Redação Pragmatismo
Compartilhar
Mídia desonesta 18/Jul/2012 às 16:08
61
Comentários

William Bonner, Jornal Nacional, Noam Chomsky e as técnicas infalíveis de manipulação

Professor Laurindo Leal Filho testemunhou deboches de William Bonner a respeito dos telespectadores do Jornal Nacional, apelidados pelo atual âncora do telejornal de Homer Simpson; Noam Chomsky explica os métodos do JN

jornal nacional

Relatos revelam a nada complexa tarefa de manipular informação.

Não é de hoje que vários pensadores sérios estudam o mecanismo da manipulação da informação na mídia de mercado. Um deles, o linguista Noam Chomsky, relacionou dez estratégias sobre o tema.

Na verdade, Chomsky elaborou um verdadeiro tratado que deve ser analisado por todos (jornalistas ou não) os interessados no tema tão em voga nos dias de hoje em função da importância adquirida pelos meios de comunicação na batalha diária de “fazer cabeças”.

Vale a pena transcrever o quinto tópico elaborado e que remete tranquilamente a um telejornal brasileiro de grande audiência e em especial ao apresentador.

O tópico assinala que o apresentador deve “dirigir-se ao público como criaturas de pouca idade ou deficientes mentais. A maioria da publicidade dirigida ao grande público utiliza discursos, argumentos, personagens e entonação particularmente infantil, muitas vezes próxima da debilidade, como se o espectador fosse uma pessoa de pouca idade ou um deficiente mental. Quanto mais se tenta enganar o espectador, mais se tende a adotar um tom infantil”.

Leia mais

E prossegue Chomsky indagando o motivo da estratégia. Ele mesmo responde: “se alguém se dirige a uma pessoa como se ela tivesse 12 anos ou menos, então, por razão da sugestão, ela tenderá, com certa probabilidade, a uma resposta ou reação também desprovida de um sentido crítico como a de uma pessoa de 12 anos ou menos”.

Alguém pode estar imaginando que Chomsky se inspirou em William Bonner, o apresentador do Jornal Nacional que utiliza exatamente a mesma estratégia assinalada pelo linguista.

Mas não necessariamente, até porque em outros países existem figuras como Bonner, que são colocados na função para fazerem exatamente o que fazem, ajudando a aprofundar o esquema do pensamento único e da infantilização do telespectador.

De qualquer forma, o que diz Chomsky remete a artigo escrito há tempos pelo professor Laurindo Leal Filho depois de ter participado de uma visita, juntamente com outros professores universitários, a uma reunião de pauta do Jornal Nacional comandada por Bonner.

Laurindo informava então que na ocasião Bonner dissera que em pesquisa realizada pela TV Globo foi identificado o perfil do telespectador médio do Jornal Nacional. Constatou-se, segundo Bonner, que “ele tem muita dificuldade para entender notícias complexas e pouca familiaridade com siglas como o BNDES, por exemplo. Na redação o personagem foi apelidado de Homer Simpson, um simpático mas obtuso personagem dos Simpsons, uma das séries estadunidenses de maior sucesso na televisão do mundo

E prossegue o artigo observando que Homer Simpson “é pai de família, adora ficar no sofá, comendo rosquinhas e bebendo cerveja, é preguiçoso e tem o raciocínio lento

Para perplexidade dos professores que visitavam a redação de jornalismo da TV Globo, Bonner passou então a se referir da seguinte forma ao vetar esta ou aquela reportagem: “essa o Hommer não vai entender” e assim sucessivamente.

A tal reunião de pauta do Jornal Nacional aconteceu no final do ano de 2005. O comentário de Noam Chomsky é talvez mais recente. É possível que o linguista estadunidense não conheça o informe elaborado por Laurindo Leal Filho, até porque depois de sete anos caiu no esquecimento. Mas como se trata de um artigo histórico, que marcou época, é pertinente relembrá-lo.

De lá para cá o Jornal Nacional praticamente não mudou de estratégia e nem de editor-chefe. Continua manipulando a informação, como aconteceu recentemente em matéria sobre o desmatamento na Amazônia, elaborada exatamente para indispor a opinião pública contra os assentados.

Dizia a matéria que os assentamentos são responsáveis pelo desmatamento na região Amazônica, mas simplesmente omitiu o fato segundo o qual o desmatamento não é produzido pelos assentados e sim por grupos de madeireiros com atuação ilegal.

Bonner certamente orientou a matéria com o visível objetivo de levar o telespectador a se colocar contra a reforma agrária, já que, na concepção manipulada da TV Globo, os assentados violentam o meio ambiente.

Em suma: assim caminha o jornalismo da TV Globo. Quando questionado, a resposta dos editores é acusar os críticos de defenderem a censura. Um argumento que não se sustenta.

A propósito, o jornal O Globo está de marcação cerrada contra o governo de Rafael Correa, do Equador, acusando-o de restringir a liberdade de imprensa. A matéria mais recente, em tom crítico, citava como exemplo a não renovação da concessão de algumas emissoras de rádio que não teriam cumprido determinações do contrato.

As Organizações Globo e demais mídias filiadas à Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP) raciocinam como se os canais de rádio e de televisão fossem propriedade particular e não concessões públicas com normas e procedimentos a serem respeitados.

Em outros termos: para o patronato associado à SIP quem manda são os proprietários, que podem fazer o que quiserem e bem entenderem sem obrigações contratuais.

No momento em que o Estado fiscaliza e cobra procedimentos, os proprietários de veículos eletrônicos de comunicação saem em campo para denunciar o que consideram restrição à liberdade de imprensa.

Os governos do Equador, Venezuela, Bolívia e Argentina estão no índex do baronato midiático exatamente porque cobram obrigações contratuais. Quando emissoras irregulares não têm as concessões renovadas, a chiadeira do patronato é ampla, geral e irrestrita.

Da mesma forma que O Globo no Rio de Janeiro, Clarin na Argentina, El Mercurio no Chile e outros editam matérias com o mesmo teor, como se fossem extraídas de uma mesma matriz midiática.

Mario Augusto Jakobskind, Direto da Redação

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook.

Recomendados para você

Comentários

  1. Antonio Postado em 19/Jul/2012 às 13:24

    Mas não é só a mídia que trata o público como um retardado infantil – Lula faz o mesmo, se vendendo como uma figura paterna, um salvador da pátria. São todos farinhas do mesmo saco.

    • Luciano Carvalho Postado em 31/Jul/2016 às 20:37

      Lula fez um trabalho de inclusão dos eternamente excluídos. Suas ações tiraram mlhões e milhoes da miséria e da fome. Essa verdade é dada em números estatísticos e reconhecida por vários órgãos internacionais. Lula não se vendeu como uma figura paterna, Lula foi e sempre será o pai dos historicamente esquecidos.

  2. proxy de facebook Postado em 19/Jul/2012 às 21:20

    ótimo texto

  3. Carlos Postado em 20/Jul/2012 às 11:08

    Quanta bobagem comunistóide! Essa gente parece querer insultar a instelgência das pessoas que essa mania de "teoria da conspiração da globo" Me digam então: Qual seria o modelo de telejornal para vocês? O estatal comunista da China, Cuba e Coréia do Norte, ou a religiosa de teocracias islâmicas? Esses não manipulam o povo,não censuram e impedem liberdade na internet????? Não exibem mentiras e impedem jornalistas estrangeiros de trabalhar no país??? Vocês precisam tratar essa esquizofrenia urgente!!

    • Plínio Postado em 20/Jan/2014 às 15:00

      Mais uma velha tática: apontar os defeitos dos outros para desviar a atenção dos seus.

      • Luciano Carvalho Postado em 31/Jul/2016 às 20:42

        Seu comentário foi objetivo e na mosca. As emissoras que Carlos citou são manipuladas pelos governos autoritários e as concessões no Brasil como é o caso da Globo são manipuladas pelos poderosos do capital. É preciso um sistema de concessões em que nem governo e nem capital tenham tanta influência permitindo maior controle e ficalização do povo.

    • Bud Sm Postado em 25/Jul/2014 às 15:08

      Mas que relação têm Cuba, China e AlJazera com o assunto?

    • Jorge Postado em 20/Feb/2015 às 23:36

      Carlos, procure ver menos TV, Leia mais!

    • walter p de sousa Postado em 21/Feb/2015 às 09:39

      O bom jornalismo é o americano que diziam que no Iraque tinha arma nuclear para os Estados unidos declarar guerra para tirar o governo de lá. Hoje o Iraque virou um caos graças a imprensa ocidental, como todo o oriente médio.

  4. Alana Postado em 20/Jul/2012 às 12:58

    Carlos, a tríade oligofrênica lhe afeta gravemente.

    • Bruno Postado em 21/Feb/2014 às 17:05

      hahahaha

  5. marina Postado em 27/Jul/2012 às 16:05

    não se trata de teoria da conspiração, mas sim de responsabilidade jornalistica! não se vê um assunto ser tratado seriamente nos jornais da emissora ou com total veracidade dos fatos, isso quando eles se importam em dar a noticia...quantas vezes algo sério acontece e não há uma nota nos jornais, e não somente na globo, nas outras emissoras também...vc diz bobagem comunistoide e eu te digo para tratar a sua ignorancia e ir se informar melhor ou até hj ainda tem medo de que existam comunistas no mundo? quando os reacionarios de direita falam um monte de asneira ngm diz para irem tratar a esquizofrenia deles..ou vc acha muito normal o apresentador do telejornal mais assistido do brasil se referir aos telespectadores como homer simpson? isso é desrespeito e mostra o nivel de preocupação com o q e como estao transmitindo as noticias, e fica ainda mais sério qnd se sabe q a maioria da população se informa através desses jornais...e nao venha ainda qrer falar sobre estatal comunista desse ou daquele lugar pq em momento nenhum foi dito q se apoia a censura a jornais, se qr dar opiniao contra pelo menos nao fale coisas q nunca foram apoiadas para desacreditar a opiniao alheia..

  6. Bruna Postado em 29/Jul/2012 às 19:31

    Carlos é um típico manipulado.

  7. Julio Postado em 31/Jul/2012 às 23:35

    Carlos, você é o próprio Romer.

  8. Edson Postado em 01/Aug/2012 às 09:20

    Depois de eleito o político detentor do mandato é como uma ferramenta para o pedreiro para o presidente da república. e foi o povo que elegeu.

  9. Robério Batista Campos Postado em 01/Aug/2012 às 14:25

    Torna-se urgente e de fundamental importância a Democratização dos meios de comunicação no Brasil. Istojá ocorre em váriospaíses da América Latina. O Brasil está bastante atrasado no que tange a este assunto. Houve encontros , municipais,regionais e nacional sobre o tema, tendo como resultante várias propostas para viabilizar a democratização. Dentre elas podemos destacar: proibição de propriedade cruzada de mídias, termino do oligopólio existente ( no qual famiglias são "proprietárias" das concessões ad eternum),divisão tripartite ( Estado , setor privado e sociedade civill)., cumprir a Constitulição que impede a concessão de Rádios e Tcanais de TV's a políticos e organizações religilosas, . Pjromover e estimularas rádios comunitárias. INfelizmente os governantes de ontem e de hoje não possuemCORAGEM para efetivarestas medidas.

  10. Pedro Silva Postado em 05/Aug/2012 às 01:50

    Maravilha de texto, bem lúcido. Parabéns!

  11. Carlos Alberto S.Martini Postado em 05/Aug/2012 às 19:17

    E o que dizer do BIG Brother Brazil, XUXA, Faustão e outras merdas que a globo defeca????

  12. Rodrigo Brambilla Postado em 07/Aug/2012 às 08:38

    Culpa de nós cidadão brasileiros. Que continuamos deixando nossos filhos assistirem essas merdas. Deixamos as pessoas comentar do BBB e da novela como se fossem coisas normais e até nobres. Lamentável a nossa falta de coragem de encarar essa gente de frente por simples medo do palavreadinho bonitinho.

  13. Marcos Postado em 07/Aug/2012 às 10:53

    Essa falação também foi mirabolante demais! Filosofia... Bela retórica e tudo mais.... O povo é assim por que quer e é apegado ao conservadorismo, passa longe da alienação, antes mesmo da TV o povo já era débil...

  14. Nicole Postado em 07/Aug/2012 às 12:20

    Que monte de lixo. Os manipulados são vocês e vocês não percebem. O ponto principal da histeria socialista é partir de algo completamente válido e chegar numa conclusão idiota e ilógica até para uma criança. É certo que a imprensa trata o telespectador como idiota. Mas daí vocês fazem uma ponte imediatamente atacando a liberdade de imprensa e defendendo regimes totalitários como a Venezuela e o Equador. Vocês parecem bastante legalistas quando tratam da imprensa que se opõe aos seus ditadorezinhos. Quero ver se iriam exigir todo esse rigor de cumprimento de contrato caso a emissora em questão defendesse a mesma merda que vocês. Não, aí caberia falar que mais importante que uma mera relação contratual é a liberdade de expressão, e blá blá blá. Incrível que tudo o que se refere a lixo socialista é assim. Se um socialista está com o cabelo comprido, então em vez de cortá-lo, pinta de azul, vermelho e verde. É esse o tipo de soluções que vocês sugerem para toda sorte de problemas. Esse delírio histérico que é tão típico da esquerda. Se a educação pública anda ruim, então nós acabamos com ela. Se o Brasil é um país racista, então estimulamos o preconceito e a segregação. Se o Brasil é um país violento, então afrouxamos as leis. Se a imprensa é um oligopólio, então nós fechamos emissoras e transformamos tudo num monopólio. Na boa, vão tomar no cu.

    • Plínio Postado em 20/Jan/2014 às 15:15

      Para saber o que significa "totalitarismo", leia, por exemplo Hanna Arendt (que nunca foi socialista nem nada parecido). A educação pública só é de responsabilidade federal no nível superior (mas, disso eu acho que você sabe), e as universidades federais, abandonadas durante oito anos pelo Professor FH, cresceram com Lula. Coras não criam preconceito, só fizeram vir gritá-lo na rua quem só o sussurrava pelos cantos quando "os pretos conheciam seu lugar" (fora da "nossa" universidade, do "nosso" chópim, da "nossa" cidade. Ninguém quer monopólio, ao contrário, o que se quer é mais gente podendo se comunicar, e não só meia dúzia de famílias milionárias e seus puxa-sacos. E antes que eu me esqueça, vá você que talvez lhe faça bem.

  15. Pedro Postado em 07/Aug/2012 às 18:16

    Pelos comentários postados aqui compreende-se por que a globo tem tanto poder de manipulação no Brasil. Carlos e Nicole são os exemplos clássicos de Homer Simpson.

  16. Wellington de Lucena Moura Postado em 10/Aug/2012 às 15:43

    Em parte Jakobskind tem razão, mas concordo com o leitor Carlos. Não há uma "conspiração" A imprensa é uma janela. Não se culpa a janela pelo que acontece na rua. A imprensa reflete (melhor ou pior) a sociedade em que vive e os problemas de informação e educação desta sociedade. Uma sociedade mais democrática (igualitária) na economia e na educação, consequentemente, com o poder mais distribuído, será uma sociedade onde a imprensa será mais imparcial. A imprensa é consequência, não causa, pelo menos, no fundamental

  17. rafael Postado em 14/Aug/2012 às 15:02

    bom pelos comentários reacionários o pragmatismo politico não censura kkk

  18. Aldenôra Moraes Postado em 22/Aug/2012 às 12:46

    Bom gente, permitam-me expressar minha singela opinião: a materia aqui posta para debate é muito séria e foi colocada pelo autor com muita clareza. Li todos os comentários e, pelo menos para mim, fica bem evidente que todos e todas já possuem uma idéia formada a respeito do assunto e não pretendem mudá-la. Alguns concordam, outros protestam indignados como se o que está dito fosse verdadeira basfêmia... Enfim, parece-me que o objetivo de transformar o telespectador numa marionete, incapaz de reagir como deve ou de reagir conforme a expectativa de seus manipuladores, foi atingido, infelizmente para o Brasil e para o mundo, afinal somos um todo e nenhuma consequência pode ser isolada, muito embora haja quem pensa o contrário.

  19. Marco Túlio Postado em 23/Aug/2012 às 17:57

    Nicole , caso se refira a educação publica em universidades federais, top 10 das ultimas semanas, sim, ela é ruim, mas mesmo assim é destinada a uma minoria no país que possui vantagens históricas, fruto do preconceito. O mesmo fale para legalização das drogas, que tbm foram proibidas no país (maconha) pelo mesmo tribunal que proibiu praticas religiosas africanas e outras manifestações culturais deste povo, tal como a capoeira. E caso seja necessário o monopólio da imprensa para que informações diversas possam chegar até ele para que tome suas próprias decisões eu não vejo problemas, já que a imprensa tem dono neste país. Aldenôra, acho seu comentário muito conformista.

  20. Paulo Luiz Mendonça. Postado em 07/Sep/2012 às 10:52

    Três poderes paralelos. A democracia tem seu equilíbrio nos três poderes, Executivo, legislativo e judiciário. Quando a democracia está realmente dentro de um espírito democrático existe também o quarto poder que é a imprensa, onde são divulgados sem censura os erros e acertos dos governantes. Paralelamente a estes três poderes do regime democrático existem outros três poderes, são eles: poder econômico, político e religioso, naturalmente estes poderes por interesses próprio estão intimamente ligados formando um tripé o qual da sustentação a todo tipo de manipulação do povo brasileiro. Primeiro falaremos do poder econômico, todos sabem, em país de terceiro mundo o dinheiro compra tudo, então para os poderosos tudo é possível, nada os impede de manipular qualquer setor da vida nacional. Segundo, o poder político, este é sustentado pelo poder econômico e costumeiramente muito bem apoiado pelo poder religioso, que tem a incumbência de manipular a classe mais humilde da população proporcionando aos políticos desonestos a possibilidade de se manterem sempre exercendo cargos públicos sem serem questionados ou importunados. Terceiro, poder religioso, a meu ver o maior manipulador das classes menos favorecidas. A manipulação religiosa é que mantém o povo sempre tranqüilo, esperançoso e sempre acreditando na promessa de que na vida eterna, é que está a verdadeira felicidade. Dizem eles: Não se preocupem com riqueza, pois é mais fácil um camelo passar no fundo de uma agulha do que um rico entrar no céu. (E quem falou que rico quer entrar no céu). Os teocratas Alardeiam com muita ênfase, a glorificação, e as delicias do paraíso, tudo isso vem após a morte, sendo assim os fieis religiosos mantém-se calmos, tranqüilos e cordatos sem desejo de reação contra os desmandos do poder político e do poder econômico. Para finalizar, tenho ouvido muitos falarem que religião é o freio da humanidade. Não concordo, pois o verdadeiro freio que deveria existir na humanidade é a responsabilidade dos pais de educarem seus filhos os ensinando a serem honestos, trabalhadores, sobretudo ter grande respeito pelos seus semelhantes. Mas ao invés disso os pais na sua maioria ensinam aos filhos fantasias de que existe inferno, paraíso, pecado e sem questionamento devem sempre temer a Deus. Estes ensinamentos são fantasiosos, pois nem mesmo eles sabem com certeza se realmente existe. A meu ver a religiosidade do povo no planeta todo não regride pelo fato da maioria dos pais passarem para seus filhos suas crenças herdadas dos seus antepassados. Na verdade é isso que sustenta a continuação da fé religiosa. Dizem que a religiosidade é uma manifestação divina no ser humano, digo com toda certeza se não existisse o medo da morte, se vivêssemos para sempre, a palavra religião nem faria parte do nosso dicionário. Paulo Luiz Mendonça.

  21. Marco Vasconcellos Postado em 24/Sep/2012 às 12:09

    Na minha opinião, o tempo que o povo passa consumindo essas drogas como Globo, SBT, Record, etc, ainda é pouco sofrer tudo o que sofre. Se tivessem um pouco de senso crítico, opinião formada baseada em informação real, que é sim possível de ser obtida, com certeza esse nosso país seria muito diferente.

  22. Wellington Postado em 24/Sep/2012 às 16:38

    Homer "Carlos" Simpson

  23. Ana Postado em 24/Sep/2012 às 17:01

    Paulo, interessante sua discussão. Queria ponderar sobre o poder religioso, no qual sou inscrita por pertencer à liderança em minha igreja. Se vc olha para o cristianismo, por exemplo - as outras religiões tem o msm princípio - deveria propagar-se o amor ao próximo, e isso envolveria a ética, o respeito, a dignidade... essas coisas de valorização da pessoa, mas ultimamente a manipulação q se tem visto nessa área tem a ver com... o consumismo (já ouviu sobre teologia da prosperidade). Com isso, há uma orientação para uma felicidade aqui/agora junto a outra q mantém no poder os "protetores" q são eleitos para "cuidar" de suas igrejas e ñ para servir o povo como um todo, afinal os eleitos pelo povo deveriam estar em seus lugares de empregados, e ñ de deuses. Acho q, ou a situação ficou mais complexa, ou esse "poder religioso", se é q ele é um poder, passou para o econômico. Ñ sei se vc crê, mas vc está totalmente certo em pelo menos duas coisas q ñ é comum a gente ouvir por aí: os pais deveriam educar seus filhos nos moldes q vc disse; e, se ñ fosse a morte, ñ existiria religião.

  24. Ismael Postado em 24/Sep/2012 às 22:27

    Esses dois, um que parece morar numa bela cobertura, o Carlos e a outra,, a Nicole, que parece patricinha desbocada, mas ambos eleitores demotucanalhas convictos e leitores de vejinhas, sá o arroto de uma classe média racista, elitista e patriarcalista que se perdeu no tempo e na história. Ainda pensam que mandando quem pensa diferente tomar no c. ou taxando-os de comunistas, socalistas, esquerdistas tal como a ventríloqua veja, as pessoas vão parar de pensar como pensam. Carlos e Nicole, na boa, vocês são ,piores que Simpson: o personagem pelo menos parece inocente em sua alienação. Já você... bem, são lixos conscientes e ordinariamente fascistas.

  25. Laura Postado em 26/Sep/2012 às 13:25

    Bom texto. Há tempos parei de assistir o referido jornal e outros vários programas da emissora em questão. Sempre achei a emissora manipuladora! Pior do que isso é se deparar com comentários e jargões idiotas incentivados pelas novelas. Aquilo que vira uma "febre"... Ninguém merece!!

  26. Martim Postado em 27/Sep/2012 às 10:01

    Quanta gente atacando o Carlos, mas não vi ninguém responder a questão dele. Qual seria o modelo de telejornal para vocês? O estatal comunista da China, Cuba e Coréia do Norte, ou a religiosa de teocracias islâmicas? Esses não manipulam o povo, não censuram e impedem liberdade na internet? Não exibem mentiras e impedem jornalistas estrangeiros de trabalhar no país? Alguém?

  27. Ralf Postado em 27/Sep/2012 às 10:03

    O problema é que o autor do texto, assim como o próprio Chomsky, não entendem a direção das relações entre jornalismo e telespectador. Eles acusam o jornalismo de criar a linguagem com baixo nível de complexidade e, assim, a população acaba reagindo dessa maneira (infantil, sem necessidade de pensar). Na verdade, o que acontece é exatamente o contrário. A grande parte da população simplesmente não consegue (ou não faz questão de) refletir ou digerir algo complexo. É um pensamento preguiçoso, não só do espectador brasileiro, mas do mundo inteiro. Os motivos para essa preguiça de raciocínio são diversos e milenares. O jornalismo, assim como os demais programas da televisão, nada mais fazem do que responder à capacidade de pensamento das pessoas. Só assim conseguem atingir a maior quantidade de pessoas. Quem demanda o Big Brother é a sociedade, isso não é uma imposição da televisão. Está apenas refletindo um anseio da população pela baixaria. Quem cria e bajula “Ai se eu te pego” é a população, não a tv. A televisão não faz nada além de se aproveitar da falta de intelecto e responde à mesma altura. Não é a Globo que cria a preguiça intelectual, ela só reflete a nossa.

  28. Pedro Gusmão Postado em 27/Sep/2012 às 19:24

    "Não ser alienado a tal posicionamento da mídia que a todo momento trata realmente as pessoas com se tais fossem tupinikins que não entendem oque ouvem. Vejo a televisão Brasileira como um rolo de consumismo levando as pessoas somente a gastarem sem saberem como se livrar desta lavagem cerebral''.

  29. Isaac Postado em 28/Sep/2012 às 02:39

    Não estou aqui para expressar nenhum partido político/social. Adorei a opinião do caro colega Marco Vasconcellos: Parece que o povo gosta de tensão, e os canais abertos estão a 220V. Mas queria dar a minha opinião também: Podemos extrair algo de positivo do que lemos na matéria. Devemos concordar que devemos filtrar as informações que recebemos, principalmente aquelas rapidinhas, que dizem tudo sem falar nada. Nos últimos tempos, sem ouvir opinião de terceiros, sem nunca ter visto uma matéria a respeito, optei por telejornais com notícias mais completas. Ao assistir o JN por quase duas décadas, mais adulto e amadurecido, notava a velocidade com que são transmitidas as notícias, não é algo natural. As manchetes parecem aqueles comerciais acelerados das rádios. Por um lado entende-se que é uma forma de passar o máximo de informações possíveis no mesmo tempo de sempre, e eles seguem ao pé da letra certas lições dos cursos de jornalismo (como por exemplo nosso caro escritor desta página escreveu: Willian Bonner e Jornal Nacional logo nas primeiras palavras). Por outro lado, o jornalismo enxuto pode se transformar num formador de opinião sem o pensamento próprio de quem assiste. Mas quem o quiser assistir não tenho nada contra, é uma forma fácil e rápida de obter informações, não acho que tu vai virar um zumbi, apenas vai perder em interação, como temos aqui. Caso não se interesse nisso, não perderá nada. Mas acredito que a falta do pensamento pode diminuir a qualidade da educação e social de uma nação. E apesar de todos usarmos uns aos outros, alguns poucos podem usar as outras pessoas mais do que podem ou devem. Sendo verdade o que o Bonner falou, acho muito desrespeitoso sim, afinal o JN é uma forma de unificação nacional, afinal milhões de brasileiros o assistem e ali formam suas opiniões. E sim os canais de TV são concessões dos brasileiros, que foram cedidos por meio dos políticos, portanto a impressa televisiva precisa ter compromisso com a sociedade e com o cidadão. Ultimamente, para ser sincero, somente acesso a internet para notícias. Raramente assisto a telejornais.

  30. Isaac Postado em 28/Sep/2012 às 02:51

    A imprensa é uma forma de poder. E ela pode nos influenciar até mesmo na política, portanto se ela tiver interesses próprios, que prejudiquem os interesses da população, é natural que algo deva ser feito, mas é algo muito complexo, apesar de que se ler nas entrelinhas, percebe-se que o apartidarismo em várias situações é fachada. A história brasileira ajuda a contar isso, até mesmo em concorrência ao cargo da Presidência da República, basta perguntar a quem acompanhou a democracia desde o início. Em alguns momentos foi possível notar os interesses dos canais de televisão neste ou naquele candidato. Isto não é teoria da conspiração, é óbvio. Não aponto o dedo nem julgo ninguém, exponho fatos.

  31. Marcelo Postado em 22/Oct/2012 às 18:43

    Os comentários são um show à parte, rsrs Materia excelente que reflete minha opinião que manifesto por anos. Site excelente que pretendo acompanhar. Abraços !!!!

  32. Hilário Postado em 26/Oct/2012 às 03:05

    Marcelo. Aqui as discussões pegam fogo, e as pessoas acompanham mesmo os comentários. Não são comentários, são fóruns, debates, ou seja qual for o nome. Tem um mês que conheço o site e digo o mesmo que tu.

  33. Hilário Postado em 27/Oct/2012 às 00:20

    Novela, novela, novela, novela, Jornal, novela, e Gabriela. Eu assisti. Que tristeza!

  34. julio Postado em 29/Oct/2012 às 14:33

    A REDE GLOBO NÃO PASSA VALORES BRASILEIROS. FIQUEM DE OLHO NISSO. A MÍDIA OCIDENTAL É UMA SÓ. FIQUEM ATENTOS...

  35. Anon Postado em 17/Nov/2012 às 17:05

    Respondendo para Martim e Carlos: Caso houvessem entendido o propósito do texto saberiam que não se trata de CENSURAR a informação e sim ter responsabilidade e imparcialidade no que é noticiado e assumir as responsabilidades concedidas. Respondendo sobre a imprensa ser reflexo do que a sociedade faz e pensa: Isto só acontece quando a mesma quer, pois muitas das vezes ela é apenas um prisma que distorce o reflexo para interesses escusos.

  36. Rafaela Postado em 18/Nov/2012 às 20:19

    Tudo nesse emissora é ilusório!

  37. Austhin Postado em 18/Nov/2012 às 20:21

    Tudo nessa emissora é ilusório!

  38. Grampola Postado em 29/Dec/2012 às 16:41

    OS analfabetos funcionais da globo ficam orrorizados quando o nivel do debate sobe, eles ficam perdidinhos e apelam ao xingamento de sempre.Na real eles só sabem xingar e rosnar.

  39. Bruno Postado em 29/Dec/2012 às 18:51

    Foi só aparecer um comentário contrário ao texto original que o autor foi chamado de "homer", tucano, elitista, dono de uma cobertura, e até racista. O próprio texto diz que foi realizada uma pesquisa na qual a audiência parece não entender o conteúdo de notícias complexas. Aí vêm me dizer que é a Globo que alieniza o espectador e não o nível da transmissão que é moldado por ele. Não duvido de interesses pessoais ou organizacionais afetando as notícias, mas relacionar isso com a linguagem empregada e as teorias de Chomsky é muito esforço. Agora, não vejo ninguém aqui contestando as propagandas eleitorais estatais que aparecem todos os dias em horário nobre. Toda empresa estatal exalta feitos do governo nas suas propagandas, qualquer medida popular é transmitida para os quatro cantos do país e as que possuem temas polêmicos são tratadas unilateralmente como positivas. Agora, não, isso não é alienar e manipular a população. Ou será que eu vou ligar a televisão hoje e ver uma notícia paga com dinheiro público com o texto "milhares morrem nas filas dos hospitais; país rico é país sem miséria", "a dívida pública brasileira é a mais alta da história; Governo Federal" ou "o Brasil é líder no número absoluto de assassinatos no mundo; Brasil, um país de todos"? Absteiam-se de me adjetivar com as mesmas palavras usadas acima; desqualificar argumentos atacando o interlocutor é falácia antiga.

    • Plínio Postado em 20/Jan/2014 às 15:27

      Sem adjetivos: "interesses pessoais ou organizacionais afetando as notícias" é exatamente a especialidade de Chomsky. Não é preciso acusar de preconceito as pessoas que você defende, elas mesmas o demonstram. Quanto a xingamentos, quem os usa?

  40. Gustabo Postado em 31/Dec/2012 às 09:18

    E tudo nos leva a ver que não há um modelo telejornal bom no mundo. Já que tudo está nas mãos do grandes, e a grande parte dos grandes trabalham para a alienação no mundo, Trabalham para

  41. Marta Postado em 02/Jan/2013 às 19:52

    Programas de TV são produtos, se vende bem continua se não vende sai do ar, quem determina o que assistir é o telespectador. A única solução para uma TV popularesca ter qualidade é o telespectador querer, a grande maioria acabou de chegar em casa depois de um trabalho lazarento pra ganhar uns tostões, ainda tem as crianças pra cuidar, a TV só está ligada esperando a bosta da novela começar.

  42. Renata Postado em 04/Jan/2013 às 18:37

    Acho que a Globo é manipuladora sim. Mas alguém me responda: quando uma criança manipula os pais para que eles façam o que ela quer, a culpa é de quem? Da criança? A Globo (e qualquer outro veículo, pessoa etc.) manipula quem se deixa manipular, quem não questiona o que vê. Nós permitimos que nos manipulem quando não procuramos estudar, nos informar por diversos meios, quando não questionamos uma notícia, uma propaganda de governo, quando nos contentamos apenas a assistir Big Brother para nos distrair e não nos interessamos pelo que realmente faz diferença para nossa vida. Que fique claro: não estou defendendo nem "socialistas e comunistas", nem "tucanos". Só acho que existem dois responsáveis nessa história: quem faz e quem permite que se faça.

  43. Dimas Postado em 18/Jan/2013 às 15:08

    Carlos, vai assistir ao BBB e continue alienado!

  44. Mauro Postado em 02/Feb/2013 às 21:07

    Carlos / Martin perguntam: "Qual seria o modelo de telejornal para vocês? O estatal comunista da China, Cuba e Coréia do Norte, ou a religiosa de teocracias islâmicas?" Pergunto à vocês: Porque vocês indicam esses "modelos"? Não existiria alguém entre os milhões de brasileiros que pudesse criar um formato único, mais justo e honesto de lidar com as informações? Não poderia ser um jornalismo apenas brasileiro, um novo modelo? Baseado nos assuntos que realmente afetam e deveriam interessar ao povo desse paíis nada sério? Eu sempre quis ver na TV, por exemplo, um jornalista perguntando ao ministro da saúde ou ao presidente, porque é que sai governo, entra governo e o sistema de saude pública nao funciona? Incompetência? Desinteresse? Ou existe um motivo oculto, uma conspiração envolvendo indústrias farmacêuticas, entidades da classe médica, seguradoras, etc, que não permitem o avanço ou sequer a implantação de um sistemazinho que funcione? Se não funciona, nunca funcionou, porque sempre prometem o mesmo nas campanhas? Esse é o tipo de jornalismo que eu queria ver.

  45. MARCO Postado em 05/Feb/2013 às 11:01

    É bom lembrar que pessoas de baixo nivel de informação não tem condição de se defender destes preciosismos praticados pela Globo. Somos verdadeiros otários pensando que temos opiniões próprias. Geralmente, a maior parte da sociedade vive repetindo aquilo que ouvem. Um grande exemplo é o daquele que não domina qualquer assunto politico e diz "TODOS SÃO FARINHAS DO MESMO SACO" Acho isto um saco. Precisamos, na verdade, é de nos informarmos mais profundamente e nos unirmos em torno de um objetivo de exigir nossos direitos como cidadãos brasileiros. (vide a obra de Thales, A LUTA PELO DIREITO)

  46. Rodolpho Postado em 15/Mar/2013 às 16:06

    Concordo totalmente com a Renata. Sem dúvida alguma a Globo é manipuladora, mas atualmente existem diversas formas de nos informarmos, as pessoas são manipulados por que permitem. Não procuram buscar a informação, esperam a mesma chegar até elas. Comodismo puro.

  47. Vander Postado em 03/Apr/2013 às 02:23

    É engraçado como os direitistas, ao se referirem aos que tem odeias de esquerda, sempre lembram os erros cometidos por governos comunistas, como se todo esquerdista concordasse com as atrocidades cometidadas pelo stalinismo. calma aí! a raiva que vcs sentem de quem defende o povo os cega, impedindo-os de ver as propostas de melhoria social oriundas justamente da analize desses tais erros. Nós aprendemos como os erros do passado. E não esqueçam que a direita cometeu os mesmos erros. Ou por acaso Hitler era comunista?

  48. Adalberto F. de Sousa Postado em 24/Jun/2013 às 18:28

    Chomsky é referência obrigatória nos cursos de mestrado em linguística, principalmente na análise do discurso.

  49. Mauro Postado em 08/Aug/2013 às 11:54

    Nicole de onde você tirou que a Venezuela tem um regime totalitário? Do Wikipédia: Totalitarismo (ou regime totalitário) é um sistema político no qual o Estado, normalmente sob o controle de uma única pessoa, político, facção ou classe, não reconhece limites à sua autoridade e se esforça para regulamentar todos os aspectos da vida pública e privada, sempre que possível.2 O totalitarismo é caracterizado pela coincidência do autoritarismo (onde os cidadãos comuns não têm participação significativa na tomada de decisão do Estado) e da ideologia (um esquema generalizado de valores promulgado por meios institucionais para orientar a maioria, senão todos os aspectos da vida pública e privada). A Venezuela teve vários preitos e consultas populares (plebiscito e referendo) durante o governo Hugo Chaves! O sistema eleitoral de lá é melhor do que o nosso, com urna eletrônica e comprovante de voto em papel que é colocado em uma urna. Uma contagem tem que bater com a outra. É mais à prova de fraude do que o nosso? Você é Venezuelana, mora lá, vive lá, tem parente lá, já foi lá???? Se não , cuidado, você pode estar seno manipulada, alienada, desinformada, etc ! Quais são suas fontes de informação?Será que são a Globo ou Veja? Cuidado com o REACIONARISMO

  50. Elias Postado em 30/Dec/2013 às 12:11

    Carlos / Martin perguntam: "Qual seria o modelo de telejornal para vocês? O estatal comunista da China, Cuba e Coréia do Norte, ou a religiosa de teocracias islâmicas?" Pergunto à vocês: Porque vocês indicam esses "modelos"?(2) Perfeito o comentário, o estado de esquerda deseja todo poder eles reclamam da manipulação de jornais mas nada comentam da manipulação dos partidos de esquerda como por exemplo o Foro de SP e sites como esse que todos estão ligados a uma só rede. Comunas só acreditam em vcs doutrinados ou idiotas.

  51. luiz carlos Postado em 29/Mar/2014 às 09:31

    Acredito piamente que todos que expressaram as opiniões acima listadas estão perfeitamente corretos em suas análises e julgamento. Entretanto, devo lembrar-lhes da piada do cidadão sendo autuado pelo representante da lei: Diz o delegado: -"O senhor está com a razão mas vai preso assim mesmo"!.. No Face book, foi postada uma entrevista da Globo com o presidiário Marcos ...Camacho, mais conhecido como "Marcola" que trata da questão social no sistema vigente, por sinal muito elucidativa e assustadora para a elite dominante. vejam se puderem.

  52. Gualberto Cesar dos Santo Postado em 21/Feb/2015 às 09:10

    O "safadóciio" da RG é uma sacanagem - e o povo não percebe o quanto de subliminar tem as suas edições editorias e em todas as suas programações - desde esporte até as novelas ...