Luis Soares
Colunista
Compartilhar
Contra o Preconceito 28/Aug/2012 às 14:36
13
Comentários

Criança de 6 anos prega violência e preconceito em vídeo deplorável

O loiríssimo pirralho afirma que reeleger Obama significa tirar as armas dos “mocinhos”. Afirma isto, comporta-se como um mocinho, saca a arma e atira para a câmera, acertando a consciência de todos os que se opõem à violência e que lutam pela paz. Assista ao vídeo abaixo

obama 2012 criança preconceito

Vídeo foi divulgado duas semanas após o massacre proporcionado por um norte-americano num cinema do estado do Colorado, nos EUA. Foto: reprodução / vídeo

Fui baleado. Sim, baleado, quando assistia no YouTube ao filme “Dez motivos para não votar em Obama”. Baleado quando aquele pirralho do filme, de seis anos de idade, apontou a arma para quem estava em frente ao computador e puxou o gatilho.

Ainda por cima, após puxar o gatilho, no velho estilo cowboy, assoprou o cano do revólver. Com este gesto, senti que o tiro foi fatal. Um tiro fatal na ética e na luta pela paz. Para alguns, creio, o tiro acertou também a esperança de dias melhores, principalmente para os norte-americanos.

Com uma arma na cintura, uma criança de seis anos dá dez razões para não votar em Barack Obama. No inicio do “filme”, Isaac Anthony aparece à frente de um monte de lenha, arma na cintura e um machado na mão, no mais característico estilo de um lenhador do velho oeste dos EUA.

Numa outra cena, o valente republicano de seis anos de idade salta de uma SUV (camionete, tração nas quatro rodas com motor potente na razão de dezenas de cavalos), o cavalo dos cowboys contemporâneos. Muitos cavalgando suas SUVs pisoteiam tudo e todos. Mas isto é outra coisa.

Leia também

O pirralho salta da SUV, como se saltasse de um cavalo e dirige-se até o pneu dianteiro, encosta nele, como se estivesse encostando na paleta do cavalo, e destila mais uma das (odiosas) razões para não votar em Obama.

O filme (vídeo) é de iniciativa do Patriot Update, uma organização de direita dos Estados Unidos, e tem a duração de pouco mais de um minuto. Nele, o pirralho armado apresenta dez razões para não reeleger Obama e, ao defender uma das razões, é que, mesmo estando longe e sentado à frente do meu computador, fui baleado. Tiro fatal. O loiríssimo pirralho afirma que reeleger Obama significa tirar as armas dos “mocinhos”.

Afirma isto, comporta-se como um mocinho, saca a arma e atira para a câmera, acertando a consciência de todos os que se opõem à violência e que lutam pela paz.

Tece seu rosário de motivos e, entre eles, a acusação de que Obama tira o dinheiro de quem trabalha para dar para os que nada fazem. Por isso a cena dele como trabalhador (lenhador).

Este vídeo foi divulgado duas semanas após o massacre proporcionado por um norte-americano branco (ruivo) num cinema do estado do Colorado, nos Estados Unidos, no dia da estreia do novo filme de Batman, “O Cavaleiro das Trevas Ressurge”. Neste massacre,foram assassinadas 12 pessoas e feridas outras 58.

Estes “Dez motivos para não votar em Obama” têm causado polêmica, não só pelo mérito dos motivos, mas também pelo uso de crianças em campanha eleitoral, e o mais grave, uma criança pregando o preconceito e a violência, num mundo já violento. Pregando a violência num país (EUA) que periodicamente choca o mundo com alguns massacres.

Poucos dias depois do massacre no cinema do Colorado e da postagem do vídeo pelo Patriot Update, ocorreu mais um massacre, o do templo religioso sikh em Oak Creek, no estado de Wisconsin, onde foram assassinadas seis pessoas. Massacre este perpetrado por um homem (também) branco.

O autor do massacre fazia parte de duas bandas musicais que defendiam em suas musicas a supremacia dos brancos sobre as demais etnias e pregavam o ódio étnico-racial. Assim como o Patriot Update, também ele era de direita.

Um disco gravado por uma das bandas do matador se chama “Violent Victory” (Vitória Violenta), cuja capa traz um braço de um homem branco dando um soco num homem negro. Após investigações, não há dúvidas de que os sikhs foram vítimas de um ataque étnico-racial.

Veja o vídeo:

Há músicas, filmes, discursos, etc., pregando violência, ódio e preconceito, no entanto pouco é feito para combater essas ideias. Prefere o governo dos Estados Unidos caçar inimigos e terroristas fora de seu país do que tratar preventivamente os que existem em seu próprio território. Bem, isto é outra coisa, não?

Baleado, procuro restabelecer minha esperança.

Autor: Dr. Rosinha

Recomendados para você

Comentários

  1. paulo Postado em 29/Aug/2012 às 08:26

    Aqui no Brasil querem desarmar a população, porquê? Os homens de bem tem direito a ter uma arma.

  2. iMary Postado em 29/Aug/2012 às 09:09

    Há músicas, filmes, discursos, etc., pregando violência, ódio e preconceito, no entanto pouco é feito para combater essas ideias. Prefere o governo dos Estados Unidos caçar inimigos e terroristas fora de seu país do que tratar preventivamente os que existem em seu próprio território. Bem, isto é A MAIS PURA VERDADE

  3. Sybila Postado em 29/Aug/2012 às 11:15

    Fico me perguntando o motivo de "um homem de bem" querer ter uma arma. Já conheci várias crianças e adolescentes mortos pq estavam brincando com as armas dos seus pais (ditos homens de bem!!!).

  4. Dênis Petuco Postado em 06/Sep/2012 às 11:37

    Quem quer ter uma arma não é um homem de bem. Simples assim.

  5. Tango Postado em 20/Sep/2012 às 16:55

    É, Dênis Petuco, simples assim... simplista e preconceituoso. E, Sybila, por favor, conte-nos quem são essas crianças e adolescentes que você conheceu e que foram mortos pelas armas de seus pais. Indique os links das notícias, diga os nomes, datas e locais onde essas tragédias ocorreram. Só não vale falar que "ouviu dizer".

  6. Isaac Postado em 06/Oct/2012 às 00:52

    Voltando ao assunto: usar esse moleque pra falar esse tipo de coisa e agir dessa maneira é uma forma de moldar a mente dele e fazer a outra molecada se espelhar nesse tipo e assim envolver todos e manter esse costume, essa violência. É um círculo vicioso. Com certeza ele é um fantoche dos pais e da sociedade em que está inserido, seja uma trupe partidária, família ou a região de seu país. Mas a verdade é que os Estados Unidos com seu poder militar e com sua necessidade de dominação precisa dessas pessoas, são os soldados perfeitos pra eles. Não estou criticando, não digo que é certo ou errado. Apenas é o que eu acho. Mas é claro posso estar totalmente errado. Quanto ao uso das armas na sociedade, no dia a dia é um assunto muito mais envolvente e nada simplista, porque temos de pesar muitas coisas. Armas matam, mas também podem salvar vidas. Não digo isso por dizer, mas por já ter presenciado, vivido isso.

  7. Bill Postado em 25/Oct/2012 às 12:55

    "Com certeza ele é um fantoche dos pais e da sociedade em que está inserido, seja uma trupe partidária, família ou a região de seu país." concordo 100%! também acredito que os EUA são fundamentalistas em todos os aspectos da sociedade! É 8 ou 80!

  8. Isaac Postado em 26/Oct/2012 às 02:19

    Bill, o pior é que quase os EUA não são o único país com idéias fundamentalistas. O mundo é assim: o país domina o mundo ou quer dominar o mundo, e não é pra preservar, pra melhorar, pra elevar a raça humana e preservar a natureza, mas sim pra humilhar os outros, pra ser o chefão. Talvez se fosse certos outros países a dominar o mundo seria ainda pior. O problema é humano, a falta de respeito de um ser humano pelo outro, por outras cultura e seus direitos, mas acredito que um dia a humanidade se elevará em espírito. Ou então acabamos nos explodindo em busca dessa elevação.

  9. Isaac Postado em 26/Oct/2012 às 02:20

    Pior ainda: o mundo era um bárril de pólvora, hoje é uma cápsula atômica. Que mundo terão nossos filhos e netos.

  10. Van Helsing Postado em 27/Oct/2012 às 23:12

    A critica ao vídeo não passa de pura demagogia, logo no inicio nota-se pelo termo "pirralho loiríssimo" , como se o moleque fosse o demônio só pelo fato de ser loiro. Obama é um traidor do povo americano, isso é ate de se entender já que nem americano ele é, sendo assim o mandato dele é ilegitimo e acordo com a constituição americana. É mais do que evidente que ele esta afundando de vez aquela grande nação que é o bastião da democracia. Esse traidor esta pisando na constituição, desarmando a população através de subterfúgios dignos de Stalin e Mao Tse. Um governo só desarma sua população se pretende se tornar uma ditadura sobre esta população. Quando possuir armas for ilegal, apenas os fora da lei terão armas.

    • Eliane Postado em 14/Mar/2014 às 16:14

      Bah!! querem fazer como fizeram com o Brasil e esta esquerda comunista socialista que protege as minorias de criminosos, gays, pedofilos, estupradores e nós familias cristãs , trabalhadores e conservadores somos esmagados todos os dias pela impunidade, não podemos nos defender nem nosso patrimonio, por isso nos desarmaram, para armar criminosos e eles fazerem o que querem conosco nem pena de morte não tem para eles, somente para nós e nossos filhos, e esquecem que o País vive e sobrevive dos nossos impostos, das pessoas que trabalham e respeitam as leis, e temos que sustentar vagabundos e criminosos que deveriam ser eliminados da nossa sociedade. Esse Obama é outro Lula canalha, veio de baixo para roubar o povo, e dizem que nós de direita somos os preconceituosos, o homofobicos, enquanto vemos eles com preconceito, com racismo e com heterofobismo todos os dias... Esses comunistas estão se unindo para acabar com todos países da América...

  11. Vampiro, o caçador de Van Helsings Postado em 09/Nov/2012 às 10:25

    "ele esta afundando de vez aquela grande nação que é o bastião da democracia" Então porque você não muda pra lá e vê como eles tratam os estrangeiros de forma democrática? O seu conceito de democracia é distorcido. Pára de lamber o s??o do Tio Sam ou então cai fora daqui. Quanto às armas, enquanto pessoas adultas acharem que devem se comportar como super heróis, sou a favor de um controle extremamente rigoroso.

  12. Hilário Postado em 13/Nov/2012 às 22:21

    O país mais poderoso do mundo, independente de qual seja, deveria ser realmente um defensor da paz e de justiça. Mas não tem como não questionar um país que é o bastião do mundo, mas que não preza nem mesmo pelos seus cidadãos que contribuem para o bem da nação. Lá o cidadão ao passar por uma crise se encontra totalmente desamparado pelo Estado. Se ficar doente e não pode pagar um plano de saúde, vai morrer, e mesmo esses planos preferem pagar cachês pra políticos que procedimentos caríssimos para doentes. Que bastião é esse? Acha mesmo que eles guerreiam mundo afora pra trazer alento e resolver os problemas de alguém, para o bem de um povo, se eles não se importam nem com o povo deles? Tanta coisa ruim no mundo e eles só entram em ação quando tem interesses maiores envolvidos. Os americanos são usados pelo Estado, pelos políticos. Compare alguns países da Europa, nos quais as populações tem mais qualidade de vida. Isso porque eles vão às ruas, chutam o balde e brigam com a polícia, daí os políticos tem medo e agem conforme o que as pessoas precisam, já nos EUA sabemos que isso não existe porque são manipulados: qualquer pedido de melhoria é socialismo. E eles abandonaram o liberalismo e se aplicaram eficaz e somente ao capitalismo. Acorda Bastião! Eu não queria criticar o país, mas acreditar em coelhinho da páscoa, daí já é demais. Mas realmente acho que tem outros países que se dominassem o mundo fariam pior e que o moleque não tem nada haver na história, mas sim a cultura que ele dissemina é de violência e não só de armas. Como diz aquele documentário, o Canadá tem uma proporção igual de armas, mas quase não, assassinatos, enquanto os EUA tem tanto assassinato quanto um país de “terceiro” mundo. O Bastião tem a casa suja e tem gente que acha que ele vai limpar a sua... só se pagar bem ou dar uma janelinha pra ele espiar a sua vizinha atraente.