Luis Soares
Colunista
Racismo não 15/Aug/2012 às 00:05
59
Comentários

Racismo explícito no Zorra Total relembra humor segregacionista dos EUA

Nos Estados Unidos, o uso de atores brancos – ou mulatos – com a cara pintada de preto, ou “blackfaced”, em papeis que ridicularizavam os negros foi prática comum nos tempos da segregação racial

adelaide zorra total racismoJorge da Silva, em seu sítio

Um quadro do programa Zorra total, da Rede Globo, tem provocado indignação no público sensível aos problemas do racismo e da discriminação racial no Brasil. Tem como protagonista uma mulher chamada Adelaide – interpretada pelo ator – em que se concentram todos os estereótipos negativos atribuídos às mulheres negras: é feia, desdentada, ignorante, e costuma fazer referências pejorativas, por exemplo, ao cabelo dos negros. Um combustível perfeito para o bullying que aflige as crianças negras, especialmente as meninas, na escola e nos círculos de convivência, contribuindo para manter baixa a autoestima de um segmento da população quotidianamente adestrado a se sentir e comportar como inferior.

Infelizmente, o humor baseado em estereótipos raciais tem uma longa tradição em nosso país. Não é preciso muito esforço para nos lembrarmos de nomes como Grande Otelo (a despeito de seu reconhecido talento), Gasolina, Muçum, Tião Macalé, que sempre representaram personagens associados ao alcoolismo, à preguiça, à falta de cultura e de inteligência. Sem contar os brancos pintados de preto, até hoje presentes nos programas humorísticos da TV.

Leia mais

Nos Estados Unidos, o uso de atores brancos – ou mulatos – com a cara pintada de preto, ou “blackfaced”, em papeis que ridicularizavam os negros foi prática comum nos tempos da segregação racial. Personagens como Aunt Jemima, Jim Crow (que poderíamos traduzir como Zé Urubu), Zip Coon, Buck, Jezebel, Pickaninny, Uncle Tom, Amos ‘n’ Andy e outros, que refletiam os mais grosseiros estereótipos a respeito dos afro-americanos e de sua cultura, eram, não obstante – ou talvez por isso mesmo -, altamente populares entre as plateias brancas. Na década de 1960, com o Movimento de Direitos Civis, incluindo boicotes organizados por entidades como a NAACP, o uso desses personagens se reduziu enormemente, embora continue presente, de forma bastante atenuada, em algumas produções mais atuais.

Em Bamboozled (2000), que no Brasil ganhou o título de A Hora do Show, Spike Lee faz uma crítica à tradição dos minstrel shows e do vaudeville, gêneros baseados nessa estereotipia. Aos interessados, vale a pena dar uma olhada no site black-face.com.

Posts relacionados

Comentários

  1. Leandro Coelho Postado em 15/Aug/2012 às 11:40

    Que é engraçado pra caramba, isso é, mas, pensando friamente, acho que a questão é delicada e o quadro humorístico acaba se tornando racista, ou, na melhor hipótese, acaba por gerar mais preconceito às pessoas negras, principalmente nas escolas. Acho que a questão merece mesmo uma reflexão...

  2. Alysson Dutra Postado em 15/Aug/2012 às 11:45

    Até gosto desse ator do Zorra, o considero talentoso e o autor do texto foi feliz ao não associar em nenhum momento o racismo com o ator, mas sim com a personagem. Fico um pouco com um pé atrás com esse tipo de humor e não compartilho da opinião de Rafinhas Bastos e Gentillis de que no humor tudo pode.

  3. Angélica Postado em 15/Aug/2012 às 12:16

    Não acho esse programa engraçado, só consigo ver nele potencial para reforçar estereótipos e preconceitos contra as mulheres, contra os negros, contra os pobres...

  4. Alex. Chacon Postado em 15/Aug/2012 às 12:44

    Quer ver outro programa racista segregacionista? "Todo mundo Odeia O Chris" É curioso como existem pessoas que acham graça de um programa de humor com um racismo tão explícito como esse.

    • Maiza Postado em 13/Oct/2013 às 20:19

      falo tudo... num vejo graça nenhuma nisso.. todo mundo odeia o chris, pq? pq ele e negro?.. mto sem noção

  5. Fabão Postado em 15/Aug/2012 às 12:50

    Vão rir é que é.

  6. Paulo Postado em 15/Aug/2012 às 13:03

    "Todo mundo odeia o Chris" é baseado na história e escrito pelo próprio ator Chris Rock. Se tem racismo é porque ele sofreu e ele mesmo faz piadas com isso. Your argument is invalid.

  7. Alana Postado em 15/Aug/2012 às 13:14

    Nunca assisti. Acho que sou uma das poucas pessoas que tem aversão à Rede Globo, e realmente não assiste nada de sua programação.

  8. Beatriz Postado em 15/Aug/2012 às 14:59

    É bom que se esteja percebendo essas mensagens subliminares que só levam à diminuição daqueles que são diferentes do belo padrão global! realmente é uma vergonha que tanta gente ache super legal rir disso! Mas graças a Deus, ja estamos nos conscientizando dessas piadas completamente Racista-Global.

  9. Rose Postado em 15/Aug/2012 às 15:30

    Rir com as pessoas é algo maravilhoso, rir das pessoas é algo deplorável . Ninguém quer ser alvo de chacota, pessoa alguma quer que sua condição social, cultural, racial, sexual ou deficiência física, etc. vista com lente de aumento. São poucos os humorista dignos desse nome, degradar um outro ser humano em nome do humor nunca é engraçado do ponto de vista de quem é a vitima da piada. Reavaliar o tipo de programa de humor que se apresenta ao público , principalmente em redes de TV é um bom começo para a construção de uma sociedade mais igualitária .

  10. Paulo Postado em 15/Aug/2012 às 16:15

    Não vejo racismo temos que ter cuidado com essa paranoia.

    • Roberto Postado em 06/Mar/2014 às 14:33

      Deixa de ser idiota Paulo,esse papo de paranoia não existe e é criado somente para afastar o racismo, que não e somente implícito mais obvio.Não podemos deixar que isso seja aceito pelas pessoas,idiotas que dizem que e paranoia ou não entendem nada ou estão somente expressando seu racismo de forma a não ser compreendido,mas sim aceito da forma mais natural.Como foi a barbárie da escravidão,que era aceita por quase todos,e se na época perguntassem que e racismo diria-se que não!

  11. Raquel Postado em 15/Aug/2012 às 16:17

    Sublime o teu comentário, Rose

  12. Leo Postado em 15/Aug/2012 às 19:01

    Paulo, você teve ser muito descompriendido da historia do Brasil se não ver racismo nesse programa tem todos os argumentos que prova ser racista, e se tem paranoia so se for na sua cabeça e se você tem problemas de falar do assunto ele acaba virando uma piada

  13. antonio roque Postado em 15/Aug/2012 às 19:16

    bom, para aqueles e aquelas que entendem essa questão como paranoia, piada boa ou ótima a nova personagem da tv brasileira (não me lembro de chris rock apresentando seus personagens como feios) eis uma dica, ou melhor um exercício. em primeiro lugar dispa-se ou desconstrua por total de sua identidade étnica, de sua pele clara ou branca ou nórdica ou caucasiana. na mesma proporção, dispa ou desconstrua também (em sua imaginação) todos os seus familiares, especialmente suas filhas, filhos, pai, mãe. pode despir ou desconstruir também sua mulher, marido, namorada (o), amante... pronto!!! entendo que nesse momento tu já estejas (ESTE EXERCÍCIO NÃO PODE TER REALIZADO COM FRAUDES) se sentindo um pouco com uma pessoa de cútis preta\negra. agora você é um negrão ou uma negrona (não se preocupe, isso é somente um exercício de imaginação. sua cútis e identidade votará em instantes). o passo seguinte é você olhar pra imagem da personagem do zorra total e assemelhar as pessoas importantes de sua vida (filhas, filhos, pai, mãe, mulher, marido, namorada-o, amante... ). é isso!!! pra finalizar o exercício, descreva como você (relembrando: não se esqueça que nesse momento, tu é negrão ou negrona e que todos os seus grandes amores e familiares, também tem a mesma beleza da personagem do zorra total) e os seus ficaram bonitos, bonitas e não esqueça de escrever sobre o quanto tu se sente bem as piadas da personagem do zorra total.

  14. Leandro Coelho Postado em 15/Aug/2012 às 19:41

    A coisa é a seguinte: não se trata de "policiamento do politicamente correto", mas sim uma nova era em que a sociedade está mais atenta para as consequências de suas manifestações. Estamos vivendo num país onde os homossexuais são caçados como animais e trucidados. As pessoas negras são moralmente violentadas e diminuídas a todo o momento. Esse tipo de humor certamente influencia na forma com que essas pessoas são tratadas pelos outros grupos. Não sou hipócrita: já ri com piada de gay? Sim. Já ri com piada de negros? Claro! Fui criado assistindo o Didi Mocó chamando o Mussum de "grande pássaro". Mas hoje nossa consciência evoluiu, e de uma certa forma eu me envergonho de ter dado risada dos meus irmãos. Contudo, finalmente estamos percebendo que, o que outrora foi um simples e inocente divertimento, serviu, na verdade para aumentar a intolerância e segregar. Esse humoristas de hoje precisam ter consciência disso, e refletir antes de criarem suas personagens; pensar sobre as consequências, se sua arte vai ou não influenciar negativamente o cotidiano de pessoas que estão lutando por uma igualdade (mais do que merecida). Logo, eu acho que o que o rótulo de "patrulhamento" nada mais é do que uma nova fase de consciência e respeito. Se olharmos bem, podemos perceber a riqueza de fontes para o humor que não geram consequências nefandas: ninguém mata um português quando ouve uma piada sobre o Joaquim. Ninguém espanca um papagaio quando escuta uma piada de louro. Ninguém chuta a cara de um deputado quando se faz uma piada sobre ladrões...Ou seja, há temas suficientes para o humor que não geram mazelas. Enquanto fizermos piadas dos gays e grupos étnicos nós jamais os levaremos a sério, e isso sim é uma grande piada (e sem a menor graça). Por fim, fazendo uma ponderação de valores entre a liberdade do humor e o aumento do respeito e dignidade de vida das pessoas que formam os alvos das piadas, ao invés da máxima "eu perco a piada mas não perco o amigo", eu prefiro perder a piada e ganhar muitos amigos. Um abraço a todos, Leandro Coelho.

  15. hiandrey Postado em 15/Aug/2012 às 22:44

    O negro é sempre o coitadinho e gay pode sempre ser estereotipado, ninguém entra em defesa néh é sempre caricato bizarro e dá audiência a Valeria Bandida ninguém entrou publicou nada dizendo tbm servir de bulling aos gays que ainda lutam para não serem visto como seres bizarros. Quando um filho fala pra mãe que é gay ela logo pensa que ele vai sair correndo colocar um par de peitos... Me descupem mais tem coisas que precisam ser pensadas, se este tipo de caricatura ofende aos negros o que dizer de uma BIXA como o personagem Crô, nem todo gay é efeminado e fresco... E ai como fica esta historia de Racismo: Vamos proibir o humor ou melhorar a educação deste país para qeu possam saber separar as coisas? A educação não esta nem nunca esteve na proibição isso é a coisa mais retrograda que já vi...Racismo é crime, cotas, dia da consciência negra... Vamos lá defender os negros, nada contra, pelo contrario acho que isso é o minimo que esperamos de uma justiça social, mais e a lei que torna crime a homofobia? E a condenação dos que já mataram e torturam e descriminam os gays? Porque ainda esta na gaveta da bancada evangélica? Já teve gay espancado na paulista, já gay morto em plena praça da republica e milhares de caso muito semelhantes as crueldades feitas com os negros durante a escravidão. Precisaremos de uma Princesa Izabel, 200 anos de sangue pra que alguma coisa seja feita, ou seremos no minimo animais racionais?

  16. Helder Postado em 16/Aug/2012 às 00:20

    Acho esse programa um lixo, não assisto e quem acha graça desses personagens estereotipados ( sejam eles negros, judeus, gays, argentinos, gaúchos, mineiros, caipiras, nordestinos, etc...) são os "coxinhas". Não curto, não vejo e acho quem gosta dessa porcaria um recalcado, afinal não sei qual a definição melhor pra esse tipo de gente que acha graça na humilhação alheia. Queria ver se fizessem uma personagem coxinha, classe média de elite... o programa ia perder o público.

  17. Emerson Rocha. Postado em 16/Aug/2012 às 05:35

    Pessoal, quero reclamar de uma outra coisa estereotipada da rede global brasileira: prestem atenção nas propagandas internas(criança esperança), prestem bem atenção nas vinhetas deste canal, que quando fazem referencia a pessoas pobre, carentes, e necessitam de sua ajuda sao sempre crianças e adolescentes mestiços e negros, sim, tem crianças e adolescentes brancas, mas só algumas. E na programação normal, prestem atenção que sempre a elite e sempre de cor branca e seus empregados sao sempre mestiços e negros. A Globo e um nojo pessoal!

    • Maiza Postado em 13/Oct/2013 às 20:23

      com certeza Emerson Rocha.. detesto a globo, sempre foi mto preconceituosa, quase nem assisto

  18. Polska Postado em 16/Aug/2012 às 10:56

    ficar chorando por causa de racismo contra negro, todo mundo chora. agora, fazer piada de judeu, gay, ser machista, criticar religiao dos outros, pode.

  19. Rose Postado em 16/Aug/2012 às 22:38

    Polska , Não ! também não pode ! acho esse programa um lixo e outros tantos também, e é contra toda e qualquer forma de preconceito que temos que lutar, e sinto te informar que isso não é fácil, sempre vem um engraçadinho te questionar porque vc esta defendendo esse ou aquele grupo, já parou para pensar como somos rodeado de preconceitos ? a menina que não pode usar saia curta porque se for estuprada foi ela que pediu, não porque o cara é um desajustado; o esteriótipo do gay sempre como espalhafatoso e fútil como se a opção sexual de uma pessoa determinasse seu caráter ; a mãe judia ou a piada em cima dos horrores que esse povo passou , isso só para usar os exemplos que você deu. Se perceba se policie veja que todos nós em algum momento fazemos ou pensamos algo pejorativo em relação a um semelhante e depois MUDE comece a pensar diferente, todos merecem respeito. Travo essa batalha comigo mesma todos os dias e tento sempre fazer com que as pessoas a minha volta entrem nessa briga. Um grande abraço * obrigado Raquel pelo elogio, um abraço para você também.

  20. Alana Postado em 16/Aug/2012 às 22:56

    Já passei por esse post, mas só agora me atentei a esse detalhe: " (...) costuma fazer referências pejorativas, por exemplo, ao cabelo dos negros (...)". Realmente. Eu, como descendente de afro, nasci branca, mas meus cabelos são cacheados. Passei a adolescência dependente da tal "chapinha", mas resovi me desvencilhar da tal "ditadura do cabelo liso". Isso pra quê? Resultado: chamo mais atenção nas ruas devido aos cabelos naturais, bem cuidados, mas naturais. Fico muito melhor com o cabelo cacheado e não havia percebido isso. Fomos coagidos a pensar que cabelo liso é sinônimo de "estética", de "riqueza", de "caucasianismo", essas coisas. E assim são "criadas" mais e mais gerações preconceituosas, sob uma ditadura pueril estabelecida pelas mídias.

  21. João Postado em 18/Aug/2012 às 02:37

    Humor é isso mesmo. Parem de ser tão sensíveis, democracia implica ouvir coisas que vocês não gostam. "Seus direitos acabam onde meus direitos começam." =/= "Seus direitos acabam onde meus sentimentos começam."

  22. Iara Postado em 18/Aug/2012 às 10:50

    Acho que a galera tá perdendo o foco da discussão. Aí, hiandrey, de nada adianta tu atacares a luta contra o preconceito racial como se os negros fossem culpados pelo preconceito contra gays. Uma coisa ñ interfere na outra, o fato de as pessoas, sejam negras ou brancas, lutarem contra o preconceito racial não significa que elas estejam a favor do preconceito com gay, na minha idéia seria o contrário, que se unam os gays a essa briga porque se é contra preconceito que seja em geral. Todos merecemos respeito e para isso não deveria haver lei para obrigar e mostrar às pessoas a se comportar na sociedade, mas as coisas não fuincionam assim e eu sinto muito...Ainda falta muita evolução ao ser humano, que ainda se comporta como um homem das cavernas.

  23. Analucia Postado em 19/Aug/2012 às 11:13

    Olá Pragmatistas, vi a materia, (Racismo explícito no Zorra Total relembra humor segregacionista dos EUA). Ocorreu a vocês que este ator fez este personagem inspirado em sua avó. O humor sempre será baseado em nossos esteritipos assim como as pessoas sempre imitam o Silvio Santos exageradamente,isso tembém é preconceito?Não é muito mais grave o que fazem com nossos indios em Belo Monte?Ou o Bullyng que os brasileiros passam cotidianamente,com a falta de educação a miseria e a falta de auxilo a saúde. Ah mas isso não existe mais neste país né...Vamos também,detonar Mazzaropi,que fez Humor, como um caipira atrapalhado?Banal esta materia de vocês.o país está as coxas e você no seu belo sitio,com seu infortunio de conforto escrevendo sobre o que não sabe.Então será que devemos acabar com o naco de bom Humor que nos resta no país.Sim vamos jogar futebol,e esquecer de onde viemos.

  24. Verônica Rocha Postado em 19/Aug/2012 às 23:16

    Mal posso acreditar que até aqui tenho que ler esse tipo de coisa "Ah, dos negros todo mundo tem pena, mas ninguém fala nada sobre estereótipo de gay, etc.", protestar sobre um tipo de discriminação, não exclui protestar sobre outra. Tem que ser muito ignorante pra argumentar que não deveriam estar chamando atenção pra um caso de racismo, porque não vêem outros casos de preconceito. É um argumento burro e falacioso, porque, até onde sei, o racismo presente no quadro está sendo comentado por pessoas que tem consciência em relação ao racismo, e não por grande parte do público, tanto que nunca ouvi ninguém comentando negativamente sobre o quadro por aí, e ele continua sendo feito livremente, sem problemas com a justiça, ou com telespectadores, e arrancando risadas de muita gente. Logo, o quadro não foi notado como ofensivo por grande parte do público, assim como estereótipos de personagens gays, machismo, etc., também não são notados pela maioria do público, e sim por pessoas que tem consciência em relação a todas essas coisas. Logo, pessoas que vão achar absurdos racismo não televisão, em sua maioria também, acharão absurdo machismo, homofobia, e outras injúrias mostradas na TV. Sobre Evebody Hates Chris, eu não sei se é a dublagem (quando assistia, eu assistia no idioma original) que confunde as pessoas, porque realmente não entendo essa confusão que fazem. Pra mim sempre esteve bem claro que o programa fala com sarcasmo e ironia sobre racismo, é uma espécie de crítica através de humor (um humor negro verdadeiro e de qualidade), usando das experiências vividas pelo personagem, o racismo no contexto da época e situação que o Chris Rock vivia. O programa é ótimo. Bem, Zorra Total, assim como muitos programas de humor hoje em dia, se baseia em preconceitos e ofensas pra fazer humor. Esse mesmo ator faz o quadro de Valéria e Janete, que além de muito ofensivo às mulheres, também é racista, e demasiado homofóbico.

  25. Ivanildo Postado em 22/Aug/2012 às 12:01

    achei muito estranho o post... Alguém aqui ja viu os filmes do Ed Murphy? Pelo q eu lembre nesses filmes ele usa muito esses artifícios de se fantasiar, esteriótipos... Enfim, até nos shows de stand-up do chris rock ele faz muitas piadas sobre o racismo. A solução na minha opinião não é a proibição (julgar como impróprio), se vc não gosta desse tipo de humor desliga a tv! Nunca achei engraçado o zorra total, num unico dia q assisti só fiquei um pouco abismado, pq todo mundo fala mal do programa panico (q também ñ gosto) q usa as mulheres seminuas para dar audiência... vi a mesma coisa no zorra total e o estranho é q ninguém se arrisca a criticar como critica o panico...

  26. Cinq Branches Postado em 22/Aug/2012 às 12:23

    @ Alex Chacon - Todo Mundo Odeia o Chris é o tipo de programa que fala do racismo da forma mais aberta possível. É baseada na vida do ator Chris Brown, que é negro, além de ser escrito e produzido por ele. Acho que ele não está sendo racista, ele está é MOSTRANDO que existe o racismo e como ele enfrentou aquilo na infância. O foda do racismo é que está sempre repleto de falsos moralismos. Se for assim, Um Maluco no pedaço do Will Smith também é racista. Não existe problema algum se a sociedade está vendo explicitamente como acontece um caso de racismo e depois pensa sobre isso. Se for assim, o filme Uma Outra História Americana é o filme mais racista do mundo. Se você acha assim, precisa rever o seu entendimento de interpretação textual.

  27. Isabela Postado em 22/Aug/2012 às 16:32

    é facil fazer piadas com estereótipos... o difícil, acho que cada vez mais, é ser criativo e fazer humor sem ofender ninguém.

  28. Magnum Postado em 22/Aug/2012 às 23:07

    Apenas discurso e nenhuma prática! Cabe ao Ministério Público, de ofício, adotar as medidas legais. Lei existe, basta cumprir!!!

  29. Amanda Postado em 25/Aug/2012 às 23:10

    Engraçado que se é um personagem retratando uma loira burra, ninguém se comove. E as meninas loiras, não sofrem bullying? E a maneira como esses programas tratam todas as mulheres, como pedaços de carne, que só tem valor se forem gostosas, valor claro, para servir ao homem. Aí tudo bem? Piada com gays, japoneses e portugueses pode? Ah, vamos deixar de ser hipócritas!

  30. Jack Postado em 26/Aug/2012 às 05:05

    Amanda, tudo é questão de COMO esse discurso chega ao sujeito estigmatizado. Todos fazemos piadas, isso é algo quase global (portugueses tem piadas sobre o brasileiro é burro por exemplo), mas existem discursos que ao serem colocados em mídia de massa, atingem com muito mais força o sujeito alvo. Eu fazer um piada entre amigos (não estigmatizados no discurso) apesar de ser "errado" não é formador de opinião (ninguém bate num negro só por ouvir um piada, claro), mas ao estar em um veiculo de massa como a TV, isso pode ser utilizado coletivamente como pretexto para continuar a segregação desse tipo de indivíduo! Imaginem que fosse o "grande" Arnaldo Jabour falando em meio ao JN uma piada sobre negros! Visto que a opinião dele, se reflete na fala de muitos, essa piada deixaria de ser uma anedota para virar um verdade, essa é a diferença!

  31. Combate ao Racismo Ambiental » Advogado aciona justiça contra personagem racista do Zorra Total Postado em 26/Aug/2012 às 13:01

    [...] A representação ao Ministério Público, acompanhada de eficiente ação de reparação de dano coletivo, nos moldes do Caso Tiririca & SONY, já passou da hora. Uma insatisfação do quadro do programa pode ser visto aqui. [...]

  32. Silvão Postado em 26/Aug/2012 às 14:57

    Acho uma grande perda de tempo essa discussão! O politicamente correto muda de tempos em tempos, o que é vanguarda hoje, visto por apenas uma minoria passa a ser lixo quando chega conhecimento de mais gente. Poucas vezes assisto esse programa, simplesmente porque procuro coisa melhor para fazer no horário. Sou gordo e não me sinto ofendido com as piadas de gordo que vejo na tv porque sou um cara capaz de trabalhar e levar minha vida da melhor maneira possível com pessoas que gostam de mim, não me ofendo quando me chamam de gordo e nem quando tentam ser "politicamente corretos" e me chamam de fortinho, grande, etc. Hoje vejo muita gente descendo a lenha na galera do Stand Up, mas até poucos anos atrás isso era a vanguarda do humor.

  33. Célia Postado em 26/Aug/2012 às 16:32

    O problema das TVs em geral é que personagens negros,gordos ou feios nunca são sérios,sempre são do núcleo cômico,e nunca são levados a sério nas novelas por exemplo.Acho que isso só vai acabar quando os próprios atores começarem a se impor.Nunca vi uma mulher ou homem negro ou gordo ter um papel importante e terminar no final com um par normal que não fosse engraçado, claro com raríssimas exceções como no caso da linda Thaís Araújo!

  34. IVANILDO Postado em 26/Aug/2012 às 17:02

    Sou contra a todo e qualquer ato que venha discriminar pessoas por sua orientação sexual, raça, religião e etc..., mas não podemos esquecer que estamos diante de um programa de humor, onde o engraçado é o exagero como a relidade da vida é retratada. Quem nunca ja deparou com pessoas de verdade que lebra bem ADELAIDE, que nos faz dar boas risadas. Na minha opinião tem que haver equilíbrio, lembremos da frase de Oscar Wilde:"A vida imita a arte muito mais do que a arte imita a vida..."

  35. Airton Postado em 26/Aug/2012 às 18:50

    Não sei do que se trata, pois não assisto a este programa que acho pobre e banal. Triste fim de sábado pra população sem acesso a formas saudáveis de humor ou de alternaitivas de diversão.

  36. williman Postado em 28/Aug/2012 às 02:46

    muitos se preocupam com as besteiras deste programa do zorra que até é muito engraçado ou seja ; sao apenas personagens tentando ganhar a vida " levar o pão para casa ". uma outra coisa , devemos nos preocupar é em quem vamos votar para presidente, prefeitos e etc que vivem colocando leis para ( LASCAR) o trabalhador, leis para dificultar você tirar uma Habilitação para dirigir aaaahhh isso ninguém observa ;( hospitais uma vergonha) , ladrões na câmara dos deputados, opa cade os comentários aqui ? mas, não ; apenas uma simples besteira de um personagem ta a critica; vergonha por vergonha é um salario de $ 622,00 reais isso que é uma vergonha para um brasil tal rico,..vergonha são jurus bancários i.p.i. etc..

  37. Marina Postado em 29/Aug/2012 às 13:15

    Nossa ridicula essa reportagem... programa de humor é uma sátira a tudo... Se fossemos levar por esse lado, não poderiam brincar com politicos, pois seria bullying e també não poderiam brincar com outras pessoas que seria bullying como por exemplo a tal da loira que faz papel de burra, é rica e amante de um senador, só anda de roupa indecente... toda loira é puta e ignorante? afff esse povo exagera demais cruzes... Além do mais o ator não é branco é nitido que é afro-descendente como a maioria da população brasileira...

  38. Ana Holanda Postado em 30/Aug/2012 às 06:44

    Gente, eu acho q o racismo é uma coisa q vem de dentro pra fora. As pessoas que se sentem diminuidas por algo acabam colocando pra fora negadivamente esse medo ao invés de lutar contra o mesmo. Eu sou branquela, filha de mestiços, neta de índios, negros e portugueses (às vezes me pergunto pq nasci branca, acho q tenho um problema: falta de melanina, kk). Sofri racismo por ser a única branca numa rua onde as crianças eram morenas, mulatas, pardas e negras, e nem por isso eu revidava, pelo contrário, me acoava e via o tão pequeno uma mente é. A verdade é : RACISMO = MEDO de ser diferente. As pessoas querem ser iguais, e eu com essa experiência do passado, passei a gostar de ser diferente, pois ser igual é chato e cansa. Enquanto as pessoas verem uma piada como negativa, as coisas não andam. No Zorra Falam da feiura da Babuina, falam da diferença entre a gostosona e o cara baixinho e feio, falam do preconceito do velho com as novidades, mostra mulheres com roupas coladas e curtas, ou às vezes nuas, mas sobre essas coisas ninguém reclama. Mas quando atinge a uma classe: os negros todo mundo reclama. Agora me diz: pq os negros hj em dia, como o cantor Thiaguinho, é chamado de moreninho, e não de negro? O mais engraçado é q ele é chamado assim por pessoas da cor dele. AS PESSOAS NÃO QUEREM SER NEGRAS PQ?? Gentem, tem tantos negros e negras lindos por aí, posso citar a Isabel Filardis, Tais Araújo, o ator Zulu e outros, pq o medo de ser quem é?? Falando em cultura americana, o Cris Rock, ator famoso, negro e criador do Todo mundo odeia o Cris, é o maior piadista que fala sobre os negros. Ele é NEGRO e fala sobre negros, faz piadas de negros. Se vcs repararem, muitos programas de negros nos EUA tem no elenco negros em maioria. Os negros americanos casam com negros, como o caso do Will Smith e sua esposa. Pq no Brasil o Pelé sempre tem q ter uma branca do lado, o Thiaguinho, o Maguila... Vamos pensar galera! Vamos rir das piadas e pensar mais nos problemas q o Brasil tem, isso sim é de dar vergonha e fazer chorar.

  39. Sandra Postado em 05/Sep/2012 às 04:45

    Racismo é o sistema de cotas nas Universidades, é o sistema prisional no Brasil que só prende pobre! Acorda Brasil, o que aparece de gente querendo pegar carona no sucesso alheio é que é uma vergonha, esse tipo de humor sempre existiu, vide o gênio Chico Anísio! Nesse caso, vamos exigir que se extinguam os programa humorísticos, percamos tempo com isso, enquanto nossa sociedade afunda no assistencialismo barato dessas milhares de mulheres negras e branca, pobres e sem oportunidade, esses quadros devem servir para uma discussão muito maior que é: qual é minha contribuição na sociedade para que situações reais como as mostradas nos programas humorísticos fique só na piada! Francamente, acorda Brasil! Olha o menasalão ai gente..., bolsa família, sistema de cotas e outras práticas assistencialistas é que segregam, diminuem o cidadão!

  40. Weslei Santana Postado em 06/Sep/2012 às 00:09

    Ana Holanda, será que vc tem noção do tanto de baboseira que escreveu? É serio que vc pensa assim mesmo? E os outros que não acham nada demais do quadro façam igual o Antonio Roque sugeriu, dispa-se de quem vc é e se coloque no lugar dos outros por apenas alguns minutos. E sobre quem fica falando sobre Cris Rock e seu programa parem com isso pq estamos falando de Brasil, não sejam idiotas. O programa e seu humorista está inserido em outra cultura. Povo sem cultura dá nisso, não entende o que acontece a sua volta e nem tenta entender.

  41. Soaroir Postado em 10/Sep/2012 às 13:13

    Deus, meu deus! De repente tudo vira motivo de “defensoria pública”, quando na verdade o que acontece é essa necessidade de alimentar a pobre e desesperada mídia e os necessitados dela. Podem me chamar de branquela, gringa, magrela, cabelo lambido..., e não há ofensa. Pois sou branquela, magrela e meus cabelos são “lambidos”. Por que para o oposto é ofensa? Além do mais, tem-se que conhecer ARTE antes de sair censurando. Alguem por ai ainda se lembra dos bullyngs de Tom & Jerry? Leram aquelas aventuras de Monteiro Lobato? Sabem o que significa “comédia”? Teatro? Encenação? Caricatura? Além do mais Rodrigo Sant’anna é um excelente ator – um dos poucos entre o monte de “stand up´s” ridículos. Sugiro q quem não saiba interpretar arte ou seja muito sensível, vá ler um livro. Que mania q brasileiro tem de falar do q n entende!

  42. Liberdade Postado em 10/Sep/2012 às 13:17

    Não acho que há estímulo ao racismo. O personagem brinca muito mais com a questão da pobreza, do que da cor. Este povo está muito sensível, sobretudo levantam hipóteses que não existem. Fim dessa estória: vamos perder um personagem engraçado, por conta de pessoas que veem maldade em tudo, até onde não existe. Lamentável!

  43. Tersa Postado em 18/Sep/2012 às 04:20

    Soaroir diz - "Que mania q brasileiro tem de falar do q n entende!" presta atenção, até brasileiro tem preconceito com sua própria nacionalidade! Quer dar opinião e ferra tudo no final! É pra rir mesmo!! Gays, Judeus, Japoneses, Portugueses, nordestinos, gordos...enfim! A questão aqui são os negros, e não me venham com essa de que é "humor" que é "caricato", isso é desculpa de quem não tem argumento cara, pior são nas redes sociais, que sempre querem ridicularizar com fotos de negros desdentados ou gordos ou em situações cômicas, isso está tão inserido na nossa sociedade que as pessoas nem percebem o que estão postando!! Ouvi várias pessoas criticando o encerramento das Olimpíadas por exemplo, quando o Brasil foi se apresentar, pq achava ridículo um país apresentar um gari negro como "simbolo" do nosso país, que estava se diminuindo e coisa e tal, GENTE, será que as pessoas não percebem que essa é nossa realidade? Alguém já viu a fila de pessoas (seja branco, negro, gay e etc) pra conseguir vaga pra ser um gari que limpa a porra da sua sujeira?! Queria o que? Que aparecesse um maluco de terno e gravata da Av.Paulista? Infelizmente isso é a realidade de poucos nesse país, e parece que tem muita gente que ainda vive na bolha e não quer enxergar, tem vergonha da nossa cultura, da nossa cor da nossa nacionalidade mesmo! É claro que o Brasil tem muitas coisas pra mostrar além disso, tem uma cultura linda e mto dela vem da cultura africana, comida, vestimentas, música e religião, temos muitos problemas sim? com CERTEZA...Mas vamos parar com esse preconceito mascarado, quando vejo esse tipo de coisa me dá vergonha alheia! É esse mesmo tipo de gente que não vê nada demais nesse "humor" que vive fora da realidade, essa é a verdade! Quanto ao Todos Odeiam o Chris, por favor né, só vc não percebeu a ironia da série, vamos pensar um pouquinho que não faz mal a ninguém! (acho que nem precisava dizer isso, mas sou branca do cabelo liso, filha de nordestinos e neta de índios)

  44. Alex Postado em 25/Sep/2012 às 20:14

    Ai que está o que eu falei antes: No brasil é bizarro porque estes personagens são populares entre os negros! Porque ? porque o racismo brasileiro se construiu na negação de sua própria situação racial, ao ponto de um negro se achar BRANCO! sim, isso é o que acontece... a ilusão do país multicultural transformou todos em brancos, pelo menos quando se olham no espelho. Efeito semelhante se reflete nas favelas. O miserável que mora em um casebre de papelão, quando desenha sua casa em papel, o faz como uma bela, mas humilde, casa de alguma novela. É preciso pensar de maneira diferente dos americanos, pois lá os negros eram conscientes, e aqui a maioria não se conscientizou ainda.

  45. Lucas Cunha Postado em 19/Oct/2012 às 15:10

    HIPOCRISIA DE TODOS VCS AÍ. Ponto. MENTE aí nos comentários quem nunca riu com o Mussum ou todo mundo odeia o Chris. Até mais e vivam sua vida sem preconceito porque ele NÂO EXISTE. paz.

  46. shingo yabuki Postado em 06/Nov/2012 às 21:07

    japonês nem precisa de programa na globo pra ser zuado desde criança

  47. João Santana Postado em 07/Nov/2012 às 13:33

    Sou mulato, filho de branca e negro, bisneto de escravos, e sinto saudade do tempo em que meu pai contava a piada sobre o que acontece quando se atira um filhote de negro e de um urubu de cima de um prédio. Saudade dos murros que Pretinho dava na boca em quem o ofendia por ser negro, e das respostas sobre virilidade e mães de quem fazia piadas do negão da rua de baixo. Saudade do tempo que bullying se resolvia na escola, com ambos os envolvidos arroxeados no rosto e acompanhados dos pais. É incrível como, passados esses anos, criou-se no Brasil essa ideia de que aqui existe "racismo", que é uma ideologia, uma escola de pensamento. Há aqui muita discriminação racial, mas não racismo -- pelo menos, não como nos EUA, de onde se imita até isso por aqui. Porque lá o racismo era política de Estado, com bandeiras de Estados como o da Geórgia exibindo orgulhosamente correntes, como se escravizar alguém fosse motivo de orgulho para uma nação. Lá, pelo menos, os negros aprenderam a rir da idiossincrasia, mostrando-se mais inteligentes que os racistas de lá. É como em 1984, de Orwell: o que o Partido diz que existe, passa a existir. E o que Ele diz que não existe, deixa de ter existência.

  48. Léo Postado em 28/Dec/2012 às 01:37

    Em nome de uma suposta liberdade de imprensa ou então de ser politicamente incorreto, termos tão em moda hoje em dia, temos de aceitar alguns tipos de "humor" que, parando pra pensar um pouco, são inaceitáveis. Continuamos a ver nas novelas, filmes e demais programas da tv aberta (principalmente) personagens que são estereótipos exagerados que tomam por base classe social, racial, sexual,, além de deficiência física etc. E continuamos a rir e achar normal esse tipo de humor... Eu acho que, quando um negro faz piada com a própria situação de preconceito que convive, isso é, normalmente, uma forma de protestar ou expor aquela realidade. Mas, quando esse mesmo papel é feito por um branco, numa tv que nitidamente representa os interesses de uma classe rica (como é o caso da tv globo), isso deveria ser intolerável. Eu ainda não sei como não suspenderam essa quadro do metrô do Zorra Total. Liberdade de expressão não é sinônimo de liberdade de ofensa ou liberdade de preconceito. Isso pra mim é uma piada de mal gosto. Aliás, nem de piada isso deveria ser chamado. Numa pesquisa informal (= fonte google heehe), piada vem do latim "pyadas", que significaria "história engraçada". E essa história não tem graça alguma.

  49. Sunderland Postado em 21/Jan/2013 às 22:01

    Gordo pode deixar de ser gordo. Gay pode fingir ser hetero. Loiras podem pintar o cabelo.. Mas e o Negro? como faz??? as vezes tenho vontade de me suícidar e sumir, perder a existência, deixar de viver nessa sociedade doentia, sádica, separadista... Queria mesmo que o mundo tivesse acabado no dia 21 de Dezembro de 2012

  50. Flávia Soares Postado em 26/Jan/2013 às 22:26

    O programa Zorra Total de racista não tem nada... Qualquer personagem do programa representa uma classe social, um problema social... E, como todos podem ver, o racismo é um PROBLEMA atual no Brasil... E foi isso que a Zorra Total mostrou... MAS NINGUÉM ESTÁ ENTENDENDO! ALI SÓ MOSTRA COMO MAIORIA DAS MULHERES NEGRAS SÃO TRATADAS... GENTE... POR FAVOR... ABRAM VOSSAS MENTES! QUEM SE LEMBRA DA OBRA DE GIL VICENTE: "O AUTO DA BARCA DO INFERNO"? QUEM NUNCA LEU... PESQUISE...

  51. Vander Postado em 18/Mar/2013 às 03:50

    Flávia soares, se você escreveu isso de forma sarcarstica, meus parabéns pra você; por outro lado, se você acha mesmo isso, sinto lhe dizer, mas você está vivendo numa sociedade paralela: uma espécie de globoland. Racismo! um problema atual? A globo se preocupando com isso? tem certeza?... bem! pessoal! Sou negro( tenho muito orgulho disso, que fique claro!), meu bisavô foi escravo. Minha avó contava que ela não conhecera os tios, sabem por quê? porque eles morreram jovens, devido ao trabalho forçado e a negligência do senhor deles, que os deixou morrer doentes sem os levar para um lugar apropriado, sem lhes dá socorro. Só existo hoje porque meu bisavô fugiu... parece o que a gente lê nos livros de história, quando garoto, não é? mas, não é só história do brasil: é a minha história também, é a minha vida. bem lembrado! por que não mandamos essa história para os diretores da globo? quem sabe não surge um novo personagem no zorra total, que possa fazer a alegria da nossa pátria amada! Isso não é passar-se por coitado, nada disso; é apenas lembrar que, a cada vêz que você rir da feiura da personagem, da sua falta de cultura, da sua falta de educação, da sua falta de assistência social; lembre-se de que há alguem nas mesmas situações que a personagem, e que está dando aquele sorriso constrangido ao ver que, se riem moça do metrô hoje, amanhã pode vir a ser ela o motivo das risadinhas. Isso não é culpa dos brancos atuais, nem dos negros: foi um processo histórico. Cabe a nós, seres pensantes e conhecedores do passado, fazer com que os erros não se repitam, tanto agora quanto no futuro. Você é mulher, meu amor, você sabe que todas aquelas máximas que você ouvia, quando criança, sobre a mulher não ser capaz de fazer o que o homem faz, não passavam de uma ignorância machista que, assim como acontece aos negros, foi transmitida de geração a geração através das piadas, das bricadeiras pueris!! hoje em dia está provado que as mulheres são tão capazes quanto os homens. Aliás, somos governados por uma(dilma). Eu também quero isso para os negros, essa emancipação, esse respeito. Um dia, quem sabe, a nossa sociedade não aprenderá que por detrás de cada rosto, de cada opção sexual, de cada crença religiosa, de cada cor há um ser humano, há uma história. Parafraseando a meu modo Pessoa: "pensar" é preciso. Até!

  52. Romildo Postado em 07/Apr/2013 às 22:49

    Pessoal discutindo uma coisa que é perda de tempo. Esse negocio de proibir tudo é bem coisa de brasileiro "metido a besta". O Brasil é um dos que mais tem leis porém o que menos as segue. Se quer que esteriótipos deixem de ser engraçado, coloque cultura (me refiro a educação e não que esteriótipos são lindos e aceitaveis, como tentar convencer que um homossexual que haje como uma "bixa louca" no caixa do banco é bonito e merece vez), que a rejeição a isto virá automaticamente. Parem de perder tempo querendo proibir as piadas de mau gosto e se concentrem em fazer elas não terem graça. Cresçam e evoluam!

  53. Guilherme Postado em 15/Jul/2013 às 15:43

    mas pq vcs veem tanta TV?

  54. julio Postado em 31/Aug/2013 às 18:01

    realmente sempre achei esse quadro do zorra total de muito mau gosto como todo o programa, o programinha ruim, inclusive o zorra total foi acionado na justiça por causa desse quadro extremamente racista e preconceituoso mas de nada valeu pois os poderosos nesse pais são donos da justiça dos tribunais e fazem o que querem sem se importar com nada essa é a rede esgoto e a justiça desse pais de quinta categoria vamos acabar com a audiência desse lixo zorra total ai eles pensar pois vai doer no bolso

  55. julio Postado em 31/Aug/2013 às 18:10

    Realmente sempre achei esse quadro do zorra total de muito mau gosto como todo o programa, o programinha ruim, inclusive o mesmo foi acionado na justiça por causa desse quadro extremamente racista e preconceituoso mas de nada valeu pois os poderosos nesse pais são donos da justiça dos tribunais e fazem o que querem sem se importar com nada essa é a rede esgoto e a justiça desse pais de quinta categoria, vamos acabar com a audiência desse lixo o zorra total, pois essa é uma forma democrática de fazer justiça quando doer no bolso eles param

  56. Marcello Postado em 23/Sep/2013 às 03:19

    Tudo é racismo nesse país também hein? Credo... Vou sair por aí defendendo os outros para ter meus 15 minutos de fama também...

O e-mail não será publicado.