Redação Pragmatismo
Compartilhar
Religião 24/Aug/2012 às 16:06
17
Comentários

Celso Russomanno defende uma igreja por quarteirão em São Paulo

'Seria bom uma igreja por quarteirão', defende Russomanno. Candidato do PRB à Prefeitura de São Paulo voltou a firmar sua aproximação com instituições religiosas

russomanno igrejas são paulo

Candidato da Igreja Universal do Reino de Deus defende uma igreja em cada esquina. Foto: divulgação

O candidato à prefeitura de São Paulo Celso Russomanno afirmou hoje (22) que, se eleito, fará uma gestão de modo que haja “uma igreja em cada quarteirão pregando o amor ao próximo”. Ele é filiado ao PRB, partido que tem a Iurd (Igreja Universal do Reino de Deus) por detrás.

Russomanno lidera a pesquisa Ibope na intenção de votos, com 31%. Seguido por José Serra (PSDB) e Fernando Haddad (PT), ambos tecnicamente empatados.

Ao ser sabatinado por jornalistas da Folha, Russomanno disse que vai regularizar todas as igrejas que estejam em prédios irregulares.

“As pessoas não matam ou roubam porque a lei proíbe, mas porque têm uma linha religiosa”, disse. “Existe igreja porque a população é temente a Deus, porque a população acredita.”

Leia mais

Em São Paulo, nunca os votos dos evangélicos foram tão disputados como na campanha das eleições deste ano. No horário gratuito que começou ontem, os apelos religiosos são frequentes.

A maioria dos evangélicos está disposta a votar nos candidatos indicados pelos pastores, conforme revelou uma pesquisa do Datafolha feita entre os participantes da Marcha para Jesus de São Paulo.

Paulopes

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Leandro Coelho Postado em 25/Aug/2012 às 13:10

    O certo seria uma ESCOLA por quarteirão!!! É lamentável como os políticos têm se alimentado como ratos do dinheiros das igrejas. Eu acredito em Deus, mas o uso da fé para angariar votos me dá vontade de vomitar... Será que as pessoas que têm fé são incapazes de ver isso???

  2. pica Postado em 25/Aug/2012 às 16:50

    Vergonha, mais um querendo o povo alucinado!

  3. Bernardo Postado em 25/Aug/2012 às 19:16

    E depois vocês ficam reclamando dos ateus!!!

  4. marcia Postado em 25/Aug/2012 às 19:44

    que pena ele pensar assim!sempre votei nele,mas agora nao voto nunca mais...

  5. Eduardo Postado em 25/Aug/2012 às 20:00

    O Povo precisa de educação e leis justas. Religião não define caráter e se uma pessoa é correta por causa de religião seu caráter é de cunho duvidoso e perigoso!!!

  6. Erika Postado em 25/Aug/2012 às 21:11

    É impressionante como existem pessoas ignorantes e de pensamento tão medíocre. Nem todos são fanáticos, assim como nem todo pobre é desonesto, mau caráter, assim como nem todo negro é bandido, etc. Assim nem todo pastor é ladrão, nem toda igreja rouba. É deprimente ver que por causa de uns e outros, o restante tenha que pagar. Sou evangélica, na igreja q vou aprendos a ñ julgar religião de ninguém, e sim respeita.

  7. Erika Postado em 25/Aug/2012 às 21:28

    Aprendemos a respeitar budistas, ateus, católicos, o candomblé e etc. Ao contrário de vocês que só sabem criticar, julgar. Não somos melhores que ninguém. E em relação ao dízimo, com todo respeito a todos, o dinheiro é meu e eu faço com ele.o que bem entender. Se eu quiser colocar fogo, rasgar, jogar enfim. Tenho todo direito, pois to livrr arbítrio pra fazer o qur bem entender, ñ estou roubando, eu trabalho, portanto faço com ele o que bem entender.

  8. Leandro Coelho Postado em 25/Aug/2012 às 22:39

    Érika, Não entenda mal o que escrevemos. Ninguém aqui criticou a igreja. Só achamos que a fonte para a maioria das mazelas do Brasil e do mundo é a falta de investimento na educação. Logo, ter uma ESCOLA em cada esquina certamente seria mais eficaz do que um templo em cada esquina, seja lá de qual religião. Uma vez escutei uma frase de um alemão que, ao chegar ao Brasil disse: na Alemanha temos uma fábrica e uma escola em cada esquina. Aqui no Brasil, vejo que existe uma igreja e um botequim em cada esquina. Ou seja, a multiplicação de templos não é a solução, e sim "templos" para a educação de um povo, ou seja, escolas e universidades. No mais, eu, como cristão que sou, respeito sua fé e sua disposição para ofertar seu dinheiro. Um abraço, Leandro.

  9. NaNTeS Postado em 26/Aug/2012 às 10:50

    É interessante para ele pois assim consegue recolher mais dizimo para financiar as suas próximas campanhas.

  10. Rogerio Postado em 26/Aug/2012 às 18:47

    Como seria a reação se um candidato defendesse uma boate gay em cada esquina? Seria alguém aqui a favor ou contra? Se fosse contra, defendendo uma escola em cada esquina ao invés de uma boate gay, seria homofobia?

  11. Fernando Carvalho Rente Postado em 27/Aug/2012 às 07:53

    Que tal uma ESCOLA, um CENTRO SOCIAL e CULTURAL, UM POSTO POLICIAL... Não se tem o que fazer em Sampa que gere boa qualidade de vida para os paulistanos?

  12. Debora Postado em 28/Aug/2012 às 04:23

    Sou evangélica!!! e cristã com muito orgulho!!! mas me envergonhado de determinados seres que querem misturar religiao e política!!! acho que um crente pode sim se candidatar, ganhar, e fazer algo por nóis e dar bom testemunho! mas coloca-lo lá dentro só pelo fato de ser "evangélico"??? desculpe mas isso é um erro!!! abramos os OLHOS irmaos! nem todos aqueles que dizem Senhor Senhor serao salvos!!! nao é o fato de um dia ter levantado a mão e dito que aceita Jesus, que serao bons governantes! escolha direito! crente ou nao!!! mas que tenham boas propostas e um bom histórico!!!

  13. L Postado em 30/Aug/2012 às 16:50

    Como de costume, um candidato sem conhecimento sociológico é o favorito. O candidato não se deu nem ao trabalho de conferir quantos religiosos há na prisão, pra ver se a afirmação faz algum sentido. É óbvio que cometer ou não crimes não é diretamente ligado com religião, são duas coisas diferentes! Uma clara alusão de que os não religiosos cometem crimes, como fez Datena. Mais chão até a conquista do respeito pelos diferentes pensamentos.

  14. Taís Postado em 03/Sep/2012 às 17:31

    Numa boa gnt o candidato disse: ‘Seria bom uma igreja por quarteirão pregando o amor ao próximo”. Ele não disse que irá fazer uma igreja por cada quarteirão. Interpretação de texto minha gnt. O que está claro é que com todos estes comentáros realmente a educação no Estado e na capital vai de mal a pior. Outra coisa, acho que o candidato quis dizer que seria bom porque as Igrejas pregam o amor ao próximo, o amor incondicional. A violência, corrupção, o egoísmo são fruto da falta de Deus no coração das pessoas. Um exemplo são os viciados em craque que a prefeitura transferiu o ponto de lugar e dispersou para vários outros...quem se importa né? A igreja se importa...por que vcs não vão ver o trabalho que as igrejas evangélicas (Sim evangélicas, não tem nenhum budista, espírta, católico etc) estão fazendo com essas pessoas? O quanto se investe em clínicas para dependentes químicos). Quantas cestas básicas são distribuidas por mês. Quantos mendigos estão com as vidas restauradas. Para a igreja todos tem muito valor e merecem uma segunda chance. O problema é que chegamos em um ponto em que ninguem se preocupa com ninguem de verdade. E vc acha que o bandido vai se preocupar se vc tem filho, se vc conseguiu suas coisas honestamente? Vc mesmo não se preocupa com ele, como ele vive. Claro, tem sim muitas pessoas oportunistas que usam da fé das pessoas para se favorecer...mas numa boa, deixa Deus cuidar disso, deixa Ele julgar...ou vcs se consideram nesse patamar para julgar alguém? Faço dele as minhas palavras: seria sim bom ter um lugar em que se prega o amor ao próximo em cada esquina, onde se prega que todos são importante e tem valor. Jesus ama a todos INCONDICIONALMENTE. Deveríamos tentar fazer o mesmo. Sou evangélica, não sou ignorante, nem bitolada, sou formada em Odontologia pela Universidade de São Paulo e não sou papagaio que fica repetindo o que ouve da tv, da revista e da mídia. Busco saber para ter a minha opinião sobre as coisas e invisto o meu dinheiro onde quero e em quem quero.

  15. Jailson Postado em 06/Sep/2012 às 13:59

    Para Taís, sou Católico e das Igrejas tidas como Evangélicas em Curitiba somente a Igreja Quadrangular trabalha com reabilitação de dependentes químicos. A Igreja Católica tem 4 Centros de recuperação e uma Pastoral da Sobriedade que orienta todas as Paróquias. É muito pouco para atender um número crescente de dependentes. Mas excluir a Igreja Católica desse trabalho é distorcer os fatos. Tive um parente alcoolista que para o qual não conseguimos vaga nas instituições da nossa Igreja. Ele foi atendido pela Quadrangular. Lá há uma clara doutrinação desde o primeiro, onde a única forma de recuperação é a adesão total às doutrinas da igreja. O objetivo é transformar o dependente em futuro pregador. Nas instituições mantidas pela Igreja Católica não há essa preocupação imediata. Primeiro tentamos recuperar a saúde do dependente para depois, se for do seu interesse, falar de Deus para que ele assuma a sua fé com liberdade e consciência, que convenhamos, ele não tem quando está sob efeito das drogas ou do álcool.

  16. vera Postado em 20/Sep/2012 às 16:12

    que tal uma escola em cada quarteirão, e porque so a religião evangelica...temos tantas outras taõ boas quanto......somos todos iguais perante Deus

  17. Isaac Postado em 04/Nov/2012 às 07:01

    Sobre o que ele disse e que está entre aspas, digo: Não mato e não roubo e respeito as pessoas porque sou ético e sei que cada um tem de fazer a sua parte pro mundo não virar um caos e acredito que tenham outras pessoas que pensam igual a mim, não porque senão eu vou queimar no inferno Pensar que não se pode matar ou roubar porque Deus pune é coisa da idade média. Partindo dum pensamento assim, presumo que o pensamento do ser humano não evoluiu em nada desde então. Temos de passar a fazer as coisas direito por nós mesmos, porque somos seres humanos, pela nossa humanidade. Mas pior é que ele está certo. Infelizmente tem muita gente que pensa "Só não desgraço com tudo se não vou sofrer pela eternidade" e quem pensa assim é mediocre. Se não começarmos a educar as crianças a serem corretas porque tem de ser e lhes apresentar motivos mais realistas o ser humano não vai evoluir de verdade.