornal O Globo quer o retorno da ditadura militar?

Duas capas de O Globo são emblemáticas. Na de ontem, um alerta para que o Parlamento se enquadre diante da ordem do STF. Na de hoje, a denúncia de uma rebelião do Congresso, como se o Legislativo não fosse um poder independente, em defesa de suas próprias prerrogativas. Editorial acusa Marco Maia de agir como militante partidário. Detalhe: todos os partidos (inclusive DEM e PSDB), menos o PPS, dão apoio ao presidente da Câmara

joão roberto marinho globo

João Roberto Marinho, proprietário de O Globo. (Foto: reprodução)

A julgar pelas duas últimas capas do jornal O Globo, da família Marinho, o periódico é um dos entusiastas da chamada “supremocracia”, regime político que se tenta implantar no Brasil e que coloca o Supremo Tribunal Federal acima de todos os demais poderes.

Ontem, a chamada em negrito destacava “Supremo cassa deputados e adverte direção da Câmara”.

Abaixo, o subtítulo, que era quase um toque de recolher, e dizia: “Ministro Celso de Mello faz duro alerta contra reações corporativas e diz que insubordinação é inaceitável”. Algo que poderia ser lido apenas como “enquadrem-se”.

Hoje, a manchete também traduz uma tomada de posição. “Congresso se rebela e manobra contra STF”. Ou seja: o parlamento não é mais um poder independente, que se vale de suas próprias prerrogativas, mas um agente rebelado da República.

Leia também

Se isso não bastasse, o jornal também publicou editorial afirmando que Marco Maia age como militante partidário, esquecendo-se de seu papel institucional que, na visão do Globo, seria simplesmente se curvar à “supremocracia”. Detalhe: todos os partidos, menos o PPS, dão apoio ao presidente da Câmara dos Deputados na defesa das prerrogativas da Casa Legislativa.

Brasil 247

Recomendados para você

Comentários

  1. FPERES Postado em 01/Jan/2013 às 12:35

    DEIXEI DE VER E OUVIR O QUE VEM DESSA REDE (TV, JORNAL E RÁDIO), HÁ BASTANTE TEMPO ! POR "NOTAR" QUE A MESMA É SEMPRE PARCIAL EM SEUS NOTICIÁRIOS !!!

  2. Antônio Postado em 07/Jan/2013 às 00:45

    A Constituição da República Federativa do Brasil é bem clara, no que se refere à competência da Câmara dos Deputados sobre a perda dos mandatos de seus membros. Pela Constituição e nessa Marco Maia está certíssimo, cabe à Câmara decidiu pela cassação ou não de mandatos. O STF está ultrapassando seu poder de controle e logicamente, infringindo a Constituição. Se já julgou e condenou, porque desrespeitar a competência da Câmara.