Redação Pragmatismo
Compartilhar
Política 22/Nov/2012 às 00:04
220
Comentários

Eduardo Galeano: "Quem deu a Israel o direito de negar todos os direitos?"

O exército israelense, o mais moderno e sofisticado do mundo, sabe a quem mata. Não mata por engano. Mata por horror. As vítimas civis são chamadas de “danos colaterais”, segundo o dicionário de outras guerras imperiais. Em Gaza, de cada dez “danos colaterais”, três são crianças

eduardo galeano gaza israel

Eduardo Galeano: “Este artigo é dedicado a meus amigos judeus assassinados pelas ditaduras latinoamericanas que Israel assessorou”

Por Eduardo Galeano

Para justificar-se, o terrorismo de estado fabrica terroristas: semeia ódio e colhe pretextos. Tudo indica que esta carnificina de Gaza, que segundo seus autores quer acabar com os terroristas, acabará por multiplicá-los.

Desde 1948, os palestinos vivem condenados à humilhação perpétua. Não podem nem respirar sem permissão. Perderam sua pátria, suas terras, sua água, sua liberdade, seu tudo. Nem sequer têm direito a eleger seus governantes. Quando votam em quem não devem votar são castigados. Gaza está sendo castigada. Converteu-se em uma armadilha sem saída, desde que o Hamas ganhou limpamente as eleições em 2006. Algo parecido havia ocorrido em 1932, quando o Partido Comunista triunfou nas eleições de El Salvador. Banhados em sangue, os salvadorenhos expiaram sua má conduta e, desde então, viveram submetidos a ditaduras militares. A democracia é um luxo que nem todos merecem.

São filhos da impotência os foguetes caseiros que os militantes do Hamas, encurralados em Gaza, disparam com desajeitada pontaria sobre as terras que foram palestinas e que a ocupação israelense usurpou. E o desespero, à margem da loucura suicida, é a mãe das bravatas que negam o direito à existência de Israel, gritos sem nenhuma eficácia, enquanto a muito eficaz guerra de extermínio está negando, há muitos anos, o direito à existência da Palestina.

Leia também

Já resta pouca Palestina. Passo a passo, Israel está apagando-a do mapa. Os colonos invadem, e atrás deles os soldados vão corrigindo a fronteira. As balas sacralizam a pilhagem, em legítima defesa.

Não há guerra agressiva que não diga ser guerra defensiva. Hitler invadiu a Polônia para evitar que a Polônia invadisse a Alemanha. Bush invadiu o Iraque para evitar que o Iraque invadisse o mundo. Em cada uma de suas guerras defensivas, Israel devorou outro pedaço da Palestina, e os almoços seguem. O apetite devorador se justifica pelos títulos de propriedade que a Bíblia outorgou, pelos dois mil anos de perseguição que o povo judeu sofreu, e pelo pânico que geram os palestinos à espreita.

Israel é o país que jamais cumpre as recomendações nem as resoluções das Nações Unidas, que nunca acata as sentenças dos tribunais internacionais, que burla as leis internacionais, e é também o único país que legalizou a tortura de prisioneiros.

Quem lhe deu o direito de negar todos os direitos? De onde vem a impunidade com que Israel está executando a matança de Gaza? O governo espanhol não conseguiu bombardear impunemente ao País Basco para acabar com o ETA, nem o governo britânico pôde arrasar a Irlanda para liquidar o IRA. Por acaso a tragédia do Holocausto implica uma apólice de eterna impunidade? Ou essa luz verde provém da potência manda chuva que tem em Israel o mais incondicional de seus vassalos?

O exército israelense, o mais moderno e sofisticado mundo, sabe a quem mata. Não mata por engano. Mata por horror. As vítimas civis são chamadas de “danos colaterais”, segundo o dicionário de outras guerras imperiais. Em Gaza, de cada dez “danos colaterais”, três são crianças. E somam aos milhares os mutilados, vítimas da tecnologia do esquartejamento humano, que a indústria militar está ensaiando com êxito nesta operação de limpeza étnica.

E como sempre, sempre o mesmo: em Gaza, cem a um. Para cada cem palestinos mortos, um israelense. Gente perigosa, adverte outro bombardeio, a cargo dos meios massivos de manipulação, que nos convidam a crer que uma vida israelense vale tanto quanto cem vidas palestinas. E esses meios também nos convidam a acreditar que são humanitárias as duzentas bombas atômicas de Israel, e que uma potência nuclear chamada Irã foi a que aniquilou Hiroshima e Nagasaki.

A chamada “comunidade internacional”, existe? É algo mais que um clube de mercadores, banqueiros e guerreiros? É algo mais que o nome artístico que os Estados Unidos adotam quando fazem teatro?

Diante da tragédia de Gaza, a hipocrisia mundial se ilumina uma vez mais. Como sempre, a indiferença, os discursos vazios, as declarações ocas, as declamações altissonantes, as posturas ambíguas, rendem tributo à sagrada impunidade.

Diante da tragédia de Gaza, os países árabes lavam as mãos. Como sempre. E como sempre, os países europeus esfregam as mãos. A velha Europa, tão capaz de beleza e de perversidade, derrama alguma que outra lágrima, enquanto secretamente celebra esta jogada de mestre. Porque a caçada de judeus foi sempre um costume europeu, mas há meio século essa dívida histórica está sendo cobrada dos palestinas, que também são semitas e que nunca foram, nem são, antisemitas. Eles estão pagando, com sangue constante e sonoro, uma conta alheia.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Adroaldo Bauer Postado em 22/Nov/2012 às 02:54

    Lírios da Palestina Dê lírios, belos, frágeis e singelos, em libelo Ao flagelo, aos chicotes dos queimados. Despejo tormentoso de aço em chuva fervente. Tórrido relento de muitos lírios ensanguentados Sanha macabra dos de per si escolhidos de si por si e mais nada, ensandecidos Antes de tornar ao pó, ceifam ainda mais vidas da longa jornada posseiros de terra já habitada prometida deles pra si e por mais nada Gente de muita fé desumana e desalmada

    • carmen r dias Postado em 22/Jul/2014 às 21:12

      Tocante... poema em fogo e sangue traçando a real condição humana...

    • Bernardo Postado em 13/Aug/2014 às 17:14

      Convoco o autor e comentaristas a verificarem a origem dos palestinos no livro "The Myths of Babylonia and Assyria" de Donald Mackenzie, disponível no link https://ia600202.us.archive.org/17/items/mythsofbabylonia032349mbp/mythsofbabylonia032349mbp.pdf, para que parem, definitivamente, de conversar fiado e espalhar inverdades sobre o assunto.

  2. Luh Postado em 22/Nov/2012 às 07:30

    Muito bom!!! A desculpa do holocausto sofrida pelo judeus, não dá liberdade dos mesmos fazerem o que querem.

    • Odolir Postado em 12/Jul/2014 às 19:04

      A palavra holocausto eu entendo como sendo algo que se dá em sacrifício. Nesse caso não se trata de holocausto e sim de genocídio. Me penitencio se eu estiver errado.

    • Christiano Postado em 19/Jul/2014 às 14:36

      Luh, os Judeus ? O seu vizinho judeu então tem que morrer Luh ? Aquele que nunca pegou em armas na sua vida ? que vive para a família e para o trabalho ? Aquele que toma um chopinho no final da tarde como todo mundo ? Você é antissemita Luh!

      • Guilherme Postado em 03/Nov/2014 às 15:05

        antissionista é diferente de antissemita!

    • Flavio Postado em 21/Jul/2014 às 04:36

      Tá pensando que nem o jumento que escreveu este texto horrosoro. Vão estudar e procurar saber mais sobre este conflito. Ou melhor, vão até lá pra ver a realidade com seus próprios olhos. Nem os palestinos/árabes aguentam mais o Hamas.

      • adriano magalhães Postado em 21/Jul/2014 às 16:10

        FLAVIO, VOCÊ É UM IGNORANTE. NÃO SE JUSTIFICA GENOCÍDIO COM NADA NESSE MUNDO. ANIMAL.

      • Maurício Postado em 21/Jul/2014 às 20:19

        Para quem usa o argumento que os antigos hebreus habitavam a região ( que hoje chamam de Estado de Israel), apenas duas observações: A chamada "Terra de Israel" do Velho Testamento não inclui Hebron, Belém ou Jerusalém, mas apenas a Samária e outros pequenos territórios. Isto é, jamais os antigos judeus ocuparam a área que hoje é ocupada por Israel. E MESMO que tivessem vivido lá, que norma do Direito Internacional ( ou do bom senso) concede aos judeus europeus que migrem para aquela região e que, por meio da força, retire a população local apenas por não ser "judia" ?

      • Luís Postado em 21/Jul/2014 às 23:14

        O "jumento" é um dos jornalistas mais consagrados da América Latina, com extenso trabalho reconhecido mundialmente... Graças ao seu comentário eu compreendo porque os Israelenses vêm matando mulheres e crianças na Faixa de Gaza... para livrá-los dos horrores do Hamas, não é mesmo? Afinal nem eles aguentam mais... Olhando por esse ponto é muito humanitário.......

      • Tamily Postado em 22/Jul/2014 às 16:33

        Nossa, me fala o que foi que vc estudou meu amigo, pq o que eu estudei, de fato não justifica essa carnificina, vc deveria estudar mais, ta todo mundo cansado da história da terra prometida, nem a Bíblia de fato PROVA que essa terra foi prometida a Judeus. Me explica sua história e sua justificativa... pq até agora, só blá blá blá, (vão estudar). mandar os outros estudarem é fácil amigo, explica aí, para os estudados, se o que israel faz não iria gerar terroristas? só vai gerar mais terroristas, a não ser q eles consigam com essa desculpa do terrorismo com pedras e bombinhas caseiras.....aniquilar todo mundo de uma vez...... bando de filhos da puta sionistas do caralho!

      • Scaninha Postado em 23/Jul/2014 às 15:11

        Jumento falante também tinha na Bíbilia, aqui então, nossa, é um monte... E se isso ("palestinos não aguentam o Hamas") fosse verdade,então por que o elegeram pra Faixa de Gaza?

      • Matheus Magalhães Postado em 25/Jul/2014 às 14:43

        Eu acho um tanto curioso que a resposta padrão de conservadores e orgulhosos ideólogos da agenda capitalista/neocolonialista seja sempre: "vá estudar sobre", sem nunca explanar sobre onde o estudo os levou e qual sua conclusão, tão lógica e óbvia, sobre o conflito. É como "nem vou responder, vá procurar a resposta você", uma cômoda atitude que ataca o outro lhe chamando de inculto e isenta o interlocutor da formulação de um argumento, lhe mantendo em uma posição de superioridade. É sempre a mesma coisa. O que eu vejo são palestinos se mantendo em suas casa e não querendo sair do território que é deles de direito. Nunca li uma única fonte isenta trazendo um número grande de palestinos de Gaza se opondo ao Hamas e, por mais que existam críticas, todos comungam do desejo por soberania e pelo fim do colonialismo israelense. Eu queria ver os reaças morando em uma cidade onde colonos começam a criar assentamentos e, inclusive, se consideram superiores e donos primevos das terras que pertencem legalmente, há muitas geração, às famílias de quem morava nesta cidade. Ah, nem preciso ir longe, a xenofobia dos paulistas em relação aos nordestinos (uma situação obviamente muito diferente já que são pessoas em êxodo procurando uma condição melhor de vida no Estado mais rico do País e não uma relocação forçada em cima de um povo) já deixa claro que, mesmo um contingente muito menor e que não chega para ser "dono" de terras que são de outras pessoas, seria recebido com ódio e violência pelos reacionários que defendem com unhas e dentes o terrorismo de estado de Israel.

      • Eduardo Postado em 29/Jul/2014 às 15:59

        Você é doente!! Vai se tratar, não fala besteira. Procure você conhecer a história e fazer uma análise das coisas. Pensando bem, pessoas como você não sabem fazer análises, são lunáticos. Se há algum jumento aqui, só pode ser você. Infeliz!

    • Bernardo Postado em 13/Aug/2014 às 17:47

      Fácil falar assim, para quem vive num país de 8000000 de km quadrados, que não tem inimigos em volta, e que "deixa a vida lhe levar". Vamos convocar um bocado dos defensores do Hamas, incluindo o autor, para prestar ajuda humanitária em Gaza.

    • Bernardo Postado em 14/Aug/2014 às 15:05

      Prezada Luh, a hipocrisia dos povos é histórica. O Brasil fez coisa igual com o Paraguai, ao seu ver. Acabamos, a mando dos ingleses, com 2/3 da população masculina do Paraguai, e eles não foram capazes de se reerguer. Aqui mesmo no Brasil, temos o problema do racismo, do estado paralelo do tráfico, do estado paralelo das sanguessugas do Planalto. Temos o genocídio econômico através das fraudes licitatórias, genocídio nas estradas não duplicadas devido às fraudes anteriores (porque se há meio de evitar, e ninguém faz, é genocídio). Então, será que podemos pensar em problemas lá longe no mediterrâneo.

  3. O Bronco Postado em 22/Nov/2012 às 08:27

    Cara Luh, é importante ter em mente que não são os judeus, mas os israelenses. E não somente os israelenses, mas a conduta sionista, que a muito perdeu qualquer vínculo com a religião, usando essa somente como uma máscara.

    • ADQ Adriana Postado em 12/Jul/2014 às 10:49

      Mas não se vê as comunidades judaicas pelo mundo abertamente se colocando contrárias às políticas de Israel. Era o mínimo que poderia se esperar, ao invés de deixar Israel usar o manto do judaísmo.

      • Bernardo Postado em 14/Aug/2014 às 17:38

        Nossa, que confusão conceitual. Diga a diferença entre hebreu, israelita, judeu e israelense, Adriana, e poderemos lhe explicar o que acontece lá.

    • Coveite Postado em 12/Jul/2014 às 12:22

      É isso aí, Bronco! Acredito que muitos judeus não estejam de acordo com os crimes cometidos por Israel. Admiro os judeus brasileiros que preferiram ficar aqui a ir para o Oriente Médio e ocupar/se apossar das terras dos palestinos. Os judeus sionistas, recorrendo à religião, conseguiram convencer outros judeus mundo afora que aquelas terras lhes pertenciam por direito divino e iniciaram a campanha "uma terra sem povo" (o que não era verdade) "para um povo sem terra". E, com massacres, humilhações e todo o tipo de violência, expulsaram os palestinos de suas casas e terras, nunca permitiram que voltassem e - pasmen! - nunca os indenizaram. Exatamente o pessoal que mais cobra indenização de nações e empresas!

      • Claudino da Nobrega Postado em 19/Jul/2014 às 18:56

        Os judeus daqui, também financiam os massacres cometidos por lá. E isso ocorre, pelo que dizem, em todo o mundo. O povo Judeu, de todo o mundo, financia Israel e seus crimes.

      • Cezar Postado em 27/Jul/2014 às 08:51

        Você admira "judeus brasileiros"? Que colaboram enviando recursos ao seu estado ? Que prestam serviços de graça ao seu estado ?Que se isolam dos demais brasileiros nos seus guetos? Que se comportam como outras épocas ,dominando, escravizando os demais brasileiros? Ir as ruas para apoiar os Judeus, como a tv nos mostra? Isso é ser contra os conflitos?

      • Bernardo Postado em 14/Aug/2014 às 17:40

        Queria que o Claudino citasse quem financia os radicais islâmicos do Hamas, Jihad, Irmandade muçulmana e Al Qaeda.

    • Sacaninha Postado em 23/Jul/2014 às 16:15

      Você só tem que levar em conta que todo israelense é judeu! Na hora do registro todo israelense é considerado judeu, pois o próprio Estado de Israel é um Estado judeu!

  4. francisco Postado em 22/Nov/2012 às 10:38

    parabéns! ótima crítica! a realidade da situação passa muito além das grandes mídias!

  5. Marcelo Postado em 22/Nov/2012 às 11:35

    Caro autor, Com respeito a vossa explanação faltaram dados importantes. O primeiro a ser dito é a respeito da Cisjordania. Em nenhum momento o senhor disse que a economia deste lugar vem se desenvolvendo com grande velocidade. Pergunte a qualquer habitante local como vai a vida lá. Qual a diferênça entre Gaza e Cisjordania. A diferença esta no objetivo. Enquanto Gaza é regulada por fanáticos e não se engane pois os mesmo que o senhor defende massacraram seus irmãos na tomada do poder e fizeram de uma eleição uma grande farça da qual o senhor defende. O segundo fato são ações mutuos de odios alimentados recentemente. A pouco mais de 4 meses um onibus notamente escolar foi atingido por um missel anti-tanque disparado pelo Hamas no território de Israel.O que seria isso ? Uma forma de protesto ? Uma titude correta ? Não justifique uma ação pela outra. Aqui só cabe a crítica. O autor tambem esquece de maneira proposital que Gaza foi inteiramente devolvida ao povo local. Cabe a Israel o direito de ter ou não suas fronteiras abertas. O Egito tambem faz fronteira porem diferente do senhor tem a percepção de que a região é controlada por terroristas que querem poder, dinheiro e implantar a força uma ditadura voraz. A memoria de uma pessoa é controlada pela sua indole. Esquecer que na partilha da região todos os arabes atacaram covardemente Israel no intuito de elimina-los é uma falha de vossa parte. Daquele momento os interesses das partes na busca do poder superou qualquer atitude que pudesse trazer a paz. O nobre autor que se diz amigo dos judeus esquece deliberadamente o massacre imposto dos arabes para com os arabes. Sim a Jordania na busca de manter sua supremacia esmagou os palestinos. O povo palestino massacrou a minoria libanesa cristã que com o consentimento de Israel massacrou em uma atitude deploravel Sabra e Chatila. O povo palestino não é santo nem demonio mas paga pelos seus erros. Evidente que o povo palestino é um povo "jogado" e "usado" por todos: anti-semitas, arabes, ocidentais e orientais. É importante termos em mente que desde 1947 Israel se tornou um pais moderno enquanto os paises arabes permaneceram na obscuridão do sub-desenvolvimento. A causa é clara. Os governates e a ignorância do povo os deixou no seculo 18. A procura por um culpado como o Estado de israel é a saída facil para o orgulho arabe acostumado no passado a grandes conquistas. Vamos ao momento atual. Uma região densa imposta ao um governo corrupto e regido pelo ódio. Temos assim Gaza o "inferno" na terra. Do outro lado um dos paises mais modernos do mundo reconstruído após 2.000 pelos seus verdadeiros donos que a milenios foram expulsos pelos Romanos. Notadamente a maior parte da população mundial crê no documento histórico denominado Biblia. Lá encontramos a história dos judeus porem nenhum outro povo tem a posse da região. Fica claro que ninguem "tomou" e sim retornou por esse aspecto. Olhando ainda os fatos históricos o povo palestino nunca possuiu terras ou regiões mas isso não faz dos mesmos sem direito a um lar. O que não se deve é culpar os judeus pela situação dos mesmos. Olhemos caro autor agora os fatos e reações. O Hamas e suas "celulas" lançam misseis contra onibus escolares, disparam mais de 1.000 misseis contra um território de outro país, explodem onibus em meio a população civil. Do outro lado a reação normal: dirigentes do Hamas são mortos e a população avisada por panfletos para sair da região onde o conflito vai ocorrer. Agora cabe uma reflexão do que o mundo que tanto critica Israel através de uma forma moderna de antissemitismo faz para modernizar e assim por dizer ajudar a evolução da região. A resposta é: muito pouco. Quanto em educação e saúde foi investido pelo Brasil e por outros paises na região ? Talvez essa seja a forma correta de tratarmos o assunto. Esquecermos o antissemitismo e colaborarmos com investimentos na região. Se o mundo desejar em pouco tempo fome, dor, terrorismo, opressão ficarão para trás. A Alemanha e Japão foram recosntruídos e hoje são paises modelos. Mas esse é o seu desejo autor ?

    • Maria Clara Viana Postado em 18/Jun/2014 às 17:06

      Texto maravilhoso e repleto de fatos concretos. Um documento a ser estudado pelos mal-informados e guardado com zelo. Perguntem agora onde a esposa do presidente do PA (Autoridade Palestina) Mahmoud Abbas esta recebendo tratamento medico? Em Tel-Aviv! Ou seja, a Palestina realmente ficou na obscuridade e subdesenvolvimento, jogado pelos seus irmaos árabes e regulados pelo fanatismo religioso.

    • Tulio Postado em 11/Jul/2014 às 09:57

      Os países Arábes não saem da escuridão porque o Ocidente sempre tem interesse em que fiquem assim. Os poucos países que tentam, sofrem ataques covardes como os de Israel e do EUA, ou então sofrem sanções ecônomicas que freaim qualquer tentativa de avanço. Israel se modernizou porque foi financidada durante toda a sua existência pela oligarquia que é os EUA. Os mísseis do hamas nada mais são do que uma criança se esperneando e tentando se soltar de um estranho tirano que os prende em seus braços. Israel se utilizar de fatos de anos atrás para justificar um massacre. O que os Judeus de Israel tanto proclamam que sofreram anos atrás, é o mesmo que fazem agora contra a Palestina. Desde o governante, até o fazendeiro. O ministro israelita nada mais é do que um novo Hitler sancionado pelos EUA. E sim, é Israel o culpado pela situação da Palestina. A rússia foi condenada veentemente quando tomou terras de outro país, mesmo com a aprovação do povo. Entretanto Israel domina e controla uma região inteira pertencente à outra nação, roubou a capital de outra nação, e diz que não pretende devolver. Faz ameaças, tira recursos, ataca covardemente, e o mundo fica de braços cruzados. Braços cruzados forçados pelo patrocionador, e apoiado por uma união onde o principal representante fecha os olhos devido a culpa. E assm Israel vai saindo impune de um genocídio, de um novo nazismo disfarçado.

      • Bernardo Postado em 12/Aug/2014 às 21:34

        Leia o que o Marcelo postou, e aprenda.

      • Bernardo Postado em 12/Aug/2014 às 21:34

        Leia o que o Marcelo postou, e aprenda.

    • Rivy Postado em 11/Jul/2014 às 10:00

      Marcelo, tive acesso a seu texto somente hoje. Vi que faz tempo que escreveste, porém como ele é atual! Complemnetaria ao final com as boas investidas de Israel no sentido da coexistência: atendimento médico a palestinos em geral - na própria faixa de Gaza ou em hospitais das principais cidades para oferecer recursos que o governo do Hamas não se interessa em oferecer à populaçào e ainda as incursões em pequenos grupos, liderados por ONGs que desenvovlem trabalhos diários com a populaçào, onde ambos os lados tem interesse na coexistência pacífica. Ou seja, masi uma vez, como em qualuqer país dete mundo de valores (muitas vezes) invertidos o povo paga por suas escolhas mal realizadas e fica sem condiçòes de fazer novas escolhas e melhrorar seu caminho. Temos - dos dois lados e de outros lados mais - aquelesque desejam o conflito. Infelizmente. Mas temos muita gente - de ambos os lados - que não o desejam e acreditam que é possível a convivência.

    • André Postado em 11/Jul/2014 às 10:31

      - Israel tornar-se um Estado moderno se deve a que exatamente? - Verdadeiros donos reconstruído após 2000 anos? Então o Brasil deveria ser reconstruído pelos Índios, que são seus "verdadeiros" donos. (isso q falamos de pouco mais de 500 anos, ainda mais justo não? - Árabes atacaram covardemente quando da "fundação" daquele Estado, mas não é de se esperar que os Estados dali atacassem um Estado que foi colocado ali no meio de uma hora pra outra, sem dar tempo de ninguém se acostumar com a ideia?

      • Bernardo Postado em 14/Aug/2014 às 17:43

        André, o genocídio dos índios brasileiros, por portugueses e espanhóis, pode ser perdoado pelo tanto de tempo que já passou. Mas foi genocídio. O dos paraguaios também.

    • Diego Postado em 11/Jul/2014 às 13:25

      Israel ser mais "avançado" economicamente não lhe dá direito de sair expandindo suas fronteiras a torto e a direito. Isso é muito grave. Foda-se se oterritório ocupado ficou mais rico, ainda sim é uma invasão, você tá justificando a volta do colonialismo. Isso é muito grave.

      • Bernardo Postado em 14/Aug/2014 às 17:45

        Vamos incluir o Acre e parte da Bolívia, que compramos a baixo preço. Nosso telhado também é de vidro.

    • Rosana Postado em 11/Jul/2014 às 14:44

      Bonito isso, cheio de palavras bacanas e dados históricos (apesar de contestáveis as avaliações pessoais sobre tais fatos, diga-se). Mas dizer que Gaza foi "inteiramente devolvida" é um pouco demais. Então a pessoa é tirada de sua terra (porque sim, se ela vive lá, planta lá, possui uma casa, uma vida e uma história no local, até a lei brasileira que é meio burra reconhece que sim, é a terra dela), é empurrada para uma faixa desértica que não possui água suficiente nem acessos externos, espremida entre países hostis. Daí você controla o fornecimento de água, comida, energia e tudo mais o que é necessário para se viver e limita o acesso a estas coisas a seu bel prazer, seja ele para retaliar, para resfriar a economia local, e a isso você considera "devolver inteiramente"? Desculpe, mas há um óbvio equívoco que, suspeito, seja proposital. Não digo, com isso que alguém tem mais direito de matar o outro. A questão levantada e lindamente explorada pelo autor é justamente essa, quem no mundo tem este direito e por que a concessão deste direito é exclusiva quando se trata de Israel? Covardia é covardia, em qualquer idioma e em qualquer lugar do mundo. E o que vemos agora é uma grande, enorme, covardia.

      • Bernardo Postado em 12/Aug/2014 às 21:39

        Rosana, a sua emoção está ultrapassando a razão. Para discutir algodeste tipo é preciso calma. Procure saber da real origem dos palestinos. Palastina é uma transformação de Filistia. Os filisteus (citados na Bíblia) vieram da Ilha de Creta. Digo isto para você porque dos exaltados é a mais objetiva. Então nós, brasileiros, filhos de imigrantes, temos que deixar o nosso amado País, pois o invadimos. É isto então ?

    • julia Postado em 11/Jul/2014 às 15:42

      Meu querido passe um dia na Cisjordânia ou em Gaza e vai repensar seus conceitos!Só me responde uma pergunta com que direito Israel fez aquele muro e expulsa árabes/muçulmanos de suas terras na Palestina pra fazer condomínios de Judeus?? Acha isso certo? Então se informe antes de abrir a boca e sair criticando!!!

      • Bernardo Postado em 12/Aug/2014 às 21:48

        Júlia, com que direito o Brasil dizimou 2/3 da população do Paraguai, a mando dos ingleses ? Uma pergunta: em sua escola ou trabalho ou em casa, você nunca brigou ou discutiu com alguém ? Já ofendeu ou foi ofendida ? São pequenas escaramuças, mas a todas pode-se dar o nome de GUERRA. O que é matar ? Só tirar a vida ? E não dar papo para alguém que não se gosta ? É guerra ou não ? O ser humano mede guerra por número de corpos caídos, mas para Deus não é assim. Pecados idiotas do dia a dia são tão grandes quanto uma morte. Vejo aqui um bando (termo certo) de juízes muito limpos de culpa, falando de dois povos cuja origem ignoram completamente.

    • Marcio Manhães Fernandes Postado em 11/Jul/2014 às 15:51

      Esse ratos tinham que ser todos dizimados na segunda guerra por hitler

      • Gerson B Postado em 12/Jul/2014 às 21:00

        É difícil ler algo tão canalha quanto o que este cara escreveu. Independente da opinião sobre esse conflito este comentário defendendo o massacre de Hitler é inadmissível.

      • mara k. pereira Postado em 17/Jul/2014 às 09:31

        Amigo, vá estudar um pouco sobre a história dos judeus para depois falar mal deles.E procure as últimas declaraçoes do líder do Hamás confirmando que eles próprios colocam as crianças na linha de fogo. E ainda se orgulham disso ao invés de protege-los como Israel tenta proteger o seu povo. Incrível, as pessoas só enchergam mesmo o que querem ver....é assim. Em todo lugar. Mas o grande dia está perto e Israel será vitorioso porque tem um Deus que é o SENHOR DOS EXÉRCITOS- REI !!! Shalom

      • Christiano Postado em 19/Jul/2014 às 14:48

        mara k. pereira, o cidadão que se denomina Marcio Manhães Fernandes é o que os antissionistas chamam de antissemita e não gostam de ser confundidos com eles. Não se deve gastar saliva e digitação com essas almas infelizes. Os antissionistas, caso tenham realmente boa fé, devem tomar cuidado para não produzir monstros como esse cidadão.

      • --------- Postado em 21/Jul/2014 às 23:10

        Você poderia ser preso pelo o que acabou de declarar!

      • Marilda Postado em 25/Jul/2014 às 10:34

        Horrível esta sua postura! Gente que pensa como você são os que fazem as guerras! Vai estudar e deixa de ser ignorante.

      • Bernardo Postado em 12/Aug/2014 às 21:50

        Sr Márcio, se você puder diferir um judeu de um Israelita de um hebreu e de um israelense, talvez possamos começar a querer ouvir suas razões.

    • ivan Postado em 11/Jul/2014 às 17:30

      O sr. tem ou sabe de algum judeu que tenha um imóvel,por exemplo, no Brasil? Devolva a algum índio. Historicamente é deles. O argumento "histórico" é burro e mal intencionado. Não concordo que o hamas jogue foguetes em israel mas, a resposta israelense segue sendo puro massacre.

      • Bernardo Postado em 14/Aug/2014 às 17:48

        Então Israel pára de mandar mísseis, mas a população passa a usar capacete ???

    • André Postado em 11/Jul/2014 às 20:09

      É sempre a mesma ladainha. Não se pode falar um pingo sobre Israel que já vem um desmiolado que não se cansa de pousar de vítima para classificar como "antissemitismo". Vocês NÃO SÃO OS DONOS DA VERDADE, cometem erros e acertos como todos os outros. Não importa o que está escrito no gibi de 2000 anos, é apenas um livro escrito por pessoas. Se você quer acreditar nele, é seu direito, mas não é seu direito utilizá-lo como escritura para propriedade de terras no mundo real. "Do outro lado a reação normal: dirigentes do Hamas são mortos e a população avisada por panfletos para sair da região onde o conflito vai ocorrer." Dá vontade de vomitar, tem que ser muito mau caráter pra acreditar que isso é correto.

      • Bernardo Postado em 14/Aug/2014 às 17:52

        André, seguindo o seu raciocínio, daqui a 200 anos vão dizer que você não existiu, que sua certidão de nascimento foi apenas um exercício de impressão do Word. Já sei, você só aceitaria a Bíblia se viesse com os carimbos da biblioteca de Alexandria, e com uma dedicatória de Moisés. A existência deste último, de Ulisses Guimarães e de seu avô não está sujeita à sua aprovação, menino.

    • Luke Postado em 12/Jul/2014 às 01:39

      Muito bom texto!! Agora, o senhor esqueceu-se que depois do holocausto, independente da desorganização e subdesenvolvimento dos palestinos, o que vê-se na geo política mundial é um crescimento e desenvolvimento, meio que por piedade ou culpa do mundo ocidental, não esquecendo do mérito israelense, é claro!! Não é de hoje isso ... não tenho religião, mas respeito todas crenças , é notório que a bíblia, o velho testamento é de grande valor histórico/cultural pra humanidade e tal, porém, sabemos que a assência do espírito humano, infelizmente ta na ganância e na competição desde o dna ,o espermatozóide e é por pura ganância e poder que chegamos a essa condição da " divina e miserável tragédia humana " onde há só um perdedor,a vida, e um só ganhador, o domínio!! Não sabemos de um terço da história da humanidade, volta e meia há relatos de cientistas descobrindo civilizações antiquíssimas como Tyhuanaco e Puma Punko na Bolívia de 13 mil anos, entre tantas outras civilizações muito mais antigas do que pregam os livros ocidentais. Onde quero chegar? Bem, por questão de domínio e poder os exércitos mais fortes vem disceminando suas barbáries e destruindo tudo e a todos pra impor suas culturas e pensamentos desde os primórdios, controlando, manipulando, queimando livros e intelectuais ou o que quer que seja que entre em sua frente!! Criaram o tal A.C. e D.C (se é que Jesus existiu) por pura conveniência aos moldes judaico, que assim como o cristianismo estão esperando o messias que lhes são conveniente, e, a partir desse fato, o que vê-se na geo política (não mistura-se política com religião) mundial é a crescente apoderação do judaísmo e,principalmente do cristianismo, das almas, dos governos, dos pensamentos, dos grandes cassinos, dos bancos e grandes corporações, e da nova ordem dos tempos em nome de quem, de um deus? Israel,mesmo com sua competência, é um exemplo dessa nossa pós moderna decadência.Situado no mundo árabe, mas, vive, consome e pensa como " estadunidense "! Invade cada vez mais as terras palestinas com seus exércitos inteligentes e tem bomba atômica, enquanto a Palestina,com seus mísseis caseiros nem estado tem!! PAREM A GUERRA, ELA VEM DE MUITO MAIS ALÉM!!

    • راغدة حمود Postado em 12/Jul/2014 às 11:43

      Sou muçulmana, árabe e libanesa. Não deixo de concordar com você que a região do oriente médio vive em estado de escuridão e tirania e atraso e que os próprios árabes massacram seus irmãos de raça e religião. Mas nada disso justifica a matança cometida por Israel. Eu vivia no Líbano quando foi invadido em 1982, eu era criança e fiquei marcada pelo resto da vida pelas atrocidades cometidas na minha frente pelo exército Israelense.. Quero também te corrigir um fato histórico não bem colocado no teu comentário: os judeus viveram sim naquela terra, todos os livros sagrados mencionam isso inclusive o Alcorão mas dizer que era exclusiva deles é puro engano, tinha outros povos morando naquela região e que foram dizimados e aldeias inteiras sumiram do mapa na palestina quando o estado de Israel se formou ! Vamos ser mais honestos: naquele lugar é uma guerra pelas terras, pelas riquezas que elas guardam, por interesses , pelo poder.. e todos, mas todos mesmo estão envolvidos nisso !!!!

    • Renato Postado em 12/Jul/2014 às 13:44

      No fundo, no fundo está justificando as ações (massacres) das Israelenses por questões religiosas. Está na bíblia, não é? Pronto, está justificado... Você já pensou no que aconteceria se os povos dos territórios ocupados, roubados, anexados, saqueados ou colonizados, dos últimos 2.000 resolvessem declarar uma guerra ou se rebelar contra aqueles que os invadiram? Apesar do Estado de Israel ser "moderno" e militarizado, a mentalidade de seus governantes também está preso na escuridão do subdesenvolvimento emocional. Dois mil anos se passaram e continuam ressentidos, rancorosos, vítimas do mundo, sempre vítima do mundo inteiro (largamente alimentada pelo cinema americano). Já ouviram falar em PERDÃO e compaixão? E o Estado de Israel, rico e desenvolvido, numa atitude reconciliatória pensou em dar ao povo Palestino educação, saúde ? Ou para os Israelenses é interessante que eles permaneçam nesse estado, para controle da massa palestina?

      • Bernardo Postado em 14/Aug/2014 às 18:01

        Renato, para nós que estamos deste lado do mundo, a noção Palestino-Israelense de briga é ilusória. Palestinos trabalham, a mais de 70 anos, no país Israel. Palestinos estudam em Israel. Aliás, vários europeus, australianos, indianos, etc, vivem e trabalham em Israel. A realidade colocada, principalmente pelos jornais brasileiros e franceses (notórios anti-semitas) é de conflito. E quem volta de lá, como alguns brasileiros, mostram que a vida é normal. Até com as investidas de foguetes ou atentados. O treinamento é dado a todos, sem discriminação. Cuidado com os jornais brasileiros, pois tem muito "oba oba". Para se ter uma ideia, alguns estados do Brasil tem uma censura velada, que você pode comprovar por depoimentos de jornalistas, que tem sua pauta cortada ou alterada pelos donos de jornais. Você já se perguntou por que Israel está TODOS os dias na mídia, e a Venezuela (em guerra civil), não está ? A África tem várias guerras civis e extermínios tribais em andamento, mas parece que isto não interessa aos jornais. O interessante é Israel. Por que ?

    • Gean Sandes Postado em 12/Jul/2014 às 16:03

      Marcelo, muito do que você colocou não é tolice, são fatos inquestionáveis. Concordo até que se fosse o povo palestino com um estado forte como é o de Israel, certamente estaria aplicando as mesmas violências contra os israelenses judeus. Quero crer que esta cisma interessa mais a uma meia dúzia de interesseiros que ganham muito com o conflito. O povo entra como gado, sendo manobrado, tangido. Para esta situação, receita dos Beatles a todos: "All you need is love.

    • Ismael Postado em 12/Jul/2014 às 22:47

      Marcelo, estamos falando das crianças palestinas entre 153 pessoas que foram mortos agora!! A bíblia é um documento histórico que valida a posse das terras aos judeus? As críticas ao genocídio de crianças palestinas é antissemitismo moderno? Vá se lascar cara!!

      • Bianca Postado em 13/Jul/2014 às 10:53

        quem escreveu a bíblia mesmo? hahahahaha piada desse Marcelo!

      • mara karsburg pereira Postado em 17/Jul/2014 às 09:23

        Muito bom!!!! Finalmente alguém com discernimento para falar de Israel.. shalom a todos e que Adonai Tz'e Va'Ot os guarde na sua Lei. Eu disse: na Sua Lei.

      • Bernardo Postado em 14/Aug/2014 às 18:05

        Ismael, sob o mesmo princípio lhe pergunto: A Constituição Federal valida a posse do Brasil para nós em relação aos índios ?

    • anne klein Postado em 13/Jul/2014 às 07:10

      Os soldados da gestapo e da SS tambem pensavam que estavam fazendo a coisa certa... grande parte dos alemaes nao sabiam o que realmente estava acontecendo, agora esta desculpa os judeus e israelenses nao podem usar, com tanta informacao a respeito das atrocidades que o governo israelense esta fazendo, so alguem tao insano quanto pode apoiar. Espero ver o dia do povo israelense pedir perdao ao povo palestino e pagar monetariamente tambem pelos seus erros e massacres.

    • NEIL Postado em 13/Jul/2014 às 09:39

      Marcelo que não colocou o sobrenome para não revelar sua origem judaica. Só li o comeco do seu comentario, mas já sei que que como é costume voces defenderem Israel a qualquer custo. A Cisjordania não vive atirando foguetes em israel e tenta viver a vida como podem em paz e tentando construir sua economia. O que eles ganham em troca de Israel? O inferno! humilhacões, provocacões, check points, cercas muros, Settlers bem no meio deles mas vigiados pelo o es=xercito de Israel. O Exercito de Israel pode entrar a qualquer momento e faz o que bem entender com a populacão. Soldados humilham velhos, criancas e mulhres. E ainda tem o Tour do Odio. Onde judeus fanaticos entram lá na cisjordania protegido por soldados armados até os dentes apenas para provocar os palestinos. E voce aplaude. Shame on you!

    • Bruno Mendrot Postado em 13/Jul/2014 às 15:37

      Senhores, sabemos que Israel presta a já comentada vassalagem à máquina de guerra Norte Americana. Sabemos também que o lastro financeiro do Dollar é a guerra. Quando o Inimigo não são os vermelhos comunistas, são os árabes terroristas, depois que estes se forem quem será? Fato é que vidas inocentes pagam sozinhas o alto preço. Minha crítica gira em torno do fato de que Israel não esta interessado em paz, nunca esteve. A desculpa vai variando, mas a realidade é que os assentamentos asseguram governabilidade e a guerra é conveniente, organismos internacionais são lenientes quando não coniventes. E a nós caros amigos resta apenas a revolta e a incapacidade de mudar essa peça teatral muito bem ensaiada e já várias vezes apresentada.

    • LATINO ALAGOANO Postado em 14/Jul/2014 às 11:44

      VIVA O MATERIALISMO E RAZÃO DA GANANCIA DOS JUDEUS VESTIDOS DE COITADINHOS DO HOLOCAUSTO DANDO A HITLER O MAIOR BODE ESPIATÓRIO DA HISTORIA MUNDIAL MILHARES DE CRIANÇAS SENDO EXTERMINADAS POR JOGAREM PEDRAS PELOS SEUS FAMILIARES MORTOS E SUAS CASAS DESTRUIDAS E O POVO MAIS RICO DO MUNDO QUE COMANDA OS BANCOS DO MUNDO FINANCIANDO O GENOCIDIO DOS PALESTINOS! JUDEUS PODEM ATE DESTRUIR PALESTINA, MAS NÃO O POVO ARABE QUE O CERCUNDA POR TODOS OS LADOS!

    • bahalus Postado em 14/Jul/2014 às 21:46

      Vamos embora do Brasil então. Se 2.000 anos se passaram e ainda pode se dizer que a Terra é dos judeus, então claramente estamos nas terras dos índios. O que, pelo raciocínio sionista, significa que eles podem matar 100 não índios para cada índio morto tambem.

    • Abdul Rahman Al Barzani Postado em 17/Jul/2014 às 00:04

      Caro Marcelo... Vou tomar a dianteira e te responder, não em nome só do autor e nem tão somente em nome do povo palestino... Mas em nome dos fatos e da verdade! Pois bem... A Cisjordânia então assim denominada pelos britânicos quando da "colonização" dessa região em 1920, goza de relativo desenvolvimento, porque é nessa parte da Palestina invadida em 1967 (guerra dos 6 dias), que estão os tão famosos locais santos para as 3 grandes religiões... Islamismo, cristianismo e judaísmo... Esses locais, Jerusalém, Belém, Nazareth, dentre outros, trazem indispensáveis proventos anuais à Israel... Que atualmente partilha de algumas migalhas com a atual autoridade palestina dessa região... Comprada e apaziguada por interesses óbvios... Quanto a sua dissertação sobre Israel ter se tornado uma nação próspera em 1947... Me desculpe por te interpelar... Mas a fundação daquele estado se deu em 14 de maio de 1948, sob motivos explícitos e tendenciosos, com o objetivo claro das potências ocidentais, manterem sob controle uma base em um enclave de extrema importância estratégica... Principalmente com o recente desenvolvimento da indústria petrolífera na região, nessa ocasião... Também é importante ressaltar a rivalidade dessas potências, (Grã Bretanha e USA), com o império Russo, haja visto que disputavam o poder geopolítico e a influência na região. Após a segunda guerra, essa rixa continuou, de forma ainda mais acirrada com a ascensão do poder soviético... Quanto a pobre faixa de Gaza... Pois bem! O único interesse de Israel sobre essa região..... É de perfilhar cada vez mais amontoados de pessoas expatriadas, vigiadas e achincalhadas, órfãos de sua pátria, valores e até do orgulho como você mesmo citou... Gaza não tem petróleo, não tem ouro, nem diamantes para que algum país BAM BAM BAM, interceda por aquela gente... Mas sem se dar conta, o próprio estado ladrão de terras, lares e de identidades (Israel), está criando uma indústria temível e perpétua para si mesmo... A indústria do terror! A propósito... Atualmente o mundo árabe é composto por 22 países, distribuídos pelo Norte da África e Oriente Médio... Nem todos são atrasados ou bitolados em pobreza como o senhor também cita... Por mais que tentemos buscar justificativas e alguém tente de forma malograda, nos alegar que o que Israel faz, é apenas a título de defesa... Não nos convence... Uma vez que é sabido e notório que o fato destes, mesmo tendo o direito histórico de coexistirem naquelas terras, não têm o direito de delapidarem, invadirem e expulsarem aos palestinos daquilo que há séculos também os pertence!!! Ex. Aqui em terras tupiniquins: " Os USA e algumas outras potências gananciosas, cismam que essas terras devem voltar para as mãos dos índios... Os armam até os dentes, lhes dão o melhor treinamento, lhes enviam dinheiro, apoio logístico e estes começam a desapropriar, expulsar e prender todos os demais brasileiros que não sejam etnicamente indígenas... OPS... O senhor tem descendência indígena, néh? Não? E agora? Ah não tem problema... Pode deixar que as potencias e os indígenas protegidos por elas, já separaram um pedaço de terra improdutiva no meio do nada, para que todos os desapropriados sem eira e nem beira possam se empilhar por lá, criando um grande campo de concentração... Só faltam as câmaras de gás... Se Israel quiser realmente a paz com os palestinos... É simples, pois até o Hamás já está cansado! As reivindicações de todos os palestinos, radicais ou não, são explicitas... Liberdade aos prisioneiros encarcerados por Israel e a devolução dos territórios anexados em 1967... Essa é a única maneira de ambos os povos coexistirem em relativa paz...

      • Becca Postado em 19/Jul/2014 às 13:51

        Caro Abdul, sei sim que crianças e civis inocentes tem sido mortos, e isso é grave, pois se trata de vidas. Mas no que diz respeito a questão do Hamas, acho que Galeano, deveria fazer uma breve comparação com outros grupos radicais que atuam na maioria dos diversos países do Oriente médio. O Hamas nunca passou de um grupo de radicais que se esconde atrás da politica para disseminar terror e ameaça a quem lhes opõem, a população acaba sendo acuada e amordaçada pois sabem o bem o preço que pagam por tentar a liberdade. Discorrem críticas a Israel, mas se esquecem da Nigéria, Paquistão, Afeganistão, Líbano, Siria, entre tantos outros que são forçados a seguirem ideais escrupulosos de um grupo minoritário e Violento que tenta de forma desumana impor o que eles pregam e apoiam. Um bom exemplo disso é a menina Malala Yousafzai, que foi atacada covardemente e quase foi morta por radicais do Talibã (grupo apoia o Hamas), por simplesmente reivindicar o direito de estudar. E como foi com ela, isso acontece todos os dias com milhares de crianças, jovens e adultos que tem sua liberdade roubada. E não há dor pior que essa.

      • JOSE ANTONIO Postado em 23/Jul/2014 às 13:38

        mesmo nao concordando inteiramente com seu texto, voce esvreveu de forma clara o que acontece com nossos irmaos palestinos...e ler alguem pedindo para Eduardo Galenao estudar mais é uma piada de simpatizante dos crimes contra a humanidade que o governo israelense e seus fundamentalis praticam. EDUARDO GALEANO É UM DOS MAIS RESPEITADOS HISTORIADORES DO NOSSO SÉCULO.

      • Francisco Postado em 25/Jul/2014 às 21:30

        De onde que Alemanha é país modelo? Emprestando dinheiro a Grécia e exigente que eles comprem com esse mesmo dinheiro armamento? Se orienta rapaz!

      • Francisco Postado em 25/Jul/2014 às 21:34

        Bíblia um documento. Documentos são facilmente alterados a favor daqueles que os têm em posse. Me poupe. Veja a quantidade de prisioneiros que Israel possui de palestinos. Realmente, não dá para discutir com gente alienada como vc.

      • Bruno Postado em 03/Aug/2014 às 15:47

        Que resposta!!! Está de parabéns pela sua postagem. Que Deus salve os palestinos de um DEMÔNIO chamado de Israel

      • Bernardo Postado em 14/Aug/2014 às 18:10

        Abdul, com todo o respeito, e só para lembrar. Todos fazem confusão entre ALGUNS e TODOS. O mundo ainda lembra do 11 de setembro. Alguns das terras árabes queimam o filme de toda uma nação. Portanto, a pecha de terroristas cabe em muita gente.

    • Don Johnny Postado em 17/Jul/2014 às 03:37

      Errado, não cabe a aos Sionistas dizerem se Israel deve ter fronteiras abertas ou fechadas, simplesmente porque não existe Estado de Israel aquilo é uma invasão militar feita pelos bilionários Sionistas.

      • Bernardo Postado em 14/Aug/2014 às 18:13

        Johnny, nós também invadimos o Brasil. Não sei se também se lembra das famigeradas 200 milhas que o Brasil declarou e ocupou, e quase nos leva a guerra aqui no cone sul.

    • Claudia Postado em 20/Jul/2014 às 23:05

      Excelente !! Crucial uma visão global da situação e apontamento de possibilidades unificadoras e pacificas. Com todo o respeito ao Autor, não é tomando partido da violência, ainda que ele a julgue "correta" que o conflito deve ser visto. Essa posição, além de tendenciosa (mesmo por amor) só serve para agravar o conflito. Afinal, quem é o vencedor de uma guerra ? Ninguem que possua sentimentos humanos !!!!

    • Douglas Postado em 21/Jul/2014 às 11:43

      A forma como criada Israel não foi favorável aos povos que ali viviam. Deviam ter feito um vasto estudo territorial cultural para que chegasse o mais próximo possível de uma solução imparcial. A criação de Israel foi motivada por um consolo pelos sofrimentos derivados do Holocausto. Tirar uma pessoa de sua casa com a justificativa que ali pertencerá a um novo país não me parece algo agradável, culpa dos Aliados. Únicos que gostaram desta divisão territorial foram os judeus de Israel. Deveria ter sido uma solução imparcial. Israel ganhou as guerras, inclusive aumentou seu território. Agora para que construir colônias em Gaza? Tudo bem, já tiraram. Não há lado certo mas sim ações erradas. Desproporcional isso que tentamos chamar de guerra. E a cena que ilustra esse conflito é simples... brigar com um cachorro muito pequeno e feroz é vitória certa, mas da trabalho e machuca. E se um dia você esquecer ou dar as costas ele vai te atacar. Melhor coisa e deixar em paz.

    • Tamily Postado em 22/Jul/2014 às 16:44

      Ninguém é retardado, todo mundo sabe a imundice que é o hamas, e a merda toda q eles fazem..... mas se o Hamas coloca crianças de muro protetor, mesmo sabendo disso, Israel manda mais 300 mísseis, raciocina amigo!!! Se eu estivesse enclausurada, traumatizada, presa, sem saber para onde ir, sem poder ir, sem água potável, sem comida, se eu tivesse 7 anos de idade e morasse na faixa de gaza! Pense todas essas coisas.... vc faria o quê? 4 opcões, morra bombardeado por Israel, morra de cede, morra como escudo para o hamas, ou enlouqueça e seja um homem bomba! Não existem opcões, por isso todos estamos falando, JÁ que israel me parecia um país que deveria ser mais esclarecido....... quantas bombas caseiras e pedras e paus, conseguem chegar nas crianças de israel?vc disse um ônibus escolar? quantos morreram? Quer pegar um lápis e fazer as contas das perdas na faixa de GAZA, pega um papelzinho pega!! Muito poucos, Israel tem tecnologia pra interceptar, poder econômico e tecnológica, sem contar as bombas atômicas. Chega a ser rídículo. Uma menino com pedras da palestina atirando para tentar mudar seu futuro... e um menino de israel, com o walk talk, mandando 300 mísseis! (proporção, é mais simples... como 2 mais 2 são 4 meu amigo)

    • Luciano patrão Postado em 24/Jul/2014 às 08:17

      És mesmo ignorante. A minha dúvida é se já nasceste assim, ou tiraste um curso ao lo hoje da vida. Toda essa ignorância que por aí escreves, da ao estado de Israel o direito de matar indiscriminadamente civis? É isso? Os fins justificam os meios? Os civis são avisados para sair da região? Quando foi isso? Desde o início? Ou já depois do mundo ver o massacre? E já agora meu ignorante, vão sair da região para onde? As fronteiras estas fechadas em todo o lado, assim sendo fogem para onde? Quando não se tem para onde se refugiar onde achas que o ser humano se sente seguro? Na Sua casa. certo Seu ignorante? E onde estão a cair as bombas? Onde estão a ser mortos a larga maioria dos civis? Dentro das suas casas. Certo seu ignorante? Por haver ignorantes como tu neste mundo, que Israel vai fazendo estes massacres de civis impunemente.. Deverias era tu, e outros como tu, levar o mesmo tratamento para sentir na pele. Cambada de ignorantes assassinos.

    • Francisco Postado em 25/Jul/2014 às 21:24

      Marcelo eu acho o o povo judeu tão bonzinho. Tão inteligentes: basta ver a quantidade de nobel que ganharam! Com quem você pensa que engana com discurso cara? "Nós expulsaremos os Àrabes e tomaremos suas terras terras. Em cada ataque, um golpe decisivo deve ser atingido, resultando na destruição de casas e na expulsão da população." David Bem Gurion in Cartas ao seu filho. Sem nenhum resquício de medo, daria um soco na deputada e no professor que afirmou que as mães daquela região deveriam ser estupradas, etc. Me dar asco e nojo essa mistura que Israel fez da política e religião.

    • Francisco Postado em 25/Jul/2014 às 21:42

      Marcelo de onde que a Alemanha é país modelo? Um país que empresta dinheiro a Grécia mas exige que ela compre com esse mesmo dinheiro as armas da própria Alemanha. De onde isso é exemplo?

    • Francisco Postado em 25/Jul/2014 às 21:44

      Marcelo eu acho o o povo judeu tão bonzinho. Tão inteligentes: basta ver a quantidade de prêmio nobel que ganharam! Com quem você pensa que engana com discurso cara? "Nós expulsaremos os Àrabes e tomaremos suas terras terras. Em cada ataque, um golpe decisivo deve ser atingido, resultando na destruição de casas e na expulsão da população." David Bem Gurion in Cartas ao seu filho. Sem nenhum resquício de medo, daria um soco na deputada e no professor que afirmou que as mães daquela região deveriam ser estupradas, etc. Me dar asco e nojo essa mistura que Israel fez da política e religião. Dane-se você e o Estado de Israel criado por judeus milionário!

    • Francisco Postado em 25/Jul/2014 às 21:56

      Um povo que nunca teve terra e quer tomar a dos outros Os muitos judeus Os sefaradim e ashkenazim são os principais grupos, mas há outros Italianos Vivem na península da Itália desde a destruição do segundo templo, no ano 70. A eles se juntaram sefaradim deportados da Espanha e de Portugal no século 15. Norte da África São descendentes dos judeus que se assentaram ali por volta do século 9. Também foram expulsos após a criação de Israel. Na Líbia, por exemplo, não restou um único judeu. No Egito, menos de 100. Mizrahim Viveram no Iraque, Síria, Líbano, Egito e outros do Oriente Médio desde a Antiguidade, muito antes da chegada dos sefaradim, com quem são confundidos. Sua fala e seus nomes são árabes. Os do Iraque descendem de cativos que foram levados à Babilônia no século 6 a.C. Foram expulsos após a Independência de Israel, em 1948. Teimanim Chegaram ao Iêmen provavelmente no tempo de Salomão. Falam árabe como os mizrahim, mas sua tez é morena-escura e possuem um folclore muito típico. Expulsos após a criação de Israel, restaram cerca de 200 no Iêmen. Etíopes Conhecidos como Beta Israel ou falashas, têm origem desconhecida. Teriam chegado lá nos tempos de Salomão ou se convertido ao judaísmo em algum momento posterior. Em vez de hebraico, usavam o ge¿ez ou o am¿hári como língua religiosa e eram observadores estritos do shabat e da kashrut (lei alimentar). Eram quase 40 mil, viviam em campos de refugiados e foram resgatados por Israel nos anos 80 e 90. Indianos O sincretismo do hinduísmo se combinou com a segregação do sistema de castas - que acabou protegendo-os. Os judeus da costa do Malabar viveram muito tempo separados do resto do mundo. Hoje são cerca de 5 mil. Chineses Se assentaram em vários locais do país na Idade Média e foram bem tolerados pelo confucionismo. A maior comunidade ficava em Kaifeng, mas foi perdendo suas tradições. Hoje são cerca de 2,5 mil em toda a China. http://guiadoestudante.abril.com.br/aventuras-historia/diaspora-descubra-como-judeus-se-espalharam-pelo-mundo-743351.shtml

    • Vera Postado em 27/Jul/2014 às 20:39

      Modernidade: riqueza, avanços, tecnologia, melhores? ... Prefiro então morar na roça a viver dessa forma, subjugando os outros, em função da minha modernidade...

    • Bernardo Postado em 12/Aug/2014 às 16:32

      O único lúcido desta turba de desinformados e apressados.

    • Bernardo Postado em 12/Aug/2014 às 21:33

      Meu caro, isto sim é desenvolver um assunto, e não estas ideias apressadas que vemos "vomitadas" pelos obnóxios.

  6. Anon Postado em 22/Nov/2012 às 13:18

    nunca a midia da tv brasileira vai noticiar isso, fato! estão todos comprometidos com sua parcela do rebanho.

  7. julio Postado em 22/Nov/2012 às 14:30

    Acho péssimo essa campanha anti-Israel promovido por esta página. Os muçulmanos acreditam que Abrão, Isaque, David, Salomão, etc são muçulmanos e não judeus. Eles possuem uma noção distorcida da realidade e de si mesmos. Sem contar que o Alcorão é uma cópia de outros mitos… Por que vocês não divulgam isso? Porque são desinformados.

    • leila Postado em 11/Jul/2014 às 12:39

      Relacionar essas guerras espúrias por terras, à "turma" da Bíblia, é o mesmo que relacionar nascimento à cegonha. Gente: a Bíblia é um livro , como Alcorão, Talmud ou qq livro religioso, escrito por humanos, manipulado por trocentos anos de interesses de cada região. Tudo ali dentro já foi distorcido. NADA ALI DENTRO MAIS TEM QUALQUER SIGNIFICADO RELIGIOSO. Se "Deus" pudesse vir ao mundo provavelmente execraria todas as religiões atuais!

    • joão antônio mattos Postado em 11/Jul/2014 às 17:29

      Marcelo. Quanto você está ganhando dos sionista ou dos imperialistas ianques para distorcer tanto a realidade como faz na sua batida e desacreditada resposta ao grande mestre Eduardo Galeano? Certamente não é tanto quanto os donos da revista Veja, da Rede Globo e seus congêneres.

    • Luana Postado em 11/Jul/2014 às 18:32

      Vc por acaso ja leu o Alcorão pra dizer que ele é "uma cópia de outros mitos'' ? Claramente não... O único desenformado aqui parece ser você...

    • Flavio Portugal Postado em 11/Jul/2014 às 22:26

      desculpe mas a própria Bíblia ou Torah como queira é uma cópia de livros anteriores..e é justamente esses livros sagrados que sào usados como sustentáculo para a opressào....o radicalismo fascista tanto do Hamas e tanto da Direita Ultra Ortodoxa israelense se fazem valer da Religião como forma de manipulaçào...basear-se em Dogmas religiosos infundados só aumenta a ignorância e o ódio....nao sou contra a Fé...contanto que não seja cega..e que nào intervenha em assuntos do Estado...existem outros livros que deveriam serem observados, quem sabe a Declaraçào dos Direitos Humanos....Sou Contra o Hamas e outros Terroristas e também sou contra os Ortodoxos Israelenses....ambos manipulam pela religiào e pelo ódio.

      • Bernardo Postado em 12/Aug/2014 às 22:00

        Isto você copiou destes sitezinhos de apedeutas. Dogmas infundados. Declaração de direitos humanos. Meu amigo, leia, nem que seja por interesse histórico, a Bíblia. Mas leia com livros de Jobson de Arruda, Gastão Ruch, Livro dos Jubileus, Livro de Enoque, Werner Keller e pesquisando na Internet. Religião como forma de manipulação é típica frase de Marxistas e Ateus. Alias, estes últimos adoram um deus: eles mesmos. Pesquise o Setembro Negro, o Baden Meinhoff, e os fundos que lhe dão vida, bem como o ETA, os Bascos, o IRA. Mas não épara pesquisar superficialmente não. Pesquise a ideologia, os lideres. Você descobrirá doentes. Leia obre o fenômeno da formação de tribos, entre africanos,árabes e ciganos. Caminhe pelos livros, e não por suas conclusões apressadas.

    • Coveite Postado em 12/Jul/2014 às 12:25

      E a bíblia judaica, Júlio, que não passa de fábulas nas quais tanta gente crê? Pelo que eu sei, muita coisa, na bíblia, foi copiada dos egípcios, quando os hebreus viveram no Egito.

      • AnaAlem Postado em 14/Jul/2014 às 11:06

        Infelizmente, existe muitas provas arqueológicas das narrativas históricas dos hebreus-judeus. Apesar de não ter provas de Deus, e da parte religiosa dos hebreus, a parte histórica é verdadeira. A biblia é um livro histórico de um um povo religioso. Compreende? As narrativas historicas não foram copiadas, Davi, Salomão... José do Egito, e outros... a arqueologia tem obtido provas de que realmente foram reais, e que realmente eram hebreus. Fora muitas outras histórias. Você pode negar o Deus deles, e a fé deles. Mas a história deles, não.

      • Don Johnny Postado em 17/Jul/2014 às 03:39

        Na verdade os indícios é que houveram reproduções dos povos fenícios, e outros da região anterior á babilônia.

      • cintia Postado em 21/Jul/2014 às 07:31

        Coveite, você é um ignorante. A Biblia foi escrita por Moyses, não pelos egípcios.

      • Bernardo Postado em 12/Aug/2014 às 22:03

        Meu caro, seguindo sua lógica, no futuro dirão que Ulisses Guimarães, Franco Montoro, Tancredo Neves, Janis Joplin e Elvis Presley não existiram. E de você, homem comum, ninguém vai lembrar.

    • liana verney Postado em 13/Jul/2014 às 11:37

      Nada, nada, entendeu, justifica este massacre. NADA. Estas "pessoas" sanguinaria tem que ser julgadas por este genocidio por um tribunal internacional. Parem de matar, de massacrar. Olhem as imagens das crianças. Vergonha. NADA JUSTIFICA ESTE MASSACRE.

    • Abdul Rahman Al Barzani Postado em 17/Jul/2014 às 00:46

      Por favor, senhor Julio... Pelo que nos parece aqui o senhor é um teólogo de altíssimo gabarito... Nos fale mais sobre esse tal de Alcorão... Sobre quais temas exatamente ele aborda? Como se faz as suas subdivisões dos seus escritos... Também se faz por versículos como na Bíblia? Ou somente em 5 livros de Moisés que vão do Gênesis ao Deuteronômio como a Toráh? Quanto aos profetas acima citados, com exceção de Davi e Salomão os quais sabemos que historicamente eram descendentes da tribo de Judá, por tanto judeus... Abraão e o seu filho Isaque, também o eram? Mas se o judaísmo foi fundado por meio da revelação das escrituras, que deram origem a Toráh e aos mandamentos á Moisés... Como que Abraão e Isaque 5 gerações antes de Moisés poderiam ser judeus??????? Por favor, nos explique!

      • Bernardo Postado em 12/Aug/2014 às 22:05

        Abdul, que quer aprender, como todos os muçulmanos: diga a diferença entre hebreu, judeu, israelita e israelense. Vou dar uma pista: todos poderiam ser feitos de pedras, pois a pedra tem "mine".

    • Danilo Postado em 23/Jul/2014 às 12:41

      Sério mesmo que vocês querem justificar com religião? Tantos homens e mulheres pseudo intelectuais, mas que tem no final de suas argumentações religião. Se cada religioso percebesse realmente todo mal que suas crenças causam ao mundo...

  8. Ana Carolina Marinho Postado em 22/Nov/2012 às 14:33

    Amei o artigo ! Lembro quando eu ainda estava no ensino médio e meu professor de geografia já nos alertava quanto a isso. E por que será que a mídia brasileira não anuncia isso ? Ah, a Globo é judia.

    • Arthur Postado em 21/Jul/2014 às 15:39

      Só pra constar que o diretor geral da tv Globo é Ali Kamel, descendente de família árabe

    • Bernardo Postado em 12/Aug/2014 às 22:07

      Piadista. Hilário. Se fala de ensino médio, você deve ser novo. Tem que aprender bastante.

  9. Eduardo Postado em 22/Nov/2012 às 14:37

    Respeito a comunidade judaica e desprezo o estado de israel...

    • leila Postado em 11/Jul/2014 às 12:45

      Concordo. Amo minhas amigas judias e respeito a religião delas. Mas quando começam defender Israel ou melhor, entrar em política... da pena ou raiva. Mesmo aqui, na América do Sul, num país pacato como o Brasil, a gente sente que os judeus mais praticantes levam a sério essa "história" da inocência de Israel, e de que aquela terra (safada, árida, no c do mundo) "pertencem" a eles! Os EEUU, país eminentemente rico pela população judaica, se meteu lá e resolveu dar um "jeitinho". Ora se lá é terra santa, porque os judeus americanos não quer ir morar lá?

    • leila Postado em 11/Jul/2014 às 12:46

      Tem gente que acha que a Bíblia foi escrita por Deus, e agora?

      • Bernardo Postado em 12/Aug/2014 às 22:12

        Prezada Leila, Deus está em nosso tempo, ou vive fora do tempo ? Ele deixou algum sinal na sua obra, ou não ? Ou tudo surgiu como por milagre ? Opa, milagre é de Deus. Não, este mundo não existe, nem eu e nem você. Para isto teria que haver um Criador. E Ele deixaria instruções de uso.

  10. João Pedro Postado em 22/Nov/2012 às 14:40

    Mais uma vez Galeano dá uma lição de sabedoria e coerência. E obrigado ao Júlio por me ajudar a desopilar o fígado de tanto rir do comentário dele.

  11. João Postado em 22/Nov/2012 às 14:56

    Julio, Não existe informação ou desinformação que justifique o que Israel vem fazendo com os Palestinos a tanto tempo... O MUNDO deveria se voltar contra Israel e qualquer pessoa, com o mínimo de discernimento, sabe que é de grande repúdio e inaceitável as atitudes desse "estado" chamado Isral.

    • Bernardo Postado em 12/Aug/2014 às 22:15

      Sim João, quando você errar, já que se arvora juiz, com sentença e tudo, o MUNDO se voltará contra você. Este é o seu julgamento, você o fez, você se deu a sentença.

  12. Mariana Postado em 22/Nov/2012 às 14:59

    Não sei muito sobre a história do ocorrido, mas uma coisa eh inegável: quando envolve a vida de muitas pessoas q são perdidas em conflitos naum dá pra ficar de mãos cruzadas, algo tem q ser feito urgentemente para frear esse genocídio em Gaza!!!!!!!!!

    • cintia Postado em 21/Jul/2014 às 07:34

      Mariana, nao fique de maos cruzsdas, vá para Síria! Está tendo um mega genocídio lá!

    • Bernardo Postado em 12/Aug/2014 às 22:19

      Seja humanitária. Vá para a Ucrânia, vá para Belize, para a Síria. Ah, tem uma guerra civil na Venezuela, no Iraque também. Não entendo a predileção dos canais de TV por Israel e Gaza. Territórios menores que Sergipe. Será que tem alguém definindo a pauta para aquela região, alguém como os milionários de Gaza denunciados pelo Financial Times e BBC ?

  13. Lara Postado em 22/Nov/2012 às 15:59

    Acho perverso usar o Holocausto para falar de uma realidade totalmente diferente . Está mais do que claro e óbvio que o que acontece hj em Gaza e no Sul de Israel é um conflito local e não uma herança genética de revanche do Holocausto . Alí, hoje, em Novembro de 2012 Israel esta revidando os centenas de mísseis enviados de gaza todos os dias nos últimos anos e não os 6.millhoes de Judeus mortos no século passado. Galeano é perverso e se aproveita da ignorância de muita gente sobre o assunto .

    • Alice Postado em 02/Jan/2014 às 21:04

      HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH, informe-se... ignorância é a sua de acreditar que "Israel esta revidando os centenas de mísseis enviados de gaza"; como se um dos país com piores condicoes, o pior IDH do MUNDO tivesse condicoes financeiras de enviar "centenas de misseis". Galeano é perverso? Ele é o rei da autoria esquerdista, se voce nao esta de acordo com tais ideias e ideias, esta frequentando o site errado.

      • Bernardo Postado em 12/Aug/2014 às 22:22

        Alice, procure na Internet "Os corruptilionários de Gaza". Ah, aqui, perto de você tem uns caras ricos morando na ... favela. Pode escolher Rio ou SP. E eles aprenderam o seguinte: se alguém da favela é preso, o chefão manda todo mundo descer para agredir a PM.

    • leila Postado em 11/Jul/2014 às 12:53

      Graças a Deus nem todos são ignorantes, né Lara?. O erro da sua "defesa" de israel é achar que este país (criado à força após a última guerra mundial) está "sendo atacado todos os dias por mísseis de gaza e eles só fazem se defender". Primeiros que os "mísseis" de gaza são foguetes de São João perto do armamento de Israel (fornecido pela tecnologia norte-americana) que só mata inocentes SE QUISER (e eles volta e meia "querem"). Até porque a precisão do armamento de israel é milimétrico. São capazes de explodir uma formiga sem acabar com o formigueiro... E depois, você já parou para pensar que os palestinos que moravam ali e foram expulsos ou DIZIMADOS por ocasião da criação de Israel também podem apenas estar "revidando" aqueles ataques assassinos? Ou seja, caríssima: é mais fácil saber se quem nasceu primeiro foi ovo ou galinha do que tentar inocentar algum deles. Toda guerra é execrável.

      • Bernardo Postado em 12/Aug/2014 às 22:24

        Leila, são foguetes Russos. E a tecnologia americana, assim como de outras partes do mundo foi desenvolvida é em Israel. O WhatsApp que você usa teve sua origem no ICQ de Israel.

    • Leonardo Soares Postado em 11/Jul/2014 às 16:50

      O que acontece ali é genocídio e limpeza étnica, promovido por Israel, o maior estado terrorista do planeta, junto com os EUA.

      • Bernardo Postado em 12/Aug/2014 às 22:25

        Fizemos parecido no Paraguai. Você dá sua cabeça à corda ?

    • Renato Postado em 11/Jul/2014 às 20:46

      Se há limpeza étnica e genocídio dos palestinos por que a população palestina cresce e cresce com taxas tão altas ? Opinião política e preferências podem variar muito mas matemática é uma ciência exata que não admite desaforo , se os palestinos estivessem sendo exterminados pelos israelenses a população palestina teria que estar em decréscimo.

    • Abdul Rahman Al Barzani Postado em 17/Jul/2014 às 00:57

      Nos diga então Lara... O Holocausto ceifou cerca de 7 milhões de vidas inocentes... O genocídio imposto pelo estado de Israel aos palestinos, roubados e expulsos de suas casas e assassinados (cerca de 80.000) desde 1948, só terá alguma importância quando beirar a cifra de judeus assassinados pelo Reich de Hitler??? E de onde você tirou a ideia de que o conflito árabe/israelense tem origens no holocausto? Israel, revidando alguma coisa...? Não seria o contrário? A final os roubados fomos nós!!!

      • soniapimenta Postado em 17/Jul/2014 às 15:44

        Entre esses 7 milhões de judeus, também foram assassinados ciganos, negros deficientes. Não entendo o porque se fale apenas do holocausto judeu.Os ciganos não reivindicam terras,tão pouco os negros.Provavelmente Israel também vai ceifar vidas da mesma maneira com que foram ceifados. Sem amor, sem compaixão. já vimos esse filme.

  14. Alexandre Postado em 22/Nov/2012 às 18:31

    Será que em todos os artigos que tratam do tema tem esse copiar/colar do Julio? "Acho péssimo essa campanha anti-Israel promovido por esta página. Os muçulmanos acreditam que Abrão, Isaque, David, Salomão, etc são muçulmanos e não judeus. Eles possuem uma noção distorcida da realidade e de si mesmos. Sem contar que o Alcorão é uma cópia de outros mitos… Por que vocês não divulgam isso? Porque são desinformados." Vi em dois, e não consigo entender como alguém pode tratar um tema tão complexo com essas frases tão preconceituosa, ingênua e repetitiva... :/

    • Sacaninha Postado em 23/Jul/2014 às 16:22

      E por acaso o próprio cristianismo também não seria uma reunião de muitos mitos!? a questão é que os judeus usam a Bíblia como documento pra legitimar suas invasões a terras de outros povos! Israel é um estado terrorista, age por conta própria, passa por cima de leis internacionais até pra massacrar outros povos! O holocausto, perto disso, parece que seria uma solução pois não aprenderam nada e insistem em fazer de novo!!!

  15. Zorak Postado em 23/Nov/2012 às 09:48

    É lógico que Gaza vive na miséria...a culpa disso é do Hamas?? kkkkkkkkk Ah, me dá uma bala né!!!! O mais engraçado é você ver gente pró-Israel justificando carnificina. Ninguém em sã consciência é partidário do Hamas mas, sinceramente, ninguém em sã consciência pode ser a favor do que Israel está fazendo. Esse proselitismo sionista é uma desgraça. Desde da época da ocupação Inglesa na Palestina promove o terror e o ódio contra os palestinos que soberanamente viviam lá.

    • Ana Maria Postado em 11/Jul/2014 às 17:37

      Se você está tão seguro que a Palestina, o país, foi fundado muitas gerações e séculos atrás , e com base nos registros históricos dos fatos, espero que esteja capacitado para responder às seguintes perguntas: 1) Quando a Palestina foi fundada e por quem ? 2) Quais eram suas fronteiras ? 3) Qual era sua capital ? 4) Quais eram suas grandes cidades ? 5) Qual era a base de sua economia ? 6) Qual era sua forma de governo ? 7) Vocês podem citar pelo menos um líder palestino antes de Arafat ? 8) Em algum momento, o reconhecimento da Palestina por parte de alguns países não deu margens a interpretações? 9) Qual era a língua falada na Palestina ? 10) Qual a religião que prevalecia no país Palestina ? 11) Qual era o nome da sua moeda ? Escolha uma data no passado e responda: qual era a taxa de cambio da moeda Palestina frente ao dólar, yen, libra, etc. ?? Considerando-se que tal país não existe hoje, explique: por que deixou de existir ? Se você lamenta pelo destino da pobre Palestina, responda em que época este país foi próspero e independente ? Se o povo que você chama de palestinos é algo mais que um grupo de pessoas saídas dos países árabes e se eles tem realmente uma identidade étnica definida que lhes assegura o direito da autodeterminação, por que eles não trataram de ser um país árabe independente até a derrota devastadora na guerra dos Seis Dias ? Po que desdenharam a oportunidade de estabelecer um Estado Palestino, baseado então na Resolução das Nações Unidas em 1947, que estabeleceu simultaneamente o direito do povo judeu a ter seu próprio Estado , que atualmente é o Estado de Israel ? Não confundam palestinos com filisteus. Trocar etnologia por historia não funciona. É curioso que os palestinos querem hoje o que recusaram em 1947, e continuam a insistir na eliminação de Israel, legitimamente criado pelas Nações Unidas, da qual é membro desde sua criação.

      • Bernardo Postado em 12/Aug/2014 às 22:28

        Ana, TODOS aqui desconhecem o caráter tribal árabe. E sem isto eles sequer arranham os motivos deste conflito. Eles acham que um árabe pensa como ocidental.

    • Carlos André Postado em 13/Jul/2014 às 15:12

      Desde quando já existiu alguma soberania palestina. Vai estudar história, que ate 1946, a região chamada de palestina era compreendida pelos territorios que hoje chamamos de Israel, Cisjordania, Gaza e Jordânia. O estado da Jordânia ficou com aproximadamente 75% do territorio antes chamado de palestina, e o resto ficou naquele balaio de gato, até a delacarçaõ de um estado Judeu em 1948. O que era bem menor do que é hoje, já que todos os paises arabes ao redor resolveram expulsar os judeos de lá.....Se deram mal, perderam a guerra e perderam terras, o que é normal depois depois de uma guerra. Em 1967, não conformados com a surra, atacarm Israel de novo, e se deram mal de novo. Perderam mais terras. A palestina ainda está lá, na Jordania, é só os palestinos correrem pra lá e pedirem cidadania....errado denovo...O Governo da Jordania não aceita, nem da cidadania ao povo oriundo daquela regiao que sobrou, pois sabem que esta infestada de terroristas, no máximo mantem acampamentos muito bem vigiados na fronteira, e caçam e matam sem julgamento qualquer palestino terrorista que encontram, pois não querem esses bandidos em suas fronterias. O mesmo acontece no Libano, no Iran, no Egito e em todos os paises arabes, ninguem quer saber dos palestino...e só Israel é que é o Demonio nessa historia toda né!!! Todos os povos oa redor são culpados pela merda em que vivem os palestinos, pois esses sempre foram conquistados pelos seus vizinhos. Israel só não foi atacada mais uma vez pelos exercitos dos vizinhos porque possui um enorme arsenal nuclear tatico, capaz de fazer qualquer um dos vizinhos voltar correndo com o rabo entre as pernas em caso de ataque.

  16. Patricia Postado em 23/Nov/2012 às 10:00

    Exelente apresentação de Eduardo Galeano!!! Nada justifica essa barbárie humana, que está sendo cometido ao povo palestino. Não é de Hoje que Israel tenta apagar a palestina. http://1.bp.blogspot.com/-sQebSAQPhMM/UKxT7pxHeAI/AAAAAAAAAW8/TiSPrJk0Aec/s1600/palestine-bumi-islam-wajib-dipertahankan.jpg Total Solidariedade ao Povo Palestino.

  17. Sérgio Machado Postado em 23/Nov/2012 às 10:10

    Quando o contraditório ao Estado de Israel Israel é apresentado, muito judeu se sente ofendido e fala sobre anti-semitismo, holocausto, de desinformação, manipulação, tudo isso e mais para justificar o injustificável. Justificar que a guerra deles contra os palestinos. Senhores, o autor Galeano, está diendo que a guerra é injusta e desproporcional. A matemática é clara. Ou vão dizer que a matemática é terrorista. Aliás, é muito comum, nos defensores dessa guerra, dizer que o lado que está sendo massacrado são de "terroristas" e não de soldados. Sendo assim, se Israel tem o poderia bélico muito maior que o seu oponente, que gera o terror e a opressão não é o lado mais fraco, nesta guerra. Isto é uma guerra. Guerra. Quem tem maior poder de matar oprime quem tem menos poder. O terror é maior na população civil que sofre as maiores "baixas". Quem proporcina maior terror nesta guerra é o Estado de Israel sobre o povo palestino, que nem Estado tem. Está muito claro pelo números que os palestinos é que estão sendo dizimados, numa proporção de 100 por 1. Não sou contra nem a favor de nenhum dos lados. Mas nessa guerra está claro que o opressor é Israel e o oprimido é o povo palestino. Então, o que vemos é um Estado de grande poder bélico dizimar seu oponente de um poder expressivamente muito menos. Repetindo o velho bordão: Ninguém é vencedor numa guerra todos perdem. Isso é para os povos que estão inseridos nela, não para os mercadores (políticos, banqueiros, indústria de armas) que vivem deste conflito por décadas. Ninguém tem razão nesta guerra. Nenhum lado está correto. Estão todos errados. Mas, com certeza, o Estado de Israel está matando muito mais. Senhores judeus, não estão dizendo que os judeus estão dizimando os palestinos. Estou dizendo que o Estado de Israel, em nome do povo judeu, está dizimando os palestinos. Todos deveriam ser contra essa guerra, inclusive o povo judeu que está "vencendo". Até acredito que a grande parte do povo judeu não aprova esta guerra e quer paz. E é por isso que deveriam lutar contra essa barbaridade, ao usar suas "penas" (canetas). Não deveriam os justos aceitar a matança de inocentes, sejam eles de que etnia for. Fim da guerra já, "só os loucos dizem NÃO".

    • Rosana Postado em 11/Jul/2014 às 14:48

      "Estou dizendo que o Estado de Israel, em nome do povo judeu, está dizimando os palestinos. Todos deveriam ser contra essa guerra, inclusive o povo judeu que está "vencendo"." perfeita colocação

    • Greyce Postado em 12/Jul/2014 às 12:41

      É exatamente isso, Sergio Machado! Uma disputa de grandes , onde o mais fracos são os que sofrem as consequências : o povo! Eu compartilho desse mesmo sentimento.

    • Emanuel Postado em 15/Jul/2014 às 13:36

      Vejo que nao separa a Hamas do PLO, porque? com a PLO se tem relacoes diplomaticas, embora nao consigam chegar ainda a um tratado. E eles tambem sao palestinos! Voce se lembra da atrocidade que a Hamas fez a PLO em Gaza os expulsando de la a tiros e atrocidades? Como voce expliaca isso entao? Por que eles nao conseguem se unir? Por que Hamas e Gaza e toda sua missao e destruir o estado de Israel.

    • Bernardo Postado em 12/Aug/2014 às 22:35

      É característica dos brasileiros defender o lado que está perdendo. Mas quando se usa esta lógica, você pode estar defendendo um assassino. Até para defender marginais da Polícia isto está acontecendo. Nos locais de trabalho, o Hamas é aquele colega que faz intrigas, que joga pedra e esconde as mãos no bolso. O povo judeu convive com ameaça o tempo todo. Os povos árabes tem chefes em vários níveis, e agora (é só ver o jornal) estão matando opositores ao seu plano de "Califado", algo do tempo do Império Otomano, quando os portos europeus foram bloqueados. É assim que estes povos encaram o modo de viver. Fazer o que ?

  18. Dialético Postado em 23/Nov/2012 às 12:12

    A melhor coisa que poderia acontecer era eliminar aquele câncer da humanidade chamado Jerusalém, bando de idiota que acha que existe deus, vão se fuder, por causa dessa merda religiosa cada vez mais se distanciam uns dos outros, os muçulmanos falam e levam o alcorão a sério, e os cristãos pior ainda, baseiam se num livro onde uma cobra falante disse pra uma mulher costela, vão evoluir em vez de estar se matando por tosquices plantadas por uma minoria burgueza e fabricante de armamentos com apoio yankee. Esses merdas vão acabar destruindo o nosso mundo por uma COISA que nenhum complexo nervoso central tem capacidade de discernir. Olhem sobre as concentrações de tropas na região da caxemira, estamos a um passo de uma guerra sem volta, que mais uma vez vem sendo iniciada e apoiada pelos mesmos. Os inimigos do mundo são bem visiveis e conhecidos, é só observar quais foram os que votaram contra o embargo a CUBA, chega dos mesmos!

    • Ivani Postado em 11/Jul/2014 às 11:36

      Concordo plenamente com Galeano, mas dialético, as três religiões tem a mesma matriz, pela simbologia todos somos filhos da conversinha da cobra com eva, não só os cristãos, até por isso não dá pra aceitar a religião como argumento para os conflitos que se estendem há anos. Poder e capital financeiro é o que conta na verdade e a opção do equilíbrio pelo terror continua atuando com toda a força. Acabou a guerra fria e continuou a guerra clara e injustificável do ponto de vista humanista.

    • Ricardo Postado em 12/Jul/2014 às 16:02

      O livro ao qual você se refere é a bíblia sagrada, e é lá mesmo que você encontra respostas a essas suas opiniões. Inclusive existe uma resposta do porquê dessa guerra e onde isso chegará.

    • Bernardo Postado em 12/Aug/2014 às 22:36

      Dialético (e desbocado) adivinha quem é o pai de hebreus e árabes ?

  19. Anselmo Machado Postado em 23/Nov/2012 às 16:36

    Eles justificam a barbárie com seus "escritos sagrados"!... O salmo 137, por exemplo, felicita àquele que arrebentar os filhos dos inimigos contra as rochas!...

  20. HOMERO RICARDO FERREIRA Postado em 23/Nov/2012 às 16:48

    Acho uma covardia esses ataques israelenses como também é covarde os ataques do Hammas.Quer dizer que por causa de um passado violento contra seu povo, Israel deve dizimar o povo palestino? Não importa tambem os panfletos dizendo os lugare a serem atacados,isso vai impedir deles serem mortos afinal? PAZ!

  21. Ari Postado em 23/Nov/2012 às 18:17

    Quanto a diferença de mortes em cada local é muito simples, Israel gasta fortunas desenvolvendo armas super precisas para atingir apenas o alvo militar, lança panfletos e manda SMS em árabe para toda população palestina saber aonde se refugiar (mesmo que isto seja um grave erro estratégico já que "entrega" seus próximos alvos e perde com isto o efeito surpresa) faz isto apenas com o objetivo de evitar civis serem atingidos, sim erros acontecem, é uma guerra afinal, mas uma coisa é errar outra é mirar para matar. Já os covardes do Hamas se escondem entre civis, montam lançadores de mísseis em escolas, hospitais, áreas densamente povoadas justamente para causar o efeito colateral, a morte de civis e usar hipocritamente a morte de sua população. Por outro lado os palestinos lançam mísseis indiscriminadamente contra civis israelenses, lançaram vários mísseis por dia mirando áreas densamente povoadas em Israel, usam armamento que assim como uma granada ao explodir espalha estilhaços para todos os lados, como o claro objetivo de atingir o máximo possível de inocentes, basta ver as fotos dos locais em Israel atingidos por estes mísseis.

    • Sacaninha Postado em 23/Jul/2014 às 15:15

      Que sofisma, Ari. Para onde os palestinos de Gaza irão correr se milhões deles estão confinados em Gaza e Israel controla sua saíde e entrada, com embargos econômicos e tudo o mais!? A densidade populacional de Gaza deve ser uma das maiores do mundo, são milhares ou milhões de pessoas confinadas em 400km(2)!!! Correr pra Cisjordânia e dar de cara c os assentamentos judaicos condenados pela própria ONU? Se liga..

  22. Sandra Postado em 23/Nov/2012 às 18:31

    Acho muito parcial este seu artigo, Eduardo Galeano. NÃO MOSTRA OS DOIS LADOS DA QUESTÃO. Sofrem na faixa de gaza os palestinos sim, mas também sofrem os Israelenses com as bombas que lhes são atiradas todos os dias. Como proteger seu país do tráfico de armas que o Irã manda para o Hamas, incitando palestinos a explodirem Israel? Todo país tem o direito de se defender, não lhe parece justo, senhor Galeano? Cumpre lembrar que em Jerusalém, onde essa semana os terroristas explodiram onibus e lançaram milhares de mísseis, convivem pacificamente, cidadãos de todos os credos, tais como judeus, cristãos, evangélicos, ortodoxos gregos e, inclusive, mulçumanos. Ao contrário dos países árabes onde liberdade de credo e expressão são limitados. Ao menos em Israel ( a única democracia do oriente médio) essa liberdade existe. Hoje o Irã torturou e matou na prisão um blogueiro que ia contra o seu regime. Da próxima vez, senhor Galeano, mostre os dois lados da questão. É mais justo.

    • Fabiana Postado em 11/Jul/2014 às 12:16

      Ontem: cinco israelenses feridos. 72 palestinos mortos. A matemática dessa guerra é sempre assim. Isso diz alguma coisa?

      • Bernardo Postado em 12/Aug/2014 às 22:39

        Diz sim. Na Normandia morriam uns 100 para um conseguir passar pelos arames farpados dos nazistas. E não acredte na propaganda. Você já se perguntou por que o assunto Israel e Gaza está todos os diasno jornal, nos três períodos do dia ?

  23. Carlos Brito Postado em 23/Nov/2012 às 21:55

    A verdade é como um prisma ao sol, do ângulo que você estiver, verá o brilho das verdades ou mentiras de cada um. @cabrito2606

  24. Ricardo Postado em 24/Nov/2012 às 08:53

    Sr. Marcelo, o senhor esqueceu que a partilha da Palestina foi contra a vontade de toda a comunidade árabe, não somente dos palestinos. Qual a razão de dividir um território habitado para dar ao povo que por escolha própria se dispersou pelo mundo? O senhor esqueceu que após a partilha Israel vem tomando as terras que foram destinadas aos palestino na partilha feita pela ONU. O senhor esqueceu que Jerusalém foi dividida em duas metades, uma para cada povo, mas Israel invadiu e anexou para si a parte árabe-oriental. Na sua crítica ao artigo o senhor esqueceu de tantos momentos da história que certamente não são falhas de memória, mas, sim, fruto de sua visão parcial sobre o conflito. Sra. Sandra, Irã não é Palestina. Leia a história da criação de Israel e concorde com as matanças e invasões, é um direito seu. O maior ignorante é aquele que não quer aprender.

    • Daniel Postado em 11/Jul/2014 às 12:44

      Ricardo, em primeiro lugar nessas terras nunca existiu um pais tal qual nós conhecemos. O povo palestino só passou a existir depois da criação de Israel. Antes disso era parte do império Turco - antes da ocupação inglesa - e era governado, em um sistema feudal, por duas famílias de latifundiários de uma das quais é descendente o falecido Anuar el Sadat. Em segundo lugar os judeus não se dispersaram por vontade própria. Foi Adriano quem, pessoalmente, levou o exército romano para destruir uma revolta liderada por Bar Kochba contra seu império e depois determinou que os judeus fossem expulsos da sua terra... isso no século II. E para finalizar, sem que isso finalize qualquer coisa, quando foi dividida a Palestina em uma parte para os judeus e outra para os árabes, Egito, Jordánia e Síria atacaram o recém fundado estado de Israel. Israel os derrotou e eles, em vez de se retirarem para suas terras permaneceram lá. A Faixa de Gaza ficou com os Egipcios e a Cisjordánia com a Jordánia (o Golan com os Sírios) e NADA para os Palestinos. Só após a Guerra dos 6 dias, quando Israel invadiu esses territórios é que os Palestinos tiveram certa auto-determinação.

      • Bernardo Postado em 12/Aug/2014 às 22:42

        Daniel, acrescente que os Palestinos (Filisteus) vieram de Creta. Ai tudo faz mais sentido.

    • Emanuel Postado em 15/Jul/2014 às 13:40

      Invadiu?? O senhor se esqueceu das guerras de 67 e as depois onde Israel foi atacada por todso seu vizinhos e mesmo assim venceu a Guerra. Gaza fazia parte do Egito e nao quiz ter de volta durante o tratado de Guerra.

    • Francisco Postado em 25/Jul/2014 às 22:26

      Concordo Ricardo.

  25. Dialético Postado em 24/Nov/2012 às 19:17

    Aos individuos que acreditam em dogmas da era do bronze, A FAIXA DE GAZA TEM A MAIOR DENSIDADE DEMOGRÁFICA DO MUNDO, NÃO ESTA PARECENDO UM CAMPO DE CONCENTRAÇÃO GIGANTE (+/- 40x20 KM²).

    • Daniela Postado em 12/Jul/2014 às 23:00

      Israelenses promovem o holocausto do povo palestino. Israelenses: legado de Hitler.

  26. luis paulo Postado em 25/Nov/2012 às 19:57

    PENSO QUE FALTA AO MARCELO UM POUCO DE CONHECIMENTO HISTÓRICO. QUEM MESMO PROMOVEU A CRIAÇÃO DE UM ESTADO JUDEU EM DETRIMENTO DO ESTADO PALESTINO? SERÁ QUE FOI UMA ORGANIZAÇÃO PREOCUPADA COM O BEM ESTAR DE UM POVO OU FOI UM GRUPO DE SAFADOS COMPRADOS A PESO DE OURO PELOS "POBREZINHOS" DOS JUDEUS? DE QUE TIPO DE DESENVOLVIMENTO ESTÁS FALANDO? DO DESENVOLVIMENTO PROMOVIDO DESDE OS TEMPOS BÍBLICOS EM QUE, EM NOME DE TER SIDO POVO ESCOLHIDO POR dEUS (QUE dEUS?), FAZIA LIMPEZAS ÉTNICAS POR ONDE PASSAVA? ESSE DITO ESTADO DE ISRAEL AINDA NÃO ESTÁ SATISFEITO COM A PILHAGEM QUE VEM COMETENDO NO FAIXA DE GAZA (COM AJUDA DA ONU) PORQUE O DESEJO DELES E DE TODOS OS IANQUES É DE SE APOSSAREM DO PLANALTO IRANIANO. JÁ NÃO BASTA CONTROLAREM AS FONTES DE ÁGUA. ELES QUEREM É DOMINAR O LOCAL QUE ESTRATEGICAMENTE É O MELHOR COLOCADO PARA SE DOMINAR TODO O ORIENTE (QUE DE MÉDIO SÓ TEM A CABEÇA DOS GOVERNANTES OCIDENTAIS). É MELHOR PENSAR UM POUCO OU ESTUDAR UM POUCO MAIS PARA FALAR COM PROPRIEDADE AO INVÉS DE ATACAR (EM NOME DE QUE?) EDUARDO GALEANO, UM AUTOR RESPEITADO NO MUNDO INTEIRO POR SUAS COLOCAÇÕES HISTÓRICAS EM RELAÇÃO AO PASSADO E AO FUTURO. E FALANDO EM FANATISMO. EXISTE FANATISMO MAIOR QUE ESSE DE DEFENDER UM CAPITALISMO OPRESSOR, EXCLUDENTE, DEPENDENTE? EXISTE ATRASO SIM MAS É POR CONTA DA MANIPULAÇÃO E DOS BOICOTES COORDENADOS POR ESSA INSTITUIÇÃO ARCAICA E ANACRÔNICA CONHECIDA COMO ONU.

    • Sandra Postado em 17/Jul/2014 às 10:05

      Concordo em gênero, número e grau!

    • Francisco Postado em 25/Jul/2014 às 22:33

      Mentes pensantes estão por aqui. Luzes começa a iluminar o quadro.

    • Bernardo Postado em 12/Aug/2014 às 22:44

      Limpeza étnica ... Sim, Deus mandava matar homens, mulheres e crianças e gado dos cananeus. Pergunto: É Deus, o Criador, um assassino, sr. Juiz da Humanidade Luis Paulo ?

  27. Paulo Melo Postado em 26/Nov/2012 às 02:01

    Holohoax eh mais real do que muita gente imagina...como tem ignorante, cego ou mal informado aqui acima... Ler biografias e livros escritos por gente tendenciosa da nisso,informacao deturpada. Don Eduardo tem muito cacife pra dizer o que diz e muita coerencia tambem... http://www.youtube.com/watch?v=3jNYlUj2gMU&feature=related

  28. Paulo Melo Postado em 27/Nov/2012 às 02:05

    Veja o video: A historia sionista (The Zionist Story) completo e com legendas Entenderao o porque desse , a usurpacao, massacre e continuo genocidio, narrado por israelitas. http://www.youtube.com/watch?v=3jNYlUj2gMU&feature=related

  29. Hitchens Postado em 27/Nov/2012 às 02:59

    Nunca houve tal Holocausto!!! Se Hitler odiava os judeus assim, por que ele permitiu que centenas deles lutassem no exército alemão??? E por que sempre associar a imagem do judeu ao Holocausto? Não morreram mais gentios que judeus? E os civis alemães? Mais de 30 milhões deles!!! Por que um Holocausto sempre de judeus?? Isso tudo foi para criar a bosta do estado de Israel. Os judeus são malditos mesmo!!!

    • marcelo m Postado em 23/Jul/2014 às 11:37

      Negocio e o seguinte, quanto a terra ter sido dada aos judeus, é isso mesmo, eua e russia NOS SALVARAM de hitler, por tanto na epoca quem.mandava no mundo era eles, assim manda pode obedece quem tem Juizo. Vc ai azul abdul sei la o que, saiba que esse teu povo antes de exisitir israel eles ja colaboravam.com hitler, vcs mulçumanos radicais nao valem nada, arrancam pescoço.de cristaos que nunca fizeram mau çra.uma.mosca. espero que israel varra o hamas da face da terra, homens covardes que se misturam em seu povo,.e ainda.dizem.assumidamente que usam crianças como escudo. Se o hamas tivesse o poder bélico que israel tem eles teriam.matado TODAS crianças e velhos judeus a bel prazer e vc pode chorar o.quanto quiser. Mas saiba que se.israel quisesse realmente matar civis os numeros seriam, infinitamente maiores. E vcs brasileiros anencéfalos, saibam de uma coisa o Hamas e assumidamente um grupo jihadista radical terrorista, estudem.a jihad, ela prega matar os infieis, quem sao os infieis??

    • Bernardo Postado em 12/Aug/2014 às 22:47

      Meu caro Hitchens, se eles são malditos, nós os brasileiros também o somos, pois os habitantes da península Ibérica, quase todos, são descendentes de judeus. Seria você iguamente maldito ?????? A ignorância se chama pelo nome de Hamas.

  30. Ana Caroline Postado em 30/Nov/2012 às 01:21

    Alguém aii pode me dizer oq intendeu dessa manchete ??

  31. AnaLee Postado em 11/Dec/2012 às 00:41

    Um tal por aqui escreveu 'Notadamente a maior parte da população mundial crê no documento histórico denominado Biblia. Lá encontramos a ...". Parei de ler no mesmo segundo. Crentes fanáticos sempre ficarão a favor do pseudo-estado terrorista de Israel, isso é fato. Gaza liderada por fanáticos? Claro, concordo plenamente, afinal, eu seria mais uma fanática se invadissem minha casa, roubassem minha água e alimentos e me tirassem a liberdade de ir e vir.

  32. Filipe Postado em 09/Jan/2013 às 16:33

    Acho que o Marcelo que comentou logo acima deveria ter umas aulas de História antes de sair falando besteira por aí.

  33. josé afonso Postado em 11/Jan/2013 às 07:01

    eu condeno, não os estados, e sim o modo que israel (O HITLER bejamim ) SE ACHA MAIOR QUE DEUS, Constrir muros? isso é a solução? SOMOS TODOS FILHOS DE DEUS. (menos êle, que se julga o todo poderoso)

  34. maria costa Postado em 07/Mar/2013 às 12:52

    Cada comentário mais idiota que o outro.

  35. darci jorge prass Postado em 08/Mar/2013 às 09:36

    Interessante que os anos passam e o ódio aos judeus continua...pelos comentários que vejo, há um número expressivo de pessoas, incluindo o colunista, que gostariam de terminar o "trabalho" feito pelo governo alemão de 1933 a 1945 de exterminar o povo judeu. É triste ver que, Ahmadinejad, movimentos como o Hamas e Hezbollah, os já falecidos Gamal Abdel Nasser do Egito e Yasser Arafat da Al Fatah, tem muitos seguidores no seu objetivo de destruir Israel. Um dia vão conseguir.

    • Gladys Postado em 15/Jan/2014 às 18:42

      Nunca vão conseguir.destruir Israel; esse pais é uma pérola no Oriente Médio, têm o maior número de prémios nobel per cápita. Inovação, ciência e educação de ponta, com um gráu de desenvolvimento que muitos países europeios ainda não alcançaram. Isso somente se consegue trabalhando , pensando e construindo. Os palestinos são os que atacam ônibus, pizzarias, terminais rodoviários, os atos bélicos do governo de Israel obedecem à defensa e à prevenção do terrorismo dentro do seu território. As pessoas, muito mal informadas, vêm as consequencias e não as causas de esse estado de Guerra. O enimigo do povo palestino são os próprios terroristas que só ensinam o ódio. Não esquecer que Israel devolveu a Faixa de Gaza para o povo palestino ( nenhum país árabe aceitou receber refugiados palestinos ) .A Faixa de Gaza acabou ficando pouco tempo em mãos deles. Se criou um caos e começaram a brigar entre eles (como fazem os árabes em outros países em conflito permanente ,entre sunitas e xiitas ) até ser dominado pelo Hamas. Pode Israel ter um vizinho, a uma distancia minima de seu território que atente permanentemente contra a vida de sua população civil ?. Que pais civilizado e democrático toleraria isso?. O progresso de Israel e seu avançado desenvolvimento não existiria se essa nação não pensasse em Paz e Justiça Social. Vão, visitem o Estado de Israel, visitem as terras dos Palestinos, e depois façam seus comentários. Há muita desinformação, e mais do que isso informação distorsida.

    • Erica Postado em 14/Jul/2014 às 01:35

      não vão conseguir, não se preocupe, com a quantidade de bombas atomicas que possui o estado de Israel, eles vão destruir o mundo primeiro. Nenhum povo merece passar por um massacre, nem os judeus mereciam a perseguição passada, nem os palestinos hoje... a história se repete, só mudam figurantes e personagens...

    • Kurt Postado em 17/Jul/2014 às 06:54

      Os judeus fazem por merecer todo o ódio que lhes é dirigido. Quem viaja pelo mundo, nomeadamente pela ásia, sabe como se comportam os bandos de israelitas que por aí andam. Aquela terra não é deles. Os países que integraram a antiga Sociedade das Nações também deviam ser responsabilizados pelo que está a acontecer. Espero mesmo que consigam esmagar a farsa que é o estado de israel

      • Francisco Postado em 25/Jul/2014 às 22:41

        Realmente, grande farsa. A velha forma de apresentar o judeu como a vítima e culpar-nos pelo que venha acontecer. Se o ódio continua, deveriam perceber que continua também com os negros, que tiveram um número bem maior de pessoas dizimas pelo rei da Bélgica. Porém, a indústria cinematográfica explora somente o nazismo. O nazismo é um mal terrível para a sociedade, mas não se deve esquecer outros grandes casos que existiram na história da humanidade.

      • Manuel Postado em 27/Jul/2014 às 13:12

        O nazisionismo é o responzavel do holocausto Palestino

  36. Tiago Postado em 23/Apr/2013 às 05:12

    Quanta injustiça contra o vilipendiado estado de israel! Afinal, o mais simples seria que eles apresentassem logo na ONU a escritura definitiva das terras, assinadas e autenticadas pelo próprio Criador! Afinal, quando Abrahão chegou lá, as terras eram desabitadas, né? Não tinham dono... eles nem precisaram matar e trucidar (utilizando largamente artifícios sórdidos como a mentira e a traição) todos os habitantes originais de Canaã... Pelo menos é o que ensina a própria Torah... Deus deu as terras ou Deus foi usado como desculpa para legitimar a usurpação daquelas terras sobre os habitantes (donos) originais, filisteus, súditos de Abimelec? Séculos mais tarde, o Livro de Josué nos detalha a CONQUISTA da terra prometida. Engraçado, ter que conquistar pela força das armas e pelo extermínio de povos, aquilo que Deus lhes deu... muito, muito estranho mesmo... vai entender... Aliás a denominação "Palestina", não por acaso, deriva de "Philistina", nada menos que "terra dos filisteus"...

    • Rodrigo Postado em 24/Jul/2014 às 23:34

      Se for assim entao os brasileiros que aqui vivem teriam que devolver as terras pros indios, pois afinal de contas so estamos aqui pq a 500 anos atras os Portugueses, Espanhois, Holandeses, etc, invadiram e tomaram essas terras deles e nos como seus descendentes nao temos direito nenhum de estarmos aqui...entao se por acaso eles reinvidicarem e comecarem a jogar flechas em nos, o mais certo seria a gente ir embora ne? Pelos menos os judeus tiveram o apoio de Deus, o brasileiro nem isso!

  37. Agnes Postado em 23/Apr/2013 às 16:21

    sem coitadismo, todos sabemos o que houve no holocausto mas isso justifica um novo holocausto? a é, olho por olho dente por dente, isso é mesmo familiar... como já foi mencionado, um povo que escolheu se espalhar pelo mundo reivindica uma terra só por que no velho testamento um cara disse que falou com Deus e que o próprio disse que a terra era deles... conveniente isso, e incontestável perante a visão religiosa. mas, o fato de uma cultura só permitir (ou aceitar aqui no ocidente) que seu filho(a) se case só com pessoas da mesma cultura, opa, isso tem um nome e HITLER chamava de eugenia... essa baboseira tem o mesmo fundamento das cotas raciais aqui no Brasil, a desculpa é "uma dívida histórica" muito conveniente também. os judeus foram perseguidos, mas também perseguiram, quer dizer que se a política que representa esse povo usa da velha imagem de vítima para cometer atrocidades tudo certo né? ninguém pode falar nada porque é anti-semitismo... muito conveniente.

    • Armagedon Postado em 11/Jul/2014 às 18:00

      Holocausto só existiu em exterminar os 6 milhões de Judeus da Europa na segunda guerra, quando o Hammas lança mísseis e Israel se defende isto se chama de Guerra, pois não se lança um míssel a não ser para matar e atingir algo e alvos , como se sequestra e mata adolescentes se espera uma reação de punição e não de impunidade.

  38. Rodrigo Postado em 23/Apr/2013 às 20:50

    Bom acredito que a maioria que diz que esse texto é anti-semita nunca foi a ISRAEL e viu de perto o que é viver lá literalemente. Eu digo por que fui lá, e passei por locais que o texto fala apropriadamente. Locais estes que judeus não podem frequentar. Posso afirmar que o que ocorre lá é uma crueldade com os palestinos, são espremidos num pedaço de terra inválida, seus habitantes são humilhados e vivem com sub empregos.....ou seja à eles restou os cargos de motorista, garis, carregadores, mecânicos....entre outros nesses níveis. Agora imagine o seguinte, você tem uma família que vive em Belém, e o resto de sua família vive em Jerusalém....acredite se quiser, eles nunca poderão visitar uns aos outros, porque existe um muro com bases militares que impedem o direito de ir e vir desta família, que se multiplica aos milhares por todo o país. Ou seja é uma afronta a dignidade humana, o fato de não poder se quer, circular por um pedaço de chão compreendido entre um bairro e outro, dentro de seu próprio território, dominado por um exército com interesses políticos e excusos, sendo apoiado pelos EUA. Ou seja é uma farsa que guia a delimitação do território, quem estabelece os limites é justamente quem deveria não impôr esse limite. A Palestina tem sim o direito de ter o seu espaço novamente. Não se pode ficar aqui reclamando de guerras, ou mísseis, ou do passado, enquanto a miséria que os Palestinos sofrem é uma realidade atual.....vivem ou sobrevivem? Se formos entrar na questão religiosa, os judeus participaram da cruxificação de JESUS CRISTO, e por isso os seus descendentes devem ser punidos até hoje por este ato execrável e inadmissível? Não,é claro que não. Devemos buscar na PAZ a resolução de nossos conflitos, através do diálogo e da solidariedade, as coisas se resolvem. Para encerrar o assunto o país não é dos judeus (Israelenses) e nem dos palestinos, assim como todos os outros países não são de povo nenhum. DEUS nos deu a TERRA para ser habitada e desenvolvida, para tiramos dela o nosso sustento e também para usufruirmos dela a nosso bel prazer, nós é que criamos esses limites e direitos impróprios para destruição da VIDA.....que aliás nem temos sequer o direito de declarar POSSE, pois a posse é justamente do CRIADOR.

  39. Paulo Postado em 13/May/2013 às 04:49

    Esse texto apresenta somente o lado da população residente em Gaza e simplesmente ignora o lado Israelense , escutem a opinião desse velho cristão que só tem relação conflito por ser morador desse mundo - esse texto está muito tendêncioso e imparcial , defino que o ilustre Galeano foi um tanto quanto infeliz na escrita desse texto , Enfim , podemos ficar uma eternidade falando do contexto histórico judaico , oriente médio , Biblia , etc . Estamos , com essas discussões , estamos caminhando em círculos , é evidente a necessidade de se resolver esse conflito . .Vamos imaginar , que se fosse criado um conselho com amplo poder para decidir um fim do conflito e seus membros fossem as pessoas que somente comentaram o texto , o conflito acabaria com uma guerra sangrenta da forma mais irracional e primitiva possível o que é totalmente absurdo pro nosso seculo .Há muita ignorância em alguns comentários e os comentários mais ignorantes são também os mais carregados de intolerância racial de religiosa . Penso que o conflito tenque acabar de forma pacifica , com o menor numero de mortes possível e o mais equilibrado aos dois lados com muita tolerância . por que , mesmo em nossas vidas , nem tudo o que queremos é o que realmente possuímos . Concluindo ,na minha opinião as palavras chaves para a paz não só nesta região do oriente médio , mas sim , em todo o mundo são Tolerância e Amor.

  40. David Pereira Postado em 21/May/2013 às 12:43

    O novo slogan do Movimento Juvenil Sionista EZRA é “Queimar Árabes para uma melhor educação“. Esta é a “memória” e o “respeito” dos setores mais extremistas e racistas do movimento sionista, para com a Humanidade em geral e para com o chamado Holocausto, em particular. http://sionismo.net/semitismo/islamofobia-antissemitismo/racismo-sionista-movimento-juvenil-sionista-ezra-queimar-arabes/

  41. Luis Postado em 08/Jul/2013 às 16:19

    Lúcido e coerente como têm sido em seus escritos desde a época do semanário "Marcha" de Montevideo lá pela década de sessenta. No entanto creio que ainda não entendeu quem realmente manda no mundo quando fala de EE.UU e Israel. A segunda guerra mundial foi ganha por uma união de países ocidentais liderados pelos EE.UU que recebeu maciços aportes financeiros dos judeos a fim de incrementar a indústria bélica deste país e o desenvolvimento da primeira bomba atômica. Findo o conflito batalharam pela criação da ONU e o Estado de Israel assim como instituíram o dólar como moeda padrão em todas as transações comerciais no mundo e se tornaram os "xerifes" mundiais enviando tropas de "paz" a todos os lugares onde havia um conflito armado.Hoje falar em Israel é falar de EE.UU ou vice-versa. Eu diria que EE.UU continua sendo o braço armado de Israel e ponto.

  42. rogerio melo Postado em 18/Jul/2013 às 16:53

    Esclarecedor e imparcial. Fatos descritos de um verdadeiro massacre, ignorado pela imprensa livre mundial, permeado pela opinião precisa e cristalina do Sr. Galeano!

  43. Newton Rafel Gonçalves Postado em 31/Jul/2013 às 07:22

    Israel e um Produto dos Americanos,dos Ingleses,da Europa Cristão,capitalista, da Europa que é mais produtos das explorações de outros povos,e das guerras capitaneado pelos Americanos,Alemães,Ingleses,Russos,estados que não respeitam as diferenças religiosas e culturais,e se acham que os Cristão são os únicos donos das verdades religiosas,Deus deu os caminhos para se seguirem e procurarem democraticamente os seus caminhos das fés,e que cada um procure a sua fé,Israel e um produto do capital mundial dança conforme os outros donos do capitalismo mandam,Com certeza se Cristo aqui chegasse iria mandar Israel tirar a bunda do Capitalismo e se arrancar das terras dos palestino e deixar que cada um procure os seus atos de fé e de bondade aos próximos,

  44. Reikrauss Postado em 11/Jul/2014 às 09:23

    Todos os direitos vem acompanhados de deveres! Como exigir seu direitos e ignorar seus deveres? Não vejo nenhuma comoção com o fato do Hamas usar cidadãos como escudos humanos, eles são covardes. Como dialogar com um PARTIDO, sim porque foram eleitos pelos palestinos, que pregam o extermínio judaico? Israel não quer o extermínio árabe, tanto que temos árabes israelitas, como se explica isso? Ao invés de levantarem a bandeira "Palestina Livre" por que não mudar para "Fora Hamas"? Livre para vocês é ter o direito de matar inocentes judeus? Não vi nenhuma comoção quando os jovens israelitas foram sequestrados e mortos. E se o Brasil fosse atacado todos os dias por mísseis vindo da Argentina, TODOS OS DIAS, o que seria feito? Vamos lutar contra o Hamas que atormenta judeus, palestinos etc. A guerra não é judeu x muçulmano, nem Israel x Palestina, é Israel x Hamas. Sou completamente contra a guerra, porém, a defesa é inevitável. Tenho filho e se vejo uma situação de risco minha primeira atitude, acredito que de qualquer pai, é proteger a criança. Assim fazemos com idosos, mulheres etc, qualquer pessoa faria isso. Já o Hamas não, usam para escudo. São covardes e sanguinários, não tem pena dos seus irmãos! Hamas não respeita cristão, gays, judeus, nem ninguém do mundo. Uma baita incoerência esquerdista. Lutam pela tolerância racial, sexual, de classe e toleram as atrocidades feitas pelos terroristas, que aqui não são considerados como tal. Percebam a diferença: quando mataram os jovens judeus os assassinos ficaram impunes. Quando israelitas mataram um inocentes palestino, logo, após encontrar os corpos dos jovens israelenses, eles foram identificados e punidos. Isso é justiça! Enfim, que a guerra acabe o quanto antes. É muito triste o sofrimento para ambos os lados.

  45. Dirnei Santos Postado em 11/Jul/2014 às 13:18

    Lindo texto de Eduardo Galeano, parabéns, disse tudo, histórica, política e humanamente sobre o conflito israelense/palestino,onde os JUDEUS, fazem um holocausto palestino, na casa dos palestino, de forma lenta e assim, da forma mais torturante...à humanidade!

  46. John Bennet Postado em 11/Jul/2014 às 13:35

    Israel tem o direito de se defender. Judeus habitavam o Oriente Médio antes dos palestinos, foram expulsos, voltaram. Achados arqueológicos comprovam a existência de um estado judeu pré-israel moderna. Qualquer mimimi de caranguejos (esquerdistinhas) não passa de recalque, afinal, os soviéticos mataram milhões, e nunca vi um só artigo desse sítio fazendo tal divulgação. Que tal fazer algo de útil na sua comunidade ao invés de falar sobre o u desconhece?É nítido que você nunca se quer passou por um check-point, aprendeu tudo isso vendo televisão foi?

  47. Carlos Sena Postado em 11/Jul/2014 às 15:58

    Todos escreveram muito bem. Mas nada do que escreveram vai ser acrescentado ao que já está escrito...

  48. Ricardo Postado em 11/Jul/2014 às 19:44

    O sionismo é a maior história de sucesso do século XX. Apenas 65 anos após a derrota de Hitler e do Mufti de Jerusalém, o sionismo vive e prospera no coração do Oriente Médio, num Estado com 5 ½ milhões de judeus. A língua hebraica (uma das maravilhas do sionismo) uniu os sabras (israelenses nascidos no país) aos refugiados dos campos, os judeus sefaradim e os judeus do oriente e do ocidente. Em meio século, partindo de quase zero, os sionistas forjaram um Estado que lança seus próprios satélites no espaço e fornece à marinha americana "Drones". Um Estado que exporta sistemas sofisticados de computação e ensina estados sul-americanos a plantar melões. Um Estado que exporta todos os meses produtos no valor de um bilhão de dólares para a Europa, EUA e mesmo para o Japão. Uma democracia exemplar onde os ministros temem os controles e a prestação de contas e onde os juízes só temem a D'us. Um Estado onde há poucos crimes de sangue mas, muitos concertos excelentes. Onde os fiéis de todas as religiões gozam de liberdade de culto e onde mesmo os ateus são bem-vindos. Eis um Estado onde uma pessoa comum, mesmo árabe é livre de publicar um ataque virulento contra tudo que é caro aos judeus que vivem neste país. O que o árabe não aguenta, é o fato de que, apresentados à luz das realizações do sionismo, as falhas dos árabes parecem tão humilhantes e deprimentes. Quantos Árabes há entre o Atlântico e o Golfo pérsico? Cem milhões? Duzentos? E quantos muçulmanos há? Um bilhão! E eles rezam ao mesmo Alá em nome do mesmo profeta Maomé. E todos, tantos são não conseguem resolver o problema do esgoto em Gaza! Há 59 anos vocês se preparam para a independência palestina, e ainda não conseguem recolher o lixo domestico de Jericó. Apesar de todo o petróleo do mundo, não conseguem mobilizar a fraternidade árabe para construir um hospital em Deir Balah. E todas as torneiras de ouro puro da Arábia Saudita e todas as Jacuzzis do Kuwait não bastam para fornecer água potável em Jabalya. Se um milhão de judeus vivessem em Gaza, esta região se tornaria um paraíso terrestre. Neste momento operários palestinos fariam fila para trabalhar em Israel na passagem de Erez. Se houvesse um bilhão de fiéis judeus no mundo, Gaza não precisariam de esmola da ONU. Os judeus do mundo cuidariam dos judeus de Gaza e Gaza seria há muito a pérola do Mediterrâneo! É a inveja que devora...

  49. Kahane Postado em 11/Jul/2014 às 20:13

    Só querendo corrigir algo dito no artigo. "Há meio século essa dívida histórica está sendo cobrada dos palestinos, que também são semitas e que nunca foram, nem são, antisemitas" Na verdade o Mufti de Jerusalém, Al-Husseini, de 1920 a 40, enviava judeus que viviam na Palestina para a Alemanha nazista. Em 1834, 1924 e outros anos os muçulmanos palestinos de Safed realizaram um pogrom contra os judeus que viviam lá a quase 500 anos. O grupo al-Kaff al-Aswad‎ em 1930 assassinava judeus que viviam na Palestina a inúmeras gerações. Na palestina otomana judeus eram considerados dhimmis e eram proibidos de terem organizações próprias, partidos próprios, jornais próprios e até mesmo prédios mais altos que construções muçulmanas. Na palestina britânica judeus eram proibidos de imigrar, mesmo sofrendo perseguição em outros países, e eram internados em campos de refugiados em Chipre. Tudo isso anterior a criação de Israel e sem relação alguma com sionismo. Só clarificando uma noção obviamente errada e maniqueísta do conflito, onde a criação de Israel é apresentada como uma atitude unilateral, sem justificativa, sem razão, maléfica.

  50. Geraldo Fraga Postado em 11/Jul/2014 às 21:50

    O poder dado a Israel foi concedido pelos EUA e ONU. Desde minha juventude, nunca consegui entender porque Israel pode tudo e os palestinos podem nada.

  51. Cláudio Postado em 12/Jul/2014 às 00:38

    O Mossad (Serviço Secreto de Assassinos de Israel) deu treinamento de tiro aos policiais de São Paulo, durante a ditadura. A revelação foi feita num depoimento do ex-delegado Cláudio Guerra à Comissão da Verdade da Câmara de SP.

  52. Arthur Poerner Postado em 12/Jul/2014 às 05:29

    O Galeano continua com a mesma lucidez de quando o conheci e nos tornamos amigos, em 1965, em Montevidéu, aonde fui com a intenção de entrevistar o Leonel Brizola e outros exilados políticos brasileiros, perseguidos pela ditadura militar, para o "Correio da Manhã", que já assumira a liderança da resistência na nossa imprensa. Parabéns, amigo 'viejo' ! Arthur Poerner

  53. Serapião Silva Postado em 12/Jul/2014 às 11:47

    Entre os odiadores de lado a lado, falta racionalidade e sobra cegueira ideológica, religiosa e moral. Deixo aqui um convite para a leitura de um artigo: PARA EXTREMISTAS, NÃO INTERESSA QUEM MORRE, INTERESSA QUEM É O ALGOZ. http://questoesrelevantes.wordpress.com/2014/07/04/para-extremistas-nao-interessa-quem-morre-interessa-quem-e-o-algoz/

  54. Eduardo Leão Postado em 12/Jul/2014 às 13:36

    Revolta de Bar Kokhba em 135 d.C. Esta foi a última diáspora do povo Hebreu. Foram vendidos como escravos para romanos e a quem interesse tivesse. Foram dispersos por todas as nações do planeta terra, foram forçados a abandonarem suas terras e voltaram em 1948. Estão vendo o ataque a Gaza? Por acaso viram os ataques efetuados por Gaza e seus habitantes? Os terroristas mergulhadores e empunhando armas, estavam pescando? Os constantes ataques que sofrem no dia a dia e não revidam, sabem a respeito? Sabem que todos e de qualquer nacionalidade e religião são atendidos em hospitais Israelenses, trabalham em Israel, moram em Israel, que são tratados com respeito?. Os direitos que Israel tem, começam quando os seus direitos são violados. Hipocrisia? Todos nós temos.

  55. André Piacentini Postado em 12/Jul/2014 às 15:50

    É inacreditável como a imbecilidade humana acha justificativa em "ações religiosas". A religião, junto com as doenças incuráveis, é a mazela do mundo. A segunda ao menos pode-se um dia achar a cura...

  56. Tatiana Postado em 13/Jul/2014 às 09:46

    Perfeita análise da situação da Palestina. Israel perdeu uma imensa oportunidade de acabar com essa guerra qdo não reconheceu a vitória legitima de Hamas nas eleições. Os embargos de Israel, apoiados pelo Ocidente enfraqueceu a ala menos radical do Hamas e deu motivos para o crescimento das alas mais radicais que eram contrárias ao abandono das armas.

  57. igor Postado em 13/Jul/2014 às 22:29

    Galeano, sempre mandando bem.

  58. Flávio Loureiro Postado em 16/Jul/2014 às 23:47

    Patética a atitude do pessoal da esquerda de ficar contra israel apenas por serem apoiados pelos EUA. Imaturidade total. Não existe um culpado, acordem. Vocês não estão nas historinhas infantis de vocês, não há "bem e mal". Ambos os lados se odeiam e ambos os lados querem se dizimar. Nenhum é vítima, nenhum é herói, deixem de ingenuidade.

    • FastShop Postado em 17/Jul/2014 às 09:24

      A historia do holocausto é uma farsa. Os judeus que tinhan o controle financeiro dos bancos na Alemanha, levaram o pais ao extremo da miséria com uma inflação de incriveis 1000 % ao dia, tinham todo o dinheiro da Alemanha nas mãos como é notório são adoradores do ouro. Eis que a providência divinas deu a eles um anjo de esterminio chamado Adolf Hitler. Que com o dinheiro dos judeus levou a Alemanha quebrada em 1936 a enfrentar o mundo em 1939.provocando a morte de 100 milhoes de almas. O mesmo se repete hoje porque 2/3 di congresso americano são judeus e todo banco e toda indústria farmaceutica e toda midia do mundo esta na mão deles. Não me adimiro se não esta na hora de essa raça deixar de pensar que são deuses e ver que são seres iguais a todo mundo, porque ainda são adoradores do beserro de ouro. Inclusive assacinaram Moisés quando quis impor algumas regras como os 10 mandamentos, então perderam o direito de chegar a terra da promissão e se espalaram pelo mundo até hoje SEM PATRIA.

  59. Edmar Junior Postado em 17/Jul/2014 às 01:22

    O Eduardo Galeano é um grande historiador, mas já foi mais bem informado. China e EUA tb, não acatam sentenças e determinações da ONU. A China e o Irã adotam oficialmente torturas. Parece opinião baseada em preconceito.

    • eurico Postado em 23/Jul/2014 às 18:17

      arre, alguém dizendo o óbvio! :D

  60. Clara Postado em 17/Jul/2014 às 02:16

    Blog Reinaldo Azevedo Análises políticas em um dos blogs mais acessados do Brasil 16/07/2014 às 4:01 Chefão do Hamas confessa: grupo terrorista usa, sim, escudos humanos e ainda convoca população a morrer Quando se fala que o Hamas recorre a escudos humanos no confronto com Israel, o que, obviamente, provoca um grande número de mortos, muitos críticos da política israelense contestam o que é uma evidência. Dizem que essa afirmação faz parte da máquina de propaganda de Israel. Será mesmo? Abaixo, há um vídeo do dia 8 deste mês. Trata-se de uma entrevista que o porta-voz do Hamas, Sami Abu Zuhri, concede à Al-Aqsa TV, que é a televisão do Hamas. Prestem atenção, em especial a partir dos 32s. Traduzo na sequência.

  61. Kurt Postado em 17/Jul/2014 às 06:49

    Sei que isto é uma coisa horrível de se escrever, mas está visto que há uma razão para os judeus terem sido sempre escorraçados ao longo da história. É um povo que não presta para nada e é mal vindo em todo o lado.

    • Douglas Postado em 21/Jul/2014 às 11:55

      Toda radicalidade é burra!

  62. Sandra Postado em 17/Jul/2014 às 10:03

    Parabéns, Galeano! Como sempre sua perspicácia na interpretação dos fatos, somados a sua clareza literária, faz com que pensemos melhor sobre essa questão! A postura de Israel, "vassalo norte-americano", mostra bem, o que seu suserano faz em todo o planeta, quando a questão é a exploração de riquezas, em territórios que ele julga inferiores. O suserano do mundo se alimenta da exploração dos mais pobres, e da cumplicidade de seus vassalos que seguem à risca a cartilha da exploração, do genocídio, da alta-tecnologia a favor de seus interesses obscuros de uma ideologia de dominação. O que o suserano do mundo fez (talvez ainda faça?) na América Latina, após a segunda guerra mundial, é o mesmo que ele faz pelo mundo afora, na sua sanha assassina de poder.

  63. Igo Rüddiger Postado em 19/Jul/2014 às 22:27

    CORRUPÇÃO PALESTINA Para quem é favor das ações do HAMAS contra Israel não é a favor do Povo Palestino, pois o HAMAS faz parte ideologicamente dos que fizeram a Resolução 1457 da Liga Árabe em que proíbe quaisquer pais árabe de dar apoio, humanitário, a palestinos. Já em Israel os Palestinos têm direito a Educação e acesso a Saúde e demais servições de cidadania. Tais pontos que não são dados a eles no Líbano, Síria, Egito, Arábia Saudita ..... E menciono aqui se não tivesse HAMAS o Processo de Paz já estaria feito e se realizado muitas ações vantajosas para ambas as partes. Mas tem um obstáculo que é o HAMAS que em seu Estatuto prega a ELIMINAÇÃO com EXTINÇÃO do Estado de Israel com a morte de todos Judeus. Tem-se outro ponto que ninguém se pergunta: para onde é destinada s doações financeiras para a comunidade palestina? Vai para o Terrorismo, pois, não se vê nenhuma melhoria no sistema educacional, na saúde, na segurança do povo palestino. E agora pergunto dos quase 1900 anos que o Povo Judeu ficou sem ter um local - Estado com território definido - teve algum grupo judeu terrorista que explodia, assassinava em nome de D`us e em prol de se ter um Território? Não! Teve algum Judeu que destruiu alguma Biblioteca ou Universidade por não constar um exemplar da Torah dentro dessa instituição? Não, mas esses islâmicos já tiveram e vcs podem perguntar para qualquer Monge Budista do ramo Theravada (Hinayana [Budismo do Pequeno Veículo ou Ramo dos “Mais Velhos”]) sobre a Universidade NALANDA que foi destruída, em 1197, em que foram mortos 8500 estudantes e 1500 professores pelo General Islâmico Turco de nome Muhammad Khilji . E agora no que tange a brasileiros apoiarem essa causa cujos apoiadores dessa causa são filiados a partidos que se têm várias frentes de proteção às minorias como: - frente de combate a homofobia, - Frente de combate violência contra mulheres, - frente de proteção a criança e ao adolescente, - e outras frentes Agora leiam essa lista de Orgnizações Políticas que são contra o Estado de Israel: PCB – Partido Comunista Brasileiro PSTU – Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado MST – Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra CUT – Central Única dos Trabalhadores Frente em Defesa do Povo Palestino União Democrática das Entidades Palestinas no Brasil Comitê Catarinense de Solidariedade ao Povo Palestino Centro Cultural Árabe-Palestino Brasileiro de Mato Grosso do Sul Sociedade Árabe-Palestina de Corumbá Comitê Árabe-Palestino do Brasil Sociedade Palestina de Santa Maria Centro Cultural Árabe-Palestino do Rio Grande do Sul Sociedade Palestina de Brasília Sociedade Palestina de Chuí Sociedade Islâmica de Foz do Iguaçu Sociedade Islâmica do Paraguai Associação Islâmica de São Paulo Coletivo de Mulheres Ana Montenegro Movimento Mulheres em Luta CSP-Conlutas – Central Sindical e Popular-Coordenação Nacional de Lutas Mopat – Movimento Palestina para [email protected] Ciranda Internacional da Comunicação Compartilhada Assembleia Nacional dos Estudantes – LivreSindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos Grupo M19 Coletivo de Juventude dos Metalúrgicos do ABC Comitê de Solidariedade à Luta do Povo Palestino do Rio de Janeiro Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Porto Alegre. E eu pergunto será que não é uma contradição essas pessoas apoiarem a Causa Palestina em que a civilização que compõe tal “povo” tem diretrizes que usam a Sharia contra homossexuais matando-os em nome de Allah, mulheres sendo tratadas como lixo e crianças e adolescentes sendo treinados a odiarem e perdendo essa bela fase da vida prendendo a matar, serem espiões, serem peças de um sistema que treinam-nas se tornarem homens-bombas ou mulheres-bombas quando adultos. Eis mais alguns dados que me fazem questionar essa causa, chamada, Causa Palestina. Houve até agora alguma auditoria sobre os Recursos Financeiros destinados a essa causa? Não! Por que? Será que seria humilhante saber que é todo destinado a promoção de Atos Terroristas? Sabe-se que nessa região mais de 2.7 bilhões vivem com menos de 2 dólares por dia e a Autoridade Palestina recebe bem mais que outros países em recebimento de recursos financeiros (fonte: Middle East Quartely - Summer 2008, PP 23-30). Recurso esses não contabilizados para alguns alvos, como por exemplo de dinheiro perdido para essa causa pois esses recursos seriam melhor destinado para consertar outros lugares da Terra, pois atualmente é usado para: - Pagar U$ 2.500,00 mensalmente a Marwan Barghouti que matou 26 israelenseS (fonte: “International Financial Aid to the Palestinian Authoriy Redirect to Terrorist Elements”) que poderiam ser usados par liberdade de 200 garotas exploradas sexualmente na Tailândia (fonte: World Vision) . - Mansão avaliada em U$ 1,5 milhões de dólares do presidente da Autoridade Palestina Mahmoud Abbas (fonte: New York Times 02/02/1997) que poderiam ser usados para tratar da água e torná-la potável para 86.700 pessoas em Serra Leoa (fonte: World Vision) . - Doada U$ 1,9 milhões de dólares para o FATH, recurso dado PR que esse partido disputasse as eleições de 2006, MS quem ganhou foi o HAMAS (fonte: New York Times 22/01/2006) que poderiam ser usado para construção de clínicas de saúde no Congo para 390 mil habitantes (fonte: World Vision). - Pagar a pensão a viúva de Yasser Arafat, Suha, no montante de U$ 22 milhões de dólares (fonte: New York Post 12/11/2004) que poderia ser usado em fornecer para 650 mil pessoas portadoras de AIDS, na Suazilândia (fonte: World Vision). - 50 milhões de dólares que foram doados Arafat usou par construir um Oasis Casino em Jericho (fonte: “Forbes Magazine: ‘Auditing Arafat’ 17/03/2003”) que poderiam ser usados para o cultivo de 8.3 milhões de Árvores Frutíferas em Botswana (Fonte: World Vision). - U$ 7,4 bilhões de dólares prometidos a Autoridade Palestina de 2007 a 2010 (fonte: Paris Conference 17/12/2007) que poderiam ser usados: --- U$ 100 milhões desses U$ 7.4 bilhões poderiam ser usado para acabar com a fome de crianças no: Afeganistão, Angola, Bangladesh, Benin, Butão, Burkin Faso, Burundi, Camboja, Cabo Verde, Chad, Camarões, Djibouti, Eiópia, Eritreia, Gambi, Guinea, Haiti, Kirbati, Laos, Lesotho, Liberia, Madagascar, Malavi, Maldivas, Mali, Mauritania, Moçambique, Myanmar, Nepal, Niger, Rwanda, Serra Leoa, Somalia, Sudão, Tanzania, Togo, Uganda, Yemen e Zambia.

  64. Itacir José Santim Postado em 20/Jul/2014 às 17:26

    Eu me pergunto o que Israel deveria ter feito para não começar essa crise? Ficar calado diante do fato de que um israelense foi morto criminosamente do outro lado. As autoridades teriam solucionado o caso? É pertinente notar que até os países árabes que lhes fazem fronteira estão calados? Israel foi colocado lá como um entrave para os EUA e os britânicos e mantendo-se como seus fieis cães de guarda aparentemente podem fazer o que bem entendem. A ação é ilógica por aumentar ódio aos israelenses. Possivelmente, poderiam eles ter se utilizado de uma solução mais pontual. A melhor Inteligência e as Forças Especiais são deles, então por que não eliminar os líderes do Hamás de vez? Ah, sim outras organizações surgiriam e ocupariam o espaço vazio? Bem, existe ainda o impasse. A capital. O outro lado quer Jerusalém como capital, pois a eles também é sagrada? Portanto, a solução talvez tenha poucas alternativas. Entregar Jerusalém, destrui-la ou destruir com a Palestina, Cisjordânia e Gaza, ou findar com o Estado de Israel de algum modo. Diálogos com grupos agressivos e cheio de testosterona como os homens do Oriente Médio possuem é perda de tempo.

  65. Suellen Postado em 21/Jul/2014 às 19:57

    Até quando um erro justificará outro . . . triste realidade. Torço muito pelo fim da guerra e das vidas perdidas =´(

  66. José Rocha Lima Postado em 22/Jul/2014 às 08:20

    Realmente muito bom o fundamentado texto. Gostaria que as pessoas que postam mensagens pedindo oração para o povo judeu o lessem, pois assim, talvez tomem consciência da realidade dos fatos. Aliás, a propósito,a lição de Antonio Meneghetti (Sistema e personalidade. Coleção Ontopsicologia) pag. 133, que “... não devemos esquecer as saudáveis e boas regras da psicologia universal: quem é muito perseguido significa que há alguma coisa nele que determine a perseguição. É o conceito de vitimismo reativo: provocar a injustiça para adquirir o direito de prevalecer.” Essa é a posição do Estado Judeu.

  67. Principe da Persia Postado em 22/Jul/2014 às 08:50

    O Islamismo está fudendo com o mundo, olhem o que aconteceu com Afegansitão, Turquia e Irã, e agora está acontecendo no Iraque, Syria, Líbano e Lybia. Graças a Deus existe um Israel no Oriente Médido, que Deus os ajdues a exterminar lutadores jihadistas e extremistas islâmicos.

  68. Wanessa Postado em 22/Jul/2014 às 17:22

    é importante a distinção entre os adeptos da religião judaica e o estado de Israel para que não se cometa injustiças

  69. Wanda Postado em 31/Jul/2014 às 05:25

    Domínio, poder, interesses escusos, desumanidade, assassínio em nome de Deus, em nome dos interesses políticos .... 1.200 palestinianos mortos em uma semana contra 34 soldados judeus. Até agora não conseguiram matar nenhum líder do Hamas, eles não estão entre os civis mortos e nem mesmo na faixa de gaza. Ontem uma das muitas escolas na Palestina, em gaza usadas pela ONU como lugar de refúgio de mulheres e crianças foi bombardeada. Onde estão as sanções contra Israel?? Os EUA foram o único pais a votar contra essas mesmas sanções, por isso elas não estão sendo aplicadas e a máquina ultra moderna de guerra em Israel mata inocentes a toda hora. Até quando o mundo irá assistir esse genocídio de braços cruzados? Não é comigo, não é ao lado de minha casa e nem mesmo no meu pais por isso porque interferir?? Essa mentalidade desumana e grotesca do homem tem que mudar.. Os próprios árabes e esraelitas que vivem em outros países se juntam nas sinagogas e mesquitas a rezarem pela paz entre judeus e árabes. Quem vende as armas a Israel ?? Quem são os seus principais fornecedores de matérias e tecnologia de guerra?? Quem está lucrando com tantas mortes?? Aqueles mesmos que armam crianças que entram em suas escolas a matar seu próprios amigos e colegas. Há que se fazer cumprir se todas as sanções possíveis contra Israel que com seu escudo anti mísseis leva uma vida e um cotidiano normal sabendo e pouco se importando com o banho de sangue na fronteira de Gaza. As mães esraelitas passeiam com seus carrinhos de bebê tranquilamente nas ruas da capital esraelita. Sanções duras e a se fazerem cumprir sim com esses países que não respeitam os direitos minimamente humanos. Direito a vida!!!

  70. Fernanda Teixeira Postado em 31/Jul/2014 às 12:28

    foram as (terroristas) Nações Unidas

  71. aralsevla Postado em 03/Aug/2014 às 14:59

    O artigo parece estar tão actualizado quanto o próprio conflito. Existe apenas um pequeno detalhe, em 2014 o coeficiente de mortalidade passou de 100/1 para 10/1, e por esse andar, com mais uma década de conflito... voilà, liberdade total!!!

  72. Rafael Postado em 04/Aug/2014 às 06:26

    Acreditem, li de tudo nos comentarios. Mas nenhuma opçao de soluçao. Todos tão estudiosos e, ainda assim, somente comentários... Jornalistas ja temos muitos... Por isso as situações demoram tanto a mudar. É preciso esperar o sacrifício de tantos antes da mobilizaçao? Quanto mais nós, massas das nações ignorarmos o problema, maior fica o linha de limite.

  73. Eric Postado em 05/Aug/2014 às 20:03

    Antes de deixar o meu comentário gostaria de dizer que sou a favor da vida dos dois lados e que também acho uma desgraça o que acontece em Gaza. Realmente os Palestinos estão morrendo muito mais do que os israelenses, mesmo assim me incomoda colocar o número de mortos como um placar, uma guerra não é um jogo de futebol. Também acho errado simplificar e emitir fatos históricos relevantes para a compreensão do conflito como se existisse o lado do “bem” e o lado do “mal”. Em primeiro lugar gostaria de deixar claro que o Hamas é um grupo terrorista. Para mim, não existe justificativa para o terrorismo. Apontar mísseis diretamente para civis israelenses e se esconder atrás de civis palestinos é um duplo crime que mostra a natureza desse grupo (Sami Abu Zuhri, o porta voz do Hamas, admitiu a utilização de escudos humanos em vídeo). Eu não acho que olhando para o número de mortes podemos dizer se um conflito é desproporcional ou não, o único motivo pelo qual o número de vítimas israelenses não é muito maior é o fato de Israel ter desenvolvido um sistema antimíssil. O comentário sobre “limpeza étnica” citado no texto é falso e não leva em consideração a raiz do conflito, o não reconhecimento do estado de Israel por extremistas. Mais ainda, existem mais de 1,6 milhões de cidadãos árabes vivendo em Israel que usufruem de todos os direitos de uma democracia, com representantes no parlamento. Israel já tentou fazer acordos de paz com os palestinos com a criação de dois estados. Por exemplo, em 2000 com o acordo de Camp David, ou em 1947 quando ONU sugeriu a partilha da palestina, Israel concordou mas os palestinos se juntaram a outros países árabes com intuito da destruição do recém-criado estado judeu. Além disso, o texto afirma de modo equivocado que o exercito israelense mata por horror. O exercito informa a zona que será atacada com panfletos e por telefonia e manda um míssil não explosivo de 3 a 5 minutos antes do ataque visando a evacuação completa do local para não atingir civis. A solução deste conflito infelizmente não parece próxima. O primeiro passo para a coexistência pacifica destes povos seria a reeducação das populações para uma política de dois estados. O maior obstáculo para a paz é o fato do Hamas não reconhecer o direito de Israel existir e não dar valor à vida, nem de palestinos nem de israelenses. Como pode existir uma negociação de paz enquanto a liderança de um lado quer o outro exterminado? O intuito deste comentário não é começar uma guerra de datas e de acontecimentos históricos, é só mostrar o lado omisso do texto acima. Também quero deixar claro que sou contra extremistas dos dois lados já que essas posições dificultam o processo de paz e incitam o ódio.

  74. claudio vigas Postado em 07/Aug/2014 às 22:08

    E viva o Capitalismo!!!... - alguém esqueceu de dizer que : enquanto ele existir, teremos guerra!

  75. Sergio Postado em 11/Jul/2014 às 17:08

    Desculpem-me,li todos comentários e conclui que poucos destes fazem sentido,porem ao invés de estarmos nos preocupando com conflitos e batalhas milenares existente entre Israelitas e Árabes, deveríamos olhar para o nosso País e discutirmos civilizadamente nossas questões internas,que são mui preocupantes neste exato momento e tendem a ficar pior. Hoje existe um processo de imigração de pessoas vindas como refugiados de alguns países da Africa já são 31.866 legalizados conforme registro da PF estes estão silenciosamente tornando-se a mão de obra preferida por alguns setores industriais,principalmente nas regiões Oeste e Cento-oeste,aqui no Mato Grosso do Sul por exemplo recentemente algumas empresas deslocaram 5 ônibus cada para recrutar estes refugiados que logo tomaram a mão de obra local,vejamos 45 por ônibus transportado X 5 ônibus = 225 refugiados,estes foram legalizados na PF contratados pela empresa com salários mais baratos e na sequencia foram gradativamente demitindo os operários local,isto sim é preocupante pois até quando teremos nossos empregos garantido uma vez que o numero de desempregados tende a aumentar. Vamos deixar que Palestinos e Israelenses resolvam seus problemas que já dura mais de 5 mil anos.