Luis Soares
Colunista
Compartilhar
Corrupção 08/Aug/2012 às 03:16
10
Comentários

Oposição se disfarça de ONG para julgar mensalão no Twitter

É legítimo que a sociedade civil manifeste sua opinião sobre o julgamento do mensalão, mas quando se cria uma ONG para atacar um partido e fazer campanha de outros grupos políticos, o mínimo que se pode pensar é que neste mato tem coelho

reinaldo azevedo ong

Colunista da revista Veja, Reinaldo Azevedo é uma das figuras que servem de referência para a ONG Brazil No Corrupt.

Renato Rovai, em seu sítio

Está em curso na internet a campanha “Doe 1 tweet pelo Julgamento do #mensalao”, encabeçada pela ONG Brazil No Corrupt – Mãos Limpas. A campanha pede aos usuários do serviço de microblogs Twitter que cadastrem sua conta em um aplicativo que acessa a conta do usuário e publica mensagens a partir dela. No caso, mensagens pedindo a condenação dos réus no processo conhecido como mensalão.

No vídeo de apresentação da campanha são sobrepostas imagens do ex-presidente Lula e da presidenta Dilma Rousseff acompanhadas de notícias da Veja (que surpresa!) e de fotos dos réus do mensalão. Uma tentativa risível de associar a imagem de Lula e Dilma a um processo no qual nem sequer são réus.

Acessando a página da ONG Brazil No Corrupt – Mãos Limpas é interessante notar que entre blogueiros e políticos linkados no seu menu principal, está o blogueiro da revista Veja, Reinaldo Azevedo, e o site de campanha do filho do polêmico deputado Jair Bolsonaro, Carlos Bolsonaro, que concorre ao cargo de vereador no Rio de Janeiro.

Leia mais

Outro link no site da referida ONG leva ao site Mídia Sem Máscaras, que define-se da seguinte maneira: “Embora sem recursos para promover uma fiscalização ampla, MÍDIA SEM MÁSCARA colhe amostras, que por si só, bastam para dar uma ideia da magnitude e gravidade da manipulação esquerdista do noticiário na mídia nacional”.

Outro ponto curioso no site da ONG é a crítica à OAB-RJ (Ordem dos Advogados do Brasil – RJ) por apoiar o movimento Levante Popular da Juventude, organização de jovens que tem promovido atos públicos para mostrar quem são e como vivem os militares acusados de envolvimento em violações dos direitos humanos durante a ditadura.

O blog questiona desta maneira o apoio da OAB carioca: “Que OAB é essa que incentiva o revanchismo e desestimula a meritocracia através do forjado exame da ordem? Será que vamos assistir a tudo calados ou nossos filhos terão que reagir a esta juventude fabricada pelo PC do B”. E mais abaixo apresenta foto onde um jovem cospe no rosto de um senhor durante um suposto “escracho” do Levante Popular da Juventude. Sobreposta à foto, a seguinte frase: “A esquerda aproveita-se da nossa juventude crackeira. Comunistazinho metido a revolucionário esquerdista, cospe no rosto de um velho. Cadê a mãe deste comunistazinho?”

É legítimo que a sociedade civil manifeste sua opinião sobre o julgamento do mensalão, mas quando se cria uma ONG (Brazil No Corrupt – Mãos Limpas) para atacar um partido e fazer campanha de outros grupos políticos, o mínimo que se pode pensar é que neste mato tem coelho. E eu arriscaria dizer que este coelho tem penas e se disfarça de coelho, mas na veredade é um pássaro meio colorido e bicudo.

Recomendados para você

Comentários

  1. Gustavo Silva Postado em 08/Aug/2012 às 17:55

    O Lula era presidente na época, ele deveria ser réu do mensalão sim, muitas aprovações, licitações passaram por ele, nível máximo do poder executivo. Ele sabia de tudo e mesmo assim se calou, isso já é crime.

  2. Henrique Postado em 08/Aug/2012 às 20:27

    E por falar em mensalao! Vamos falar sério: nas centenas de páginas do inquérito da Polícia Federal, não há menção a José Dirceu como chefe de nada. Nenhuma testemunha o acusa de ter montado qualquer esquema clandestino para desviar qualquer coisa. Nada. São milhares de páginas. Nada entre Dirceu e o esquema financeiro de Delúbio. ... O acesso às centenas de páginas é acessível a qualquer cidadão. Vejam as que se refere a Dirceu. Ou seja, no BOM DIREITO, "IN DUBIO PRO REO" ... Agora, o mensalão tucano, cujo relatório do Delegado Zampronha, entregue ao STF em 04/julho/1998 (quando foi criado o mensalão), ninguém sabe de nada, todo mundo se cala E por que o pai do valerioduto eduardo azeredo/PSDB foi desmembrado - o "ilícito" não é o mesmo!? Alguém sabia de tudo e mesmo assim se calou, isso já é crime.

  3. Vera Postado em 08/Aug/2012 às 21:09

    A esquerda tem mesmo que repensar suas posturas. Há muito que se questionar nos fundamentos da ideologia ultrapassada marxista que impera nas instituições latino-americanas de esquerda.

  4. Dora Postado em 09/Aug/2012 às 12:32

    Henrique , como posso ver a denúncia do PGR ? É possível pela internet ? Os advogados de defesa insistem que não há provas, mas e os testemunhos orais ? Qualquer calouro de Direito sabe que a prova testemunhal, em Direito Penal, é a rainha das provas. O que os petistas esperavam ? Que fossem mostrados recibos das propinas ? E o Lula não saber ? Só petista deve acreditar nesta calhordice.

  5. Henrique Postado em 09/Aug/2012 às 13:52

    Se o ‘crime’(?) for contra a República – o julgamento é político. Se existir provas robustas(jargão jurídico), lei penal violada – o julgamento é técnico. Provas não suficientemente sólidas, mesmo com o provável delito, o STF, na obediência In Dubio Pro Reo - absolverá os ‘réus’. A nação quer conhecer a verdade – não se julga com provas secretas, todos têm acesso a elas. Não devemos subestimar a inteligência dos magistrados. O PT errou mas suportou o LULA no comando do país e PARA O GRANDE AVANÇO SOCIAL DO PAÍS. Lula devolveu aos brasileiros a autoconfiança que o povo já havia perdido durante o entreguista e submisso aos poderosos do mundo- FHC. Este “julgamento”(?) já se prolongou demais. FHC decepou a Constituição de 1988 com suas emendas totalmente antinacionais. Foi um governante totalmente sem senso com o povo brasileiro. Já o Lula tinha senso comum na presidência. Mas é lógico que não havia como ter poder com suficiência para reconstruir o que fizeram em 500 anos, principalmente o entreguista FHC. ... Acessos às denúncias, inscreva-se no STF ou no Parlamento brasileiro(RG, CPF,etc). Ou então a DITABRANDA e o estadão possuem canais para isto (não sei se eles mostrarão tudo), pois o PSDB possui o benefício da impunidade pela imprensa. Talvez encontres a "calhordice" de que o FHC não sabia do pai do mensalão e do valerioduto(eduardo azeredo-PSDB), aquele das arcas mineiras que o ajudou a se reeleger. O bom DIREITO é somente o que vale.

  6. Rodrigo Netto Postado em 10/Aug/2012 às 12:32

    ha ha ha "... Uma tentativa risível de associar a imagem de Lula e Dilma a um processo no qual nem sequer são réus." Essa foi a melhor da semana!!!

  7. Rodrigo Netto Postado em 10/Aug/2012 às 12:33

    http://congressoemfoco.uol.com.br/noticias/entidades-organizam-quadrilha-contra-os-mensaloes/ Entidades organizam quadrilha contra os mensalões Manifestação em frente ao Supremo, na próxima quinta-feira, cobrará firmeza e celeridade no julgamento de crimes contra políticos por Sylvio Costa | 09/08/2012 16:11 De quadrilhas e mensalões você já deve estar cheio. Quadrilhas florescem por todos os cantos, infiltrando-se no Executivo, Legislativo e Judiciário, em âmbito municipal, estadual e federal. Quanto a mensalões, aqui entendido no sentido lato de violações legais praticadas para conquistar ou manter poder político, têm longo e diversificado histórico. Há o mais famoso deles, o mensalão do PT e dos partidos aliados, que veio a público no febricitante ano de 2005. Mas ele foi precedido por aquilo que ficou conhecido como mensalão tucano ou mineiro, do qual emergiu como principal réu o ex-senador e atual deputado federal Eduardo Azeredo (PSDB-MG). Acusado de ter se beneficiado de recursos desviados de empresas públicas para a sua campanha à reeleição ao governo de Minas Gerais em 1998, ele responde por peculato e lavagem de dinheiro na Ação Penal 536, em tramitação no Supremo Tribunal Federal (STF). Sem falar do chamado mensalão do DEM, que tirou do partido e do governo do Distrito Federal o ex-senador José Roberto Arruda, e dos mensalinhos que proliferam pelo país afora, em assembleias legislativas e câmaras legislativas. Para cobrar do Judiciário firmeza e celeridade no julgamento de todos esses casos, e de tantos mais que atingem políticos, entidades engajadas no combate à corrupção farão às 13h da próxima quinta-feira, dia 16, uma quadrilha junina em frente ao prédio do Supremo. A manifestação deverá incluir um casamento entre duas “noivas” que no Brasil têm andado mais juntas do que seria desejável, a Corrupção e a Impunidade. A iniciativa, que tem o apoio do Congresso em Foco, é de várias organizações que se reuniram hoje pela manhã para discutir formas de aumentar a mobilização da sociedade em relação ao tema da corrupção. Estão entre elas os movimentos 31 de Julho, do Rio de Janeiro, o Adote um Distrital, de Brasília, e várias entidades de atuação nacional, como o Instituto de Fiscalização e Controle (IFC), a ONG Contas Abertas, o movimento Nas Ruas e o Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE). Várias dessas instituições, com absoluto destaque para o MCCE, tiveram papel fundamental na arregimentação de assinaturas para o projeto que deu origem à Lei da Ficha Limpa. Na manifestação, os ativistas cobrarão do Supremo maior eficiência para julgar as acusações criminais contra parlamentares, que atingem quase 200 deputados federais e senadores, ou seja, cerca de um terço do Congresso Nacional. Alguns desses casos se arrastam no STF há duas décadas.

  8. Francisco de Alcântara Postado em 10/Aug/2012 às 12:43

    É delicioso ver o desespero da PTralhada, falando qualquer porcaria, antevendo a Cadeia para seus ídolos MENSALEIROS......

  9. Henrique Postado em 10/Aug/2012 às 20:39

    Será que o JÂnio de Freitas virou "petralha"? O Jânio de Freitas, colunista da DITABRANDA, disse no roda viva, de 06/08/2012, que jornais e revistas serviram de suporte para o gov FHC. Ou seja, a mídia é tucana. Disse também: que a compra de votos para a reeleição de FHC – e não o “mensalão petista” – é que foi o maior escândalo do pós-redemocratização. ... Realmente, cada voto valia R$200.000,00. Mas como demotucanos e lacaios possuem o benefício da impunidade pela imprensa(?), só o 'mensalão' do PT é que a golpista julgou(?). Será que o jornalista está desesperado e falou qualquer porcaria, antevendo alguma "merda" para seus ídolos que possuem o benefício da impunidade pela imprensa(?)?

  10. Henrique Postado em 10/Aug/2012 às 21:04

    Em 07/08/2012 - por Monica Bergamo da DITABRANDA (folha) 'A imprensa nunca deu bola para o mensalão mineiro', diz Joaquim Barbosa Ele também questiona a imprensa. Quando procurado por repórteres para falar do processo contra petistas, provoca, ao fim da entrevista: "E sobre o outro, vocês não vão perguntar nada?". Recebe como resposta "sorrisos amarelos". "A imprensa nunca deu bola para o 'mensalão mineiro'", diz ele. ... Que coisa os amestrados e lacaios desta imprensa(?)!