Redação Pragmatismo
Compartilhar
Palestina 02/Jul/2012 às 18:49
11
Comentários

Soldado israelense é flagrado chutando criança palestina de 9 anos

Imagens em que soldado israelense chuta criança palestina revela o pano de fundo do interminável conflito no Oriente Médio

soldado israel agride criança

Soldado segura garoto de 9 anos antes de ele ser chutado por outro policial.

A Polícia da Fronteira de Israel iniciou uma investigação contra um policial filmado na última sexta-feira 29 dando um chute em uma criança de apenas nove anos, em Hebron, na Cisjordânia, enquanto um outro policial a segurava. O vídeo (assista abaixo), divulgado pela ONG israelense B’Tselem, se tornou público nesta segunda-feira 2 e mostra, além de um gravíssimo episódio de violação de direitos, o efeito deletério que a ocupação israelense sobre terras palestinas produz.

De acordo com a B’Tselem, um voluntário da ONG fez a filmagem quando observou um policial uniformizado e armado com um fuzil montando uma “tocaia” para segurar o garoto. Identificado como Abd al-Rahman Burkan, de 9 anos, o garoto estaria jogando pedras contra os policiais. O vídeo, de cerca de dois minutos, mostra Abd andando em um beco quando é agarrado pelo policial que estava de tocaia. Abd começa a chorar e o policial, que o segurava pelo braço, questiona: “Por que você está criando problemas?”. Em seguida, um segundo policial surge e dá um forte chute na criança. O primeiro policial solta o garoto, que foge, e cada um dos policiais vai para uma direção diferente.

Leia mais

A B’Tselem prometeu entrar com uma ação contra os dois homens. Em resposta enviada ao jornal Haaretz, o comando da Polícia da Fronteira de Israel lamentou o comportamento dos policiais e afirmou que as ações “contrastam com os valores da força”. O incidente, “raro” segundo a polícia, “não representa as ações da Polícia de Fronteira” e será investigado imediatamente.

A investigação interna servirá para punir os dois policiais, o que é importante, mas ao mesmo tempo ínfimo diante do pano de fundo trágico que está por trás do episódio. O chute contra o garoto ocorreu em Hebron, cidade majoritariamente palestina e que está dentro da Cisjordânia. A administração da cidade é dividida entre Israel e a Autoridade Palestina. A AP controla a área maior, de maioria palestina, e Israel administra um quadrante onde há grande comunidade judaica.

Forças do Estado israelense estão em Hebron para proteger cerca de 90 famílias judias que se consideram as protetoras da chamada Tumba do Patriarcas, onde estaria enterrado Abraão. É o segundo lugar mais sagrado para os judeus (depois de Jerusalém), mas também reverenciado pelos muçulmanos. A maior parte dos policiais e soldados israelenses, como este que chutou a criança, vive sob a enorme pressão de conviver com uma população extremamente hostil e proteger uma maioria de fanáticos religioso, enquanto as crianças palestinas, como Abd, de 9 anos, criadas num ambiente quase sempre de pobreza, violência e culto ao ódio contra Israel, têm como única imagem dos vizinhos os soldados, que muitas vezes agem de forma truculenta.

Assim, não só em Hebron, mas em todos os lugares onde há assentamentos judeus sobre terras palestinas, israelenses e palestinos têm convivido todos os dias nas últimas décadas. Não é preciso muito para entender que este é um enorme impedimento para a conquista da paz.

José Antonio Lima, CartaCapital

Recomendados para você

Comentários

  1. Alan Dawson Alfredo Postado em 03/Jul/2012 às 18:46

    Amanhã esta criança é o futuro sniper atirando em outro soldado, é assim que se faz uma guerra, mantendo-se o ódio sem sentido.

  2. renato Postado em 19/Nov/2012 às 20:14

    Imgaino que essa criança vai guardar isso pra sempre! como o amigo Alan Dawson Alfredo disse!

  3. Isaac Postado em 23/Jan/2013 às 03:50

    Começo a pensar que a ideia do presidente do Irã sobre Israel não é das mais ruins, esse povo não serventia alguma, a não ser destruir vidas inocentes.

  4. Alexandre Postado em 24/Apr/2013 às 21:35

    Esse é o povo que se diz descemente de Abraaão de Izac , de Davi , e de Moiseis ? não acredito que não ... ou então a Biblia seria uma farsa ? esse povo que mata crianças me dá nojo e Deus um dia vai cobrar isso ...

  5. Florencio Postado em 18/Jul/2014 às 12:58

    Religião o mal da humanidade.Insanidade.

  6. Nader El Kadri Postado em 23/Jul/2014 às 23:34

    Vergonha de ser HUMANO. Prefiro pertencer ao reino animal do que ser a favor de uma BRUTALIDADE desse tamanho. Cadê o povo que diz que os Palestinos são terroristas?

  7. luan Postado em 30/Jul/2014 às 19:44

    Grandes merda. Esses muleques ficam escondidos e quando passa um patrulheiro, eles atiram pedras e depois saiem correndo para se esconder. Não quer levar um bico na bunda? Não provoque!

  8. Carlos Postado em 02/Aug/2014 às 09:25

    É um "valentão" cheio de coragem para fazer isso

  9. alderijo bonache Postado em 12/Aug/2014 às 09:08

    Estes são os eleitos de Deus? Tenham paciência, são genocidas, assassinos cruéis que fazem o serviço mais sujo dos yanques em sua política de ocupação de quanto mais territórios forem capturados!

  10. leonardo fortes Postado em 09/Oct/2014 às 16:12

    É uma criança seus filhos da puta. Israel tem de acabar

  11. Carlos Postado em 07/Jan/2016 às 19:50

    kkkkkkkk se ferrou, foi jogar pedra nos outros. Claro, que o chute era desnecessário mas isso não é algo que só acontece por lá. Afinal, até a nossa polícia faz isso com pivetes. Logo, não entendi o drama feito em cima desse episódio. Isso é culpa de pais palestinos imbecis que incitam os filhos pequenos a atacarem policiais e soldados israelenses, que por sua vez revidam e chamam a atenção dessa mídia incompetente e fortemente esquerdopata, que acham que árabes palestinos são uns pobres coitadinhos oprimidos pelo ocidente. Se os pais dessa criança realmente dessem educação ao filho, duvido que ele teria apanhado.