Luis Soares
Colunista
Compartilhar
Aborto 24/Oct/2012 às 17:22
8
Comentários

"Gravidez por estupro é desejo de Deus", afirma candidato ao Senado

Para Richard Mourdock, aborto em casos de violência sexual “desrespeita” a vontade divina. Candidato acrescentou que é contra a interrupção da gravidez até mesmo nos casos de violência sexual

O candidato republicano ao Senado no estado de Indiana, Richard Mourdock, declarou na noite desta terça-feira (23/10) que a gravidez resultante do estupro também faz parte do “desejo de Deus”.

A declaração, feita em um debate eleitoral, reacendeu a polêmica em torno das declarações do senador republicano Todd Akin sobre “estupro de verdade” e da posição anti-aborto assumida pelo partido.

Na reta final das eleições, os três candidatos norte-americanos que concorrem pela vaga em Indiana se encontraram para debater suas propostas políticas e responder perguntas de eleitores. Questionado sobre sua posição sobre aborto, o republicano concordou com os seus concorrentes – o democrata, Joe Donnelly, e o libertário, Andrew Horning – e reprovou a prática.

aborto eua gravidez estupro republicanos

O candidato ao Senado no estado de Indiana, Richard Mourdock do Partido Republicano. (Foto: divulgação)

Mourdock, no entanto, acrescentou que é contra a interrupção da gravidez até mesmo nos casos de violência sexual.

Leia também

“A única exceção que eu faço para o aborto é no caso de a vida da mãe estar em risco”, explicou ele citado pelo Huffington Post. “Eu pensei sobre isso por muito tempo, e eu vim a perceber que a vida é um presente de Deus. Acho que, mesmo quando a vida começa nessa situação horrível de estupro, é algo que Deus planejou para acontecer”.

O candidato republicano à Presidência Mitt Romney se apressou para distanciar das declarações do candidato a senador de sua campanha eleitoral. “O governador Romney discorda dos comentários de Mourdock e eles não refletem a sua visão”, afirmou Andrea Saul, porta-voz da campanha.

A campanha democrata em Indiana aproveitou a oportunidade para criticar as posições “extremistas” de Murdock. “Eu acredito que o estupro é um crime odioso e violento em qualquer instância”, reiterou Donnely em comunicado. “O Deus que eu acredito e que a maioria dos moradores de Indiana acredita, não quer que o estupro aconteça – nunca. O que Murdock disse é chocante e desrespeitoso”, acrescentou citado pelo Huffington Post.

“Indiana não pode permitir a eleição de um autoproclamado fanático do Tea Party como Richard Mourdock para o Senado”, disse Shripal Shah, porta-voz do comitê de campanha do Partido Democrata no estado.

Volta atrás

Na tentativa de não provocar polêmica em plena disputa eleitoral, o candidato republicano reconsiderou sua declaração. “Deus cria a vida, esse era o meu ponto”, disse ele em comunicado. “Deus não quer o estupro, e de jeito nenhum, eu estou sugerindo isso. O estupro é uma coisa horrível e qualquer distorção das minhas palavras é absurdo e doente”.

Não é a primeira vez que um candidato republicano gera revolta por suas posições acerca do aborto no caso de violência sexual. No dia 19 de agosto, o senador republicano Todd Akin sugeriu que um estupro “de verdade” (“legitimate rape” em inglês) raramente resulta em gravidez e reiterou ser contra a interrupção da gravidez mesmo nestes casos.

A proposta de uma emenda constitucional proibindo o aborto sem exceções explícitas para casos de estupro ou incesto foi incluída, até mesmo, nas diretrizes políticas do Partido Republicano para as eleições deste ano.

Enquanto autoridades republicanas salientam que a plataforma apresentada nesta terça permite adaptações nos estados por tratar de linhas gerais, a linguagem adotada na iniciativa antiaborto parece deixar pouco espaço para mudanças. O texto propõe a extensão dos direitos fundamentais do homem, garantidos pela 14ª emenda constitucional, às crianças que ainda não nasceram.

Segundo o documento citado pela rede norte-americana CNN, “Nós reiteramos a santidade da vida e afirmamos que as crianças não nascidas tem um direito fundamental individual à vida, que não pode ser violado”. Da forma como foi elaborada, a emenda constitucional dificulta a introdução de atenuantes ao aborto, como nos casos de estupro, incesto ou quando a gestação é prejudicial à saúde da mãe.

Opera Mundi

Recomendados para você

Comentários

  1. Tainá Matteo Postado em 24/Oct/2012 às 17:51

    Que arrogância machista e obsoleta deste candidato! Além da mulher ter sido violentada e ter iniciado um trauma com relação a sexo, terá uma ferida aberta de uma lembrança que não tem como apagar. Ao engravidar deve cuidar de um bastardo indesejado que foi inseminado dentro dela a força. Mesmo na existência de um Deus, será ele tão poderoso que não respeite nem a liberdade de arbítrio que um ser humano tem, o de poder escolher?

  2. Christian Postado em 25/Oct/2012 às 13:33

    Pimenta nos olhos dos outros faz ele dizer que seu deus admite isso... quero ver se alguma mulher da familia dele for violentada.

  3. Ivan Postado em 25/Oct/2012 às 14:46

    Senador estuprador... só faltava essa...

  4. Vinícius Postado em 25/Oct/2012 às 15:40

    Odeio conservadorismo, conservadorismo estadunidense então me dar vontade de vomitar. Alguém explica para esse imbecil q nada importa a vontade de Deus nas decisões políticas, pensar q no Brasil a situação estava preta com bancadas religiosas, eis q os EUA estão em uma situação ainda pior. Não gosto de política partidária mas é o único jeito lá é eleger só candidatos democrata, republicanos são uma ameaça aos direitos humanos, laicidade, liberdade e ate a paz mundial ! (não quer dizer q democratas são uma maravilha, é q nos EUA ocorre uma falsa democracia, presidente pode ser eleito sem a maioria dos votos da população, bipartidarismo, esquerda não existe e é perseguida... a diferença td é: democrata é um partido centro-direita liberal, e republicano é um partido conservador de extrema direita. Muito melhor democratas no poder do q um republicano)

  5. Rayner Postado em 26/Oct/2012 às 01:23

    Diante de tamanho absurdo nesta infeliz declaração, este comentário machista, retrógrado e que chega a ser ridículo principalmente pelo fato de vir de quem veio, a primeira coisa que me veio a cabeça foi: Porque não pode ser a vontade do Diabo? Estas igrejas não exprimem a vontade de Deus e sim a dos homens com seus nanismos cerebrais.

  6. luciana Postado em 30/Dec/2012 às 21:28

    Quem foi violentada tem direito de escolher se vai ficar com a criança ou não!! onde que Deus ia planejar uma coisa desta meu !!Nesse caso a criança não tem culpa , nem a mãe, mais não deixa de ser um trauma muito grande e uma decisão a ser tomada muito seria. PELA VITIMA CLARO !!!11111

  7. Maria Alice Machado Postado em 08/Jan/2013 às 22:39

    O desejo de Deus é que você vá para o quinto dos infernos seu Diabo!!!!!!!!!!!!!!!

  8. Leka Postado em 06/Oct/2013 às 19:16

    E pais biológicos que engravidam as suas filhas??? tmbm é da vontade de deus?? affffff...