Luis Soares
Colunista
Compartilhar
Política 02/Aug/2012 às 17:53
9
Comentários

Roberto Gurgel, que acobertou Demóstenes, sobre mensalão: 'justiça é condenar todos'

Procurador-Geral Roberto Gurgel, que engavetou caso Demóstenes Torres, diz que STF condenará todos os réus do mensalão, cujo julgamento começou hoje

roberto gurgel mensalão

Roberto Gurgel já cansou de provar que não é isento

Chegou o grande dia. Começa, nesta quinta-feira, o “julgamento do século”. E um dos protagonistas desse processo, o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, que fará a sustentação oral da peça de acusação e será o primeiro a falar, apontou suas baterias contra os réus. “O Supremo fará justiça. E na visão do Ministério Público, justiça é condenar todos”.

Na sustentação oral, ele terá três grandes alvos: José Dirceu, ex-ministro da Casa Civil, José Genoíno, ex-presidente do PT, e Delúbio Soares, ex-presidente do partido. Os dois últimos, segundo ele, tinham uma relação de “submissão” em relação a Dirceu, que será apontado como o “chefe da quadrilha”, no “mais atrevido esquema de desvio de recursos públicos da história do País”.

Na véspera, os réus receberam notícias ruins. O Tribunal de Contas da União abriu espaço para reconsiderar decisão que validava os contratos de publicidade do Banco do Brasil com as agências de Marcos Valério, admitindo um recurso apresentado pelo procurador Júlio Marcelo de Oliveira. De acordo com a ministra Ana Arraes, que teve seu voto acompanhado por outros ministros, os contratos são legais e legítimos.

Leia mais

Ontem, o Ministério Público Federal também abriu uma ação por lavagem de dinheiro contra Delúbio Soares, que foi acusado de receber R$ 450 mil oriundos de atividades ilegais.

A grande surpresa do primeiro dia poderá ser um pedido de impedimento do ministro Dias Toffoli, que já advogou para o PT, apresentado por Gurgel. “Eu definirei até o início do julgamento… mas já me manifesto que o importante é que o julgamento ocorra”, disse ele ao participar de sessão no STF. Perguntado se a presença de Toffoli poderia causar constrangimento no julgamento, Gurgel afirmou que “este tipo de entendimento é que levará a pedir ou não, a arguir ou não o eventual impedimento ou suspensão do ministro”.

Brasil 247

Recomendados para você

Comentários

  1. Walter Cesar Postado em 02/Aug/2012 às 23:23

    Roberto Gurgel, em outros tempos, sería fuzilado como traídor da pátria.

  2. edimilson Postado em 03/Aug/2012 às 09:44

    FHC não fala nda sobre o dinheiro que recebeu do "Mensalinho Tucano"?

  3. Marcos Paulo Postado em 03/Aug/2012 às 09:54

    Se Roberto Gurgel fosse competente. Lula e estaria preso, e jã tinha se manifesta contyra o Tofolli.. Pelo jeito ele ~e sõ mais um ator nesse teatro todo. Se fosse o outro procurador, aquele que fes a den~uncia, a coisa tava bem mais feia para a PTralhada

  4. Henrique Postado em 04/Aug/2012 às 00:44

    Hoje o Gurgel falou diversas vezes que “testemunhos são tão válidos quanto provas materiais”. E disse mais: “…os crimes ocorriam entre quatro paredes…”. Ele deveria estar sentado em cima da Operação Vega – aquela que descobriu o ‘cachoeira’ – que, ele e a esposa, engavetaram por três anos. É como se estivesse ansioso para condenar o mais rapido possível. Será que a Operação Vega, não ficou entre quatro paredes durante 3 anos? Por que o Gurgel estava nessa ‘neura’ toda? Será a faca no pescoço da Operação Vega ou do PIG?

  5. Henrique Postado em 04/Aug/2012 às 00:47

    Em 2011, Roberto Jefferson, no STF, já negou que nunca houve mensalão. “Jefferson declara que o tal mensalão não é fato é “pura retórica”, isto é, não existiu! Uma farsa. O “tenor” queria apenas as luzes da ribalta”

  6. Henrique Postado em 04/Aug/2012 às 00:50

    A FUNDAÇÃO DO MENSALÃO O Sr Antonio Pinheiro (PSDB/MG), pai do Chico Pinheiro da globo, em discurso na Câmara de vereadores de SP em 2001, numa homenagem ao filho, denunciou: "Fui deputado por Minas e chegaram a me oferecer uma verba(...) de US$400 mil para aprovar todos os projetos que vinham do Palácio da Liberdade. E eram do PSDB, PARTIDO QUE AJUDEI A FUNDAR. Éramos oito; sete aceitaram a proposta na hora e riram. Que tristeza! Isso aconteceu em 1994. Ofereceram US$400mil, US$40mil por mês. A proposta foi feita por Romeu Queiroz,PTB/MG,ele presidiu a reunião e fez a proposta". ... Na época líder do governo na assembléia mineira, Queiroz está na lista dos sacadores das contas de Marcos Valério. ... O discurso acima está registrado nos anais da Camara/SP. Publicado na FSP de 23/ago/05 ... obs.: A CÂMARA DE SÃO PAULO, ONDE ESTÁ REGISTRADO ESTE DISCURSO, FICA NO PARQUE IBIRAPUERA, AO LADO DO QG DO II EXÉRCITO - é muito fácil de achar e pesquisar os anais da AL/SP.

  7. Henrique Postado em 04/Aug/2012 às 00:52

    O mensalão tucano RELATÓRIO DA PF, REFERENTE INQUÉRITO Nº2280/140-STF, DE 04 DE JULHO DE 1998 - DO DEL DA PF LUIS FLAVIO ZAMPRONHA DE OLIVEIRA. Por que ainda não foi julgado, NEM PELA MÍDIA CORRUPTA!!!!

  8. Henrique Postado em 04/Aug/2012 às 00:54

    Na época da descoberta do PAI DO MENSALÃO E VALERIODUTO, o senador Azeredo disse que, em 1998, na MOBILIZAÇÃO NACIONAL DO PSDB PARA A REELEIÇÃO DO FHC "parte dos custos foram bancados" pelas arcas mineiras. Ela "tinha comitês bancados pela minha campanha". Azeredo falou mais. Assim será possível demonstrar como as arcas de MARCOS VALÉRIO transbordaram para a REELEIÇÃO DO FHC, QUE "NÃO SABIA". ... É bom aos Srs AMESTRADOS da mídia golpista, corrupta e aliada ao crime organizado - chamada, também, de "coito de bandidos" - se inteirarem VERDADEIRAMENTE dos documentos que REALMENTE contam a HISTÓRIA. Senão, continuarão mais burros a lacaios do "coito de bandidos".

  9. Henrique Postado em 04/Aug/2012 às 00:58

    Que o STF cumpra o seu dever constitucional de julgar a ação penal, onde a população espera o discernimento jurídico de seus membros e absoluta isenção. QUE SEJA JULGADO EXCLUSIVAMENTE COM OS AUTOS. O resto é corporativismo midiático-partidário aliado ao crime organizado ou "coito de bandidos" que não possuem valor jurídico nenhum nesta ação penal - A NÃO SER QUE O STF ESTEJA COM A FACA NO PESCOÇO!? E, "In Dubio Pro Reo" - simples e DIREITO.