Luis Soares
Colunista
Compartilhar
Homofobia 20/Oct/2012 às 15:03
7
Comentários

Efeito Silas Malafaia: Tucanos teriam ameaçado travesti de morte

Detalhe: Madalena, que é travesti, não apenas pertence aos quadros do partido, como se elegeu vereadora em Piracicaba (SP); presidente do PSDB em Piracicaba (SP), o deputado federal Mendes Thame promete expulsar responsável pelas ameaças

A intolerância que acomete parte do meio político brasileiro durante as eleições ameaça causar sua primeira vítima fatal neste ano. Eleita em Piracicaba (SP), a vereadora Madalena (PSDB), cujo nome de batismo é Luiz Antônio Leite, suspeita que um dos suplentes do partido estaria comandando ameaças de morte contra ela. O motivo das ameaças seria o preconceito por Madalena ser travesti. A presidência do PSDB informou que, caso a suspeita se comprove, o responsável será expulso do partido.

madalena travesti ameaça morte psdb

Madalena recebeu denúncia sobre eventual mandante das ameaças de morte. (Foto: divulgação)

Madalena registrou dois boletins de ocorrência em função das ameaças de que se ela assumir o cargo em 1º de janeiro será assassinada. A vereadora eleita afirmou que cogitou desistir da posse, mas se convenceu de não abrir mão da cadeira para a qual foi eleita. A Polícia Civil já pediu, inclusive, o rastreamento das ligações à casa da política para tentar localizar o telefone de onde as mensagens se originaram.

Leia também

Um homem que trabalhou como cabo eleitoral durante as eleições procurou Madalena nesta quinta-feira (18) para relatar que um dos candidatos do PSDB havia dito à equipe que a mataria caso o vencesse. “Essa pessoa me chamou de ‘preto safado’ e quebrou alguns cavaletes com a minha foto e disse que se eu ganhasse me mataria”, disse Madalena.

Madalena deve ir até a DIG nesta sexta-feira (19) relatar às autoridades o que soube e definir como e quando o seu informante poderá depor sem divulgar a identidade. “Se for provado que foi realmente essa pessoa, ela vai ser processada e vai ter de pagar pelo que fez”, disse. A vereadora eleita também afirmou que não vai mudar a rotina por conta dos problemas que vêm ocorrendo. “Eu não pretendo me mudar ou aumentar a segurança, só espero que haja segurança no dia da posse”, completou.

PSDB

O deputado federal Antônio Carlos de Mendes Thame (PSDB), presidente da legenda em Piracicaba, disse que procurou a Secretaria Estadual de Segurança Pública para informar da ameaça e pediu providências. “Pedi que a polícia investigue a fundo, afinal houve uma ameaça de morte a um vereador eleito pelo meu partido”, disse.

Thame afirmou que, caso o autor das ameaças for membro do PSDB, a punição será a mais severa. “Se houver algum envolvido dentro do partido, essa pessoa será expulsa. Não haverá contemporização com ninguém”, completou.

Agências

Recomendados para você

Comentários

  1. Gustavo S Postado em 20/Oct/2012 às 16:29

    Esperamos que o povo de São Paulo e do Brasil esteja cada vez mais cientes do perigo promovido pelo discurso reacionário e intolerante, principalmente quando atrelado a setores da política partidária.

  2. Ismael Wolf Postado em 22/Oct/2012 às 21:56

    Um absurdo mesmo isso. Porem sou obrigado a dizer aqui que o titulo da noticia envolvendo "Silas Malafaia" tambem foi totalmente tendencioso. Se o site se chama pragmatismo politico deveria ter mais cuidado com isso.

  3. Gustavo S Postado em 30/Oct/2012 às 17:23

    Acredito q referência a malafaia se deve ao fato de o mesmo ter sido uma das vozes mais relevantes de apologia a intolerância nessa ultima eleição

  4. Ramiro Postado em 10/Dec/2012 às 17:14

    A loucura está tomando conta da mídia, tudo agora é homofobia. Qualquer pessoa que manifestar pensamento contrário ao homossexualismo é nomeado "homofóbico". Sinceramente isto já está passando dos limites.

  5. JAIME Postado em 11/Dec/2012 às 21:55

    Pais de loucos e otarios fica se incomodando com besteiras e o pior acontecendo somos roubados ha cada segundo pelos ladroes de gravata travestidos de politicos e tb palos marginalizados por eles sobrevivemos de ousados emtre duas facções criminosas POLITICOS E MARGINAIS É POUCO?

  6. Mozer Farias Postado em 18/Dec/2012 às 16:04

    Ramiro a palavra agora é homossexualidade e não homossexualismo. E outra: Nem tudo é considerado homofobia, mas neste caso, qual a razão para Madalena não assumir o cargo ao qual foi escolhida?